Punta del Este

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Punta del Este: onde ficar

Sem carro, a Península (Centro, Playa Mansa, Bosque, Playa Brava) é o melhor endereço para quem vai estar sem carro. No verão, o grande agito está em La Barra. José Ignacio é sossegado durante o ano e vira o point da badalação chic na temporada.

Entre o Natal e o Carnaval e no feriado de Páscoa muitos hotéis exigem uma permanência mínima.

Centro

A ponta da Península é perfeita para curtir Punta sem carro. Muitos restaurantes e bares abrem o ano todo; dá para pegar praia na Mansa (e ir à Brava ou a La Barra de ônibus de linha). Fora de temporada, nem pense em se hospedar longe do centrinho...

Atlántico

Hotel Atlántico

Um pequeno hotel com mais charme do que propriamente conforto, o Atlántico está localizado num ponto tranquilo da pontinha da península, mas perto do agito do porto. Excelente relação custo x benefício.

Seu vizinho Smalleast faz a linha clean-superbásica, com quartos exíguos e café da manhã bem fraco. Mas se você quer preços camaradíssimas numa localização ótima, vale considerar.

A meia quadra da avenida Gorlero, o Florinda está no centrinho do Centro. Apartamentos básicos e agradáveis, bons preços.

A melhor localização do Centro talvez seja a do Castilla: elegante e discreto, está a passos dos bares para apreciar o pôr do sol (que pode ser visto também da janela de alguns quartos).

Conrad

Hotel Conrad

Já fora do centrinho do Centro, o ícone Conrad é um destino em si: além do cassino, tem restaurantes, lojas, spa e o clube Ovo, que também funciona como casa de shows. Caso você queira aproveitar a noite da região do porto, porém, vai querer voltar para o hotel de táxi.

À beira da Brava, e colado ao centro, o The Grand é um dos mais novos e luxuosos da cidade.

Playa Mansa, Bosque e Playa Brava

Fora do centrinho, mas ainda na Península, estes hotéis deixam você perto da praia, do shopping ou no meio do caminho entre o porto e La Barra. Estar de carro já começa a ser essencial.

Serena

Hotel Serena

À beira da Playa Mansa, o Serena é o único hotel pé na areia da Península; a piscina é um charme só. Caro e badalado (o bar de praia é point do pôr do sol), está a 10 minutos de carro da região do porto.

Perto do Serena e com vista para o mar, o Baie des Anges Apart-hotel tem suites (com cozinha compacta) e apartamentos de 1, 2 e 3 quartos (com cozinha completa).

Os quartos do Barradas são bem caretas, mas a piscina e o jardim são uma graça. Tem uma sala de brincadeiras para os pequenos. Fica entre a Mansa e o Punta Shopping.

Do ladinho do shopping, o Yoo Apartments é um flat com decoração philippe-starckiana. Os apês têm geladeira e micro-ondas. Bom custo x benefício.

Novinho, envidraçado, com apartamentos branquinhos, piscina gostosa, o Sisai fica a duas quadras do Punta Shopping, em direção ao Bosque. Não admira ter se tornado um dos favoritos dos brazucas no balneário.

Um pouco adiante do Conrad, perto da Mansa, o Best Western La Forêt tem quartos convencionais, uma boa piscina e tarifas simpáticas.

Awa

Hotel Awa

A localização do Awa -- no miolinho do Bosque, em meio a bonitas casas – faz você experimentar como é o veraneio chic em Punta. Os quartos são moderninhos, porém compactos. A piscina é cercada de verde.

Antes do Conrad, o L’Auberge era o hotel mais chic de Punta (para muitos, continua sendo). Dá para se sentir no Vale do Loire. Fica em meio às mansões de Beverly Hills, pertinho da Brava.

Punta Ballena

Na entrada de Punta para quem vem de Montevidéu, esta é a região onde está a Casapueblo. É um bairro francamente residencial, com poucos restaurantes e serviços.

No Cumbres Art Hotel não há um quarto igual a outro neste que é um dos hotéis mais encantadores de Punta. Da piscina se vê a Laguna del Sauce e o mar. No inverno, por sua localização no alto da colina, transforma-se num gostoso hotel de montanha.

La Barra

A 10 km do centro, passando a ponte ondulada, começa o trecho que mais ferve no verão. Fique aqui se você quer passar o dia na muvuca de Playa Montoya ou Playa Bikini – ou se quer aproveitar o mar protegido da Playa de la Posta.

Na temporada, quem se hospeda na Barra evita os engarrafamentos para chegar até lá.

O Hostal de la Barra tem jeito (e preço) de pousada permite que você more no meio da muvuca: restaurantes, balada e até praia estão na porta. O barulho da rua pode incomodar.

O La Posta del Cangrejo é tão tradicional, que acabou dando nome à prainha em frente – a acochegante Playa de la Posta. Todo branquinho, em estilo mediterrâneo (os móveis, porém, são um pouco antiquados).

Já o Mantra disputa com o Conrad o título de mais famoso entre os brasileiros. O hotel fica a três quadras da praia – mas tem um (bochinchado) parador à beira-mar. O cassino funciona de dezembro a março.

com jeito de condomínio de praia, o Las Olas Resort tem apartamentos com cozinha completa e dispõe de parquinho para as crianças. Apês e piscina têm vista para o mar. Fica pertinho da Playa Bikini.

José Ignacio

A 35 km do centrinho da Península, José Ignacio funciona como uma anti-Punta (rústica, horizontal, pé na areia), mas com o nariz ainda mais empinado do que a vizinha. No verão, José Ignacio vira a Trancoso de Punta.

O primeiro hotel de luxo do centrinho de José Ignacio é o Playa Vik, à beira da prainha Mansa e traduz à perfeição o espírito do lugar -- com uma arquitetura que usa materiais naturais e se integra à paisagem. Obras de arte valorizam os ambientes. Cada casa no entorno da sede tem sua própria cara.

No miolinho da vila, a Posada del Faro compensa a área reduzida com o maior índice de charme por m² do pedaço. Você vai se inspirar nela quando fizer sua casa de praia…

Fora da vila (na direção de Punta), o Cdl tem conceito originalíssimo: funciona em quatro containers justapostos e reformados. Os hóspedes têm bicicletas à sua disposição para ir ao centrinho e à praia.

Fora da vila, na direção de Garzón, o Arenas de José Ignacio tem arquitetura contemporânea e uma ótima piscina; o La Viuda de José Ignacio se caracteriza por quartos superconfortáveis (alguns com hidro) e uma curiosa piscina côncava; a Posada Azul Marino deixa o hóspede entre a mata e a areia, em ambientes serenos em que predominam branco, cinza e preto; e a Casa Suaya, pé na areia num trecho deserto de praia,
dispõe de quartos envidraçados, com decoração que privilegia o branco.

3 comentários

Renata
RenataPermalinkResponder

Em La Barra, é fantástico ficar na Casa Zinc, pousada vintage e ao mesmo tempo moderna, onde vc se sente em casa, com atendimento ótimo e café da manhã delícia! Vale a pena! smile

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Oi Bóia!
Estou pretendendo me hospedar no hotel Atlântico no período de 15 a 19 de dezembro de 2017. Meu receio é que o hotel não tem estacionamento e eu estarei de carro alugado. Gostaria de saber se é fácil estacionar nas proximidades do hotel nessa época do ano ou se há estacionamento pago próximo ao hotel. Desde já agradeço a ajuda.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Há estacionamento fácil na rua.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar