2x Cajón del Maipo: de ônibus de linha e em tour organizado

cajon-de-maipo-abre2


A Luiza e a Benahia passaram o dia em Cajón del Maipo, mas fizeram passeios bem diferentes — e viram paisagens distintas, também. A Luiza foi de ônibus de linha e se aventurou pelas trilhas do cânion El Morado. A Benahia contratou um tour para curtir, sem pressa, as águas termais de Baños Colina.

Vai por elas:

El Morado

O passeio econômico da Luiza: trekking por conta própria

Estou em Santiago desde 6 de janeiro, e como estou na casa de uma amiga, ela tem me orientado para os passeios de forma que eu consiga fazer tudo de modo muito mais econômico. Fiz o passeio de El Morado, por conta própria, de ônibus. Pesquisei passeios guiados, tudo muito caro, entre 50.000 e 80.000 pesos chilenos. Levando em consideração que a entrada para o parque custa 2.000 pesos (mais ou menos R$ 8), considerei desnecessário gastar tanto. Como eu só queria fazer o passeio no Monumento El Morado, descartei a hipótese de pernoitar por lá. Para ir de ônibus é bem simples.

Chegada em Baños Morales

Chegada em Baños Morales

Entrada do parque

A linha de ônibus comuns Turmaipo reserva um ônibus para o destino Baños Morales (onde fica El Morado, as águas termais e o vulcão). De outubro a 1 de janeiro, só tem ônibus aos sábados, domingos e feriados. A partir de primeiro de janeiro e até 15 de março, sai um ônibus todos os dias. A saída é no Terminal de Metrobuses Bellavista de la Florida (penúltima estação da linha 5 do metrô). O valor de ida e volta das passagens é 8.000 pesos. A saída do ônibus do terminal é às 7h30, pontualmente (só sai um ônibus com esse destino por dia). No fim da tarde, esse mesmo ônibus volta de Baños Morales às 18h. Quem preferir pegar o ônibus em Puente Alto, nas proximidades da estação de metrô Las Mercedes, o ônibus passa às 7h50, aproximadamente. Por San José de Maipo passa mais ou menos às 8h30 e chega a Baños Morales aproximadamente às 10h. Mas não vá esperando por um ônibus de viagem… É um ônibus urbano comum, dos pequenos (micro), azul e branco, escrito “Metrobus”, e o número dele é MB-72. Caso a pessoa queira chegar ao Terminal de Buses ou a Puente Alto utilizando o metrô, basta ver a localização do hotel em relação à linha do metrô, e simular o trajeto no site.

Trilha em El Morado

Trilha em El Morado


Para fazer o trekking em El Morado, use roupas leves, boné, leve muita água, um lanche leve, frutas, e não deixe de usar bloqueador solar fator 50. Pense que vai caminhar por, pelo menos, 4 horas, num lugar árido e sem nenhuma árvore onde possa se proteger do sol. Mesmo utilizando bloqueador solar, fiquei com a marca da camiseta no braço. Na volta ventava muito, e um hidratante labial também vai muito bem. Minha filha de 13 anos foi comigo, e a recomendação do guarda, na entrada, é de que não andássemos além do lago, que fica a 6 km.

Rio de degelo


A subida não é fácil para quem é sedentário, e tem ainda os efeitos da altitude.

Acho que essas informações são ideais para quem gosta de caminhar e gastar pouco. Este é, de fato, o “caminho das pedras”.

Baños Colina

O passeio relax da Benahia: banhos termais em tour organizado

Também fui para Santiago agora em janeiro e faltando uns dias para viagem descobri Cajón del Maipo. Queria muito ir a Baños Colina e achei um anúncio de excursão com a Manzur Expediciones . Resolvi arriscar e reservei as vagas por e-mail. Valeu muito a pena! E pelo que li no comentário da Luiza, acho que o preço que paguei foi bem abaixo das outras excursões.

Em Santiago, fiquei no Ibis Providencia, e o local de encontro com o Manzur era em frente à Plaza Italia, no metrô Baquedano. Super perto do hotel, eu e meu namorado fomos caminhando na ida e na volta até o ponto de encontro.

Trajeto a Baños Colina

Baños ColinaBaños ColinaBaños ColinaTrajeto a Baños Colina

Eles estavam lá no horário marcado. Fiquei com medo de ser uma van velha ou algo do tipo, mas a van era nova, confortável, deu para dormir na volta (na ida tem que ir acordado, pois a paisagem vale a pena e até encontramos uma llama no meio do caminho, já no parque).

Baños Colina

A van nos deixou lá nas piscinas termais às 11h e voltou às 16h. O lugar é lindo, as piscinas estavam bem cheias pois era um domingo e estava muito sol. Aliás, não tem sombra no local, nenhuma, igual a Luiza falou, nem uma árvore, então tem que levar protetor, chapéu, camisa, tudo que puder proteger para não queimar muito. Lá em Baños Colina tem banheiro e ducha, para quem quiser trocar de roupa depois. O banheiro não é dos mais limpos, mas ajuda.

Baños Colina

Muita gente passando lama na cara, relaxando nas águas, foi um passeio bem diferente do restante da viagem em Santiago, Viña e Valparaíso. Gostei muito e recomendo o Manzur Expediciones. Paguei 16.000 pesos por pessoa (a entrada nas piscinas custa 8.000 pesos e já está no pacote).

Um grupo de americanos que estava na mesma van foi para fazer trekking. Eles pagaram $4.000 a menos ($12.000 no total) porque não entraram na área de Baños Colina. A van deixou o grupo deles um pouco antes da entrada das piscinas. Um outro grupo que estava com a Manzur, mas em outra van, levou bicicleta e também ficou um pouco antes da entrada, pagando menos.

Paramos no caminho em uma casinha bem típica para ir ao banheiro e comer, era uma espécie de bar. O caminho é realmente bonito de apreciar.

Bom, é isso. Saímos 8h da Plaza Itália e chegamos por volta das 19h. Baños Colina é bem no alto, então fica a 3 horas de Santiago. Acho que é uma ótima dica para quem ficar em Santiago.

Adoramos os passeios, Benahia e Luiza!

Em Cajón del Maipo também está a represa Embalse El Yeso e há outras muitas atividades para escolher, como rafting e cavalgadas. Pode valer, inclusive, o pernoite, como relatou por aqui a Joana. Quem preferir, pode ir até lá dirigindo. Mais informações no site oficial.

Leia mais:

64 comentários

Olá a todos visitantes desta pagina, quero compartilhar com vocês minha experiecia com a manzur, estive em santiago no mes de agosto de 2017. Entrei em contato com a manzur pelo telefone que esta na pagina e falei com uma moça chamada Gina, em primeiro lugar quero dizer que ela foi super atenciosa me dando informacões e dicas para minha viajem e sendo assim pela sua simpatia fechei 2 dias de passeios com eles. Cajon de maipo e baños morales e no outro dia farellone e vale do nevado. Otimos passeios. Chegaram para me pegar com uns 15 minutos de antecedencia, foram muitos atenciosos durante o passeio e o fizeram sem correria, tivemos tempo para conhecer os locais, até nos emprestaram botas e prancha para escorregar na neve, em cajon de maipo uma parada para uns petiscos com bebida . Queijos e salgadinhos. Muito bom. Em resumo tudo que combinei com a Gina por whats ela compriu, e com um preço bem melhor que os outros lugares, então oque posso dizer em resumo é que eu tive uma boa experiencia e super recomendo esse pessoal. Ok
Espero ter ajudado a quem estiver procurando uma ag. De turismo em santiago. No mais agraço ao pessoal da Manzur pelo bom atendimente que tive. Obrigado e até uma proxima vez.

Oi gente! Acabei de voltar de Santiago e como usei esse post pra me organizar no passeio até o Embalse, queria deixar meu pitaco tbm.
Fomos agora, no segundo final de semana de junho. Eu estava um pouco preocupada por já ter neve nos Andes e isso nos impedir de chegar até o Embalse e inclusive cheguei a olhar algumas companhias de turismo que já não faziam mais o passeio, mas como eu queria muito conhecer o lugar, resolvi que manteria a ideia de alugar um carro e ir por conta.
Pegamos o carro no Bellavista e até sair da locadora, eram 10h. Pedimos pra que nos ensinassem a colocar a corrente nos pneus caso fosse necessário.
Como era um sábado de manhã, seguimos sem trânsito praticamente todo o caminho e mesmo assim levamos 3h para chegar ao Embalse e não 2h, como eu havia pesquisando antes. O caminho até lá foi muito tranquilo mesmo, as avenidas de Santiago tem um desenho mais reto então foi tranquilo de seguir o mapa. Chegando a Cajon, vira uma trilha quase única que vai margeando o rio e realmente tem vistas lindíssimas a cada curva nova. As montanhas estavam bem cobertas de neve mas a estrada, não sei se porque pegamos um super dia de sol forte, estava bem seca ou apenas olhada em algum pontos.
Chegando lá, realmente, todo mundo para no mesmo ponto e nem tem como não perceber, vira um mini engarrafamento na montanha. A partir desse ponto todo mundo vai a pé ou alguns carros ainda seguem mais a frente e exatamente a partir desse ponto começou a ter neve na estrada.
O lugar é realmente bonito e muito fotogênico. Estava bem cheio (pra minha surpresa, que sei lá, achei que era mais vazio ou pouco procurado) e tinha vários ambulantes com barraquinhas vendendo empanadas, sucos e trenós para neve.
Na volta que foi o problema. Saímos do Embalse às 16h e pegamos um super trânsito na entrada de Santiago. Tanto que às 19h (hora da devolução do carro) ainda estávamos na Calle La Florida, perto de uns outlets. Perdemos a hora da devolução e isso acabou engasgando nosso passeio do dia seguinte, que era subir para passar o dia na estação de esqui.
Resumindo, achei muito tranquilo alugar um carro pra ir e recomendo. Saiu bem mais barato do que fazer o passeio com uma van mas fiquem espertos para o trânsito no retorno à cidade. Ou então não marquem nenhum passeio cedo no dia seguinte! 🙂

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.