Orlando: qual foi a sua estratégia de visita?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Islands of Adventure, na Universal

Pessoal, desculpaê a falta de posts dos últimos dias. Orlando não é pra principiantes como eu smile

Depois de saracotear pra cima e pra baixo, e de me hospedar em três pontos diferentes da cidade, acho que finalmente entendo um pouquinho do lugar. Claro que não virei um expert instantâneo; qualquer criança riquinha que tenha vindo três vezes à Disney tem mais autoridade do que eu.

O que eu queria -- como foi também o objetivo do zig-zag entre Chile e Argentina -- era ser capaz de processar a montanha de informações disponíveis por aí e ajudar outros neófitos a entenderem o lugar.

(Fora o monte de insights e iluminações sobre o ato de viajar que estão aparecendo.)

Depois que acabar de fazer a ronda dos parques, vou postar minhas recomendações. Mas antes disso queria ouvir a experiência de vocês.

Em que parte da cidade você ficou? Alugou carro? Tentou ver tudo ou deixou alguma coisa para a próxima? Qual foi a sua estratégia para compras? E sobretudo: o que você faria diferente da próxima vez?

Obrigado!

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire


410 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Marilia Pierre
Marilia PierrePermalink

Já fiquei em hotel Hilton dentro do complexo Disney e recomendo se você quer realmente férias, sem preocupação com carro, já que ônibus servem tudo ali (menos Bush Gardens e Sea World).

Já fiquei em um motel bem em conta, Days Inn, com aluguel de carro. É a opção se você carrega muita gente com você (11 pessoas), fica mais barato e os quartos não perdem em conforto para o Hilton. Dica forte: GPS!!!!

Já alugamos uma casa em condomínio, como aquelas de filme, todas iguais sem portão. Muito aconchegante, vale a pena mas ainda fica a dica do GPS.

Ano que vem volto à Disney para levar os sobrinhos e quero ficar numa hospedagem em conta, All Star, dentro do complexo, sem preocupação de estacionamento, seguro de carro, combustível.

Não voltaria ao Sea World, mas nunca deixaria de fora o Bush Garden

Marilia Pierre
Marilia PierrePermalink

agora em 2012 fiquei dentro do complexo disney no Disney Port Orleans Riverside Resort
o hotel é grande arborizado, os quartos são confortáveis, há todo a magia disney num tom calmo e sem overdose de mickey

Marilia Pierre
Marilia PierrePermalink

Riq,

estou deixando um relato do test-drive do Japão-dois-palito lá no curtindoojapao.com
passa lá
Beijos

Ursula
UrsulaPermalink

Riq,
Em jan 2011 pretendo ir pela 3ª vez!! Algum trip disse em outro post de Orlando que em nenhum lugar se sente tão em férias como aí e é exatamente assim que me sinto, EM FÉRIAS.
Como vou só com minha filha, e não me garanto de dirigir (aquelas avenidas enooormes), olhar GPS, ler as placas, procurar vaga, lembrar onde ficava a vaga, enfim, tudo sozinha, vou sempre de pacote e, no meu caso, acho ótimo.
Tem um ônibus que me deixa e me busca nos parques e nos outlets e caso eu queira algo diferente é só pegar um táxi. Lá, vc faz o que quer. Não me preocupo com nada, vc é sempre super bem tratado, tudo é muito organizado, limpo, enfim perfeito! Sem falar nos parques, claro. Amoooo!
P.S. Tb não vou nas montanhas russas, mas minha filha ama
P.S.2 Estava ansiosa esperando vc falar do Harry Potter, aí vi um coment seu dizendo q não vai, snifff...

Bianca
BiancaPermalink

Olá!! Estou ansiosa aguardando as dicas...
Vou para Orlando com uma amiga e ficarei do dia 13 ao dia 30 de julho, nos hospedaremos no all star dentro do complexo Disney... Montamos a seguinte estratégia: alugaremos carro na primeira semana do dia 13 ao dia 19 e faremos nestes dias Sea World, Universal, Island of adventure, Busch gardens outlets, best buy e florida mall. No dia 19 devolveremos o carro e ficaremos somente dentro do complexo Disney do dia 20 ao dia 30, com folga para repetição dos 4 parques temáticos e ida nos dois aquaticos e adendos que o complexo Disney oferece.
O que vocês acham a respeito? o que mudariam?

LETICIA  Z
LETICIA ZPermalink

Eu fiquei uma vez há dois anos num hotel no complexo Disney(ALL star Sports) e acho que nao vale a pena. Paga-se mais por isso e com esse dinheiro vc pode ficar num hotel super perto da Disney, imediatamente fora do complexo e ainda manter o carro ou simplesmente economizar e gastar com outras coisas . O All Star Sports(e todos do mesmo nível) sao bem fraquinhos pelo preço que se paga e a única vantagem é a dos onibus, mas sao sempre os que param mais longe dos parques( é por faixa de preços, os onibus dos melhores hotéis Disney param mais perto)e estao sempre bem lotados.
E também acho que 17 dias em Orlando é too much , enjoa. E prepare-se pro inferno na terra que estarao os parques em julho, principalmente os Disney. Eu nao volto aos parques da Disney tao cedo, muito menos duas vezes na mesma viagem, mas essa é minha experiencia!Se vc pudesse alternar para outras datas seia melhor.Fora o calor que vai estar horrível!

Marilia Pierre
Marilia PierrePermalink

Bianca,

tá mesmo muito extenso, acho que alguma hora você pode ter um mau-humor inexplicável e indissolúvel.
Isso está me parecendo a síndrome de overplanning ( https://www.viajenaviagem.com/2010/05/cuidado-com-a-sindrome-do-overplanning/ )

Quinze dias seria ideal para voltar repleta de Disney, mas não a ponto de estar empanturrada.

Bianca
BiancaPermalink

Leticia, Marilia, obrigada pelas dicas!

Sei que 15 dias é muita coisa pra ficar na Disney, mas já reservei essa quantidade toda porque sei do inferno que vai estar o parque... estou almejando fazer uma viagem mais slow e ficar dentro da Disney me dá direito as extra magic hours, que deixam o parque aberto só pra quem está hospedado no Disney durante 3 horas no fim do dia... estou pensando em ir aos parques de manhã, voltar ao hotel na hroa do almoço qdo o sol estiver a pino, curtir uma piscina e voltar aos parques no fim da tarde pra ficar até meia noite neles... o que acham?
Não queria viajar em julho, mas é a única data que posso tirar férias... não tenho muita alternativa mesmo... :-\

beijos

jiwiedmaier
jiwiedmaierPermalink

Bianca,
Esquece o Florida Mall, se quiser comprar bem e muito barato , vai no Prime e no Premium Outlet , que voce vai fazer a festa e antes de comprar no Best Buy pesquisa os preços no Walt Mart que na maioria das veces voce consegue preços mais baratos, agora 15 dias não é muito tempo , eu já foi 3 veces e todas por 15 dias este ano vou a quarta ves e realmente é muito bom , dirigir em orlando é uma delicia só com gps, dicas para voce em todo shopping voce vai no guest room e solicita o carne com cupons de desconto que variam de 10 a 25% nas lojas e no Macys voce tambem se apresenta e mostra documento de identidade e te dão por 3 dias desconto de 10% em todas as compras

LETICIA  Z
LETICIA ZPermalink

Passei pela Universal semana passada e o Harry Potter ainda está em "obras"e fechado. Acho que inaugura na alta.
Bom, como disse em outro post recomendo o Worldquest Resort (bem localizado, perto do hotel da Nickelodeon, barato, com café da manha(simples) incluso. Aluguei um carro, e isso torna tudo mais facil(com GPS, claro). Detestei os parques da Disney desta vez de tao insuportavelmente lotados que estavam (em maio, imaginem julho/agosto), estavam o inferno na terra!!!Adorei os parques da Universal e Sea World e recomendo um jantar asíático no Benihana.
Tinha lido uma entrevista com um especialista em Disney dando várias dicas, e ele recomendou maio como o melhor mes para ir. Discordo, fui em janeiro e estava muito melhor!!!Acho que todo mundo leu esta entrevista e teve a mesma idéia...Rsrs.
Discordo de me sentir de férias em Orlando pois quando se volta , é urgente tirar férias das férias!!!!!Pelo menos esta é minha experiencia...por mais que se tenha carro, é bastante cansativo, um lere sem fim.

Turista per caso
Turista per casoPermalink

Ola Riq,

ja fui 2 vezes e estou planejando voltar este ano para levar meu filho de 8 anos. Na primeira vez fui com um grupo em excurssão janeiro de 1995, as filas eram poucas, foi bom. Fiquei naquele hotelzão do Florida Mall na epoca era o Sheraton: amei o hotel, descer do quarto e ja estar dentro do shopping. Eu tomava café da manha todo dia na praça da alimentação, tinha uns croissants de amendoas imperdiveis. Mas nunca mais retornaria de excurssão, eu tinha 20 anos e estava sozinha, por isso meus pais decidiram assim.
Na segunda vez eu tinha 25 anos, fui em setembro de 2000, as filas eram inexistentes; aluguei um carro com meu esposo e ficamos no Sleepinn main gate.Foi confortavel, café da manha incluso...Amei. Com o carro a disposição fomos aos leres basicos, mas tambem demos uma fugida a um museu bacana da aviação, onde alem de recuperar os aviões antigos, da até para voar num T6, que foi da segunda guerra mundial. Fomos a Cape Canaveral, achei bacana tambem. Depois deixamos o carro em Tampa e pegamos um cruzeiro para o Caribe com parada em New Orleans no final
( adorei a cidade, vale a viagem, mas não voltaria a fazer um cruzeiro nem tão cedo...)
A terceira pretendo ir em setembro ou outubro deste ano, ja que ano passado fui para a Eurodisney com meu filho em julho nas ferias europeias, e tava lotado..não deu pra ver quase nada. Como vou com ele, pretendo ficar num dos hoteis da Disney, acho que para a criança é bem magico mesmo aquele mundo ali, mas não vou abrir mão do aluguel do carro, já que é barato e o combustivel tambem. Parques que irei com certeza: Animal Kingdom, Epcot, Bush Gardens...Estou em duvida quanto ao Sea World, ja estive la uma vez, mas hoje depois de 10 anos, percebo que é como se fosse um circo dentro d'agua onde os animais são domesticados para nosso entretenimento...
A minha estratégia de compras é sempre deixar 1 dia para zanzar por orlando a procura de algo bacana, não tenho muito o que comentar onde comprar bom e barato porque em nenhuma das viagens que fiz foi para fazer somente compras de roupas de grifes, ja que eu morava na Europa na epoca e não tinha essa loucura por eletronicos e roupas boas e baratas...Mesmo assim eu recomendo o Florida Mall como um lugar central e bacana pra achar um pouco de tudo...

Abçs

Raquel Ferrari
Raquel FerrariPermalink

NUNCA TENTE IR AOS PARQUES E FAZER COMPRAS NO MESMO DIA. VOCÊ VAI FAZER OS DOIS PELA METADE.

Os ingressos dos parques não são assim tão baratos para não serem aproveitados ao máximo. Separe os dias. No dia de parque, vá ao parque e no dia de comprar, compra. Nem que você deixe de ir em um ou dois parques. Pelo menos você vai aproveitar bem cada momento.

Como os outlets (que é isso que a gente procura em Orlando além dos parques) funcionam até as 23h, dá pra fazer as compras em um ou dois dias, se em dedicação exclusiva. Não precisa nem almoçar. Gastar alimenta, acredite!

Nos dias dedicados aos parques, chegue cedo. Cedo significa antes do horário de abertura. Caso contrário, você vai estacionar tão longe que é possível que consiga ver seu hotel de onde parou o carro (rsrs). Chegando cedo aos parques da Disney, por exemplo, você economiza fila nos brinquedos mais populares. Basta pegar um Fast Pass (um corta-fila) em uma das maquininhas. Todos os melhores brinquedos possuem essa maravilha. Só um detalhe: antes de pegar o fast pass, certifique-se do tempo de espera (existe um reloginho em cima das filas). Ás vezes o horário da fila comum está tão próximo (20 minutos de espera, por exemplo) e a fila tão pequena que não vale a pena pegar o fast pass.

Obs.: quer compras bichinhos da Disney? Compre no outlet... é muito mais barato.
Obs2: não perca promoções em outlets... você pode pensar: "no outro pode ser mais barato"... na maioria das vezes isso não se confirma e você fica de mãos abanando. Quando há diferença de preço, ela não é muito significativa.

Não deixe de ir ao Hard Rock e coma o maior harburguer que eles iverem. Peça a carne bem passada, acho que o sabor fica bem melhor.

No Magic Kigdom, não deixe de fazer o passeio pelos países... e coma muito... a comida é boa (não ótima) e o passeio é de encher os olhos.

Qualquer tentativa de comer comida brasileira vai ser frustrada por um sabor muuuuito estranho de comida pronta. Mas para os menos exigentes existem vários restaurantes brasileiros que deixam a gente mais perto de casa, ao menos durante o almoço. A coisa mais difícil vai ser achar algum lugar que use frutas frescas para fazer smoothies ou coisa parecida. Não se encha de esperança. E suco, só de laranja. Não peça DR. Pepper. É o pior refrigerante já fabricado (apesar de muito popular por lá). Tem gosto de xarope pra tosse com Emulsão Scott.

Existem lojas como a ROSS, Dress for Less e a Marshall's (que é uma ROSS melhorada) que são o Outlet do outlet... Precisa de tempo e paciência para garimpar e achar coisas muito baratas. Precisa de malas extras? Compre em uma das duas... existem ofertas imbatíveis.

Fora dos outlets existem lojas tipo "onta de estoque"de grandes marcas, lá também é possível comprar roupas e acessórios a preço de banana.

Quando for pedir comida no hotel, certifique-se se o estabelecimento tem um atendente que fala português. Ajuda na hora de fazer o pedido. Não se deixe levar pelo preço barato das comidas de delivery... Um prato serve duas pessoas com fartura. Se não quiser desperdiçar comida, peça meia porção ou uma pra duas pessoas.

Para tomar café da manhã, vá ao Panera's Bread. Existem vário pela cidade. A comida é boa e não é tão cara como a do hotel.

OUTRA DICA EM MAIÚSCULO: SE ALUGAR CARRO, PEÇA UM GPS (configurado em português). É INDISPENSÁVEL.

Visite ainda o Best Buy, para eletrônico, Walmart (os eletrônico lá às vezes são mais baratos que no Best Buy), Babies R Us (para as mamães de plantão).

Ainda para as mamães: Macro Baby e Toys R Us também são indispensáveis.

Abs... Boa Viagem...

Raquel

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Excelente, Raquel!

gabebritto
gabebrittoPermalink

"Gastar alimenta" entrou para a minha lista de verdades sobre viagens. Obrigado! =)

Zé Maria
Zé MariaPermalink

Na minha também...

Rubens Tsubone
Rubens TsubonePermalink

Muito divertida essa expressão " Não precisa nem almoçar. Gastar alimenta!" hahahah

CarlaZ
CarlaZPermalink

Tambem me chamou muita atencao o "Gastar alimenta" , na verdade sempre usei e nao sabia!
Adorei grin

Lili-CE
Lili-CEPermalink

Apesar de gostar muito de comprar, não estou muito bem convencida disso... rs...A impressão que tenho é que abre o meu apetite :smile:

Vyvianni
VyvianniPermalink

Fiquei no Orlando Vista Inn. Do lado do complexo Disney, muuuuuiiiito mais barato e atendia ao q eu precisava. O quarto muito bacaninha, cama confortabilíssima, café mais ou menos, uma pequena sala de ginástica, piscina.....Por fora ele parece um abacaxi gigante, levei um susto, mas vale o custo benefício. Alugamos carro com GPS desde Miami então valeu a pena.

Augusto
AugustoPermalink

Lere sem fim define também é a minha impressão de Orlando. Passei dezenove noites em Orlando tentando dar um toque slow travel. Não consegui. Há tantas opções que você não para.
Minha opinião é não tentar ir a todos os parques em uma só viagem e casar Orlando com outro destino como Miami ou Nova York, onde você pode tentar reduzir a rotação.
Há um termo em inglês que designa a exaustão provocada por esgotamento físico e mental, "burn out". Após o terceiro dia de parque eu brincava com meus filhos dizendo que estava com "burn out". Logo o termo se incorporou ao nosso dia a dia pois no fim da tarde todos pediam, estamos em "burn out", vamos embora para casa.
Não, Orlando não é ruim. É apenas exaustivo.

MARCIA
MARCIAPermalink

Ola,
Eu perdi a cont6a de quantas vezes fui a Orlando. A primeira vez fui com meu filho mais novo que na época tinha 2 anos... ele agora tem 25 anos e ano passado estivemos lá (ele com a namorada).
Já fiquei em hotéis 5 estrelas, como também já fiquei em hotéis 1 estrela.Hoje em dia, prefiro ficar em hotéis situados na Int'l Drive, isso porque, ficando ali vc se locomove para onde quiser. Sempre alugo carro, com exceção de 1 vez que viajei somente com meu filho e somente para Orlando.Ficando na Int"l drive vc tem o bondinho que te leva aos outlets, ao Sea world,Wet'n Wild e, para os outros parques, o hotel dispunha de free bus.
Bom, eu sou suspeita para falar de Orlando, pois até hj, qq viagem que eu faça para os EUA , tenho que dar uma paradinha em Orlando.
Bjs

JB
JBPermalink

Marcia,

Gostei deste free bus do hotel - todos na Intl Drive sao assim?

Angela Bruno
Angela BrunoPermalink

JB,

Acredito que nem todos os hotéis ofereçam... Não utilizei, mas no site do Ramada, onde me hospedei uma vez, consta o serviço somente para a Disney:

http://www.ramada.com/Ramada/control/Booking/check_avail?propertyId=30449

O "bondinho" que a Marcia comentou é esse aqui:

http://www.iridetrolley.com/

Marcio
MarcioPermalink

Sou um leitor muito assíduo deste blog. Nunca escrevi nada ( mentira, perguntei algo ao blog e fiquei fã e seguidor após ter a resposta dada pelo próprio Riq ), mas hoje tive uma comprovação. A repulsa, mesmo que pequena, do nosso grande líder "viajiacional" que transparece sempre que fala dos EUA ( exceção a New York ) se reflete nos comentários com um números infinitamente menor de participação das mesmas figurinhas carimbadas e poucas gracinhas relacionadas. Até pelo número de paginas no blog dedicadas ao EUA vemos que o destino é considerado por muitos como algo menor, algo novo rico ( veja o comentário do mestre sobre " qq criança riquinha...tem mais autoridade q eu"). Me permita discordar ( por favor não vão me banir como aquela pessoa do caso navio/cruzeiro no Haiti/terremoto ). Acho q há espaço pra tudo e todos, mas Riq qdo vc dá esse tom, o pessoal te segue...No bullying, please.

Luciana Bordallo Misura

Os sites americanos especializados em Disney que leio dizem que o melhor mês pra visitar é setembro, e que de todos os feriados, o mais vazio é o Labor Day (primeira segunda-feira de setembro) porque coincide com o início do ano letivo aqui nos EUA (as escolas começam as aulas em agosto, no máximo início de setembro, então da metade de agosto em diante começa a esvaziar e em setembro já está todo mundo na escola). Ainda está calor, então dá pra aproveitar os parques aquáticos, ainda tem sol até tarde da noite mas a muvuca já acabou.

Eu fui em dezembro (entre Natal/Ano Novo) há muitos anos e estava razoavelmente cheio, nem de longe insuportavelmente lotado como a Disneyland no feriado de Memorial Day (maio) por exemplo. Estava friozinho (média de 15-18 graus) então não deu pra ir em nenhum parque aquático mesmo (mas a semana anterior teve temperaturas nos 25 graus e muita gente foi aos parques, nunca se sabe).

Dani Polis
Dani PolisPermalink

Gente, aproveitando o embalo... a noite de ano novo na Disney é FURADA.
Os parques ficam extremamente lotados (na virada 2005/2006 o Magic Kingdom fechou as 10 da MANHA por ex...). E você não arpveita nada!

Ver a virada nos hoteis perto dos parques (ex: Polynesean, ou Gran Florddean) é muito mais negócio...

Luciana Bordallo Misura

Eu não passei a noite de Ano Novo lá, então não posso falar, fui embora um dia antes...

Claudia Beatriz
Claudia BeatrizPermalink

Eu passei a virada de 2008/2009 com o meu marido em Orlando. Mas escolhemos passar numa festa fechada na Universal's CityWalk. Custou na epoca, cerca de 90 doláres com comida a vontade, bebidas não alcoolicas e champagne, além de shows. As bebidas alcoolicas eram pagas a parte. Adoramos, valeu super a pena. Tem um show de fogos sensacional. Mas é só para adultos.
Fomos depois do Natal e ficamos até depois do ano novo. Os parques estavam cheios, mas não lotadissimos.

Dani Polis
Dani PolisPermalink

Parece que todo mundo quer ir pro Magic Kingdom na virada do ano... A queima de fogos é realmente linda, quando tocam as 12 badaladas para a meia noite, acendem-se fogos ao redor do Castelo da Cinderella, e quando dá meia noite o Castelo muda de cor e começam os fogos. Lindo! Mas lotado.

A gente viu do Polynesean (de novo, não precisa ser hóspede), sentado na areia (de verdade) ao melhor estilo Brasil...rs

Pra quem vai xcom crianças, ão indico a época.

glau
glauPermalink

Oi Dani, vc realente não recomenda a virado do ano lá com crianças porque é muito cheio ou tem mais desvantagens? No Polynesean vc fez algum pacote do tipo "noite de reveillon? Estou pensando em ir com minhas filhas que farão 7 anos lá, pela sua descrição fiquei na dúvida se os fogos e as cores do castelo, são diferentes da queima de fogos dos outros dias? Ou o que tem a mais são as 12 badaladas?
Obrigada
Glau

Fabiana Guida
Fabiana GuidaPermalink

Eu fiz um roteiro ,sabia tudo o que tinha de fazer ,mas o dia era curto para acompanhar o roteiro ,resumindo acho que o roteiro me estressou , hj iria com mais calma ,mesmo se tivesse de abrir mão de algum parque .Passamos 15 dias, Natal e o Ano Novo...tudo muito cheio o único dia calmo foi no Discovery Cove que recomendo ,no mais GPS e muita disposição.

Sylvia
SylviaPermalink

Tb tô querendo saber, pois está na minha lista , imediatamente antes do item cruzeiro wink

Jurema
JuremaPermalink

Eu também penso assim, Sylvia, mas minha filha de 5 anos já tem diéias próprias sobre viagens... Por exemplo, nas férias de julhoi ela quer ira para a Disney, a Alemanha e o Japão. Será que ela já lê o VnV escondido e também é discípula do Riq?

Flavia Campos
Flavia CamposPermalink

Estivemos em Orlando em fevereiro último e foi um ótimo passeio.

Ficamos no hotel Quality Inn 9000 na International Drive, que é bem barato, não tem café da manhã incluso no preço, mas tem um micro-ondas no quarto, uma lojinha 24hs e um bar que vende pizza, que quebram o galho. Particularmente, achei chato ficar tomando café da manhã no quarto, misturando achocolatado com pasta de dente na pia do banheiro, além do banheiro ser bem pequeno para 4 pessoas. Mas é barato, bem localizado e funciona.
Acho que os hotéis da Disney devem ser interessantes para se ir aos parques Disney por dois motivos: porque tem o transporte e porque em alguns dias os parques oferecem horários diferenciados no início e no fim do dia para os hóspedes destes hotéis. Para os outros parques, ao contrário, estar nos hotéis Disney pode ser um transtorno, pois são distantes.
Os ingressos dos parques são caros e o ideal é comprar já pensando em todos os dias em que se vai visitá-los, pois o preço por ingresso diminui a medida que o número de dias aumenta. Os ingressos Disney são vendidos separadamente dos demais, que podem ser adquiridos em combos variadas, como já dito aqui no site. Comprar os ingressos aqui no Brasil pela internet pode funcionar e ser mais barato, principalmente para os parques Universal, mas é possível comprar lá na portaria de diversos hotéis, a preços variáveis (é bom negociar).
Nos parques é bom chegar cedo e se preparar previamente escolhendo em que brinquedos ir e em que ordem: isto facilita o trajeto dentro do parque e a organização para pegar fast pass. Na Universal o fast pass é pago (e caro), mas dá direito a "furar fila" em todos os brinquedos. Se o parque estiver muito cheio, vale a pena. Na Disney, o esquema é mais complexo: só tem fast pass para alguns brinquedos e pega-se com hora marcada. Enquanto não der o horário do fast pass que você pegou, você não pode pegar outro fast pass para outro brinquedo. É preciso se organizar.
É bom também pesquisar antes o horário dos parques para selecionar os dias em que eles ficam abertos até mais tarde, pois eles ficam mesmo para os hóspedes "não Disney". E fugir dos fins de semana, quando ficam lotados.
A alimentação é ruim e não se foge do cheeseburguer, pizza, fritas, nuggets e, quando muito, uma Cesar Salad estranha. Achei os restaurantes de comida brasileira ruins...não valem a pena. Fora dos parques tem alguma coisa um pouco melhor como o Sizzler e Ponderosa que têm carne e buffet de salada. E o Olive Garden, onde a comida é boa, mas o preço é mais salgado e tem fila.
Alugamos carro e usamos o GPS, embora algumas pessoas achem desnecessário. Ao estacionar nos parques, lembrando que os estacionamentos custam cerca de US$15,00(é importante colocar isto na conta), guarde o local onde estacionou, pois é tudo muito longe. Nos parques Disney, muitas vezes se pega um trenzinho do estacionamento ao parque e é bom lembrar o local certo.
Os outlets são ótimos, têm ótimos preços e, se a pessoa tiver disposição, vale a pena se cadastrar previamente no site e imprimir cupons que dão descontos em cima do valor total da compra em algumas lojas. São ótimos.
No mais, acho que é uma viagem muito divertida (e cansativa) em que toda a família aproveita: tem brinquedo, tem shows, tem compras, tem os personagens Disney, tem diversão para todos.

Mary
MaryPermalink

Acho q sou uma orlandófila, com características mais pra disneyófilas. rsrs
Então, já estive em localizações as mais diversas. Quase todas boas, e algumas ótimas! Pra falar só de duas opções, escolho a região da International Drive e os hotéis Disney.
Acho mto válida a opção de um Quality Inn da vida na International Drive, pra quem quer gastar pouco e estar em lugar onde dá pra fazer alguma coisa à pé, restaurante, drugstore, etc.
Pra que vai com crianças e adolescentes, ou qq grupo com interesses diversos, prefiro algum dos hotéis Disney, ainda q um dos econômicos (nem tão economico assim). Isso pq o sistema de transporte ligando todos os hotéis e parques permite q um grupo se desgarre de outro, mesmo sem precisar de carro. Assim, uns podem curtir Hollywood Studios enquanto outros visitam o castelo da Cinderela, ou voltam pra piscina do hotel.
Mas, em qualquer dessas opções, com carro. Fundamental para ter flexibilidade.
Gosto de intercalar as visitas aos parques. Não ver todos os Disney pra depois ver os da Universal, por exemplo. Principalmente com crianças pequenas. Os parques são todos ótimos, mas os pequenos se encantam mais com os da Disney. Tem algo mágico mesmo por ali. Talvez seja culpa da Tinker Bell, não sei.
No capítulo compras, bem, roupas, tênis e afins tem q ser nos outlets (Premium e Prime), brinquedos na Toys'R Us, e eletronicos na Best Buy.
E é melhor eu parar de escrever, senão vou acabar marcando um visitinha básica ao Harry Potter.

Renata Runge
Renata RungePermalink

Ja fui "algumas" vezes para Orlando ( rsssss...) ...da ultima vez,em 2008, fui com meu filho que na epoca tinha quase 2 anos. Alugamos carro, saiu menos de U$ 150 a semana toda, ficamos em apto 2 quartos via timeshare do RCI no Bluegreen The Fountains U$ 199 a semana , e compramos o season Fun pass do Seaworld. Entao iamos todos os dias um pouquinho no Seaworld com o pequeno , viamos um show e faziamos uma parte do parque totalmente sem pressa. A tarde ficavams curtindo a piscina gigantesca do hotel ou iamos em algum outlet , na downtown Disney, na Disney Boardwalk e outros lugares free para passear. Neste ano pretendemos voltar, e vamos fazer o mesmo esquema, so escolhendo outro parque para conhecer cada cantinho ( o pequeno tera quase 4 anos e iremos com um baby de 3 meses).

Júlio
JúlioPermalink

Eu tenho um adica sobre Orlando .Dinheiro e vários cartoes de crédito.Depois com certeza pagaremos tudo.Importante é de divertir que nem o RICK.

Júlio
JúlioPermalink

Riq ou Ricardo.

Cardoso
CardosoPermalink

Curto muito Orlando/Parques, já morei lá por um tempo e já trabalhei na Disney também!
O ideal pra curtir Orlando num esquema Parques + compras fica em torno de uns 15 dias.
Magic Kingdom, Epcot, Hollywood Studios, Animal Kingdom, Island of Adventure, Universal, Busch Gardens, Sea World, Typhoon Lagoon, Blizzard Beach, pelo menos um dia pra cada um. Chegue BEM cedo. Você anda o dia inteiro e realmente sai CANSADO no fim de tarde.
Compras, pelo menos um dia para o Premiun Outlets (acho melhor que o Prime). Floria Mall tem lojas mto boas, mas é shopping, não outlet.
Além do Besty Buy, você pode encontrar coisas legais e preços muito bons na Circuit City. O Walmart é legal pra se procurar todo tipo de tranqueira imaginável!

Pra que não é muito escolado, um hotel na disney é uma boa pedida. Vc circula pelos parques pelos ônibus do complexo e fica próximo ao Premiun Outlets.
Como a cidade tem quarteirões e avenidas imensos, um carro com gps é indispensável. Ajuda muito na hora das compras também.

E é sempre bom deixar um ou dois dias livres pra zanzar, procurar, refazer ou fazer algo que não tenha dado tempo ou ainda nem tenha rolado.

Julho é INSUPORTÁVEL! Filas pra tudo , parques MUITO cheio e MTO calor. O segundo semestre, assim como janeiro, costumam ser períodos mais tranquilos.

Harry Potter abre agora em Junho, mas li em algum lugar que os ingressos estão esgotados até o fim de Julho.

Andre Lot
Andre LotPermalink

Parece um pouco óbvio, mas deixo ainda assim a dica: GPS se tornou uma fonte inesgotável de renda para locadoras. Em geral, com o suplemento que vc paga em uma semana pelo GPS, vc pode comprar um aparelho novinho, usar e ainda trazer para o Brasil, onde vc encontra sites que vendem base cartográfica brasileira fácil, fácil.

A dica, se vc não estiver muito corrido? Saia do aeroporto já com instruções (que vc vai providenciar via Google Maps no Brasil e imprimir...) de como chegar na primeira Best Buy do jeito mais fácil. Aí vc pára lá (são sempre perto de entroncamentos), estaciona, entra, compra um bom GPS e sai feliz da vida, tudo em menos de 1h, e com a satisfação de ter pago US$ 150-180 por um produto que custa 5 vezes mais no Brasil.

Luciana Bordallo Misura

Sim, grande verdade!

CarlaZ
CarlaZPermalink

Tambem fizemos essa continha...que sairia mais barato comprar um GPS e usar lá nos Estados Unidos do que alugar...
Valeu muito a pena! (Ainda mais pra mim...ja que quem comprou foi a minha amiga e eu nao gastei nada eekops: )

Flavia HC
Flavia HCPermalink

Concordo plenamente!! Fiz isso na minha primeira viagem p/ Orlando (fácil, fácil) e agora em janeiro levei meu gps p/ miami e ainda uso aqui no br!
Melhor coisa é compre e não alugar.

Luciana Betenson
Luciana BetensonPermalink

Adorei as dicas da Raquel aí em cima.

Bom vamos lá. Vou dividir em viagem para Orlando voltada para as crianças - elas em primeiro lugar - e viagem para Orlando voltada para adultos/adolescentes - eles em primeiro lugar!

Para crianças:
1. Muito melhor ficar em hotel dentro da Disney. às vezes crianças de idades diferentes tem piques diferentes, uma dorme à tarde, outra não aguenta até de noite, etc. Dentro da Disney a mobilização é muito melhor. Ficamos uam vez em casa alugada longe e foi um mico neste ponto! As crianças inclusive dormiam no carro e não acordavam mais, muitos dias ficavam sem banho e sem jantar!
2. Ficar dentro da Disney sognifica que, todos os dias, haverá um parque no qual você poderá entrar uma hora mais cedo que o público em geral. Faz diferença! As crianças acordam cedo por causa do fuso e vale aproveitar e ir logo nos brinquedos que tem mais fila, pegar os fast pass e tal.
3. Criar o hábito nas crianças de não parar nas lojinhas, sempre estrategicamente colocadas nas saídas das atrações. Mil vezes melhor separar um dia ou dois para fazer compras. Criança não acha graça em outlet! Para eles, o melhor lugar é o Downtown Disney, que tem os restaurantes e as lojas que eles gostam, como por ex. a loja da Lego (super legal) e de produtos Disney. E uma loja de eletrônicos tipo Best Buy.
4. Nem pense em escolher super restaurantes. Como disse a Raquel, não dá para misturar compras com parques e nem restaurantes com parques! No fim, não se faz nada direito. Crianças quer brincar e no fim do dia comer num dos restaurantes do complexo Disney (o Downtown é o melhor) ou no hotel mesmo... Eles ficam muito cansados e a gente também!
5. Não adianta, eles amam o Magic Kingdom mesmo, que para adultos chega a ser chato. Idem para o Animal Park e para o Sea World, imperdível para crianças pequenas.

Para adultos/adolescentes:
1. Hotel que tiver a melhor relação preço x qualidade, onde for - centro, International Drive, Disney, etc.
2. Alugar carro GRANDE com GPS!
3. Melhores parques: Epcot, Hollywood Studios, Universal (os melhores pra mim), Bush Gardens.
4. Melhor outlet: Premium. melhor shopping básico e completo: Florida Mall. Shopping mais chique e bonito: Millenia. Melhor loja de eletrônicos: Best Buy. Melhor hiperloja: Target. Lojas de roupas com super descontos, alguém já falou aí em cima, precisa ter tempo pra camelar: Ross - Dress for Less e Marshall's. Melhor loja de crafts: Michael's. Melhor loja para bebês: Baby R us.
5. Tem um lugar muito legal para degustar vinhos no centro da cidade, The Wine Room. No Millenia tem o Cheesecake Factory, ótimo para almoçar.

Últimas observações:
1. Acho um mico alugar casa. É longe de tudo, tem que comprar produtos de limpeza, comida, limpar a casa... só para quem vai ficar um mês e quer cozinhar, etc.
2. Carro grande com GPS é absolutamente imprescindível mesmo.

Abraços!!

Dani Polis
Dani PolisPermalink

Oba, assunto que tenho uma certa propriedade de falar!rs

Fui para a Disney uma única vez, e fiquei 3 meses.
Eu explico: para trabalhar!
Conheci em especial a Disney, e vale muito a pena.

Minhas dicas:

- melhor época pra ir (de acordo com férias/feriados brasileiros): segunda quinzena de janeiro em diante. Os parques ficam consideravelmente vazios, temperaturas amenas. Mas claro, não dá pra ir no parque aquático, então se você quer visitar é melhor programar para setembro…

- faça nem que seja uma refeição em um dos hoteis Disney. Não, você não precisa ser hóspede. A minha dica forte é o café da manhã do Grand Floridean, onde o café da manhã é com o personagem de Alice no Pais das Maravilhas. Tomar um chá com o Chapeleiro Maluco não tem preço!

- Jante num dos restaurantes Disney. Comida boa, com os personagens, e torna a refeição uma delícia. No meu perfil do youtube (user danipist) tem alguns vídeos do melhor restaurante (na minha opinião, claro). O Garden Grill, que fica no Epcot.

- O melhor outlet (em Kissimee, região da Disney) não é o Premium. É o Prime! As lojas da Nike e da Adidas de lá são enoooormes e sempre tem ótimas promoções! Se você for Na Black Friday (sexta-feira depois da ação de graças) e no dia depois do Natal, melhor ainda.

- Falando em Premium, é de lá que sai o ônibus que vai pro Busch Gardes (que fica em Tampa). No Premium você consegue comprar ingressos pro Busch Gardens + Sea World, com direito a mais um ingresso pra ir em um dos dois em outro dia, por USD99. O ônibus, que te pega no Premium e te deixa no Premium na volta, custa USD10. Vale a pena também.

- Se você for pra Disney em alguma ocasião especial (aniversário, casamento, afins) NÃO DEIXE de passar no Guest Relations (presente em cada um dos parques) e dizer o fato. Além de você ganhar um bottom referente ao assunto, vocês ainda podem ganhar algum brinde ou algo do gênero. É o que chamamos de Magical Moment wink No Guest Relations você também pode fazer reservas em restaurantes, por exemplo. E vale a pena conferir, porque sempre tem brasileiros trabalhando por lá. Uma amiga minha, a Cecília (vulgo Ciça) tá trabalhando no do MGM/Disney Studios nesse momento...

- VEJA o Wishes, no Magic Kingdon. É a queima de fogos mais linda de todos os parques (Illuminations que me perdoe!). Ver a Sinino descendo o castelo te faz sentir criança de novo.

- Se for temporada, VÁ num jogo de basket, mesmo que você goste só um pouquinho. É uma festa tão grande que você desacredita.

- Downtown Orlando só vale a pena se você for maior de 21 anos (idade para entrada na maioria dos clubs).

- Fique sempre atento ao crachá (nametag) de cada funcionários. Nelas estão especificadas os idiomas que o funcionário sabe falar, além do inglês. Pode ajudar bastante na hora do aperto…

- Entre na onda e colecione os pins (aqueles "broches" metálicos). Você pode trocar com qualquer funcionário do parque (1 seu por um dele). Se você resolver entrar na onda, mais duas dicas: 1- visite a loja "Pin Traders", em Downtown Disney (ou passe lá nem que seja para tirar foto com as miniaturas do Mickey e da Minnie) / 2 - veja se algum dos pins tem aquela figura da cabeça do Mickey. Esses são limited edition, e não estão a venda!

Aqui uma fotinha pra ilustrar...
http://sphotos.ak.fbcdn.net/photos-ak-sf2p/v72/16/99/587291211/n587291211_149812_9592.jpg
Reparem na lanyard cheia de pins e no crachá com a bandeira do Brasil.

Eu tenho 20 milhões de outras dicas pra dar, mas não vou acabar com todas as linhas do form de comentários…
Se alguém quiser mais algumas dicas, pode mandar um mail (daniele.polis@gmail.com), deixar comentário no meu blog, qualquer coisa. Eu vou fazer questão de ajudar =D
E se eu não souber, tem mais uma galera que foi Cast Member (quem trabalha na Disney) e que está sempre disposta a ajudar!

Abraços!

Diego
DiegoPermalink

Tem vários bons, mas esse aqui foi o melhor post até agora... podem seguir na boa.

Julio Xavier
Julio XavierPermalink

Ric,
Sou como vc sabe anterior a geração tv, produto do cinema americano.
Me sinto como se estivesse dentro de um filme quando estou na Disney ou Universal.
Por isso me tornei um Disney Club Member há 15 anos!
Acho em primeiro lugar importante ter o Monorail na porta do hotel.
2- Na primeira semana fico nos parques Como membro tenho descontos em tudo. Faço meal plan, etc.
Nos brinquedos sepre retiro os ticketa para o próximo com antecedência .
3- Na segunda alugo um carro com "everlost" e vou pra Universa, Bush Garden
NASA ( não perca o I Max) Wet and Wild etc.
4- Nos últimos dias faço as compras nos outlets( Millenia, etc.)
E assim gasto apenas meus pontos de time sharing que me dão direito há 1 mês por ano.Em qualquer hotel na Disney. Já fiquei em todos: Board Walk, Polinesian, Grand Floridian( que tem lanchinhas. De aluguel.Um passeio lindo pelos lagos, não deixe de fazer!)
Posso gasta- los também se quizer em qualquer outro brinquedão do mundo, Como Veneza em hotéis conveniados.
Bom é isso.
Abraços .

E quando não posso viajar passo para os parentes ou amigos.
Abraços .

Fabiana Guida
Fabiana GuidaPermalink

Julio , no Brasil qual o contato para aquisição de um titulo Disney Club Member vc conhece? Obrigada.

PattyBraga
PattyBragaPermalink

Nossa, o pessoal já deixou tanta dica bacana que eu nem tenho muito mais com o que contribuir...

Já estive em Orlando 4 vezes, em idades/situações diversas. Do pacote de excursão com 13 anos ao carro alugado e outlets da viajante adulta, foram experiências bastante distintas.

Entre elas, a que mais se destacou foi a visita a Orlando em Setembro de 2004, exatamente uma semana após um grande furacão ter varrido a região de Fort Lauderdale. Peguei parques absolutamente tranquilos, sem nenhuma fila em nenhum brinquedo. Foi uma coisa até meio surreal, poder entrar direto em todas as atrações. Certamente aproveitei muito melhor o tempo!!!

(Não, não estou sugerindo a ninguém que espere para viajar na época dos furacões, mas apenas dizendo que às vezes podemos virar a nosso favor uma situação aparentemente adversa.) smile

PattyBraga
PattyBragaPermalink

Ah! Me lembrei de uma informação interessante!

Várias pessoas mencionaram aqui o Fast Pass, mas tem uma outra dica bacana para os parques, só que vale apenas para quem viaja sozinho!

Ao chegar em algum brinquedo com fila muito longa, pergunte ao funcionário na entrada se há a possibilidade de você passar à frente como SINGLE RIDER.

As pessoas de uma mesma família ou grupo de amigos que viajam juntos geralmente fazem questão de ir juntas no mesmo carrinho do brinquedo. Por causa disso, várias vezes sobra UM lugar vazio em algum dos carrinhos.
Os funcionários podem então deixar que o SINGLE RIDER "fure a fila" e ocupe essa vaga.

Já usei essa técnica com sucesso em brinquedos na Disneylandia, Busch Gardens e Universal.

A prática não é divulgada ou encorajada pelos parques, mas é tão comum que ganhou até verbete na Wikipedia, com uma lista das atrações onde é possível ser um SINGLE RIDER.
http://en.wikipedia.org/wiki/Single_rider

Para quem viaja sozinho, é uma excelente forma de ganhar tempo!

CarlaZ
CarlaZPermalink

Ia falar sobre isso tambem! Muito bom Single Rider! Especialmente pra montanha-russa! E indo em casal muitas vezes se consegue o mesmo carrinho...

Ursula Cardoso
Ursula CardosoPermalink

Em alguns brinquedos a fila pro single rider é separada. Na Universal, acho.

Júlio
JúlioPermalink

Riq,minha primeira vz em Miami/OrlaNDO....fOI PRA TRAZER UMAS 18 COPIADORAS DE STENCIL GESTETNER.EU ACHO Q HJ elas NEM EXISTE MAIS.
DEPOIS VOLTEI ALGUMAS VZS COM FILHA , SOBRINHAS,MÃE E PAI.Me diveri muito em tds vzs.Valeu.

Maria Célia
Maria CéliaPermalink

Nunca fiquei hospedada dentro da Disney.

Na primeira vez fiquei na International Drive, mas era excursão, então o onibus levava a gente pra todos os parques, sem preocupação. Para uma viagem aos 15 anos, quando eu não falava inglês e estava sem os meus pais, a excursão foi uma boa. Mas hoje não faria com grupo não. Aproveitei infinitamente mais as duas vezes que fui desempacotada...

Na segunda vez a viagem foi ultra rápida, três diazinhos apenas, e fiquei hospedada num hotel pertíssimo do Florida Mall. Talvez pelo pouco tempo que tínhamos, achei a localização ruim, já que não deu tempo de pisar no shopping. Tivemos dois dias dedicados a compras (um dia dedicado a compra do meu vestido de noiva e o outro a compra diversas - no outlet) e um ao Magic Kingdom, e tudo era longe do hotel. Mas em Orlando tudo é longe, pra tudo você vai precisar de carro, então a localização do hotel não é necessariamente um impeditivo. Se ficar hospedado na Disney, por exemplo, os parques Universal e Sea World estarão longe. E vice-versa.

Dessa última vez fiz uma estratégia diferente. Peguei um Fly and Drive da Tia Augusta e meio que desempacotei. O preço do hotel, vôo e carro era imbatível. Não dava pra fazer by myself sem pagar pelo menos o dobro, então fui de pacote mesmo. Mas sem guia, sem grupo, sem excursão.

Ah, e eu escolhi o hotel dentre um sem número de opções que eles me passaram. Acho que muita gente não sabe que isso é possível, pensa que hotel de pacote Fly and Drive é só aquela meia dúzia mequetrefe, mas não é. Eles tinham desde opções bem em conta até algumas mais sofisticadas (claro que não é hotel design, mas o foco da viagem não é esse né?). Escolhi um Fairfield da rede Marriot que ficava no Marriot Village, em Lake Buena Vista, coladinho na Disney. O Marriot Village é um complexo com três hotéis Marriot que compartilham piscina, estacionamento, segurança e uma pracinha de alimentação quebra-galho. O hotel era excelente, café da manhã bastante razoável e com várias comodidades perto, assim como um outlet no mesmo quarteirão (não lembro se é o Premium ou o Prime).

Como a gente não queria fazer uma maratona de um parque por dia, sem intervalos, resolvemos focar nos 4 parques Disney (sem os aquáticos), (abrindo mão, portanto, dos parques Universal e Sea World) e alternar dias de parques com dias de compras ou passeios mais lights. Compramos um ticket de 5 dias porque a diferença era muito pouca (entre o de 4 e o de 5 dias), e assim conseguimos repetir um parque (escolhemos o Hollywood Studios).

A desempacotada foi no final. Pedi para a operadora retirar os três últimos dias dias do hotel em Orlando e fechei pelo Priceline um hotel-desbunde em Miami por um preço muito bom. Com o carro alugado (com GPS), fomos de Orlando a Miami facinho facinho.

Para a desempacotada dar certo, você precisa lembrar de pedir para alterar o local de entrega do carro, já que nós pegamos em Orlando e devolvemos em Miami e retirar o trecho "Orlando-Miami" na pssagem de volta (o vôo para/de Orlando fazia escala em Miami de qualquer jeito).

Uma última dica: eu sei que já falamos exaustivamente sobre a síndrome do overplanning, mas eu acho que para visitar os parques é necessário ter alguma estratégia. Os parques são grandes, as filas também, e não é difícil chegar ao fim do dia sem ter conseguido ver metade das atrações. No meu caso, estudei os mapas com antecedência, escolhi os brinquedos que gostaria de visitar e os shows que gostaria de assistir. Programei o roteiro dentro de cada parque para que desse tempo de ver todos os shows e evitasse deslocamentos desnecessários. Também é importantíssimo utilizar o FastPass. Verifique quais são as atrações que possuem fastpass, selecione as que você quer ver e, chegando no parque, já pegue o fast pass da sua preferida. Assim que utilizá-lo, já pegue o fastpass da segunda atração preferida e por aí vai. Enquanto espera chegar a sua vez, visite as atrações menos abarrotadas. Com essa estratégia, consegui ver TODAS as atrações que eu queria em TODOS os parques. Só deixei de ver os brinquedos que considerei absolutamente dispensáveis. Alguém já mencionou que os tickets dos parques não são baratos, então é preciso saber aproveitá-lo ao máximo.

Por fim: não deixe o melhor para o final. Vá primeiro aos parques que você quer muito ir. Isso porque depois de alguns dias, não tem jeito, bate o cansaço mesmo. E aí você já vai estar sem paciência para filas e andanças, justamente naquele parque que você queria tanto ir! No meu caso, deixei o Animal Kingdom pro final e foi uma boa estratégia, pois o parque é bem menor, com temperatura mais amena (tem muita vegetação e sombras), então foi muito menos cansativo.

Dani S.
Dani S.Permalink

Gozado, então eu fui a única que se virou perfeitamente bem andando sem GPS, só com aqueles mapinhas (HORRÍVEIS) das revistas de promoções...
O mais importante de hotel é ficar perto de alguma highway. Alugando carro (e há váaaaaaaaaaaarios pacotes com carro incluído, que ficam uma pechinha), dá pra ir em todo lugar.
A única vez que eu passei na International Drive, odiei o lugar. Uma avenida não muito larga, cheia de hotéis por todos os lados. E cheia de sinais de trânsito (e de turistas que não sabem dirigir, a 2 km por hora na sua frente). Evite, evite, evite.
Eu acho importante decidir, daqui, em que parques vc quer ir. Eu me concentrei na Disney (o sonho de infância é com a Disney, e eu ODEIO montanha russa mesmo). Faça um programinha básico de que dia ir em que parque (se vc não ficar em hotel na Disney, aproveite para NÃO ir no parque que abriu mais cedo naquele dia, que vai estar lotado o dia todo), e deixe pelo menos um dia livre pra voltar no preferido. NÃO PERCA - nem que vc tenha que voltar pro hotel e dormir de tarde, dormir mais um pouco no outro dia, descansar no Brasil, sei lá - os maravilhosos shows de fogos no encerramento dos parques da Disney. Leve uma bolsa grande ou mochila pros parques com alguns lanches saudáveis pra não perder tempo, e não se esqueça de se hidratar (e passar muito protetor solar).
Quanto a compras, a Raquel aí em cima tem razão: se você estiver com planos sérios de comprar, deixe pra ir no parque outro dia (porque senão vai ficar se sentindo culpada em qualquer ocasião). Na minha opinião, o melhor outlet, longe, é o Premium (se eu for lá de novo, nem vou me dar ao trabalho de ir nos outros). Não esqueça de checar a Best Buy para eletrônicos, e o Walmart pra tudo (se tiver algo no Walmart que você deseje, compre. Não vai achar em outro lugar mais barato. O problema só é eles não terem muitas opcões em eletrônicos, por exemplo).
Por último: não se restrinja a Orlando. Tem muita coisa legal (e não ligada a parques e/ou compras) nas vizinhanças, de modo que dá pra fazer muuuuuuita coisa por lá além de bater ponto nos parques e outlets da vida...

Manu Tessinari
Manu TessinariPermalink

Nunca fui em Orlando, devo confessar que toda vez que programo, vem um outro destino e me conquista! Acho que o destino não faz muito minha cabeça não. Bom, mas , entre todos meus amigos, familiares, que já foram centenas de vezes, a maioria realmente aluga casas. Adoram! Acham mais tranquilo, mais cômodo, mais divertido. Acho que, quando tiver filhos, eu me dobro ao destino...

Diego
DiegoPermalink

Então... também acho que não é totalmente necessário GPS em Orlando, uma vez que o desenho da área turística é bem simples. MAS, considerando que o GPS é relativamente barato (o valor do aluguel do gps por 10 dias já dá pra comprar um zero) e que quem tem não custa levar, vai acabar sendo útil pelas infomações comerciais ( lojas, restaurantes, postos de combustível, farmácias, etc).

Sobre ficar nos hotéis da Disney, de fato muito interessante e prático, principalmente se estiverem oferecendo o pacote refeição incluído. Mas prefiro ficar fora, uma vez que a diferença para hotéis do mesmo padrão dá para alugar o carro, pagar o estacionamento e sobra um pouco ainda... e vc não fica refém dos shuttle (nem que seja pra comer alguma coisa à noite ou passar rapidamente naquela loja em que vc se arrependeu de não ter levado algo).

Outlet acho que o Prime é melhor. Para comprar roupas, no entanto, vá antes na ROSS: dress for less. É uma bagunça, OK, mas desde roupas de grife a malas, vale a pena conferir (inclusive roupas de cama).

Eletrônicos, realmente a Best Buy é um passeio à parte. No entanto, Blu Ray e DVDs com preços bons e boa variedade foi no Wal Mart que achei.

Aliás, souvenirs da Disney são muito mais em conta no Wal Mart. Tive a impressão que tinha mais coisa no Wal Mart de Kissimee.

Sobre os planos, realmente vale a pena conferir o que está acontecendo na cidade e reservar um tempo pro Downtown Disney e pro Universal Citywalk, fora shows e jogos.

Parques, sugiro ficar em UM por dia. Fazendo dois vai acabar não curtindo nenhum.

As dicas mais importantes são, de fato, lembrar de beber água e usar protetor solar, e sapatos confortáveis (apesar dos pés doerem no fim do dia, não importa o que vc faça).

Se possível, chegando em Orlando vá ao Magic Kingdom primeiro. Lá vc realmente faz a "transição" e se sente de férias na Disney.
(Pra ter uma idéia, numa atração da universal uma das piadas foi "aqui não é o magic kingdom, não preciso ser legal com vc!" - óbvio que foi brincadeira, mas expressa bem o espírito da coisa)
Provem o sorvete e os Cookies da Main street.
E, claro, fique no Parque à noite para ver Wishes.

Sobre os demais parques, sugiro alternar parques "rápidos" com parques "longos", assim parques mais "intensos" com mais "tranquilos".

Para entender:

Parques da Disney, os brinquedos de todos são tranquilos, nada radical. O magic kingdom é um parque para o dia todo, tem muita coisa pra ver. O Epcot é muuuuuuito longo o passeio. Hollywood Studios tem os melhores brinquedos do grupo e vale demais a pena ficar à noite para ver Fantasmic!. Animal Kingdom é um parque curtinho, com muitos shows sentados (ideal para "descansar") e talvez seja o parque mais bonito.

Universal já são parques mais "radicais". Universal Studios tem atrações muito legais e gosto muito de simplesmente andar por ele, acho muito agradável. No entanto, ele á um parque que ocupa o dia todo fácil. O Island of Adventure, pelo nome já diz tudo... é o dia das montanhas russas e afins. muito divertido, e dá pra fazer em relativamente pouco tempo se não houver filas. Ah, levar toalha e muda de roupa seca, a Toon Land(acho que é isso) tem brinquedos que molham mas que valem a pena).

Sea World, se planejado, dá pra fazer em pouco tempo. Os shows são ótimos (novamente, um pra "descansar") e os brinquedos bem "radicais". Cuidado com os horários. Se quiser ver a Shamu e chegar 1 minuto atrasado, vai ter que pegar a sessão seguinte 4 horas depois ou voltar outro dia.
Do mesmo grupo, o Busch Gardens vale a ida à Tampa (1h30min de viagem). O parque é grande, os brinquedos são ótimos, assim como as atrações.

E, ah! Provavelmente vc vai gastar mais do que planejou... e vai se arrepender do que não comprou, heheheh.

Diego
DiegoPermalink

Então... também acho que não é totalmente necessário GPS em Orlando, uma vez que o desenho da área turística é bem simples. MAS, considerando que o GPS é relativamente barato (o valor do aluguel do gps por 10 dias já dá pra comprar um zero) e que quem tem não custa levar, vai acabar sendo útil pelas infomações comerciais ( lojas, restaurantes, postos de combustível, farmácias, etc).

Sobre ficar nos hotéis da Disney, de fato muito interessante e prático, principalmente se estiverem oferecendo o pacote refeição incluído. Mas prefiro ficar fora, uma vez que a diferença para hotéis do mesmo padrão dá para alugar o carro, pagar o estacionamento e sobra um pouco ainda... e vc não fica refém dos shuttle (nem que seja pra comer alguma coisa à noite ou passar rapidamente naquela loja em que vc se arrependeu de não ter levado algo).

Outlet acho que o Prime é melhor. Para comprar roupas, no entanto, vá antes na ROSS: dress for less. É uma bagunça, OK, mas desde roupas de grife a malas, vale a pena conferir (inclusive roupas de cama).

Eletrônicos, realmente a Best Buy é um passeio à parte. No entanto, Blu Ray e DVDs com preços bons e boa variedade foi no Wal Mart que achei.

Aliás, souvenirs da Disney são muito mais em conta no Wal Mart. Tive a impressão que tinha mais coisa no Wal Mart de Kissimee.

Sobre os planos, realmente vale a pena conferir o que está acontecendo na cidade e reservar um tempo pro Downtown Disney e pro Universal Citywalk, fora shows e jogos.

Parques, sugiro ficar em UM por dia. Fazendo dois vai acabar não curtindo nenhum. Tente planejar (dou a dica de como abaixo) e vá cedo nos brinquedos mais concorridos (normalmente no mapa estão marcados com o "fast pass" ou equivalente possível).

As dicas mais importantes são, de fato, lembrar de beber água e usar protetor solar, e sapatos confortáveis (apesar dos pés doerem no fim do dia, não importa o que vc faça).

Se possível, chegando em Orlando vá ao Magic Kingdom primeiro. Lá vc realmente faz a "transição" e se sente de férias na Disney.
(Pra ter uma idéia, numa atração da universal uma das piadas foi "aqui não é o magic kingdom, não preciso ser legal com vc!" - óbvio que foi brincadeira, mas expressa bem o espírito da coisa)
Provem o sorvete e os Cookies da Main street.
E, claro, fique no Parque à noite para ver Wishes.

Sobre os demais parques, sugiro alternar parques "rápidos" com parques "longos", assim parques mais "intensos" com mais "tranquilos".

Para entender:

Parques da Disney, os brinquedos de todos são tranquilos, nada radical. O magic kingdom é um parque para o dia todo, tem muita coisa pra ver. O Epcot é muuuuuuito longo o passeio. Hollywood Studios tem os melhores brinquedos do grupo e vale demais a pena ficar à noite para ver Fantasmic!. Animal Kingdom é um parque curtinho, com muitos shows sentados (ideal para "descansar") e talvez seja o parque mais bonito.

Universal já são parques mais "radicais". Universal Studios tem atrações muito legais e gosto muito de simplesmente andar por ele, acho muito agradável. No entanto, ele á um parque que ocupa o dia todo fácil. O Island of Adventure, pelo nome já diz tudo... é o dia das montanhas russas e afins. muito divertido, e dá pra fazer em relativamente pouco tempo se não houver filas. Ah, levar toalha e muda de roupa seca, a Toon Land(acho que é isso) tem brinquedos que molham mas que valem a pena).

Sea World, se planejado, dá pra fazer em pouco tempo. Os shows são ótimos (novamente, um pra "descansar") e os brinquedos bem "radicais". Cuidado com os horários. Se quiser ver a Shamu e chegar 1 minuto atrasado, vai ter que pegar a sessão seguinte 4 horas depois ou voltar outro dia.
Do mesmo grupo, o Busch Gardens vale a ida à Tampa (1h30min de viagem). O parque é grande, os brinquedos são ótimos, assim como as atrações.

E, ah! Provavelmente vc vai gastar mais do que planejou... e vai se arrepender do que não comprou, heheheh.

Taysa
TaysaPermalink

Orlando sempre será Orlando . Acho que vale a pena ! Por 2 vezes fui em dezembro - para o Reveillon . A primeira vez , em 1998 , show de fogos no Magic Kingdom foi inesquecível . Já em 2007 o esquema já era outro !Era gente que não acabava mais , filas de 2 horas e o parque completamente lotado ! No dia 31 resolvemos ir ao Epcot : parque maior , menor chance de lotar ! Bobagem !!! Lá pelas 19 hs realmente não dava mais para ficar . Fomos embora , passamos no supermercado e fizemos uma bela festa no quarto ! Minhas meninas falam que foi o melhor Reveillon !
Continuando , evite a época de final de ano . Pelo que vi fica parecido ou pior que julho .
Quanto a alimentação : café da manhã no quarto do hotel ( tem hotel com microondas no quarto) ou nos all you can eat . Durante o dia levávamos váaarias besteiras na mochila e fazíamos um lanche por volta das 14 hs . E ao sair do parque íamos direto jantar . E só depois hotel e cama .

ANDRE CAVALCANTI
ANDRE CAVALCANTIPermalink

Já estive várias vezes em Orlando, a última em fevereiro de 2009 com os filhos já grandes (19/18 anos).

A melhor época para ir, a mais vazia, é aquela que fica ENTRE os feriados de THANKSGIVING (que acontece na quarta quinta-feira de novembro) e o NATAL. Esta informação é confirmada pela Disney: é o período mais vazio dos parques, que estão todos decorados, e os outlets garantem árvores recheadas de presentes.

Infelizmente só pude ir uma vez nesta época. Todas as outras foram entre o final de janeiro e meados de fevereiro. Ir no começo do ano pode ser frustrante pois as prateleiras estarão vazias. Fui em fevereiro de 2009 e tudo bem, mas um amigo que tinha acabado de voltar, 2a e 3a semanas de janeiro, não conseguiu achar muita coisa e ainda pegou os parques mais cheios.

Eu não gosto de hotel de corredor aberto, por isso sempre fico no HAWTHORN que, além de ser aconchegante, oferece um café da manhã completo com bacon, ovo, panquecas, siroup e tudo que não presta. Fica pertinho do Wet 'n' Wild, ali na International Dr.

Sempre alugo um carro grande, com GPS. Carro pequeno só serve para casal, pois na hora de voltar é preciso espaço para as malas. (Em tempo: não que eu seja consumista. Compro o necessário e dou valor ao dinheiro. Já disse em outro tópico: os preços são RIDÍCULOS quando comparados com os daqui).

O primeiro dia é sempre reservado para compras. Premium, Florida Mall, Best Buy, Guitar Center e está feita a festa! Na última vez fui também ao Lake Buena Vista Factory Stores que não era tão conhecido, estava bem abastecido e sem muita concorrência nas lojas.

Compro multi-ingressos para a Disney (4 ou 5 dias depende da duração da viagem) e procuro o Combo Universal+Island of Adventure+Sea World+Bush Gardens. Neste site http://www.viajandoparaorlando.com/ tudo fica fácil.

Agora, a dica estratégica mesmo é não emendar um parque após o outro. Como viajo "desempacotado" eu coloco um dia de descanso a cada 3 dias de parque e não emendo dois parques grandes em dois dias seguidos. Parques grandes = Epcot, Bush, Universal e Magic Kingdom.

Nos dias de intervalo dá para programar um passeio por Orlando Downtown, aonde quase ninguém vai, ao Mall at Millenia, que tem dois restaurantes muito bons: o Cheesecake Factory e o Brio Tuscan Grill, e fazer coisas diferentes, como ir a um simulador de queda livre (SkyVenture), andar de kart, Cirque Du Soleil ou ficar de bobeira na piscina.

Cris Machado
Cris MachadoPermalink

Já estive hospedada dentro da Disney, na região da International Dr (antiga) em hotel suite, na mesma região em hotéis categoria bem turística em corredor externo, na região nova da International Dr, em casa de condomínio, em hotel na região de Kissimee ( em 1989) e finalmente nos 3 hotéis do complexo da Universal.
Já viajei com amigas, marido, filhos, parentaiada, grandes amigos, velhinhas da família, sogro e sogra, meus filhos desde 8 meses, entre outros que já nem me lembro
Já fiz parque com compra no mesmo dia, só parque, só compra, com cada tipo de cia de viagem o ritmo era diferente.
Nunca aluguei GPS talvez porque nas primeiras idas a Orlando ele não existia.

Conclusão:

Nunca fiz a mesma viagem, por mais que tenha repetido o destino muitas vezes

Ainda tem locais para se hospedar que são novos para mim
Sempre saio de lá com uma lista de coisas novas que não deu para fazer e que tem que ficar para a próxima

Crianças são mais do que bem vindas em praticamente todos os locais

Pessoas com dificuldade de locomoção e pessoas com restrições alimentares, não passam aperto

Sempre tem como deixar a viagem dentro do orçamento que vc quer,hora mais gordo, ora mais econômico e com boa informação dificilamente você cai-se em armadilhas ( e de fato elas existem por lá)

Compra-se muito bem, já estive observando homens saindo com sorriso largo de muitas lojas, e não me lembro de ter observado o mesmo em nenhum outro local

Come-se muito bem diferentemente do que muitos opinam, desde uma pizza, acredite, bem próxima dos mais críticos paladares paulistanos, até excelentes sushis, ótimos italianos, além de opções econômicas de muito boa qualidade, só não posso opinar em relação aos restaurantes brasileiros, pois nunca provei

Gosto de comer bem, beber bem, comprar um pouquinho (ou muito quando descontrolo) e para não me estender ainda mais por aqui, se alguem precisar de nomes mais específicos em relação a restaurantes, lojas e hotéis posso dar meu pitaquinho, que espero ser útil, como tantos dicas por aqui já foram para mim.

Por último, posso dizer que a água deve ser contaminada, por que a vontade de voltar é sempre grande.

Na verdade não tomo água mas deve ser a cerveja que tanto gosto e encontro por lá ( Birra Moretti) . De qualquer modo cuidado como que beber, devem colocar algo, afinal de contas conheço alguns com o mesmo vício, mesmo que inconfessável (pega meio mal confessar tal vício), mas que vicia, vicia.

Mary
MaryPermalink

Ah, vou parar de ler esses comentários. Pra quem é viciada em Orlando, ficar lendo isso dá uma gastura!
Mas quero dar outros pitacos.
Um é dirigido a quem vai se hospedar em hotéis Disney. Existe um transfer aeroporto-hotel-aeroporto exclusivo para os hóspedes, q vale mto a pena. Primeiro pq vc já vai entrando no clima, com direito a filminho no caminho. Depois q vc não tem q passar por aquele stress inicial no balcão da locadora de automóvel e de pensar se vai conseguir encontrar o caminho pro hotel. O ônibus da Disney leva vc e suas malas pro hotel q vc reservou e de lá vc telefona q a Alamo (q tem loja dentro da Disney) manda uma van buscar vc. Na hora de ir embora, tb não precisa pensar se as malas vão caber no carro, ou se vc vai ter q fazer 2 viagens até o aeroporto, e se vai encontrar direitinho o caminho pra devolver o carro. Entregue o dito cujo na mesma loja dentro do parque e espere o ônibus da Disney levar vc e suas malas.
E, por favor, como já foi dito pela cast member Dani (ai q inveja corrosiva...), não deixe de tomar café da manhã com os personagens (sempre reservando) e assistir ao Wishes (a queima de fogos em Magic Kingdom).
E, Cris, acho q o tal do vício é adquirido pelo ar. Pq seja tomando água, cerveja, leite, ou vinho, não tem como escapar!

Marcus Edrisse
Marcus EdrissePermalink

Estivemos em Orlando, em janeiro de 2008. Éramos um grupo de 11 pessoas, sendo 6 crianças e 1 adolescente. Ficamos num Resort perto da Disney e alugamos um carro pra 15. Foi uma viagem bem cansativa, porque fomos à 8 parques em 9 dias. Durante a viagem, atualizei diariamente meu blog, com relatos do dia.
Quem tiver interesse, o endereço é www.colunadoedrisse.blogspot.com
Vá nos textos publicados em 2008, entre janeiro e fevereiro.

Elke
ElkePermalink

Acho que vou colocar apenas o que fiz para ECONOMIZAR (o resto já está bem explicado), o pacote correspondente em uma operadora famosa estava 5 mil dólares (sem contar compras e alimentação), eu fiz por 2.400 dólares (contando alimentação e compras). Fui com marido e 2 filhos de 9 e 11 anos (2008),fiz todos os parques da Disney, o Aquática, Cabo Canaveral (NASA),Circo de Soleil, 1 dia para compras no Outlet Premium e dois dias para repetir os parques prediletos ou descansar, foram 10 dias lá.
Aí vai:
1. Comprei as passagens com uns 9 meses de antecedência, e como moro no MS, comprei via Manaus, saiu 700 reais mais barato, por cabeça, e ainda aproveitei e fiz turismo em Manaus (saiu de graça, com a diferença de preço indo por SP).

2. Comprei as entradas dos parques pela internet (tem que ter paciência para entender e escolher qual o "pacote" de ingressos é mais interessante para a família), sempre fica mais barato que comprar na hora. Comprei o ingresso da NASA e do circo tb pela net.

3.Reservei o hotel com 6 meses de antecedência, ficou muito mais barato. Fiquei no Marriot Residence Inn na International Drive, é tipo flat,com cozinha, lavanderia, ótimo para quem vai com crianças. Não fiquei nos hotéis da Disney dentro do complexo porque os aptos não tinham nem frigobar, nem café da manhã! No MArriot, eles dão o café da manhã e ainda, 2 x na semana, eles oferecem um lanche a tarde. Quem vai com crianças e quer economizar nas refeições, tem que fazer sanduíche para almoço, levar em bolsa térmica, e fazer um "jantar" de comida congelada (tinha micro- ondas também no quarto).

4. Carro com GPS, aluguei por uma operadora de turismo de minha cidade, ficou mais barato que pela internet (eles conseguiram um preço menor).

5. Comprar comida congelada para o jantar e fazer a noite. O Wall Mart fica muito perto do hotel (com carro e GPS!!!), e vale a pena fazer compras, adoooro comprar em mercados fora do país, sempre tem novidade, e fica muuuito mais barato esse esquema. Quando chegamos em Orlando, fomos naquele dia mesmo ao mercado e fizemos compras, nos ambientamos com o lugar, descansamos e só começamos os passeios no dia seguinte. Cada refeição com a familia não sai por menos de 40-50 dólares.

6.Comprar as camisetas, lembranças, roupas e pelúcia da Disney FORA da Disney,no Outlet Premium tem uma loja só de produtos da Disney, assim como no Wall Mart, a diferença é gritante, a mesmo camiseta varia de 9 dólares fora a 35 dólares dentro dos parques.

Outras dicas:

1. Quem leva criança, tem que lembrar que nem sempre elas aguentam passeios das 9 as 23horas, por isso, escolham os parques com os shows de fogos mais cedo, uma vez fiquei até as 23 horas para assistir o show e meu filho ficou reclamando com dores nos pés e praticamente dormiu na hora do show. Prefira aqueles em que o show é as 19-20 horas, acredite, você já estará muito cansado e louco para ir para o hotel.
2. Peguem ao carrinhos para crianças, eles são leves, e servem para crianças de ate 10 anos! Muito fáceis de levar, vale a pena.
3. Já fui em Maio, Julho e Setembro, e digo que Maio foi o melhor, as temperaturas são boas, dá pra pegar um parque aquático, como é primavera, os parques estão lindos, floridos, não são cheios. Setembro não fica atrás, mas peguei uma onde de calor nada agradável, agora, Julho, NEM PENSAR! INSUPORTÁVEL! As filas são monstruosas e o calor...é o pior de tudo.
4. Sempre leve uma muda de roupa, tem brinquedos em que vc sai ensopado! Mas muito feliz!
5. Em parques aquáticos: se você só for porque seus filhos fazem muuuita questão (meu caso), deixe para ir depois das 13 horas, as pessoas já estão indo embora, os parques ficam mais vazios, e dá tempo de repetir umas 4 -5 vezes cada brinquedo, saí de lá quebrada de tanto subir e descer daqueles tobogãs.
6. Dez dias foi apertado, ficaria uns 14 dias.
7. Os parques da Disney (ate 2008),são mais limpos e organizados, são mais família, o Sea World tem que visitar pelo menos 1 vez, a Universal é mais para adolescentes e adultos,f ui em um final de semana, muito lotado e eles liberam bebida alcóolica, achei os banheiros mais sujos, mais bagunçado,para os padrões de lá, mas com certeza vale a pena, as crianças tb curtem alguns brinquedos. A NASA tb vale uma visita, mas não repitiria.
Ufa...acho que é isso.
Tudo valeu a pena, a viagem é mágica.
Bjs

Elke
ElkePermalink

Reli e vi que coloquei o valor em dólares, mas foram reais!

CarlaZ
CarlaZPermalink

Confesso que ja queria ir a Orlando ha muito tempo...mas programar ferias inteiras pra la...ah nao tinha coragem...tantos outros lugares pra conhecer...e ja tinha ido quando crianca e adolescente.
Mas como estava trabalhando nos Estados Unidos, aproveitei e fui passar um final de semana. Amei! Me diverti horrores em dois dias! Nao tem como nao entrar no clima.
Fiquei num hotel na International Drive e andei de onibusinho do hotel pra Universal e de carro pra Disney e pra sair de noite.
Achei bem legalzinho Disney Downtown, adorei o Cirque du Soleil.
Foi uma boa estrategia aproveitar que estava la...2 dias achei de bom tamanho...ficaria uns 2 dias a mais...mas nao programaria minhas ferias so pra Orlando...

Mirella
MirellaPermalink

Eu sempre ficava em algum hotel da International Drive. Uma vez fui a um congresso e ficamos em um dos hoteis do complexo da Disney e AMEI a facilidade que se tem em ir e vir, acho uma boa opção para quem tem filhos adolescentes e não tem saco de ficar indo em parques todos os dias.
Há dois anos uns amigos alugaram uma casa super bacana em um dos condominios fechados de Orlando e adoraram... se um dia eu levar os pais e sobrinhada essa vai ser minha opção.
Ah... vi que alguém indicou comprar carro com GPS, dependendo do tempo que for ficar e do preço do GPS, vale mais a pena comprar um smile

Elke
ElkePermalink

Só mais uma coisinha...eu nunca tinha ido ao Cirque du Soleil, achava o preço muito alto para uma família de 4 pessoas ir ao "circo", mas uma prima me disse que valia a pena, etc e tal...e então resolvi ir.
Só digo que valeu cada dólar, foi mágico, meio surreal...recomendadíssimo!
Bjs

Daniele
DanielePermalink

Estou programando com umas amigas chegada dia 28/12 na Disney, imaginei ser o maximo passar reveillon lá, mas com esses relatos fiquei apavoradíiiissima!!!
Alguém q tenha passado o ultimo reveillon la tem algum depo bom pra dizer?? rs

Bjs

Claudia Beatriz
Claudia BeatrizPermalink

Daniele,

vai tranquila... é uma delícia! Eu passei com meu marido em 2007/2008 e amei! Tem um relato curtinho neste post aqui : http://claudiabeatriz.blogspot.com/2008/01/e-rolou-festa.html
Mas nós escolhemos passar no Citywalk da Universal ao invés de passar dentro de um dos parques. Mas vale somente para adultos esta dica, se tiver crianças no grupo, não tem como fazer isso.
Esse final do ano, vamos novamente, porque minha família do Brasil vem quase toda... chegamos por lá dia 26 e como vamos com muitas crianças no grupo, estamos decidindo entre Magic Kingdom e Universal Studios pro Ano novo, mas com certeza vamos passar em um dos dois. Então não se espante não e vai sim!

Daniele
DanielePermalink

Gente muito obrigada pelas respostas! Agora fiquei mais calma rsrs Como nao irei com crianças,tudo trank! Fiquei mais animada ainda!! Bjs

Léo Luz
Léo LuzPermalink

Wow...a galera caprichou nesses comments, hein?
Dos passeios e parques, vou preparar os posts ainda. Em breve. Mega trabalhosos pois são cheio de detalhes da infância vivida agora...ueba!

Fica meu registro sobre o aluguel de casa nesse preíodo fantástico de Orlando: http://brasileo.wordpress.com/category/orlando/

Vamos nos falando.

wink

Thyago Portela
Thyago PortelaPermalink

Tinha escrito um comentário grande, mas deu erro. Então vai um resumo agora.

No UNIVERSAL corram das atrações Disaster (realmente um disastre; antiga atração que deram um reformulada, mas continua um saco, demora uma eternidade) e Jaws (nem se fala, o pobre do tubaraão nem deve ter mais dente, totalmente ultrapassada), além do MIB.
No ISLAND não deixem de ir na atração do Homem Aranha (a melhor de todos os parque fui), na ride do Hulk, Duelling Dragons e nos briquendos do Toon Lagoo nque caem na água pra refrescar (principalmente no Dudley Do - Right's Ripsaw Falls e Popeye & Bluto's Bilge - Rat Barges).

Comida... gostei muito de um macarroni cheese que comi no maior Hard Rock Cafe do mundo (City Walk). De uma chicken wings com molho barbecue em um dos Ale House (bar com sinuca e música).
E pra quem disse que não tem boa comida brasileira eu discordo totalmente... o Vittorio's é excelente pra matar a saudade de um feijão, arroz e bife, sem falar que é muito barato. Por US$ 12,00, come a vontade e tem direito a um copo de refrigerante e sobremesa. Fica ao lado da Perfumeland (que não recomendo para compras, achei os preços no free shopping muito melhor).

Compras... Vale a pena fazer o cadastro nos sites do outlets Premium e Prime pra imprimir os cupons de descontos antes de viajar, além de pegar o ticket pra poder retirar o Coupon Book na Guest Relation do respectivo outlet (é desconto sobre o preço promocional, imagina se é barato!!!). Comprei camisa da Hollister no Mall at Millenia (shopping mais moderno e mais caro) por US$ 6,00, isso mesmo, seis doletas, o segredo é entrar na loja e ir direto pros fundos, onde estão as liquidações.
Pra quem tá com criança, é melhor comprar pelúcia no Walmart que nos parques. Ross, TJ Maxx e Marshalls são outlets do outlets, pra quem tem paciência, vale a pena garimpar algo, principalmente malas.

Carro... acho que tem que ter e com GPS (próprio ou alugado).

Essa é minha humilde contribuição. Se Deus quiser (e o Fidelidade TAM deixar), volto em novembro pra finalizar o roteiro Toronto, New York, Las Vegas e Orlando.

Fernando Castro
Fernando CastroPermalink

Só pra completar a questão do GPS, é claro que na maioria das vezes compensa muito mais comprar um do que alugar com o carro. E, como cereja no topo do bolo, há sites que disponibilizam os mapas brasileiros de graça (não, não é pirata). Vejam em www.tracksource.org.br.

Outra dica quanto às promoções dos outlets: já testaram se o tamanho grande infantil cabe em vocês? Sim, porque os americanos são sabidamente, digamos, fisicamente avantajados (inclusive as crianças). Assim, uma camiseta tamanho infantil muitas vezes cabe num adulto, dependendo do corpo. Qual a vantagem? Que tal pagar US$2,00 (sim, dois) dólares numa camisa da GAP, por exemplo?

In Spirits
In SpiritsPermalink

A minha estratégia foi pedir pra minha mãe pra ir de excursão. Complexo, não?

Abraço
Geraldo Figueras

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

mrgreen

Valeria Garcia
Valeria GarciaPermalink

Olá,
Estive em Orlando pela primeira vez na vida (aos 33 anos) no ultimo Carnaval com a minha família. Fui com a minha filha de 10 anos e com a outra que na época ainda estava com 2 anos.
Eu simplesmente amei aquele lugar, apesar de toda a correia e todo o transtorno de ir para Dysnei com uma criança de 2 anos. Não Há muitos brinquedos, ou melhor, quase nenhum para esssa idade, então eu e meu marido nos divimos, enquanto ele ia para a Montanha Russa com a maior eu ficava nos shows com a minha pequenina. Nesse momento eu aproveitava para escapar do frio que estava fazendo por lá. O que eu tenho a dizer é que uma semana é muito pouco, fiquei 7 dias lá, mas coloquei 5 dias para os Parques. No penultimo dia estávamos todos mortos de cansado. Eu acredito que o ideal seja ir um dia ao parque e no outro descansar um pouco, acordar um pouco mais tarde, ir ao shopping com calma. De qualque forma a Disney é um sonho, é maravilhoso e em breve, em muito, muito breve vamos estar de volta. Abraços a todos. Valéria

Rafaela Mafra
Rafaela MafraPermalink

A última vez que fui em Orlando fiquei hospedada fora da Disney e achei ótimo. Eu e meu namorado ficamos no International Plaza, na International Drive. Achei interessante pois deu pra sentir um gostinho da cidade, que é ótima. Alugamos um carro pela Hertz com GPS e foi bem fácil dirigir na cidade, achar os parques, dar uma esticada até Tampa e etc.
Fomos em Fevereiro, os parques estavam bem vazios e a gente conseguia ir nos brinquedos várias vezes, simplesmente não tinha fila.
Para compras o Premium Outlet é a pedida.

Acho que é isso Riq.

Beijos!

Alessandro A.
Alessandro A.Permalink

Todo mundo já falou bastante, portanto vou dar algumas dicas que acho que não foram dadas:

- Na Disney e Universal existe o CHILD SWAP, que permite que quem está com crianças pequenas se reveze nos brinquedos mais radicais de forma bem mais rápida. Na disney você se apresenta ao funcionário no início da fila, junto com a criança e acompanhante, e pede o passe o passe, que funciona semelhante ao Fast Pass, só que sem restrição de horário. Na Universal o esquema é melhor. Todos entram na fila, inclusive a criança, e no momento de embarcar no brinquedo você indica que está com criança e quer fazer o "swap". Um entra no brinquedo e o outro fica esperando com a criança em uma sala. Quando o primeiro sair, o outro embarca diretamente no brinquedo sem pegar fila nenhuma.
- A partir de 4º dia, os ingressos da Disney custam somente mais US$3 por dia, portanto você pode aproveitar para revisitar os parques por quase nada, ou até ir para assistir somente o show na noite.
- Hotel excelente e barato é o Blue Tree Resort em Lake Buena Vista. É praticamente um apartamento com cozinha e tudo e excelente para crianças.

Dani Polis
Dani PolisPermalink

Claro que existem perfis e perfis de viagem... E tem gente que acha que alugar carro e necessário e tudo mais. Vou te falar que depende muito.

- Se você vai ficar só dentro da "região Disney", não vale a pena alugar carro não. Se você fica em um dos hotéis da Disney (altamente recomendado, se você vai ficar dentro do complexo), você pega o Magical Express (ônibus que te leva do aeroporto para o seu hotel) e para se locomover você usa os ônibus da rede Disney.

- O sistema de transporte público de Orlando é bom e altamente acessível. Você consegue ver os itinerários e os horários em panfletos, e passam na hora. Do Downtown Disney tem ônibus direto para o Sea World, por exemplo. Também fica a dica.

- SEMPRE tenha o telefone de um taxista. Eles são super atenciosos e na hora do aperto pode te ajudar bastante, especialmente se for pra te levar pra algum lugar mais longe de Kissimee...

- Pais que vão com crianças(de primeira viagem!): os parques são ENORMES e as crianças podem se cansar facilmente. Na entrada de todos os parques eles alugam Strollers (espécie de carrinho de bebê) para uma ou duas crianças. Pode valer a pena. Agora, o que vale mais a pena é (se você já tiver ciência de que seu filho certamente vai precisar de um em alguma hora do dia) é comprar um no Walmart ou alguma outra loja, que com certeza vai sair muito mais barato que os aluguéis diários. E não se preocupe aonde deixa-lo - todas as atrações que não permitem a entrada de strollers tem um "estacionamento" do lado. E não, ninguém vai mexer em nada.

- O Sea World e o Animal Kingdom são os parques que fecham mais cedo. Então se vocês planejam jantam em algum lugar diferente (tipo Planet Hollywood), vale marcar num dia de visita à um desses dois parques...

- NÃO MENOSPREZE O DOWNTOWN DISNEY. É impressionante como tudo mundo meio que deixa de lado. Lá tem a maior loja da Disney, a World of Disney (quase tudo que vc encontra em todas as outras lojas você encontra por lá), a loja da Lego (vale muito a pena ver as esculturas), o Rainforest Café e o Planet Hollywood (que valem MUITO a visita!) e é também onde fica o circo de Soleil (o "La Nouba" é uma atração que fica fixa na Disney. Portanto, aproveite!).

- Pegue um mapa dos Parques! Você vai ver como faz falta em certos momentos... Os mapas estão disponíveis também nos Guest Relations em muitos idiomas, inclusive em português. E são gratuitos.

- No Downtown Disney tem uma loja que se chama "10 and Under" ótima pedida para comprar souvenires baratinhos! Cheguei a comprar 3 Minnies de 20cm de altura por... 10 dólares. E como o nome já diz, tudo custa até, no máximo, 10 dólares...

- Passeie no Monorail. E fica mais uma dica: fale com o Cast Member (como são chamados os funcionários) que controla a entrada que você gostaria de ir na frente. Experiência única ir com o condutor do monorail na frente, com vista panorâmica. E atenção: são apenas 4 pessoas por viagem.

- Pais que vão com crianças: compre, em alguma lojinha Disney, o livro de autográfos. TODAS as personagens da Disney dão autógrafos, e muitos albuns tem o espaço pra você por a foto do lado do autógrafo. Então botar o filhote do lado da personagem e ter um autógrafo é uma recordação e tanta... wink

- A sorveteria que fica na Main Street, no Magic Kindgom, é DIVINA. Tomar um sorvete ali vendo o Wishes é muito bom =D

- No Epcot, nos pavilhões de todos os países, só trabalham pessoas que nasceram nesses países. E os produtos que são vendidos nas lojas dos países tb são importados de lá.

- Se você planeja almoçar dentro do castelo da Cinderela, RESERVE. Dificilmente eles atendem walk-ins...

- Leve sempre uma blusa (leve), pois a noite em Orlando costuma ser mais geladinha (até pela umidade)

Mais dicas mando depois, conforme for lembrando....rs

Abraços.

Luciana Bordallo Misura

Sobre os strollers (carrinhos de bebê): é bom levar o seu ao invés de alugar. Motivo: quando você estiver indo embora com as crianças mortas de cansaço e algumas até dormindo, se você alugou o carrinho vai ter que devolver e carregá-las no colo até o carro (lembre-se que os estacionamentos são gigantes) ou outro transporte, e tem uma boa caminhada até qualquer meio de transporte que seja. Se você tem o seu próprio carrinho, vai sair do parque numa boa com as crianças dormindo nele até o carro, ônibus, etc. Quando nós fomos (a Disneyland) levamos o nosso carrinho e foi tranquilo, ninguém mexeu, até porque tem milhões de carrinhos estacionados perto dos brinquedos. Outra vantagem de levar o seu próprio carrinho é que todos os que a Disney aluga são iguais (azuis) e localizar o seu no meio daquele mar de carrinho igual é mais complicado do que o seu carrinho próprio!

Silvia
SilviaPermalink

A Fera não consegue dar autógrafo. Ela mesma me mostrou as garras. Só deu prá tirar fotos.

Bruno Castro
Bruno CastroPermalink

Os Parques Temáticos não são os únicos atrativos dessa cidade mas realmente são os principais e graças aos Parques Orlando é hoje uma das cidades mais visitadas do mundo.

Vou a Orlando 3 a 4x por ano há 12 anos. Em Junho levo grupos de até 350 pessoas e durante o resto do ano levo famílias que optam por ter um guia e motorista particular.

Se puder escolher a época de ir a Orlando prefira os periodos de baixa temporada pois os parques são mais vazios e o clima mais ameno. Durante a temporada (jan-fev, jun-jul, feriados) os parques estao lotados e enfrentara muita chuva e sol no meio do ano e muito frio e clima seco no inicio do ano.

Bom, Orlando tem a maior rede hoteleira dos EUA. Então opção não falta.
Se vai com crianças indico ficar nos hoteis do complexo pois são todos temáticos e assim a magia continua mesmo após os Parques. Tem de economico a super luxo.
Se é uma viagem de mais adultos que estão interessados nos restaurantes e vida noturna indico um hotel mais central como na International Drive e arredores. Tambem encontrarão diárias de U$ 40,00 a U$ 150,00. Mas pesquisando acharão barganhas como um 3 ou 4* por até U$ 50,00 o quarto.

O aluguel do carro vale muito a pena, com GPS claro. Mas se não se sentir seguro para dirigir pode contratar uma van para fazer os translados por cerca de U$ 15,00 por pessoa por trecho.
Os Onibus da Disney só atendem dentro do Complexo. E os Outlets, restaurantes e Night clubs estão bem mais longe.

Para aproveitar melhor os Outlets entra no site do PREMIUM e PRIME e imprime uns cupons que trazem descontos ainda maiores. Vale a pena.

Boa Viagem!!!!!!!!