Mendoza: às vinícolas, de… ônibus!!! (dica da Maura)

Cavas Wine Lodge, Mendoza

A Maura foi a Mendoza e dispensou os tours organizados e os remises para conhecer as vinícolas. Foi a três bodegas diferentes usando ônibus, que pegava próximo ao hotel. Para os orçamentos apertados (ou para quem prefere usar ônibus, por que não?), as informações são utilíssimas.

De ônibus ou de remis, convém sempre agendar a visita, para garantir o seu lugar.

Vai pela Maura:

Em Mendoza fomos às vinícolas por conta própria, de ônibus. Segue nosso roteiro. Ficamos hospedados no centro da cidade, na Calle Espejo, então íamos até ponto da Calle Rioja, em frente à Universidad del Aconcagua.

Compre um cartão para andar de ônibus. Custa 3 pesos e é só ir reabastecendo em qualquer minimarket. Os ônibus só aceitam moedas.

Luigi Bosca, Luján de Cuyo

Ônibus número 1 no painel superior externo e número 19 painel interno. Diga ao motorista que deseja descer na bodega Luigi Bosca e você fica quase em frente. Chegamos por volta das 13h e marcamos a visita para as 15h. A visita custa 50 pesos por pessoa.

Ruca Malen, Luján de Cuyo

Mesmo ônibus, só que peça ao motorista para descer na Calle Roque Sáenz Peña, onde tem um ponto de táxi que leva à bodega Ruca Malen ao custo de 49 pesos [10 dólares pela cotação das casas de câmbio em agosto de 2012]. Já fique com o número do celular do motorista para ligar na hora de voltar. Agendei a visita e o almoço pelo site – não deixe de agendar, vale muito a pena, apesar de não ser barato. Para voltar, o pessoal da recepção chama o táxi para te levar até o ponto de ônibus.

La Rural, Maipú

Ônibus número 10 no painel superior externo e número 173 no painel interno. Diga ao motorista que você quer descer perto da Bodega La Rural, Felipe Rutini, e ande mais ou menos 1 km até chegar lá. Não agendei a visita, quando chegamos estava começando uma. Lá está localizado também o Museo do Vinho, muito legal esta visita guiada. A degustação custa 50 pesos por pessoa, mas se você comprar vinhos este valor é descontado. Depois ande mais uns 600 metros e faça a visita com degustação de azeites, geléias e patês num armazém muito legal que agora não lembro o nome. Almoce no restaurante Casa de Campo, na calle Urquiza, bem perto da praça.

É bem interessante visitar uma bodega de grande produção e outra bodega-boutique para poder fazer a comparação e ver que o processo de produção é completamente diferente.

Boa viagem a quem for… excelente passeio.

Obrigada pelas dicas, Maura!

Leia mais:

60 comentários

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.