Aruba + Curaçao: o Ricardo acaba de voltar e conta tudo

Eagle Beach, Aruba

Olhem que ótimo relato do Ricardo, que fez um bem-bolado entre Aruba e Curaçao:

Passei as 4 primeiras noites em Aruba e depois 2 noites em Curaçao, retornando pra Aruba no penúltimo dia à noite. Na minha opinião, Curaçao é um lugar mais interessante. As praias são mais bonitas (não que as de Aruba sejam ruins) e a cidade em si é muito legal. Rodar por Otrobanda e Punda a pé é gostoso. No caminho para as praias, parem pra observar os flamingos numa área de preservação.

Aruba realmente é bem americanizada. Pessoalmente não curto isso. Ficamos no Radisson em Aruba. Muito bom hotel e fica numa localização privilegiada. Palm Beach é legalzinha, mas curti mais Arashi e Baby (aqui pra mergulhar é muito bom… mas precisa passar pelas rochas, senão voccê vai ficar naquela piscina de agua rasa e leitosa — passando as pedras a água fica cristalina e cheia de peixes e corais interessantes. Como sou mergulhador, adorei, tanto que no último dia voltei apenas para Baby pra mergulhar de novo). A água do mar em Aruba tem esse aspecto porque a areia é beeeem fininha e branca e se mistura fácil na água. Em Curaçao é mais granulosa e pesadinha, apesar de branca também.

De um modo geral Curaçao é um pouco melhor pra compras. Em Aruba a Lacoste tava com um precinho um pouco melhor, por isso compramos as camisas em Aruba. No free shop de Curaçao tinha umas promoções bem interessantes. Comprei um Azzaro Chrome 100ml por 36 dólares. Em qualquer outro lugar tava 60 dólares. Pena que não tive tempo de olhar outras coisas, pois o vôo já estava quase saindo.

Compramos no duty free shop de Aruba uma garrafa de Blue Label por 140 dólares. No free shop de SP tava 154. Veuve Clicquot por 58 dólares no mercado Super Food em Aruba, mais em conta que os 64 dólares dos free shops.

Eletrônicos não ví muita vantagem, então não trouxe nada.

Segui as dicas do pessoal e compramos coisas no mercado pra lanches e café da manhã. Compramos umas duas sacolinhas térmicas, enchíamos de gelo de manhã e colocávamos a cerveja e água.

Alugamos carro por todos os dias e não me arrependo. Apesar das dicas do pessoal de que não precisava, é muito mais cômodo e perde-se menos tempo. Além disso, a madame agradece por não ter que ficar perambulando de ônibus ou táxi com sapato de salto. Cada diária ficou em 36 dólares e a gasolina custa pouco (cerca de R$ 1,90).

Quanto aos dólares, levamos apenas 200 pra cada pessoa. Foi suficiente. Concentrávamos mais os gastos no cartão, pois a cotação é mais vantajosa, mesmo considerando o custo extra do IOF. Além disso, ganha-se milhas pra próxima viagem.

O clima nas duas ilhas nesta época (a mais chuvosa) parece muito com o de Salvador no verão. Fazia entre 31 e 33 de máxima e estava úmido. Como estou acostumado… Choveu um pouco, mas não incomodou não. Chovia mais à noite ou pela manhãzinha. Pegamos sol todos os dias nas praias.

Kenepa Grandi/Grote Knip, Curaçao

As praias de Curaçao, como disse, são mais legais. Primeiro fomos em Port-Marie, privada, e achei bem legal. Depois Cas Abou. Mesmo nível e privada também. Quando fomos a Kenepa Grandi (Grote Knip) o queixo caiu. Apesar de pública, foi a melhor da viagem (tirando Baby na parte do mergulho). Que praia fantástica e não tava cheia.

As praias são lindas e limpas e ninguém te incomoda. Só lamento ter observado um grupo de paulistas – deu pra ver pelo sotaque – sujando uma das praias. Garanto que a maioria dos paulistas não fariam isso, assim como a maioria dos nordestinos não são mal-educados, como se apregoa tanto pelo Sul/Sudeste.

No mais, relaxem e curtam. Não fiquem obcecados em querer economizar em tudo. Às vezes o barato sai caro. Comíamos todo dia em bons restaurantes. Penso que o turismo abrange a gastronomia. Não deixem de ir ao Aqua Grill e o Giannis em Aruba. Mas pelo amor de Deus, não vale a pena ir ao Buccaneers. Horrível. Comida esquentada em microondas. Foi o pior. Em Curaçao, não deixem de saborear o “beef tenderloin” no De Gouverneur – atenção, fica no andar de cima. No de baixo é outro restaurante. Jantamos no Fort Nassau noutra noite e gostamos também. Nada excepcional, mas a vista lá de cima foi imperdível.

Em Curaçao ficamos no Kura Hulanda. A localização é excelente. Preferimos ficar no centro, pertinho da ponte que liga Otrobanda a Punda. Os quartos, razoáveis.

Lugares bons em Curaçao pra um lanche: Eet Cafe de Buren. Peçam um Bitterbalen – uns croquetes fritos, bem crocantes e sequinhos.

Em Aruba, no Paseo Herencia, shoppingzinho em Palm Beach – onde compramos na lacoste –, comam no Taste of Belgium. Bem saboroso o camarão ao alho.

Em Curaçao, aproveitem as promoções de relógios na Freeport. Tem dois em Punda, cada uma com preços e relógios diferentes. Comprei um Victorinox Swiss Army pela metade do preço. Parada obrigatória na Penha de Curaçao. A maioria dos perfumes e cosméticos foi da Penha. Mas no free shop de Curaçao tinha umas promoções bem interessantes como mencionei acima.

No mais, aproveitem, relaxem, se percam, se virem, perguntem na rua e gastem dinheiro sem culpa. Assim a viagem fica mais gostosa. Excesso de planejamento atrapalha.

Uma dica final: abusem do protetor solar. E nada de passar só no ombro e costas. O que tinha de americano camarão lá não era brincadeira. Como lá fica a apenas 800 milhas da linha do Equador a incidência solar é forte. Se forem mergulhar passem atrás das pernas por favor, senão vai queimar.

Um abraço a todos e obrigado pela oportunidade. Foi bom ler as dicas aqui antes de viajar e espero ter dado minha contribuição.

A gente que agradece, xará! Volte sempre pra contar suas viagens!

Leia mais:

Guia de Aruba

Guia de curaçao

92 comentários

Olá!! Gostaria de saber se as praias em Aruba e Curaçao são de fácil acesso para ir com uma criança de 2 anos e uma senhora de 90 anos!! Obrigada!

Olá Ricardo!
Pergunto: final de agosto, a partir ali da segunda quinzena até o final do mês, ainda é alta temporada por la? Obrigada =)

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.