Calçada da Fama em Los Angeles

Um rasante em Los Angeles, a caminho de Las Vegas e South Lake Tahoe

Calçada da Fama em Los Angeles

Enviada especial | Denise Mustafa

Garota, eu fui pra Califórnia. E pra Nevada. E pra montanha. E andei de bicicleta na praia, assisti uns ótimos espetáculos e joguei no cassino de Vegas. E aprendi a andar de esqui. Tudo isso em uma viagem só, combinando Los Angeles na Califórnia, Las Vegas em Nevada e South Lake Tahoe, que fica na fronteira dos dois estados.

Mas vamos por partes, que foi muita coisa, entre diversão, cultura, boa gastronomia, lindos passeios e até aventura. Pra começar a viagem pela costa oeste americana, o desembarque foi na cidade do cinema: Los Angeles. Porém, apesar de ser conhecida por isso, L.A. é muito mais.

O letreiro "Hollywood"

Bom, mas claro que começa com o cinema. Quem quiser conferir o conhecido letreiro de Hollywood pode fazer uma bonita caminhada pelo Griffith Park.

Griffith Park

Griffith Park

A caminhada dura cerca de 1 hora e, do alto do parque, é possível ver a cidade de cima. E é bonita! O letreiro, pequeno, fica sem importância diante daquela imensidão que é Los Angeles. Mas vale a pena continuar.

Observatório Griffith

Observatório Griffith

Observatório Griffith

Próximo ao parque, o Observatório Griffith conta a história do universo, com detalhes sobre os planetas, a Lua, o Sol e a via láctea. Aliás, um bom programa pra criançada.

Calçada da Fama

A parte cinematográfica interessante de LA vai um pouco além disso. Mas bem pouco. A famosa Calçada da Fama é apenas… uma calçada com estrelas de famosos. Fui no dia do Thanksgiving e tudo funcionava como em qualquer dia normal. Uns dez Homens-Aranha interagiam com os cerca de cinco Elvis Presley, Batman e Mickey, o que torna aquilo tudo mais engraçado (e bizarro) do que interessante.

Santa Monica

Santa Monica

Venice Beach

O que eu mais gostei da cidade? As praias. Um passeio de bike entre Santa Monica e Venice Beach, que dura cerca de 30/40 minutos, foi o ponto alto da passagem por L.A. E que delícia! Coloquei meu fone de ouvido, óculos escuros e segui pelo calçadão. O clima da cidade ajuda, e a vista da praia, ainda mais. Santa Monica e seu famoso píer, e Venice Beach, com seu ar hippie anos 70, fazem dessa a área mais interessante da cidade (na minha singela opinião).

Gjelina

No final do passeio, a sugestão é um almoço no gostoso Gjelina (320 Sunset), onde sempre é possível ver um famoso de boné e óculos escuros (eu não vi nenhum, mas essa é a fama do lugar).

Vista do WP 24

Depois da praia, um dos locais mais interessantes de L.A. é Downtown, que nos últimos anos viveu um renascimento. O jantar do restaurante WP 24, do famoso chef Wolfgang Puck, localizado no hotel The Ritz-Carlton, te dá uma das mais belas vistas da cidade, com toda sua luz, charme e glamour.

Staples Center

E, mesmo pra quem não é tão fã, o jogo de basquete no Staples Center é um show à parte. Aliás, tudo em Los Angeles parece saído dos estúdios de Hollywood, e o jogo não seria diferente. Aquilo tudo que vemos em filmes e seriados pode ser visto ao vivo.

Getty Center

Getty Center

E, claro, em Los Angeles não poderia faltar um bom museu. O bonito Getty Museum, com seu jardim que estava com as árvores em seu pleno outono, e com obras de artistas como Renoir e Degas, fazem um gostoso passeio para um fim de tarde.

Getty Center

O que eu achei disso tudo? Achei a cidade uma delícia. Bons restaurantes, cultura e muito glamour, que faz de L.A. a fama que ela tem mundo afora. Vale a pena incluir no roteiro! Faz parte do show da capital do cinema.

Denise Mustafa viajou a convite do Brand USA.

Leia mais:

14 comentários

Denise, muito bom o relato da sua viagem. Já fui a São Francisco e Las Vegas mas não a Los Angeles pois não me sentia atraída por essa cidade. Agora fiquei interessada e gostaria de saber como você se locomoveu na cidade.

    Malu, eu estava em uma press trip, então me locomovi com o transporte do grupo. Mas soube que o transporte público na cidade não é muito bem servido. O ideal mesmo é alugar um carro. Até pq sugiro que LA seja mais uma passagem do que um lugar pra se passar tanto tempo. Pelo menos foi o que senti. 🙂

Amei seu post, continue mandando mais dicas pois maio irei pra los Angeles, Las Vegas, San Diego, San Francisco, e ainda não bati martelo se vou a Honolulu (Havaí) ou não. 15 dias de viagem, passagem Rio X Los Angeles X Rio via Santiago do Chile já comprado na TAM.

Acho que foi o melhor post de Los Angeles que já li. Finalmente fiquei com vontade de conhecer a cidade.

    Ficou ótimo, Denise! Concordo com o Hugo, deu vontade de ir correndo pra LA – e olha que já fui mais de uma vez e a cidade não é das minhas preferidas…

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.