La Huella

Onde comer em Punta del Este

Punta del Este: onde comer

É neste item que Punta del Este se mostra mais sazonal. Só os restaurantes mais tradicionais do centro abrem o ano inteiro. Por isso, sempre é bom ligar antes – na temporada, para conseguir lugar; e fora de temporada, para ter certeza de que está aberto naquele dia.

As contas em Punta del Este costumam vir em pesos uruguaios, dólares, pesos argentinos e reais. Vale a pena pagar a conta com cartão de crédito — você ganha um desconto de 22%, que compensa o IOF brasileiro de 6,38% e ainda permite que você deixe os 10% de gorjeta (leia mais sobre pagamento em cartão aqui). A propósito de gorjeta: em alguns lugares você vai poder incluir o serviço no cartão, mas na maioria vai precisar deixar em dinheiro (pode ser em reais, não tem problema). Pergunte na hora de pagar.

Ah, sim: o espírito de Punta del Este está sintetizada numa bebida: o clericó, sangria de vinho branco que entrega Punta num gole. Não deixe de provar.

Centro: Porto & arredores

É a região onde mais restaurantes estarão abertos o ano inteiro.

Lo de Tere

O restaurante com o DNA de Punta é o Lo de Tere (Rambla del Puerto e Calle 21, tel. 598/4244-0492), localizado entre os bares do pôr do sol e o porto (os pratos clássicos são o carpaccio de polvo, a merluza negra e o ravioli negro com camarões).

O Boca Chica (Calle 11 e Rambla Artigas, tel. 598/4244-3060), junto ao porto, é outro clássico, com um bistrô e uma churrascaria (além de uma galeria de arte e da disco Dolce Vita).

Baretto

Saindo um pouco da orla, escolha entre a cozinha mediterrânea do Lo de Charlie (Calle 12, 819, tel. 598/4244-4183), as especialidades bascas do Gure-Etxe (Virazón e La Salina, tel. 598/4244-6858, as massas e o piano ao vivo do tradicional Il Baretto (Calle 9 e 10, tel. 598/4244-5565) e o excelente custo x benefício em pescados e frutos do mar do Cuatro Mares (Capitán Miranda e 2 de Febrero, tel. 598/4244-8916), perto do hotel Atántico. Se for passear pela Gorlero, não deixe de entrar na confeitaria Les Delices, outro logotipo de Punta (Calle 20 e 29, tel. 598/4244-3640).

Cuatro Mares

Para assistir ao pôr-do-sol há uma quadra inteira de restaurantes com mesas no calçadão da Rambla Gral. Artigas, entre Calle 27 e Calle 28. Na temporada, o ideal é reservar com antecedência uma mesa na fila debruçada no mar (ou na varanda). Para mesas junto ao mar, escolha entre El Tonel del Puerto (tel. 598/4244-9880), El Secreto (tel. 598/4244-8773) e Guappa (tel. 598/4244-0951). Para vista alta e desimpedida, reserve uma mesa na beirada da varanda do segundo andar do Virazón (tel. 598/4244-3924).

O agito da noite, porém, é no portinho, onde comandam a cena o pub Moby Dick (tel. 598/4244-1240) e o bar-restaurante Soho (tel. 598/4244-7315). A noite começa tarde em Punta: não espere agito antes da meia-noite.

Bosque & Mansa

Fora do centrinho, considere a ótima churrascaria El Novillo Alegre (Av. Roosevelt e Parada 8, tel. 598/4248-4614) — um dos poucos bons restaurantes de Punta onde os preços não são indigestos –, o italiano contemporâneo L’Incanto (Av. Pedragosa Sierra e La Paloma, tel. 598/4249-3939) e a cozinha francesa ortodoxa do La Bourgone (Av. Pedragosa Sierra e Av. Del Mar, tel. 598/4248-2007).

La Barra

O centrinho de La Barra é um corredor (engarrafado) de lanchonetes, cafés e bares-baladinha despretensiosos, que são a cara da moçada assídua do verão. Por ali estão a chiviteria Rex (tel. 598/4277-1504), o café Flo (tel. 598/4277-1481), a creperia Crepas e o bar-restô-galeria Hay Agite (tel. 598/4277-3842).

La Barra

A novidade do verão 2016 é a chegada do shopping Oh! La Barra, que também tem restaurantes e cafés (ainda não visitamos).

No acesso à Playa de la Posta há dois restaurantes mais caretas com vista para o mar: a Posta del Cangrejo (tel. 598/4277-0021) e o Le Club (tel. 598/4277-2082).

Cactus & Pescados

Na entrada da Playa Bikini, escolha entre três ótimos lugares para comer frutos do mar: o peruano (caro!) Sipan (tel. 598/4277-5717), o Fish Market (tel. 598/4277-4431) e o longevo Cactus y Pescados (tel. 598/4277-4782).

No interior da Barra, na região das estâncias, o restaurante da Bodega Narbona (Ruta 104 e Camino del Golf, tel. 598/4410-2999), original de Carmelo, prepara carnes e pratos mediterrâneos em meio a vinhedos.

No caminho de volta para a Península, uma parada no Medialunas Calentitas (no trevo de acesso à ponte ondulada, tel. 598/4277-2347) é obrigatória, nem que seja para levar umas para o hotel.

José Ignacio & Garzón

Ao sair para jantar na Barra ou José Ignacio, lembre-se de que pode haver blitz de lei seca na volta na Península.

La Huella

O parador La Huella (tel. 598/4486-2279) é talvez a barraca de praia mais charmosa do planeta. Na temporada, reservas são mais do que essenciais.

Escondidos no mato, dois restaurantes proporcionam a experiência rústico-chic de José Ignacio no jantar: o Marismo (tel. 598/4486-2273) e o Namm (tel. 598/4486-2526), ambos com mesas no chão de areia (ou pedrinhas).

Foodies de carteirinha, porém, vão precisar reservar o El Garzón (tel. 598/4410-2811), restaurante de Francis Mallmann, o mestre do preparo em caixa de ferro em fogo alto, em parceria com a vinícola Finca La Anita. Fica no povoado Garzón, 40 km depois de José Ignacio.

Passagens mais baratas para Punta del Este no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue carro em Montevidéu na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões em Punta del Este com a Viator

11 comentários

Super Tnks viajenaviagem, não viajo sem consultar!!!
Tive experiências meio desanimadoras nesta temporada ate o momento…
Virazon – cobram o IVA… ao preço do cardapio, acrescentam o imposto para depois tirar. Pão velho na salada. Mesmo assim vlw.
La Palenque – não tinha picanha…dá pra acreditar…vai comprar no super em frente rsrs
Bolinho de bacalhau sem bacalhau
E garçom folgado que não levou 10%

Indicado:
La Loma – muito bom, tostado e liquado
Medialuna Calientitas – de levar p o hotel, tem razao o Ricardo.

Lo de Tere – garçom mal humorado , serviço descuidado e destaque para a excelente sopa de cogumelos que , embora pedida para duas pessoas , foi servida apenas 1 porção ( esse é o nível do cuidado no serviço)
Ok , baixa temporada e domingo à noite
Mas restava a opção de não abrir ao invés de fazer feio , não acham ?
No mais , beeeemmmm básico e overpriced . Afinal como justificar uns pãezinhos duros requentados por 50,00 reais ? Massas sem criatividade
Ficou uma dúvida no ar : do que será feito o tal caviar negro do Rio da Prata que custa mais caro do que uma lata de beluga na Harrods em Londres ?

Segui a indicação do restaurante Lo de Tere e fiquei decepcionado! Comida básica com preços astronômicos… sem o menor sentido! Comi o Rack de Cordeiro, minha esposa foi de Merluza negra e tomamos um vinho de meia garrafa… deixamos 500 reais!!! Não vejo problemas em pagar caro, mas deve ser algo que justifique e este restaurante está longe de fazer jus ao preço cobrado… enfim, só mais um engana turistas!!! Fica a dica!

Ricardo,
Como ja comentei fomos ao Lo de tere q vc recomendou e nao gostamos do serviço e nem tanto da comida tampouco. Mas achamos que o padrao do Uruguay era aquele. Que nada!!! Acabamos de passar a noite de anatal no El Mercado e esse sim, foi per-fei-to!! Serviço, comida, ambiente e ate preço! Recomendo 100%!!

Bom dia! Por favor gostaria de saber se no período de 18 a 23 de Março, seria melhor eu escolher ficar em Punta no fim de semana (18 – 20) ou nos dias próximos à Páscoa (ex. 21-23)? Digo isso com relação a maior numero de restaurantes e bares abertos, e outras possíveis atrações? Obrigada.

    Olá, Mirella! Punta na Páscoa é mais Punta; é o último suspiro da temporada.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.