Pequeno guia do Caribe para escolher sua ilha

Curaçao: praia de Cas Abou

A Páscoa marca o fim da alta temporada no Caribe. As diárias dos hotéis da região caem sensivelmente e permanecem camaradas até o início de dezembro. A melhor hora para aproveitar a baixa temporada caribenha vai de abril a junho, quando o tempo é mais seco e não há risco de furacão. Brasileiros têm um empurrãozinho extra: a época coincide com a estação de chuvas no Nordeste. Aqui vai um pequeno guia para começar a decidir em que ilha estender sua toalha.


Atenção: vacine-se contra febre amarela

  • Ao longo de 2017, quase todos os destinos do Caribe passaram a exigir certificado internacional contra febre amarela de viajantes brasileiros. Veja como fazer o seu (ou conseguir o certificado de isenção) neste post.

Aruba: divi-divi na praia de ArashiARUBA

É a sua praia: se você quer sol garantido, mar azul-bebê e infra voltada para o público americano (sem precisar de visto).

Pegadinha: o centro de Oranjestad, a capital, vive em função dos navios de cruzeiro que passam o dia; é melhor hospedar-se em Palm Beach.

Acesso: via Bogotá pela Avianca ou via Cidade do Panamá com a Copa.

Saiba mais: Guia de Aruba.

Curaçao: praia de Grote Knip/Kenepa GrandiCURAÇAO

É a sua praia: se você quer rechear a sua temporada caribenha com história e cultura locais. Willemstad é uma das cidades mais fotogênicas do Caribe.

Pegadinha: as praias dos hotéis são artificiais. Hospede-se no centro (o Renaissance Curaçao é novinho e fica perto do agito) e alugue um carro para ir às belíssimas praias selvagens.

Acesso: via Bogotá pela Avianca, ou via Cidade do Panamá com a Copa.

Saiba mais: Guia de Curaçao.

Cancún, ao longo da Zona HoteleraCANCÚN

É a sua praia: se você quer fazer passeios e mais passeios. A região tem praias lindas, ruínas maias e ecoparques temáticos.

Pegadinha: querendo o esquema all-inclusive, é melhor escolher um resort ao longo da Riviera Maia. Quem não faz questão de hotelão vai gostar mais de Playa del Carmen, a Búzios do pedaço, 70 km ao sul. E quem quer uma experiência mais selvagem deve considerar Tulum, 150 km ao sul.

Acesso: via Cidade do Panamá pela Copa, via Lima pela Avianca ou via Cidade do México pela Aeroméxico.

Saiba mais: Guia de Cancún.

PUNTA CANA

É a sua praia: se o seu barato é um bom resort all-inclusive, seja bem-vindo ao paraíso.

Pegadinha: muitos resorts têm áreas vips, com piscinas e restaurantes menos cheios; informe-se e, se puder, cacife o upgrade.

Acesso: direto pela Gol (saindo de São Paulo) ou pela Latam (saindo de Brasília), via Cidade do Panamá pela Copa ou via Lima pela Latam.

Saiba mais: aqui.

Cayo Largo, CubaCUBA

É a sua praia: se você quer ter um gostinho de Cuba antes que acabe (mas para isso precisa ficar uns três dias em Havana, onde não há praia).

Pegadinha: Varadero tem praias lindas mas, se couber no seu bolso, programe a parte de praia do pacote em Cayo Largo (a praia da foto), que é uma espécie de genérico das ilhas Maldivas.

Acesso: via Cidade do Panamá pela Copa, via Bogotá pela Avianca ou via Lima pela Latam.

Saiba mais: Página de Cuba.

CARTAGENA

É a sua praia: se você quer visitar uma das cidades coloniais mais bonitas das Américas, ter o gostinho de uma cultura vibrante e ainda voltar bronzeado.

Pegadinha: a praia da cidade não é bacana. É preciso pegar barcos para as ilhas do Rosário — essas sim, com mar caribenho.

Acesso: via Bogotá pela Avianca ou Latam, via Cidade do Panamá pela Copa.

Saiba mais: aqui.

SAN ANDRÉS

É a sua praia: se você mergulha. A rotina da ilha é pegar um barco todos os dias para mergulhar ou fazer snorkel nos arredores.

Pegadinha: a viagem fica mais rica quando combinada com Cartagena.

Acesso: via em Bogotá por Avianca ou Latam, via Cidade do Panamá pela Copa.

Saiba mais: aqui.

St. Maarten: Mullet BayST. MAARTEN

É a sua praia: se você quer zanzar de praia em praia como se estivesse em Florianópolis (e ziguezagueando entre Holanda e França sem burocracia).

Pegadinha: o trânsito é tão ruim quanto o de Floripa no verão.

Acesso: via Cidade do Panamá pela Copa ou via Miami pela American.

Saiba mais: Guia de St. Maarten.

BARBADOS

É a sua praia: se você quer ver um Caribe com sotaque inglês, onde muito poucos brasileiros já foram.

Pegadinha: para pegar praia bacana, fique na costa oeste; na costa leste o mar tem ondas.

Acesso: via Cidade do Panamá pela Copa ou via Miami por cias. americanas.

Saiba mais: Guia de Barbados.

Madrizquí, Los RoquesLOS ROQUES

É a sua praia: se você sonha com uma pousadinha estilo Nordeste no Caribe (com direito a traslados de barco a uma ilhota diferente por dia).

Pegadinha: a vida noturna é inexistente; é um lugar para tomar sol, mergulhar e fazer kitesurf. A situação na Venezuela não está fácil, e a passagem por Caracas pode ser problemática.

Acesso: via Bogotá ou Lima pela Avianca até Caracas; teco-teco a Gran Roque (peça para sua pousada reservar).

Saiba mais: Guia de Los Roques.

St.-Barth: Shell BeachST.-BARTH

É a sua praia: se você curte St.-Tropez, ou se está querendo dar mole para os paparazzi.

Pegadinha: para pegar a badalação, é preciso vir na alta temporada mesmo (entre o Natal e a Páscoa, mas sobretudo na virada do ano)

Acesso: teco-teco desde St. Maarten, com pouso vertiginoso rente à praia.

Saiba mais: Página de St.-Barth.


Praias do Brasil e do Caribe, mês a mês


Praias do Brasil de A a Z


Praias do Caribe

778 comentários

Olá Ricardo, adoro seu site!

Me diga, se fosse sua lua de mel, para onde iria, caso quisesse um beleza natural (lindas praias), resort all inclusive (sem precisar acordar mega cedo para conseguir espreguiçadeiras ou ter dificuldades em reservar o almoço/jantar) e claro, calor e sol!

    Resort all-inclusive: Punta Cana, Riviera Maia (fora de Cancún) ou Varadero/Cayo Largo (Cuba).

    Nos outros lugares com pacotes vendidos do Brasil o all-inclusive não vale tanto a pena porque há tentações fora do resort.

    Quanto mais barato for o resort, mais problema você vai ter com reserva de espreguiçadeiras.

Olá Ricardo!
Em Cancun, o que seria esta Riviera Maia? Engloba aquela imensa rede hoteleira da Boulevard Kukulcan?
Na sua opinião e levando em consideração os atrativos de todas estas localidades do caribe, qual local seria o melhor custo/benefício para uma lua de mel? Pensei em Punta Cana, mas me parece que, além dos resorts e praia, não há muito mais o que fazer!
Desde já agradeço!

    Não. Riviera Maia é toda a costa ao sul de Cancún. Tem resorts all-inclusive em terrenos fechados, com construções mais baixas do que em Cancún. Por ali também fica Playa del Carmen, uma praia pequena e animada, e Tulum, que é mais zen.

    O melhor custo x benefício é Punta Cana. Mas se você quer passear Cancún é melhor.

    Clique nos textos em azul, eles levam você às seções de cada uma dessas praias para você decidir.

    Obrigadão, Ricardo!
    Seu blog/site já está na minha lista de favoritos!!!

Riq,

Consegui emitir passagens para Barbados pela Gol! Foi um achado… já que sao 15.000 pontos agora em Julho. Como nao achei muita informação no seu site…. você tem alguma dica de hotel (all inclusive) para um casal? Vi que é melhor ficar na regiao sudoeste da ilha…. sabe se precisa de visto?

abs
Sergio

    Sergio, ainda sou analfabeto no assunto, mas estou indo para lá semana que vem. Como estou indo ainda na baixa temporada, não estava me estressando com isso — e devo primeiro tentar reservar os hotéis que são oferecidos pelos pacotes, para que os testes sejam mais úteis.

    Se você não puder esperar um pouquinho, sugiro começar pelo TripAdvisor.

Riq,

Vc tem alguma previsão de ir fazer “viagem de campo” a Bahamas, Barbados ou Jamaica?

    Barbados sim, porque agora vai ter vôo do Brasil.

    Bahamas seria importante também, mas não está na pauta.

    Com a Jamaica tenho problemas tipo os que o pessoal tem com os golfinhos do SeaWorld. Boicoto, mesmo que seja inútil 🙂

Olá Riq !

Sorry minha desatualização, mas visto é necessário para alguma das islas? Muchas gracias y un bejo,
Patricia

    Desta lista, só o México (que agora está aceitando visto americano).

Olá
vou me casar em 23 de outubro e eu e meu noivo pensamos em fazer um cruzeiro pelo caribe na nossa lua de mel.
Qual a sua oponião sobre chuvas e furacões?

    A possibilidade é bastante remota, mas se você perguntar, tenho que dizer que existe. Mas todos os anos milhares de pessoas viajam nessa época sem problemas.

Obrigado. Adianta alguma coisa eu mudar para outro destino no Caribe ou o “perigo” de dias de chuva é o mesmo? Tem sugestões?

    Renato, no comeco dessa conversa voce se declarou azarado e queria uma dica segura. Tecnicametne eu preciso te dizer que nos lugares onde hah possibilidade de furacao — Aruba e Curacao — outubro/dezembro eh a epoca a mais chuvosa (ou a menos seca, jah que nao chove tanto por lah).

    Mas se voceh encasquetou com algum destino, vah e arrisque, voceh tem grande chance de se dar muito bem. Soh nao poderah reclamar para Sao Pedro caso o pior cenario acontecer.

    Em contrapartida, essa epoca no Nordeste eh otima. Em Fernando de Noronha outubro eh o finzinho da melhor epoca para ir ah ilha.

Obrigado pela dica! Me parece que mesmo sendo um dos meses mais chuvosos, aparentemente chove pouco segundo a tabela…uns 2 dias de chuva em 9 até vai, nosso receio é a chuva ou furacão atrapalhar de verdade…
No Brasil acredito que não exista lugar mais especial para uma lua-de-mel do que Noronha, além do que conhecemos Natal e arredores e Porto de Galinhas e arredores há pouco tempo.
Você tem outra sugestão de Caribe? Há bons hotéis em Los Roques, do nível 4 estrelas por exemplo? Sabe a média de preços? Obrigado pela rápida resposta!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.