Onde ficar em Nova York: hotéis nas melhores regiões

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Onde ficar em Nova York

Nova York é grande e escolher uma região para se hospedar, sem conhecer a cidade, pode ser difícil. Mas tenha uma certeza: na ilha de Manhattan, não há lugar ruim. Cada região terá seus prós e seus contras, mas como você vai zanzar pela ilha durante a sua estada, o mais importante é estar perto do metrô.

Evite, porém, armadilhas fora de Manhattan, como os hotéis do entorno dos aeroportos Newark ou JFK. Esses hotéis são para passageiros em trânsito. O deslocamento diário não compensa a economia. Se é para economizar se hospedando fora da ilha, escolha um hotel em Long Island City, um bairro do Queens a 10/15 minutos de metrô do Central Park e da Times Square.

O conteúdo original deste post foi atualizado e transferido para outra página.

Para ter uma visão geral da hospedagem em Nova York por região, com hotéis selecionados e dicas para economizar na sua estada, clique neste link:

513 comentários

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Olá pessoal tudo bem?!
Preciso muito da ajuda de vocês, é o seguinte...
Vou para Itália em dezembro e farei uma escala em NY, ficarei das 6h am até as 6h pm e gostaria de um lugar para tomar um banho, dormir um pouco e deixar as malas caso eu resolva dar uma volta pela cidade... Mas todos os hotéis que ligamos não trabalham com nada assim, então no caso teria que pegar 2 diárias já que chego bem cedo e saio no mesmo dia.
Alguém conhece um lugar pra fazer isso? Tem hotel no aeroporto?
No aguardo colegas!
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! Reserve um hotel desde a véspera, avisando que chegará de manhã cedo. É provável que você esteja no hotel às 8h; vai poder subir na hora e terá até 12h para tomar banho e descansar. Eles guardam as malas até você voltar ao aeroporto -- comece a voltar às 14h30 para um vôo às 18h.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Oi Luciana! Você pode tentar reservar hotéis por horas em NY e em qualquer cidade do mundo nos seguintes sites:
www.dayuse.com
www.between9and5.com
Tem também um hotel/motel decente e por horas ao lado do Chelsea Market:
libertyinnnyc.com
O tema de carregar suas malas é meio chato, mas se você só está fazendo uma escala elas provavelmente vão direto para a Itália.Grande abraço!

Joao Paulo
Joao PauloPermalinkResponder

Depois de estar por aqui pela 4 vez, decidimos alugar um apê via Airbnb na área da universidade de Colúmbia. Bem colado ao Harlem.
Só tivemos ótimas surpresas.
1) O Harlem nos dias de domingo é sensacional, mesmo que você não esteja afim de encarar uma fila pra ver um gospel. Andar pelas ruas do bairro a pé já vale o passeio.
2) Apesar de ser Ano Novo, o campus da universidade fica aberto... Pessear pela Colúmbia tb é muito bacana.
3) Não se sente a menor falta de ir a Times Square e ter que ficar andando em procissão sendo defumado pelas carrocinhas de Hallal food. Não tem aquela órda de turistas.
4) você acaba se sentindo como um local.
5)O que pode causar certo desconforto seriam: a distância a ser percorrida de metro, a ilha é grande e maior que imaginamos. E pelo fato do metrô ir para o The Bronx, rola uma galera um pouco fora dos padrões. Mas é também muito comum a convivência pacífica das senhorinhas de iPhone na mão, inclusive mandando os mais "animados" irem pra casa. E o mais interessante é que ninguém responde aos mais velhos. Se vc se sentir muito incomodado, basta mudar de vagão ou pegar o próximo trem.

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Comandante Ricardo tem razão, ficar em Manhattan é muito mais prático. Fiquei em Long Island City (Queens) o que tornou os dias um pouco mais cansativos. Ter que pegar metro toda vez que precisar deixar bolsas no hotel ou simplesmente descansar um pouco não é prático.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar