Califórnia em 28 dias, parte I: San Francisco (relato do Silvio)

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

Golden Gate Bridge

Golden Gate Bridge

De quantos dias você precisa para fazer uma road trip pela Califórnia? O roteiro básico, de San Francisco e Los Angeles pela Highway 1, com 3 a 4 dias na estrada, pede 12 dias para que se tenha um bom panorama do destino. A partir disso, quanto mais tempo, melhor -- como bem nos mostra o Silvio, que se esbaldou com um mês neste trecho da costa oeste americana e está de volta com um relato detalhadíssimo para compartilhar com a gente. Vai pelo Silvio:

Texto e fotos | Silvio Carlos Cury

Eu e a Simone, no mês de setembro, fizemos uma viagem fantástica de 28 dias para a Califórnia. Seguimos o seguinte roteiro: oito noites na cidade de San Francisco, uma noite em Tiburon, duas noites no Lake Tahoe, três noites no Yosemite Park, quatro noites em Napa, três noites em Monterey, uma noite em Pismo Beach, duas noites em Santa Barbara e quatro noites em Los Angeles (mais especificamente, em Santa Monica).

San Francisco, Berkeley e Vale do Silício (oito noites)

Vista do Buena Vista Park

San Francisco vista do Buena Vista Park

Chegamos ao aeroporto de San Francisco já com trânsfer comprado, via internet. Fácil, seguro e tranquilo. No site tem todas as orientações.

San Francisco, delícia de cidade. Bastante receptiva ao turista. Bons restaurantes, infindáveis atrações turísticas e culturais. Antes de começar a passear, vá até o centro de visitação, na Union Square. Pegue os mapas da cidade, pergunte sobre as atrações gratuitas e tire todas as suas dúvidas. Há um guia com versão em português, o San Francisco Chaperon.

Vocês podem estar questionando: oito noites em San Francisco? Isto mesmo. Poderíamos ficar mais. O que conhecemos: tudo o que foi possível, mas com calma. Somos partidários de curtir o lugar onde nos sentimos bem. Sem pressa.

Transporte

CityPass

Simone e seu CityPass

Não há necessidade de táxi ou de alugar carro em San Francisco. O transporte público é muito bom. Organizado, cobre toda cidade e há lugar para todos se acomodarem muito bem. Há vários tipos: cable car (bonde), street car (ônibus elétricos sobre trilhos), ônibus, trem, metrô (Muni e BART).

Compramos, via web, o passe (CityPass) para nove dias, com início da validade a partir do 1º dia de uso. Buscamos os vouchers no centro de visitação. Com exceção do BART (transporte para cidades situadas na baía de San Francisco), com o passe você terá acesso a todos os outros meios de transporte público. Para nós, foi muito vantajoso. O CityPass dá direito a entrar em várias atrações, também. Dica: na dúvida, antes de embarcar, diga ao condutor o seu destino. Ele será gentil e fornecerá as orientações necessárias. E, para quem gosta, há vários centros de aluguel de bicicleta.

Passeios

Alcatraz

Alcatraz

Além dos lugares aonde todos vão, recomendo:

  • Um passeio ao Palace of Fine Arts, com uma pequena parada no Ghirardelli Square. Saboreie um delicioso sorvete e compre chocolate. Retome o trajeto até o Palace of Fine Arts. Após a visita, caminhe, de preferência ao entardecer, até a marina e aprecie o por do sol.
  • Um passeio pelo Buena Vista Park. Na descida, pegue o caminho em direção a Twin Peaks (lindo lugar para apreciar uma bela vista da cidade), e depois desça em direção a Castro. É uma boa caminhada que, feita com calma, proporcionará um belo passeio (subidas e descidas fazem parte). Aprecie a arquitetura das casas e a tranquilidade do local. Caso seja um sábado ou domingo, aproveite o Mission Dolores Park.
  • Uma visita ao Golden Gate Park, incluindo o jardim japonês, o Museu de Young e a Academia de Ciências da Califórnia. Três atrações pagas, mas muito interessantes. Não deixem de visitar. Senhores da terceira idade, devidamente credenciadas, irão dar todas as dicas, indicar os horários das atrações e guiar vocês pelo museu. Não deixem de ir ao Planetário. É um passeio de um dia. Dica: alugamos um quadriciclo e fomos pedalar. Além de ser pesado, é caro. Não vale a pena. Caso queira pedalar, faça em bicicleta individual.
  • E a Golden Gate Bridge? Às vezes temos preocupações sobre conhecer determinada atração turística e nos precipitamos. A Golden Gate é uma delas. Você poderá apreciar sua beleza de vários ângulos, conforme o seu local de observação. Não faltará oportunidade para isso. O melhor ponto de observação dela é na cabeceira, após atravessá-la. Relato essa experiência depois. Quanto mais dias ficar, maior a chance de ver a Golden Gate sem o famoso fog que costuma encobrir a ponte e que torna difícil enxergá-la em sua totalidade.
  • Alcatraz: vá. Faça a visita sendo orientado pelo audioguia. É amigável. Você pode pausá-lo, retroceder ou avançar a gravação. Meio dia para o passeio é o suficiente.
  • Em Fisherman’s Wharf, além das atrações habituais, e muitas, recomendo o Exploratorium, no Pier 15 (principalmente se estiverem com crianças a partir dos oito anos). Meio dia bem aproveitado. Outro lugar, para quem gosta de curtir brinquedos antigos, é o Musée Mécanique (Pier 45, início para quem chega caminhando desde a Lombard Street ou com o cable car). Leve muitas moedas de um quarto de dólar. Você vai se divertir vendo os brinquedos funcionarem. Pegue o cable car e desça na Lombard St. Desça a rua e vá caminhando em direção ao Fisherman’s Wharf (15 a 20 minutos).

Alguns museus de San Francisco oferecem entrada grátis ou pela metade do preço em determinados dias do mês. Primeira terça-feira do mês: Yerba Buena Center for the Arts, de Young and Legion of Honor, SFMOMA. Primeira quarta-feira do mês: Exploratorium. Terceira quarta-feira do mês: California Academy of Sciences; quinta-feira à noite (entrada reduzida): SFMOMA, Contemporary Jewish Museum, Asian Art Museum. Primeiro domingo do mês: Asian Art Museum.

Bate-voltas

Berkeley, Nasa e Google

Universidade de Berkeley, Nasa, Google

Por que não conhecer a Universidade de Berkeley? Vá de trem (BART). Fica a 40 minutos de Union Square. Para comprar os passes dirija-se às máquinas antes das catracas. Pedimos ajuda para um morador. A estação de descida é a Berkeley Downtown. Aprecie a cidade e o campus. Há estudantes escalados para acompanhar os visitantes. Informe-se. Melhora o nosso entendimento da diferença da qualidade de ensino entre a turma daqui e a de lá.

Universidade de Stanford

Universidade de Stanford

Alugamos um carro para conhecer o Vale do Silício e todas as empresas de alta tecnologia. Muito interessante e linda a Universidade de Stanford. Fizemos este passeio em um domingo. Embora não haja visitas programadas, é muito interessante saber de onde vem toda a tecnologia que usamos diariamente. Em San Jose conhecemos a casa onde viveu o inventor da famosa arma Winchester. Esta atração é paga. Vale a pena. Saímos pela manhã e às 18 horas estávamos no hotel. Nosso roteiro foi: Oracle (de passagem), Stanford University, Google (de passagem), Museu da História do Computador (pago), Nasa Ames Research Center (aberto das 12 às 16 horas), Intel Museum (não abre domingo), Apple Inc, Winchester Mistery House, Santana Row (San Jose). O GPS te leva, sem problemas, a todos estes endereços.

Hospedagem e restaurantes

Ficamos hospedados no Club Donatello, em Union Square. Ótima localização: perto do transporte público, restaurantes, lanchonetes, shopping, garagem central de aluguel de automóveis (O’Farrell) e loja de aluguel de bicicletas.

Em relação ao hotel, perfeito. Sempre dou a dica para que escolham um apartamento superior. Normalmente eles ficam situados em andares altos e, caso o hotel tenha sido “repaginado”, você vai usufruir de um quarto melhor. Caso planeje fazer o pagamento em espécie, pague no check-in. No nosso caso, embora eu tivesse comunicado, no dia do check-out a nossa conta já tinha sido debitada no cartão de crédito.

Aproveite no último andar o Club Donatello, o espaço reservado aos clientes frequentes. Você será bem recebido após assinar o livro de presença. Chás, café, leite a todo o momento. Jornais, revistas e informações sobre a cidade estão disponíveis. Desejum, não faça no hotel. Descendo a rua, a uma quadra, no lado esquerdo tem um lugar muito bom: Lori’s, um diner que tem a frente de um carro decorando a entrada. Sente no balcão e observe como é executado um bom trabalho em equipe.

Restaurantes: excepcional foi o jantar no Gary Danko, menu de cinco pratos harmonizados com vinhos. Nesta ocasião tivemos uma surpresa agradável: degustamos, pela primeira vez, a uva Zinfandel. Há outras boas opções. Tivemos boa experiência no Belden Taverna, Umami e Frances. Visite o guia Michelin 2013/2014.

Mais dicas

No mês de setembro a temperatura em San Francisco é agradável. Sempre saia do hotel com um agasalho leve. Até o final da manhã o fog faz-se presente e o tempo fica nublado.

Se for utilizar o transporte público, compre um passe de uso ilimitado de acordo com sua estada na cidade.

Não confunda as aparências das pessoas com falta de segurança. Há muitos pedintes pelas ruas, mas não fomos assediados durante a nossa permanência da cidade. Inclusive caminhamos durante a noite.

Obrigado, Silvio!  Até a segunda parte dessa aventura!

Leia mais:

7 comentários

Felipe
FelipePermalinkResponder

Estive em San Francisco em dezembro, realmente há muitos mendigos na rua. Em certos momentos me senti inseguro.
Entretanto a cidade é maravilhosa.

Luciane
LucianePermalinkResponder

Minha familia e eu pensamos em ir nas ferias de julho./agosto, mas estamos com medo do calor, o que vc me diz

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciane! Nesta época o a única inconveniência é o fog. San Francisco raramente é muito quente. Se continuar a viagem pela Califórnia, vai encontrar um calor bastante suportável quando comparado ao brasileiro.

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

San Francisco NUNCA faz calor (que saudade disso...rs) e em julho realmente tem mais fog que o normal, mas se você fugir da área de Sunset/Ocean beach e ficar em Mission, vai pegar um tempo melhor, pq lá tem muita diferença de tempo entre o bairros, os próximos do mar tem bem mais fog, e os próximos da baía são mais ensolarados . O único problema de julho/agosto são as filas e a muvuca, é período de férias e os lugares turísticos (pier 39, alcatraz, cable car, exploratorium, cal academy of sciences) ficam bem cheios...

carlos alexandre lobato

Eu e minha esposa fizemos essa viagem de San Franciso a California no mes de março de 2015, ficamos nos total 10 dias e achamso pouco tempo, tanto que vamos retornar agora em 2016 em abril e ficaremos 21 dias no total, onde aumentaremos os dias em cada cidade. fizemos a viagem pela costa e simplesmente não há coisa mais gratificante e visualemnte lindo de se fazer, ainda estamos em duvida se fazemos novamente pela costa ou para aproveitarmos melhor os dias ir pelas freeways. só sei dizer que os 3 dias que passamos em San Francisco foram ótimos e ficamos no Hotel Cow Hollow Inn, na Marina District. Foi sensacional super confortavel e com otimo preço ná epoca. Em frente tem um "Cafe Mel's drive-in", onde comemos o famoso bacon com ovos...e tudo mais que se tem direito..Não vemos a hora de voltarmos.. Um pergunta como podemos colocar aqui no site nossa viagem para ajudar as outras pessoas que qeuriam ter algumas dicas de nossa viagem? Abraços Carlos lobato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos Alexandre! Você pode enviar o seu relato para redacao arroba viajenaviagem ponto com smile

Alex Silva
Alex SilvaPermalinkResponder

Estive em San Franciso recentemente (02/12 há 07/12) e de lá fui pra NY. San Franciso é uma cidade maravilhosa, desde estrutura até as pessoas são mais receptivas (em NYC senti um certo ''desprezo'' rs), realmente o transporte funciona muito bem. Recomendo dar uma volta de bonde ou até mesmo andar a pé dependendo de onde for visitar (andamos a pé todos os piers). De fato há muitos moradores de rua, mas nenhum me abordou e ali pela Union Square tem muito Chinês, as vezes parece que estamos na China rs. Em suma, recomendo SFO e com ctz volto pra lá em outra oportunidade.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar