Pernoite em Caracas: onde ficar? o que fazer?

Caracas

Muita gente que vai pra Los Roques ou faz algum bem-bolado com milhas TAM para Aruba ou Curaçao acaba tendo que passar uma noite em Caracas.

Quando eu fui a Los Roques, em 2003, acabei dormindo perto do aeroporto, não cheguei a entrar na cidade. A Venezuela proporciona uma experiência sui generis para o turista do século 21. Não sei de nenhum outro lugar que aceite turistas onde ainda existe a aberração do câmbio paralelo. Na minha vez, havia um exército de cambistas no saguão à espera dos estrangeiros. Não sei se as últimas endurecidas chavistas tornaram a recepção mais discreta.

Uma maneira de evitar o pernoite caraquenho é ir na dica do Marcelo Lemos (que tem um relato completíssimo da viagem a Los Roques no seu blog), que descobriu (no Mochileiros.com) que indo de TAM e voltando de Gol não é preciso dormir na cidade [não é mais verdade, o vôo da TAM agora também chega no fim da tarde, impossibilitando a conexão]

Caso você queira ir com milhas TAM para Aruba ou Curaçao, o melhor é emitir a passagem a Bogotá, continuando de lá com Avianca. Bogotá inclusive vale a parada (veja nos relatos do Dionísio e do André).

A maneira de minimizar dores de cabeça (deixando, por exemplo, para fazer o câmbio negro só em Los Roques, num cambista de confiança da pousada) é desistir de qualquer turistagem local e ficar no hotel do aeroporto mesmo. Nesse caso, a dica é reservar o Eurobuilding Express Maiquetía, que fica anexo.

Querendo aproveitar a escala em Caracas para visitar a cidade… bem, aí precisamos de dicas da comunidade :mrgreen:

O que eu sei é que quem se hospeda nos bairros Las Mercedes e Altamira está mais próximo dos bons restaurantes da vida norturna (e que a outra zona hoteleira, de Sabana Grande, é movimentada/popular de dia, mas um pouco insegura à noite).

O point da noite são os bares do Centro Comercial San Ignacio, em La Castellana.

O melhor momento para subir no teleférico ao Cerro El Ávila é pela manhã. Tendo tempo, um passeio interessante parece ser até a cidadezinha colonial de El Hatillo, que fica a 30 km e pode ser visitada com o metrobús.

E em hipótese nenhuma dá para passar pela Venezuela sem experimentar uma arepa, o pastel local.

Mas isso são coisas que eu pesquisei. E você, que foi, o que tem a nos dizer? Desembuche, please!

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


90 comentários

Voltei de Caracas ontem. São poucos os pontos interessantes na cidade. A área arborizada fica perto do Palácio do Chavéz (Que não tem nada demais).

Vale a pena ver o Capitólio e subir correndo a escada do Calvário.

Quanto à alimentação, tudo lá é caro e não é farto. Se não quiser comer em um restaurante típico, vá comer nos restaurantes americanos. Um bom restaurante é o Memphis.

para quem gosta de comida japonesa, os restaurantes são bons. Sugiro comer o Latin Roll que é uma espécie de Sushi feito com bananas e salmão.

Um Real equivale a Dois Bolivares,

Tenho uma experiência bem próxima com a Venezuela, fui casada com um venezuelano e estive no país várias vezes. A sensação é de que está cada dia pior, e portanto se houver possibilidade de trocar a conexão por Bogotá, por exemplo, faça-o!
Mas se tiver que ficar uma noite na cidade, em primeiro lugar muito cuidado ao pegar um taxi no aeroporto! Todo mundo sabe que os turistas chegam na Venezuela com dinheiro vivo, já que comprar com cartão é perder dinheiro com o câmbio oficial. Então estão todos de olho nos turistas estrangeiros. Eu estive lá há dois meses e preferi pegar o onibus capenga e horroroso que sai do terminal nacional em direção ao centro da cidade do que me arriscar com um taxi, mesmo sendo de linha. No ponto final desse ônibus horroroso tem varios taxis que sim podem ser utilizados sem medo.
Já em Caracas, fuja do centro! Fique somente entre Las Mercedes, Altamira e Los Palos Grandes. Eu não recomendo Sabana Grande de jeito nenhum, está feio, sujo e perigoso… e pensar que já foi o que havia de mais chique na cidade… Em Las Mercedes, não deixe de provar as arepas, como já disse o Riq, e experimente também as cachapas con queso de mano, uma delícia! As areperas de Las Mercedes estão abertas 24 horas.
Quanto ao câmbio, ainda há gente que se aproxima dos turistas já no desembarque para trocar dolares no cambio negro. Da ultima vez o próprio segurança me indicou com quem fazer o câmbio. Mas troque somente o necessário, porque na cidade vc vai conseguir cambio melhor em qualquer lugar. Pra vcs terem uma idéia, eu troquei dinheiro num mercadinho tipo secos & molhados de uns chineses.
Assim como o Riq também recomendo uma visitinh a El Hatillo, mas pra quem conhece as cidades coloniais do Brasil pode ser uma decepção, então não espere muito.
Espero que ajude! Beijos

Estou indo pra LR dia 11, vou pernoitar no hotel Miramar que fica na região do aeroporto. Esse hotel é bom? e por perto tem algum restaurante ou shopping, não tô querendo ir pra Caracas.

Estou pensando em ir com a minha mulher para Los Roques na semana anterior ao carnaval e ficar por lá 9 noites (mais uma em Caracas). Para quem já foi, acha que é um período muito longo? Tem coisa suficiente para fazer em tanto tempo ou Los Roques nunca é demais?

    Olá, Vini! Se você achar 9 dias tempo demais para ficar em Los Roques, então provavelmente também acharia 3 dias tempo demais para ficar por lá!

    Quanto a ter o que fazer, depende: da quantidade de livros que você levar e do momento do seu casamento!

    Recado entendido. É o que eu imaginava mesmo, só queria ter certeza….rs

Também dormi num hotel ao lado do aeroporto(bem próximo, na verdade). Mas nao me lembro o nome. Foi bem estressante porque tinha reserva (no voucher impresso pela Freeway, inclusive) para um (acho que esse Eurobuilding que vc citou)e chegando lá, a menina do transfer nos conduziu a outro. Ficamos ressabiados, disse a ela da reserva, mostrei o voucher e nao teve acordo! Acabou sendo bom, mas com tantas históris de sequestros , violencia, etc, assusta!Encontramos um casal em Los Roques , ela venezuelana ele americano do Alaska, que fizeram barreira na porta com móveis, malas, etc, com medo de sequestros!!!!
Nao saímos do hotel nao e nosso contato nos aconselhou a nao sair!
E cambistas(isso 2008) , tinham aos montes. Trocamos no estacionamento, ao ar livre, sem problemas, mas com medo!
Amei Los Roques, vale a pena isso tudo.

Acho que não dá mais para evitar o pernoite em Caracas viajando pela TAM na ida. Fui para Los Roques agora no fim de dezembro pela TAM e tive que dormir em Maiquetía. Passamos a noite no Hotel Miramar, bem simples, que foi providenciado pelo pessoal da Pousada Guaripete, que também reservou os vôos entre Maiquetía e Gran Roque. Todos os outros hóspedes que estavam lá na pousada também pernoitaram nesse mesmo hotel.
Em relação ao câmbio, conseguimos a melhor taxa em Los Roques mesmo (7,6 por 1).

Nunca fiz esses trajetos, mas adorei a parte “Não sei de nenhum outro lugar que aceite turistas onde ainda existe a aberração do câmbio paralelo. Na minha vez, havia um exército de cambistas no saguão à espera dos estrangeiros” rs Perfeitoooo !!! Adoro seu modo de escrever! =D
Bjs,
Manddy
http://tourdubaiguide.blogspot.com/

Estive em Caracas há 2 meses e não mudou muita coisa : dos milhões de cambistas, agora só são milhares ! Tomei o taxi “oficial” – um Ford Explorer sem faróis, andando no meio da noite de Caracas. O trânsito está bem melhor, pelo menos à noite e para sair e voltar ao aeroporto.

Não recomendo o Melia Caracas, que apesar de pertencer à rede internacional consegue : 1) levar 50 minutos para fazer o check in de 4 pessoas (com 2 atendentes); 2) não ter internet nem no lobby e 3) para qualquer consumo, de frigobar ou do room service, você tem que descer ao lobby, pagar e então receber (e rezar para a fila estar pequena). O hotel é confortável, mas o serviço horrível.

Não recomendo andar a noite em Caracas, é incrivelmente perigoso. Tome um taxi.

Fui em Julho, o cambio de Bolivares Fuertes estava $6 por U$1. Ficamos ricos! rs Hotel Em Maiquetía Buenavista Inn sem café.. Simples mas, aceitavel para dormir algumas horas. O mais engraçado é q queriamos jantar em Caracas, mas, o receptivo nos convenceu a não ir. Disse q a cidade era muito feia, nao tinha nada de interessante, que SP era muito melhor e inclusive o transito de SP era muito melhor, que era preferivel a gente descansar no Hotel. Jantamos por perto e fomos dormir… rs

Riq,

A dica do Marcelo não é mais válida. A voo de ida da TAM agora chega em Caracas às 17h55, impedindo que se tome um voo para Los Roques no mesmo dia 🙁

A volta pela GOL ainda vale. 🙂

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.