Almoço em Puerto Montt, sobremesa em Frutillar

Palafitos de Angelmó

Além de ser o vilarejo mais próximo de Bariloche — tanto o Cruce de Lagos quanto o ônibus de linha passam por lá antes de chegar a Puerto Montt — Puerto Varas tem a vantagem de estar mais ou menos no centro geográfico dos pontos de interesse dos lagos andinos.

Transformei dois desses passeios — a Puerto Montt e a Frutillar — em excursões gastronômicas consecutivas. E o que é melhor: tudo com transporte público :mrgreen:

Parada do micro em Puerto Varas

Começamos pegando um micro no centrinho de Puerto Varas, em frente a uma galeria na esquina da Del Salvador com San Francisco. Todos os micros que conectam a cidade às vizinhas passam por ali. Tarifa: 700 pesos (US$ 1 e pouquinho).

A passagem Puerto Varas-Puerto Montt

Meia hora mais tarde (Puerto Montt está a apenas 20 km de Puerto Varas) desembarcávamos no anexo da rodoviária de Puerto Montt. Vale comentar que a rodoviária de Puerto Montt é limpíssima e moderníssima; mas o anexo, onde param os micros, é o horror o horror o horror.

De lá viramos à esquerda (de quem está de costas para o mar) e caminhamos por menos de 15 minutos. Passando o porto e um enclavezinho de lojas de artesanato chegamos ao nosso destino: os Palafitos de Angelmó, um conjunto de restaurantezinhos à beira do canal estreito proporcionado por uma ilhota em frente. O Nick já tinha estado lá em outra viagem, e a Meilin super-recomendava também.

Palafitos de Angelmó

Os Palafitos é um daqueles lugares onde o pitorescômetro sobe às alturas. Como resistir a entrar num desses micro-restauranticos com mesas apertadinhas e vista para os barquinhos chegando com peixe fresco? (Tá, NAQUELE momento exato não vi nenhum peixe chegando, mas a gente imagina, pô.)

Local 16/17

O mais indicado é o local número 19, que sai em tudo quanto é guia  e revista. Olhei pela janela e… bem, as janelas tem meias-cortinas e a chef tem chapéu de chef. Não, eu não queria um restaurante normal. Eu queria ir num sujinho comum. Escolhemos o número 15/16, de dona Vilma, pela vista.

Sra. Vilma!Mexilhõezões20 dólares...

Pedi mexilhões enormes; o Nick foi de côngrio frito. Tomamos cerveja. Tiramos fotos. Pagamos a conta (11 mil pesos; uns 20 dólares), felizes, e fomos embora.

O côngrio frito do Nick

Os 15 minutos de volta à rodoviária ajudaram a fazer um pouquinho a digestão. Ao chegar ao anexo pobrinho, achamos o lugar de onde saía o micro pra Frutillar.

O micro para Frutillar

A tarifa era um pouco mais cara — 1.200 pesos, ou US$ 2 e pouco. Desde Puerto Montt, a viagem é bem chatinha: os micros vêm pela auto-estrada (duplicada, espetacular — vai até 300 km ao norte do Chile assim), mas entram em Puerto Varas e em Llanquihue no caminho.

Tipo 4 reais

Uma hora depois estávamos na parte baixa de Frutillar, uma cidade cenográfica alemã à beira-lago. (Infelizmente naquele dia tinham desligado o painel gigantesco do Osorno que aparece nos dias claros no outro lado do lago.)

O píer de Frutillar

Outro ângulo...

No verão Frutillar funciona como um balneário e centro de artes (há um lindo teatro, o Teatro del Lago, que avança pelas águas do Llanquihue).

Fora de temporada é um lugar basicamente para se empanturrar de guloseimas alemãs — ali chamadas kuchen e tortas. E foi exatamente para isso que nós fomos. Quer dizer: tentamos ir também no Museu Colonial Alemão, mas estava próximo do horário de fechamento e não nos deixou entrar.

Aproveitamos uma trégua do chuvisqueiro para caminhar pela beira-lago, mas quando a chuva apertou corremos para a primeira confeitaria que apareceu na nossa frente.

O lugar se chama Duendes del Lago -- acredite

Eu fui de kuchen de morango, o Nick de kuchen de nozes. Se você preferir as tortas (altíssimas), peça uma fatia para duas pessoas, porque pelo que eu vi na mesa ao lado dá pra dois e sobra…

Kuchen de morango

Na volta estávamos no ponto esperando um micro pra Puerto Varas quando passou um casal de chilenos e nos ofereceu carona para lá — pode tanta simpatia? No caminho, nos falaram do terceiro programa gastronômico da região — ir até Porto Octay, a próxima cidadezinha à beira-lago, para um almoço pantagruélico de javali num lugar chamado Espantapájaros.

Obrigado pela carona, mas fica pra próxima!

Leia mais:

126 comentários

Olá, boa noite. Estou montando um roteiro para Pucón, Chiloé e Frutillar. O periodo é 21/09 a 02/10. Pensei em 5 dias em Pucon, 5 dias em Chiloé e 1 dia em Frutillar.
Minha dúvida é se melhor alugar um carro em Puerto Montt ou dá para fazer estas cidades de ônibus? Outra dúvida é sobre o periodo em Chiloé, quero deixar por ultimo devido a poder encontrar chuvas por lá. Vale a pena ir nesta época? Grata.

    Olá, Rita! Indo com tempo, dá para fazer dos dois jeitos; alugue o carro se você for de alugar carro, ande de ônibus e contrate passeios se você for de andar de ônibus e contratar passeios. Não haverá ônibus de Pucón a Chiloé, você deverá trocar de ônibus em Puerto Montt. Quanto à chuva, é imprevisível; a única coisa certa é que alguma chuva você sempre vai encontrar.

Olá Boia,
Ficarei hospedada em Frutillar. O traslado do aeroporto de Puerto Montt até Frutillar é seguro se feito de taxi? O serviço do hotel ofereceu um motorista por 35.000 pesos chilenos, o que achei bastante caro. Como não tenho ideia da distância, gostaria de saber sua opinião. É minha primeira vez na região, estarei com uma mala.

    Olá, Rafaela! O aeroporto está a 45 km de Frutillar — o dobro da distância de Puerto Montt ou Puerto Varas. Não consegui descobrir quanto está um táxi do aeroporto a Frutillar, mas a Puerto Varas está 25.000 pesos chilenos. Se você tiver tempo, pode ir de ônibus comum até o terminal de ônibus de Puerto Montt e seguir de microônibus a Frutillar.

Olá, pessoal. As dicas deste post nos ajudaram muito a definir nosso roteiro entre Puerto Varas-Frutillar-Puerto Montt. Pegamos um ônibus de linha em Puerto Varas para conhecer Frutillar. Localizamos o ponto que vocês indicaram aqui e um fiscal nos orientou para pagar o ônibus certo. Vale sempre destacar a gentileza dos chilenos. Por 900 pesos chilenos cada chegamos a Frutillar após cerca de 20 minutos de viagem. A cidade é cinematográfica mesmo. Vale um almoço e uma sobremesa alemã com certeza. Em Puerto Montt, seu post nos salvou mais uma vez para localizarmos os Palafitos de Angelmó. A visita é muito interessante para quem curte locais pitorescos e frutos do mar frescos. A cidade é meio mal cuidada e o passeio que vocês indicaram valeu o dia. Obrigada pelas informações tão detalhadas.

Bóia estou indo em janeiro próximo a Porto Varas? Há como fazer a mini travessia dos Lagos? Ou seja, passear de e voltar no mesmo dia pra Varas? Como seria o nome desse passeio? Que tipo de roupa usar?