Londres + Edimburgo + Highlands: o roteiro redondo da Andrea

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Castelo de Urquhart, Lago Ness

Castelo de Urquhart e o Lago Ness

A Andrea fez, nesse verão europeu, um tour bacanérrimo pelo Reino Unido com a família. Montou um roteiro independente combinando Londres com Edimburgo e as Highlands escocesas. Se em Londres a muvuca atrapalhou um pouco, nas montanhas deu para curtir bastante a paisagem e as paradas nas cidades de Inverness e Oban. Pena que as vaquinhas cabeludas que viu pelo trajeto estavam tão tímidas (mas vale a pena googlar "Highland cattle", viu?). Aproveite o roteiro super detalhado da Andrea para montar a sua viagem:

Oi, Ricardo e equipe! Conforme prometido, este é o fidibeque da minha viagem à Escócia. Comprei a passagem pela British Airways, Rio de Janeiro – Londres, Londres – Edimburgo e Edimburgo – Rio de Janeiro (escala em Londres). Fiz com meu agente de viagens, que me deu o melhor preço. Comprando desta forma foi mais econômico e não tive que me submeter ao sofrimento de empresas de vôo low-cost (Ryanair, nunca mais... até raspadinha eles vendem na viagem!).

Londres

Bom, de Londres minha principal dica é: se puder ir em outra época que não sejam as férias de verão europeu, aproveite. Estava tudo cheiíssimo... A Oxford Street parecia shopping em véspera de Natal; tive que fugir da feira de Notting Hill, só via cabeça e mal conseguia me mover.

Se mesmo sabendo que vai ter que encarar a multidão, você (como eu) insistir em ir em julho ou agosto, tente comprar os ingressos das atrações turísticas pela internet, para não ter que ficar em filas. Fiz isto na London Eye, comprando um ingresso “fura-fila” (flexi-standard ticket). Foi mais caro do que o ingresso comum, mas valeu muito à pena! Sem ele, acho que estaria na fila até hoje!

Em Londres me hospedei em um flat (viajo com marido e filho adolescente), equipado com cozinha, o Space Apart Hotel. Reservei pelo Booking.com e recomendo muito.

É estilo flat mesmo, não tem serviço de limpeza diário e a portaria fica sem ninguém das 21 horas até a manhã seguinte, mas nada disso atrapalhou. O apartamento tem cozinha equipada, máquina de lavar louça e lavadora/secadora de roupas (ótimo para quem carrega malas pequenas). A localização é excelente, perto de restaurantes e do metrô, mas em uma rua tranqüila e silenciosa. Dormi como um anjo!

Fiquei cinco noites em Londres e parti para a Escócia. Aí começou o sonho!

Edimburgo

Old Town, Edimburgo

Old Town, Edimburgo

Cheguei em Edinburgh (lá se pronuncia “Edinbrá”, vai entender...) à noite, mas no verão só fica escuro depois das 22 horas.

Hospedei-me no Premier Inn Edinburgh Princes Street. Fica no coração da cidade, mas, mesmo assim, era super silencioso! É um hotel de rede, basicão mesmo – não tem cofre nem frigobar, mas é tudo bem limpo e arrumado. Achei uma boa opção para quem quer economizar sem abrir mão de conforto. O quarto era bem confortável para nós três.

Castelo de EdimburgoAo contrário de Londres, em Edimburgo tudo é mais calmo e as pessoas foram muito gentis, o que ajudou muito, já que o sotaque escocês não é das coisas mais fáceis de entender, pelo menos pra mim, que estou acostumada com o sotaque americano (morei em NYC três anos).

A cidade é linda de morrer, dominada pelo Castelo de Edimburgo, lá no alto.

Para entrar no castelo tem que pagar um ingresso. Também aconselho comprar pela internet pra não encarar fila. Lá de cima do castelo dá pra ver bem a cidade, que parece uma miniatura, de tão fofa!

Fiquei três noites em Edimburgo, o que foi suficiente para conhecer os principais pontos, mas, se tivesse mais tempo, teria ficado um mês... A cidade é deslumbrante, um lugar muito especial mesmo. Muito bem cuidada, tudo florido!

Edimburgo é dividida entre a cidade velha e a cidade nova. A “New Town”, na verdade, também é velha, ou seja, foi construída a partir de 1765.

New Town, Edimburgo

New Town

É uma cidade planejada, patrimônio da Unesco, sendo considerada uma verdadeira obra prima do planejamento urbano. As ruas e casas são intercaladas por praças, espaços verdes e enfeitadas por estátuas. Simplesmente perfeita!

Old Town, Edimburgo

Old Town

A “Old Town” não fica a desejar e também é patrimônio da Unesco.

Em um momento “hoje posso gastar um pouco mais”, almocei no Jamie’s Italian, do Jamie Oliver – passei na porta, vi que os preços eram razoáveis e fiz uma reserva. O restaurante é muito bonito. Peguei um menu de almoço preço fixo a 15 libras por pessoa. Tudo muito bom, exceto o risoto, que estava um pouco fora do ponto (mole), mas nada que comprometesse.

De Edimburgo partimos para Inverness, onde se iniciou a aventura Highlands.

Highlands

InvernessFui de trem de Edimburgo para Inverness. Comprei a passagem no dia anterior. A senhora que me atendeu era muito gentil, e me explicou que o jeito que eu queria fazer a viagem – indo por um lado e voltando pelo outro – ficaria mais caro, mas era o que eu tinha planejado e, lá fomos nós, de trem para Inverness.

A paisagem no caminho é bonita, mas nem se compararia com o que eu iria encontrar depois...

Hospedei-me em outro Premier Inn, o Inverness Centre. Tudo correto, quarto silencioso, fiquei fã do Premier Inn.

Fomos comer e, depois de uma chuva (é, chove toda hora no verão escocês, levem suas capas), fomos recebidos com um duplo arco-íris!

Inverness fica a beira do Rio Ness e é o melhor ponto de partida para se explorar as Highlands. Mas não despreze a cidade!

Castelo de Inverness

Castelo de Inverness

Pequenina e simpática, é cheia de encantos e também tem um castelo (o que na Escócia é quase tão comum quanto a chuva), o qual estava fechado para visitas.

Agora, olhem a cor do céu...

Inverness

... e flores para todos os lados!

Inverness

Fiquei três noites em Inverness. Exploramos bem a cidade e fizemos um passeio que durou um dia inteiro, até as Ilhas de Skye. Reservei o passeio no dia anterior, morrendo de medo de não encontrar vaga, pois é muito concorrido! Felizmente havia vagas suficientes para minha família e lá fomos nós.

A empresa é a Highland Explorer Tours. Eles têm passeios de um dia e até três dias, as pessoas vão se hospedando no caminho nos passeios mais longos. Preferi fazer o passeio de um dia e depois seguir caminho de carro, por conta própria.

Eu simplesmente amei tudo deste passeio! O ônibus era pequeno e confortável, e o motorista ia fazendo a narração dos lugares. Apesar de ter chovido parte do tempo, a paisagem, cheia de névoa, é a coisa mais linda do mundo... Cenário de filme, parece que vão pular fadas e leprechauns dos lagos!

Primeiro o ônibus passa pelo famoso Loch Ness e pelas ruínas do Castelo de Urquhart. O Lago Ness é imenso e lindo, tem um cheiro de água limpa, flores e pinheiros...

O motorista contou várias histórias da lenda do lago e do seu suposto monstro, em um sotaque escocês que, felizmente, dava para entender bem. Mesmo afirmando o que todos sabem – que não existe o monstro – ainda deixou uma pontinha de dúvida, para manter a fantasia que tornou o lago tão famoso. Com ou sem monstro, a beleza do lago vale a visita.

Passeio pelas Highlands

Uma vaquinha das Highlands

No caminho passamos pelas famosas vaquinhas cabeludas das Highlands, mas estas, muito metidas, se negaram a se aproximar para minhas fotos!

Castelo Eilean Donan

Castelo Eilean Donan

O passeio dá uma parada para visita ao Eilean Donan Castle, que foi restaurado por uma família e está aberto à visitação.

Seguimos viagens por paisagens magníficas, lagos e mais lagos, a natureza deslumbrante das Highlands se desenhando na janela...

Passeio pelas Highlands

Como eu disse, o passeio durou o dia inteiro, com uma parada para almoço. Voltamos no final do dia, depois das 19 horas.

No dia seguinte, o plano era alugar um carro e descer pela estrada até Oban, nossa próxima parada. Entretanto, amarelamos para dirigir na mão trocada... As estradas são estreitas e a sensação nos pareceu muito ruim, parece que você está andando na contramão o tempo todo! Sendo assim, compramos passagens de ônibus e lá fomos nós, arrastando nossas malas até a estação. Fomos a pé mesmo, pois nossas malas são tamanho M, de quatro rodinhas (leitores do VnV não dão bobeira!).

A estrada entre Inverness e Oban é muito linda também! Além de lagos, castelos e ovelhas de carinha preta, temos uma paisagem marítima, do Atlântico Norte.
O fato de irmos de ônibus nos impediu de fazer paradas, mas conseguimos tirar boas fotografias, mesmo da janela. Por outro lado, acho que ficou mais econômico... Não sei, a esta altura meu orçamento já estava estourado mesmo.
O ônibus é bem confortável, tivemos que fazer uma troca em Fort William, mas foi bem tranqüilo.

Aí vão as fotos de um lago...

Passeio pelas Highlands

Castelo...

Passeio pelas Highlands

Ovelhas de carinha preta...

Passeio pelas Highlands

E o mar.

Passeio pelas Highlands

Em Oban fiquei hospedada no Barriemore Guest House. Foi um pouco mais caro para o meu orçamento, mas, como eu só fiquei um dia, achei que valia à pena ficar em uma pousada charmosa, pois já tinha economizado bastante nos Premier Inns. Chegando lá, vi que valeu mesmo!

Barriemore Guest House, Oban

Barriemore Guest House

O quarto era um mini apartamento, com dois quartos, sala e banheiro. Todo decorado antiguinho, a sala dava vista para o mar e o meu quarto vista para a floresta. Um luxo! Daí comecei a me arrepender de ter planejado apenas uma noite em Oban...

Eu tenho a regra de não ficar nunca menos de duas noites em cada lugar, mas imaginei que Oban seria apenas um pit stop em uma road trip, sem muitas atrações... Ledo engano, o lugar é lindo e elegante, balneário de férias elogiado até pela Rainha da Inglaterra!

Oban

Oban

Em Oban fiz minha melhor refeição da viagem, no restaurante Cuan Mor. Delicioso salmão escocês, deliciosa cerveja caseira, de fabricação própria.

Edimburgo

No dia seguinte partimos de volta a Edimburgo, onde passei a última noite, pois o avião saía cedo, 9 da manhã. Fui de trem, a viagem foi tranqüila. O trem vai até Glasgow, onde você tem que trocar para outro que vai até Edimburgo.

Esta última noite em Edimburgo teve uma pequena desvantagem e uma imensa vantagem... Explico.

A desvantagem é que não consegui vaga no Premier Inn Princes Street, estava tudo lotado por conta do Festival de Edimburgo, um evento cultural que lota a cidade. Reservei outro Premier Inn, o Edinburgh Central.

Para minha surpresa, este era pior. O quarto menor, a cama do meu filho pequena, o prédio mais velho, sem telefone no quarto. Também achei a localização pior, apesar de bem perto do castelo e do Grassmarket, local boêmio da cidade.

Mas o problema mesmo foi outro. Apesar de eu ter pedido, expressamente, um quarto silencioso, de fundos, me deram um quarto de frente para a rua. Além do barulho do trânsito, como era sábado, pessoas bêbadas gritaram na rua a noite toda. Um inferno! Dormi muito mal. Como a propaganda do hotel é “A good night's sleep or your money back”, escrevi para eles, explicando a situação e pedindo meu dinheiro de volta. Até agora, não recebi resposta.

Entretanto, todas as mazelas do Premier Inn foram superadas pelo espetáculo que assisti neste último dia. Tive a sorte de conseguir ingressos para “The 2013 Royal Edinburgh Military Tattoo”, um espetáculo de bandas militares de vários países realizado na entrada do Edinburgh Castle. Simplesmente maravilhoso!

The 2013 Royal Edinburgh Military Tattoo

Royal Edinburgh Military Tattoo

Quando entraram as bagpipes and drums tocando, saindo do castelo, meus olhos se encheram d’água... Há bandas de outros países também, que mudam a cada ano. Quem estiver na cidade na época do Tattoo não pode perder!

The 2013 Royal Edinburgh Military Tattoo

O espetáculo dura uma hora e meia e é ao ar livre. Soprava um vento frio, mas, por sorte, não choveu. Havia gente do mundo todo e também muitos escoceses. Eles são muito amistosos e, ao final, todos cantam juntos, dando as mãos cruzadas sobre o corpo.

Aqui termina meu relato sobre a Escócia, com um gostinho de quero mais... Agradeço às dicas do Viaje na Viagem, claro, e também à Celina Martins, do Mala de Rodinha e Nécessaire, que gentilmente respondeu às minhas perguntas, por email.

Muito obrigada pelo relato, Andrea!

Leia mais:

58 comentários

Luca
LucaPermalinkResponder

A ilha de Skye foi o local de natureza mais bonito que já vi na vida. Simples assim.

Nick
NickPermalinkResponder

Ano passado estive em Edimburgo e como disse a Andrea, o lugar é simplesmente maravilhoso. Vou guardar essas dicas, pois ainda quero conhecer outros lugares da Escócia.

raq
raqPermalinkResponder

Edimburgo é a cidade "grande" que mais amo das que conheço. Nossa! É muito bom lá. Fui esperando nada e quase chorei quando cheguei (de trem, de Londres). Já gosto muito de Londres, mas gosto mais de Edimburgo.

Guta | Blog Vambora!

Adorei o roteiro! Muito legal! Devidamente favoritado p/ fazer um dia!

Anna Francisca

Excelente relato. Pus na listinha "um dia eu vou..."

Andrea/RJ
Andrea/RJPermalinkResponder

Pessoal, adorei ver meu relato publicado!

Maisa
MaisaPermalinkResponder

Adorei Andrea!! Deu vontade de ir também e conhecer tudo que conheceu
Legal!

Renata
RenataPermalinkResponder

Eu adorei ler!!! Fantástico!
Obrigada por compartilhar!
smile

Márcio Cabral de Moura

Excelente roteiro, Andrea. Essa é uma viagem que eu pretendo fazer (era pra ter feito esse ano, mas terminei indo parar na Eslovênia - que também é ótima).
A propósito, já fiquei uma vez no Space Apart Hotel e também achei ótimo. Melhor até que o Base2Stay (onde já fiquei várias vezes, seguindo recomendação de Riq) - o que não quer dizer que o Base2Stay não seja muito bom, mas agora minhas opções de hospedagem em Londres são, na ordem: Space Apart Hotel, Base2Stay e Darlington Hyde Park,

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Adorei esse roteiro! Parece ter sido uma viagem incrível.

Joselia
JoseliaPermalinkResponder

Andrea, a sua descrição está ótima, aguçou a minha vontade de ir lá; guardei no meu "turismo".

Celina Martins

Nossa, que emoção! Já estava amando o relato, pois sou uma eterna apaixonada pela
Escócia, quando no final dei de cara com meu nome! Andrea, você nào sabe como fiquei feliz de saber que sua viagem foi assim, tão maravilhosa! E que de alguma forma eu pude ajudar. Isso faz com que aquele sentimento de dividir nosso contentamento ao viver uma experiência de viagem se justifique plenamente. Dá ainda mais alegria de ter um blog para compartilhar experiências e inspirar os viajantes.
Quem agradece sou eu!

Andrea/RJ
Andrea/RJPermalinkResponder

Que bom, Celina! É este sentimento de partilhar que faz a gente escrever, não é mesmo? Seu blog e seus emails me ajudaram de verdade. Você me deu o "empurrãozinho" que faltava para eu partir rumo à Escócia - e como não amar a Escócia, não é? Só indo lá pra conferir... e já voltei pra casa querendo ir de novo! Bjs

Fabrício
FabrícioPermalinkResponder

Sensacional. Adorei o roteiro !!!!

Cinthia Rangel

Adorei o roteiro, Andréia.
Dá vontade de ir para lá para ontem.

Agora, me tira uma dúvida: qual seria a forma mais barata para ir a Inverness, de acordo com a senhora que te orientou lá?
Ab,
Cinthia.

Andrea/RJ
Andrea/RJPermalinkResponder

Ida e volta de trem, Edimburgo - Inverness, Inverness - Edimburgo. Daí você teria que fazer todos os passeios partindo de Inverness. Também é possível fazer o passeio para as Highlands partindo de Edimburgo, neste caso dura três dias e você vai se hospedando pelo caminho, a própria empresa se encarrega de obter a hospedagem.

Andrea/RJ
Andrea/RJPermalinkResponder

Pessoal, ATUALIZAÇÃO IMPORTANTE DO POST!
Ontem uma pessoa do Premier Inn ligou para o meu celular, informando que minha estadia no Premier Inn Edinburgh Central seria ressarcida via cartão de crédito, diante da minha reclamação por não ter dormido bem. Mantiveram a palavra! Ainda bem que esperei a resposta para fazer minha avaliação do hotel no Trip Advisor.

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Oi, Andrea!!

O roteiro ficou ótimo. Eu morei por um tempo em Edimburgo em 2010 e 2011 e sou suspeita em falar qualquer coisa de lá!! Nunca conheci uma pessoa que tenha ido a Escócia e não tenha gostado!! =D

Mas o que me fez escrever é que mês passado eu ajudei uma familia de MG a montar um roteiro pela Escócia e eles ficaram hospedados em Edimburgo por uns 4 ou 5 dias. Foi bem naquelas duas (unicas!) semanas de sol e calor insuportáveis. E qual foi a surpresa? Vários hotéis em Edimburgo e por todo o país não estão preparados com ventiladores e ar-condicionado e tal. Ela me disse que foi até a recepção e pediu se eles tinham um ventilador. Obviamente eles não tinham, mas a noite quando voltaram do passeio, o ventilador estava lá. E por causa desse "pequeno" incomodo eles ainda deram um upgrade pra eles para uma suite com vista para o Castelo de Edimburgo. Nem preciso dizer que eles amaram o tratamento, né?!?!?!

Theógenes Freire

Oi, Bruna
Eu vou viajar para a Escócia em janeiro de 2015, você pode me ajudar também a montar um roteiro pela Escócia? Meu email é theofreire@icloud.com, aguardo contato.

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Oi, Theógenes

Te mandei um email (antes tarde do que nunca hehe).

lorena
lorenaPermalinkResponder

Ola Bruna, se possivel, me encaminha o email com roteiro que vc montou para Theogenes???

Adoraria saber suas dicas.

obrigada

Emanuela
EmanuelaPermalinkResponder

Olá Bruna, também vou viajar agora em Maio para o Reino Unido com o meu marido, vamos ficar 20 dias por lá e queria saber se vc também poderia me enviar o email com dicas da Escócia, quero muito ir às Highlands... Meu email é: manuperim@hotmail.com
Sem querer confundi os botões aqui e respondi o comentário do Theógenes, rsrsrs
Atenciosamente

Luciane Violato

Oi Bruna

Vale a pena uma visita no inverno? Vou passar 3 semanas em Londres com as minhas filhas em dezembro e estávamos querendo dar um pulo na Escócia. Li que no verão chove todos os dias, mas o tempo parece ser agradável e a cidade fica florida.
E como é no inverno?

Agradeço se puder me responder! Obrigada

Luciane

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciane! As ilhas britânicas são chuvosas o ano inteiro; pegar dias seguidos de tempo firme é difícil em qualquer estação. No inverno os dias serão mais curtos. No mais, é uma viagem linda também no inverno.

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Belo relato. Estarei indo em maio/2014. Esta época é boa para visitar a Escócia? Quanto ao trem de Edimburgo para Inverness, a passagem é melhor comprar na hora na estação ou existe algum site para antecipar a compra? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciano! Compre em http://www.thetrainline.com . Na hora sairá sempre pela tarifa máxima. O meio do ano sempre é mais agradável na Europa.

Bruna
BrunaPermalinkResponder

É bom de visitar a Escócia em qualquer época do ano, mas sem duvida a primavera e o outono são as melhores, na minha opinião. Digo isso, pois morei la por quase 2 anos, então sei bem como são todas as estações do ano. O verão também é uma boa opção, mas principalmente em Edimburgo as coisas estão mais caras a cada ano, essa é a época de maior movimento devido ao festival de verão que acontece na cidade durante todo o mês de agosto. No inverno, especialmente durante o Hogmanay, o Ano Novo escocês, as coisas tbm ficam mais caras.

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Sobre os transportes, quem quiser andar de trem pela Escócia, eu escrevi um post com varias dicas:
http://contandoashoras.com/2012/07/19/mini-guia-para-viajar-de-trem-pela-escocia-e-norte-da-inglaterra/

Ja quem preferir andar de ônibus pelo pais( alguns lugares não tem como ir de trem) aqui vão umas dicas:
http://contandoashoras.com/2012/12/08/viajando-de-onibus-pela-escocia/

Theógenes Freire

Eu vou estar indo pra Escócia em janeiro de 2015 no inverno e gostaria de saber se existe alguma impresa que faz trilhas guiadas pelas highlands no inverno!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Theógenes! Não temos conteúdo próprio sobre as Highlands, só contribuições de leitoras como a Andrea.

Veja blogs que se ocupam do assunto:
https://www.viajenaviagem.com/2012/05/viajosfera-escocia/

Eliana C. Pereira

Pra quem se interessar, fiz o roteiro da Escócia de uma maneira diferente, mas que adorei...

Primeiramente, resolvi arriscar guiar por lá e não achei tanto mistério assim. A melhor parte é que como muitas estradas são pequenas, nem tem muito movimento, então achei tranquilo.

Fiquei 03 noites em Edimburgh e em um desses dias fiz uma pequena viagem para Glasgow. Achei legal, mas não achei tão imperdível assim.

Saí de Edimburgh com destino a Fort William, nas Highlands. No meio do caminho, fiz um desvio para passar pelo Loch Lomond, que é muito bonito. Quem optar por passar por lá, não deixe de passar em Lust, a cidadezinha mais pitoresca da região.

No caminho também passamos pelo Cairngorms National Park. MARAVILHOSO! E como estávamos no outono, o colorido das montanhas deixaram a vista ainda mais espetacular.

Por fim, chegamos a Fort William, onde ficamos também 03 noites. Quem quiser fazer o passeio do trem que inspirou o filme "Harry Potter" sai de lá, porém o passeio dura o dia inteiro. Preferimos visitar outras regiões.

Em um dos dias fizemos a parte norte das Highlands, diga-se Inverness, que tem uma vista maravilhosa e o Loch Ness.

No outro dia, fomos à Isle of Skye, passando pelo Eilean Donan Castle e cruzando pela ponte para chegar à ilha. Lá visitamos Portree, a cidade mais turística da ilha e também a Destilaria Talisker. Como fomos pela ponte, resolvemos voltar de ferry, só para mudar o caminho.

Voltamos para Edimburgh, passando novamente pelo Loch Lomond, porém pelo outro lado. Passamos por Killin, que tem uma cachoeira bem bonita e passamos, também, por Stirling, que tem um castelo maravilhoso. De lá chegarmos ao aeroporto para sair da Escócia, infelizmente.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eliana! Obrigada pelo relato!

Emanuela
EmanuelaPermalinkResponder

Olá Eliana, você fez todo este trajeto de carro alugado? Ou foi com alguma excursão? Meu marido e eu vamos agora em maio e ainda não consegui decidir como me locomover no Reino Unido...
Atenciosamente

Ana
AnaPermalinkResponder

Muitíssimo atrasada venho retribuir tudo que o VnV e a Bruna do www.contandoas horas.com, contribuíram para a minha viagem no ano passado que foi incrível!

Fui fazer um curso de ingles em Bournemouth - litoral Sul da Inglaterra- e nos finais de semana viajava.

Num desses, finais de semana fui para a Escócia, de avião que peguei em Southhampton. Depois me arrependi, pois devia ter ido de ônibus, pois estou muito acostumada a viajar longas distancias de carro. Digo isso, pois ficaria muito mais em conta. Eram uns 600 km, então compensa e eu anda contemplando a vista! Na minha escola de ingles - Kings Colleges - tinham umas sugestões de excursões, mas optei por ir sozinha de tudo. Alias, pesquisei muito sobre viajar sozinha aqui com o meu Guru Rick Freire, e me senti muito segura para viver esta experiência e amei.

Bom, em Edimburgo ( ou Edimbrá) ou eu fiquei hospedada em Haymarket no SMART AT IQ www.smartcityhostls.com que fortemente recomendo. Super bom, tem ate uma mini copa no quarto, e por isso fiz meus lanchinhos para os passeios. Não fica no miolo da cidade, mas foi muito mais em conta e fiz todos os passeios na cidade a pe, então recomendo. Dormir com conforto e num lugar seguro, ainda mais sozinha compensa. E achei bom demais, fazer vários trajetos para os passeios, o que me possibilitou contemplar a cidade, que é linda, linda.

Segui todo o roteiro da Bruna para os passeios, e inclusive para o passeio ao lago Ness ( a pronuncia do lago é Lorrck) foi com a Scotlines Tour, que num ônibus confortável e um guia sósia do He-Man que ia radiando o passeio com o ingles escocês incrível!

Depois, do curso passei uma semana em Londres sozinha também, e me hospedei no ÍBIS EUSTON, que tem a vantagem incrível de ficar em frente a estação de metro Euston, e de lá rodopiei Londres de ponto a ponto, com direito a voltar a Camdem que é incrível!! Todas as dicas sobre o metro em Londres estao aqui no VnV, e nos sites e blog que ele indica.

Este ÍBIS também teve a vantagem de ficar perto - poucas quadras, fui sozinha, a pe e com mala grande - da Estação Sta. Pancras que é a estação do Trem que vai para Paris, que era meu próximo destino.

Em Paris, encontrei com meu pais e ficamos num flat http://www.citadines.com/en/france/paris/bastille_marais.html que também recomendo fortemente, pois era em frente ao Boulevard Richard Lenoir e a metros da estação de metro Breguet-Sabin e de vários pontos de ônibus. Todas as dicas e roteiros eu busquei no www.conexaoparis.com.br dica do Rick também.

Mesmo depois de um ano de viagem, espero que ajude a todos os viajantes e desejo que voltem tão felizes como eu. E digo que viajar sozinho é muito bom, não tenham medo.

Saudações, Ana.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada pelo feedback, Ana!

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Oi, Ana

Que bom que vc gostou da viagem!! grin

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Esqueci de comentar, o "Hostel Smart at IQ" aluga nos meses do verão escocês a residência onde morei em Edimburgo. A localização é ótima, duas quadras da Haymarket Station e a uns 10 minutos caminhando da Princes Street. Os apartamentos são ótimos, tudo novinho. Eu adorei morar lá!! grin

Jussara
JussaraPermalinkResponder

Que legal que você estudou inglês em Bournemouth, Ana. Estudei lá também (há muitos anos), e é raro encontrar quem tenha optado pela cidade, geralmente os brasileiros preferem as mais conhecidas, como Brighton, Bath ou mesmo Londres. Pretendo voltar à Inglaterra ano que vem (espero conseguir!), e gostaria de dar um pulo até Bournemouth, pra ver como a cidade está.
Fiquei com vontade de conhecer Edimburgo, devido ao post e a alguns comentários, como o seu.

Xênia
XêniaPermalinkResponder

Olá Ricardo, boa tarde!

Entre os dias 15/12 e 06/01 eu e minha familia (marido, pai, mae e irmao) viajaremos por vários países da Europa (Amsterdan (apenas conexao), Dublin (3 dias), Londres (4 dias, 18/12 até 21/12 – chegarei de um voo partindo de Dublin e irei embora de trem para Paris), Paris (6 dias), Itália (7 dias – várias cidades) e Suiça (4 dias), mas nosso voo de volta para o Brasil será em Roma.

Já viajei para Paris antes com meu marido, mas dessa vez estou muito preocupada com a imigração em Londres, pq além de das preocupações habituais, ainda tem a questao do nome do meu pai, que é muito comum, entao ele tem muitos homônimos, o que dificultou em viagens anteriores ele sair do pais, mas nunca entrar no país de destino…
Será que isso vai ser um problema?
Tem algum outro tipo de medida q podemos tomar? (Fui na Policia Federal mas eles disseram que nao tem como ajudar, perguntei sobre certidao negativa e eles disseram a nao existe documento q eles possam emitir e que o q vai diferenciar é a data de nascimento e filiação etc… )
Temos o visto dos EUA, isso tem alguma relevância ou não faz nenhuma diferença?
Se acontecer qlqr tipo de problema e nao ser permitida nossa entrada poderemos seguir viagem indo para Paris ou eles mandam embora para o Brasil sem dó? rs

Outra questão é que através do Airbnb alugamos um apartamento para ficarmos no Soho, nesse caso eu só apresento a folha de impressão da reserva ou precisa de algo mais?

Desde já agradeço muito por tudo!!
Parabéns pelo site, me ajudou muito para montar minha viagem!!
Suas dicas são preciosas!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Xênia! Quem responde é A Bóia. Basta levar todos os documentos numa pasta (reserva de AirBnB, passagens, extrato de cartão de crédito e cartão pré-pago), para apresentar caso peçam (e somente caso peçam) e responder com a verdade a todas as perguntas.

Ricardo
RicardoPermalinkResponder

Muito legal e bem explicado. Apenas sugerir, em outra oportunidade, utilizar o "nós" em vez do "eu", quando acompanhada do marido e do filho. Abraço.

Brenda Ligia
Brenda LigiaPermalinkResponder

Muito obrigada pelo post! Adorei as dicas todas.

Sérgio Araujo

Olá, Andrea!
Excelente roteiro e relato simples e gostoso de ler, com fotos que parecem captar bem os seus sentimentos de viajante, a atmosfera do local. Tive a impressão de ter começado a gestação de um novo destino, a partir do seu texto. Este ano não dá, pois pretendo fazer Praga e Turquia, além de uma passadinha por Paris pra matar as saudades e conhecer o Mont Saint Michel. Mas a Escócia definitivamente entrou nos meus planos. Ah, e quanto à excelente cerveja que vc degustou, isso conta e muito na escolha dos meus destinos de viagem... (rsrs). Obrigado por compartilhar e boas viagens!

Jehisa
JehisaPermalinkResponder

Andrea,

Muito bom o seu relato. Estou programando viagem ao Reino Unido em setembro e vc me ajudou com o roteiro. Obrigada!

Cibele Augusta de Oliveira

Boa noite Ricardo!
Gostaria de saber se meu marido precisa tirar a permissão internacional pra dirigir( o algo parecido com isso) . Queremos ir de Edimburgo a Inverness.
Agradeço pela resposta.
Cibele.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cibele! Aqui quem responde é A Bóia! Leia sobre a PID aqui: https://www.viajenaviagem.com/2010/09/habilitacao-internacional-precisar-nao-precisa-mas-e-bom-ter/

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Em Edimburgo da para fazer tudo a pé ou temos que ter algum passe para o transporte público ? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciano! O centro histórico é para fazer sobretudo a pé.

Aline F
Aline FPermalinkResponder

Vou deixar minha contribuição, já que o VnV sempre foi meu salva-vidas! Fizemos o roteiro Inglaterra, Escócia e Irlandas em maio desse ano.
Ficamos 5 noites em Londres, no Apex City of London. Fica no centro financeiro de Londres, mas mto próximo da Tower of London. Pelo preço e qualidade do hotel, achamos que valeu super a pena. O metro era perto (Tower Hill - linhas district e circle), muitos ônibus, havia alguns pubs pela região para um jantar e/ou drink rápido (tem um Draft House na esquina do hotel!) e várias opções para café-da-manhã. Um passeio que indico é pegar o barco e ir até Greenwich.. o parque é muito lindo!
Alugamos um carro e fomos em direção a Escócia.
Paramos em Oxford e ficamos mais ou menos 1/2 dia. Seguimos para a região de Cotswold, parando em Bourton-on-the-Water, que é uma gracinha; Snowhill, que tem campos de lavanda mas ainda não estava na época; e por fim, em Warwick, onde dormimos no Walton Hotel. No dia seguinte conhecemos o Warwick Castle, que é bem bonito, mas tem umas estátuas meio bizarras rs. Fomos para Stratford-upon-Avon, a cidade de Shakespeare e com mtas casas estilo tudor, e depois até Newcastle Upon Tyne, onde dormimos no Holiday Inn Jesmond, um bairro universitário. A cidade tem um "calçadão", o Quayside, mas estava um tempo tão feio que não achamos tão interessante assim.
Na manhã seguinte fomos ao Alnwick Castle, o "castelo do Harry Potter" e depois de umas 2 horas chegamos em Edinburgh, onde ficamos no Apex Haymarket Hotel, que é um pouco distante da Royal Mile, mas era um dos poucos hotéis que tinha estacionamento gratuito (tem ônibus em frente ao hotel).
Dormimos 2 noites na cidade, que é linda.. sem palavras! Se tiver disposição e fôlego, suba até o Arthur´s Seat. A vista da cidade compensa. E gostei mto da visita no Holyroodhouse. Por ser uma cidade c/ mtos universitários, a noite é bem animada!
Seguimos para Highlands, parando na Glenfiddich Distillery e Inverness, onde ficamos no Holiday Inn Express. No outro dia passamos pelo lago Ness, Urquhart Castle, Fort Augustus, Eilean Donan Castle até chegar na Ilha Skye, onde visitamos alguns pontos (anoitecia quase 22h) e dormimos no Torwood B&B, em Portree.
Fomos até a Talisker Distillery, que é o single malt de Skye e fomos para o continente, passando por Fort William até chegar em Glasgow, uma cidade que mtos não indicaram, mas foi uma grata surpresa. Ficamos uma noite no citizenM Gasgow (bem central e tinha convênio com estacionamento de um shopping) e no dia seguinte bem cedo pegamos um ferry para Belfast. A nossa maior dúvida em programar essa viagem era exatamente a travessia, onde muitos blogs e fóruns (inclusive britânicos) não indicavam a viagem de carro. Foi super tranquilo. Acho que valeu a pena pela parte financeira, fora a dor de cabeça de entregar carro, ir p/ aeroporto, pegar avião, na volta tudo igual, etc, e também pq conhecemos lugares diferentes.
Em Belfast ficamos duas noites no Ibis Queens Quarter, que tb é bairro universitário, e esse não indico, pelo simples motivo de na hora da reserva pelo Booking, estava explícito que tinha estacionamento gratuito. Qdo chegamos descobrimos que significava procurar uma vaga na rua e dx o carro lá. Fora que Ibis é aquela coisa: cama ruim, paredes finas, etc.
Em um dos dias, fizemos bate volta até os Giant´s Causeway, Carrick-a-Rede Rope Bridge, destilaria do Bushmills e Dark Hedges (fãs de Game of Thrones entenderão, rs). Em Besfast fomos no museu do Titanic, alguns pubs e Shankill Road, palco dos ataques do IRA.
Seguimos para Dublin, onde ficamos 2 noites no Hampton Hotel, que recomendo fortemente e tem estacionamento grátis, mas é meio distante do centro. Fomos todas as vezes de carro msm e parávamos em estacionamentos. Em Dublin visitamos a Guinness, Jameson Distillery, Phoenix Park, Trinity College, St Patrick´s Catedral, Temple Bar, etc.
Pegamos o ferry de volta, que vai até Holyhead, no País de Gales e de lá fomos para Liverpool. Ficamos uma noite no The Liner Hotel, que tb não recomendo. Tinha um cheiro mto forte no quarto, e por ficar próx. da linha de trem, fazia mto barulho de madrugada.
Fizemos o tour dos Beatles, Magical Mystery Tour, que para quem é fã é demais! Ele termina no Cavern Club, que é bem turístico, mas muito bacana.
No dia seguinte voltamos para Londres para o nosso vôo no Heathrow.

Desculpa o tamanho, ahahah! Espero que ajude!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigadíssima, Aline!

alessandra
alessandraPermalinkResponder

estava pensando em fazer um passeio turistico de edimburgo para as Highlands de um dia, voce recomenda??? Ou nao vale a pena? Nao terei muito tempo em Edimburgo e pensei em fazer este passeio de um dia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Alessandra! Considere o tour às Highlands se tiver pelo menos outros dois dias inteiros para curtir Edimburgo.

Pedro
PedroPermalinkResponder

Olá a todos! Excelente dicas para quem visitar a bela cidade de Edimburgo, sem dúvida. Quem visitar esta cidade escocesa tem de ficar no Nicolson Apartments! Eu fiquei lá hospedado e adorei o apartamento! Possui uma excelente relação qualidade/preço, fica próximo de vários pontos turísticos e tem restaurantes a uma curta caminhada. O design interior é absolutamente típico escocês, bastante espaçoso e é a prova de que se pode ter algum luxo sem gastar muito dinheiro! Senti-me em casa, pois tinha a minha própria cozinha, o que é ideal para famílias. Recomendo, sem dúvida, qualquer pessoa a ficar no Nicolson Apartments.
Aliás, sem querer fazer publicidade, até deixo aqui o site: http://www.nicolsonapartments.co.uk/apartments.

Obrigado e boas viagens!

Lulu Freitas / Let's Fly Away

Excelente post! Super útil na minha viagem pela região em abril desse ano. A Ilha de Skye é imperdível, em especial a região do Vale de Glencoe (onde foi gravado parte do filme 007 Skyfall).
Edimburgo é sem palavras de tão charmosa! O castelo de Edimburgo é imperdível. Se tiver tempo uma visita ao palácio real de Holyroodhouse deve fazer parte do roteiro. Muito bacana conhecer por dentro um pouquinho da realeza, além de ter um lindo jardim e as ruínas de uma igreja super interessantes.

Maria
MariaPermalinkResponder

Em 2016 viaje pela Inglaterra e me apaixonei. Planejo voltar em 2018 e desta vez com certeza vou ver a Escócia ! Obg pelas informações.

Iris Ventura
Iris VenturaPermalinkResponder

Excelente roteiro!! Fiz uma viagem agora em abril e segui tudo ao pé da letra, só a ordem das cidades que mudou um pouco. Fiz Londres, Dublin, Edimburgo, Inverness e Oban.
Os hotéis recomendados no post não existem mais, mas em Inverness fiquei em um hotel que era uma casa de 1578, um charme e com preço bem ok, a cidade é uma graça e vale muito a pena visita-la, só fiquei com dó porque não fui até as pedras Lallybroch.
Oban é lindíssimo, vale a pena ficar uns 3 dias, eu só fiquei 2, mas teria ficado mais 1 dia com o maior prazer, fiz uma refeição em um dos restaurantes que a Andréa recomenda, é super fácil de achar e uma delícia.
Em Oban fiquei em um hotel chamado Alexandra Mutu - com um visual maravilhoso, vale a pena.
Fui de trem de Edimburgo para Inverness, viagem tranquila e com um visual bem bonito, depois fui de ônibus para Oban e peguei um trem de Oban para Glasgow e de lá um avião para Londres.
Voltei apaixonada pela região de Highlands e quero voltar lá mais vezes, é tudo simplesmente maravilhoso.

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Ricardo qual cia de trem vc recomenda para ir de Edimburgo a London no dia 1/1/18?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciano! Quem responde é A Bóia. Veja em https://www.thetrainline.com/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar