Kenoa quer dizer uau

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Kenoa, Barra de São Miguel

Confesso que eu estava com o maior pé atrás com o Kenoa.  Eu normalmente fico com um pé atrás quando anunciam algum hotel superluxo; os releases costumam ser bem mais grandiosos do que a realidade. Neste caso, eu tinha ainda mais motivos para desconfiar. Já tinha visto as fotos do site: todas em plano fechado, o que para mim significava que 1) ou o lugar não estava pronto, e/ou 2) os espaços eram diminutos. Achava também a localização meio suspeita -- não conseguia enxergar um hotel de luxo na superconstruída praia de Barra de São Miguel, e ainda por cima num trecho da praia que eu sabia estar fora da área protegida por recifes.

Pois bem.

Entrei pelo portão do hotel -- que fica no fim de uma rua sem saída e não tem placa na porta -- e meus temores pareciam se confirmar. O estacionamento era apertado. O prédio terminava quase rente ao muro. Já comecei a prever uma claustrofobiazinha básica.

A impressão melhorou um pouco no check-in, a bordo de uma mimosa de maracujá com canela (tão surpreendente quanto gostosa). Perguntaram o meu gosto musical e o que eu gostaria de ter na adega do meu apartamento. Gostei.

Fomos em direção ao quarto. E então...

Kenoa, Barra de São Miguel

Uau.

Kenoa, Barra de São Miguel

E uau.

Kenoa: um dos baresKenoa: sala vista do wine barKenoa: poltrona no bar

E mais um pouquinho de uau.

Kenoa: espreguiçadeira na piscinaKenoa: o prédio principal

Mais tarde o Pedro Marques, o jovem português que é o mentor e o sócio-administrador do hotel, me explicaria que as fotos do site estão em close porque, na sua concepção, o Kenoa não é um hotel para ser revelado, mas para ser descoberto. Por que esses portugueses finos são tão tímidos? A Ana Catarina do Tauana, de Corumbau, também não mostra o hotel inteiro no site. Tudo bem. Revelo eu mrgreen

Pedro MarquesKenoa: vista lateral da fila do gargarejo

O Kenoa está e não está na Barra de São Miguel. O hotel se situa no último lote da praia onde é permitido construir. Ao lado começa uma área de proteção ambiental que vai até a Praia do Francês. O ponto da praia é pouquíssimo freqüentado; sem a proteção dos recifes, as águas são traiçoeiras, e por isso não há muvuca por ali. O único movimento é o de gente caminhando pela areia, e só na maré baixa. Em nenhum momento você se sente na Barra propriamente dita. Meu GPS interno me dizia que a minha localização era De Frente Para Um Incrível Mar Azul-Esverdeado que eu não cansava de olhar.

Kenoa: piscinaKenoa: 'aquário' na parte de baixo da piscina

Ocupando um terreno onde previamente havia outras casas, o Kenoa se aproveita de um zoneamento urbano, que permite que seus apartamentos da frente e suas piscinas fiquem debruçados sobre o mar (na mesma linha das demais casas da praia). Em qualquer praia deserta isso não seria possível -- nem aceitável. Por conta disso, o Kenoa tem as piscinas com bordas infinitas mais perfeitas que eu já vi no Brasil.

Kenoa: a borda realmente infinita

O hotel compensa essa, digamos, permissividade topográfica com uma postura ecoambiental exemplar. A construção e a operação seguem a cartilha mais radical de sustentabilidade que você possa encontrar por aí. As paredes são feitas de argamassa sem acabamento -- para não usar tinta. Todas as madeiras são certificadas ou de demolição (há muitos dormentes de ferrovia que fazem as vezes de vigas). Os (poucos) ferros que há já são pré-enferrujados. Os guardanapos e toalhas de linho não são passados a ferro -- são postos à mesa charmosamente amarfanhados. A água das piscinas dos bangalôs é marinha. Não se usa plástico em lugar nenhum nem embalagens individuais de papel. (O adoçante vem à mesa num lindo conta-gotas usado em laboratório de química.) Peças rústicas de vários continentes -- muita coisa vinda da África -- misturam-se pelos ambientes, sem que você consiga identificar a origem (poderiam muito bem ser daqui).

Mimosa de maracujá e canelaKenoa: detalhe de cadeiraKenoa: pia do banheiro

Kenoa: sobre o criado-mudoCravo: sem fumaça, o cheiro é uma djilíciaSala do bangalô

Tudo isso seria muito aborrecido -- caso não resultasse tão bonito. O fato é que a história que existe por trás de cada peça do mobiliário ou de cada detalhe de construção apenas torna mais interessante aquilo que, à primeira vista, já era de impressionar. (Anote o nome do arquiteto: é o alagoano Osvaldo Tenório.)

Quarto de um bangalô JaobiKenoa: bangalô Jaobi

Os doze bangalôs da frente têm bom tamanho, entre 60 e 80 metros quadrados, aproveitados com inteligência. São compridos e estreitos, divididos em volumes -- banheiro, quarto, sala, deck. Um muro alto torna os decks realmente privativos; há uma porta com chave que dá acesso direto à praia.

Amanhecer no deckSol alto no deck

As piscininhas são aquecidas (por energia solar), de modo que dá para usar de noite (se eu fosse você, vinha na lua cheia).

À noite no deck

Há apartamentos menores, de 48 metros quadrados, que ainda não foram inaugurados. Ficam num predinho de dois andares anexo ao prédio principal. A vista é lateral -- ou seja: para a área de proteção ambiental e para o mar desimpedido até o Francês. Ao contrário do que acontece no Nannai, quem ficar no apartamento do Kenoa não vai sofrer com a visão da piscina privativa do bangalô alheio.

No caféNo caféQuerendo ficar na fileira do gargarejo mas ter uma frente mais larga de praia, cacife a Villa Kenoa, uma suíte dupla de 120 metros quadrados.

Cataplana de frutos do marCataplana servida

O restaurante tem cardápio -- e visitas regulares de supervisão -- de César Santos, da Oficina do Sabor de Olinda. Pedro propôs-lhe o desafio de fazer cozinha nordestina na cataplana, a panela ovalada portuguesa feita de cobre. A cataplana que provei -- de frutos do mar com leite de coco -- estava divina. A versão de César para o arroz-de-pato (guarnecido com chips de bacon) tampouco era de se devolver à cozinha mrgreen O atendimento ainda está um pouco verde, mas a simpatia da juventude alagoana ajuda a relevar qualquer deslize.

No caféMinitapiocasArroz de pato

E quando você pensa que já viu tudo, tem o spa. Zen no último. Você passa pela porta e no ato seus olhos, ouvidos e nariz começam a ser massageados pelo ambiente.

No spaNo spaNo spa

Quando eu quero elogiar um pousada charmosa, eu normalmente digo que ela parece sempre pronta para uma sessão de fotos da Elle Décor. Pois para elogiar o Kenoa, vou ter que dizer que o hotel parece ter aberto já pronto para entrar num livro internacional da Taschen.

Prédio principalWine bar visto por fora

É um hotel que estaria completamente à vontade em José Ignacio, o enclave eco-rústico-chique de Punta del Este. Mas que fica ainda mais gostoso à beira do mar de Alagoas.

O restaurante e o spa são abertos ao público. Os pratos individuais ficam em torno de R$ 45; as cataplanas, para duas pessoas, vão a pouco mais de R$ 90. As massagens começam em R$ 80 e chegam a R$ 230.

Kenoa, Barra de São Miguel

Se você vier visitar, esteja preparado para não querer sair. Então prepare-se, porque aí a conta começa em R$ 1.550 (R$ 1.240 na baixa) se você fizer questão de piscina privativa. (Nos apartamentos do anexo, com ofurô na varanda, as diárias vão a R$ 1.040 na alta e R$ 830 na baixa.) Fora de feriados, a estada minima é de uma noite. Alguém aí falou em... lua de mel?

Kenoa, Barra de São Miguel

Confesso que eu estava com o maior pé atrás.  Eu normalmente fico com um pé atrás quando anunciam algum hotel superluxo; os releases costumam ser bem mais grandiosos do que a realidade. Neste caso, eu tinha ainda mais motivos para desconfiar. Já tinha visto as fotos do site: todas em plano fechado, o que para mim significava que 1) ou o lugar não estava pronto, e/ou 2) os espaços eram diminutos. Achava também a localização meio suspeita -- não conseguia enxergar um hotel de luxo na superconstruída praia de Barra de São Miguel, e ainda por cima num trecho da praia que eu sabia estar fora da área protegida por recifes.

Pois bem.

Entrei pelo portão do hotel -- que fica no fim de uma rua sem saída e não tem placa na porta -- e meus temores pareciam se confirmar. O estacionamento era apertado. O prédio terminava quase rente ao muro. Já comecei a prever uma claustrofobiazinha básica.

A impressão melhorou um pouco no check-in, a bordo de uma mimosa de maracujá com canela (tão surpreendente quanto gostosa). Perguntaram o meu gosto musical e o que eu gostaria de ter na adega do meu apartamento. Gostei.

Fomos em direção ao quarto. E então...

Kenoa, Barra de São Miguel

Uau.

Kenoa, Barra de São Miguel

E uau.

Kenoa: um dos baresKenoa: sala vista do wine barKenoa: poltrona no bar

E mais um pouquinho de uau.

Kenoa: espreguiçadeira na piscinaKenoa: o prédio principal

Mais tarde o Pedro Marques, o jovem português que é o mentor e o sócio-administrador do hotel, me explicaria que o raciocínio por trás das fotos em close no site era o de que o Kenoa não é um hotel para ser revelado, mas para ser descoberto. Por que esses portugueses finos são tão tímidos? A Ana Catarina do Tauana, de Corumbau, também não mostra o hotel inteiro no site. Tudo bem. Revelo eu mrgreen

Pedro MarquesKenoa: vista lateral da fila do gargarejo

O Kenoa está e não está na Barra de São Miguel. O hotel se situa no último lote da praia onde é permitido construir. Ao lado começa uma área de proteção ambiental que vai até a Praia do Francês. O ponto da praia é pouquíssimo freqüentado; sem a proteção dos recifes, as águas são traiçoeiras, e por isso não há muvuca por ali. O único movimento é o de gente caminhando pela areia, e só na maré baixa. Em nenhum momento você se sente na Barra propriamente dita. Meu GPS interno me dizia que a minha localização era De Frente Para Um Incrível Mar Azul-Esverdeado que eu não cansava de olhar.

Kenoa: piscinaKenoa: 'aquário' na parte de baixo da piscina

Ocupando um terreno onde previamente havia outras casas, o Kenoa se aproveita de um zoneamento urbano, que permite que seus apartamentos da frente e suas piscinas fiquem debruçados sobre o mar (na mesma linha das demais casas da praia). Em qualquer praia deserta isso não seria possível -- nem aceitável. Por conta disso, o Kenoa tem as piscinas com bordas infinitas mais perfeitas que eu já vi no Brasil.

Kenoa: a borda realmente infinita

O hotel compensa essa, digamos, permissividade topográfica com uma postura ecoambiental exemplar. A construção e a operação seguem a cartilha mais radical de sustentabilidade que você possa encontrar por aí. As paredes são feitas de argamassa sem acabamento -- para não usar tinta. Todas as madeiras são certificadas ou de demolição (há muitos dormentes de ferrovia que fazem as vezes de vigas). Os (poucos) ferros que há já são pré-enferrujados. Os guardanapos e toalhas de linho não são passados a ferro -- são postos à mesa charmosamente amarfanhados. A água das piscinas dos bangalôs é marinha. Não se usa plástico em lugar nenhum nem embalagens individuais de papel. (O adoçante vem à mesa num lindo conta-gotas usado em laboratório de química.) Peças rústicas de vários continentes -- muita coisa vinda da África -- misturam-se pelos ambientes, sem que você consiga identificar a origem (poderiam muito bem ser daqui).

Mimosa de maracujá e canelaKenoa: detalhe de cadeiraKenoa: pia do banheiro

Kenoa: sobre o criado-mudoCravo: sem fumaça, o cheiro é uma djilíciaSala do bangalô

Tudo isso seria muito aborrecido -- caso não resultasse tão bonito. O fato é que a história que existe por trás de cada peça do mobiliário ou de cada detalhe de construção apenas torna mais interessante aquilo que, à primeira vista, já era de impressionar. (Anote o nome do arquiteto: é o alagoano Osvaldo Tenório.)

Quarto de um bangalô JaobiKenoa: bangalô Jaobi

Os doze bangalôs da frente têm bom tamanho, entre 60 e 80 metros quadrados, aproveitados com inteligência. São compridos e estreitos, divididos em volumes -- banheiro, quarto, sala, deck. Um muro alto torna os decks realmente privativos; há uma porta com chave que dá acesso direto à praia.

Amanhecer no deckSol alto no deck

À noite no deckAs piscininhas são aquecidas (por energia solar), de modo que dá para usar de noite (se eu fosse você, vinha na lua cheia). Querendo mais frente de praia, cacife a Villa Kenoa, uma suíte dupla, com 120 metros quadrados.

(Há apartamentos menores, de 48 metros quadrados, que ainda não foram inaugurados. Ficam num predinho de dois andares anexo ao prédio principal. A vista é lateral -- ou seja: para a área de proteção ambiental e para o mar desimpedido até o Francês. Ao contrário do que acontece no Nannai, quem ficar no apartamento do Kenoa não vai sofrer com a visão da piscina privativa do bangalô alheio.)

Cataplana de frutos do marCataplana servida

O restaurante tem cardápio -- e visitas regulares de supervisão -- de César Santos, da Oficina do Sabor de Olinda. Pedro propôs-lhe o desafio de fazer cozinha nordestina na cataplana, a panela ovalada portuguesa feita de cobre. A cataplana que provei -- de frutos do mar com leite de coco -- estava divina. A versão de César para o arroz-de-pato (guarnecido com chips de bacon) tampouco era de se devolver à cozinha mrgreen O atendimento ainda está um pouco verde, mas a simpatia da juventude alagoana ajuda a relevar qualquer deslize.

No caféMinitapiocasArroz de pato

No caféNo café

E quando você pensa que já viu tudo, tem o spa. Zen no último. Você passa pela porta e no ato seus olhos, ouvidos e nariz começam a ser massageados pelo ambiente.

No spaNo spaNo spa

Quando eu quero elogiar um pousada charmosa, eu normalmente digo que ela parece sempre pronta para uma sessão de fotos da Elle Décor. Pois para elogiar o Kenoa, vou ter que dizer que o hotel parece ter aberto já pronto para entrar num livro internacional da Taschen.

Prédio principalWine bar visto por fora

É um hotel que estaria completamente à vontade em José Ignacio, o enclave eco-rústico-chique de Punta del Este. Mas que fica ainda mais gostoso à beira do mar de Alagoas.

O restaurante e o spa são abertos ao público. Os pratos individuais ficam em torno de R$ 45; as cataplanas, para duas pessoas, vão a pouco mais de R$ 90. As massagens começam em R$ 80 e chegam a R$ 230.

Kenoa, Barra de São Miguel

Se você vier visitar, esteja preparado para não querer sair. Então prepare-se, porque aí a conta começa em R$ 1.550 (R$ 1.240 na baixa) se você fizer questão de piscina privativa. (Nos apartamentos do anexo, com ofurô na varanda, as diárias vão a R$ 1.040 na alta e R$ 830 na baixa.) Fora de feriados, a estada mínima é de uma noite. Alguém aí falou em... lua de mel?

125 comentários

Lena
LenaPermalinkResponder

UAU! Dizemos nós!! Que fotos! Que lugar! Ai ai...

Thiago Parente

Só para não ficar repetido: UAU!!!

Agora a Barra de São Miguel ganhou um empreendimento à altura. Não gosto do centrinho, muito menos do Village Barra Mar.

Eu quero!

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Como sempre uma descoberta OK! (como se o faz???... Ricardo, você é um verdadeiro Sherlock Holmes das boas dicas!)
Bom hotel para ir e conhecer em o 2010...

thiago
thiagoPermalinkResponder

Só falta dizer que eles têm caldinho de maçunim (massunim?) também ... KENOA!!!

Arthur | Agora Vai

Se tiver caldinho de sururu já está 10!

Ricardo Freire

E tem smile

Mac
MacPermalinkResponder

Kenoa é o lugar hein ! Que buniteza sô...

[ ]s

Fabio NG
Fabio NGPermalinkResponder

U-AU ! ! !

Patricia - Turomaquia

Também digo UAUUUUUUUUUUUUUUUUU, que lugar mais delicioso! E pensar que eu não conheço este estado. snif snif

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

É Riq, deste jeito eu terei cada vez mais motivos para voltar a Alagoas.
Tá no top da listinha de desejos. Hei de conhecer!
Parabéns pelas lindas fotos.

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Esqueci: UAU!!!!

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Tambem preciso fazer uma unica observaoao: U-A-U!

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Fiquei falando "nossa senhora" a cada foto...

schnaider
schnaiderPermalinkResponder

Nossa Riq! Lindo mesmo! Bem q o Nick tinha dito que era fantastico! smile Esse tbem vai p Wish List!

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Tô besta!! Vixessanta...

Mariana "de Toledo" _ @merel

Que beleza, hein.

Gabi
GabiPermalinkResponder

Uau, que lindo, eu tambem quero... Agora só falta eu poder cacifar essa maravilha de lugar. Um dia eu chego lá smile

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Eita!
É UAU mesmo!

Léo Luz
Léo LuzPermalinkResponder

UAU!
Q show! Mar de Alagoas é mar de Alagoas, não adianta...
Fantastique!

Jorge Bernardes

UAU UAU AQUI TAMBÉM. já começamos a fazer planos!

Simone Lobo
Simone LoboPermalinkResponder

Concordo com o Léo: Mar de Alagoas é mar de Alagoas!
E agora, com esse "uber" hotel, nem se fala!
Lista de desejos UAU, UAU, UAU!!!!!

Israel Nonato
Israel NonatoPermalinkResponder

O lugar é tão singularmente paradisíaco que postei no twitter: "Kenoa, um bom lugar para se escrever uma monografia jurídica: http://bit.ly/6eKSTm. Se o mar deixar, é claro (risos)."

Zé
PermalinkResponder

Isso é um Bacanau!!! Bacana + UAU! mrgreen

Denise Mustafa

Peraê! A piscina tá DENTRO do mar? MEU SONHO! Pense numa pessoa que adora uma piscininha natural! rsrsrs
lindíssimo!

Majô
MajôPermalinkResponder

UAU UAU !! É sensacional como você tinha dito. Devorei cada foto e acabei de mergulhar nesse mar lindo e nas piscinas de borda infinita :cool: Tudo nela é original e de extremo bom gosto e ainda ser auto-sustentável, um luxo !! Ah e adorei os guardanapos de linho que não~são passados, eita idéia prática wink

Constance Escobar

Que espetáculo de hotel!!!!!!!!!!

Dri
DriPermalinkResponder

É dificil começar uma segunda quente como o inferno aqui no Rio vendo essas fotos... E analisando simultaneamente a conta bancária pra descobrir que -FAIL. Affe

Fabiana
FabianaPermalinkResponder

Uau! é pouco, que coidilôko! Mas, Ricardo, me tire uma dúvida... a praia é traiçoeira nessa região, as vizinhas são muvuca total (já morei em Maceió e conheço a área), então o barato mesmo é só curtir o hotel?

Ricardo Freire

Dá pra entrar na maré baixa, com cuidado.

Nessa faixa de preço, Fabiana, a situação de não querer sair do hotel não é indesejável, não; pior é o pessoal da Pousada Maravilha, em Noronha, que paga parecido mas acaba quase não ficando no hotel para aproveitar...

O Kenoa (como a Ponta dos Ganchos, ou o Txai) é um "destination hotel". Dificilmente você vai querer sair durante a estada.

Fabiana
FabianaPermalinkResponder

Oi Ricardo, vc tem razão quanto ao conceito de ´destination hotel´, mas perguntei porque tenho ´rodinhas nos pés´ e a-d-o-r-o explorar as praias e paisagens locais. Passei o carnaval do ano passado no Txai, MARAVILHOOOSO. Mas aproveitei todos os passeios que hotel oferecia e conheci lugares que beiravam o paraíso. Inclusive parabenizo a equipe da agência de turismo do Txai, que tem infra estrutura e organização de primeiro mundo!
Valeu! bjos

Ricardo Freire

Querendo sair há muitas praias a ver, Fabiana, sem a muvuca da Barra de São Miguel ou do Francês. Tem foz do São Francisco, tem Lagoa do Pau em Cururipe, tem a Prainha, onde atualmente só se chega de lancha. Mas eu acho difícil querer sair.

Paulo Futami
Paulo FutamiPermalinkResponder

Riq

Para ir em abril dia 16 comemorar uma data especial, o que vc recomenda Kenoa ou Ponta dos Ganchos?

Ricardo Freire

Se puder cacifar do bangalô 15 em diante, PG. Senão, Kenoa.

Gisele
GiselePermalinkResponder

Achei esse hotel tudo heim, mas fiquei preocupada com a informaçao do mar. Quero um otimo hotel mas amo olhar aquele mar verdinho e com agua morninha. O que me sugere? Estive no Ibero Star no ano passado e amei demais. Estava pensando em ir para Ilha de Comandatuba para aproveitar aquela promocao da mastercard (Surpreenda). O que acha?

Ricardo Freire

Antes de falar da praia, Gisele -- são tipos de hospedagem completamente distintos. Se você gostou do Iberostar, vai achar o Kenoa pequeno e parado.

Mas já que você tocou no ponto cor do mar, é bom saber que o Comandatuba tem mar marrom o ano inteiro. Mas é um bom resortão.

Gisele
GiselePermalinkResponder

Obrigada Ricardo.
Mas mar marrom não da heim rs. Eu preciso ver aquele mar azulll rs. Estou com vontade de ponta dos ganchos mas acho que o mar la é muito gelado.
Ai pensei em ir para noronha, mas queria ficar na pousada maravilha, mas pelos precos acho que da quase pra ir para Aruba rssss

Gisele
GiselePermalinkResponder

Ricardo, achei esse hotel tudo de bom heim, mas fiquei preocupada com a informaçao do mar. Quero um otimo hotel mas amo olhar aquele mar verdinho e com agua morninha. O que me sugere? Estive no Ibero Star no ano passado e amei demais. Estava pensando em ir para Ilha de Comandatuba para aproveitar aquela promocao da mastercard (Surpreenda), mas ouvi falar que o mar de la é escuro. O que acha?

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Riq, vimos o post aqui babando e suspirando a cada foto. Que sonho...Especialmente linda e convidativa é aquela da piscina que parece erguida no meio do mar, belíssima ilusão de ótica.

Alexandra Forbes

Riq! Vc arrumou um robo-que-edita-fotos-automaticamente pra te dar uma maozinha? Qual eh o seu truque? Sao tantas as fotos que praticamente nem preciso ir ate la, o post meio que ja me levou, virtualmente! smile
Agora, uma ajudinha, me passa o contato da assessoria, pls? bjks

Ricardo Freire

Chérie, tô num cyber, sem os cartões do pessoal de lá. Da próxima vez que estiver conectado te mando.

Regis
RegisPermalinkResponder

O mais bacana que meus olhos já viram (ainda que apenas pela internet).

Raquel Machado

Ficou Brutal...ParabénS)

Osvaldo Tenório

Acabo de chegar em casa de Bondi Beach, abro meu email....
Uau,, quantos elogios.. adorei como foi escrito,, muito obrigado!!
mesmo fico feliz de ter o trabalho reconhecido, e participar da família Kenoa
obrigadisssssiiiiiimmooooo!!

Osvaldo Tenório

Fernanda Tognon

Ricardo, que matéria maravilhosa!
Sei que você é parceiro de Alagoas há muitos anos, mas essa foi a descrição mais bonita que já vi!
Volte sempre, ah, e quando estiver por aqui, entre em contato conosco na Setur para conversarmos.
Abraço!
E... UAUUUUUU! wink

vera
veraPermalinkResponder

eu quero também !!

Chris
ChrisPermalinkResponder

Riq, Que desespero!!!! O lugar é lindo!!!! Estou fazendo 10 anos de casada em julho. Acho que como lua de mel deve ser sensacional!!!

catarine
catarinePermalinkResponder

OLA RICARDO..GOSTARIA DE SABER SE FORA DO KENOA HA RESTAURANTES(MAS PROXIMOS E MAIS BARATOS HIHI)PARA FAZER AS REFEIÇOES..HA PASSEIOS COMO CONHECER PRAIAS MAIS CALMAS(EM RELAÇAO AO MAR E NAO A´QTDADE DE PESSOAS)?CONHECI PELA INTERNET ESTE RESORT POR ACASO E TBM AXEI O LUGAR MARAVILHOSO!!!ESTOU KERENDO IR EM LUA DE MEL AGORA EM JULHO..CHOVE NESSA EPOCA?ABRAÇO!

Ricardo Freire

Catarine, não escreva em maiúsculas na internet em geral. Maiúsculas = gritar.

O pior das chuvas é em maio e junho.

Se você está pensando em economizar em restaurantes próximos, provavelmente este não é o hotel para você ir dessa vez.

Turista per caso

Ola Ricardo, eu vi esse hotel construindo, quando fui a Barra de S.M. 2 anos atras a passeio, resolvi dar uma caminhada pela praia e quando olhei a construção sinceramente tive a impressão que iria ser tudo muito apertado, vi muitos muros...achei que ia ficar estranho...e ainda a pensei: que gente louca? quem vai construir numa area com um mar tão agitado assim? Enfim, hoje vi as fotos e fiquei encantada, fizeram um projeto lindo messmo. Quanto a Barra de São Miguel, acho linda demais, principalmente na parte das piscinas naturais. Mas infelizmente acho que esse mar aberto ai na frente do Kenoa seje impraticavel de tomar um banho sem riscos...Eu que sou apaixonada de banho de mar, acabei achando que os precinhos estão salgados demais para a localização...
Moro em Sâo Paulo mas tenho parentes em Alagoas, e sempre que posso estou passando por la, tem cada praia mais linda que a outra. Obrigada por pelo post maravilhoso com fotos e detalhes do hotel, tambem tinha entrado no site e fiquei com um grande "?" sobre o lugar. Desvendado!
Abraço. Mírian

catarine
catarinePermalinkResponder

Ops,foi mal pelas maiusculas...de qquer forma obrigada pelas informaçoes.

Vanildo Marques

Trabalho há cerca de 31 anos com hotelaria, seja gerenciando ou implantando. Habilito-me a tecer comentários além do fascínio que desperta a qualquer um que conheça as instalações ou veja as fotos apimentadas pelo charmoso texto deste website: bom gosto em tudo e requinte total. Preço justo pois agrega valores. Parabéns Pedro!

leonardo
leonardoPermalinkResponder

Ricardo, fiquei na dúvida entre o kenoa e a pousada do toque para uns dias com minha esposa.
Optei pelo kenoa, mas não sei se acertei.
Leonardo.

Ricardo Freire

Duas opções maravilhosas e bem diferentes. A Pousada do Toque tem acomodações megaconfortáveis e charmosas, uma praia ótima e ambiente descontraído e caloroso de pousada. O Kenoa é um show de design e coolness. Ambos valem a pena.

catarine
catarinePermalinkResponder

ola Ricardo,meu noivo me mostrou uma pousada xamada POUSADA DO TOQUE..ai vi que o Leonardo(escreveu pra vc no dia 17 de janeiro)perguntou do kenoa e da pousada do toque..gostaria de saber se estes 2 lugares ficam ficam perto um do outro..se da pra pasar uns dias no kenoa e dpois na pousada..e qual seria o meio de transporte mais indicado entre esses dois lugares..

Ricardo Freire

Dá pra combinar os dois na boa. O Toque fica 100 km ao norte de Maceió (130 km ao norte do Kenoa). Dá umas 2h/2h15 de viagem. É melhor ir de trânsfer agendado pela pousada, porque na Rota Ecológica você não vai precisar de carro.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Meu Deus, minha lista top de favoritos: Kiaroa, Ponta dos Ganchos, Txai e agora Kenoa... (Kenoa fica em 1º lugar porque fica no lugar de praias que mais amo). Estou indo no carnaval para Maceió ( domingo a sexta, no Ritz Coralli e sexta a terça, no hotel Village Barra, em Barra de São Miguel). Vou estar bem pertinho da Uau... belissíma novidade Kenoa, vou incluir um almoço por lá, e sei que vou ficar caidinha de amores... vou repensar as minhas viagens para tentar incluir um sonho desses por ano, dá calafrios só de pensar. Uau!!! O difícil agora é decidir entre Barra de São Miguel e São Miguel dos Milagres, podendo é só seguir o que disse o Comandante: ficar com os dois, flex.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Riq, obrigada por ter trazido, como sempre, informações completas, a dica do almoço é demais. Não dá para viajar sem o VnV.

Andrelina mello

Eu ja vi o kENOA RESORT e percebi q e uma otima opcao para quem quer passar ums dias de ferias,recomendo a todos pois esse Resort me deixou de queixo caido,pois oferece uma culinaria espetacular e uma hospedagem maravilhosa sem falar da paisagem sem comentarios...sim e sem esquecer do UAU,e como sou alagoana vixe maria...

Cláudia O.
Cláudia O.PermalinkResponder

O comentário é geral, o Kenoa é espetacular mesmo. Um projeto surpreendente. Quem passa andando pela areia da praia, não se dá conta do que ele realmente é.
Quanto ao mar agitado, caminhando um pouquinho já se pode tomar um banho de mar maravilhoso nas águas calmas protegidas pelos arrecifes. E a muvuca que toma conta da Barra de São Miguel é só nos finais de semana e alguns feriados. Nos outros dias é um verdadeiro paraíso.

Gisele
GiselePermalinkResponder

Será que final de abril já começam as chuvas?

Ricardo Freire

A temporada seca vai de setembro a meados de março. Fora desse período, não dá pra reclamar de chuva prolongada.

adriana valvazori

realmente é td isso o que vc falou...eu estive em kenoa, e sem dúvidas pretendo voltar, pois achei encantador um verdadeiro paraíso.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar