Pequeno guia do Caribe para escolher sua ilha

Curaçao: praia de Cas Abou

A Páscoa marca o fim da alta temporada no Caribe. As diárias dos hotéis da região caem sensivelmente e permanecem camaradas até o início de dezembro. A melhor hora para aproveitar a baixa temporada caribenha vai de abril a junho, quando o tempo é mais seco e não há risco de furacão. Brasileiros têm um empurrãozinho extra: a época coincide com a estação de chuvas no Nordeste. Aqui vai um pequeno guia para começar a decidir em que ilha estender sua toalha.


Atenção: vacine-se contra febre amarela

  • Ao longo de 2017, quase todos os destinos do Caribe passaram a exigir certificado internacional contra febre amarela de viajantes brasileiros. Veja como fazer o seu (ou conseguir o certificado de isenção) neste post.

Aruba: divi-divi na praia de ArashiARUBA

É a sua praia: se você quer sol garantido, mar azul-bebê e infra voltada para o público americano (sem precisar de visto).

Pegadinha: o centro de Oranjestad, a capital, vive em função dos navios de cruzeiro que passam o dia; é melhor hospedar-se em Palm Beach.

Acesso: via Bogotá pela Avianca ou via Cidade do Panamá com a Copa.

Saiba mais: Guia de Aruba.

Curaçao: praia de Grote Knip/Kenepa GrandiCURAÇAO

É a sua praia: se você quer rechear a sua temporada caribenha com história e cultura locais. Willemstad é uma das cidades mais fotogênicas do Caribe.

Pegadinha: as praias dos hotéis são artificiais. Hospede-se no centro (o Renaissance Curaçao é novinho e fica perto do agito) e alugue um carro para ir às belíssimas praias selvagens.

Acesso: via Bogotá pela Avianca, ou via Cidade do Panamá com a Copa.

Saiba mais: Guia de Curaçao.

Cancún, ao longo da Zona HoteleraCANCÚN

É a sua praia: se você quer fazer passeios e mais passeios. A região tem praias lindas, ruínas maias e ecoparques temáticos.

Pegadinha: querendo o esquema all-inclusive, é melhor escolher um resort ao longo da Riviera Maia. Quem não faz questão de hotelão vai gostar mais de Playa del Carmen, a Búzios do pedaço, 70 km ao sul. E quem quer uma experiência mais selvagem deve considerar Tulum, 150 km ao sul.

Acesso: via Cidade do Panamá pela Copa, via Lima pela Avianca ou via Cidade do México pela Aeroméxico.

Saiba mais: Guia de Cancún.

PUNTA CANA

É a sua praia: se o seu barato é um bom resort all-inclusive, seja bem-vindo ao paraíso.

Pegadinha: muitos resorts têm áreas vips, com piscinas e restaurantes menos cheios; informe-se e, se puder, cacife o upgrade.

Acesso: direto pela Gol (saindo de São Paulo) ou pela Latam (saindo de Brasília), via Cidade do Panamá pela Copa ou via Lima pela Latam.

Saiba mais: aqui.

Cayo Largo, CubaCUBA

É a sua praia: se você quer ter um gostinho de Cuba antes que acabe (mas para isso precisa ficar uns três dias em Havana, onde não há praia).

Pegadinha: Varadero tem praias lindas mas, se couber no seu bolso, programe a parte de praia do pacote em Cayo Largo (a praia da foto), que é uma espécie de genérico das ilhas Maldivas.

Acesso: via Cidade do Panamá pela Copa, via Bogotá pela Avianca ou via Lima pela Latam.

Saiba mais: Página de Cuba.

CARTAGENA

É a sua praia: se você quer visitar uma das cidades coloniais mais bonitas das Américas, ter o gostinho de uma cultura vibrante e ainda voltar bronzeado.

Pegadinha: a praia da cidade não é bacana. É preciso pegar barcos para as ilhas do Rosário — essas sim, com mar caribenho.

Acesso: via Bogotá pela Avianca ou Latam, via Cidade do Panamá pela Copa.

Saiba mais: aqui.

SAN ANDRÉS

É a sua praia: se você mergulha. A rotina da ilha é pegar um barco todos os dias para mergulhar ou fazer snorkel nos arredores.

Pegadinha: a viagem fica mais rica quando combinada com Cartagena.

Acesso: via em Bogotá por Avianca ou Latam, via Cidade do Panamá pela Copa.

Saiba mais: aqui.

St. Maarten: Mullet BayST. MAARTEN

É a sua praia: se você quer zanzar de praia em praia como se estivesse em Florianópolis (e ziguezagueando entre Holanda e França sem burocracia).

Pegadinha: o trânsito é tão ruim quanto o de Floripa no verão.

Acesso: via Cidade do Panamá pela Copa ou via Miami pela American.

Saiba mais: Guia de St. Maarten.

BARBADOS

É a sua praia: se você quer ver um Caribe com sotaque inglês, onde muito poucos brasileiros já foram.

Pegadinha: para pegar praia bacana, fique na costa oeste; na costa leste o mar tem ondas.

Acesso: via Cidade do Panamá pela Copa ou via Miami por cias. americanas.

Saiba mais: Guia de Barbados.

Madrizquí, Los RoquesLOS ROQUES

É a sua praia: se você sonha com uma pousadinha estilo Nordeste no Caribe (com direito a traslados de barco a uma ilhota diferente por dia).

Pegadinha: a vida noturna é inexistente; é um lugar para tomar sol, mergulhar e fazer kitesurf. A situação na Venezuela não está fácil, e a passagem por Caracas pode ser problemática.

Acesso: via Bogotá ou Lima pela Avianca até Caracas; teco-teco a Gran Roque (peça para sua pousada reservar).

Saiba mais: Guia de Los Roques.

St.-Barth: Shell BeachST.-BARTH

É a sua praia: se você curte St.-Tropez, ou se está querendo dar mole para os paparazzi.

Pegadinha: para pegar a badalação, é preciso vir na alta temporada mesmo (entre o Natal e a Páscoa, mas sobretudo na virada do ano)

Acesso: teco-teco desde St. Maarten, com pouso vertiginoso rente à praia.

Saiba mais: Página de St.-Barth.


Praias do Brasil e do Caribe, mês a mês


Praias do Brasil de A a Z


Praias do Caribe

778 comentários

Olá! Estou organizando as férias da família (casal + criança de 2 anos) para o Caribe. Gostamos de resorts com excelência em atendimento, boa comida e ótima estrutura. Nossa ideia inicial era um resort all inclusive em Punta Cana. Porém, toda a República Dominicana está sofrendo muito com o sargaço, e os turistas que vão não recomendam devido à impossibilidade de entrar no mar. Então pensamos em Aruba, mas nas pesquisas descobri que a maioria dos hotéis exigem que seja feita reserva das cadeiras de praia um dia antes, o que achei um saco, já que estou de férias e não quero me estressar. Surgiram então duas possibilidades:
1) Montego Bay na Jamaica
2) Varadero + Havana em Cuba

Já li tudo sobre o Caribe no VnV, mas não consegui me decidir. Em ambas tenho medo por estar com uma criança tão pequena, especialmente em relação à saúde e cuidados médicos que possam ser necessários. Qual vocês acham mais adequada para uma família tranquila, que só quer saber de aproveitar uma praia de cartão postal?
Obrigada desde já!

    Olá, Karen! Não temos nenhum conteúdo sobre Jamaica, e o Ricardo Freire não gosta do lugar a priori porque é um país oficialmente homofóbico.

    Não sabia disto, bom saber então. E sobre Cuba, vocês recomendariam para uma criança pequena? Não me refiro ao que ela pode “aproveitar” da parte cultural, mas sim sobre os serviços e atendimentos disponíveis no geral.

    Olá, Karen! Os resorts têm padrão espanhol, a maioria é do grupo Meliá.

Oi pessoal! Senti falta de Turks e Caicos por aqui quando estava planejando e agora que estou voltando resolvi passar para deixar umas dicas para quem tanto me ajuda a planejar minhas viagens!

Turks e Caicos tem o mar mais lindo que eu já vi. É de um azul bem clarinho, mas quando está mais agitado chega a um tom de turquesa lindo.

A ilha é bem voltada pro turismo de luxo, com Villas de tirar o fôlego. Algumas praias chegam a ser difíceis de achar o acesso devido às casas ou terrenos.

É praticamente impossível achar um hotel mais simples tipo pousada, por isso é um destino caro.

Mesmo que você se hospede na praia mais famosa da ilha de Providenciales, Grace Bay, o ideal é alugar um ou dois dias de carro para explorar outros lugares como a linda Sapodilla Bay Beach (para nós a mais linda de todas) e a Chalk Sound, uma lagoa de águas verdes que parece neon!

Falando em carro, deixamos para alugar nas locadoras locais, mas nós arrependemos. Elas tinham uma diária maior do que as internacionais do aeroporto (mas também menos burocracia para o aluguel). Para piorar, o táxi para sair do aeroporto é caro, pagamos 42 dólares para um trajeto de 15 minutos, quase o preço de uma diária de aluguel de carro.

Tenho algumas dicas mais no blog, espero que não seja um problema indicar o link!

https://destinoseafins.com/turks-e-caicos-guia-completo/

Olá, estou pensando em conhecer o Caribe. Gostaria de uma opinião para umas ilha que tivesse badalação. Vamos solteiras, queremos curtir a praia e é a noite com bastante agitação.

    Olá, Juliana! Cancún e Playa del Carmen têm a noite mais animada.

Sobre Barbados: a costa leste é onde está o oceano atlântico, ou seja, não tem a mesma cor que o mar do caribe (na costa oeste). E assim, não é apenas que ‘ tem ondas’ como diz na descrição. Tem super ondas, praia cheia de pedras e rochas e uma ventania. Na real, o lado leste é só pra ver a paisagem (bonita), pq pegar praia mesmo só no mar do Caribe, na costa oeste. #FicaADica

    Olá, Ana Carolina! Isso tudo está explicado em detalhe no nosso guia de Barbados, que está linkado no texto. Por favor, consulte todo o conteúdo proposto antes de criticar. #FicaADica

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.