Tivoli Gardens, Copenhagen

Copenhagen, uma cidade para recordar

Tivoli Gardens, Copenhagen

Enviado especial | Hugo Medeiros

Chegando perto do final da viagem à Escandinávia, fomos nos hospedar num hotel de arquitetura arrojada e elegante, o Bella Sky, em Copenhagen.

Hotel Bella Sky, Copenhagen

Com diárias a partir de 1000 DKK, esse hotel inovador e moderno se destaca no horizonte. Os quartos adotam um estilo “clean”, e possuem diversas opções de tamanho. O hotel fica a 15/20 minutos de metrô do centro, mas uma estação está a apenas 10 minutos de caminhada do lobby. Eles ainda oferecem um shuttle a cada 30 minutos para o aeroporto, que fica a 10 minutos do hotel.

Hotel Bella Sky, Copenhagen

Já me antecipando, o café da manhã no dia seguinte foi abaixo do esperado, com pouca variedade de produtos, e muitas pessoas disputando espaço.

Gostei do lugar, mas somente ficaria lá se fosse pernoitar na cidade e logo depois ir para o aeroporto. A comodidade de se hospedar no centro, pelo menos para mim, é muito mais importante. Mas para quem valoriza design e modernidade, então o Bella Sky é o seu endereço.

Restaurante AAMANNS, Copenhagen

O almoço no interessantíssimo AAMANNS foi uma delícia. Tudo lá é orgânico e natural. Nem refrigerante servem. O ambiente é simples e confortável. Comemos uma tábua servida no almoço, com uma variedade de pequenos pratos, que variam dia a dia. Ela serve de 2 a 3 pessoas, e custa 295 DKK. Simplesmente perfeita. Desde o salmão até a salada de frango, tudo era saboroso.

Mercado Torvehallerne

Mercado Torvehallerne, Copenhagen

Com um pouco mais de tempo, recomendo uma visita ao mercado Torvehallerne, que fica próximo à estação Nørreport do metrô, e possui uma grande variedade de queijos, presuntos e alimentos em geral.

Castelo de Kronborg

Durante a tarde desse dia pegamos um trem para o Castelo de Kronborg, na cidade de Helsingør. Ela fica a pouco mais de 30 minutos de viagem, e chegando na estação já é possível ver o castelo no horizonte. Com alguns minutos de caminhada você chega no centro de visitantes, que estava fechado mas impressiona pela belíssima estrutura. E com mais alguns passos já entramos no majestoso Kronborg. Para quem, como eu, se interessa por castelos e vê beleza na arquitetura medieval, sem dúvida irá adorar. Trata-se de um bate e volta extremamente fácil e rápido, pois o trem retorna posteriormente para a estação central da cidade.

Para encerrar com chave de ouro uma viagem inesquecível, a noite nos dirigimos para o parque Tivoli Gardens.

Tivoli Gardens, Copenhagen

O Tivoli reúne diversão para toda a família. Considerando que é um parque localizado no centro de uma capital, o seu tamanho impressiona. Possui diversos brinquedos e mais de 40 restaurantes. A impressão que tive é que muitas pessoas vão para lá não apenas por causa dos brinquedos, mas também para jantarem ou lancharem num local diferente e animado.

Tivoli Gardens, Copenhagen

O preço de 99 DKK por adulto é muito adequado para a qualidade e diversidade do parque. Além de tudo, a visita é uma ótima forma de agradar crianças e adolescentes, que certamente irão adorar passar um dia por lá.

Tivoli Gardens, Copenhagen

A comida foi apenas razoável. Fomos ao restaurante BRDR Price, que fica próximo ao elevador que simula queda livre, e além do serviço lento, já que o lugar estava lotado, não tinha nada de especial nos pratos. O que vale a pena mesmo é estar num local como o Tivoli. Para quem não gosta do agito, existem diversos recantos com animais, lago e flores, ideais para sentar e relaxar.

Tivoli Gardens, Copenhagen

Naquela sexta estavam realizando um show dentro do parque, e aí sim tudo ficou lotado. Como esse tipo de agitação não é a minha ideia de diversão, juntei minhas coisas e fui para o hotel, passar a noite e me preparar para retornar ao Brasil no dia seguinte.

Noruega e Dinamarca: balanço final

Copenhagen

Copenhagen não é a maior, mais bonita ou a cidade que possui as melhores atrações. Ela cativa pelo conjunto. E que conjunto. Ficaria por lá pelo menos 5 noites, e acredito que ainda seria pouco. O que posso dizer é que ela foi surpreendente em todos os sentidos

Tanto em Copenhagen como em Odense os passeios foram ótimos, a culinária memorável e as pessoas sempre agradáveis e bem humoradas. Não são destinos para se ver do alto de um city tour. Você precisa colocar um tênis confortável e andar pelas belas ruas. Ou então faça como os dinamarqueses: ande de bicicleta e se divirta nessas incríveis cidades.

Bergen

A Noruega reúne algumas das belezas naturais mais impressionantes que já vi. Se não bastasse, as cidades tiveram um charme todo especial, fazendo com que a estadia se tornasse ainda mais prazerosa. Numa mesma viagem é possível passar pela movimentada Oslo, pela charmosa Bergen e pela aconchegante Geiranger.

Mas se querem saber onde é melhor, a única coisa que posso dizer é que são destinos diferentes e complementares ao mesmo tempo. Seria como comparar serra e praia, ou verão e inverno.

Geiranger

Para quem gosta da natureza, trilhas e passeios ao ar livre, faça as suas malas e desembarque na Noruega. Se prepare, porém, para um bom planejamento, pois caso contrário poderá ficar mais tempo nos deslocamentos do que aproveitando o passeio em si.

Copenhagen

No entanto, se você é cosmopolita e nunca dispensa uma agradável cidade, repleta de atrações, a Dinamarca oferece opções interessantíssimas. E tudo isso de forma fácil, já que basta desembarcar e se divertir.

Tentei, nestes relatos, trazer o máximo de informações que possam auxiliar os futuros viajantes. A experiência que vivi foi não apenas um prazer, mas um privilégio. Em breve espero voltar com minha família.

Se dessa vez já foi bom, com eles será ainda melhor. Viajar é ótimo, mas viajar ao lado de quem se ama, para lugares maravilhosos como Noruega e Dinamarca, é simplesmente perfeito.

Hugo Medeiros viajou a convite de Visit Norway e Visit Denmark.

Leia mais:

5 comentários

Adorei Hugo! Para quem teve tao poucos dias em Copenhague, acho que deu para conhecer muita coisa da cidade pelo seu texto. Os macetes de conhecer lugares escondidos ou hospedar em lugares estratégicos exigem uma segunda ou terceira visita. A internet é uma excelente ferramenta de pesquisa, mas nem sempre encontramos tudo sobre uma cidade tao complexa como Copenhague lá. Sendo assim voce fica com essa obrigacão “chata” de voltar! Beijos

    Pois é Natália, a cidade é maravilhosa mesmo. O que dizer de um lugar em que um simples passeio a pé já se torna um excelente programa.

    Espero voltar um dia mesmo, junto com a família toda, e aí poderemos nos encontrar. Como você disse, obrigação “chata” essa. Beijos.

Olá Hugo! Bom ler sua impressão de Copenhague. Uma pena que você tenha tido tão pouco tempo e tenha caído em algumas “armadilhas” como a hospedagem e o restaurante no Tivoli. Da próxima vez, tem que fazer seu dever de casa e pesquisar rs 🙂

Em breve vou colocar meu post sobre onde comer em Copenhague, e certamente Torvehallerne estará entre as opcões! Amo aquele lugar onde encontra-se de um tudo.

Um abraco,

Flavia

Olá Ricardo, sou fã das suas dicas e preciosas informações, acompanhava no radio, dpois no face e agora email. Muito obrigada, vc é realmente incrível.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.