Enotel, o único all-inclusive de Porto de Galinhas

Enotel, Porto de Galinhas

Aberto em 2006, 0 Enotel foi o primeiro resort de grande porte a abrir em Porto de Galinhas fora do enclave de Muro Alto. E desde que o pequeno Serrambi Resort deixou de ser administrado pela rede italiana Ventaclub, o Enotel tornou-se o único all-inclusive da região.

Pertencente a um grupo português com outros hotéis na Ilha da Madeira, o Enotel brasileiro operou durante alguns meses de 2009 sob a bandeira espanhola Riu (um dos gigantes mundiais do all-inclusive), mas a parceria logo desfeita. No primeiro semestre de 2014 o hotel tornou-se um complexo, com a inauguração do Enotel Acqua Club (ainda não visitamos). Ambos hotéis funcionam também no esquema de time-sharing.

A localização

O Enotel se situa entre Muro Alto e o centrinho vila Porto de Galinhas, na praia do Cupe. São pouco mais de 3 km até a vila. São pouco menos de 60 km até o aeroporto do Recife.

A praia

Enotel, Porto de Galinhas

O trecho da costa onde o Enotel está é bonito mas perigoso. A praia tem ondas (chega a sediar etapas de campeonato de surf) e repuxo. Para entrar n’água é melhor ir à praia da vila (3 km para a direita, sul) ou para o Pontal do Cupe (3 km para a esquerda, norte).

As instalações

Enotel, Porto de Galinhas

Há um prédio central onde estão a recepção, o bar do lobby, o teatro, a sala de ginástica, o spa e o acesso ao centro de convenções. O lobby tem decoração moderninha, quase starckiana.

Duas alas laterais, perpendiculares à praia, contêm os apartamentos, distribuídos em quatro blocos com elevador. Há um bloco avançado, paralelo à praia, onde estão os restaurantes. O kid’s club fica na parte da frente, junto à piscina. As quadras esportivas (se espalham por trás e nas laterais do terreno.

Enotel, Porto de Galinhas

Os apartamentos

Enotel, Porto de Galinhas

Só no resort original (sem contar novo o Acqua Club) 348 apartamentos, decorados como num hotel moderno de cidade. 212 estão nas categorias “Superior” e “Luxo” e são idênticos: têm 41 m² e sacada (a diferença dos “luxo” é ter vista para as piscinas), e acomodam casais com bebê. A TV é convencional e o frigobar vem abastecido com água e refrigerante. Os apartamentos com vista para o mar são os “Master” e têm 60m². Há apartamentos quádruplos (de 41 a 52 m²) chamados “Family” que podem ter três ou quatro camas.

Consulte tarifas do Enotel Convention & Spa com valores exclusivos para cadastrados no Zarpo
Consulte tarifas do Enotel Acqua Club com valores exclusivos para cadastrados no Zarpo

Enotel, Porto de Galinhas

As piscinas

Enotel, Porto de Galinhas

O hotel tem dois parque aquáticos. Um, “interno”, enclausurado entre os blocos da recepção, dos apartamentos e do restaurante. É uma área própria para quem quer sossego, mas não há vista para o mar. A piscina principal fica à beira-mar e é onde acontecem as atividades. Tem bar molhado e, nos arredores, quiosques copiados do Nannai.

Enotel, Porto de Galinhas

Enotel, Porto de Galinhas

Enotel, Porto de Galinhas

Kid’s club

Enotel, Porto de Galinhas

Fica do lado esquerdo da piscina. Tem salinha e um pequeno playground na grama.

Refeições

Enotel, Porto de Galinhas

O hotel funciona no sistema all-inclusive. O restaurante principal serve as três refeições em buffet. Há buffets de lanchinhos em dois bares de piscina — o da piscina externa e o do complexo interior.

Os restaurantes à la carte são três: um português, um nordestino e um asiático. Funcionam mediante reserva (informe-se ao chegar sobre a antecedência necessária).

Enotel, Porto de Galinhas

Enotel, Porto de Galinhas

Bebidas

Em 2010, os refrigerantes eram Coca-Cola, e o chope, Sol. Se este item for essencial para a sua escolha, recomendo ligar diretamente para o hotel e informar-se sobre o acordo vigente. Para as caipiroskas você pode pedir vodka Smirnoff. Entre os whiskies incluídos há Red Label.

A sala de ginástica

Enotel, Porto de Galinhas

Fica no prédio principal, nos fundos do terreno.

O spa

Enotel, Porto de Galinhas

Muito bem montado, junto ao bloco central, tem um belo balneário, incluindo caminho de pedras. Longe dali, à beira-mar, há um belo quiosque de massagem.

Enotel, Porto de Galinhas

Entretenimento noturno

Há shows noturnos no (enorme) Teatro Amália Rodrigues e também uma boate.

Os passeios

São operados pela Luck, o receptivo da CVC em Pernambuco. Em 2010, o city tour a Recife e Olinda saía R$ 40; o passeio à praia dos Carneiros em catamarã, R$ 50. Cabo de Santo Agostinho (com barco e bugue), R$ 99. Guadalupe e ilha de Santo Aleixo (com catamarã), R$ 65. Caruaru com Nova Jerusalém, R$ 99. Maragogi, R$ 45 (o passeio às Galés é pago à parte). Espere pagar um pouco mais caro por todos eles.

Como em praticamente todos os destinos do Nordeste, recomendo fortemente alugar um carro e fazer os passeios por conta própria. As distâncias são curtas (Olinda a 70 km, Cabo de Santo Agostinho a 30 km, Carneiros a 60 km, Itamaracá a 90 km) e em três pessoas já sai mais barato do que o passeio organizado.

Um cantinho

Enotel, Porto de Galinhas

Os quiosques entre a praia e a piscina, bastaaaaante inspirados nos do Nannai.

O hotel Enotel, em Porto de Galinhas…

  • É para você: que quer ir a Porto de Galinhas mas não quer passar o dia inteiro fora do hotel fazendo passeios.
  • Talvez não seja pra você: que não vai ficar a maior parte do dia dentro do hotel em Porto de Galinhas, ou que faz questão de uma praia tranqüila no próprio hotel.

Enotel, Porto de Galinhas

Leia mais:

Passagens mais baratas para Recife no nosso parceiro Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Tarifas exclusivas para resorts em Pernambuco no Zarpo

Faça seu Seguro Viagem na Mondial Assistance

Alugue carro em Porto de Galinhas na Rentcars em até 10 vezes

278 comentários

olá!!! alguem poderia tirar uma duvida minha,pois é minha primeira vez em um resort, vou ao enotel este mes e gostaria de saber a respeito das toalhas do hotel,se posso usar na piscina e na praia e se eles trocam assim que solicitado,ou se tenho que trazer de casa, pois vou levar minha filha de 1 ano e sempre precisamos de uma.muito obrigada…paula obs:gosto muito deste site e obrigada gerusa depois da sua mensagem estou mats otimista quanto ao hotel…

    Olá, Maria Paula!

    Haverá toalhas no seu quarto, que serão trocadas todos os dias se você quiser (veja as instruções no banheiro).

    Para a piscina e para a praia há toalhas específicas, que você pega num quiosque normalmente localizado próximo à piscina. Deve haver um cartão para retirada dessas toalhas; quando não devolvidas, são cobradas.

    Não é preciso levar toalhas de casa.

Como prometi voltei para relatar a minha experiencia…Estive no Enotel do dia 22/02/11 ao dia 01/03/11…Eu, meu marido, minhas duas filhas ( 10 meses e 04 anos ) e minha baba…E simplesmente AMEI!!! O hotel estava bastante cheio e mesmo assim nao deixou a desejar…

Estrutura: muito boa, otimas piscinas, otimos quartos…Tudo sempre limpo e arrumado…Pedi por um quarto conjugado e fui atendida prontamente…Nada a reclamar…A copa baby nao eh tao organizada assim, mas dispoe de leite em po, mucilon, aveia , chocolate,frutas, microondas e geladeira…Ah, e esta presente em todos os andares do hotel…

Alimentacao: Muito boa, pra nao dizer excelente…O restaurante Papoula sempre com comida muito gostosa e variada…Fui nos tres restaurantes tematicos ( Japones: nota 8 pela pouca variedade em sushis e por nao ter sashimi, mas com um salmao maravilhoso…Nordestino: Nota 10, experimentem o file mignom com baio de dois, eh muito bom…Portugues: Nota 1000, um bacalhau dos deuses…Amei! )…Consegui facilmente reservar os restaurantes com um dia de antecedencia…O que deixa um pouquinho a desejar eh o chopp, que nunca estava muito gelado, mas nada que um frisante nao tenha me feito esquecer rs rs…

Atendimento: TODOS os funcionarios sao muito solicitos, impressionante, todos os meus pedidos foram prontamente atendidos…

Entretenimento: Minha filha de 4 anos adorou o Kids Club, dancou, brincou, se divertiu…Toda noite tem alguma atracao diferente organizada pela equipe de animacao, no geral foi bom…

Voltei pela segunda vez e espero ter a chance de voltar outras vezes…Super indico…Espero ter ajudado…

Estive lá por 10 dias em dezembro 2010 e não gostei. Você paga por um hotel 5* ( é mais caro que o maravilhoso Iberostar Bahia ) e se hospeda num 3*. Acho que cabe na lista de resorts de segunda linha que o Riq fala.

O pior é o quarto. Cama com aquela depressão no meio, móveis todos lascados, e o pior: o banheiro além de sujo estava super mofado. Reclamamos e fomos colocados numa das suítes maiores com vista pro mar. O quarto é melhor, mas como fica ao lado da escadaria que dá para os restaurantes é super barulhento, e não já roupa de cama para as camas king size, colocaram dois lençóis com a junta na horizontal ( !!! ). As cortinas tinham umas manchas estranhas e apesar de ser um quarto não fumante, o cheiro de cigarros no banheiro era fortíssimo.

Só conseguimos ir ao restaurante nordestino, tentei fazer reserva para o português um dia as 6:20 da manhã e o funcionário riu e disse que 5:40 a fila já estava no fim do lobby. Aliás, em plenas férias eu tinha que acordar as 6 da manhã pra reservar guarda-sol e cadeiras, apesar de proibido. O restaurante buffet, apesar de não ser muito variado, é muito bom, a comida é bem-feita e de boa qualidade. Achei melhor que o restaurante nordestino, aliás.

O único banheiro perto das piscinas era o ao lado do restaurante e estava sempre imundo, nojentão mesmo. A piscina grande de frente para a praia esteve sempre suja e nos nossos 10 dias por lá, nunca vimos o fundo dela, até fiz fotos pra colocar no Tripadvisor. A praia é muito bonita mas de repuxo, íamos bem cedo para tomar banho de mar. Na praia, bem ao lado do hotel, ficam uns bugueiros oferecendo passeios, e pelo mesmo preço do passeio de 4 horas no hotel, fizemos um de 8 horas ( dia inteiro ) e não tivemos problema algum.

Uma coisa positiva foi o bar da piscina. Mesmo com o hotel bastante cheio os drinks não demoravam muito e eram bem saborosos, com bebidas de boas marcas. Havia água de côco ( engarrafada ) à vontade e refrigerantes também. Infelizmente não posso dizer a mesma coisa do bar da recepção, apesar dos drinks serem bons, o ambiente era ruim, colocaram computadores ao lado do bar e esse vivia cheio de crianças, e além de achar que lugar de criança não é em bar, ficava difícil relaxar e apreciar seu drink com tanta algazarra.

Enfim, eu achei que se eu pegasse uma super promoção e pagasse a metade do preço do Iberostar Bahia, daria pra aguentar, mas como não foi esse o caso, me senti enganada. Fui para o Iberostar na mesma época num ano anterior, o hotel estava lotado, mas não encontramos nenhum dos problemas que encontramos no Enotel.

Não voltaremos.

Estive no hotel com meu marido na semana do dia 25/01/2011. Ja tinha lido algumas resenhas, mas fui sem maiores expectativas.

O check in foi rapido, e meu quarto estava pronto em 1 hora, mas dias antes meus amigos tiveram um big problema, o quarto deles foi entregue somente as 19hs!!

O hotel está numa praia muito bonita, apesar do mar ser bravo e com correntezas, dependendo da maré e da lua ele pode se tornar uma praia deliciosa. Tive a sorte de ver isso acontecer nos dois primeiros dias.

A piscina principal é para quem gosta de agito mesmo, e a do meio para que nao gosta do agito, nao tem vista para o mar o que é uma pena. Enfim existe uma faixa de areia entre o mar e a piscina principal onde ficam as tendas que é muito gostosa. Nada que um IPOD nao resolva quando a agitaçao começa. srsrrs

Fiquei num quarto superior, ou seja sem vista para piscina. Aconselho não ficarem no primeiro andar que tem ligaçao entre o lobby e a piscina, é um lugar de passagem e super barulhento. Aliás essa é minha maior reclamação. A acustica do quarto em relação ao corredor é péssima. Se vc tiver um vizinho sem educação (como o que eu tive) que resolve papear meia noite na porta do quarto, vc está perdido…

A limpeza foi um ponto alto, sempre que eu voltava o quarto estava com cheirinho de limpeza. E as camareiras sempre muito educadas.

Minha reclamação de limpeza fica quanto ao banheiro do restaurante principal. Sempre com papeis no chão e molhado pelas pessoas que utilizavam direto da piscina. Por diversas vezes solicitei que alguem fosse limpá-lo.

Em todos os bares sempre tinha uma Salton geladissima pronta para ser servida. As bebidas estavam ótimas. Sem a menor miséria. Inclusive destaco uma estação na praia com agua, agua de coco e refrigerantes

Quanto a comida também achei ok, bastante variedade. Nada que peguei deixei de comer por que estava ruim. Todos os dias tinhamos peixe e camarão. Para eu que adoro salada, faltava variação de folhas, mas acho que isso é meio frescura… rsrs. As sobremesas apesar de bonitas achei meio sem sabor. Apesar que o bolo de rolo do café da manha era um espetáaaculo.

Os restaurantes para marcar na verdade são 3. Nordestino, Oriental e Português. Comemos nos tres e acho que todos deixaram a desejar em um ponto, exceto o Nordestino. O Oriental chegava com todos os pratos frios (é o unico deles totalmente a la carte). O polvo do Português estava uma borracha, mas minha espetada estava ok.

Enfim acredito que o hotel está passando por transição, sempre tinha pessoas do administrativo passando pela piscina, retirando restos de pratos, chamando atenção (discretamente) de funcionarios. Enfim, preocupados com o hotel.

Aaaaaa, se vc num tem paciencia, fuja das pessoas que querem fazer pesquisa com voce. Eles te dão uma massagem ou passeio e vc perde um tempão escutando sobre o plano de férias deles… enfim eu não fui, mas tinha bastante gente assinando contrato lá.

Acredito que foi um bom custo benefício. E voltaria. 🙂

Estive no Enotel em marco/2007 e na epoca fiz o pacote soh com cafe da manha ( isso era possivel, agora nao eh mais) e gostei muito…Uma otima estrutura e um bom servico…Estarei voltando agora em fevereiro e espero nao me decepcionar…Estou um pouco apreensiva pois vou com criancas pequenas…Depois volto pra contar minha experiencia…Obrigada a todos pelas dicas.

Eu fui no enotel em junho 2010 e gostei muito – acho que foi a melhor experiencia em resorts que tive .

Achei as instalações excelentes, com quartos amplos e limpos.A decoração , tanto dos quartos como do lobby da recepção é muito caprichada. Fiquei em um quarto térreo, com acesso às piscinas.
As piscinas são muito boas e enormes, com vários nichos e profundidades diferentes, o que a torna interessante para crianças e adultos. O pessoal da animação ( pelo menos no periodo em que estive) é discreto, e isso permite que seja possível usar a piscina com paz.
O serviço sempre foi bom, com atendentes simpáticos e educados.
A comida achei muito boa, com muita variedade e qualidade, mesmo no buffet comum. Sobremesas ótimas. Bem melhor que Sauípe e Costão do Santinho , por exemplo. Os snacks também eram gostosos.
O único senão do hotel fica pela praia na frente, que como o Ricardo explicou , é muito perigosa. Mas fui até a Ponta do Cupe ( uns 40 min de caminhada ) e é uma praia muito agradável para entrar.

De maneira geral, aprovei o Enotel, e gostaria de voltar para lá!

Estive no Riu Enotel no mês novembro 2010, durante dez dias. Posso dizer que eu e minha família passamos dias muito agradáveis no local. Descansamos. Aproveitamos. Meu filhote, então, nem se fala.
Contudo, gostaria de passar algumas informações sobre o resort, que deixa a desejar em alguns aspectos, que, na minha opinião, são considerados básicos para um estabelecimento que “se intitula” 5 estrelas. Sabemos que nenhum resort é perfeito, mas são os pequenos detalhes que fazem a diferença. E são eles que podem fazer o cliente voltar ou não.

Check-in: inícia às 14 horas. Chegamos meio dia passado. Fomos informados do horário de entrada, mas liberados para circular nas dependências, inclusive no restaurante. Muitas famílias também foram chegando nesse período, sendo encaminhados aos respectivos quartos. Os nossos ainda não estavam prontos. Passados das 14 horas, apenas um dos nossos dormitórios já estava disponível. O outro foi liberado depois das 15 horas, mas não sem um pouco de discussão. O que mais nos aborreceu foram as atitudes não tomadas pelo hotel. Em nenhum momento vieram nos contatar para informar que o estava ocorrendo. A informação era sempre que o quarto estava sendo higienizado. Quando pedimos providencias, informaram que o quarto não tinha sido desocupado e que não havia outro na mesma categoria para nos oferecer. O tal supervisor ficou indignado com a nossa atitude, porque ele não podia fazer nada se o hóspede anterior não tinha liberado o quarto no horário. Nos informando que poderíamos fazer o check-out após o horário também. Imagina se iríamos prejudicar outras pessoas, tendo em vista o ocorrido conosco na chegada. Enfim, quarto liberado sem ao menos um pedido de desculpas.

Alimentação: a comida é muito gostosa. Entretanto, há pouca variação de um dia para o outro e poucas opções no mesmo dia. Acaba se comendo praticamente a mesma coisa durante a estada.

Serviço: o pessoal é, em geral, muito simpático. Mas lento na realização de qualquer atividade. Percebe-se claramente a falta de treinamento.

Limpeza: acreditamos ser o ponto mais fraco. Deixa muito a desejar. As louças dos restaurantes não são bem lavadas. A higienização dos quartos é bem superficial. Nos dez dias que ficamos hospedados, os lençóis foram trocados uma vez. Nas áreas das piscinas não havia limpeza de um dia para o outro. Acabávamos encontrando mesas e cadeiras com restos de alimentos. As áreas comuns, como corredores e escadas, também não eram limpas. Para se ter uma idéia, em um dos degraus que passávamos diariamente havia um pedaço de bolacha, que ali permaneceu durante os dez dias. Assim, como tocos de cigarros, copos plásticos e pratos com restos de comida. Está certo que nada deveria estar ali, mas se estava…

Acomodações: ficamos em um quarto bem amplo de frente para o mar. Com duas aberturas, sendo uma sacada. Não há local para pendurar roupas. Não há serviço de quarto. O frigobar é abastecido a cada dois dias, o que nem sempre acontece. Neste quarto há interligação com outro, através de uma porta, óbvio. E foi nela que aconteceu a cena mais bizarra das férias. Estávamos deitados, descansando após o almoço. Meu marido e meu filho dormiam, eu lia uma revista, quando alguém abre a porta de comunicação e entra no nosso quarto. Olha para nós e sai fechando a porta. Ao verificar a porta, observei que ela estava estragada e não trancava. Imediatamente comuniquei a recepção. Aquele mesmo supervisor do check-in (que já deu para perceber que não gosta de reclamações), me disse que só nós podíamos abrir aquela porta. Mais um monte de blá, blá, blá…Conclusão: alguém da manutenção iria logo consertar. Passadas algumas horas, solicitei novamente providências, até que apareceu o responsável. Aproveitamos para pedir que consertasse a nossa porta de entrada, que para abrir e fechar só com batidas estrondosas. O cara tentou de tudo que é maneira e disse que voltaria com outro equipamento em seguida. Estamos esperando até hoje. Falta manutenção periódica nos quartos. Há cheiro de esgoto nos banheiros. As camas são king size, mas os lençóis não são compatíveis. Ao menor sinal de movimento, eles se soltam e ficamos em contato direto com o colchão. Um hóspede português nos comentou que no quarto dele não havia cofre. Ele teve que solicitar um, que foi retirado de outro lugar para ser colocado no dele.

Atividades: durante o dia são praticamente as mesmas. Às 9h tem o desafio. Às 10h o jogo europeu. Às 11h hidro. Ao meio dia uma aula de dança na piscina e volei na água. À tarde tem futebol na grama ao lado das piscinas. À noite tem shows em alguns dias da semana (bem elaborados se comparados aos do Ibero Star). Há bingo e um quiz musical. A boite funciona de duas a três vezes por semana. Fomos em um dia que deveria ter no máximo umas vinte pessoas. O espaço é bem amplo. Mas não posso informar se em outros dias a freqüência era maior.

Academia: muita gente indignada. Equipamentos estragados. Apenas duas esteiras simples. As bicicletas em número maior, mas apenas uma funcionava. Não havia nenhuma auxilio no local.

Mini Golfe: Sem manutenção. Mal cuidado. Faltando peças. Grama alta.

Copa do bebê: existe uma em cada bloco e no Kids Club. O acesso é livre. Entrei apenas uma vez na do meu bloco. Tinha umas frutas na geladeira. Nos armários chocolate e leite Ninho fortificado. E uma pia cheia de louças sujas.

Internet: são quatro computadores disponíveis. O acesso é pago. 1 hora por R$ 5,00 e 24h por R$ 20,00. A velocidade é lenta e cai seguidamente. Mas o melhor são os mosquitos. Nos poucos minutos que ficamos no computador, tanto meu marido como eu, saímos cheios de picadas nas pernas. Os mosquitos são presenças constantes em qualquer ambiente do hotel, inclusive quartos e banheiros. Impossível que um resort desse porte não tenha cuidado com essa questão.

Extras: a) Uma loja com vendas de produtos de higiene, roupas, revistas, brinquedos, bolas, presentes, etc.
b) serviço de fotos. Podem ser adquiridas de forma avulsa (R$ 14,00 cada). Ou pode ser contratado um book família (R$ 290,00).
c) No lobby existe o serviço de contratação de passeios. A ida até a Vila de Porto de Galinhas custa R$ 10,00. Um passeio de 4 horas pelas praias próximas custa R$ 120,00 para até quatro pessoas de Buggi. O City Tour Recife/Olinda em um carro com até seis pessoas sai por R$ 250,00 (horário livre). O passeio de jangadas para as piscinas naturais custa R$ 10,00 por pessoa.
d) O hotel oferece curso de mergulho.

Acho que era isso…

Acabei de chegar de lá.
Fiquei entre 08 e 15/01/2011. Não sou nem um pouco acostumado a resorts e nem o cliente padrão deles.Conhecia apenas o Transamerica Comandatuba em duas vezes que fui por motivo de pesca oceanica.
Como tinha alguns casais de amigos que já tinham fechado, acabei indo com minha esposa. Pra dizer a verdade, não gostei!
O esquema All-inclusive te limita muito as opções e te obriga a aceitar as coisas que eles oferecem.
Achei o serviço do hotel péssimo. Não estavam bem preparados e dentro da nossa turma ocorreram vários probleminhas: Check in muito tarde (18:30h), roupa de cama suja (repetidas vezes), quebra de ar-condicionado repetidamente.
O chopp servido na praia estava diariamente quente. Chegamos ao ponto de todo dia cedo irmos até P. de Galinhas comprarmos um isopor de cerveja em lata p/ bebermos algo gelado na praia.
A animação do hotel também deixou muito a desejar. Mas, acredito que seja algo muito mais relacionado a mim do que ao publico frequentador desse tipo de resort.
Achei a comida, tanto do restaurante principal, como dos restaurantes de reserva péssimas!!! Muito ruins!! No entanto que, em uma semana que passamos lá, devo ter jantado não mais que duas vezes dentro do hotel, indo sempre a P.Galinhas a noite.
Qto aos quartos, achei bons. Nada de frescura mas, bem espaçosos e frescos. Acredito que os que tem vista pra piscina devem ser melhores.
Qto às estruturas, não posso dizer muito pois não conheço muitos resorts mas, não vi nada demais no que eles oferecem. Ouvi do próprio gerente, que assumiu há umas tres semanas, Sr. Julio Muñoz, que a piscina é muito pequena p/ a estrutura do hotel. E, que esse tamanho de resort, no resto do mundo, opera com uma ocupação máxima de 800 pessoas mas, aqui no Brasil, como gostam de enfiar até quatro pessoas no quarto, o hotel acaba ficando com 1.100 hóspedes. E sem estrutura adequada p/ recebe-los.

Acho que deveriam criar mais entretenimento ao frequentador da praia, que é diferente do da piscina. Deviam criar mais serviços do que simplesmente colocar os rechauds cheios de camarão fritos a disposição dos hospedes. Enfim, dar mais opções aos hospedes do as que hoje existem.
Desculpe se me alonguei demais.

Eu me hospedei no Enotel em outubro com marido e filho de 4 anos. Tudo muito bom, exceto, o padrão na alimentação dos all inclusive: Água de coco em garrafões de plástico, refrigerante só de máquina e lanches para spas de engorda. O atendimento é cordial, o quarto bastante confortável para casal com filho pequeno e o som no hotel é tecnicamente eficiente.

Estivemos lá em dezembro de 2009. É confortável e bonito. As comidas não eram tão boas como em outros hotéis 5*.

O serviço deixou a desejar, tanto na reposição dos itens de consumo quanto na qualidade dos mesmos. Havia cheiro de esgoto no térreo próximo à entrada dos quartos. Passamos 5 dias lá e o problema não foi solucionado. É um bom hotel, mas nos frustrou ao compararmos com Iberostar Premium da Bahia, onde estivemos um ano antes.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.