Montevidéu e Punta del Este fora de temporada: a experiência da Greice

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

punta del este porto

Combinar Montevidéu e Punta del Este em um mesmo roteiro é uma ótima idéia para uma viagem internacional curtinha e proveitosa. Principalmente durante o verão, quando Punta del Este está no auge da badalação, com restaurantes cheios, noite animada e muita gente passeando pra lá e pra cá. Mas e fora de temporada? Será que também vale a pena? A Greice conta como foi a sua experiência em família em outubro, quando visitou as duas cidades. Entre erros e acertos, o saldo foi positivo e ela ainda voltou com dicas de atrações bacanas para qualquer época do ano. Você tem planos para visitar Montevidéu e Punta del Este? Então vai pela Greice:

Texto e fotos | Greice Macksur

Tudo começou com minha prima me dizendo pra programarmos uma viagem em família onde pudéssemos “passar pelo duty free” (não, não somos consumistas...). Topei no ato e logo pensei: Uruguai! Comecei a montar o roteiro por Montevidéu e Punta del Este, ficando 2 noites na capital e mais 3 em Punta. Mas o que se faz lá em outubro, quando o vento te carrega?

Montevidéu

montevidéu plaza independencia

Plaza Independencia, Montevidéu

Ficamos hospedados no Balmoral Plaza Hotel. É honesto, bem localizado, colado a uma casa de câmbio, próximo a cafés, restaurantes e supermercado (não importa o país, eu preciso visitar o supermercado). Mas, sinceramente, fez com que me sentisse em hotel pra executivos no centro de São Paulo. Não me proporcionou clima de férias. O café da manhã não agrada e meu termômetro de satisfação gira em torno “del desayuno”.

montevidéu pocitos

Rambla no bairro de Pocitos

No dia da chegada fomos ao shopping Punta Carretas, onde almoçamos, e passeamos pela 18 de Julio. No dia seguinte fizemos um city tour com tudo que se tem direito e almoçamos no mercado, regados a medio y medio! O principal plano do dia era a Bodega Bouza, mas aí demos de cara com um problema da baixa temporada: não achamos um táxi pra nos levar. Até o pessoal que trabalha no restaurante tentou ajudar. Achavam transportes caríssimos e acabamos perdendo a hora e a reserva. Ficaríamos sem vinho? Jamais. Aguardem cenas dos próximos capítulos.

Fomos jantar no maravilhoso Dueto (Mitre 1386, entre Sarandí e Rincón, tel. 598/2915-3231). Tiramos o atraso e matamos nossa sede com um bom vinho uruguaio, pra nos aquecermos pra viagem do dia seguinte.

Punta del Este

punta del este

Monumento dos Dedos, Punta del Este

(Ou: o passeio que subestimamos e acabamos maravilhados.)

Foi uma novela organizar o passeio pra Punta. Descobri que não havia mais quartos disponíveis no Conrad. O que eu diria a meus familiares? O que tem pra fazer em Punta no mês vento-ventania de outubro se você não se hospeda no Conrad? Como eu diria aos meus pais que o cassino não estaria logo ali? Em casos assim, ou você senta e chora, ou joga o Conrad no Google Maps e procura um hotel bacana e pertinho. E assim encontrei o maravilhoso Barradas Parque Hotel!

Nível de amargura por não ter me hospedado no Conrad? Zero.

punta del este barradas parque hotel

punta del este barradas parque hotel

Entrada e piscina aquecida do Barradas Parque Hotel

Barradas Parque Hotel: tudo lindo. Quartos lindos, atendentes lindos, café da manhã muuuito lindo, almoço e janta lindos. Está no meio de um bairro residencial, te oferecem bicicletas (não despreze uma volta de bicicleta pelas ruas e pontes de Punta del Este) e você se sente em um bairro dos Estados Unidos com todas aquelas casas abertas, sem muros ou grades.

Fomos tomar um café no Starbucks onde comecei uma discussão com meu irmão sobre eu querer sentar de frente pro mar. De forma inédita, ele concordou, até eu e minha noção de geografia nos darmos conta de que estávamos em uma península, e que eu veria o mar de qualquer lugar.

Andamos pelo comércio da cidade e com o dólar atual, não espere comprar nada além de alfajor do supermercado, o Negro.

punta del este conrad

Hotel e cassino Conrad

Aí você pergunta: mas e o cassino? Nós fomos, mas antes passamos no bingo, onde você paga 20 dólares pra participar. (Ah, o café servido no bingo... Não importa se você não ganha, apenas coma o que é oferecido.) Mas meu pai acertou no bingo e o dinheiro ganho só servia pra gastar no cassino. Aí fomos pro cassino, meu pai gastou o dinheiro e fez ainda mais dinheiro. Deu pra pagar o jantar dele. Só o dele. E depois de gastarmos o que não tínhamos, fomos jantar no OVO.

punta del este ovo restaurante

Polvo no restaurante OVO

Não, não servem ovos. Mas servem polvo, e o polvo vem inteiro no prato. Se eu comi? Não. Não consigo comer nada que fique me encarando.

No dia seguinte fomos passear pelo porto pra fazer hora pro city tour. Se você for a Punta e o tempo estiver feio, não faça o passeio de barco. Pode parecer óbvio pra muita gente, mas para mineiros vindos do interior, isso é irrelevante. Meu pai e sua sabedoria pegaram um táxi e voltaram pro hotel. Já os outros caipiras queriam ver a ilha de leões marinhos.

punta del este tour leões marinhos

Passeio de barco

Pense em uma viagem de uns 20km dentro de uma centrífuga. E quando a centrífuga finalmente para, você é abatido pelo perfume de milhares de leões marinhos e seus produtos fisiológicos. Preciso contar a tragédia que foi a viagem de volta?

punta del este casas

punta del este casapueblo

Casa, apartamentos e Casapueblo no city tour

Todo mundo sem apetite, fomos ao city tour. E é aí que a viagem se torna mais surpreendente. Península, El Faro, o Porto, a praça, as praias costeiras Brava, casas de celebridades e bairros residenciais de San Rafael, Golf, Rincón del Indio e Beverly Hills com suas grandes mansões e por fim, a intrigante Casapueblo, onde vale gastar um tempinho.

colinas de garzón

Colinas de Garzón

Em nosso terceiro e último dia, resolvi ir atrás de uma bodega. Não achei exatamente uma bodega, mas achei o Colinas de Garzón, onde produzem azeite. Que lugar, que atendimento e que degustação. Essa visita foi outra grata surpresa. Não é um local muito divulgado, mas valeu cada centavo. Na época em que fomos, apesar da produção de vinho estar só no papel, nos fizeram uma degustação melhor até do que a oferecida pela vinícola Undurraga, quando estivemos no Chile. Acho que foi o lugar mais bacana que já visitei. E se você for, compre muitos azeites deliciosos e só depois se preocupe em como trazê-los. Compramos pouco e nos arrependemos.

Montevidéu e Punta del Este: um balanço

O Uruguai é um país bonito, limpo e receptivo. Fomos muito bem tratados em todos os lugares. Punta del Este é incrível, além de extremamente segura. Voltarei ao país sempre que tiver uma oportunidade, mas da próxima vez irei entre dezembro e janeiro, pois um dos meus grandes arrependimentos nesta viagem foi não ter curtido a rambla de Montevidéu. Ainda sinto saudades daquele lugar.

Adoramos o relato, Greice! Informativo e mega-divertido! Muito obrigado!

E você: também tem dicas espertas para curtir Montevidéu e Punta del Este em baixa temporada? Conte sua experiência na caixa de comentários!

 

Leia mais:

14 comentários

César "Cezão"

Muito bacana viajar assim, "contra todas as expectativas", e descobrir coisas escondidas.

Cleide Lucia
Cleide LuciaPermalinkResponder

Adorei o relato da Greice, super bacana, engraçado e muito agradável de ler e ver.
O mundo precisa de pessoas assim, descoladas e bem humoradas. Abraço

Melisa
MelisaPermalinkResponder

Adoro relatos sinceros e muito bem humorados!!

mirna
mirnaPermalinkResponder

Para os que querem visitar o Uruguai e evitar roteiros ultra-batidos numa viagem curta, minha sugestão é um fim-de -semana entre Carmelo e Colônia e 3 dias para subir de carro direto até Punta del Diablo e na volta a MVD parar em Cabo Polônio, Piriápolis e José Ignacio. Acabo de fazer isso agora em abril (também baixa estação) e foi uma viagem-show!: o Uruguai é uma linda caixinha de surpresas começando pelo povo que é hiper gentil e hospitaleiro

Mary Hergert
Mary HergertPermalinkResponder

Olá!

Ano passado conhecemos o Uruguai, em baixa temporada também (fomos em maio) e nos apaixonamos! Pessoal amistoso, comida magnífica (para os amantes da carne), tranquilidade (muita!)...

Como a Mirna disse, tem bastante coisa legal fora dos roteiros...

Do aeroporto, alugamos um carro para conhecer Colonia del Sacramento e Carmelo (que vem se desenvolvendo no turismo de "vinho").

Chegamos em Colonia e nos assustamos a noite: tudo deserto! Mas no dia seguinte, muita gente chegou a cidade, a grande maioria vindo da Argentina, pela travessia de ferry. Muitos restaurantes gostosos, cidadezinha acolhedora, um encanto!

De lá curtimos Carmelo, que também nos encantou (já chegando um belo de um frio, que ajudou na degustação dos vinhos).

Voltamos a Montevideu e de lá fizemos um bate e volta a Punta del Este. A cidade é muito bonita, mas confesso que gostamos infinitamente mais das cidadezinhas do sul. Punta estava vazia, Conrad em reforma. Mas foi legal para conhecer, caminhar, tomar um solzinho (mesmo com o frio).

E ficamos 2 dias em Montevideu (mais que o suficiente) para poder provar um belo de um entrecote com medio y medio no mercado (pode falar que é turistão... mas gente, que delícia de turistão!!!! Rs.. daqueles que valem a pena mesmo!).

O fato de ser fora de temporada, sinceramente, acho que foi o ponto alto de nossa viagem!

Ibanês
IbanêsPermalinkResponder

Você achou um Starbucks em Punta del Este? Jura?

Ana Blanco
Ana BlancoPermalinkResponder

A Greice poderia fornecer o endereço do Starbucks de Punta del Este. Moro há alguns anos em Punta e desconheço a existência de um.

jean
jeanPermalinkResponder

Parabéns Greice. Adorei a maneira como fez seu relato. Abraços.

Dri
DriPermalinkResponder

Uma coisa que eu senti mesmo muita falta programando uma viagem (que foi cancelada por greve da Aerolíneas...) pro Uruguai é a falta de transfer particular pras vinícolas, da mesma forma que tem em Mendoza. Vou aguardar pra ver se aparece aqui algum contato, mas deixo um apelo: alô galera do Uruguai, a oportunidade tá aí! Olhem a página de Mendoza e se organizem que não vão faltar clientes!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dri! Você acaba de dar uma excelente idéia! Vamos preparar um post participativo (depois do feriado...) pro pessoal dos vinhos contar suas experiências de visitar vinícolas em Canelones e Carmelo. Certamente vai aparecer essa questão do transporte smile

Glaucia Galvao

Oi Dri, fui agora em março pra Montevideu e fui na Bouza de Uber! Tá igual aqui no Rio, os motoristas de táxi reclamando deles, mas funciona. Pedi duas vezes, sem problemas.

Josiane Marcato

Nunca me diverti tanto lendo um post de viagem! Tinha que ser uma "minerinha" kkkkk dá até pra escutar o sotaque contando a história kkkk....

Sérgio
SérgioPermalinkResponder

Relato super divertido, imagino a cara da Greice olhando para o polvo, rsrs. Vou agora em novembro pra o Uruguai. Alguém pode me dizer se vale a pena jantar no Conrad. Tenho visto depoimentos desencorajadores na internet, principalmente com relação à qualidade da comida.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar