Curitiba: como montar seu próprio city-tour

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Museu Oscar Niemeyer a bordo da Linha Turismo

| Museu Oscar Niemeyer |

Especial Curitiba | Série patrocinadaPoucas cidades no Brasil são tão amigáveis para o turista quanto Curitiba. Os ônibus de dois andares da Linha Turismo levam a todos os cartões postais, exatamente como nas grandes capitais do mundo. O transporte público é fácil de ser usado também por quem não mora na cidade, e na região central, o táxi não é caro. Na cidade mais verde do Brasil, que tal passear de bicicleta? Veja dicas para esquadrinhar Curitiba de todas as maneiras.


--> Curitiba com a Linha Turismo

Linha Turismo

A Linha Turismo é a maneira mais esperta de passear pelas principais atrações turísticas de Curitiba. São ônibus de dois andares que percorrem um circuitão de 24 atrações em cerca de 2 horas e meia (sem contar as paradas). O esquema é hop-on hop-off, ou seja, você escolhe onde descer e onde subir. Menos engessado do que um city tour, e mais prático de usar do que um ônibus de linha, acaba levando você a mais atrações do que provavelmente visitaria.

Como funciona

O passeio com a Linha Turismo custa 35 reais (crianças até 5 anos não pagam). O ticket dá direito a 4 reembarques. Ou seja, em um único dia você passeia em 6 pontos turísticos: o local de embarque e mais os 5 pontos onde decidir descer. Além de passar, a bordo, pelas demais atrações do trajeto.

O primeiro ônibus sai pontualmente às 9h da Praça Tiradentes, mas o embarque pode ser feito em qualquer um dos 24 pontos (veja quais são, e os horários, aqui).

Os ônibus param em cada ponto em intervalos de meia hora, em horários fixos, e circulam todos os dias, com exceção das segundas-feiras.

Muitas das atrações contempladas têm entrada gratuita.

O meu roteiro

Cheguei à Praça Tiradentes um pouco antes das 9h, para pegar o primeiro ônibus do dia. O ponto da Linha Turismo fica no meio da praça, logo à frente da Catedral Basílica de Curitiba.

Embarque da Linha Turismo na Praça Tiradentescuritiba-linha-turismo-ingresso

[Praça Tiradentes | Ingresso]

O meu roteiro já estava decidido: escolhi, entre as principais atrações da cidade, algumas das que ficariam mais distantes do centro, e que por isso seria mais prático visitar com a Linha Turismo do que por conta própria. Também elegi pontos espaçados, para poder esticar um pouco as pernas entre uma atração e outra.

As primeiras paradas da Linha Turismo são no centro de Curitiba e arredores: a Rua das Flores, a Rua 24 Horas, o Museu Ferroviário. O ônibus passa pelo bonito Paço da Liberdade e cruza a Rua XV de Novembro. Meu primeiro desembarque foi no Jardim Botânico, o sexto ponto da Linha Turismo. O ônibus chega lá em pouco mais de meia hora.

Jardim Botânico

Jardim Botânico

[Jardim Botânico]

A estufa do Jardim Botânico é um dos grandes símbolos da cidade, e o bem cuidado parque convida a uma gostosa caminhada. A trilha do Jardim das Sensações é um teste para os sentidos: são 200 metros para percorrer de olhos vendados, por entre as plantas.

Museu Oscar Niemeyer

[Museu Oscar Niemeyer]

Novamente a bordo, segui rumo ao MON, o Museu Oscar Niemeyer. Foi uma parada em que me demorei bastante – por lá encontrei ótimas exposições, especialmente a das perspicazes gravuras de Jacek Sroka (em cartaz até o final de outubro), e a impactante Zero, que acontece dentro do olho e serviu muito bem ao espaço que ocupa (em cartaz até 3 de novembro).

Museu Oscar Niemeyer, exposição Zero

[Exposição Zero]

O MON também tem um café aconchegante para um lanchinho antes de seguir viagem. A entrada para o museu custa R$ 9.

Ópera de Arame

[Ópera de Arame]

A terceira parada que escolhi foi a Ópera de Arame, outra atração que é símbolo de Curitiba.

Ópera de Arame

curitiba-opera-de-arame4Ópera de Arame

[Ópera de Arame]

A Ópera de Arame é um grande teatro feito de tubos de aço e vidro, num cenário que é também incomum – a cratera de uma pedreira desativada. Em conjunto com a Pedreira Paulo Leminski, que é um grande espaço para shows ao ar livre, forma o Parque das Pedreiras.

Esta parada da Linha Turismo serve às duas atrações, mas a Pedreira Paulo Leminski estava fechada para reformas.

Memorial Ucraniano

[Memorial Ucraniano]

Seguindo adiante, minha próxima parada foi o Memorial Ucraniano, uma homenagem à colônia da Ucrânia em Curitiba.

Memorial UcranianoMemorial UcranianoMemorial Ucraniano

Dentro da capela existe um pequeno museu que conta a dura história do povo ucraniano e exibe objetos típicos, como as pêssankas – ovos delicadamente pintados à mão, uma tradição de milhares de anos.

Pêssanka, Memorial UcranianoPêssanka, Memorial Ucraniano

[Pêssankas]

O Memorial Ucraniano é anexo ao Parque Tingui, para quem quiser esticar a visita com uma caminhada.

Setor Histórico

[Setor Histórico]

Igreja do RosárioPraça GaribaldiIgreja da Ordem

[Igreja do Rosário | Praça Garibaldi | Igreja da Ordem]

Encerrei o passeio na última parada do circuito: o Setor Histórico da cidade. Por ali, os antigos casarões e igrejas preservados quase fazem pensar que voltamos no tempo – não fosse um grafite aqui, uma lojinha de artesanato acolá.

Setor Histórico

[Casa Hoffmann]

Me pareceu o lugar ideal para encerrar o tour, novamente nos arredores do centro, e com uma boa xícara de café no Solar do Rosário, ou uma cerveja gelada nos muitos bares ao redor.

Setor Histórico

[Setor Histórico]

Meu tour terminou às 17 horas, ou seja, foram 8 horas de passeio com a Linha Turismo. Permaneci de 30 minutos a 1 hora e meia em cada local. Por isso, é aconselhável reservar um dia inteiro para passear.

Um segundo roteiro

Quem tiver disponível mais um dia para turistar pode investir numa segunda rodada com a Linha Turismo: visitar o Mercado Municipal de Curitiba, o Bosque Alemão, o Parque Tanguá, almoçar em Santa Felicidade e subir a Torre Panorâmica também fazem um programão.

--> Curitiba de ônibus

Estação-tubo de ônibus

O sistema de ônibus de Curitiba é reconhecidamente eficiente e você pode chegar de transporte público nos museus, parques e demais atrações. A tarifa custa R$ 3,30, ou R$ 1,50 aos domingos. O aplicativo Moovit funciona muitíssimo bem em Curitiba, indicando as linhas mais convenientes, de acordo com sua localização e destino, e os horários dos ônibus com precisão.

--> Curitiba de bicicleta

Escultura de Ai Weiwei na Bienal Internacional de Curitiba

Empresas como a Kuritbike promovem tours temáticos sobre duas rodas, com guia, em passeios que duram em média 3 horas. Saiba detalhes aqui.

--> Curitiba de táxi

Ponto de táxi em Curitiba

Corridas pela região mais central de Curitiba saem em torno de R$ 15. Do centro aos parques mais distantes, como Tanguá, Tingui, Ópera de Arame e Pedreira Paulo Leminski, ou até Santa Felicidade, calcule gastar por volta de R$ 35.

Conseguir táxi em Curitiba pode não ser tarefa fácil, especialmente em horários de pico. Procure por um ponto de táxi (costuma ser mais fácil do que conseguir um carro dando sopa na rua) e tenha em mãos também o número de uma cooperativa (a central LigTaxi 3333-3333 é uma das maiores). Com o aplicativo EasyTaxi consegui encontrar ótimos motoristas.

Caso vá de táxi a algum parque, tente deixar o retorno já combinado com o mesmo motorista. Na saída pode não haver veículos disponíveis.

De ônibus, bicicleta, táxi ou na Linha Turismo: curta bastante seus passeios em Curitiba!

Descubra todos os caminhos de Curitiba em CurtaCuritibaoAnoInteiro.com.br.

Leia mais:

73 comentários

DENISE CASTOR
DENISE CASTORPermalinkResponder

eu particulamente recomendo Curitiba, principalmente pra quem quer sair de sua cidade para descansar e viver um turismo bom e barato. Geralmente acha-se bom preço de aereo e boas opções de hoteis economicos. Do aeroporto dá para pegar o onibus executivo, quando fui paguei R$8,00 por pessoa esse onibus tem paradas em pontos estrategicos,basta entrar em contato com o hotel que escolheu e verificar se o onibus executivo passa na porta, caso nao passe complete o trajeto com taxi. Ou se o tempo for curto vá de taxi do aeroporto ao hotel. O onibus de 2 andares satisfaz bastante. Aproveite para experimentar o prato tipico de nome Barreado. Curitiba é otimo para uma fugidinha de fim de semana.

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Denise,
Apenas uma ressalva: o barreado é um prato típico do litoral paranaense, não de Ctba!

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Mais precisamente típico de Morretes, e vale muito a pena dar uma esticada lá indo pela Estrada da Graciosa (http://pt.wikipedia.org/wiki/Estrada_da_Graciosa e http://www.youtube.com/watch?v=Ur0BaS2PF4w). Passa o dia em Morretes, almoça um barreado em um dos inúmeros restaurantes que praticamente só servem isso, toma uma cachaça de lá, e volta no fim do dia.

Nishan
NishanPermalinkResponder

Muito legal esta matéria. Estou pensando em ir a Curitiba no ano que vem e uma das coisas que mais me atraiu foi esse ônibus de 2 andares.

Próxima Trip - Erika

Já estive em Curitiba 3 vezes, mas não conheço todos os cartões postais. Muito legal esse roteiro, tenho que arrumar um fim de semana só para esse bus da Linha turismo e suas paradas.

abs,

Próxima Trip - Erika

A propósito, vou para Curitiba neste próximo feriadão prolongado e vou pegar as dicas daqui! wink

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

No primeiro domingo de cada mês a entrada é gratuita! smile

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

No MON!

Andrea
AndreaPermalinkResponder

A entrada é gratuita, mas a fila de espera chega há mais de uma hora. Vão por mim, fujam do MOM no primeiro domingo do mês!

Warley Belo
Warley BeloPermalinkResponder

Recomendo Curitiba. Merece uns 4 ou 5 dias fácil. Recomendo o Hotel Bourbon. Excelentes em tudo.

Maisa
MaisaPermalinkResponder

Adorei esse post
já fui a Curitiba 2 vezes e amo aquela cidade, porém não conheço tudo que foi mostrado.
Preciso ir novamente pra ver esse Memorial Ucraniano e a parte histórica da cidade.
Parabéns!!

Luiza
LuizaPermalinkResponder

MUITO LEGAL ver minha cidade aqui no ViajenaViagem!
Curitiba é de fato uma cidade linda e merece várias visitas!

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Matéria bem bacana. Sou de Curitiba e apenas acrescentaria algumas dicas sobre parques. Curitiba tem vários, e faltou mencionar o maior e mais tradicional de todos, o parque Barigui ( http://www.curitiba.pr.gov.br/conteudo/parques-e-bosques-parque-barigui-secretaria-municipal-do-meio-ambiente/292 ).

Nos fins de semana com sol (coisa rara por aqui ultimamente), o parque ferve com gente caminhando, passeando, paquerando, se exercitando, etc etc.

Ludimila
LudimilaPermalinkResponder

Acrescentaria uma visita à feira do Largo da Ordem, no centro histórico, nas manhãs de domingo. Ferve de gente e vc encontra de tudo por lá. É, no mínimo, interessante.
E também no centro histórico, vale a pena experimentar no Bar do Alemão o tradicional submarino (chopp com Steinhaeger mergulhado dentro, e vc ainda pode levar o canequinho!).
Ainda na balada, tem os bares da Avenida Batel, abrem de segunda a segunda. Tem para todos os gostos!

Camila Torres
Camila TorresPermalinkResponder

Curitiba é linda mesmo. Tenho que voltar lá!

DENISE CASTOR
DENISE CASTORPermalinkResponder

obrigado Fernando pela explicação. Como eu comi em 2 idas a curitiba... pensei só curitiba.

Marcio Antonio

Eu moro em Curitiba, e particularmente acho o preço da linha Turismo um pouco salgado demais (se o grupo tem três pessoas, acho que já não compensa, com R$ 87 vale mais usar táxi para ir aos locais mais distantes e fazer o resto a pé ou com ônibus de linha). Então eu tenho alguns macetes quando amigos me visitam, para podermos tirar o máximo do preço.

O Centro de Curitiba (Desde o Teatro Guaíra/Praça Santos Andrade/Prédio da Federal, passando pela Rua XV, Paço da Liberdade, Praça Tiradentes, até o Largo da Ordem, ou no sentido inverso) você pode fazer a pé mesmo, não precisa do ônibus verde.

O Jardim Botânico e o Mercado Municipal são facilmente acessíveis com os ônibus vermelhos biarticulados. Você pode visitar os dois e começar o passeio da Linha Turismo num desses pontos, em vez da Praça Tiradentes. Aí você já economiza uma ou duas paradas para poder visitar outros lugares.

De todos os pontos do passeio da Linha Turismo, acho que só o Memorial Ucraniano e o Bosque Alemão têm acesso mais difícil pelos ônibus de linha. Então, se é o tipo de lugar que você acha que vai curtir (eu gosto bastante de ambos, quem tem criança não pode perder a trilha de João e Maria no Bosque Alemão, e com sorte vai pegar uma contadora de histórias na casa da bruxa), não deixe de descer.

Um lugar bacana de Curitiba que a Linha Turismo não contempla (nunca soube o porquê) é a Praça do Japão. Mas é bem fácil de ir com os biarticulados.

Quem quiser tirar dúvidas, é só perguntar!

CLEBER DOS SANTOS SILVA

Se eu estiver hospedado no centro, onde ir à pé, de ônibus ou de carro próprio? Terei um tempo maior para os passeios. Selecionei Jardim Botanico, Teatro de arame, Merc. Municipal, Centro Hist., Torre, Ms A

CLEBER DOS SANTOS SILVA

Sou de BH e vou à Curitiba de carro. Se eu ficar hospedado no centro, onde ir à pé, de ônibus e de carro? Terei tempo para os passeios. Selecionei do centro aos parques e bairro Felicidade. Obrigado em me responder.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cleber! Com tempo, carro não é necessário. Use a Linha Turismo e eventualmente o táxi.

Karen
KarenPermalinkResponder

Boa noite, gostei das suas dicas, vou a Curitiba mês que vem. Não tinha percebido que a linha não passava pela Praça do Japão, que inclusive, era a 1 parada q pretendia fazer depois da praça Tiradentes. O duro q era o modo mais facil que havia pensado para visitar, já q o lugar q vou ficar hospedada fica longe e não achei uma forma rápida de chegar lá e poder ir ao Jd Botânico depois...

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Sou de Curitiba e super recomendo o ônibus da linha turismo. Quando fiz vi lugares que nunca havia ido morando aqui, e não daria para tudo isto de táxi. Vale cada real! Recomendo também as feirinhas gastronômicas noturnas.

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Oi, Luciana, onde são estas feirinhas?

Raquel
RaquelPermalinkResponder

Concordo com o Márcio Antônio. No roteiro da linha turismo, há lugares bem acessíveis pelo transporte público e você não precisa queimar uma parada para visitá-los. São eles: qualquer lugar no centro da Cidade, o Jardim Botânico (o ônibus biarticulado Centenário-Campo Comprido para lá pertinho), O MON/Bosque do Papa (o bosque fica atrás do MON, dá pra ir a pé e várias linhas de ônibus passam por lá), o Parque Barigui e a Torre Panorâmica (atrações vizinhas servidas pelo transporte público). Guarde os tíquetes para conhecer o Bosque Alemão, o Parque Tanguá, a Universidade Livre do Meio Ambiente, a Ópera de Arame (estava em reforma, não sei se já reabriu) e Santa Felicidade.

Daliane
DalianePermalinkResponder

Curitiba tem ótimas opções de restaurantes também, desde os mais sofisticados até os da "baixa" gastronomia. Bem melhores que os rodízios de Santa Felicidade.

Ronaldo Maya
Ronaldo MayaPermalinkResponder

Pessoal, pretendo passar o Reveillon em Curitiba (de 28/12 a 01/01), porém fiquei um pouco assustado ao ler que, nessa época, principalmente no dia 31, "fecha tudo" Isso é verdadeiro? Se positivo,vale para as principais atrações, como museus, Jardim Botânico, bares e restaurantes?
Alguém poderia esclarecer?
Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ronaldo!

Parques não fecham. Museus fecham em datas como dia 31 de dezembro e 1º de janeiro.

O blog Dicas da Gabi costuma trazer informações sobre réveillon na cidade:
http://superdicasdagabi.blogspot.com.br/2011/12/onde-passar-o-reveillon-em-curitiba.html

Maria Emilia Tolentino Carollo Blanco

Marco Antônio eles ainda fazem a cerimônia do chá na praça do Japão? Realmente é uma praça muito bonita. Bom ver minha cidade aqui. Saudades. Uma boa sugestão também seria o passeio de trem até Paranaguá. Mas realmente não estou atualizada a respeito. Alguém pode dar a dica melhor? Vou ter que voltar um pouquinho por lá ....snifff

Elaine Llorente

Oi Pessoal!
Estarei em Curitiba entre 26 e 30/12. Conforme recomendação, pretendo não alugar carro e ficar utilizado o transporte público/linha turismo.
Entretanto, vi que a cidade é linda à noite. Alguém sabe como posso visitar os pontos para fotografar?
Obrigada!
Elaine

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Elaine! Para andar com equipamento fotográfico à noite, é mais indicado ir de táxi.

Elaine Llorente

Obrigada Bóia! Tem algum site para calcular os valores aproximados dos táxis? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Elaine! Calcule em http://www.tarifadetaxi.com.br .

Joao
JoaoPermalinkResponder

O City Tour funciona muito bem, fomos agora em junho e postamos nossa experiência. Quem gostar pode deixar uma curtida lá, pois estamos começando com o blog e precisamos divulgá-lo para que mais pessoas possam conhecer coisas legais e que de fato funcionem. Obrigado!
http://voualifora.blogspot.com.br/2014/06/city-tour-em-curitiba.html

Taís Lima
Taís LimaPermalinkResponder

Olá! Gostaria de perguntar sobre o carnaval em Curitiba. Minha intenção é ir para um lugar onde eu não seja obrigada a dar de cara com a folia. É possível fazer turismo normalmente pela cidade durante esta época? Ou vou encontrar desfiles, blocos, foliões, que dificultem os passeios pela cidade? Muito obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Taís! Até onde sabemos, não há carnaval de rua em Curitiba. Note que segunda-feira é dia de museus fechados, e terça-feira e quarta de manhã são feriados, então conte apenas com parques abertos.

augusto coster

Qual é o preço de um taxi do aeroporto Afonso pena até o centro historico?
quais são as opções vi´veis do aeroporto até o centro histórico?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Augusto! Não vá de táxi, não; use o ônibus executivo. É confortável e bem mais barato. Há um guichê bem no desembarque.

FERNANDA NUNES DA MATTA CARMO

Olá!! Vou passar um dia inteiro apenas em Curitiba com esposo e filhos. É a primeira vez na cidade. O que visitar?

Grata

Anna
AnnaPermalinkResponder

Fernanda, pegue o ônibus turismo, é o jeito mais rápido de conhecer vários pontos turísticos. O ponto central de Curitiba é a Rua XV, um calcadão para pedestres, ali você vai ter contato com o povo daqui. Se ficar a noite, de quinta a sábado, assista a apresentação do Palácio Avenida, é lindo (http://www.hsbc.com.br/1/2/natal).

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernanda! É exatamente o que a Anna falou antes e o que este post indica. Com tão pouquinho tempo na cidade, o ônibus de turismo é uma boa para ao menos dar uma olhada nos principais pontos turísticos.

Paulo
PauloPermalinkResponder

Bóia, sabe informar se o Jardim Botânico e o Ópera de Arame fecham no Réveillon? Obrigado.

Paulo
PauloPermalinkResponder

Corrigindo minha pergunta:
Fecham no dia 31/12/2014?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paulo! Segundo a Secretaria de Turismo de Curitiba, tanto o Jardim Botânico quanto a Ópera de Arame estarão abertos à visitação nos dias 31/12 e 01/01.

luana
luanaPermalinkResponder

Olá bóia, adorei as dicas e vou usar, vou pra Curitiba em janeiro. Só tenho uma dúvida, vou ficar hospedada no centro qual a forma mais fácil de voltar pro hotel do último ponto turístico? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luana! A última parada do percurso, o Setor Histórico, fica nos arredores do centro da cidade. Se ainda estiver longe de onde você estiver hospedada, vale pegar um táxi, que não é caro.

Victória
VictóriaPermalinkResponder

Oi, estava pensando em ir para Curitiba em breve. Qual hotel você me recomendaria ficar ? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Victória! Temos indicações aqui:
https://www.viajenaviagem.com/destino/curitiba

Gustavo
GustavoPermalinkResponder

Olá a todos:
Estive em Curitiba em novembro de 2014 e andei nesse ônibus e minhas paradas foram: Santa Felicidade, Torre Panorâmica, Museu Niemeyer(tinha uma exposição do Sebastião Salgado) e Mercado Municipal. Em março de 2015 voltarei em mais paradas.
Como hospedagem o Hotel Brasilia Curitiba é uma boa, próximo ao Shopping Muller e à Praça da Liberdade.

Marlene Diniz Durau

Curitiba é linda. povo bom e educado. Passeio no ônibus tour, uma de minhas paradas e sta. Felicidade para almoçar.

Gabi Pizzato - Devaneios de Biela

Muito legal essa Linha Turismo de Curitiba. Estive lá em março e foi a melhor forma de fazer um reconhecimento geral da Cidade. Pena que o tempo não ajudou muito para que eu visitasse algum ou outro parque.
Meu roteiro e fotos estão do blog. Recomendo muito!

Celia Lopomo
Celia LopomoPermalinkResponder

Oi, pessoal,
Fizemos, hoje, o city tour de Curitiba. Achei o serviço descuidado. Estava chovendo e não havia preocupação em proteger os passageiros....os bancos molhados continuaram molhados.....como anfitriões os funcionários poderiam dispor de uma proteção nas janelas do andar superior, uns panos para secar os assentos. Alem disso, a cada curva, escorria água pela escada do ônibus e molhava os passageiros do andar de baixo! Mesmo mesmo, valeu pelos lindospontos da cidade que revi: Jd Botanico, Museu do Olho, Museu Ucraniano e Opera do Arame.

Cristiane Santos

Apenas para atualizar, o valor do ingresso para a Linha Turismo em Curitiba está R$ 35,00.
Abs,

Aristides de Oliveira

Onde posso comprar os passaportes para a linha turismo? em qualquer dos pontos das atrações ou tem um lugar específico?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aristides! No próprio ônibus.

andré
andréPermalinkResponder

Para quem gosta de gastronomia, a cidade tem um restaurante com vista panorâmica.

Para quem tem R$... kkkk

https://www.tripadvisor.com.br/Restaurant_Review-g303441-d4739404-Reviews-Terrazza_40-Curitiba_State_of_Parana.html

Tárik
TárikPermalinkResponder

Olá, saudações a todos!
Estarei com minha esposa pela primeira vez em Curitiba nos dias 4 a 8 de Fevereiro e gostaria de saber se a cidade estará "funcionando" normalmente devido ao Carnaval.. Digo em relação a restaurantes, parques, museus e por aí vai.. O que tem para me dizer, obrigado a todos! E desde já agradecer o post e participação de todos, está me ajudando muito a montar um roteiro.

Bia
BiaPermalinkResponder

Olá! Pretendo ir para Curitiba de carro na Semana Santa (que esse ano será em março). Mesmo assim, compensa eu visitar essas atrações de ônibus turístico ou consigo chegar até eles e estacionar o carro com facilidade? As atrações permanecem abertas nesse período? Agradeço muito se alguém puder compartilhar essas informações.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bia! Curitiba funciona o ano inteiro. Os museus não abrem no dia de Natal e no dia de Réveillon. A Linha Turismo não funciona na 2ª feira.

Clarissa Carino

Bia,

Também estou indo para Curitiba na Semana Santa, na esperança de visitar todos os museus e conhecer tudo! Espero que os cafés, lojas etc. também estejam funcionando alguns dias do feriadão! smile

Beijos,

Clá | blog Uma Garota Carioca

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

Olá Bóia:
qual o melhor meio de transporte para ir do aeroporto para o hotel que fica no Batel? Táxi comum ou Uber?
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Naila! Bem-vinda de volta smile

Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Naila,

A melhor forma é ir com o ônibus Aeroporto Executivo. A parada mais proxima do Batel é a da "Rua 24 horas" linha marrom.

Essa semana deu uma série de confusões entre taxi e uber, não aconselho a pegar, ao menos por enquanto.

Eu estou morando aqui em Curitiba. No meu blog tem uma série de dicas sobre a cidade:
http://contandoashoras.com/categoria/destinos/brasil/parana/curitiba/

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

O problema é que estarei com uma pessoa que usa muletas, fora as malas... Mas de qualquer forma, obrigada pela resposta
Abraços

Antonio
AntonioPermalinkResponder

Olá Naila,
O ônibus que sai do aeroporto vai atender bem a vcs , tem lugar p malas e é bem atencioso, o ponto que a Bruna informou fica pertinho do Batel, um táxi dali ficará baratíssimo. Boa viagem.

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Em frente a parada da Rua 24 Horas tem um ponto de taxi. Acho que fica bem mais em conta dessa forma, ônibus + taxi.

Nelma
NelmaPermalinkResponder

Nao use o Uber. Muitos problemas aqui em Curitiba. O táxi até o Batel pode custar por volta de 100 reais. O ônibus é bem confortável, mas com muletas ... Boa viagem!

Camilla
CamillaPermalinkResponder

O Uber está bloquado em alguns aeroportos brasileiros, quando sua localização é lida de lá nenhum veículo aparece disponível. Se você estiver com o aplicativo instalado não custa tentar, mas eu não contaria com isso.

Fabiane
FabianePermalinkResponder

Eu estou voltando agora em Dezembro para ver as comemorações natalinas dizem que é lindo,a dica que eu dou ,peguem táxi,o ônibus turístico é caro e só pode descer 4vezes, se for mais que 3 pessoas não compensa e a tardezinha fica lotado pra voltar,no frio é terrível pq o vento corta !

Eliane Rocha da Silva

Estou em Bairro Tingui é recomendo feira de conteiner que é de lanches e bares muito gostoso o local. Vale a pena visitar a tarde .
Quanto aos passeios prefiro o ônibus duplo que te dá opções excelentes.

sheila de araujo

Adoro tds suas dicas. Pelas manhas na band, nao perco !!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar