Mundial de Clubes: para ver o Santos no Japão

Hakone, Japão

Ano passado, quando o Campeonato Mundial de Clubes foi disputado em Abu Dhabi, uma legião estimada entre cinco e oito mil torcedores colorados invadiu os Emirados Árabes Unidos. O Internacional deu vexame – não chegou à final, eliminado pelos congoleses do Mazembe – mas a torcida fez bonito, colorindo de vermelho as ruas (está bem: os shoppings) de Dubai durante toda a duração do campeonato.

Este ano muda o cenário e o elenco. O campeonato volta a ser disputado no Japão, e o representante da América do Sul é o Santos. Repetirão os santistas a invasão colorada de 2010? É provável. Se você está considerando assistir a Neymar e Ganso contra Messi, saiba como chegar lá – e aproveitar melhor a viagem.


Kyoto, Japão

Quando e onde

O campeonato acontece de 8 a 18 de dezembro, mas os primeiros dias servem apenas para definir quais serão os adversários de Santos e Barcelona nas semifinais. O primeiro jogo do Santos será no dia 14, em Toyota. A final será dia 18, em Yokohama. Toyota – ou, como os japoneses chamam, Toyota-shi – é o berço da montadora que patrocina a Copa; fica nos arredores de Nagóia, a 400 quilômetros de Tóquio. É preciso pegar o trem-bala a Nagóia (duas horas de viagem); de lá leva-se mais uma hora até o estádio. Já Yokohama fica do ladinho da capital: o percurso de trem dura meia hora.

Asakusa, Tóquio

Por conta própria ou por pacote?

É perfeitamente possível organizar uma viagem a Tóquio para a época do campeonato por conta própria. Pode-se chegar por inúmeras rotas (Estados Unidos, Canadá, México, Dubai, Qatar, Europa) e ainda não há dificuldade em reservar hotéis para a época do campeonato. Passagem e hospedagem (dividindo um hotel econômico, tipo os da rede Toyoko Inn, pode trazer o custo inicial da viagem bastante abaixo dos US$ 4.000. Ir de pacote, no entanto, traz duas vantagens – uma emocional, outra racional. A vantagem emocional é estar sempre entre santistas e transformar a viagem numa farra. A vantagem racional é garantir os ingressos dos jogos. Ano passado isso se revelou irrelevante, já que o torneio não despertou o interesse local e havia ingressos à venda até a hora do jogo. Mas no Japão será diferente: o público é ávido por futebol. E contra o torcedor santista ainda pesam dois fatores: o adversário do primeiro jogo pode ser japonês (o time anfitrião está na mesma chave), e Neymar já tem estatura mundial de craque. Os ingressos para o público ainda não começaram a ser vendidos; caso você vá por conta própria, fique ligado no site oficial do torneio.

Loja da Prada, Tóquio

Como é pacote oficial

A agência de viagem do Peixe, a Santos F.C. Tour, está fazendo uma operação conjunta com a Freeway Sports, que tem a experiência de já ter atuado ano passado no Mundial de Abu Dhabi. Os preços variam entre US$ 5.500 (onze dias de viagem, oito noites em acomodação dupla com café da manhã, voando American Airlines – ida por Dallas, volta por Nova York) e US$ 6.500 (quinze dias de viagem, doze noites em acomodação dupla com café da manhã, voando Qatar Airways, via Doha). Os traslados estão incluídos, assim como um almoço no Boteco da Vila que será montado em Tóquio. Os ingressos serão cobrados à parte, pelo valor oficial, sem sobretaxas (os preços ainda não foram divulgados). Todas as noites de hospedagem serão em Tóquio, no hotel Keio Plaza, que fica no muvucado bairro de Shinjuku, coladinho à estação do metrô. Para maiores informações, acesse santosnojapao.com.br.

Metrô de Tóquio

Para aproveitar Tóquio

O segredo de curtir Tóquio é aquilo que ingleses e americanos chamam de “serendipity” – a mágica de tirar proveito das coisas que acontecem ao acaso. Não perca tempo tentando achar endereços específicos: sem um mapa detalhado, nem um toquiota da gema consegue se achar na sua cidade. O melhor é esquadrinhar a cidade pelas estações principais do metrô, e se deleitar com o que encontrar pelo caminho.

Japan Rail PassJapan Rail Pass, o passe campeão

Para tirar o máximo proveito da sua viagem ao Japão, faça antes de sair do Brasil um Japan Rail Pass. É o passe com o melhor custo-benefício do planeta: por US$ 360 (praticamente o preço de uma passagem de ida e volta a Kyoto) você tem direito a sete dias consecutivos de viagens de trem na Japan Rail – incluindo os trens-bala – e, de quebra, ainda usa na faixa a linha mais importante do metrô de Tóquio, a linha Yamanote. Você pode usar o seu passe para visitar os templos de Nikko (duas horas), passar um dia na cidade imperial de Kyoto (duas horas e vinte minutos) e dar um pulinho à Disneyland Tokyo (15 minutos). Para ver o Monte Fuji, vá num dia claro até Odawara (35 minutos), onde você compra o passe para percorrer o parque de Hakone, que proporciona as melhores vistas do venerável Fuji-san. Mesmo na segunda classe (“ordinary”) você pode fazer reserva gratuita de assento; basta se dirigir ao guichê de estrangeiros nas estações. O passe é vendido por agências de viagem e é preciso ser comprado antes de deixar o Brasil. Indo por conta própria, o passe fica ainda mais útil, porque você pode programar pernoites em outras cidades. Pesquise horários de trem em Hyperdia.com.

Para montar uma viagem mais abrangente por conta própria, clique nos links ao pé do post.

Kaitenzushi em Tóquio

Antes e depois

Até alguns anos atrás, parecia haver uma única rota a Tóquio: Varig e Jal ofereciam vôos diretos, com escala em Los Angeles. Hoje, sem rotas diretas, tanto melhor: as opções de conexões são muito mais numerosas, e quase todas convidam a uma parada, na ida ou na volta. Nova York? Dubai? Amsterdã? Barcelona e Cingapura? San Francisco? Toronto? As possibilidades são tentadoras. E se você tiver um mês de férias, pode transformar a viagem ao Mundial numa viagem de volta ao mundo: as alianças aéreas oferecem esse tipo de passagem a partir de US$ 4.000 (mais taxa de embarque). Um itinerário possível pela Star Alliance: São Paulo-San Francisco-Honolulu-Tóquio-Bangkok-Cingapura-Barcelona-São Paulo. Que tal? Se você trouxer a faixa, pode ser a sua volta olímpica…

Originalmente publicado na minha página Turista Profissional, que sai toda terça no suplemento Viagem & Aventura do Estadão.

Leia também:

Japão na minha viagem volta ao mundo por Ricardo Freire

Tóquio pra Mô Gribel por Ricardo Freire

Japão: a viagem perfeita da Marília Pierre por Ricardo Freire

Japão: a viagem da Luciana Misura

Curtindo o Japão, por Reginaldo Okada

Japan Guide, o melhor guia do Japão

Hyperdia, para ver horários de trem

Santos no Japão

Fifa: Clubs World Cup, site oficial

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email
Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire
Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem


43 comentários

Senhores,

Vou fazer os seguintes trajetos:

Tóquio/Narita a Toyotashi em 10/12
Toyotashi a Tóquio (Shinjuku) em 13/12
Tóquio (Shinjuku) a Yokohama e de volta pra Tóquio(Shinjuku) em 16/12
Tóquio(Shinjuku) ao Tóquio/Narita em 17/12

Minhas questões:

1)Vale a pena pagar por esses trajetos individualmente ou com o Rail Pass?
2) Caso o Rail Pass seja mais vantajoso, ele continua sendo mesmo considerando que eu precisarei dele por 8 dias (o Rail Pass é vendido para 7, 14 ou 21 dias), e os maiores trechos são justamente o do primeiro e o do último dia?

Obrigado!

    Olá, Bruno! O Japan Rail Pass é para fazer viagens mais longas, aproveitar para fazer turismo no Japão. Você estará só nos arredores de Tóquio, não precisará do passse.

Dúvida sobre o Japan Rail Pass. O Riq escreveu no texto que mesmo na segunda classe dá pra reservar poltrona. Como eu já adquiri o passe e vou usá-lo para ir a Toyota (primeiro jogo do Timão) e Yokohama (final se Deus quiser) eu já posso deixar reservado os trens nos horários que eu quiser tipo no meu primeiro dia lá em Tóquio ? É só se dirigir ao balcão da companhia em qualquer estação ? Valeu Pessoal e Boia !!!!

Como tenho residencia em Nara, Japan, e meu filho estudo no sul de Toyota City, posso falar com certeza, o Japao nao e mesmo mas caro que o Rio ou Sao Paulo. Rio e SP esta uma vergonha de precos altos.

Dirigir no Jp, nem pensar, se nao sabe se controlar na bebida e na velocidade, nao alugue um carro. La DA CADEIA!!!! E se for preciso, o troque e colocar na sua cabeca a palavra “Esquerda! Esquerda! Esquerda!” So foi assim que consegui dirigir e algums anos depois, ainda falo para mim mesmo, enquanto dirijo, “Esquerda!Esquerda..” Ha! E se bater em alguma pessoa, de bicicleta ou mopet, Ta Fufu, mesmo se e culpa deles.

O trem bala vai de Tokyo ate Nagoya num piscar de olhos. E uma melhor sugestao.

Para comer e facil, todos restaurantes tem menu com fotos dos pratos, so e apontar e pronto, comida na mesa.

Nao jogue nada de lixo na rua, nem a guimba de cigarro, guarde o seu lixinho no bolso, ate encontrar uma lata de lixo. Nao envergonhe a nossa raca pois la o Brasileiro ja e taxado, principalmente em Nagoya, de mal educado.

Ha! E se tiver envolvido em algume confusao, fala que e amigo do Zico, eles adoram ele. Talvez a policia vai te livrar de uma. “…Sou amigo do Zico…” Tenta essa.

Final. La tambem tem os espertos, entao fique atento com aqueles que falam como estivesse com uma metralhadora na boca, vc vai notar logo a diferenca de acentuacao, rrrrrrrrrruuuuuaaaaa, Yakuza ou algum malandro que admira eles.

Ha! Esqueci, voces que tem Tatoo, ja que Tatoo e considerado sinal de pertencer a alguma familia de Yakuza, se cuida, e nao vai ter surpresa se for barrado em algum lugar.

Espero que as dicas ajude.

Riq, como não existe uma página Japão no menu do VnV, vim postar a minha pergunta aqui: vamos pro Japão novamente em julho por 2 semanas, dessa vez com as crianças (a Julia vai estar com quase 5 anos e o Eric com 9 meses). Vamos ficar em Tóquio na casa de uma amigona que está morando lá. Se alguém tiver dicas de passeios e atividades bacanas pra crianças em Tóquio e arredores serão muito bem-vindas (ou dicas gerais de viagem com crianças no Japão). Fora da cidade estou planejando Hakone, Kamakura, Disney Sea. Em Tóquio, Puroland (Hello Kitty park), Ueno Zoo e parque, Tokyo Tower, mercado Tsukiji, Jido Kaikan, o que mais podem me indicar?

Dicas para quem vai para o Japão. Vocês sabiam que há uma passagem de trem lá do Japão que você adquiri aqui no Brasil e que sai bem mais em conta do que comprar lá? Creio que todos que forem para lá irão passear e andar pra lá e pra cá para conhecer o país. Vale muito a pena e pouca gente sabe disso.

Se alguém quiser mais informação ou quiser comprar, posso indicá-los.

Meu e-mail: [email protected]

    Se você ler o post vai ver que o Ricardo Freire explicou sobre o Japan Rail Pass, então sim, todo mundo que leu antes de comentar sabe 😉

Oi Rick/ Bóia,
Tudo bem?
O ideias na mala tá embarcando nessa aventura!
Chegaremos no JP no dia 8 e como gostamos e muito de um perrenguezinho, estamos fazendo tudo por conta própria.
Tomamos um susto quando no dia de inicio da venda de ingressos a final já havia se esgotado, mas por sorte o Santos tinha uma quota extra e vendeu para quem não tinha pacote…
Prometemos dividir as novidades com toda a viajosfera.
Abraços,
Mari VIdigal

    Olá, Mari! Não deixe de nos contar sobre a aventura!!! Boa viagem! 😀

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.