Malu e Sylvia em Praia do Forte e Itacimirim

Entre agosto e setembro, as duas melhores praias ao norte de Salvador foram visitadas quase simultaneamente por duas trips de carteirinha.

Tivoli Praia do Forte (foto: Malu Esper)
Tivoli Praia do Forte (foto: Malu Esper)

A Malu esteve no Tivoli Praia do Forte (novo nome do Eco Resort da Praia do Forte, que foi comprado por um dos maiores grupos hoteleiros de Portugal). Elogiou bastante a comida e contou uma novidade: agora há shows todas as noites. Veja o relato completo — com fotos, dicas de trânsfers e de como combinar a Praia do Forte com Salvador — no Filigrana, da Majô.

Pousada Jambo, Itacimirim (foto: Mario Lemos)
Pousada Jambo, Itacimirim (foto: Mario Lemos)

Já a Sylvia foi checar a praia da região que oferece a melhor relação custo x pé-na-areia — Itacimirim, 5 km ao sul. Por ter pego um feriadão no meio da viagem, a Sylvia acabou testando as duas melhores pousadas do pedaço: a Pousada da Espera (a preferida da Eunice) e a Pousada Jambo (a preferida da Adriane Lima). Veredicto: “O legal da Pousada da Espera é o praião pros dois lados da baía, sem bares e barracas; o gramado que emenda com a areia; o café da manhã num deck à beira-mar; as piscinas naturais sempre vazias na frente; o serviço de restaurante até as 22h. O que  falta: wifi, mobilia na varanda, o ar condicionado não é split, rede e cadeira confortável no apê. O legal da Jambo : wifi grátis em toda a pousada ,apês amplos com boa mobilia, tv tela plana, varanda com mesa, cadeiras e rede, piscinas naturais na frente. Mas o muro baixo que separa a pousada da praia coloca um limite, faz com que a gente goste mais de estar na Espera. (Os bares à direita  na praia lotam nos fins de semana, mas não incomodam os hóspedes). A atenção e o serviço em ambas foi`perfeito”.

Vá lá no Filigrana e veja fotos dessas duas pousadas — e também dos encontros (gastronômicos!) da Sylvia com a Eunice, a Adri e o Caetano.

Malu, Sylvia e Majô: obrigadíssimo, meninas!

241 comentários

Bóia, estou com muita dúvida se me hospedo na pousada farol das tartarugas ou refúgio da vila. Por favor me diga qual a melhor.
Alguém já se hospedou nas duas e pode me ajudar?
Obrigada 🙂

    Olá, Thaty! Não podemos escolher pelos leitores. Procure entre as páginas de comentário deste mesmo post que você vai encontrar comentários sobre as duas pousadas.! 😉

Ola, vou para Praia do Forte em novembro com a família, existe algum restaurante self service, ou todos são muito caros? Pretendemos ficar sete dias e não queriamos gastar muito com a comida. Obrigada

    Olá, Danielle! Existem, sim. Tanto na rua principal quanto na lateral. Há também opções por quilo. Todos os restaurantes têm cardápios com preço na porta.

Pessoal, estou precisando de ajuda. Gostaria de saber se a Praia do Forte é para mim. Penso em ir em Fevereiro de 2014 para usar umas milhas que já vão vencer. Não gosto de Resort. Penso em ficar numa pousada e ir à pé para uma praia de água calma. Gosto também de fazer o “footing” à noite. Será que vou encontrar praia de água calma e “footing” em Praia do Forte ? Estarei sem carro. Obrigado.

Vou para Praia do Forte quase todo final de semana, portanto indico o restaurante do Demetrius, o Caçuá. Ele não fica na rua principal, fica numa paralela, mas precisamente no final da rua do Albuergue.
As moquecas são um espetáculo, aliás, tudo é incrível e o melhor, ele consegue ter um preço menos abusivo que a maioria dos restaurantes.
Adoro e indico.

Fui a Pousada Jambo no fim de fevereiro pegando o começo de março. Esta foi uma viagem que fiz meio no tapa. Quase numa clicada só, usei milhas que iriam expirar e reservei o hotel pelas fotos e comentários que li no site de reservas. Tudo na mesma hora e pronto, vamos ver no que vai dar. Nunca viajo assim, sempre venho por aqui pra assuntar, pegar dicas…. mas dessa vez não deu tempo. Queria curtir o marido, descansar, comer, beber e jogar conversa fora. Ah sim, discutir e fechar alguns detalhes, com amigos que nos acompanhavam, sobre nossa viagem à Las Vegas, Lake Tahoe, Napa, e a costa da California de São Francisco até San Diego que faremos em maio. Pra isso precisávamos de internet, o site dizia que a pousada tinha internet gratuita. Tinha e era de boa qualidade, fechamos várias coisas em aberto. Usamos uma salinha delícia e super aconchegante da pousada.
Os donos da pousada estavam sempre presentes e nos atendiam com gentileza. Os funcionários prestativos e simpáticos com um humor invejável. O café da manhã bom, sem os excessos que ninguém dá conta de consumir. Todos os petiscos que pedimos na piscina eram muito bons. Fizemos algumas refeições no hotel por pura preguiça de sair já que alugamos carro para nos dar mobilidade. Já conhecíamos a Praia do Forte e arredores. E estando 4 dias na Bahia o negócio era cair de boca na comida baiana. As moquecas, peixes, siri e camarões que pedimos estavam excelentes. As toalhas de banho estavam endurecidas, comentei com a camareira que fez a troca por outras bem macias, sem que eu pedisse explicitamente.
Agora que venho aqui para trazer essa experiencia super bem sucedida encontro várias citações elogiosas sobre a Pousada Jambo. Só me resta concluir que a Pousada superou minhas expectativas e proporcionou belos encontros inimagináveis.

Voltei para deixar minhas impressões sobre a Pousada Jambo. Em primeiro lugar, tem seu valor ser pé-na-areia, isso é muito legal! Como aspecto a aprimorar, eu diria que ela tem tudo pra ser mais legal ainda com pequenas mudanças: lençois e toalhas melhores, pequenos toques na decoração, na iluminação (um toque de Refúgio da Vila com a localização da Jambo deixaria esta imbatível).. Mas o que precisaria realmente melhorar seria o restaurante. As opções não são variadas e nem caprichadas. Por ex. comemos uma massa com abobrinha e camarões que tinha um sabor de tempero pronto. Então, para realmente a estada ser legal, sugiro o aluguel de carro, para se jantar na Praia do Forte ou outro local. As opções de restaurante são todas distantes, táxi é difícil de chamar e isto não é nada estimulado pelo pessoal da Pousada. O café da manhã também poderia ser mais caprichado (o café da manhã da Beijo do Vento em Arraial, por exemplo, nem tinha tantas opçoes, mas o que tinha era mais elaborado/gostoso). Fiquei cinco diárias em janeiro na Jambo e acho que só em dois dias teve tapioca, apesar de eu pedir todo dia. Nâo é algo tão caro, mas que eu considero um diferencial. Enfim, adorei a estada, indicaria a Pousada, mas acho que a estadia poderia ter sido melhor se nao fosse a questão do restaurante ou se eu tivesse alugado um carro para não ficar “refém” do restaurante da Pousada.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.