O primeiro jacarezinho a gente nunca esquece

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Focagem de jacaré no Iberostar Grand Amazon

O programa de atividades do barco Iberostar Grand Amazon não é diferente do oferecido pelos lodges de selva convencionais. Caminhadas interpretativas pela selva, passeios de barquinho pelos igarapés e igapós, visitas a famílias de caboclos ou a arremedos de aldeias indígenas (as autênticas obviamente localizam-se em pontos remotos e não recebem visitantes), pescaria de piranhas, observação de aves... a diferença é o conforto a bordo e o fato de os lugares a ser visitados estarem mais distantes uns dos outros do que se você estivesse parado num lodge.

Focagem de jacaré no Iberostar Grand Amazon

De todos esses passeios, talvez a focagem noturna de jacarés seja o mais famoso. A nova geração de jacarés amazônicos já deve até estar acostumada. A chegada da lanterna significa um pulinho a bordo de um bote com turistas.

Focagem de jacaré no Iberostar Grand Amazon

Segundo os guias, as buscas no Solimões são bem mais fáceis do que no Negro (de águas mais ácidas, quentes e pobres). Por isso também, o tamanho dos bichos seria maior no Solimões.

Focagem de jacaré no Iberostar Grand Amazon

Jéferson, o nosso poliglotíssimo guia, identifica a idade de cada jacaré. Esse tem 5 anos, esse tem 30...

O jacaré menorzinho rodou pelo barco. Um guri italiano teve coragem de segurar, e o resto do povo tateou para sentir a textura de um jacaré que não virou bolsa.

Focagem de jacaré no Iberostar Grand Amazon

E depois de breves minutos de sucesso sob os holofotes, o jacaré é devolvido à profundeza dos bastidores...

Leia mais:

14 comentários

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Riq, adoro o jeito bem humorado como voce escreve!
Fotos muito bacanas tambem.

Rodrigo Barneche

Ops... acho que faltou uma foto ali do jacaré de 30, não? Ou é meu computador aqui que não carregou tudo...

Curti o "guri" italiano, a passada no findi por aqui te fez bem hein, comandante wink

Rodrigo Barneche

Ah, é o banner da KLM que não carrega no computador da "firma". Sorry

Mauricio Oliveira

E vc não tirou foto com ele???
Ou não pode? ehhehehe
No Pantanal eu tive que pedir... e tirei minha foto segurando um (maior que esse até, rsrsrsrs)
Olha só: http://www.trilhaseaventuras.com.br/blog/index.php/2011/04/3-dia-no-pantanal-galeria-de-fotos/?pid=806

grin

Maryanne
MaryannePermalinkResponder

Tb passei a mao no jacare, esse passeio é barbaro, principalmente pq precisa esperar escurecer. Parece que o seu barco era bem melhor que o meu, que era uma canoa ( literalmente)com motor. Bem assustador, mas valeu cada momento, pricipalmente qdo chegamos sao e salvos na margem do rio as 9 da noite.

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

O lindo desse passeio é o trajeto até chegar aos igarapés, com o rio iluminado só pela luazona lá em cima, né, não? É o que eu mais lembro da Amazônia: o céu e a lua wink (#aloka)

Aline Aguiar
Aline AguiarPermalinkResponder

O Jeferson também foi o meu guia, excelete, assim como todos os que trabalham lá. Na minha opinião a viagem é inesquecível graças a eles!!!! Esse foi o meu passeio favorito, nem tanto pelos jacarés, quem me lembram lagartixas gigantes, mas pelo céu mais incrível que eu já vi na minha vida, farinha de estrelas!

Helaine Utrini

Riq, o roteiro que vc fez foram de qtos dias? Será que vale mais a pena ficar em um hotel de selva, como o Uacari?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Helaine! Aqui quem responde é A Bóia.

O Ricardo Freire fez o roteiro de três noites pelo Solimões. O último post da série trará os dados do cruzeiro.

Os cruzeiros são uma alternativa aos lodges de selva. É para quem quer um pouco mais de conforto. Só se deve somar um cruzeiro a uma estada em lodge de selva caso a sua vontade seja justamente a de comparar as duas experiências. Caso você esteja segura de que nível de conforto procura, pode optar por aumentar a estada tanto no navio (é possível fazer os dois cruzeiros, ficando sete noites) ou ficando uma semana num lodge de selva. A Pousada Uacari é recomendadíssima por biólogos e conservacionistas.

heloisa
heloisaPermalinkResponder

Alguem já fez o cruzeiro pelo Negro? caso positivo, é melhor do que pelo Solimoes?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Heloísa! O cruzeiro do Negro terá menos mosquitos, mais natureza e menos interação com a cultura cabocla. Costuma ser mais concorrido que o do Solimões.

Thalita Cáceres

Realmente o melhor desse passeio nem são os jacarés, para mim foi o detalhe que eles fizeram de desligar o motor e apagarem as luzes e ficamos ali por alguns instantes só ouvindo os sons da floresta....com lua cheia então, é mágico!

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

Olá Bóia!
Por favor, sabe me dizer se tanto o passeio pelo Rio Solimões quanto pelo Rio Negro, tem a opção do passeio para ver o boto? E no caso do Rio Negro (sei q vc fez o Solimões) sabe me dizer se tem a opção pela focagem de jacaré e pescaria de piranhas também? Os passeios a gente escolhe quando estiver no navio ou já vai com todas as atividades definidas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adriana! Todas as atividades estão incluídas. Você decide na hora se quer participar ou não. Botos é só no Rio Negro. O programa completo de cada um dos cruzeiros pode ser visto aqui:

http://www.iberostar.com/iberostar-all-inclusive/E-Distribution/ROTEIRO-IGA-POR.pdf

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar