Aruba + Curaçao: o Ricardo acaba de voltar e conta tudo

Eagle Beach, Aruba

Olhem que ótimo relato do Ricardo, que fez um bem-bolado entre Aruba e Curaçao:

Passei as 4 primeiras noites em Aruba e depois 2 noites em Curaçao, retornando pra Aruba no penúltimo dia à noite. Na minha opinião, Curaçao é um lugar mais interessante. As praias são mais bonitas (não que as de Aruba sejam ruins) e a cidade em si é muito legal. Rodar por Otrobanda e Punda a pé é gostoso. No caminho para as praias, parem pra observar os flamingos numa área de preservação.

Aruba realmente é bem americanizada. Pessoalmente não curto isso. Ficamos no Radisson em Aruba. Muito bom hotel e fica numa localização privilegiada. Palm Beach é legalzinha, mas curti mais Arashi e Baby (aqui pra mergulhar é muito bom… mas precisa passar pelas rochas, senão voccê vai ficar naquela piscina de agua rasa e leitosa — passando as pedras a água fica cristalina e cheia de peixes e corais interessantes. Como sou mergulhador, adorei, tanto que no último dia voltei apenas para Baby pra mergulhar de novo). A água do mar em Aruba tem esse aspecto porque a areia é beeeem fininha e branca e se mistura fácil na água. Em Curaçao é mais granulosa e pesadinha, apesar de branca também.

De um modo geral Curaçao é um pouco melhor pra compras. Em Aruba a Lacoste tava com um precinho um pouco melhor, por isso compramos as camisas em Aruba. No free shop de Curaçao tinha umas promoções bem interessantes. Comprei um Azzaro Chrome 100ml por 36 dólares. Em qualquer outro lugar tava 60 dólares. Pena que não tive tempo de olhar outras coisas, pois o vôo já estava quase saindo.

Compramos no duty free shop de Aruba uma garrafa de Blue Label por 140 dólares. No free shop de SP tava 154. Veuve Clicquot por 58 dólares no mercado Super Food em Aruba, mais em conta que os 64 dólares dos free shops.

Eletrônicos não ví muita vantagem, então não trouxe nada.

Segui as dicas do pessoal e compramos coisas no mercado pra lanches e café da manhã. Compramos umas duas sacolinhas térmicas, enchíamos de gelo de manhã e colocávamos a cerveja e água.

Alugamos carro por todos os dias e não me arrependo. Apesar das dicas do pessoal de que não precisava, é muito mais cômodo e perde-se menos tempo. Além disso, a madame agradece por não ter que ficar perambulando de ônibus ou táxi com sapato de salto. Cada diária ficou em 36 dólares e a gasolina custa pouco (cerca de R$ 1,90).

Quanto aos dólares, levamos apenas 200 pra cada pessoa. Foi suficiente. Concentrávamos mais os gastos no cartão, pois a cotação é mais vantajosa, mesmo considerando o custo extra do IOF. Além disso, ganha-se milhas pra próxima viagem.

O clima nas duas ilhas nesta época (a mais chuvosa) parece muito com o de Salvador no verão. Fazia entre 31 e 33 de máxima e estava úmido. Como estou acostumado… Choveu um pouco, mas não incomodou não. Chovia mais à noite ou pela manhãzinha. Pegamos sol todos os dias nas praias.

Kenepa Grandi/Grote Knip, Curaçao

As praias de Curaçao, como disse, são mais legais. Primeiro fomos em Port-Marie, privada, e achei bem legal. Depois Cas Abou. Mesmo nível e privada também. Quando fomos a Kenepa Grandi (Grote Knip) o queixo caiu. Apesar de pública, foi a melhor da viagem (tirando Baby na parte do mergulho). Que praia fantástica e não tava cheia.

As praias são lindas e limpas e ninguém te incomoda. Só lamento ter observado um grupo de paulistas – deu pra ver pelo sotaque – sujando uma das praias. Garanto que a maioria dos paulistas não fariam isso, assim como a maioria dos nordestinos não são mal-educados, como se apregoa tanto pelo Sul/Sudeste.

No mais, relaxem e curtam. Não fiquem obcecados em querer economizar em tudo. Às vezes o barato sai caro. Comíamos todo dia em bons restaurantes. Penso que o turismo abrange a gastronomia. Não deixem de ir ao Aqua Grill e o Giannis em Aruba. Mas pelo amor de Deus, não vale a pena ir ao Buccaneers. Horrível. Comida esquentada em microondas. Foi o pior. Em Curaçao, não deixem de saborear o “beef tenderloin” no De Gouverneur – atenção, fica no andar de cima. No de baixo é outro restaurante. Jantamos no Fort Nassau noutra noite e gostamos também. Nada excepcional, mas a vista lá de cima foi imperdível.

Em Curaçao ficamos no Kura Hulanda. A localização é excelente. Preferimos ficar no centro, pertinho da ponte que liga Otrobanda a Punda. Os quartos, razoáveis.

Lugares bons em Curaçao pra um lanche: Eet Cafe de Buren. Peçam um Bitterbalen – uns croquetes fritos, bem crocantes e sequinhos.

Em Aruba, no Paseo Herencia, shoppingzinho em Palm Beach – onde compramos na lacoste –, comam no Taste of Belgium. Bem saboroso o camarão ao alho.

Em Curaçao, aproveitem as promoções de relógios na Freeport. Tem dois em Punda, cada uma com preços e relógios diferentes. Comprei um Victorinox Swiss Army pela metade do preço. Parada obrigatória na Penha de Curaçao. A maioria dos perfumes e cosméticos foi da Penha. Mas no free shop de Curaçao tinha umas promoções bem interessantes como mencionei acima.

No mais, aproveitem, relaxem, se percam, se virem, perguntem na rua e gastem dinheiro sem culpa. Assim a viagem fica mais gostosa. Excesso de planejamento atrapalha.

Uma dica final: abusem do protetor solar. E nada de passar só no ombro e costas. O que tinha de americano camarão lá não era brincadeira. Como lá fica a apenas 800 milhas da linha do Equador a incidência solar é forte. Se forem mergulhar passem atrás das pernas por favor, senão vai queimar.

Um abraço a todos e obrigado pela oportunidade. Foi bom ler as dicas aqui antes de viajar e espero ter dado minha contribuição.

A gente que agradece, xará! Volte sempre pra contar suas viagens!

Leia mais:

Guia de Aruba

Guia de curaçao

92 comentários

Boa noite!!!

Estava planejando ir para Aruba em fevereiro com meu filho de 03 anos e marido, mas aí encontrei essa página e fiquei tentada a ir para Curacao também…

Será que vamos conseguir aproveitar levando nosso filho? Claro que nosso foco não eh balada e sim as praias e a naturaza…

Caro Ricardo estou pretendendo ir a Aruba e Curaçao em março de 2012 com m inha esposa, pretendo passar 7 dias por la e gostaria de saber como faço para programar a passagem de uma ilha para outra pois na internet não consigo encontar voos entre ambas. 7 dias são suficientes para as duas? Gostaria que voce desse essa dica para nós.

Abraços Carlos

    Olá, Carlos Augusto! Aqui quem responde é A Bóia. Você pode comprar passagens facilmente pela http://www.expedia.com . O Ricardo Freire recomenda a Insel Air. Se os vôos ainda não estiverem aparecendo é porque não entraram no sistema. Mas há muitos vôos por dia, não se preocupe.

    Deixe 4 dias para a ilha pela qual você tenha maior expectativa. Não programe vôo entre elas no mesmo dia do seu vôo de volta ao Brasil; isso é uma fonte de stress e transtornos. Durma na véspera já na ilha de onde parte o seu vôo.

    Leia mais sobre cada uma das ilhas;

    https://www.viajenaviagem.com/americas/caribe-a-z/aruba-ricardo-freire

    https://www.viajenaviagem.com/americas/caribe-a-z/curacao-ricardo-freire

    Acho 7 dias muito pouco para ambas as ilhas. Você acabará fazendo tudo correndo, não descansando e não aproveitando tudo. No dia do deslocamento você ainda perderá a maior parte dele. Vale mais a pena conhecer bem apenas uma das duas ilhas ou aumentar o tempo para 10 dias.

Gostaria de saber sobre a língua falada la, pois so falo mesmo portugues e um pouco de ingles, como funciona la da para se virar como nosso bom e velho portugues? pois vou sozinho,e estou com tudo pronto para ir e so nao fui ainda devido a esse medo da lingua, outra a que preco voces compram as camisas da lacoste em aruma ou em curaçao …..grato pelos comentarios

Bom, como sempre as dicas do site estão excelentes.
Estava pensando em mudar meu destino do início de dezembro de Punta Cana para Aruba/Curaçao, seja porque estas últimas parecem ter um perfil mais parecido com o meu, seja porque achei passagens mais baratas pela Gol.
Minha dúvida é: a chuva desse período é muito intensa, daquelas capazes de estragar a viagem e o visual do lugar? Ou são chuvas passageiras, em que o céu abre novamente? Digo isto porque pegar céu nublado num paraíso desses deve ser um desperdício…
Uma curiosidade inusitada: na data que estou olhando, o trecho CUR-BSB está mais barato do que AUA-BSB, muito embora seja o mesmo vôo, que sai de Curaçao e faz escala em Aruba. Vai entender…rs

Já usei a DAE e deu tudo certo. Agora vou usar a Insel e comprei direto pelo site deles e recebi o ticket na mesma hora. Mas é possível comprar também pelo Expedia.

ricardo: gostaria de saber sua opiniao sobre a cia aerea flydae, pois e a que mais da opcoes de voos. vc indicaria outra? aruba e curacao a partir de caracas tem outra forma de ir ou so aereo? grata thaiz

    Indico a Insel Air, que tem confirmação imediata pela Expedia, http://www.expedia.com . Se você comprar pela DAE vai ter que mandar um scanner do seu cartão de crédito para confirmar a operação.

Tive um dia inteiro para rodar toda essa parte da ilha. Não achei desperdicio, porque estava de carro alugado, então ficamos um tempão em Baby beach (que vale muito a pena e é super linda!), e depois saimos rodando toda a parte que faltava, que achei bem bonita. Fomos no final de tarde. Não pagamos o preço por cabeça, que senão me engano era U$$ 75 por pessoa de jipe (um esquema tipo safari). Esse preço, achei meio caro, mas como alugamos um carro ficou barato. A ponte natural não é nada demais. Acho que se tivesse pago os U$ 75 teria ficado meio p. Mas, com o carro, valeu a pena rodar por tudo. Na piscina Conci não fui, nem em Palm island…

Marta,
O passeio na ponte natural, juntamente com a piscina Conci, realmente vale a pena? Você chegou a conhecer a Palm Island?

    A ponte natural desabou. Esse lado de Aruba na minha opinião é desperdício de dinheiro para brasileiros: te tiram do Caribe e te levam para o costão…

    Não fui à Palm Island, deve valer pelo passeio de barco.

Acabei de chegar de Curaçao-Aruba (dia 12/12) e infelizmente não conseguimos ver as belezas das praias de Curaçao. Acontece que, para surpresa até dos nativos que nunca tinham visto tanta chuva, chuveu mais do que o normal na semana anterior, tanto que as ruas ficaram alagadas. No sábado em que chegamos, inclusive, choveu o dia todo e no domingo também. Só na segunda é que o tempo começou a melhorar, de modo que todas as praias estavam com muita água e algumas até sem acesso. E nada da cor do mar que a gente tanto espera quando se pensa em Caribe. Uma pena…Mas, viagem tem disso mesmo, sobretudo se você viaja pra praia num periodo de chuva…
Todavia, conhecemos duas brasileiras na loja de locação de carro que se tornaram excelentes companheiras de viagem, tornando inclusive os dois dias inteiramente nublados bastante divertidos. Realmente vale muito a pena o aluguel. Rodamos todas as duas ilhas de cabo a rabo.
Para mim, no entanto, o ponto alto de Curaçao foi o nado com os Golfinhos na Delphin Academy. Imperdível!!!
Achei o Renaissance de Curaçao muito bom, excelente atendimento e ótima comida. O staff do hotel é muito prestativo. Os drinks do bar da piscina são muito bons e a piscina do hotel é fantástica!
Já em Aruba, o mar estava com uma cor incrível, apesar de que para mergulho não estava ainda muito boa, achei um pouco turva. A mais bonita e imperdível é Baby Beach!!! Rodamos a ilha toda e foi muito legal. Andamos por todas as praias, pelo Parque Nacional, pelas cavernas, fomos à ponte natural, às ruínas, ao farol etc.
O voo de Curaçao para Aruba deu um medinho, mas foi muito bonito e super rápido, uns 30 minutos. Voamos de Inselair.
O ponto alto de compras realmente é cosméticos, perfumes, óculos, joias e relógicos. Eletronico não dou muita bola, então não saberia falar se estava barato ou não.
Em Aruba, ficamos no Westin, que é muito bom! Gostei bastante. As nossas companheiras de viagem ficaram no Renaissance e não gostaram muito (em comparação com o de Curaçao).
A viagem foi muito boa, apesar da chuva. Tanto que já quero voltar, ou melhor nem queria tem saído de lá. O povo é simpatissímo, muito pretativo e bastante educado.
Agora, o voo da Gol foi brincadeira. Na ida, serviram um sanduba frio e aquele pacotinho ridiculo de club social. Na volta, apenas um sanduba, pelo menos quente. Achei um absurdo. Não tinha nem um telinha para filmes, muito menos música para passar o tempo. Ou seja, só não foi pior porque só foram 5 horas de voo. Mas cheguei no hotel morta de fome. Resultado: voo internacional nem pensar pela Gol!!!
Fica então meu relato. As dicas de todos foram excelentes! Valeu!!!

Ricardo,

adorei achar seu “guia” sobre Aruba, gostaria de tirar mais algumas dúvidas: Estou indo a Aruba em Maio em Lua de Mel, de lá gostaria de visitar outro local, você considera Curaçao a melhor opção? E quanto a viajar em Maio, é uma boa data?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.