Golpes contra turistas na Europa: Duc, Maria Lina e Dri alertam

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Paris: Basílica do Sacré-Coeur

É fato que o Brasil é um lugar infinitamente mais inseguro que a Europa. Mas por incrível que pareça, um turista brasileiro talvez corra mais riscos lá do que aqui.

Ocorre que o problema no Brasil é a violência -- que aprendemos a evitar não andando por lugares ermos ou pouco vigiados. Batedor de carteira, por aqui, é profissão em extinção; seu campo de ação parece limitado a festas com aglomeração (como todas aquelas da Bahia).

Na Europa a violência é mínima. Mas a arte de aproveitar-se das distrações dos forasteiros é desenvolvidíssima. Enquanto a gente está lá, embasbacado com alguma vista ou tentando entender o metrô, algum artista surrupia a nossa carteira ou mete a mão na nossa bolsa sem que percebamos. Deixar mala ou bolsa aparecendo em carro estacionado, então, é fatal.

Mais chatos (por humilhantes) são os golpes perpetrados em dupla ou trio: enquanto um puxa papo ou chama a atenção para uma coisa qualquer, o outro passa a mão no que estiver desguarnecido.

Recentemente, vários blogueiros que moram (e um que morou) na Europa trouxeram o tema à tona.

O Dani Duc, que tem o excelente DucAmsterdam.net (indispensável para viajar a Amsterdã e à Holanda), contou uma série de perrengues que passou em diversas cidades européias. Seus leitores contribuíram com suas próprias histórias nos comentários.

A Maria Lina, do queridíssimo Conexão Paris, repercutiu uma denúncia de leitores sobre golpes e intimidações nas escadarias de Sacré-Coeur.

Dentro do assunto, o PêEsse lembrou um post do ano retrasado em que a hilária -- e ao mesmo tempo seriíssima -- Dri Setti, do Achados, faz um verdadeiro inventário das várias maneiras de baterem a sua carteira na Espanha (e como escapar de ser uma vítima).

De novo: não é que a Europa seja perigosa. Ela só não é tão segura quanto a gente imagina -- e os riscos são diferentes daqueles nos quais já estamos escolados. Ter consciência disso já nos torna menos vulneráveis grin

E você? Já passou por algum perrengue do gênero? Conte na caixa de comentários!

Leia também:

184 comentários

Zuzu
ZuzuPermalinkResponder

Em napoli fizemos um city tour naqueles ônibus típicos e ao passarmos debaixo de uma ponte,meninos de 13,14 anos,jogaram pedras na gente e davam risadas! Sorte que ninguém se machucou!

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

Li n'A Janela Laranja um outro golpe ainda não mencionado aqui, aplicado no metrô. O sujeito tumultua a escada para que seu parceiro realize o furto. Se bem que aqui não é golpe, é furto mesmo.

- http://www.ajanelalaranja.com/2007/06/golpe-em-paris.html

Em Barcelona o bicho parece que pega mesmo. A Adriana Setti lá do Achados foi furtada mais uma vez.

- http://viajeaqui.abril.com.br/blog/achados/roubaram-minha-bolsa-em-barcelona-%E2%80%93-de-novo/

Li todos os posts e comentários e, felizmente, (ainda) não fui vítima de nenhum golpe, nem de furto. As dicas serão muito úteis para que a estatística continue assim.

Mas eu não entendi o golpe do papelão mencionado pela Marcie. Como é isso de encostar um papelão no turista e dessa forma distraí-lo para que outro o furte?

joyce
joycePermalinkResponder

Manda para a Lilica

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

TODAS as vezes que eu vou à Itália, e vou bastante, tentam me engambelar no troco. Já estou mais esperta, mas é cansativo, principalmente em gellaterias ou naquelas pizzerias a taglio, onde tem sempre fila querendo andar e você ali contando o troco.

No ônibus publico que vai de Ciampino ao centro de Roma, em duas vezes que fui, não consegui comprar o biglietto na maquininha e o motorista estava cobrando 5 euros por pessoa ( ao invés de € 1,14 ). Fui no barzinho do aeroporto e comprei pelo preço oficial, mas no ônibus uma família americana me mostrou o ticket: é o mesmo, o motorista só rasga o pedaço onde o valor é mencionado.

Ciwannyr Machado de Assumpção

Tentaram "bater" o passaporte do meu esposo dentro no Museu do Louvre em Paris, em 2009. Entramos no museu e deixamos as bolsas e casacos no guarda volumes. Por precaução ele colocou o passaporte no bolso da calça jeans. Uns 3 rapazes estavam vendo obras proximos a nós e, com a mão leve, tentaram pegar o passaporte. Felizmente não conseguiram.

Monica Loureiro Jorge

Esta história de golpes contra turistas é insuportável.Na Argentina fomos avisados sobre possíveis trocosdos taxistas com notas falsas.
Havia um aviso sobre isso escrito no porto.

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Li sobre varios tipos de golpe, então quando cheguei em Paris e Barcelona, simplesmente saia fora sem dar trela e as vezes parececndo mal educada, mas fazer o que?
Realmente na Sacre Coeur tem muitas pessoas abordando vc, pedindo que assinem uma lista, depois te cobram (já havia lido deste golpe tbém, rsrs) ou querendo por fitinhas,etc... o negocio é ficar esperto, sempreeee colocamos passaporte e dinheiro em pochetes amarradas na cintura e por dentro da calça, na mochila só comida e agua mesmo!!

Ana Paula Rocha

Foi assim: Setembro do ano passado, eu e meu marido chegamos exautos a estacao Termini, em Roma, com malas, mochilas, etc. Quando chegamos pertinho da maquina para comprar tickets do metro, surgiram 2 ou 3 mulheres vestidas de ciganas, se posicionaram na lateral da maquina e disseram algo como se fossem nos "ajudar".
Como haviamos lido muito sobre golpes antes de chegar a Europa, ja estavamos preparados e mantivemos uma postura seria, sem fazer contato visual e agimos como se soubessemos usar aquelas maquinas desde criancinha.
Pela abordagem agressiva delas, acreditamos queriam levar algum dinheiro nosso ou entao estavam preparando terreno para algo pior. Vendo que nao tinham abertura e que estavamos de olho nos nossos pertences, elas logo desistiram e partiram para outros turistas na maquina ao lado.

Cecilia Martins

Em Paris fui assaltada dentro do metro por um grupo de adolescentes ( dizem que bulgaros ) na maior gritaria e empurra-empurra. Entraram e sairam do metro rapidamente e neste empurra levaram minha bolsa com dinheiro e documentos. Meu amigo sofreu o mesmo tipo de assalto na Espanha.
Tenho tbem amigos que tiveram suas malas roubadas no lobby do hotel de Paris e tbem de Londres enquanto fecxhavam suas contas

Carlos Nascimento

Esta tentativa de golpe sofri em Barcelona. Após vários dias em pé participando de uma feira ganhei uma incomoda bolha no calcanhar, a minha assistente me informou que havia uma Loja Dr. Scholl em um shopping próximo à Torre Agbar, mas conhecida como vibrador.
Quando estava me aproximando do shopping uma pessoa se aproximou de mim com um mapa pedindo para que eu localizasse onde estávamos, eu disse não sei. De repente, não sei de onde saíram dois caras, e se dirigiram diretamente a mim tiram e botaram rapidamente algo do bolso dizendo que eram da polícia e me perguntaram o que eu fazia conversando com aquela pessoa (o tipo da informação), para logo me pedir o passaporte (depois percebi que havia dado bandeira esquecendo de tirar o crachá da feira). Eu sabia que normalmente em abordagem a polícia colocava o distintivo em um lugar visível, e que aqueles dois, apesar de altos tinha características andinas, e no mais estranhando que só se dirigiu a mim, mantive a calma e gastei todo o meu catalão que sabia e taquei um No he vist les seves insígnies de policia, poden vostès identificar-se. eles ficaram abobalhados, pois deveriam saber catalão e logo emendei um vostès no són policias, aturdido um falou que eu estava liberado que iria interrogar somente o "comparsa" deles. Não sei se ele queriam roubar o passaporte ou mesmo a carteira, pouco tempo depois vi este mesmo golpe em Bogotá, lá fui abordado por um velhinho pedindo informações e logo depois chegaram dois caras que mostraram um carteira fajuta de combate a narcóticos mas que estavam investigando um derrame de notas falsas e que aquele senhor era suspeito eu também por estar conversando com ele, pediu todo o dinheiro do velho que obviamente entregou, e o meu para que eles pudessem averiguar no laboratório da polícia que estava em frente, e e apontou o prédio cheio de antenas, eu disse que não tinha nenhum dinheiro comigo pois havia deixado a carteira no escritório (e era verdade tinha dado a uma amiga para fazer o cambio), eles me disseram que viram eu fazendo cambio com o velho, então eu me apresentei como advogado e disse que gostaria de ficar conversando na rua, que poderíamos atravessar a avenida e ir à polícia (na verdade era o prédio do Ministério da Defesa). A resposta foi que não precisava que sentiu que eu estava dizendo a verdade. Quando contei a história a minha amiga ela me chamou de doido que da próxima vez que eu fosse abordado seguisse em frente.

Ludmila
LudmilaPermalinkResponder

Uma dica que a mãe de um amigo me deu uma vez e que eu sempre ponho em prática quando viajo é colocar um lenço sobre todas as coisas da bolsa antes de fechá-la (e, ao viajar, levar uma bolsa que feche com zíper e não com corda ou botão) e deixar o fecho pra frente... O problema é quando o batedor de carteira abre um rasgo no fundo da bolsa com um canivete e tira as coisas por baixo.

Celina
CelinaPermalinkResponder

Quase fui vítma do golpe descrito pela Dri Setti. Quase! e pela reação das pessoas em volta é muuuuuuuuuito comum! conto como foi aqui

http://maladerodinhaenecessaire.wordpress.com/2011/02/20/madrid-fortes-emocoes/

Romenia
RomeniaPermalinkResponder

[...] de criminalidade”, “Indice de inseguranca” etc, etc, ligados aos imigrantes Romenos. Basta ler posts e artigos sobre golpes e crimes nas capitais Europeias e voce vai ver que quase todos sao relacionados a imigrantes [...]

Haide
HaidePermalinkResponder

É incrível que não nos avisam quando saímos para fazer uma viagem dessas. Mesmo as pessoas conhecidas que tb.já viajaram. Acho uma sacanagem. Deveriam nos alertar o tipo de crime e os locais onde costumam acontecer. Deveriam nos alertar aqui no Brasil, porque lá na Europa eles pouco se importam c/o turista brasileiro, visto que somos os preferidos desses delinquente.

Sil
SilPermalinkResponder

Uma vez, na estacao de trem, em Genebra, havia acabado de chegar e iria fazer uma conexao pra outra cidade da Suica, estava sozinha, falava ao Celular e uma mulher chegou rapido perto de mim, pedindo pra eu emprestar meu celular a ela pois ela precisava falar com alguem e nao tinha bateria. Eu falei em alemao com ela e disse que nao poderia emprestar. Foi muito rapido e parece ate que fui ruim mas numa hora dessas e quando eles se aproveitam de vc, cansado, ainda tentando se achar...Ela devia estar me observando pois alguem normal nao faria isso tao rapido...
Ja viajei muito sozinha pela Europa e uma coisa que sempre levo comigo e. Confiar unica e primeiramente em mim e estar atenta a sua volta. Estar atenta nao e estar preocupada ou amedrontada, e estar viva e alerta pra reagir.

George
GeorgePermalinkResponder

Aconteceu 2 vezes comigo em Paris,o golpista joga um anel supostamente valioso no chão na sua frente.Eu,que já conheço o golpe,ignorei.O cara veio atras de mim,falou que era um sinal de sorte,eu nem dei muita bola,ele tentou colocar o anel no dedo dele,não serviu,aí ele tentou colocar no meu.Eu respondi em frances que não estava interessado.Quando ele ouviu que eu falava frances,reclamou e foi embora.No mesmo dia o mesmo golpe,só que dessa vez era uma mulher.Mas isso não tira o brilho de Paris...

Pryscila
PryscilaPermalinkResponder

Aconteceu comigo o mesmo 2x em diferentes regiões francesas: Paris e Aix en Provence. A primeira vez cai...

Marcio Antonio

Felizmente nunca me aconteceu nada nem parecido com as histórias daqui, mas ano passado, quando estava em Roma com meus pais e minha namorada, tínhamos acabado de entrar no metrô em Termini quando uma mulher com aqueles negócios de pendurar criança na frente entrou no vagão, deu um esbarrão no meu pai e saiu do vagão, bem rápido e bem na hora que a porta ia fechar. Obviamente não era criança nenhuma, era uma boneca. Mas nesse caso ela saiu de mãos abanando, pois ainda no avião eu tinha avisado todo mundo sobre os golpes, e estávamos todos com dinheiro e documentos escondidos por baixo da roupa, sem nada nos bolsos.

fatima
fatimaPermalinkResponder

Fui vitima de um estelionatario brasileiro no aeroporto CDG, ele fica no local onde os brasileiros fazem check in pela Air France e depois vem pedir ajuda em dinheiro, conta uma estoria comovente com relaçao ao filho q esta no Brasil, e precisa embarcar imediatamente, precisa antecipar a passagem e faltam 20 euros p poder emitir o novo bilhete.
Confesso q cai na conversa, e agora chegando aqui percebi q era golpe,tarde demais.
Gostaria de saber se alguem tb passou por isso.
Isso aconteceu dia 19 de agosto de 2011
Obrigada.

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Não caí no golpe, mas já presenciei situação parecida, um casal de brasileiros implorando por dinheiro, mas muito discretamente - só falavam em português - no aerporto de Milano Malpensa. No caso deles, a história era que precisavam de completar o dinheiro da passagem da mulher, porque a do marido já tinha para voltar rapidamente ao Brasil pq a mãe estaria falecendo. E dá-lhe blah blah de crise para dizer que moravam em um quarto minúsculo lááá na Puglia, que o bilhete de trem tinha custado mais caro do que o esperado, que eles estavam desde o dia anterior só tomando água pra economizar (mostravam a garrafa).

Se eu não estivesse com pressa, prestes a embarcar, eu iria chamar a polícia italiana e descrever o golpe.

Celso
CelsoPermalinkResponder

Fátima,

Estelionatário brasileiro já tentou me aplicar esse golpe no ckeckin em Buenos Aires. Pediu 69 dólares por que havia perdido o voo de volta para Curitiba. Educamente, mandei ele voltar a pé para o Brasil. wink

fatima
fatimaPermalinkResponder

Eu devia ter feito isso chamado a policia, espero q os brasileiros fiquem atentos e chamem a policia mm, pq ja chega aqui toda a violencia e tb fora agora somos intimidados?
E tb pq sei q nos aeroportos tem um serviço de ajuda as pessoas com problemas, mas nao sei pq nao lembrei......

Gustavo
GustavoPermalinkResponder

Vi um assalto no metro de Barcelona, ao meu lado. Um cara fingiu estar desmaiando, sendo escorado por outros dois homens. Juntos eles causaram um tumulto, e conseguiram pegar a bolsa duma mulher, que percebeu e saiu correndo atrás deles.

Conversei com um policial do metrô, brasileiro, que disse ser muito comum os assaltos lá. Ele disse que os brasileiros são os preferidos, e que a legislação local (Catalunya) é muito branda, o que favorece os delitos.

Paris também não é muito tranquilo...

Cris
CrisPermalinkResponder

Barcelona parece ser mesmo o lugar para golpes e batedores de carteira. Estive em outubro em varias cidades da Europa e só em Barcelona que eu testemunhei o batedor de carteira. Foi no metro, linha 4. Uma turista teve seu celular furtado. Pararam o trem, foi um escândalo e tal, mas não reuperaram o celular. Eu até posso estar cometendo uma injustiça, mas o grande problema foi que a menina estava totalmente distraída, dando sopa mesmo. Ela estava de pé, com sua enorme mochila cargueira nas costas, parada bem na porta do trem, e com uma mão segurando o pilar e com a outra mão segurando o celular enquanto fazia um ligação telefônica. Era, digamos assim, a vitima perfeita. O "artista" apenas esperou o momento certo e quando o sinal de fechar as portas soou, ele simplesmente passou a mão no celular e saiu correndo pela porta. Depois disso, meu irmao, que tambem testemunhou o fato, ficou borrado de medo de andar nos metros, mas eu sabia que a coisa era assim mesmo. Talvez eu tenha tido muita sorte, mas não aconteceu nada comigo em nenhum lugar por onde eu estive, mesmo no mais sombrio metro de Paris, hehe. Mas eu sempre estive atenta, com alça da bolsa trespassada no corpo (e não a tiracolo) e sempre observando a movimentação. Minha mãe estava comigo e quase caiu no conto da cigana com o anel bem na porta do Museu d'Orsay. Na Itália, eu já acho que os golpes são mais "institucionalizados" mesmo. Recebi moedinhas de centavos de Real (!!!) como troco em um bar, os taxistas do aeroporto Fiumiccino queriam cobrar 60 Euros para ir de lá até a região da Estação Termini (preço tabelado em 40 euros pela prefeitura) e outro taxista achou que poderia fazer uma volta enorme para me levar da Termini até o Pantheon (como eu já conhecia a cidade, fiz ele parar na mesma hora e desci ali mesmo onde ele quis fazer a volta). Ainda não sei como tive coragem de deixar meu passaporte numa banca de aluguel de bicicletas na Villa Borghese! Pelo menos ali os caras foram honestos e me devolveram o passaporte sem problemas depois, hehe. Mas essa eu não faço nunca mais, acho que corri um risco totalmente desnecessário.

Confira quais os golpes mais comuns em turistas durante as viagens

[...] Em fevereiro o Riq Freire já tinha feito uma coletânea com os posts dos alguns blogueiros sobre golpes contra turistas. [...]

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Como boa carioca que sou, aprendi pela vida a fora mil truques de como evitar furtos, um deles é um "tique" que eu tenho que sempre que estou com a mochila para trás, dou uma leve "sambada" de um lado para o outro, caso alguém esteja mexendo na minha mochila, eu sentirei.

Pois bem, exatamente o que aconteceu no metro de Madri quando estava lendo meu livro e descendo as escadas rolantes... "sambada" seguida de um estranhamento. Achei que tinha enlouquecido e continuei andando até o banco mais próximo. Minha mochila estava aberta.

A minha "sambada" me livrou de ter sido roubada, já que, apesar da mochila aberta, tudo estava ali. O ladrãozinho deve ter se assustado e se escondido.

Infelizmente não pude ver o filho da mãe...

renata b
renata bPermalinkResponder

Estavamos no aeroporto de Madri, colocando as malas dentro do carro que tinhamos alugado e deixei, displicentemente minha bolsa no carrinho, junto com as demais malas.
A pessoa chegou e disse que era da locadora e que tinhamos que confirmar se o carro nao tinha nenhum risco. Qdo fui confirmar o comparsa dele, pegou minha bolsa. Mas meu marido viu, e saiu atras dele gritando: Ladrao, ladrao. O cara deixou a bolsa e saiu correndo. Qdo alugar carro, so tem que verificar riscos se eles pedirem, senao ja esta verificado. Deixem a bolsa no carro e tranquem.
Nesta mesma viagem, uma menina que se fazia de gravida, em Madri, tentou abrir minha bolsa,(na frente do Rainha Sofia Museu) mas senti algo se mexendo e quando olhei pra tras peguei a mao dela na minha bolsa. Os guardas, disseram que sao da Servia e que eh bem comum. Destas eu escapei...

Paris, fui roubada duas vezes. Uma quando tinha 15 anos (em 1987) e fui ao cinema, deixei a bolsa, ao meu lado, percebi uma pessoa fazendo movimentos estranhos, mas nunca imaginei que fosse ladrao. Roubou meu dinheiro e passaporte.

E a outra em 1991 numa loja quando estava experimentando um sapato, deixei a bolsa no sofa ..na volta ela nao estava..
O mais engracado eh que aqui no Brasil nunca fui roubada..kkkk

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Caímos no golpe do casaco de couro em Roma. Estávamos, eu e meu marido, andando pelas ruas, perto da basilica santa maria maggiore. Um senhor de meia idade bem vestido, em um carrão, nos parou na rua pedindo se falavamos ingles, meu marido disse que sim, ele perguntou onde ficava a igreja santa maria maggiore, respondemos, e e le perguntou de onde eramos, dissemos : do brasil, e ele com uma cara muito surpresa: poxa sao meus conterraneos, eu sou o presidente da marca Armani, moro em Milão. E perguntou o que faziamos etc. Nós estávamos encantados com a cidade, primeira vez na itália, eles se aproveitam disso. Aí disse , olha como voces sao meus conterraneos vou dar um presente pra voces, um casaco de couro pro senhor e uma bolsa ultimo modelo pra senhora. Aí nos entregou as coisas e disse, olha meu tanque está quase vazio(estava mesmo marcando isso)voce tem um dinheiro aí, meu cartao de credito quebrou(mostrou). Conclusao: ele levou 100 euros sem nos darmos conta. Assim que ele arrancou com o carro, falei pro meu marido: Acabamos de cair em um golpe! Fui olhar as coisas(made in china), encontramos um mendigo no caminho e entregamos a ele o casaco de couro, digo napa smile

Mauricio
MauricioPermalinkResponder

Gostaria de registrar que eu e um amigo caímos no mesmo golpe, e com certeza com o mesmo senhor, passando-se por funcionário da Armani. E a região é a mesma do golpe. Portanto muita atenção, pois o mesmo é bom de lábia....e vc fica com os casacos de "couro" e ele com seus euros. Mas um dia volto lá e do o troco, pego o casaco e vou embora...quero ver aquele velhote me pegar kkkkkk

amada
amadaPermalinkResponder

eu e meu marido caimos no golpe do casaco de couro que a MAriana descreveu..é muito rápido e vc fica muito envolvido na historia do cara...só que foi em Paris...pela descrição do golpe, foi a mesma pessoa!!!!!1

Maria Irani
Maria IraniPermalinkResponder

Em Paris fui ludibriada por um motorista de van chamado Mário(português)que me ofereceu uma corrida por 100 euros.Ele nos disse(a mim e minha família)que os taxis não transportavam mais que duas pessoas com as malas e que nós iríamos gastar muito mais que 100 euros para chegarmos ao nosso destino.Estávamos na estação de trem que liga a Inglaterra à França e iríamos ao Hotel de Castiglione,Paris.Na volta do hotel para a estação de trem,o taxi nos levou a todos e o taxímetro acusou somente 20 euros!!!

Rubem
RubemPermalinkResponder

Tem um brasileiro aplicando o seguinte golpe em amsterdam. Ele fica atento nas pessoas que falam português e conta a seguinte história : está hospedado no hotel com a mulher e o filho e perdeu a pochete onde estava os passaportes de toda a família,cartões de crédito e $1.200 dólares. Já tinha feito todas as solicitações necessárias mas precisava ir até a Roterdã , onde fica o consulado brasileiro, para resolver todas as questões. GOLPE: pede 21 euros para pagar a passagem de trem até Roterdã porque está impossibilitado de fazer qualquer saque. Simples né. Ele conta tudo com muitos detalhes e ainda oferece para ficarmos com o notebook dele como forma de garantia.
Fomos abordados próximo a Dan Square, não sei se ele transita por outros lugares.
Como descobri que era um golpe: comentei a história com uma amiga brasileira que mora em Amsterdã e para nossa surpresa ela havia caído na mesma história há um mês.

Dione
DionePermalinkResponder

Rubem, eu, meu marido e um casal de amigos, acabamos de voltar de uma viagem de quase um mês na Europa e passamos pela mesma tentativa de golpe desse brasileiro em Amsterdã. Era dia 15 de Maio e tínhamos acabado de chegar na cidade e estávamos na Praça Dam, admirando e tirando fotos, quando ele nos abordou contando a mesma história que você descreveu!!! No início rola aquele sentimento de solidariedade, mas quando ele ofereceu seu notebook como forma de garantia, desconfiado que fôsse um golpe, meu marido começou a indagar porque ele não havia conseguido trocar dinheiro no hotel e tal, ele começou a se irritar e falar que estávamos desconfiando dele e saiu rapidamente!

Ane
AnePermalinkResponder

gente, estou em Amsterdam e ACABEI de cair nessa lorota. A história é exatamente essa, o cara é bem vestido, com uma camisa lacoste. Ainda disse que era da federação catarinense de futebol. Demos 40 euros pro golpista e quando chegamos ao hottel começamos a desconfiar. Foi aí que vimos esses comentários e percebemos que fomos vítimas. Estamos nos sentindo um par de idiotas.

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Eu e minha esposa havíamos acabado de chegar em Paris. Desembarcamos na estação do metrô , onde precisávamos comprar os bilhetes. Como não sabíamos aonde comprava ficamos no saguão vendo o mapa do metrô, tentando entender as sinalizações. Vendo nossa cara de perdidos,aproximou-se um rapaz bem vestido e educado oferecendo ajuda e falando em inglês. Nos indicou a maquina de bilhetes e nos acompanhou até a maquina. Perguntou quantos dias ficaríamos em Paris. Respondi que eram 7 dias. Então ele sugeriu que comprássemos um bilhete de uso ilimitado com duração de 7 dias. Perguntei sobre os bilhetes de 10 tickets (pois li neste blog sobre esta dica), ele disse que não existiam mais. Pois bem , ele começou a mexer na maquina na minha frente e mostrou uma telinha que mostrava o valor de 56,70 euros (que seria o referente a 2 bilhetes ilimitados por 7 dias). Enquanto fui sacar o dinheiro da carteira para colocar na maquina ele rapidamente inseriu um cartão dele mesmo e fez a compra, dizendo que eu poderia pagar em dinheiro diretamente para ele. Peguei os dois tickets e entreguei-lhe o dinheiro achando que o rapaz tinha me feito um grande favor. Na hora de usar o bilhete , vi que ele valia apenas para uma só viagem. Daí vi que foi golpe.Depois fiquei sabendo que este bilhete de 7 dias nem existe. Não sei como ele fez aquilo, nem como funciona este golpe. Mas deixo a história aqui para outras pessoas não caírem.

Marco
MarcoPermalinkResponder

Várias pessoas oferecem Iphone 4 por 100 euros nas proximidades do porto de Nápoles. Um Iphone mais um ipad sairia por 160 euros. A maioria deve "sentir cheiro" de golpe, mas alguém de fato teve alguma experiência desse tipo? Alguém comprou um desses produtos? A proximidade com a China via canal de Suez e a presença de muitos transatlânticos com seus funcionários que muito viajam poderiam (poderiam!) explicar essas ofertas serem verdadeiras.

Frank (Dois Mapas)

Acho que vc já deu sua própria resposta...

Comprar mercadoria de terceira ou quarta mào de funcionario de navio é quase pedir para ter perrengue.

Marco
MarcoPermalinkResponder

Alguém relataria algo mais concreto?

Cristina Silva

Como já disseram acima, em Barcelona é preciso estar muito atento. No meu caso, viajávamos em carro próprio. Há golpistas de origem marroquina (segundo a polícia local) que chegam falando no celular e te pedindo informações (para te distrair) enquanto outra pessoa abre as portas do carro para levar o que encontrar. Enquanto um falava com meu marido, vi quando alguém abriu a porta do carro. Dei um grito e ele saiu correndo.
Em um outro momento (no mesmo dia) levaram minha bolsa. Mas isso, depois de uma longa história em que furaram o pneu do nosso carro e nos seguiram para oferecer ajuda sobre uma oficina....
Mas é isso. Muito cuidado em Barcelona!!!

Maria
MariaPermalinkResponder

Muito cuidado em Lisboa...Ainda existem bondinhos e alêm de turistas(apinhados), vão os batedores de carteiras. Tambem é diário o roubo no autocarro que faz o percurso Cais do Sodré a BELEM(existe até um aviso em vários idiomas).CUIDADO os batedores de carteiras e bolsas! são muiiiiito ariscos e sempre fazem vitimas, no ano passado ajudei um casal francês com uma filha pequena,roubaram-lhes passaporte...tudo da bolsa da senhora!

RosaBsb
RosaBsbPermalinkResponder

Em Paris, na rua próxima à Galeria Lafayette, ouvimos o barulho característico de anel caindo no chão, olhamos (mesmo sabendo que não era nosso, parece que não tem jeito de passar batido) e logo veio uma senhora com uma aliança na mão tentando conversar comigo e meu marido. Saimos sem dar atenção e deixamos que ela tentasse aplicar o golpe em alguém menos atento. Foi a 1ª vez que isso nos aconteceu, e esse golpe era mais falado na Itália, já se espalhou...

Patrícia
PatríciaPermalinkResponder

Fui roubada no metro em Bruxellas. Duas meninas com lenço na cabeça ficaram na minha frente. Eu estava com a mala e minha bolsa a tiracolo, indo do aeroporto para o centro. Percebí que quando entrei no metro e fiquei perto da porta pois só precisava andar duas estações, uma delas ficou muito perto na minha frente. Isso já é um sinal extranho na Europa, em que as pessoas mantém uma maior distância. Depois olhei minha bolsa e ela estava com o zíper aberto. Achei que eu que tinha esquecido, fechei o zíper. Em questão de 5 segundos, quando voltei a ver, o zíper estava de novo aberto e quando olhei dentro da bolsa, minha carteira não estava. Nesse mesmo instante, as meninas estavam descendo rapidamente do vagão e a porta fechou. Elas retiraram a carteira no instante justo antes do metro parar. Ninguém que estava perto de mim percebeu e eu não tive nem coragem de gritar do petrificada que fiquei. Viajo muito para Bruxellas a trabalho e sempre pego taxi do aeroporto para o centro. Esta foi a primeira vez que usei o metro e não percebí em absoluto como elas fizeram para abrir minha bolsa, foram muito expertas. E eu fiquei distraída, depois de 20 horas voando e com a mala e a bolsa a tiracolo, fui o alvo perfeito. Tem que se estar muito atento e nunca ficar muito perto de pessoas nestes meios de transporte, principalmente mulheres em grupo e vestidas com roupas largas, pois uma fica cobrindo a visibilidade e a outra, quase que invisívelmente, bate a carteira.

Nidia
NidiaPermalinkResponder

Em Roma tentaram aplicar um golpe no metro, dois senhores bem vestidos passando por fiscais pediram nossos bilhetes. Ao mostrar cobraram uma multa de 50 dolares de cada um alegando que compramos bilhetes errados. Também queriam nossos passaportes, mas percebemos logo que era um golpe e meu marido disse que pagaria a quantia exigida da multa apenas na Embaixada Brasileira. Eles ameaçaram chamar a policia para nos levar, mas continuamos firmes dizendo que poderiam chamar. Foi quando perceberam que não teriam nada e nos liberaram.

Em Barcelona tome muito cuidado nas Ramblas porque está cheio de pessoas esperando para dar golpe nos turistas. Fomos seguidos por dois homens mas assim que percebemos entramos em um restaurante.

Em Montevideu nas imediações do Mercado onde tem a melhor opção de gastronomia e é muito frequentado por turistas, fomos abordados por uma senhora bem vestida que caminhou atrás de nós nos pedindo para passar a carteira.Fizemos que não estávamos entendendo e meu marido se virou repentinamente e gritou com ela para sair dali. Foi neste momento que percebemos que ela não estava sózinha porque atravessou a rua e se encontrou com um rapaz. Lógico que apertamos o passo e entramos em um café movimentado.

Lugares com turistas geralmente tem batedores de carteiras. É preciso estar atento.

Arlene Maia
Arlene MaiaPermalinkResponder

Vcs conhecem o golpe do motoqueiro bonitão em Roma? Eu já tinha ouvido falar a respeito portanto, qdo o motoqueiro moreno-alto-bonito-e-sensual com uma bandana nos cabelos e óculos de sol, parado ao lado da moto, me viu sozinha e perguntou as horas eu já liguei o meu alarme. Ele pergunta as horas e qdo vc responde ele pergunta se vc é brasileira, diz que adora o Brasil, que morou em tal cidade, puxa o maior papo. Eu não dei bola e segui em frente. Logo adiante vinha vindo uma turista americana, jovem e sozinha. Parei para amarrar meu tênis e fiquei de olho. Assim que ela se aproximou do bonitão, ele disse algo, ela olhou para o relógio e pronto, engrenaram um papo. Poucos minutos depois ela já estava abrindo a carteira - se era para dar dinheiro ou passar o endereço do hotel para ele não consegui saber. Mas o golpe acaba com uma linda noite de romance com um italiano bonitão, que leva a tua grana sem vc perceber.

Leila
LeilaPermalinkResponder

Num pode querer tudo, né? smile

Léo
LéoPermalinkResponder

Prezados, estou em Lisboa e venho falar-vos após passar por duas tentativas de golpe, uma infelizmente bem sucedida. Estava em Roma, saindo do castelo de sant'angelo, seguindo a margem do Tibre quando um suposto turista supostamente perdido nos parou pois, segundo ele, nao sabia nem onde estava. Generosa e ingenuamente resolvi ajudar e enquanto ele enrolava a mim e minha esposa nos abordou um suposto policial baixinho e pançudo com uma suposta carteira da policia exigindo ver os nossos passaportes. Imediatamente percebemos o golpe e saímos as pressas para longe dos dois golpistas. Nao sei como isso poderia acabar, acho que teve o melhor desfecho possível para o "bom samaritano" aqui. Como se nao bastasse, hoje, chegando em Lisboa, o taxista deixou o taximetro de lado e nos cobrou a bagatela de 18,40 euros por uma corrida que nao valia 10. Arrumou uma tabela fajuta e disse que era o preço da "segunda coroa". De chegada a Lisboa, cansado, um pouco desinformado e nao querendo criar um clima ruim, nao questionei o taxista, mas a recepcionista do hotel nos informou que havíamos sido enganados. Fiquem atentos!!!

alex
alexPermalinkResponder

Olá a todos.
Um lugar muito bom onde é seguro e pouco se fala sobre isso é Londres, UK. Lá há muita segurança tanto física como como cameras,se alguma pessoa parece suspeita logo é aborada pela polícia, lá é tudo vigiado com cameras, metro, bus, ruas tudo mesmo, nunca tive nenhum problema nem meus amigos, lá nunca vi nada parecido com o que acontece em Paris, Lisboa etc.
Alguns golpes comuns, e que não ví nos comentários:
ITÁLIA, em Verona e ROMA, quando veem q tu es turista aumentam o preço das coisas, uma vez necessitei de um cartão telefónico internacional e comprei por 10 euros em Verona, mas notei q no lugar onde tinha o valor foi apagado, e colocaram um 10 a caneta, depois achei na rua um cartão igual mas com o preço correcto de 5 euros, ou seja prejuízo de 5 euros.
LISBOA,TAXISTAS, é quase certo q ao chegar em Lisboa serás vítima por parte dos taxistas, que como aconteceu comigo, inventam q tal avenida esta interditada para dar voltas contigo, na altura eu perguntei a um policia se estava mesmo e este negou, o taxista cara de pau, nem ligou, e ainda no taximetro constava 4 euros e ele apagou e pediu 5 !
Também em Lisboa nao andas sem seres abordado por Marroquinos e Indianos q te param e oferecem maconha e cocaína, q na verdade é açucar e folha de chá kkkkk neste meu amigo q caiu....quem mandou

bruno
brunoPermalinkResponder

londres seguro!!!!! o que se passa em lisboa??!!??
nao deves ter estado na mesma londres que eu nem mto menos na mesma lisboa....

CRISTIANE
CRISTIANEPermalinkResponder

TIVE A MINHA MALA ROUBADA DE DENTRO DO MEU QUARTO EM UM HOSTEL EM BARCELONA (KABUL).
Cheguei na cidade no dia 29/11/2012 e ficaria até o dia 02/11/2012, quando retornaria ao Brasil. No terceiro dia hospedada lá, num quarto quádruplo, saí para passear pela cidade por volta das 14h e retornei às 19h, quando tive a infeliz constatação de ver meu quarto todo revirado e sem a minha mala. Parece brincadeira, mas é isso mesmo. ROUBARAM A MINHA MALA INTEIRA. Identificamos nas imagens das câmeras do local três homens entrando no hostel às 17:01 e 9 minutos após, saírem empurrando minha mala. Perdi tudo! Minha mala era grande, tinha 30kg. Entre tudo que levei e comprei durante a viagem, o prejuízo fica em torno de 20 mil reais.Além de mim, outro brasileiro que estava no quarto teve uma bolsa com seu passaporte e tablet roubada. Fomos informados pelos funcionários que o hostel não se responsabilizaria por pertences dos hóspedes. É UM ABSURDO não se responsabilizarem pela SEGURANÇA DO LOCAL. Não tive UM objeto furtado, tive A MALA INTEIRA ROUBADA por estranhos que entraram sem nenhuma dificuldade no hostel.
Como posso acionar a justiça para reparar meu dano material e moral ja que se trata de outro país??

Leila
LeilaPermalinkResponder

Cristiane

Tava esperando o que?

Hostal em espanha é hotel de beira de estrada, faço-me entender? Local onde uma mulher alugada presta os seus serviços. Hotel é outra coisa...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leila! Na verdade, o Kabul é um dos albergues mais famosos de Barcelona. Fica na Plaça Reial.

Vieli Lafonteine

Existe realmente esse problema de roubo um pouco por toda europa. Engraçado é geralmente serem, tanto o ladrão quanto a vítima, oriundos de outros países. Foi relatado aqui várias vezes que é um problema entre ciganos, africanos, brasileros,...

Enric
EnricPermalinkResponder

Meu nome e Enric,de Barcelona,agora morando no Brasil por trabalho a 12 meses ate 2016..entendo as suas preocupacoes com roubos em Europa...mas fiquem tranquilos nunca nenguem vai mostrar um revolver,metralladora o faca para tirar as suas coisas..tentem fazer igual eu cuando,vou para Rio,de Janeiro o cualquer outra cidade turistica..tenten ser mais um cidadao da cidade,nao vistan roupas de turista,banderas brasileiras,mochilas,tampoco precisan ficar olhando mapas toda hora pode perguntar cualquer endereco a policial o cidadao,olhem a o seu arededor...e por favor nao precisar mostrar o iphone ou camara de fotos as 24 horas do dia...por ultimo...saian do hotel com o imprescindivel...cartao de credito,passaporte e mais nada...assim passaram por um cidado normal...a maior parte do problema com os turistas e que som facilmente localizados....e sim alguem chegar perto simplemente vai embora o fala,que vai chamar um policial...mais o masimportante e o que fale no inicio...nenguem usara violencia com voces, e o mais provavel e que nada aconteca com voces.eu ja foi assaltado com revolver na minha casa no meu primer ano no Brasil,colocaron o revolver na minha cabeca , me bateron,quebraron costela e sangre pela,nariz,bateron na minha mulher, roubaron tudo tudo tudo,me amarraron e pegaron o meu carro para levar as minhas coisas, isso e impensavel na Europa,assim que nao,fiquem tan apavorados..PD : Tem muitos hotels em Barcelona tudos,eles,com metro o onibus perto,melhor nao pegar os do centro historico...e desculpad o meu portugues ainda nao aprendi bem a sua lingua..e no IPAD escreber corretamente.

Murilo Fazolin

Quando eu e minha família chegamos de Florença no Termini de Roma pegamos um taxi para o hotel Capanelle, distante do Centro. Logo o taxista nos alertou que a corrida ficaria ao redor de 60 euros. Topamos....quando chegou no hotel dei 3 notas de 20 euros e ele rapidamente me mostrou 2 notas de 20 e uma de 5 no meio. Fiquei confuso na hora, mas para não causar confusão peguei a nota de 5 e dei outra de 20. Depois percebi o golpe...paguei 75 euros por uma corrida que valia 22 (confirmada pelo taxi que tomamos na volta para o Termini.

Maria
MariaPermalinkResponder

Olá! Fui roubada dentro de uma loja em Madri, perto da Porta do Sol..centro. Não vimos quem foi, mas fiqueim atentos dentro das lojas, com a crise, está cada vez mais complicado..levaram meu passaporte, camera e um relógio que estavam na bolsa, você nem sequer sente a ação. Graças a Deus, não levaram nenhum dinheiro.. pois estava um pouco dentro da nossa bota ( estava com minha irmã) e outra parte em outra bolsa. Faltavam 4 horas para deixarmos o país depois de um tour pela Europa de 1 Mês... por isso, não estou muito triste, mas se fosse no começo da viagem.. acabaria o passeio. Nem sequer um B.O consegui registrar, polícia super sem educação, eu aos prantos por causa da bolsa e eles nem atenção dão.. nem na polícia do aeroporto de Barajas consegui registrar B.O. Em contrapartida nosso consulado foi PERFEITO E MARAVILHOSO, nos atenderam hiper mega super bem, meu deram autorização para embarcar de volta para o Brasil em menos de 15 minutos..tiraram minha foto, graças a Deus.. O pessoal do consulado todo já foi furtado também. Resumindo= MADRI NUNCA MAIS ! Não por ter sido roubada, mas por não ter sido atendida devidamente pela polícia de lá.

Glauco
GlaucoPermalinkResponder

Em Paris, semana passada, tentaram me pegar 2x no golpe do anel; 1x no golpe da pulseirinha; 1x no da lista das surdas-mudas e me pegaram no golpe do bilhete do metro (usei o bilhete de paris para ir na eurodisney, chegando lá não consegui sair da estação - em Paris os bilhetes são utilizados para entrar e para sair - eis que surge uma pessoa que aparenta trabalhar no metro, usa um cartão para entrar para o lado de dentro e me mostra na máquina o cartão que eu devia ter utilizado - para zona 5 - e me faz o "favor" de me vender os que ele já tinha - de ida e volta, quando na verdade era só de ida). Quando a tensão abaixa percebemos que o golpe é idiota e nos sentimos mais idiotas ainda, mas no calor do momento e utilizando uma língua em que vc não tem tanta segurança, tudo que vc quer é alguém para te "ajudar" - por isso sempre tem o malandro tentando ser "gentil".

Saí de Paris e fui para Barcelona. Desembarquei, peguei o ônibus até a estação de metrô e na descida plaza espanya surpreendo um batedor abrindo minha mochila (o que me espantou é que era por volta de 14h e o cara estava na cara-dura abrindo minha mochila enquanto me preocupava em descer minha mala pela escada). Dessa eu me safei pq tenho o tique de ficar virando o rosto e olhando para trás de relance e porque nunca ando com carteira no bolso traseiro. Mas agora é mochila apenas com cadeado e atenção redobrada.

Celso
CelsoPermalinkResponder

Oi, estou em Roma e retorno hoje ao Brasil carregando uma experiência de ter sido assaltado por dois homens que agiam como policiais, infelizmente o fato atrapalhou minha viagem pois levaram todo o dinheiro que carregava, outro fato que deve ser lembrado e que quando encontramos outro conterrâneo fora da nossa pátria podemos pelo menos ser simpáticos porem vi brasileiros fazendo compras como se fossem os próprios europeus, que coisa feia.

Dillemba
DillembaPermalinkResponder

Olá Bóia, por favor me explique. Não entendi o que disse Glauco: foi até Eurodisney e não conseguiu sair da estação??? Os bilhetes são utilizados para entrar e sair??? Como se vai até um lugar e não se consegue sair da estação? Pode ocorrer a mesma coisa em Versalhes?Desculpe a ignorância. Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dillemba! É preciso que o seu bilhete seja válido até a zona em que você vai desembarcar. Se você embarcar com um bilhete de uma zona a menos, ou fora de validade, você não conseguirá acionar a catraca de saída.

Haroldo
HaroldoPermalinkResponder

Estive com minha familia( mãe,esposa e duas filhas) na Alemanha.Autria,Hungria,Eslovaquia e Republica Checa em Abril de 2013. Viajamos de carro e graças a Deus, tudo deu certo. Tivemos um problema num restaurante em Budapeste, onde ofereceram um desconto especial para Brasileiros e na verdade a conta veio salgada. Mesmo assim discuti e e os caras abaixaram o valor.
Vimos varios malandros nestes países . O negocio é olhar feio e ser mal educado. Como disse o colega espanhol, a diferença entre aqui e lá é que ninguém vai te matar por causa de 1o reais.

Vinicius
ViniciusPermalinkResponder

Hoje (28/05/13) fui à basílica de Sacre Coeur com minha esposa e nos abordaram tanto na entrada quanto na saída do funicular. Em ambas situações mantive a mão no bolso e fui ríspido com os caras dizendo: - No, no! Fechei a cara e fiz tom de que eu poderia agredí-los se insistissem mais. Infelizmente eu não sabia que isto poderia acontecer, só tomei conhecimento agora, pesquisando sobre o que aconteceu comigo. A dica que dou é de meter a mão no bolso e colar o braço ao corpo, ele vai tentar puxar seu braço, mas seja ríspido que eles arregam e vão encher o saco e roubar o dinheiro de outro.

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Tomem cuidado em PRAGA. Até mesmo alguém escolado como eu ,tive a carteira roubada lá. E são muito craques heim? Isso é bem conhecido mas vc se liga quando acontece com vc. TODO CUIDADO É POUCO EM PRAGA, OK?

Robson Campos
Robson CamposPermalinkResponder

Vejo que a maioria ainda confunde muito assalto com furto.

Geralmente na europa é tudo furto, mas já vi relatos de assalto também principalmente em PARIS.

Já faz um certo tempo a Ruth Escobar foi assaltada quando entrava em um hotel em Paris e ainda levou uma facada basta procurar no google para ler a notícia.

Estive em Londres o ano passado fiquei na Aldgate East, no IBIS LONDON CITY, me senti bem e super seguro ali naquela área.

Andando mais por londres estava circulando na carnaby street uns 5 kms de onde estava, e já vi um africano sendo preso era pickpocket. Já percebi que no centrão de Londres era barra pesada.

Tirei até foto da prisão do pickpocket:

http://img40.imageshack.us/img40/141/47j.JPG

Gostei de ver que a Polícia Londrina é atuante bem diferente da Itália.

Perto dali também vi um africano me seguindo, já fiquei ressabiado, pois não sei se seria furto ou um assalto.

Entrei num supermercado para pegar um leite, aí o cara entrou junto e me olhou da cabeça aos pés, eu estava com um sobretudo e meu óculos rayban pendurado na frente. Eu olhei bem para cara dele, sou faixa preta de hapkido, e já pensei se vier vou derrubar, aí o cara acho que pressentiu que ia ter treta e foi embora.

Então tem muito folclore pensando que a europa é segura eu particularmente não vejo esta segurança que falam.

A ITÁLIA estou achando bem perigosa muitas gangues, isso não é coisa boa podem acuar uma pessoa que está sozinha e não sabe se defender.

A polícia Italiana não faz nada ou niente como parlam, vi um vídeo no youtube que um carabinieri dentro da viatura até ri do turista que caiu num golpe, sorte ainda que foi um golpe. Ao invés de abrir um B.O e apurar os fatos ficou no seu comodo dolce far niente.

O golpe da falsa polícia que relataram aí acima, é manjado se isso acontecer comigo vai ficar crítico o negócio, só mostro minha carteira e passaporte se tiver 2 ou 3 viaturas senão nada feito.

Polícia nenhuma ou nessuna nunca me parou na Europa não vai ser agora que irão parar ainda mais na itália onde é tutto dolce far niente.

Estou indo para a Itália o ano que vem, por que ganhei uma passagem, mas confesso que perdi o tesão, pois para mim é um lugar muito perigoso bem mais do que imaginava.

Irei ficar duas semanas e quero rodar por lá, mas estou achando bem inviável quero ir na cinque terre e vi que tem uma gangue nos trens.

Não gosto destas gangues isso me cheira mal, se a polícia prestasse limpava isso de lá são coniventes com pequenos furtos e até algo mais que deve acontecer e não relatam.

Estou montando um plano de guerra para ir, pois sou especialista em segurança e não gosto do modus operandi destes “FURTOS” que ocorrem na Itália.

Vivo em São Paulo e nunca fui assaltado, já tentaram me furtar no largo da concórdia no Brás um falso aleijado, esbarrou em mim, e socou o dedo na minha carteira que estava no bolso da frente da calça jeans. Dedo pesado por sinal, aí meu instinto me fez reagir instantaneamente dei uma chave no seu dedo, poderia ter quebrado o dedo dele, mas o empurrei contra a parede.

Hoje quebraria sem pestanejar o dedo de qualquer um que socasse as mãos no meu bolso isso é legítima defesa.

Achei este ótimo site com dicas tem até um monotripé para vc mesmo tirar suas fotos eu já comprei o meu no Ebay.

http://www.mochileiros.com/dicas-seguranca-t48386.html

Queria curtir a viagem numa boa, mas vi que não vai dar para relaxar.

Enfim, acho que quem vai viajar para a Europa principalmente sozinho (Itália,França e Espanha) é bom treinar um pouco de defesa pessoal sinto que lá a coisa não é brincadeira desemprego muito alto e gente chegando da lampedusa todos os dias.

Quando estiver lá irei fazer um relato diário sobre tudo que ver penso em montar um blog de segurança.

Giulia
GiuliaPermalinkResponder

Brasileiros que pretendem visitar Roma...Tomem muito cuidado no hotel, tem ladrao que se finge de hospede e em um pequeno vacilo eles te roubam a bolsa. Muita atencao no metro tb. Ja fomos roubados assim em um Hotel do Holiday Inn. E fui informada que, aconteceu o mesmo episodio com uma brasileira ha 2 meses atras. Esses ocorridos aconteceram em 2009. Na epoca a policial me informou que tinha varios casos de brasileiros roubados dessa forma. E o consulado, pra fazer teus documentos uma enrolacao, gente mal preparada, pelo menos naquele ano. Nao sei agora se ja melhoram o servico.

Em Milao, atencao com os ciganos,espalhados no metro e perto dos principais pontos turisticos. Sao batedores de carteira. Crianca de 11, 12 anos tentam te roubar metendo a mao na tua bolsa ou abrindo as mochila... Os africanos que oferecem pulseira colorida, so enchem teu saco, mas nao sao pessoas violentas ou ladroes... pelo menos, nunca vi eles roubando. Moro aqui ha 7 anos e nunca presencei, mas n se pode confiar.. geralmente querem 1 euro. Mas, vc pode se sair, dizendo non, non, non Grazie...

Uma dica, melhor andar com a fotocopia do passaporte colorido. A policia aqui, dificilmente te para. A unica, coisa que para atravessar a fronteira como por ex. Milao-Suica, vc tem que estar com o passaporte original.

Quem pretende visitar Napoles, melhor fazer passeio turistico organizado de agencias de viagem. Nao aconselho aluguel de carro. La a mafia e' grande, muito bandido e em determinados pontos da cidade, se vc nao conhece podera' esta entrando em um lugar extremamente perigoso. Palavra de um Italiano, que foi alertado sobre o risco, de onde ele estava entrando, quando estava a passeio na cidade.

Quem quiser fazer compras deixo dicas de outlet's:

perto de Florenca ( the mall ) todas as marcas luxosas vc encontra la. Se nao me engano, na frente da estacao de trem de Florenca, sai uma excursao para este outlet.

perto de Milao ( Fidenza Village ). Saindo da estacao Centrale, vc vai descer em Fidenza. De la, peca informacao aonde fica o onibus que te leva gratuitamente para o outlet.

perto de Genova ( Serravalle outlet). De Milao e de Genova saem excursoes para esse outlet.

Espero ter ajudado,

Boa viagem!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar