Mercado de Natal em Viena

Natal em viagem: dicas e roubadas em 20 cidades, na opinião dos leitores

Mercado de Natal em Viena

O melhor lugar do mundo para curtir o Natal é… em casa. Quem decide viajar esperando celebrar a data costuma passar aperto com restaurantes cobrando caro, atrações fechadas e transporte difícil de conseguir.

Nossa melhor dica para a ocasião, você já sabe: fazer compras de coisinhas gostosas em uma delicatessen ou supermercado bacana e aprontar uma ceia-piquenique no quarto do hotel.  Se der saudade de quem ficou no Brasil, é só chamar no Skype! Para famílias que queiram festa, cruzeiros e resorts costumam ter programações interessantes; é checar antes de reservar.

A seguir, dicas espertas de leitores que passaram o Natal fora de casa. Eles comentam roubadas, mas também relatam boas experiências — Natal Luz em Gramado, missas em Roma, festas em alto-mar. E ceias-piquenique também!

E você? Já passou o Natal viajando? Compartilhe sua história com a gente!

Brasil

Búzios

Dica da Soraya: “Já passei o Natal em Búzios. Vários restaurantes ofereciam menu especial de Natal e alguns até deixavam levar o nosso próprio vinho sem cobrança de taxa de rolha!”

Camaçari

Dica do Cezar: “Fomos para o Vila Galé Marés, em Guarajuba, ao norte de Salvador. O hotel providencia uma bela ceia servida ao ar livre, no gramado. Um clima maravilhoso de festa e confraternização, com atrações para todas as idades. Para as crianças tem inclusive um Papai Noel que entrega o presente que a família comprou. Ao término, uma fanfarra leva todos a um cortejo e em seguida tem festa na boate. Adoramos não ter que preparar nada para a ceia e o clima proporcionado pelo o hotel valeu. Vamos repetir a dose!”

Gramado

Dica da Regeane: “Eu, meu marido e minha filha já passamos o Natal em Gramado, foi incrível pois lá parece que Papai Noel existe mesmo!”

Dica da Silvia: “A cidade se enfeita para a festa, fica com um ar encantado e tem muitas opções para crianças e adultos. Excelentes hospedagens e culinária. Clima mágico. Adoramos. Tanto que já comemoramos o Natal lá por 4 vezes. Natal Luz.”

São Paulo

Dica da Carmen: “Natal ‘na rua’ em São Paulo é bem difícil. Eu um amigo rodamos a cidade em busca de um restaurante aberto pra jantar. Só encontramos um, na Liberdade. Jantamos e, pra nossa sorte, já que estávamos mesmo fugindo da festa, ali nem se percebia que era uma noite de Natal. Repetimos a dose em outros anos, eliminando a procura e indo direto pro mesmo restaurante japa.”

Américas

Bogotá

Dica da Luciana: “Bogotá é uma surpresa nessa época. Festas por toda a cidade, tudo enfeitado, as praças cheias de atrações. Nunca vi energia igual! Dá vontade de ir pra lá todo ano passar o Natal (chegando uma semana antes, claro!).A ‘noche de las velitas’ também é imperdível! Vale a pena!”

Buenos Aires

Dica da Bernardette: “Ficamos em um hotel e foi difícil e caro achar um restaurante para jantar, no dia 25 a cidade estava morta, nada aberto. Achamos um restaurante para almoçar depois de procurar muito.”

Montevidéu

Dica da Luciane: “Optamos pela ceia do hotel, por medo de não encontrarmos restaurante, táxi etc. Em seguida, subimos para o terraço da piscina, no último andar do prédio. Nada nos preparou para o que vimos: uma queima de fogos por toda a cidade! Sensacional! Adoramos! A Noche Buena se parece com o Réveillon!”

Nova YorkK

Dica da Yara: “Me apaixonei pelo Natal de lá, é incrível, mágico, você se sente em um filme natalino! O Natal lá tem um cheiro diferente, com todos os lugares enfeitados e todo mundo entra no clima!”

Pucón

Dica da Flávia: “Pegamos nosso vôo no Brasil no dia 24. Houve atraso, e em vez de chegarmos às 16h em Pucón, chegamos apenas às 22h. O dono da pousada fez uma ceia com os hóspedes (cobrada à parte), quase todos alemães. Bem diferente do normal, não tinha peru, mas cordeiro e salada. E era mais cedo que no Brasil, então quando chegamos já estava quase terminando. De resto, tudo funcionava normalmente (ônibus, supermercados abertos, etc). No dia seguinte, feriado, algumas coisas fecharam, mas nada demais. Alugamos umas bicicletas na pousada e saímos para conhecer a região lindíssima. Recomendo muito ir para Pucón para aqueles que querem fugir do Natal ou pagar preços bem mais em conta do que no Réveillon!”

Punta del Este

Dica do Dionísio: “Em Punta del Este, na noite de Natal, restaurantes lotados e impossível conseguir lugar sem reserva prévia. Total falta de táxis. Mas belos fogos na Playa Mansa.”

Europa

Barcelona

Dica do Dionísio: “Em Barcelona, muita gente na rua até próximo à meia-noite, na região do Paseig de Gràcia, o que rendeu um bom programa. Na própria região, havia um bom número de restaurantes abertos até perto das 23h e outros que trabalhavam com ceia de Natal, sendo tranqüilo escolher algum na hora mesmo.”

Berlim

Dica da Ana: “Na noite do dia 24, como não planejamos nada, saímos a pé para comer alguma coisa. Como estava quase tudo fechado, terminamos num trailer de kebab e foi uma delícia. Comemos e batemos papo com o rapaz dono do trailer, descendente de turcos. Nada convencional, mas por isso mesmo divertido! Da parte “clássica” da data, nos esbaldamos nos outros dias nos mercados de Natal, que em Berlim são muitos e funcionam até o Ano Novo.”

Budapeste

Dica da Michele: “Passei em Budapeste e foi bem legal. Na virada assisti a uma missa na Basílica de Santo Estevão e fiz a ceia nos mercadinhos de Natal. Apesar do frio, tinha muitos turistas na rua. O perrengue foi ir do aeroporto ao hotel com transporte público, pois chegamos as 14h do dia 24 e a maioria das coisas e serviços na cidade estavam sendo encerrados.”

Florença

Dica da Mirella: “Já passei um Natal em Florença, cidade absurdamente linda em qualquer dia/hora. Estava com um namorado, fomos a um restaurante delicioso próximo ao hotel; trocamos presentes. Havia muitos mercados natalinos, presépios. A ornamentação da cidade era bela, sem excessos. O dia seguinte, 26/12, também é feriado na Itália, dia de San Stefano. Fizemos um passeio por cidadezinhas da Toscana e almoçamos em Monteriggione, linda, onde estão as muralhas que inspiraram Dante no ‘Inferno’. Foi maravilhoso!”

Lisboa

Dica do Fabio: “Pelo que pudemos apurar, todos os lugares estariam fechados. Durante o dia, que aproveitamos para fazer um bate-volta a Évora, compramos vinhos em uma vinícola na estrada, compramos vários quitutes em um supermercado e para finalizar compramos pastéis de belém na Pastéis de Belém que, se eu não me engano, fecharia somente por volta das 19h. Fizemos uma grande ceia no quarto, com direito a Skype.”

Dica da Nathalia: “No dia 24 algumas coisas ainda funcionam, mas no dia 25, não. Tirei os 2 dias para zanzar pela cidade, ir ao miradouros, passear pelo Chiado (com tudo fechado e uma onda de turistas vagando pelas ruas), andar no Bondinho 28. Poucos restaurantes abrem no dia 25 e acabei comendo pizza num restaurante de uns gringos que só tinha gringo. 😀 Mas era tudo parte de uma viagem de um mês entre Portugal e Espanha.”

Livigno

Dica da Michele: “Já passei em Livigno, uma cidade/estação de esqui na Itália. Gostei mais pelo dia do que pela noite. No 25 foi dia de não fazer nada, a estação estava fechada, assim como todas as lojas. O programa era caminhar pela cidadezinha e e tomar chocolate quente.”

Londres

Dica do Pedro: “Um dos piores lugares para se passar o Natal, pois nada funciona, absolutamente todas as lojas estão fechadas, não tem metrô, e as linhas de ônibus são super limitadas. Dia 26 de dezembro, o chamado Boxing Day, é praticamente igual. Ou seja, se você não tiver família ou amigos lá (ou em qualquer outro lugar do Reino Unido), é melhor passar o Natal em outro lugar da Europa. Do contrário, reserve uma mesa (com muita antecedência) num restaurante legal pro seu almoço no dia 25, mas prepare-se pra pagar os olhos da cara!”

Dica do Fabio: “Cheguei em Londres no início da tarde do dia 25 e me senti quase em uma cidade fantasma. Não havia qualquer meio de transporte funcionando, não lembro de ter visto sequer táxi. Eu estava hospedado ao lado da estação Euston e por lá fiquei. Demos uma volta no entorno deserto, comemos no hotel e aproveitamos para dormir cedo. Quem puder, sugiro no dia 25 contratar uma excursão para Bath e Stonehenge, que acho que abrem (o local dos banhos em Bath, pois a cidade não fecha).”

Dica da Fabiana: “No dia 25 não havia quase nada aberto. A cidade pára, nem o transporte público funciona! Mesmo assim saímos pra bater perna até a Trafalgar Square e pelo centro de Londres. Só tinha turista na rua… vimos um Subway, uma hamburgueria e um outro restaurante abertos, só!”

Madri

Dica da Luciana: “Em Madri fizemos a ceia no quarto, com sanduichinhos comprados no 100 montaditos, champagne e vinho. E o hotel distribuiu mantecal aos hóspedes (um mimo que me fez lembrar da minha avó).”
http://spain.100montaditos.com/

Munique

Dica da Fernanda: “Tudo fecha na cidade, então quem for turistar esteja ciente que perderá pelo menos esses 2 dias inteiros da programação.”

Roma

Dica da Lucila: “Em Roma assistimos à Missa do Galo (basta mandar um e-mail para o Vaticano alguns meses antes pedindo os convites). Após a missa, brindamos e abrimos os presentes.”

Dica do Fabio: “Eu estava hospedado perto da Fontana di Trevi. Vários restaurantes abertos na noite do dia 24. Escolhemos um e sentamos. Jantar caro e insuficiente. Saímos do restaurante e no caminho do hotel paramos em um local simples para tomar uma cerveja e comer uma pizza. Tudo tranqüilo, valeu a experiência.”

Dica da Luiza: “Estava em lua de mel, e planejamos estar em Roma na data para poder comemorar o Natal de forma diferente. Somos muito católicos, e estar em Roma foi especial. Na esquina no hotel em que ficamos, tinha uma igreja que teve missa à meia-noite, o que foi o máximo. No dia 25 pela manhã nos juntamos a milhares de pessoas na Praça São Pedro para a benção do Papa. Foi lindo! Indico para todas as pessoas!”

Mais

Koh Lipe

Dica do Claudio: “O Natal foi bem tranqüilo, o hotel organizou um menu com diversas brincadeiras, música e até papai Noel asiático! O único ponto é que a festa foi na noite do dia 25. Foi diferente e nossa filha de 3 anos na época adorou tudo.”

Sydney

Dica do Nivan: “Passei vários Natais em Sydney. É muito legal. Na praia mais famosa da cidade (Bondi) pessoas de vários países se reúnem para comemorar juntas. Então você acaba tendo um Natal Internacional. Em sua maioria são pessoas jovens que se alojam em barracas, mas existem aquelas pessoas que vão com toda a família para participar da comemoração. Na véspera do Natal, no centro da cidade, todo ano é realizado um concerto com músicas variadas, incluindo natalinas, que são interpretadas por cantores famosos.”

Em cruzeiro

Dica do Henrique: “Como temos para nós que a passagem do dia 24 para o dia 25 de dezembro é um importante momento católico religioso, embarcamos no MSC Orchestra com a finalidade de participar da Missa do Galo a bordo, em alto mar. O navio atravessou uma tempestade naqueles momentos da missa, mas foi ótimo poder cumprir todo o ordenamento da ocasião. Depois fomos respeitosamente ao jantar, não sem antes passarmos por um convés alagado! Tudo muito simples mas excepcional!”

Dica do Paulo: “Passamos o Natal no Navio MSC Fantasia, no trajeto Santos-Salvador-Santos. A noite de Natal foi fantástica. A parte central do navio estava toda ornamentada com motivos natalinos e havia um coral de passageiros coordenados por um maestro e acompanhados por um excelente músico tocando no famoso piano de cristal. O nosso jantar, com mesas reservadas, foi servido às 20h, em clima de Natal, com direito a vários pratos deliciosos, sobremesa e champanhe. Após o jantar fomos assistir o show no teatro.”

Dica da Bernardette: “No cruzeiro de Natal do Splendour of the Sea, o jantar foi o de sempre. A festa de Natal foi no deck da piscina, lotado, escuro, em uma noite chuvosa, sem lugar para sentar, filas imensas, enfim, péssima experiência.”

Leia mais:

40 comentários

Eu e minha esposa passamos o Natal de 2013 em Wengen, vilarejo nos Alpes Berneses, na Suíça.

Na noite do dia 24 o hotel (Sunstar Alpine) teve jantar especial de Natal e logo após, no lounge do hotel, tivemos um grupo de locais apresentando um coral com músicas natalinas. Eles foram cantando de lugar em lugar no vilarejo e cantaram 3 músicas no nosso hotel.

Foi cena de filme passar o Natal com neve e Christmas Carols (em alemão e em inglês).

E o hotel ainda deu um presentinho pra gente, um lindo livro de receitas típicas da Suíça.

Sem dúvida um Natal inesquecível.

Gostaria de saber como é o natal na Disneyland Califórnia, se é tão lotado como na de Orlando

    Olá, Andrea! A Isabela comentou sobre o Natal dela na Disneyland duas respostas acima.

Já passei o Natal em Madri. Como estavamos em um apartamento alugado nas proximidades de Madri, fizemos uma ceia em casa, com coisas compradas em um mercado local. Me parece que a grande tradição de lá referente a troca de presentes é feita no dia de Reis (data bem mais animada que o Natal na Espanha).
Neste mesmo ano (2008/2009) passei o reveillon em Paris…esse sim achei uma furada sem tamanho. Muitas atrações (incluindo museus) fechados completamente ou parcialmente nos dias 31/12 e 01/01. Tudo que abria tinha filas gigantes (peguei 2:30h de fila no Palacio de Versailles, e isso passando frio). Na Champs Elisees não tem nada proximo a virada (fogos, contagem, telão, luzes)..fica só um monte de gente na rua passando frio, sem ter certeza se o ano novo chegou ou não. O metro funcionava, mas nao todas as estacoes. Foi dificil achar uma para voltar ao meu hotel. Não recomendo Paris nesta epoca.
Este ano passarei o Natal em Paris…to planejando uma ceia no hotel mesmo. Sabem como é o funcionamento das atrações nos dias 24 e 25/12? Já o reveillon eu passarei em Berlim, que pelo que li é bastante animado. Será que terei problema para visitar algumas atrações dias 31/12 e 01/01? Alguém sabe me informar?

    Vários museus fecham dia 1/1 e um número menor fecha em 31/12.

    O transporte público na virada é limitado, a concentração de pessoas fica perto do Branderburg Tör. Há bastante queima de fogos.

Ano passado passei o Natal na Disneyland da California e posso dizer que foi mágico!
Os parques têm programação especial e alguns restaurantes oferecem refeições diferenciadas.
Estava cheio, mas totalmente suportável.

Ola, estarei em Madrid a trabalho, entao estamos pensando em passar NATAL e ANO NOVO em Paris… ou somente o ANO NOVO em Londres…
Será que tudo fecha em Paris, que as ruas ficam desertas como Londres no Natal???
Help???

    Renata quase a mesma coisa….As festas em familia na França, e em casa!!! Gente me achei neste post! Passei as festas vários anos na europa. as maiores frias foram mesmo Roma e Londres…salve os imigrantes…se nao fossem os kebas da vida seria fome! Acho que uma boa opçao fica nas montanhas…passamos um final de ano nos Vosges e foi muito bom!!!mas em grupo!

    Olá, Renata!

    Este ano tb vou passar Natal em Paris. To programando uma ceia no quarto do hotel mesmo, já que chego no dia 24/12 pela manha.
    Passei o reveillon lá em 2008/2009; achei uma furada… estava muito frio, cidade muito cheia; e na rua não tem nada; sem musica, sem fogos, sem contagem…so um monte de gente na Champs Elysees passando frio…e tb nao pode beber na rua…a policia levou nosso champagne. Muitas atrações fecham total ou parcialmente 31/12 e 01/01, e as filas são grandes para acessar o que está aberto. Acabamos pagando 50 euros para ir numa festa de boite e na saida tivemos problema com transporte tb..o metro funcionava, mas nao eram todas as estações que estavam abertas. Melhor se informar sobre isso caso descole uma festa por lá para ir. Achei reveillon um periodo ruim para visitar Paris. Tomara que você tenha mais sorte que eu e consiga aproveitar tudo que Paris oferece.

    Natália

Região de Praia – Como não comemoramos Natal, e sempre tenho recesso nesta semana, há muitos anos viajo nesta época. Acho que quem não da muita importância para a festa , locais praianos são mais interessantes. Ano passado fomos para Porto de Galinhas. Cidade cheia e poucos indícios de Natal. No outro ano fomos à Praia da Pipa. Também não vi muita coisa de Natal e no ano anterior fomos à Arraial D’ajuda. O dono da pousada preparou uma ceia gostosa e foi isso.

Se tudo correr bem, devo passar o Natal em Cingapura. Alguém já teve essa experiência? Se sim, por favor, algumas dicas.

A minha família (pais, tios, primos) sempre reclama, mas eu costumo dar uma banana de presente para o papai noel e fugir com a esposa e o guri pra alguma praia no Natal. Encontro vaga em hotéis/pousadas por um preço muito menor que em outras datas de dezembro, curto praias bem mais vazias, até promoção aérea já consegui. Neve artificial, pinheiro de plástico? Eu passo: Natal pra mim é um ótimo feriado pra curtir o verão!
Sempre na contramão, fujo do lugar escolhido assim que as hordas chegam pra curtir o Reveillon. Esse sim, costumo passar em família.

E o Natal em Orlando como é? Alguém já passou por lá?

    Olá, Paula! Os parques tem uma programação especial, com paradas e shows. Mas eles lotam logo nas primeiras horas do dia, especialmente o Magic Kingdom que sempre fica com a lotação máxima neste dia, sem que ninguém mais possa entrar. Espere muitas filas e aglomerações.

    é lindo e mágico e lotado!!!! recomendo apenas se não for a primeira vez em Orlando

    Olá, Paula! Entre o Natal e o Ano Novo, os parques de Orlando ficam muito cheios. Vá sem muita expectativa de conseguir andar em todas as atrações. Faça uma lista do que é imperdível pra você e se concentre nela. O dia de Natal é especialmente lotado e Magic Kingdom é o parque preferido da grande maioria para passar este dia especial. Se for a sua primeira vez, deixe este parque para os outros dias e escolha outro como Animal Kingdom, Hollywood Studios ou até o Busch Gardens para os feriados.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.