Toscana: no Laticastelli, me sentindo num filme de arte

Laticastelli, Rapolano Terme

Enviada especial | Denise Mustafa

Aprendi, com o tempo e com as os lugares que tenho conhecido, que existem duas maneiras de viajar: uma delas é aquela viagem rápida, quando temos apenas 15 dias de férias e queremos explorar o máximo possível. Depois de duas ou três viagens dessas, passamos a escolher a outra alternativa: quando decidimos passar o máximo de tempo em um lugar só e explorar não o mundo, mas aquele cantinho, onde cada planejamento é um passo, e cada descoberta é uma aventura.

Laticastelli

Pois isso se aplica perfeitamente à Toscana, aquela região da Itália onde as vistas são preciosas, a culinária impecável, o vinho desce redondo, e a arte está nas paredes das muralhas das pequenas cidades que você decide visitar.

Na primeira vez que fui à Toscana, há exatos 3 anos, aluguei um apartamento em Florença e fiquei uma semana visitando a região. Era verão de 2009 e a maior recordação que tenho são das lágrimas que escorreram dos meus olhos quando avistei a pontinha do Duomo. É, meu caro. Poucas coisas me emocionaram tanto quanto aquele Duomo e quanto Florença. Foi uma viagem calma, feita de trem, onde tive oportunidade de conhecer, além de Florença, Siena, Viareggio, Volterra e deixar florescer a saudade.

LaticastelliLaticastelliLatiscastelli

Pois bem, esse post não é pra escrever sobre a viagem acima, e sim do outro tipo de viagem que falei no começo: aquela mais lenta, onde cada cantinho é uma descoberta. Dessa vez, eu descobri uma outra Toscana, e indico pra vocês de olhos fechados. Bem perto de Siena, no meio desses montes lindos que só a Toscana tem, fiquei hospedada no Laticastelli Country Relais, em Rapolano Terme, e digo: vale a pena. Além do conforto que o hotel oferece, você se sente como naqueles filmes tipo Beleza Roubada (Bernardo Bertolucci), onde a vista da piscina é um horizonte sem fim.

LaticastelliLatiscastelli

O hotel é construído em uma colina sobre as ruínas de um antigo castelo medieval do século XIII. As 29 suítes do Laticastelli são delicadas. A mobília é toda antiga, rústica, de origem camponesa, e dá pra se sentir numa verdadeira fazenda toscana. Todas oferecem ar-condicionado, frigobar, aparelho de DVD e internet wifi. Algumas ainda contam com sala e cozinha, estilo quitinete. A propriedade, de 50 hectares de extensão, ainda possui vinhedos com bosques, trilhas para cavalgadas ou caminhadas, piscina e campo para prática de pólo no Vale do rio Ombrone (eu disse que é pra ficar muito tempo!).

O Laticastelli funciona em 2013 no período de 26 de março até 17 de novembro. Lá, eles ainda oferecem um restaurante rico em variedades, chamado La Taverna. Na temporada 2013 a refeição custará €40, por pessoa, incluindo entrada, prato principal, sobremesa, uma garrafa de vinho (a cada duas pessoas), água e café. Nessa época, ainda acontecem eventos musicais como concertos de piano numa sala especial, ou eventos na beira da piscina, abertos ao público. Imagino que, no verão, deva ser ainda mais gostoso assistir a esses concertos, com o sol se pondo mais tarde da noite.

FelsinaFelsina

Na curtíssima temporada que fiquei no Laticastelli, fiz um passeio delicioso à vinícola Felsina, pra conhecer como são feitos os verdadeiros Chiantis e azeites toscanos. No final da visita, uma degustação dos vários vinhos que eles produzem lá e, obviamente, é impossível sair de lá sem um vinhozinho sequer. O preço da visita custa entre € 15 (vinhos) e € 25 (vinhos e azeites).

San Gimignano

Além disso, visitei San Gimignano (60 minutos) e Siena (20 minutos). Por isso a dica: se for ficar em um hotel de campo, a melhor forma de locomoção é com carro. Principalmente se você não quiser ter tempo contado de relógio.

Siena

SienaSiena


Além de Siena e Gimignano, a viagem pode se estender a Florença (imperdível), Arezzo, Cortona, todo o Val d’Orcia e a região vinícola de Terre Senese, incluindo Montepulciano, Montalcino, Pienza, Perugia e Assis (repetindo: vá com TEMPO).


View Laticasteli, Toscana in a larger map

O hotel ainda indica passeios a outras vinícolas, compras em lojas chiques (Ferragamo, Gucci, Valentino e Armani), e restaurantes charmosos nos arredores, além de passeios a cavalo pela região. Eles podem auxiliar os visitantes que também sonhem em dirigir uma autêntica Ferrari no circuito de Modena e passeios de balão de ar quente, para sobrevoar as paisagens belíssimas do local.

As diárias no Laticastelli vão de € 185 (o apartamento duplo standard) a € 350 (o apartamento triplo com vista para os jardins) e incluem café da manhã, estacionamento e todos os impostos. Ainda, para a próxima temporada há alguns descontos especiais: para quem reservar 4 noites, 10%; para quem reservar 6 ou mais noites: 15%; estadias para os meses de março, abril e novembro, 20%; reservas realizadas antes de 15/03: 5%.

Jantar em Siena

Denise Mustafa viajou a convite do Laticastelli Country Relais e da Iberia.

Leia mais:

110 comentários

Ano passado fiquei hospedada neste hotel. Realmente é um sonho, super indico! Lugar mágico, atendimento perfeito e o restaurante delicioso!

Oi Bóia, Qual a melhor forma de ir de Veneza para o Laticastelli?
Estou na dúvida se de Veneza vou para Firenze, e lá, alugo um carro ou alugo em veneza mesmo. O que acha? Super Obrigada

    Olá, Greyce! São 350 km pela autoestrada — umas 4h sem direito a paisagens bonitas. É mais descansado ir de trem até Arezzo (3h30 no direto) e pegar o carro lá.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.