Água abaixo

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

5 janelinhas, 5 passageiros: bom

5 janelinhas para 5 passageiros: bom

4 passageiros para 3 janelinhas: um fica no meio

4 passageiros para 3 janelinhas: um fica no meio

Aquele zunzunzum

Aquele zunzunzum

Um rio? Não, a estrada do parque brasileiro

Um rio? Não, a estrada do parque brasileiro

A primeira nesga, na janela da vizinha

A primeira nesga, na janela da vizinha

Grande Momento Uau número 1

Grande Momento Uau número 1

Somewhere over the rainbow

Niagara #fail

Três Mosqueteiros e quedas argentinas

Fazendo água por todos os lados

O helicóptero faz vários sobrevôos em forma de "8"

O helicóptero faz vários sobrevôos em forma de "8"

Vai e volta umas três vezes

Vai e volta umas três vezes

Sugestão: fotografe na primeira, e depois desencane

Sugestão: fotografe na primeira, e depois desencane

Deixe um pouco do uau para o seu coração registrar

Deixe um pouco do uau para o seu HD pessoal registrar

Passeio de helicóptero em Foz. Duração: 10 minutos. R$ 180 por pessoa. Só tem do lado brasileiro. Imperdível.

Post publicado em dezembro de 2009.

Leia mais:

96 comentários

Carla
CarlaPermalinkResponder

Lindo, lindo, lindo... grin

(Sobre Niagara, tive a sorte de ir até lá antes de conhecer Iguaçu - o que foi primordial para que eu apreciasse Niagara como se deve... Caso contrário, acho que ela ficaria irremediavelmente ofuscada!)

juliana
julianaPermalinkResponder

eu quero!!!

Yoyo
YoyoPermalinkResponder

Imperível mesmo!
Não deixarei de fazer ese passeio quando for a Foz.

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Vc esta me deixando com uma vontade doida de ir a Foz... O Kiko ainda não conhece e estou doida para leva-lo e verificarmos tudo isso juntos smile
bjs

Natalie
NataliePermalinkResponder

Tenho muita vontade de conhecer Foz. Deve ser tudo maravilhoso. Mas esses passeios estão um pouco acima da minha verba (por enquanto). :/

Vivi
ViviPermalinkResponder

Rique, te acompanho na Band News. Adoro as suas dicas.
Conheci Foz em jan. Imperdível o passeio de helicóptero!

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

Délicia hein!

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Ricardo
Seu blog é ótimo, sem dúvida, mas quero mais dicas risos.

Estamos, eu e Tatyana, indo para a Itália em janeiro e conheceremos 4 grandes pólos citadinos.

Veneza - 18 a 23/01
Milão - 23 a 28/01
Florença 28/01 a 02/02
Roma 02 a 07/02

Como pode ver são cinco noites em cada uma das cidades e estamos pensando em ficar em studios/apartamentos alugados pela Rental in Rome. Eles alugal apartamentos em todas estas cidades e me parece uma boa empresa. Pelo menos são bem estruturados. Você acha que vale ou é melhor ficar em hotéis?

Minha outra dúvida é quanto aos deslocamentos de uma cidade para outra. Queremos, pelas distâncias, fazer pelo EuroStar. Segunda-classe, é claro hehee

Ricardo Freire

Eu gosto muito de alugar. Cinco dias já comensam. Faça os dslocamentos de trem, sim.

http://www.viajenaviagem.com/2009/03/como-alugar-apartamentos-de-temporada-no-exterior-parte-1/

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Ricardo

Já reservei o studio em Roma no Transtevere por 65 euros - muito boa localização. De lá, ao menos pelo maps.google, dá para ver a Piazza Navona a frente, o Coliseu à direita e o Vaticano à esquerda (risos). Só fiquei com o pé atrás com o tal do caução (300 euros), pois fico me perguntando o que vou fazer com 300 euros que terei que trazer de volta ao Brasil uma vez que eles só me devolvem na partida.

Em Veneza, ao contrário de Florença (68 euros) e de Roma (65 euros), o apartamento previsto está mais acima do preço (140 euros). Talvez, nestas cinco noites em Veneza, a gente resolva ficar em Hotel. Tenho visto as acomodações em alguns hotéis e estão mais em conta: Hotel Continental (***) 85 EUR, Hotel Bellini (****) 90 EUR e outros - todos colados a Estação S. Lucia.

O que é que eu faço? hehehe

Cristina L
Cristina LPermalinkResponder

Oi, Marcos,

fui a Veneza no ano passado e descolei um quarto duplo com banheiro privativo, quase ao lado da Ferrovia, por €60/noite (sem café da manhã). Aqui: http://www.casagerottocalderan.com.

o nosso quarto tinha vista para a praça e a localização era fantástica (para mim, ficar arrastando mala por Veneza é o ó!) - na própria Strada Nova (quer dizer, na Rio Terá San Lonardo, que se transforma na Strada Nova, que te leva a qualquer lugar), estávamos em San Marco em no máximo 10min a pé (e, novamente, na Ferrovia, em menos de 5 min).

Veneza foi o lugar mais caro da nossa viagem pela Europa, mas acho que este hotelzinho foi um achado!

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Cristina

Muito obrigado pela dica.

Vamos ficar em apartamentos alugados em Milão, Florença e Roma, mas em Veneza a cota está bem acima dos preços dos hotéis. Se você indica e garante (risos) a Casa Gerotto Calderan, então vou verificar se tem vagas para o período que passaremos por lá.

Abraço

Cristina L
Cristina LPermalinkResponder

Oi, Marcos

não se contente apenas com a minha humilde opinão!!! rsrsrs veja o site do Tripadvisor para este hotel: http://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g187870-d260778-Reviews-Alloggi_Gerotto_Calderan-Venice_Veneto.html#mtreview_35242010

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Riq, fiz esse passeio ano passado e sinceramente foi meu favorito em Foz. Acho imperdível, até para ficar mais embasbacado ainda com a dimensão dessa maravilha.

Agora acho gasto desnecessário pagar para ir até Itaipu (o passeio mais longo). Porque o show são as cataratas mesmo - além disso é só combustível queimado à toa. razz

Ricardo Freire

Itaipu ficou pra próxima, não deu tempo. Mas eu só vou porque muita gente fala bem. Por mim mesmo, não tenho vontade nenhuma de ir.

Jorge Bernardes

Dica anotada Lucia... A visita à Itaipu tem mesmo cheiro de roubada.

Ernesto, o pato

Jorge

DE helicopero não sei, mas de onibus, vale a pena fazer a visita completa, que inclui a entrada dentro da usina. ( A não se rque voce nçao goste de coisas tecnológicas)

Em tempo : dá para ir de onibus até a entrada da usina, dispensando os carissimos taxis locais.

Jorge Bernardes

Pois é Ernesto, o Arthur também falou bem do passeio, sei lá, vou ler mais sobre essa visita, mas tô achando que para 3 dias entre e ir e vir pode ficar corrido.

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Eu tb fiz esse passeio de ônibus até Itaipu, foi bem interessante. Recomendo, Jorge. Agora tem q ficar atento apenas com os horários, que são bem fixos.

(Whishful thinking: um dia, quando minha desorganização deixar, posto no meu blog sobre este passeio... e os outros tantos q fiz na road trip pelo sul do Brasil. :S )

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Puxa, acho q meus comentários ficaram confusos, Jorge... é o sono ainda. Resumindo:

Itaipu de helicóptero = roubada
Itaipu de ônibus = interessante (principalmente se vc curte "grandes momentos da engenharia").

grin

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Certo, de helicóptero o que vale são as Cataratas. Mas visitar Itaipu é imperdível também (segundo meu pai, Jorge. Aliás, meu pai tb fez o vôo de heli). Mas eu também curto muito "grandes momentos da engenharia".

Jorge Bernardes

Tá tudo entendido. Obrigado pessoal.

Ricardo Freire

Você chegou a ver Cumbica também? No seu feriado tem uma ida à meia-noite (chegada à 1h30) a 189 reais, e volta às 19h50 por 335 reais. Não acho ruim, não... não interfere com o trabalho na sexta e vocês tiram o sábado inteiro para curtir o hotel antes de partir para as aventuras na Argentina...

Ricardo Freire

Eu é que contribuí para o mal-entendido, não compreendendo que você estava falando especificamente do passeio de helicóptero a Itaipu. Pensei que fosse sobre Itaipu em geral. (Morro de preguiça de ir lá, apesar de tantos depoimentos positivos.)

Jorge Bernardes

Estava olhando o site de Itaipu. Parece super estruturado e interessante mesmo. Vamos ver se dá tempo.

Alguém sabe quanto tempo demora a visita interna? No site, eles falam apenas que a visita panorâmica (externa) dura 1h30'

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Em Itaipu, fiz o circuito especial, que é um passeio de duas horas e meia de duração feito em ônibus com ar condicionado com guia e com várias paradas e descidas para explicações sobre o funcionamento da usina. É bem completo, dando uma boa noção de Itaipu por fora e por dentro. Por fora, o ônibus para em lugares que mostram a grandiosidade da construção. Em época de cheias (em dezembro de 2009 o Rio Paraná estava muito cheio) o vertedouro, que é aquela estrutura que serve para escoar a água em excesso que a gente vê nas fotos de Itaipu e cuja vazão é equivalente a quarenta Cataratas do Iguaçu, estava em pleno funcionamento (durante boa parte do ano seu uso não é necessário porque o Rio Paraná não está tão cheio). A parte interna do passeio é um tanto quanto maçante. A meu ver, embora tenha seu valor, poderia durar menos. De uma maneira geral, o circuito especial vale a pena. A visita panorâmica, embora dure uma hora a menos, não para (apenas passa) em diversos lugares externos que achei interessante.

André Lot
André LotPermalinkResponder

A visita interna é mais interessanta para quem realmente gosta da beleza industrial de megaconstruções. Eu adorei. Todavia, concordo que para quem não consegue ver beleza em concreto e aço, é meio maçante a parte interna, sim. E um pouco claustrofóbica.

Alice
AlicePermalinkResponder

Eu precisava muito dessas informações. Tava super na dúvida e fiquei segura de que é melhor para a gente - com criança pequena e sem paixão por engenharia - deixar Itaipu para um próxima.

Jorge Bernardes

Parece que as águas do rio Paraná são esverdeadas e as do Iguaçú são mesmo bem barrentas, né? Tô vasculhando o site da Helisul.

Você foi ao Paraguai?

Eu pensei que talvez fosse legal fazer uma viagem SP-Foz, atravessar para a Argentina e tomar lá um vôo doméstico para Buenos Aires...

Os horários dos vôos são um pouco ingratos e tem pouca oferta... Será que dá para voar de SP 'a Ciudad del Este? smile

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Jorge, como disse abaixo, por questões de falta de segurança em Ciudad del Leste e por conta de o trânsito lá ser uma bagunça (aliás, não só o trânsito), nas duas vezes em que fui ao Paraguai, deixei o carro no Estacionamento Silva [Rua Olavo Bilac, 214, Vila Portes, Foz do Iguaçu-PR – (45) 3528-6631], com várias vagas na sombra, atendimento ótimo e ambiente seguro. Custava, em dezembro de 2009, R$ 15 independentemente do tempo que você usar o estacionamento. De lá, fui a pé até a Ponte da Amizade e a Ciudad del Leste. Uns três minutos depois que você termina de atravessar a ponte indo para Ciudad del Leste, você vê uma casinha vermelhinha do seu lado direito. Ali é a "imigração". Passa e para lá quem quer. Quem não estiver a fim, basta ir direto, não entrar, mudar de calçada, passar assoviando olhando para cima. Ninguém vai nem lhe olhar atravessado. 99% das pessoas faz isso. Como eu queria o carimbo oficial no passaporte, parei lá. A única pergunta que o atendente fez foi se Machu Picchu era realmente bacana como diziam. De posse do meu carimbo, segui em frente. Dois minutos depois começa o monte de lojas, camelôs, motos, pessoas com caixas na cabeça, táxis, caminhões descarregando mercadorias, enfim, Ciudad del Leste propriamente dita. Eu já tinha lojas certas para ir então fiquei em Ciudad del Leste umas duas horas apenas. Na volta, por conta do calor, eu só queria chegar no carro e ligar o ar condicionado. Não peguei nenhum carimbo de saída, portanto. No meu terceiro dia em Foz, contudo, eu me arrependi de uma compra não feita e voltei a Ciudad del Leste (agora devidamente vestido para o calor: camiseta branca, bermuda e chinelo). Na entrada, peguei meu carimbo de saída que tinha ficado faltando (bacana foi que no meio tempo entre um carimbo e outro houve uma ida e volta da Argentina).

Falando de compras, para câmeras, lentes, cartões de memória e todos os tipos de equipamentos fotográficos recomendo a Monte Carlo ( http://www.montecarlopy.net/ ). Os produtos são originais, o atendimento é muito bom, a compra é registrada com nota fiscal. De acordo com os empregados da loja, o site está desatualizado porque em breve será lançado um novo. Por isso na loja há diversos produtos que não constam no site. Para informações e cotações de preços basta entrar em contato pelo MSN com Zanete ( zanete.montecarlo@hotmail.com ). Para GPS, a Pirâmide ( http://www.piramidemotor.com/site/ ) é imbatível. Quantidade, diversidade e um atendimento bem esclarecedor. Produtos originais e vendas com nota fiscal. Para equipamentos de informática em geral, recomendo a loja Nova Advance ( http://www.novadvance.com.br/v2/ ). Bastante diversidade. Produtos originais e vendas com nota fiscal. Para compras em geral (perfumes, roupas, vinhos franceses de procedência), passe na Monalisa ( http://www.monalisa.com.py/pt/ ). Inclusive, se for comer em Ciudad del Leste, nem pesquise e vá direto no restaurante da Monalisa. Excelente e confiável comida.

Ernesto, o pato

Jorge

A TAM tinha um voo, mas não vale a pena, pois voce vai pagar taxa de embarque interncaional.

Jorge Bernardes

Acabei de conferir, o preço é bom, são dois vôos diários e diretos... Para o feriado é mais barato voltar de Ciudad del Este do que de Foz com a TAM, mas tem a taxa e os trâmites de viagem intl...

A Gol está melhor...

Ricardo Freire

Jorge, todo mundo fala que a fronteira com o Paraguai é o ó do borogodó. Só perde pra Israel x Jordânia...

O aeroporto de Foz está a 15 minutos do hotel. O vôo de volta da TAM das 19h50 deixa aproveitar o último dia até o finalzinho...

Jorge Bernardes

É verdade, Obrigado Riq. Achei esse vôo, mas comprei para um fim de semana de março e foi ainda mais barato... 133 reais, aliás, eu vou te mandar no email a cópia da reserva que fiz no hotel das cataratas, a diária tá com um preço incrível... será que estará em reforma?!?!?

Ricardo Freire

Não. O spa, o restaurante, o bar e a recepção definitiva devem estar prontos logo depois do Réveillon. Depois disso só faltará uma ala de apartamentos a ser remodelada, e isso vai ser feito no inverno. As diárias estão boas mesmo. É uma extravagância bastante encarável neste contexto de real valorizado.

Cristina L
Cristina LPermalinkResponder

fiz uma simulação para março/2010 e é impressionante... o preço padrão da diária daSuíte Cataratas cai de R$2155 para R$171!!!!

quem acredita??? eek

Paula
PaulaPermalinkResponder

Demais as fotos!! Não deu para fazer este passeio, pois meu marido já tinha feito e queria ir na Itaipu de qualquer jeito, mas pelo que vi aí achei bem mais bonito que Vic Falls!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Voltei uns 20 anos...minhas viagens começaram por aí, com meus finados avós maternos. Vou ter que voltar para visitar Itaipu e voar de helicóptero. Obrigada Riq! Curioso - um amigo meu de faculdade casou e de baixo da camisa tinha a blusa do macuco safari com um solzinho que meus amigos zoavam que ele sempre usava...ainda tem a camisa? rs

marcio nel cimatti

Bem legal para fotografar esse passeio hein!!

Anotado!!

Ricardo Rabeno

RIQ!
Nada a ver com Foz do Iguaçu!
Na real queria te mandar um roteiro que montei prá uma trip na Europa entre fevereiro/março 2010 e não sei qual é o melhor canal( algum outro email)
Saudações coloradas
RICCO

Ricardo Freire

Use qualquer um dos posts sobre a Europa. É só procurar no menu da direita, rolando a página. Não há como atender por email, mal consigo abrir os de trabalho.

Valdez
ValdezPermalinkResponder

Comandante,
Sensacional o seu novo blog. Congrats. Acompanho as suas dicas e ensiamentos desde a Revista Época, passando pela Viagem até o Estadão .
Uma dúvida: Vc optaria por St. Barths ou Turks and Caicos no reveillon?
Estou com reserva em ambos e preciso definir até amanhã smile

Sds.

Ricardo Freire

St Barth sem dúvida absolutamente nenhuma. Cinco vezes mais charmosa. E a praia em Providenciales não está mais essa coisa toda, porque está toda construída com condomínios. Eu só pensaria duas vezes se a reserva em T&C fosse pra algum hotel super, tipo o Aman ou o Parrot Cay. Isso me balançaria. Mas lugar por lugar, St Barth sem dúvida.

Valdez
ValdezPermalinkResponder

Tks, Comandante.
Na volta, caso autorize, darei um depoimento da trip, com relatos do hotel, restaurantes e agitos.

Ricardo Freire

Dê sim, tenho todo interesse em publicar mrgreen

Carol Wieser
Carol WieserPermalinkResponder

As Cataratas são alucinantes. Vistas de cima então um esplendor.
E com muita água né... pudera, o que tem chovido por aqui...

Silvia Oliveira - Matraqueando

Ai, que lindo! Emocionante. Lembrando que o valor do passeio está indexado em dólar (US$ 100,00) - que hoje são R$ 180,00. Quando fui, em abril, paguei R$ 220,00. Humpf!

Jorge Bernardes: as águas do Iguaçu estão mais amarronzadas porque o Riq teve a sorte de ir durante as cheias, o que aumenta ainda mais o espetáculo das quedas. Quando eu fui estavam mais verdinhas. Em compensação, as cataratas estavam beeem ralinhas.

Em qualquer um dos casos, vale muito à pena o passeio - por terra ou ar. /

Mateus Maranhão

Olha Foz vale muito a pena. Moro em Curitiba e vou muito a Foz.O passeio do Macuco fica bem mais em conta se vc for em alguma agencia de turismo de Foz e brigar por um desconto. Eles as vezes ficam quase com 40% a menos. Tem o trabalho de ir na agencia lá, mas vale a pena. A av. Brasil é a mais conhecida em Foz, lá tem um monte de agencias. Outra dica boa em Foz é jantar na Argentina. o Restaurante "El Quincho del tio querido" é sem dúvuda a melhor carne de Purto Iguazu e super barato. Uma passada no Shereton da estrada das cataratas (lado argentino) vale muito a pena. E o Free shop da Argentina também tem coisas boas. Ahh nçao pode esquecer de levar RG ou Passaporte, pois carteira de habilitação não vale para entrar na Argentina.

Regis
RegisPermalinkResponder

Mateus, você pode confirmar se estão exigindo o seguro carta verde para quem entra de carro em Puerto Iguazu?

Ricardo Freire

O PêEsse alugou carro com a Avis e deve postar um relatozinho por esses dias (ele volta hoje).

Recomendação do povo da Avis pra ele: se te pedirem o seguro, é só dar meia-volta e fazer o seguro perto da fronteira, onde tem corretores a postos pra fazer isso. (Eu não vi onde, mas você pode pedir essa informação mais detalhada na chegada.)

Ernesto, o pato

Eu não viajaria fora do Brasil sem seguro. O carro está sujieto a apreensão, e o seguro normal náo cobre um eventual acidente. O carta verde é OBRGATÒRIO, e não é "frescura" do policial exigi-lo.

Ricardo Freire

Acho que essa situação deve ser específica do contexto de Foz, e logicamente não se aplica a viagens pela Argentina. Pelo que o PêEsse me disse, ele foi praticamente demovido pelo cara da Avis de fazer o seguro.

Ernesto, o pato

Riq

Mas se houver um acidente, duvido que a Avis banque....

Em tempo: nos vmaos para Porto Rico, voce poderia abri um tópico para nos?

Ricardo Freire

Vou subir ainda hoje, tava matando outros leões...

Ernesto, o pato

Brigadu!

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Pesquisei o aluguel do carro pela Internet. Busquei um carro econômico com o ar condicionado sendo o único luxo, já que o calor úmido de Foz do Iguaçu em dezembro praticamente recomendava esse conforto. Depois de pesquisar, fiz a reserva no http://www.rentcars.com/pt-br/ , que na verdade apenas intermedia o aluguel. O carro mesmo era da Avis. Recebi um voucher da http://www.rentcars.com/pt-br/ no meu e-mail e nele estava expressa e claramente escrito que não era possível levar o carro para o exterior. Liguei para o 0800 da Avis para saber se não tinha como conseguir essa autorização para cruzar a fronteira pagando uma tarifa ou coisa do tipo mas a resposta foi negativa. Eu já estava conformado em ter de me virar quando quisesse ir para o lado argentino. No entanto, para minha feliz surpresa, quando fui retirar o carro no guichê da Avis, foi o próprio e gentil atendente quem meu deu, sem eu nem perguntar, todas as dicas sobre como ir no carro alugado para o Paraguai e para a Argentina. Ainda surpreso, eu perguntei se podia mesmo ou se ele estava apenas sendo bacana comigo e ele falou tranquilamente que sim, que não havia problema algum. Minha dica, então, é ligar diretamente para o guichê da locadora no próprio aeroporto de Foz do Iguaçu e tirar suas dúvidas. Acho que a proibição de cruzamento de fronteiras vale para os outros contextos, não para o de Foz do Iguaçu, onde se está tão incrivelmente perto do Paraguai e da Argentina.

Para o Paraguai, o atendente da Avis me disse que, embora fosse possível, não era recomendável ir de carro, alugado ou não. Ensinou-me onde ficavam os estacionamentos do lado brasileiro, bem próximos à Ponte da Amizade. Disse para eu estacionar o carro por lá e atravessar a ponte a pé, de táxi ou de van. Foi o que fiz. Nas duas vezes em que fui ao Paraguai, deixei o carro no Estacionamento Silva [Rua Olavo Bilac, 214, Vila Portes, Foz do Iguaçu-PR – (45) 3528-6631], com várias vagas na sombra, atendimento ótimo e ambiente seguro. Custa R$ 15 independentemente do tempo que você usar o estacionamento.

Em relação à Argentina, eu perguntei onde fazia o seguro carta verde, aparentemente necessário para trafegar de carro pelo país. O atendente da Avis então me disse que as autoridades argentinas há tempos não estão exigindo mais o seguro carta verde para quem faz o trecho Foz do Iguaçu-Puerto Iguazu e que, portanto, eu não gastasse dinheiro fazendo o seguro carta verde. Se por acaso eles não me deixassem entrar por conta da falta do seguro, bem próximo da fronteira, do lado brasileiro, haveria diversos lugares nos quais eu poderia fazê-lo, bastava perguntar a qualquer pessoa que eles saberiam ensinar. Fui três vezes à Argentina (uma a noite, jantar com o comandante Ricardo, outra pela manhã conhecer o lado argentino das Cataratas do Iguaçu e outra a tardinha comprar vinhos) e em nenhuma delas ninguém sequer tocou no assunto seguro carta verde, embora em todas elas tenham me perguntado para onde eu estava indo (e eu sempre respondia para Puerto Iguazu).

Ainda sobre aluguel de carro, não precisa alugar GPS. Foz do Iguaçu é muito bem sinalizada e as distâncias entre as atrações são relativamente curtas. O lado argentino não é tão bem sinalizado assim mas nada que complique nem que justifique o aluguel de um GPS. Considerando que várias pessoas reclamaram dos preços elevados dos táxis em Foz do Iguaçu, eu gostei e recomendo a experiência de alugar carro, pela economia e pela liberdade. Retirei e devolvi no aeroporto e por três dias inteiros e doze horas paguei R$ 404,80 e gastei meio tanque em um Corsa Sedan quatro portas com ar condicionado.

Ricardo Freire

Boa, Pê Esse! No aeroporto também perguntei na Hertz e o atendente disse que podia ir pra Argentina sem problema (mas disse que para o Paraguai, não). Não havia ninguém da Localiza a postos, então não pude perguntar.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Ótimas notícias! Em 2006, quando fiz a pesquisa nas locadoras, me disseram que não era permitido atravessar as fronteiras por causa do alto índice de roubo de carros naquela região. Que bom que os procedimentos mudaram, porque ter um carro em Foz realmente facilita muito os deslocamentos! wink

Ricardo Freire

Deve ter a ver com o que foi relatado por Lui neste comentário:
http://www.viajenaviagem.com/2009/12/agua-abaixo-2/#comment-53587

-- alguma coisa a ver com tolerância de 30 km para não prejudicar o turismo da micro-região.

André Lot
André LotPermalinkResponder

Olha, como manda a boa prática de aluguel de carro em qualquer lugar do mundo, não confie em nada que não esteja escrito no contrato ou que um atendente local te fale.

A Gendamería em Puerto Iguazú pode deixar vc passar na boa, mas caso ocorra algo com seu veículo dentro da Argentina, o seguro da locadora não cobre. Eu já fui a Foz, queria usar carro para ir um pouco mais ao interior da Argentina, mas como meu veículo era movido apenas álcool, fui em locadoras e li o "fine print".

A história foi a mesma: o atendente até diz o que vc precisa fazer para entrar na Argentina, recomenda não ir ao Paraguai, mas se vc ler bem o contrato, lá diz expressamente que o seguro que vc contrata não cobre nada fora do "território nacional". Tecnicamente, vc é proibido de deixar o território nacional, isso é uma violação do contrato e implica em invalidaçào do seguro.

Nem acho que seja má-fé do funcionário do balcão do aeroporto, e sim mais um "jeitinho" que pode sair caro: se o seu carro for roubado ou danificado, ou se envolver em acidente na Argentina, o que vale são as leis. Seu veículo pode ficar retido lá, e quando vc chegar no balcão da Hertz, Localiza, Unidas, Avis etc., o funcionário que te atendeu vai preencher os documentos e o caso será encaminhado para o escritório central.

A viagem pode sair cara, bem cara. Eu alugo carro com frequência, mas quando quero algo excepcional (uma extensão no contrato que "o sistema não permite entrar"), sempre peço uma nota escrita, mesmo que à mão, e assinada pelo funcionário, e eu guardo isso como se fosse meu cartão de crédito.

Ricardo Freire

Irretocável.

Ramon
RamonPermalinkResponder

Eu sei que minha sugestão não esta ao alcance de absolutamente todos, mas, acho que a grande maioria pode se valer de um recurso absolutamente gratuito: O cartão de crédito.

A maioria dos cartões (consulte o seu) oferece seguro GRATIS na locação do automóvel, basta efetuar os pagamentos com ele e NÃO aceitar o seguro da locadora de automóvel.

A grande novidade deste seguro, é que ele é válido, mesmo que voce cruze a fronteira. Consulte seu cartão alugue o carro e seja feliz!

Ricardo Freire

O problema dos seguros dos cartões é que primeiro você tem que pagar tudo, e então cobrar do cartão.

Alice
AlicePermalinkResponder

A Unidas te faz assinar um termo de ciência de que o seguro só dá cobertura no território brasileiro. A gente fez a Carta na Lotérica.

Rebecca
RebeccaPermalinkResponder

Olá!

Somos da campanha Viva Hoje e Sempre e gostaríamos de avisar que seu blog foi escolhido para representar um dia de nossa campanha! Envie-nos um e-mail para entrarmos em contato o quanto antes.

Estamos aguardando!

Equipe Viva Hoje e Sempre
vivahojeesempre@gmail.com

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Uuuuaaauuu! quanta água junta! Esse é um viagem para valentes! Tenho escusa, tenho vertigem...mais pode arriscar.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Perguntinha off-topic: estamos pensando em dar um pulinho em Heidelberg, de Paris. Vale a pena? O trem, que demora mais ou menos 3 1/2hs não é direto, e a baldeação é curtíssima (14 minutos). Palpites, please??

Ricardo Freire

Para dormir ou para bate-volta?

Para bate-volta acho muuuuuito puxado.

Mas para dormir deve ser lindo, nessa época pré-Natal, com a feirinha de Natal funcionando.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Sim, pensamos em dormir uma noite. E a idéia era mesmo a feirinha de Natal. O plano era que um amigo meu ia fazer as feirinhas de Natal da Alemanha enquanto eu faria as da França. Mas os planos mudaram.... wink
Sugestões?

Ricardo Freire

Nossa, essa raça de amigos que dão bolo é de ferrar! shock

Os mercados de Natal mais próximos de vocês serão os da Alsácia -- Colmar, Strasbourg, Mulhouse. Strasbourg tá a 2h30 de TGV. Eu preciso ir e ficar em Riquewihr smile

http://noel.tourisme-alsace.com/en/

Aqui vai uma lista dos mercados de Natal em toda a Alemanha:

http://www.germany-christmas-market.org.uk/

Mais perto que o de Heidelberg (3h30), talvez só o de Aachen (2h30, no trem direto, via Bruxelas).

Os lugarejos da Rota Romântica (Rothenburg, Dinkelsbühl) tão a 8 horas de viagem, com duas conexões (uma em Frankfurt, outra em Würzburg).

LuI
LuIPermalinkResponder

Cheguei hoje de uma viagem de carro à Argentina e o seguro carta verde é obrigatório para quem for entrar mais de 30 km da fronteira.
O ano passado fizemos o seguro no Brasil,em Chui e pagamos por 30 dias o valor de R$ 217,00.
Agora íamos fazer na fronteira de Foz, mas como estavamos hospedados em Puerto Iguazu, resolvemos ver o preço por lá.
Pagamos por 30 dias, 95 pesos!!!! smile

Léo Luz
Léo LuzPermalinkResponder

Que dia lindo! Agraciado, hein Riq?
Anotado aqui para fazer esse passeio...

Agora, também tenho vontade de fazer esse passeio no Rio. Quem topa?

Carla
CarlaPermalinkResponder

ConVnVenção nos ares, Léo? wink Olha que é uma boa idéia...

Léo Luz
Léo LuzPermalinkResponder

Seria ótimo, não?
Eu aproveitaria o dia para fazer um voo de asa delta...uia!
Segunda ou terceira semana de jan/2010?
razz

Ricardo Freire

Tem uma megaconvenção que está sendo armada pra Páscoa 2010, Léo.

Léo Luz
Léo LuzPermalinkResponder

Ueba! smile

Mateus Maranhão

Oi Régis. A carta verde é bem coisa de Argentino: uns dias eles pedem outros não. Pela lei (lá será que tem isso?) deveria sempre ser exigido, mas muits vezes. Eu nste ano fui umas 4 vezes pra lá e nenhuma foi pedido. Ela esta a venda nas fármacias de Foz. Vai sem comprar, se tiverem pedindo vc fica sabendo já na fila. Só não esquece o passaporte para uma carimbada!!!

Mateus Maranhão

Oi Régis. A carta verde é bem coisa de Argentino: uns dias eles pedem outros não. Pela lei (lá será que tem isso?) deveria sempre ser exigido, mas muits vezes. Eu nste ano fui umas 4 vezes pra lá e nenhuma foi pedido. Ela esta a venda nas fármacias de Foz. Vai sem comprar, se tiverem pedindo vc fica sabendo já na fila. Só não esquece o passaporte para uma carimbada!!! falow

Tweets that mention Água abaixo « Viaje na Viagem -- Topsy.com

[...] This post was mentioned on Twitter by Ricardo Freire, Vladimir Aras. Vladimir Aras said: Ao fazer passeio de helicóptero em Foz do Iguaçu você percebe que Niagara #fail http://migre.me/dCGl (via @riqfreire) Concordo. IGU é dez. [...]

LuI
LuIPermalinkResponder

O ano passado fomos a Patagônia, rodamos 13.000 km, nos pararam várias vezes e só pediram o seguro carta verde 1 vez.
Este ano rodamos uns 10.000 km(fizemos o noroeste argentino)também pararam várias vezes e pediram 3 vezes o seguro.
Em uma das vezes, vimos um carro brasileiro que estava vindo do Chile e não tinha o seguro. Tiveram de pagar a multa e parece que o carro ia ser apreendido.
Além do seguro, também é necessário 2 triângulos, um estojo de primeiros socorros, extintor de incêndio, cambão e andar sempre com as luzes acesas.

Denise
DenisePermalinkResponder

Poxa, estive lá recentemente, mas não tive tempo de fazer o passeio de helicótero, mas com certeza voltarei, e será o primeiro passeio que farei hehehe.. Ah sim.. Niagara não chega nem aos pés das Cataratas do Iguaçu hehehehe
[]s

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Uixi, eu aqui, megaatrasada lendo os posts antigos, so tenho uma coisa a dizer sobre as fotos e o passeio: UAU!

Edson
EdsonPermalinkResponder

Reparando uma falha imperdoável no currículo: como a Carla mencionou aí em cima, conhecia Niagara Falls e não conhecia as Cataratas. Não tem comparação. Vista de cima então é simplesmente sensacional. Quem puder, não perca. A impressão que fiquei é que o custo-benefício em relação ao Macuco Safari (que não fiz) é melhor para o helicóptero, ou não?

Alice
AlicePermalinkResponder

Eu achei o Macuco bem mais emocionante. Achei o helicóptero uma janelinha de avião ampliada, mais bem posicionada e com barulho. Mas valeu a pena assim mesmo. Talvez o passageiro que vai na frente, ao lado do piloto, tenha uma experiência mais singular...

Sergio Sindico

Prezado Ricardo,

Perdoe o off-topic, mas não poderia deixar passar esta oportunidade, pois acompanho o seu excelente trabalho na Band News.

Estarei em Foz com a minha família de 23 a 30 de julho, e apesar das ótimas dicas sobre os passeios que encontrei no seu Blog, um detalhe ainda me preocupa, ainda mais devido aos meus filhos, cariocas acostumados com muito calor. Faz muito frio em Foz nesta época? Há diferença climática considerável nos lados argentinos (Puerto Iguazu) e Paraguaio (Ciudad del Este e Asuncion)? Grato,

Ricardo Freire

Pode fazer frio em Foz sim no inverno, Sergio. À noite, certamente. De dia, vai depender do tempo: se estiver nublado/chuvoso é possível que a temperatura fique ali pelos 15 graus; se estiver seco ensolarado, sobre pra 20 ao longo do dia.

As temperaturas em julho vão de 9 a 23 graus.

Sergio Sindico

Prezado Ricardo,

Grato pelas dicas, e já estou preparando os casacos.

Parabéns pelas fotos, ficaram muito bonitas, pena que não tenho coragem suficiente para andar num "bicho" desse, mas minha esposa certamente vai querer conferir o passeio de helicóptero.

Alice
AlicePermalinkResponder

Riq, Fiz o passeio no helicóptero amarelo e um passageiro também ficou no meio (viajaram 6 passageiros). Acho que vale perguntar e negociar isso antes de embarcar - no ato da compra -, porque o helicóptero já é meio claustrofóbico, pagar tarifa cheia e ficar no meio não é justo né? Queria compartilhar que achei o passeio muito legal, mas abaixo da minha expectativa (que talvez fosse elevada demais...). Achei que o helicóptero não passou tão perto das cataratas quanto eu supunha (ou quanto a propaganda deles me fez supor). A visão que tive de Itaipu da janelinha foi melhor que a que tive das quedas desde o helicóptero. Mas mesmo assim valeu a pena, porque andar de helicóptero era uma das coisas que eu tinha vontade de experimentar na vida. Aos mais temerosos, digo que não dá medo, não. Pelo contrário, é bem menos adrenalizante do que parece, tanto no bom quanto no mau sentido.

Alice
AlicePermalinkResponder

"da janelinha do avião"

aline matos
aline matosPermalinkResponder

Crianças podem fazer esse passeio?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aline! Não encontrei restrições de idade no site oficial, mas, para confirmar, consulte a Helisul:
http://www.helisul.com/Foz/fozdoiguacu.htm

Alice
AlicePermalinkResponder

Podem sim. Eles negociam o preço se forem no colo.

Cristina Oliveira

Gente, fiz o passeio semana passada, é realmente INCRIVEL ! Imperdivel e inacreditavel a beleza lá de cima, mt mais estonteante que as próprias Cataracas vistas de baixo.
Atualizando, o valor agora é de :R$ 225,00 por pessoa, aceitam cartões. Mas vale cada centavo!!!!

Zé Maria
Zé MariaPermalinkResponder

Copia do e-mail que mandei para a HELISUL que faz o voo panorâmico sobre as Cataratas.

Acho que ele fica melhor hospedado aqui.:

Bom dia!
Estou fazendo este contato com vocês para mostrar minha indignação com o passeio de 10 minutos que fiz domingo, dia 3 de fevereiro nas Cataratas.
Como um grupo grande saiu em um voo até Itaipu, foi chamado outro helicóptero que chegou em 7 minutos. Era um helicóptero novinho.
O que eu achei um absurdo, foi que o piloto foi beeem lentamente sobre as árvores e passou UMA única vez em frente a Garganta do Diabo. Quando eu questionei ele falou que teria que voltar para a base pois já tinha passado 9 dos 10 minutos.
Todos querendo tirar uma foto com o celular para compartilhar nas mídias sociais e outras fotos com mais qualidade com a câmera, mas infelizmente foi impossível pois não havia tempo para isso.
Acredito que nem seja má fé, mas falta de logística mesmo.
Estou mandando uma copia deste e-mail para o site http://www.viajenaviagem.com que é lido por milhares de viajantes para ver se vocês corrigem esse erro que custou 225 reais por 10 minutos e ao invés de deixar um gostinho de quero mais, deixou um gosto amargo de não volto mais. Era isso.
Atenciosamente,

Deb do Segredos de Londres

Atualizando: o preço do passeio de 10 minutos é R$295 ou US$120 (novembro/2014).

Atenção: Bóia de férias! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 2 de outubro de 2017. Obrigado pela compreensão!
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar