Carla2 no hotel Zank, em Salvador

Já fui a Salvador três vezes depois da inauguração, mas passei tão corrido que não consegui visitar o hotel Zank, o primeiro pequeno hotel de luxo a abrir fora do Pelourinho desde o legendário Enseada das Lajes, que fechou no início da década de 90. Meus olheiros já tinham me garantido que o lugar era esplêndido. Quando a Carla Tolosa, a nossa Carla2, disse que ia visitar o hotel durante a sua viagem à Bahia, eu pedi um relatozinho exclusivo para o blog. Aí vai:

foto: divulgação

O que é que a Bahia tem? Aproveitei minha estada em Salvador para ir conhecer o Zank Boutique Hotel. É lindo!

Lindo, lindo, lindo.

Já falei que achei lindo? Como? Ah, sim, objetividade…

O hotel possui dois prédios: o da frente, o casarão, é uma antiga residência construída entre o fim do séc XIX e início do séc XX. O pé-direito alto, as portas e janelas imponentes nos fazem lembrar o Brasil que não vivemos. Contíguo ao casarão, o prédio novo foi construído com o fim específico de ser hotel. É agradável ver como o moderno e o antigo se deram tão bem, um ressaltando a beleza do outro. Harmonia total.

foto: divulgação

No casarão ficam a recepção e o restaurante no piso inferior, e três apartamentos no piso superior. Os três são lindos. Aquele charme de casa de fazenda do século XIX com decoração moderna, confortável, aconchegante. Cada apartamento do hotel tem um tema. Os três apartamentos do casarão são: o Colonial, com uma réplica de um gradil de Cachoeira, o Barroco, inspirado em Catarina Paraguassu e sua estada na corte francesa, e o Modernista, o maior dos três, com uma cama em homenagem a Joaquim Tenreiro (precursor dos móveis modernistas no Brasil), e o melhor banheiro de todos.

foto: Carla Tolosa

Dos 17 apartamentos do prédio novo (visitei quase todos), meu preferido foi o de decoração tropicalista. Todos os apartamentos do prédio novo têm vista para o mar, mas acho que a mais bonita é a do apartamento reservado às noites de núpcias. Cada apartamento tem personalidade própria. Pudera, não existem 2 peças iguais no hotel (com exceção do frigobar, recheado de delícias).

Tem wi-fi em todos os apartamentos, mas você nem precisa se preocupar em levar seu computador. O hotel oferece um para você, no bar, num cantinho bem aconchegante.

Tudo no Zank é caprichado – o mobiliário, as plantas, a iluminação. Não experimentei o restaurante, mas o cardápio do dia dos namorados estava de dar água na boca – nhammm!!

A localização também é ótima, no Rio Vermelho, pertinho da orla. A partir da praia tem uma boa subida para o hotel, compensadíssima pela vista lá de cima. Se der muita preguiça de descer até a praia, dá para ficar como um marajá na piscina.

zank-piscina

Os especialistas em Carnaval que me corrijam, mas acho que a localização deve ser excelente para quem vai atrás do trio elétrico, mas faz questão de sossego na hora do descanso.

foto: Carla Tolosa

Meu pitaco: a localização pro Carnaval é ótima, sim. Dá pra ir de táxi até a Vitória por dentro, pela Fé-dé-ração, até a Vitória, de onde se pode descer a pé a Ladeira da Barra (para fazer o circuito da praia) ou caminhar ao Campo Grande (para o circuito do centro).

50 comentários

Olá viajantes,

primeiramente, devo dar aos parabéns ao relato da Carla. O Zank é um hotel extraordinário de lindo e você fez um relato fiel a respeito de todas as instalações. Infelizmente não tive oportunidade de ficar hospedado nesse lindo hotel pelo simples fato de ter um apartamento em Salvador, mas já tive o prazer de visitá-lo.
Inclusive no meu blog há uma promoção interessantíssima para o dia dos namorados ( http://bviaggio.blogspot.com/2010/05/zank-boutique-hotel-dia-dos-namorados.html ). Vale a pena conferir!!
No entanto devo apenas ponderar um detalhe. Ondina no carnaval e o Zank = relativamente perto, principalmente se você ficar em um dos camarotes do final do percurso (Inicio: altura do Farol da Barra, Final: Ondina Apart). Em relação ao Campo Grande, como disse o nosso amigo Riq, use o táxi. A pé dá uma distância em tanto e haja pernas.

Rosa, em relação as diárias entre no site http://www.splendia.com. Lá há esse hotel é uma tarifa que creio eu interessante.
Em relação ao hotéis Golden Tulip (ex Blue Tree), Tropical e Othon, fique com a primeira opção. Gosto do Othon mas acho um pouco antigo. O Tropical não tem a vista como as duas primeiras opções.
Flávia Soares, outra dica para restaurante é o Paraíso Tropical no bairro do Cabula e pra comer um pastel de camarão divino vá ao Pit Stop que fica perto do hotel Deville.
Nicole, não conheço o Pestana Lodge mas concordo com o Riq. Fique no Zank e tenho certeza que não irá se arrepender.

Quando tiverem um tempinho visitem meu blog
http://www.bviaggio.blogspot.com

Beijos a todos

Por ocasião da exposição de Carlos Vergara, nos hospedamos no Zank por duas vezes e a experiência foi fantástica. Acomodações charmosas, atendimento excepcional, super romantico… Parabéns para as meninas Zank!
abs
joão

    Oi João!

    Muito obrigada pelos seus comentários! Ficamos contentes que tenham gostado do ZANK, foi um prazer recebê-los e ter a linda exposição de Carlos Vergara na Galeria Paulo Darzé em Salvador. Esperamos recebê-los em breve em nosso hotel.

    Abraços,

    Cecília, Raquel e Eliane Zanchet

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.