Noruega: Bergen e Loen, os caminhos que levam ao paraíso 1

Noruega: Bergen e Loen, os caminhos que levam ao paraíso

Bryggen, o antigo distrito comercial de Bergen

| O distrito comercial de Bryggen, em Bergen |

Enviado especial | Hugo Medeiros

Algumas cidades nos conquistam desde o início. Aconteceu com Copenhagen (ainda vou falar sobre isso) e também com Bergen. Mesmo com o tempo fechado quando cheguei, o simples fato de o tour ser a pé já me agradou. As praças, as casas, montanhas, o mar e as pessoas se encarregaram de tornar esse um dos locais de que mais gostei na Noruega.

Ficamos hospedados no Rica Hotel Bergen, que tem uma localização extraordinária e um ótimo café da manhã. Os quartos mais simples são minúsculos, por isso, se quiser mais espaço, recomendo optar por quartos maiores ou então analisar outras opções.

Rica Hotel Bergen

[Rica Hotel Bergen]

A acomodação mais simples (budget) custa em torno de 950 coroas norueguesas (NOK). O melhor custo x benefício na minha opinião é o standard que fica em torno de 1150 NOK.

A partir do hotel é possível andar por toda a cidade. Primeiramente fomos almoçar no Lysverket, um restaurante moderninho que fica dentro de uma das 3 unidades do museu Kode. O menu com dois pratos custa 295 coroas e com 3 pratos 395 NOK. O ambiente é alegre, e logo em frente tem um lindo lago e uma bela praça.

Museu Kode

[Museu Kode]

Após o almoço nos encontramos com a guia Ana Sofia Kristiansen, que fala português e nos acompanhou pelas principais atrações. Nossa primeira parada foi no segundo prédio do Kode, que é compacto e proporciona um bom passeio.

Mas o melhor de Bergen está na rua. Em suas praças, lagos, nas ruas e no porto. Um passeio, mesmo em dias nublados, é uma experiência muito agradável e prazerosa. E como trata-se da 2ª maior cidade da Noruega, com quase 1 milhão de habitantes, surgem várias opções de lanches por preços razoáveis.

Lanche em Bergen

[Lanche em Bergen]

É possível encontrar sanduíches nas padarias por 60 NOK. Um cachorro-quente por 20 NOK. Ou mesmo uma promoção do McDonald’s por 100 NOK (sim, é isso mesmo, muuuito caro).

Um lugar que não pode faltar é uma ida a Bryggen, que constitui um antigo centro comercial, que alcançou seu auge entre os séculos XIV e XVI. As casas são um patrimônio cultural da Unesco e foram ocupadas principalmente por alemães, que controlaram durante anos o comércio na região. As casas são um pouco tortas e desalinhadas, já que foram feitas sobre um terreno pouco firme, que no decorrer dos anos foi cedendo em alguns pontos. Mas as 6 unidades próximas ao forte estão em melhor estado, pois foram reconstruídas após um incêndio na década de 50, e já adotaram medidas para contornar a precariedade do solo.

Vista do Monte Fløyen

[Monte Fløyen]

O tempo passou rápido, e quando vimos já era hora de pegar o funicular Fløibanen para o Monte Fløyen. A entrada fica a poucos passos do porto, e o acesso pode ser feito com o Bergen Card. Você sobe até o alto da montanha e tem uma vista privilegiada de toda a cidade. A vantagem de ir para lá no final do dia, por volta das 18/19 horas, é que você acompanha o pôr do sol e o início da noite, tendo lindas imagens à sua frente:

Vista do Monte Fløyen

O jantar, apenas razoável, foi no Fløien Folkerestaurant, que fica na própria montanha. Mas nesses casos eu considero que se paga para ficar num ambiente aquecido, sentado e com uma vista deslumbrante. A comida é apenas um brinde. O melhor custo-benefício seria levar um bom casaco, um lanche, e curtir a vista sentado na escadaria do mirante.

Para encerrar, novamente o Yngve Sjoberg me ajudou, e enumerou outras atrações e passeios interessantes na cidade, que são (I) a casa do compositor Edvard Grieg, (II) o Museu Hanseatiske, (III) a Fortaleza Bergenhus e (IV) o aquário de Bergen. Eu reservaria pelo menos duas noites para essa encantadora cidade.

No dia seguinte iria sair cedo. Mas como eu disse, Bergen me conquistou e por isso às 6 horas da manhã estava passeando pelas ruas vazias, com apenas alguns turistas carregando suas malas, crianças indo para as escolas e corvos voando pelo céu. Diante desse “sacrifício”, Bergen resolveu me presentear com um belo céu azul.

Bergen

Bergen

Byparken, Bergen

[Byparken, Bergen]

E se não bastasse, logo em frente ao lago do Byparken estavam montando um palco, e naquela manhã o som estava sendo testado com um bom rock n´roll. Sentei num banco sob o sol, o vento gelado no rosto, a música preenchendo os ouvidos e pensei que poderia passar a semana inteira naquele lugar.

Mas o relógio não pára, e já era hora de ir para o café da manhã no hotel. Apesar de alguns quartos do Rica Hotel Bergen serem minúsculos, o café da manhã é muito bom.

O que viria em seguida foi algo totalmente novo e inesperado. As viagens gostam de pregar peças, e dessa vez fui pego totalmente de surpresa.

Bergen para Loen

[Paisagem de Bergen para Loen]

Sempre que viajo eu gosto de chegar o mais rapidamente ao meu destino, e as 5 horas até Loen pareciam ser um longo trajeto. Mas o que eu não esperava era que a cada curva, após cada túnel e a todo momento surgissem fiordes, lagos, campos e vilas de uma beleza indescritível.

De Bergen para Loen

Se eu estivesse de carro, essas 5 horas teriam durado 12, ou mais. Pararia em cada canto para apreciar as belezas simples e únicas do interior da Noruega. Faria piquenique ao lado de um fiorde. Descansaria em frente a um lago de águas cristalinas.

De Bergen para LoenDe Bergen para LoenLago Loen

O que deveriam ser 5 horas de deslocamento, se tornaram 5 horas do mais puro deslumbramento até Loen, com direito a mais algumas paisagens maravilhosas. Para chegar na cidade você pode ir de carro (5 horas de carro, com uma balsa no caminho), pegar um avião para o aeroporto de Sandane ou de Ørsta (ambos ficam a 50 minutos do hotel), ou, ainda, ir de ônibus convencional.

Lago Loen

Lago Loen

Loen

[Passeio pelo lago Loen]

Chegando ao destino fizemos um passeio pelo lago Loen com o barco da empresa Kjenndalstova que sai de um pequeno porto em Kjenndal. Perto do porto ainda tem um glaciar, que pode ser alcançado com uma caminhada de 15 minutos. O lago é maravilhoso, e às vezes parece um espelho, refletindo casas e montanhas. A tranqüilidade do lugar e as beleza ao nosso redor impressionam.

Se tivesse simplesmente disparado a câmera aleatoriamente, ainda assim, acredito, teria obtido algumas das fotos mais espetaculares da minha vida. Em alguns lugares o fotógrafo faz a diferença, mas no lago Loen, o espetáculo da natureza transforma a todos em mestres da fotografia.

Hotel Alexandra

[Hotel Alexandra]

Nos hospedamos no hotel Alexandra e fomos brindados com um amplo quarto de frente para o lago Loen e para as montanhas. Gostei muito do lugar, que oferece um bom spa, áreas de convivência agradáveis e um grande restaurante.

Hotel Alexandra

[Vista do hotel Alexandra]

As diárias custam a partir de 2700 NOK por casal e incluem o café da manhã e o jantar. O almoço buffet tem preço de 315 NOK, e quem não está hospedado pode jantar por 515 NOK. Um pouco caro, mas a presença do jantar na diária ajuda bastante. A refeição que fiz lá foi boa, com um amplo buffet.

Logo em frente ao hotel Alexandra tem o hotel Loenfjord, que é um pouco mais simples e possui diárias a partir de 2400 NOK com café da manhã e jantar inclusos. Como a diferença é pequena, eu optaria pelo Alexandra. Mas se você conseguir um preço que seja pelo menos 30% menor, o Loenfjord passa a ser uma boa opção.

Trilha nas montanhas

[Trilha pelas montanhas]

Alguns dos passeios mais famosos em Loen são (I) o tour pelo lago e ao glaciar Kjenndal (a partir de 120 coroas), (II) excursão ao glaciar Briksdal (a partir de 140 NOK), (III) passeio de barco pelos glaciares (a partir de 260 NOK), (IV) além de diversas trilhas, escaladas e passeios pela região.

De Loen para Geiranger

[De Loen para Geiranger]

A próxima parada seria em Geiranger. Enquanto o Brasil, com seus quase 200 milhões de brasileiros, dificilmente recebe 6 milhões de turistas por ano, esse minúsculo vilarejo, com menos de mil habitantes, recebe em torno de 700 mil turistas no mesmo período. “Pode isso, Arnaldo???”

Hugo Medeiros viajou a convite de Visit Norway e Visit Denmark.

Leia mais:

28 comentários

Boia, o post precisa de algumas atualizações:

1. o Rica Hotel agora é Scandic Byparken.

2. o Lysverket quase ganhou (tá tentando) uma estrela Michelin, continua moderninho mas preços estão quase o dobro do apontado aqui

3. o Hanseatikmuseum está fechado para reformas e ampliação, ainda por algum bom tempo, e está temporariamente sediado em outro endereço próximo (https://hanseatiskemuseum.museumvest.no/english/our-exhibitions/#The-Hanseatic-Museum-has-moved-due-to-restoration)

Estou pela 2a vez visitando Bergen, só digo uma coisa : vale muito a pena visitar esta lindíssima cidade pelo seu mar, montanhas e casas lindas que compõem as paisagens de tirar o seu fôlego! Imagens de calendário! Perfeitas!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.