Coronavírus: não viaje (pelo menos) até o fim de abril

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Todo mundo ama o Keukenhof

Keukenhof, Holanda: abertura adiada

Coronavírus e viagens

Muita gente tem o costume de pesquisar no Viaje na Viagem qual é a melhor época para viajar para todo lugar. Tem uma razão: a gente também diz quais são as épocas para não viajar para esse ou aquele lugar. A gente não esconde nada: desaconselha viajar nas épocas em que pode chover muito, pode haver furacão, pode estar lotado demais, pode estar tudo fechado...

Pois bem: infelizmente, de agora a pelo menos até o fim de abril não é época boa para viajar para lugar nenhum.

Não só porque a viagem está sujeita a todo tipo de perrengue -- fechamento de atrações e restaurantes, bloqueio de fronteiras, interrupção das ligações aéreas, imposição de quarentenas ao chegar (e a voltar também), tudo isso sem aviso prévio.

Esse é só um lado da questão. O outro lado, mais importante ainda, é que precisamos ficar em casa para ajudar a conter a propagação da Covid-19 no Brasil.

Mesmo que não haja medidas de restrição de viagem no Brasil ou em alguns outros países (que podem ser impostas a qualquer momento!), devemos ajudar a restringir a circulação -- pelo bem de todos.

Como cancelar sua viagem

Você precisa usar o mesmo canal onde comprou a sua viagem.

Se você comprou com agente de viagem, entre em contato com o agente e peça para que informe as suas opções.

Se você comprou sua passagem em sites de cias. aéreas ou em agências online (tipo Decolar ou Expedia), procure na própria homepage o link para a página de cancelamentos ou reembolsos.

Se você reservou um hotel em sites de reserva de hotéis (tipo Booking ou Hotéis.com) com tarifa não-reembolsável, localize o email de confirmação e clique no link para admnistrar a sua reserva.

O reembolso é garantido?

A política de cancelamento e reembolso varia de fornecedor para fornecedor -- e vem mudando com bastante velocidade.

Muitos fornecedores já dispõem de ferramentas para fazer a alteração no próprio site, dispensando ligação para a central de atendimento.

Para países com restrição de entrada ou circulação está fácil conseguir alterar a viagem sem multa. Alguns (poucos) fornecedores oferecem reembolso integral. A maioria, infelizmente, oferece apenas o crédito para remarcar a viagem, sujeito a diferença tarifária.

Para países ou períodos ainda sem restrições anunciadas, o cancelamento e a alteração sem custos estão mais complicados. Nesses casos pode valer a pena esperar até que restrições de viagem para o seu destino sejam impostas, para que a sua viagem entre na categoria anterior.

Para viagens dentro do Brasil, Gol, Azul e Latam estão permitindo alterações sem custo, com datas variáveis (15 de abril na Latam, 14 de maio na Gol e 31 de maio na Azul).

O horário do seu vôo foi alterado? Você tem direito a reembolso total!

Devido à baixa brutal do movimento, as cias. aéreas brasileiras e estrangeiras estão sendo obrigadas a reformular sua malha aérea, enxugando vários horários.

Caso o seu vôo seja cancelado ou tenha o horário alterado (em mais de 30 minutos para vôos nacionais, ou em mais de 1 hora para võos internacionais), existe uma regra da Anac que determina que o passageiro pode recusar o novo dia/horário e pedir reembolso total, sem multas.

Regra da Anac

Você pode ler esta regra nas FAQs do site da Anac.

A pegadinha: essa opção não costuma ser oferecida online. Para exercer seu direito de reembolso de um vôo com horário alterado você vai precisar enfrentar a fila da central telefônica e solicitar ao atendente.

Vale a pena apelar à Justiça?

Dadas as proporções da pandemia, não acredito que seja difícil conseguir na Justiça o reembolso que for negado por fornecedores com escritório no Brasil.

A campanha "Não cancele, remarque!"

Existe uma campanha para conscientizar os viajantes a não cancelar suas viagens, mas remarcarem mais para a frente. Isso poderia diminuir o tamanho da quebradeira de empresas do ramo de turismo, poupando muitos empregos em pousadas, hotéis, agências de viagem e de turismo receptivo.

Eu apóio totalmente a iniciativa.

Porém... acho que existe um elo que precisa ser sensibilizado para que dê certo: as cias. aéreas. É decepcionante que muitas cias. aéreas não ofereçam sequer alguns períodos do ano para que o consumidor remarque sua passagem sem diferença tarifária. A continuar assim, clientes que compraram passagens promocionais terão estímulo para buscar o reembolso por meio litigioso, e não para fazer a mesma viagem no futuro.

Como você está resolvendo sua viagem?

Compartilhe com a gente a sua experiência para alterar ou cancelar sua viagem. Assim todo mundo se ajuda. Obrigado!

Leia mais:

351 comentários

Leonardo A Bezerra

Tenho um tour programado para viajar pelo Brasil no final de agosto ....entre lençóis ...chapada dos veadeiros e canela no RS ....até sera que as atrações estarao normalizadas ???

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leonardo! Temos um bom tempo até lá. Dá para torcer para as coisas se normalizarem.

Maicon
MaiconPermalinkResponder

Gramado e Canela estão funcionando normalmente

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maicon! Estavam até domingo. Na segunda-feira passou a vigorar bandeira vermelha em toda a Serra, e os restaurantes voltaram a atender só para delivery ou take out, e os parques e atrações fecharam. A situação pode ser revista em uma ou duas semanas.

Weslei Castro
Weslei CastroPermalinkResponder

Tenho um viagem marcada para o dia 09-05-20, fiz o contato com a agencia que comprei para fazer a remarcação da viagem, á mesma foi comprada pela azul, porem o agente de viagem falou que a azul iria cobrar uma taxa para remarcar, agora estou em duvida, se a azul esta remarcando as viagens até 31 de maio como li na sua matéria ou se mudou a politica da azul? Estou muito preocupado com essa situação não sei o que devo fazer! :,-(

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Weslei! Pelo ajuste de conduta firmado pelas cias. brasileiras, a remarcação só tem diferença tarifária caso o vôo original tenha sido marcado para a baixa temporada e a remarcação desejada for para a alta temporada (julho, dezembro ou janeiro).

Sandra Pinheiro

Eu reservei hotel em
Barcelona , 04/05 a 08/05 , cancelamento não reembolsável, pelo site hoteis.com, fui orientada a fazer o cancelamento da reserva e que depois iria receber um e-mail pra efetivar o cancelamento - ok , isso ontem , dia 25/04, hoje fui informada que não tenho direito a reembolso , somente um voucher emitido pelo hotel para ser utilizado no prazo de um ano. Quem me garante que vou poder viajar /entrar na Espanha daqui há um ano. A ajuda do hotéis.com termina aqui . Se não concordar , eu que devo entrar em contato com o hotel pra verificar se eles tem hotéis em outros lugares ! situação complicada
Quanto as passagens, já solicitamos reembolso, talvez demore um pouco mas está caminhando! Fizemos os roteiros baseados no viaje na viagem! ??

Laís
LaísPermalinkResponder

Tenho passagem comprada pela TAP saindo de Gru para Amsterdam em 17/06/20 .... estão cobrando USD200 para remarcar ... A ideia era ficar 3 dias em amsterdam 7 em copenhague visitando um amigo e voltar por lisboa, voo que está comprado também mas da pra remarcar pois é LATAM. Será que dá?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Laís! Se as fronteiras da Europa ainda estiverem fechadas em junho, o que é provável, você conseguirá fazer alterações sem multa (mas com provável diferença tarifária) ou pedir reembolso.

Angélica Pereira

Eu comprei passagem aérea pela Decolar para viajar no dia 15/07/20 para Amsterdam e retorno por Paris, a cia aérea é a British Airways. Tenho acompanhando diariamente na Decolar e cia aérea, emfim esta semana a British colocou a seguinte informação: "Se a sua viagem for entre a data atual e 31 de julho de 2020 e decidir que já não quer viajar, pode pedir um voucher no valor da sua reserva, que será válido até 30 de abril de 2022."
Pois bem, então fui ao aplicativo da Decolar para cancelar minha viagem de deixar em aberto para que eu utilize o crédito em outro momento, mas a Decolar informa que eu só posso remarcar a viagem para embarque e retorno até 15/12/20, ou seja, a política da cia. aérea é uma e da Decolar é outra.
Ocorre que eu não posso viajar fora do período de férias, então neste caso não sei o que fazer, pois a Decolar não tem nenhum canal de atendimento que não seja o site ou aplicativo, ou seja, minha passagem esta lá em aberto sem que eu saiba o que fazer.
Alguém consegue me ajudar com isso?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Angélica! Tente primeiro o atendimento telefônico. Esgote todas as instâncias junto à Decolar e, se não resolver, use os meios judiciais para que a Decolar garanta o que a cia. aérea oferece.

Verifique também se há algum prazo para pedir essa alteração. Se não houver, você pode esperar até mais perto da data. Caso o seu vôo seja cancelado (o que é provável), o reembolso sem custo fica garantido (mas com prazo de 12 meses para ser efetuado).

monica t
monica tPermalinkResponder

Faça uma reclamação pelo site consumidor.gov.br. Eles respondem as reclamações por lá. Se não der certo, procure o juizado especial da sua cidade, assim que possível. A Decolar tem que honrar o informado pela British, já que apenas comercializou a passagem aérea, enquanto que a cia aérea é quem prestará efetivamente o serviço.

Carol Prado
Carol PradoPermalinkResponder

Nossa viagem de SP para Europa estava marcada para 03 de maio, com vôo pela Alitalia
Passagens de ida de SP para Paris, de Paris para Roma, e retorno de Roma para SP em 17 de maio. Mas os voos internacionais foram cancelados somente 10 dias antes da viagem!
Nos foi oferecida possibilidade de aquisição de um voucher no mesmo valor, sem cobrança de penalidades, para uso em até 1 ano da data da viagem!
Claro que aceitamos, porém estamos com receio de não cumprirem devido a situação econômica da Alitalia. Parece até que está sendo estatizada pelo governo italiano.
Nos sentimos de mãos atadas! Será que agimos da melhor forma...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carol! No caso da Alitalia, qualquer opção (remarcação, mesmo com diferença tarifária, ou reembolso) envolve torcer pela sobrevivência da cia. Mas como a política fiscal dos governos está sendo afrouxada por causa da pandemia, talvez a cia. continue apoiada pelo governo. Vamos cruzar os dedos!

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Olá! Estou na dúvida se devo viajar em julho. Está tudo marcado... Sesc Pantanal conjugado com um hotel em Alta Floresta. Seriam quatro trechos de avião. O que vocês acham?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Infelizmente neste momento não é possível ter certeza de nada. Não há o que fazer senão acompanhar a evolução da pandemia no Brasil e as condições de remarcação ou reembolso da sua viagem.

RODINEI
RODINEIPermalinkResponder

Bom dia !
Alguém teve sucesso, ou tem o caminho das pedras para tratar com a Ryanair ? A TAP e a Vueling já me deram voucher com relação a uma viagem em junho deste ano que cancelei devido ao Coronavirus, mas a Ryanair nem o chat funciona.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rodinei! Parece que ainda há vôos de junho a ser cancelados. Quando cancelarem, você será notificado por email e deve receber o caminho das pedras para o voucher. Caso o vôo não seja cancelado, não acredito que você consiga o reembolso, porque infelizmente a falta de vôos entre o Brasil e a Europa não afeta o serviço prestado pela cia. Valeriam então as condições de alteração e cancelamento contratadas na tarifa que você pagou.

https://www.ryanair.com/ie/en/useful-info/disruptions-and-refunds/coronavirus-covid-19

Lorena
LorenaPermalinkResponder

Olá!
Eu e meu marido tínhamos
Viagem marcada para dia 24 de março para Paris, Madri e Porto! Bem no auge da pandemia! Conseguimos contato. Impossível falar com a decolar, foram dias de muita ansiedade e incerteza. Conseguimos falar pelo telefone com o procon q nos tranquilizou e orientou a abrir uma queixa no site procon online, o q gerou um protocolo. E somente ontem (quase 2 meses após a queixa) recebemos um e-mail com a proposta de remarcar o voo até dia 30 de novembro sem nenhum custo.
Estamos pensando em remarcar final de setembro e início de outubro ( To tentando fugir do frio) acha que até lá já é seguro fazer esse viagem?
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lorena! Infelizmente não é possível ter certeza de nada. Não se sabe quando os países europeus reabrirão suas fronteiras para turistas do Brasil sem necessidade de quarentena ao chegar. Verifique se essa remarcação poderá ser re-remarcada chegando mais perto da data... se não puder, o mais seguro, se for possível, é pedir o reembolso.

Lorena
LorenaPermalinkResponder

Infelizmente deram 5 dias para resposta é não colocaram opção para reembolso. Caso não aceitemos esse acordo termos q entrar com médias administrativas. É um situação difícil de decidir. Estamos angustiados

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lorena! Então quanto mais pra frente, melhor...

Nadja Maria de Oliveira santos

Estou com uma viagem para visitar meus pais em salvdor na data 15 de maio , moro em São Paulo, estou preocupada essa viagem seria segura,?corro risco de me contaminar,na ida ou na volta? Vcs me aconselham a fazer ou ñ essa viagem?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nadja! Não somos especialistas em saúde, mas tudo o que se faz fora de casa, hoje, envolve risco. A recomendação das autoridades sensatas é não sair de casa. Deve-se evitar todo deslocamento que não seja essencial.

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

O grupo KLM-Air France ampliou significativamente suas políticas de voucher.

Agora, todo vôo comprado antes de 21/4/2020 com partida da primeira perna até 31/8/2020, pode ser transformando em voucher utilizável para compra até 31/12/2021, sendo que os vôos podem ser após essa data (ou seja, 2022).

Doris Wolff
Doris WolffPermalinkResponder

Olá, comprei duas passagens para viajar 02 de abril para Milao pela Tam que consegui remarca-la para 11 de outubro e outra que ainda não alterei, para Cancun dia 6 de junho. Será que conseguirei viajar? obrigada e parabens pelo site.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Doris! No momento infelizmente não há certeza sobre nada. Sua viagem de junho já deve ter sido cancelada, verifique suas opções de reembolso ou crédito no site da cia.

ELANE BARBOSA
ELANE BARBOSAPermalinkResponder

Prezados, boa noite.
Meu nome é Elane e estou com viagem marcada para Itália, dia 16 de julho, saindo de Maceió, Ida: aeroporto de Maceió x Liaboa (2 dias) x Roma(8 dias), volta: Roma x Lisboa x Maceio.
É minha primeira viagem, nunca fui ao exterior, não sei pesquisar muito bem os voos e isso me deixa muito preocupada, pois tenho um código para visualizar pela TAP, mas neste código só aparece um voo (Liaboa x Roma), já mas no site do viajanet consta todo o trajeto pela empresa Tap.
entrei em contato com a Viajanet e, através de email, me informaram que meu voo estava cancelado e que eu aguardasse respostas.
parcelei esta passagem em 12 vezes e ainda estou pagando, juntamente com o seguro viagem. Assim, não sei o que fazer, se cancelo, se peço reembolso, se reagendo.
Não entendo muito bem as regras da Tap e recentemente li que a empresa estava com problemas financeiros e que não sabiam se a mesma sobreviveria a esta crise.
eu sinceramente, gostaria de remarcar, mas não sei se esta é a melhor opção ou quando devo fazer isso, pois só está aberto para pessoas que viajarão imediatamente.
se puderem me ajudar, a tirar estas dívidas, eu agradeço, estou com medo de perder o valor investido por falta de conhecimento quanto o procedimento.

muito obrigada
Elane

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Elane! O procedimento que traz menos riscos é o reembolso. Infelizmente você continuará pagando as prestações. O reembolso será total, mas a Viajanet vai ter 12 meses para efetuar o ressarcimento (segundo a última MP editada pelo governo).

Por enquanto, remarcar a viagem não é recomendável, porque não sabemos quando brasileiros poderão ingressar na Europa de novo. Talvez até julho já haja alguma luz (acho difícil, mas existe a possibilidade).

Como você comprou a passagem pelo Viajanet, é o Viajanet que lhe deve o reembolso. Portanto, é com a saúde do Viajanet, e não da TAP, que você precisa se preocupar.

Luis Henrique
Luis HenriquePermalinkResponder

Olá pessoal,
Sou advogado, não que faça tanta diferença, tinha uma viagem para o Porto marcada para o dia 3 de junho. Comprei a passagem no site da Decolar.com, já viajei outras duas vezes para a Europa, na ultima comprei a passagem na Decolar.com, onde já havia comprado outras passagens para viagens dentro do Brasil.
De inicio vos digo (voz do Cid Moreira), não conteis com o pós-vendas da Decolar.com, é péssimo.
Eu já sabia disso, já havia comprado outras vezes com eles, mas ok, eles têm a opção de parcelamento, o que companhias internacionais, na maioria das vezes, não oferecem, então vá lá, vale a "pena".
Contudo, minha viagem foi cancelada pela AirFrance, a Decolar.com, malandramente, alega que a empresa AirFrance não oferece alternativas de remarcar o voo, então resolveu deixar "em aberto" a passagem, dizendo que eu posso remarcar a viagem, mas... MAS, que "talvez" houvesse uma diferença tarifária (e sempre terá).
Enfim, a diferença oferecida pela Decolar.com é de cerca de, no mínimo, R$ 2.000,00 (dois mil reais), sendo que eu comprei para a alta temporada, sem promoção, com direito a reembolso e etc., já voos para a baixa temporada europeia (fim de ano), a diferença chega a cinco mil reais (o que não faz sentido, ao meu ver).
A AirFrance oferece várias opções, inclusive Voucher para viajar em até um ano e etc., mas a Decolar, ao que parece, quer lucrar em cima do Covid.
É lamentável, na verdade isso aqui é um desabafo, onde os consumidores têm que arcar com o risco do negócio, sei bem que as empresas estão em uma posição ruim, mas nós devemos financiar isto? E o governo, que deu a opção deles nos reembolsarem somente em 12 meses, sem qualquer correção monetária ou juros? Nós realmente devemos fazer um empréstimo compulsório para empresas aéreas?
Como você bem disse nesse artigo, as companhias aéreas endureceram neste momento em que deveria haver mais compreensão, mas, ao mesmo tempo, pedem "arrego" e compreensão, contudo, e lógico, pedem mais dinheiro.
Que situação amigos.
Vou ver o que ocorre na via judicial (já que sei bem que esse judiciário maluco tende a se "sensibilizar" das pobres companhias bilionárias, neste momento).
Desejo sorte a todos e todas.

Izabella Zava
Izabella ZavaPermalinkResponder

Alguém sabe como está a questão de reservas com pagamento na estadia, mas sem cancelamento grátis no booking. Estou com uma pra outubro e preocupada com o que irá acontecer caso ainda não dê pra viajar. Alguém conseguiu cancelar gratuitamente nessa condição?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Izabella! Caso a reserva tenha sido feita antes de 6 de abril e na época da viagem ainda houver restrição de viagem, você conseguirá reembolso total sem multa mesmo se a tarifa for não-reembolsável.

Caso a reserva tenha sido feita a partir de 6 de abril, valem as condições da tarifa escolhida.

Patricia da Silva

Olá,
Tenho uma viagem Férias programada para Inicio de Julho, cidades Arraial do Cabo e Buzios, estou bem na duvida do que fazer, pois com essa pandemia muitos locais como Restaurantes entre outros tem restriçoes e até mesmo muitas coisas estar fechado. Com quantos dias de antecedencia que posso alterar a data da viagem? Aguardo até quando para decidir o que fazer?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! Verifique as condições de reserva da sua pousada e, se for o caso, da sua passagem aérea. As condições de alteração ou cancelamento ficam mais flexíveis sob vigência de algum tipo de quarentena. Como ainda não há quarentena prevista para julho, provavelmente você tenha que esperar até que seja decretada. Mas verifique desde já. E caso não tenha ainda feito reserva, só faça sob condição de cancelamento ou adiamento sem custo.

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Olá Bóia,
Vocês têm alguma se as viagens para europa em setembro poderão ocorrer?
Obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eduardo! Estamos vivendo um dia de cada vez smile No momento, não dá para ter certeza de nada. Para evitar decepções e maus investimentos, é melhor não contar com essa possibilidade. Se as fronteiras forem reabertas ainda este ano, será lucro.

Adriana Silva
Adriana SilvaPermalinkResponder

Boa tarde. O Campeonato Mundial de Canoa Havaiana a qual iria participar no Havai em agosto deste ano foi cancelado devido a Pandemia. Já solicitei o cancelamento pela Copa Airlines Rio/Los Angeles / Rio pois os vôos foram cancelados. Porém, os vôos de Los Angeles/Hilo - Waikiki/Los angeles pela Copa Airlines, a Expedia me enviou um e-mail p/ cancelar a viagem até o dia 30/05 e receber um crédito p/ viagens futuras pela mesma Cia, Nesse caso não tenho mais interesse e entendo que tenho direito ao cancelamento e recebimento integral do valor pago já que os vôo p/ USA foram cancelados.
Por gentileza, como devo proceder p/ receber esse valor? Quais são os meus direitos e deveres?
Muito obrigada.
Adriana.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adriana! Os pedidos de crédito e reembolso precisam ser feitos no canal em que você comprou a viagem. Os vôos cancelados pela Copa dão direito a reembolso integral, mas a cia. ou a agência têm até 12 meses para efetuar o reembolso segundo os termos da última MP.

Se os vôos entre Los Angeles e o Havaí, que ainda não foram cancelados, não estiverem vinculados à passagem de saída para o Brasil, fica difícil contestar as regras da tarifa que você comprou.

Izabella Zava
Izabella ZavaPermalinkResponder

Muito obrigada. Foi bem antes! Ufa wink

Luciana Souza
Luciana SouzaPermalinkResponder

Tenho férias que não podem ser remarcadas no período de 09/07 à 29/07, comprei passagens para visitar Goiás Velho, Pirenópolis e Caldas Novas no período de 09 à 19/07, será que nesse período ainda não seria seguro viajar? Li que alguns lugares já estão voltando à funcionar.

Muito obrigada

Luciana

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luciana! O turismo vai voltando lentamente, mas novas quarentenas ou lockouts podem ser decretados se a estratégia de reabertura não der certo. Não faça nenhuma compra ou reserva que não possa ser reembolsada ou pelo menos adiada sem custo.

Maria Cristina

Olá,
Sou leitora assídua desse site, porém, há algum tempo não tenho visto novos “posts”, procede?
Grata.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maria Cristina! Estamos quietinhos por causa da Covid. Assim que voltar a ser possível planejar viagens, voltaremos com materiais específicos dedicados à retomada. Por enquanto só dá para fazer especulação, que não é a nossa praia...

Durante os últimos 80 dias temos publicado Pílulas de Viagem no nosso instagram e no nosso Facebook, com trechos de livros que o Ricardo Freire escreveu antes do blog. Dê uma olhada, você vai gostar:

https://www.instagram.com/viajenaviagem
https://www.facebook.com/viajenaviagem

Luciana Souza
Luciana SouzaPermalinkResponder

Muito obrigada Bóia! ?

Ana Lemos
Ana LemosPermalinkResponder

Olá! Desejo que estejam bem!
Temos viagem programada para o Sul de Portugal e Sul da Espanha na segunda quinzena de julho - via Lufthansa. Alguns hotéis já pagos. Vejo que a Europa está reabrindo, mas nosso receio seria a conexão em Munique. Será melhor cancelar?
Não sei se ajuda, mas temos cidadania portuguesa.
Gostaria da opinião de vocês.
Abraços e muito obrigada!
Ana

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! O problema maior no momento é ser aceito em Portugal; acredito que com passaporte português você possa entrar no país, mas é bom confirmar isso com a Lufthansa. A fronteira de Portugal com a Espanha permanece fechada. Você vai precisar acompanhar o noticiário para ver se a fronteira será reaberta.

No momento o vírus está mais perigoso no Brasil do que em Portugal ou Espanha. Mas turistas precisam aderir aos protocolos de visita -- não é um turismo você faria antes da crise.

Martha Silveira

Tinha passagens para Miami em Maio e foram cancelados .
Quando começou a pandemia troquei minhas passagens na Copa Airlines para ir para Cancún em outubro. Caso cancelem tenho direito a reembolso ou usar mais para frente.?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Martha! Se o vôo for cancelado pela cia. aérea, você terá direito a reembolso total do que pagou. Mas a Copa terá um ano para fazer esse reembolso, de acordo com a MP mais recente.

Adalva Costa
Adalva CostaPermalinkResponder

Tenho viagem marcada para Itália e França a partir de 18 de agosto, mas até o momento não há nenhuma informação sobre remarcação.
O problema está nas atrações turísticas, como museus e parques (Euro Disney). Se mantiverem fechados não há sentido em viajar.
Devo aguardar ou solicitar a remarcação agora?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Adalva! Verifique as condições atuais de adiamento ou cancelamento da sua viagem no canal em que foi comprada. Quando o vôo vier a ser oficialmente cancelado você vai poder requisitar o reembolso total sem multa, mas a cia. aérea ou a agência que lhe vendeu a passagem vai ter direito a 12 meses para fazer o reembolso.

Lucimari
LucimariPermalinkResponder

Comprei 04 passagens aereas para Lisboa, e de Paris para Belem/PA, para julho/2020, pela Tap (viagem foi cancelada, conforme observei no site).
E de Lisboa para Londres pela Easyjet.
E de trem Londres para Paris pela Eurostar.
Podem me ajudar, como devo proceder para reagendar a viagem para o mesmo período de 2021 ou conseguir o reembolso dos valores, principalmente quanto à Eurostar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lucimari! Para as passagens da TAP, caso tenha comprado com ela, entre no site e veja as suas opções. Caso o vôo já tenha sido cancelado você certamente poderá pedir reembolso, mas não sei quais as opções atuais de remarcação. Entre também no site da easyJet -- se o vôo tiver sido cancelado, você pede reembolso. Mas se não tiver sido cancelado, você vai precisar seguir as regras da tarifa que comprou, porque a cia. não tem culpa de você não poder chegar a Lisboa. A mesma coisa com o trem.

Vitor Furlan
Vitor FurlanPermalinkResponder

Boa tarde, Bóia!
Fiz uma reserva no Barceló Bavaro Palace - Punta Cana pela LATAM Travel (Hotels.com/Expedia) para o dia 13/07 para nossa lua-de-mel. Obviamente, não será possível fazer a viagem. Tentei remarcar a estadia (pois compramos estadia separada dos vôos) e Latam Travel diz que não consegue remarcar sem ajustar tarifa, Expedia o mesmo e até o Barceló o mesmo. O que eu faço? O adicional de tarifa está sendo quase 60% a mais!!! Não queremos pagar 2 viagens por uma.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vitor! Se os vôos tiverem sido cancelados, você tem direito ao reembolso integral (que pode ser pago em até 12 meses). Para conseguir o reembolso do hotel será preciso que brasileiros não possam entrar na República Dominicana na época da viagem. Remarcar sem diferença tarifária depende mesmo de negociação com os fornecedores. Você pode tentar acionar judicialmente.

Tereza Loparic

Preciso ir o quanto antes aos EUA, seria possível fazer quarentena (14 dias) em algum país como o México? grata

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tereza! Sim, é uma possibilidade.

Ulisses Ivan Ferreira de Souza

Gostaria de esclarecimento em relação a um reembolso que fiz pela empresa TAP, possuía uma passagem aérea para Europa em outubro dia 06 volta dia 21, porém devido ao COVID tive que cancelar essa viagem, diante disso realizei todos os procedimentos de reembolso em forma de voucher que a empresa oferecia. Nessa semana que passou agora recebi um e-mail recebendo apenas 20% do valor de minhas passagens áreas. Resumindo minhas passagens custaram aproximadamente 4mil e eu recebi aproximadamente 650 reais

Não sei o que fazer, tentei entrar em contato com a central da empresa em Portugal e não consigo terminar um atendimento de forma alguma. Já estou quase procurando um advogado!!!

Você tem informações para me esclarecer por gentileza?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ulisses! Talvez você tenha solicitado o seu reembolso antes do cancelamento oficial do vôo, e a cia. por isso aplicou a regra da sua tarifa sem concessões. É uma hipótese. Procure assessoria jurídica para ver o que é possível no seu caso.

Ivy de Castro Boquimpani

Boa tarde! Estou com férias programadas pra setembro de 2020. Qual destino me aconselham? Devo viajar com minha mãe de 74 anos, gostaria de sugestões dentro do Brasil mesmo.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ivy! Vamos acompanhar para ver a evolução da pandemia, já que muitos lugares do interior, que hoje são atraentes, podem estar com problemas em setembro,p porque a pandemia está se interiorizando. Em princípio, sua mãe deve curtir lugares com variedade de atrações, como Foz do Iguaçu e Gramado. Mas não compre nada antes da curva de contágio apontar para baixo e os destinos adotarem bandeira verde -- até porque você vai estar viajando com uma pessoa do grupo de risco.

https://www.viajenaviagem.com/destino/foz-do-iguacu/
https://www.viajenaviagem.com/destino/gramado/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar