Florença: 5 bate-voltas de trem ou ônibus

San Gimignano

Há duas maneiras, proveitosas e complementares, de explorar a Toscana.

Quer passear a esmo pelas estradinhas dos vales, subindo aos vilarejos encarapitados nas colinas? Alugue um carro e monte base perto de Siena (de preferência, fora da cidade).

Quer explorar as cidades maiores sem se preocupar com estacionamento, zonas de tráfego restrito e quantidade de taças de vinho no almoço? Então passe um tempinho em Florença e aproveite o que pode ser visitado por trem e ônibus.

–> SIENA, de ônibus

Siena

As cidades muradas do sul da Toscana são mal servidas por trem. As linhas são lentas; os horários, espaçados; e as estações normalmente ficam longe do centro (o que é natural: uma estação de trem no meio de um centro histórico medieval desfiguraria a cidade). Siena não escapa à regra. E a ligação a Florença por uma auto-estrada rápida faz com o ônibus seja uma opção bem mais interessante do que o trem.

Vale a pena comprar um Opa Si Pass, que dá direito a visitar o Duomo e a usufruir das vistas do Museo dell’Opera sem enfrentar filas. Perca-se pela cidade; pegue uma mesa num bar do Campo e imagine a praça num dia de Palio; escolha uma osteria para experimentar comida senese (eu adorei o pici — macarrão toscano sem ovos — com ragu de porco da osteria Il Campaccio).

Os ônibus fazem o trajeto em 1h15. Cada perna custa € 7,10. O último ônibus sai de Siena às 20h15. Veja os horários aqui.

–> PISA & LUCCA, de trem

Pisa

Nenhuma visita a Florença é completa sem o bate-volta regulamentar a Pisa. A viagem é facílima de fazer por conta própria. Os trens rápidos à estação Pisa Centrale levam apenas uma hora; de lá você sai caminhando (menos de meia hora), pega um ônibus (LAM Rossa ou Linha 4) ou um táxi (menos de 10 euros). Viajando com o trem regional, você leva um pouco mais tempo (1h30) mas salta na estação Pisa San Rossore, que está a cinco minutos de caminhada da Torre.

Subir na Torre não é essencial, mas se você tem intenção de sentir a tonturinha de rodopiar pelos anéis superiores do monumento, compre seu ingresso com hora marcada pelo site da Opapisa com 45 a 15 dias de antecedência. Leia mais aqui.

A visita à Torre de Pisa é facilmente combinável com uma escapada à cidade murada de Lucca, que fica apenas 20 minutos adiante, tomando o trem na estação Pisa San Rossore. A estação de Lucca fica próxima a uma das portas de entrada da cidade antiga (basta atravessar a rua). O barato ali é alugar uma bicicleta e usar a magrela para dar a volta nas muralhas.

A volta de trem a Florença leva 1h20.

Os preços das passagens são camaradíssimas. Florença-Pisa sai € 7,10; Pisa San Rossore-Lucca,  € 3; e Lucca-Florença, € 6,40. Não é preciso comprar as passagens com antecedência.

–> SAN GIMIGNANO, de trem + ônibus (com ou sem Pisa)

San Gimignano

San Gimignano, com suas torres altíssimas (é a Manhattan medieval da Toscana), está no topo da lista de desejos de quem vai a Florença. É uma cidade mais facilmente visitável de carro — num passeio em que dá para combinar com Volterra, ou então com Colle di Val d’Elsa e Monteriggioni.

A viagem de transporte público também é perfeitamente factível; o único perrengue é ter que fazer baldeação em Poggibonsi, a 12 km da cidade murada. Você sai de Florença de trem ou ônibus (os trens são mais freqüentes) e em uma hora chega a Poggibonsi; lá pega um ônibus que leva mais 25 minutos a San Gigmignano. Um táxi leva 10 minutinhos.

Em San Gimignano, aproveite que não está dirigindo e tome uma taça de Vernaccia, o ótimo vinho branco local. Querendo ir no dia mais colorido, vá na quinta-feira, quando acontece o mercado na Piazza del Duomo (de manhã, claro!).

A passagem de trem Florença-Poggibonsi sai € 6,40; o ônibus Poggibonsi-San Gimignano,  €  3,20. O percurso inteiro de ônibus (Florença-Poggibonsi-San Gimignano) custa € 6,80; simule horários aqui. Se preferir o táxi entre Poggibonsi e San Gimignano, espere pagar € 20 em cada direção.

Quem estiver muito, mas muito apertado de tempo pode combinar San Gimignano com Pisa. A viagem leva 1h30, com baldeação em Empoli. A passagem desde Poggibonsi custa € 7,10. De Pisa você volta a Florença em uma hora. Leia mais sobre a Torre aqui.

Não é necessário comprar as passagens antecipadamente.

–> CORTONA, de trem (com Arezzo, se quiser)

Cortona

Sair de Florença para passar o dia no cenário dos livros de Frances Mayes não é nada complicado. O trem leva em 1h20 até a estação Camucia, que por sua vez está a 10 minutinhos de ônibus colina acima até a entrada da cidade.

Quanto mais cedo você chegar, melhor: Cortona é mais encantadora quando ainda está vazia de turistas. Explore depois o interior das igrejas ou pegue o mapinha no posto de informações turísticas e faça uma pequena escalada até Bramasole, a casa-personagem da sra. Mayes (a propósito: dizem que ela praticamente não fica mais lá; a família comprou uma segunda casa, Fonte delle Foglie, ali perto).

Caso dê Cortona por vista, você pode aproveitar a volta para dar uma passada em Arezzo, que oferece um contraste interessante, por ser maiorzinha e menos voltada para o turismo. Caso você programe esta parada com antecedência, não deixe de marcar hora para ver os afrescos de Piero della Francesca na Basílica de São Francisco (reserve aqui).

Leia mais sobre Cortona e Arezzo aqui.

Arezzo está a 18 minutos de trem de Camucia e a 1h de Florença.

O percurso completo Florença-Arezzo-Cortona, com ou sem parada em Arezzo, sai € 8,90 em cada sentido. Não é necessário comprar antecipadamente.

–> ASSIS, de trem

Assis

A duas horas e meia de trem, Assis é o menos confortável dos bate-voltas desde Florença. Provavelmente você passará mais tempo no deslocamento (cinco horas no total) do que na cidade de São Francisco. Mas para muitos visitantes isto é mais do que uma viagem: é uma peregrinação.

A estação fica fora da cidade, mas é ligada ao centro por um ônibus freqüente. A Basílica de São Francisco abre diariamente até as 19h; mas no domingo de manhã permite-se apenas a entrada de quem quer assistir à missa.

A bela cidade de Perugia fica no caminho, a apenas 20 minutos de trem. Num bate-volta desde Florença, porém, vai ser difícil sobrar tempo para visitar as duas. (Estando de carro, com base em Siena, o passeio combinado fica mais factível.)

A passagem de trem entre Florença e Assis sai € 11,85 em cada direção. Não é preciso comprar antecipadamente.

Leia também:

Pisa: como chegar, como subir, com o que combinar

Toscana de carro: um dia pelo Val d’Orcia

Toscana de carro: um dia entre Cortona e Arezzo

Toscana de carro: um dia entre San Gimignano e Volterra

Toscana de carro: os outlets Valdichiana e Prada

Cinque Terre num dia: de trem, a pé e de barco

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


601 comentários para “Florença: 5 bate-voltas de trem ou ônibus”

  1. hahaha verdade… ta infactível mesmo! Mas estarei de carro de veneza até o 1º dia em Florença, por isso coloquei bolonha e pádua no caminho de Veneza para Siena. Obrigada!

  2. Olá.

    Pensei um roteiro pela Europa assim

    4 dias Barcelona
    4 dias Paris
    4 dias Londres
    3 dias Veneza
    3 dias Florença
    3 dias Roma

    Barcelona – Paris (Avião)
    Paris – Londres (Trem)
    Londres – Veneza (Avião)
    Veneza – Florença (Trem)
    Florença – Roma (Trem)

    É um roteiro bem cansativo ou é tranquilo pra fazê-lo?

    1. Olá, André! No roteiro acima você está excluindo os dias de chegada e partida? Caso esteja, sugerimos apenas colocar mais um dia em Roma. Fora isso, o roteiro está bom, embora cansativo por conta dos deslocamentos.

      1. Esses dias que conto são como diárias em hotéis. É assim mesmo? Continua bom?

        1. Olá, André! Se você estiver considerando pernoites, e não dias inteiros, o roteiro está um pouco corrido. 4 pernoites (ou diárias) em Paris equivalem a 3 dias inteiros na cidade. Recomendamos pelo menos 4 dias inteiros para as capitais. Veja mais dicas sobre quantos dias passar em cada cidade aqui: http://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar/

          .

  3. Olá! Pretendo viajar para a Itália em outubro. Além de Roma, minha ideia é fazer base em Florença (9 noites), onde pretendo dedicar (desconsiderando o dia de chegada) três dias completos em Florença, e os demais para alguns “bate-volta”. Gostaria que me ajudasse, se possível, com algumas questões sobre trem / ônibus:

    1) Trens “Regionales Veloces”
    a) São com horário marcado? Ou funcionam como os “regionales”? (pode-se pegar qualquer um ao longo dia)
    b) Os lugares são marcados? Há possibilidade de ir em pé?

    2) Trens “Regionales”
    Saberia me informar se eles são muito cheios nessa época, considerando saídas por volta das 8:00, e retorno por volta das 18h – 19h? (é que um dos passageiros tem 75 anos…)

    3) Ônibus
    a) O ônibus para Siena, Poggibonsi, etc… seriam similares aos nossos coletivos? (quero dizer: várias paradas, sem assento marcado, grande chance de viajar em pé?)
    b) Esses ônibus são muito cheios (também considerando saídas por volta de 8h, e retorno por volta de 18 – 19h)
    b) Você sabe informar o site onde posso verificar horários dos ônibus para Siena, Poggibonsi? É quo o link do post não existe mais… E no site http://www.sitabus.it/ não consigo encontrar!

    4) Você acha viável para uma pessoa de 75 anos (no caso minha mãe!) fazer “bate-volta” utilizando trem regional e ônibus? Ou pode ser uma grande furada? (muito cheios)
    Seriam: 1) Pisa-Lucca; 2) Siena; 3) San Gimignano; 4) Perugia; 5) Veneza (mas aqui seria o trem Le frecce, então não vejo muito problema…)

    Obrigada!

    1. Olá, Márcia! Regionali e regionali veloci não necessitam reserva. Certamente darão lugar para a sua mãe. Os ônibus entre Florença e Siena são diretos,sem paradas. Você pode ir a Poggibonsi de trem e pegar lá o ônibus local, para os últimos 20 minutos de viagem. No ônibus a Siena não vão passageiros de pé. No de San Gigmignano com certeza darão o lugar a sua mãe, se for necessário.

  4. Olá! Você sabe me dizer se ficar muito cansativo ir para Lucca e Pisa em um dia de trêm, tendo Florença como base??
    Como minha mulher estará grávida de 4/5 meses, não queria que ficasse muito puxado…
    Outra dúvida é se as cidades de Cortona e Arezzo têm algum diferencial das outras cidades e vilas da Toscana?

    1. Não fica cansativo, não, Pisa e Lucca são bem próximas. Só dê uma controlada no ritmo dos passeios.

    2. Olá, Felipe! Cada cidade da Toscana tem o seu charme. Para ajudar a tirar a sua dúvida, veja: http://www.viajenaviagem.com/2012/03/cortona-arezzo/

  5. Ola!!!
    Gloria
    Estou chegando em florença e gostaria de uma pessoa para mos levar de carro para o passeio de san geminiano Voltera etc…vc conhece alguém que tenha carro e possa nos levar?Somos 4 senhoras!

  6. Ola!!!
    Uma ajuda,por favor,estamos indo em dezembro para Italia,gostaria de saber,se de carro conseguiriamos partir de roma até milao?as estradas no inverno como sâo.?

    1. Olá, Cleia! Esse é um trajeto para ser feito de trem ou avião. Deixe para dirigir quando quiser explorar uma região específica. Entenda: http://www.viajenaviagem.com/2007/08/europa-aviao-trem-ou-carro/

  7. Caro Ricardo,
    Pretendo fazer uma viagem para FLORENCA e estou precisando de sua ajuda. Somos 3 passageiros e queremos fazer um pequeno tour gastronômico nessa região alem de conhecer as belezas das cidades próximas a Florenca como Lucca, Chianti, Livorno, Assis e San Gimignano. Vc indica alguma agencia ou Guia privado com veiculo em FLORENCA que possa elaborar um roteiro para nos?

    1. Olá, Paulo!

      Veja se acha alguma indicação aqui (incluindo os comentários):
      http://www.viajenaviagem.com/2013/06/guias-brasileiros-no-exterior/

      Veja um catálogo de day tours organizados aqui.

  8. Olá Bóia,

    Você sabe informar se há depósito de bagagem em Siena? Qual a melhor maneira para ir de San Gimignano a Roma?
    Obrigada!

    Caroline

    1. Olá, Caroline! Há guarda-volumes na estação de ônibus. A melhor maneira de ir de Siena a San Gimignano e de Siena a Roma é de ônibus.

      http://www.trainspa.it/train04/extraurbano.pdf

  9. Olá! Gente, quanta informação, mas como sou viajante de primeira viagem e ainda mais para a Europa, que é tão complexa, rsrs.
    Tenho 20 dias inteiros, excluindo o dia de ida e volta, como posso separar entre Londres (chegada), passando por Paris e querendo conhecer o máximo da Itália? Beijos e mto obrigada!

    1. Olá, Sandra! Recomendamos um minimo de 5 dias, idealmente 7 dias, tanto para Paris quanto para Londres.

      Eis o nosso roteiro básico da Itália em 15 dias:
      http://www.viajenaviagem.com/2007/04/italia-pra-aluna-da-carla/

      Veja roteiros limitados para a Itália em 9 dias:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/03/roteiro-9-dias-europa/

      A Europa não vai sair do lugar, não queira abraçar tudo na primeira viagem — ou você vai precisar voltar a cada um dos lugares futuramente.

  10. Olá Bóia
    Estou com viagem marcada para chegar e sair por Milão.
    Gostaria de umas dicas para 14 dias na Itália usando trem e ônibus. Será em setembro.
    Gosto de ficar algum tempo nas cidades mais importantes como Roma ,Florença e Milão.
    Obrigado pela atenção.

  11. Gente, como nao achei um topico sobre isso, alguem tem restaurante legal para recomendar em Florença: Quero comemorar uam data especial com meu marido.

    Andrea

    1. Olá, Andrea! Vamos colocar a sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

      Enquanto isso, veja como escolher restaurantes em viagem:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/09/7-dicas-escolher-restaurantes/

    2. Andrea, experimente a Trattoria ZaZa no Centro Histórico – Excelente!
      http://www.trattoriazaza.it

    3. Andrea, uma boa opção seria o Golden View, que tem uma vista linda para a Ponte Vecchio. Fiz um post sobre restaurantes em Florença no meu blog: http://www.ciaoviaggio.com
      Abraços
      Vanessa

    4. Oi Andrea!
      Recomendo “Il Santo Bevitore”, perto do Palazzo Pitti. Foi uma excelente indicação da Helô Righetto, adoramos. Vale reservar pois o lugar tem grande procura!
      http://www.ilsantobevitore.com/home.htm

    5. Oi Andrea! Um restaurante que ADOREI em Florença foi a Trattoria dei 13 Gobbi! Não é estiloso nem “da moda”, mas o ar intimista, a comida excelente (i rigatoni ao molho da casa são de chorar!) e o bom atendimento deixaram uma ótima impressão e uma super vontade de voltar!

  12. Obrigada Bóia

  13. Acqua Al 2, próximo ao centro.

  14. Olá!!

    Vou a toscana em setembro, e estava pensando em montar base em florença, dormindo lá por 5 dias.
    Gostaria muito de fazer 2 passeios, um em montalcino e um em pienza, para visitar uma vinicola e uma fazenda que tem produção própria de queijo pecorino (já achei as duas)

    Entretanto, não consigo achar formas de ir de florença a esses 2 vilarejos e voltar. Você consegue me indicar uma forma? Vale a pena mudar a minha base para Siena? Ou pegar um ônibus florença > siena e depois alugar um carro para ir até os dois lugares?

    Obrigada!

    1. Olá, Jessica! Florença é indicada estritamente para bate-voltas de trem e ônibus.

      Caso você queira fazer passeios fora das cidades principais servidas por trem e ônibus — as cidades que estão detalhadas neste post — é melhor você fazer base em Siena ou arredores e alugar um carro.

  15. Olá!

    Minha lua de mel será em outubro. Meu noivo e eu ficaremos do dia 14 ao dia 21 na Áustria. Depois temos do dia 21 ao dia 01/11 para a Itália.

    Tem sugestão de qual a melhor forma de ir de Salzburgo para Florença? Eu tinha pensado em ir de trem, acha ok?

    Obrigada,

    Nayara.

    1. Olá, Naiara! São 8h20 de trem, com baldeações em Villach e Veneza.

  16. Obrigada a todos q postaram dicas de restaurantes em florenca. Se puder irei a todos

  17. Olá Ricardo! Tudo bem? Ótimas dicas!
    Duas perguntas: fazendo esses 5 bate-voltas e ficando 2 dias em Roma, ou seja, 7 dias de viagem. Você acha que seria muito cansativo?
    Pretendo ir no início de janeiro, acha que dá para aproveitar bem?
    Obrigado!
    Abraços

    1. Olá, Leandro! Quem responde é A Bóia.

      Em janeiro os dias são mais curtos. Roma precisa de no mínimo dois dias inteiros, sem contar o dia da chegada. 3 dias inteiros são o ideal. Florença precisa de 1 dia e meio para ser minimante explorada antes de fazer bate-voltas.

  18. Bóia, vou fazer uma pergunta um pouco ridícula, mas é melhor perguntar pra quem sabe do que ficar na dúvida, né?
    Vejo todo mundo indicar a ida de florença para siena de carro pela via chiantigiana, é possível fazer o caminho contário (de siena para firenze) pelo mesmo caminho?
    Obrigada pela ajuda de sempre!

    1. Olá, Lílian! Sim!

  19. Olá , vcs poderiam me ajudar ? Estou planejando uma viagem de carro pela Toscana. O meu circuito está quase fechado ,saio de Pádua e vou para a região dos Lagos Garda e Como ,tenho 3 dias para percorrer essa região , voltando para Roma no terceiro dia . Desisti de Milão ,pretendo sair dos Lagos e descer . O que me aconselham , ficar em Garda 2 dias e voltar à Roma , no terceiro ? Ficar em Garda 1 dia e ter uma outra base no caminho, por exemplo em Lucca e de lá retornar à Roma? Obrigada.

    1. Olá, Vera! Escolha entre Garda e Como, os dois serão redudantes.

      É bastante chão ente o norte da Itália e Roma. Seu roteiro está mal equacionado.

  20. Olá
    por favor gostaria de sua opinião qto a um roteiro de viagem:
    11-12-13 Roma
    14 – Sai de Roma cedo(primeiro horário) de carro para Assis, final da tarde dorme em Siena
    15 – Durante o dia visitar Siena, final da tarde ir para Florença (dormir)
    16 -ficar dia todo em Florença, FINAL DA TARDE/NOITE VAI PARA VENEZA
    17 – Veneza fica até almoço e vai depois para Verona (ver trem), dorme em Verona
    18 – Sai cedo de Verona para Milão , dorme em Milão
    19 (sábado) – Sevilla (precisamos estar em Sevilla este dia)

    Super corrido mas não está concreto isso ainda, por isso gostaria de sua opinião, dá p ver Veneza meio dia e depois ir p. Verona como colocamos? ou estando em Florença dá para ir e voltar p/ Siena no mesmo dia? Grata Rosa

    1. Olá, Rosa! Caramba, que correria. Você não vai aproveitar muita coisa. Veja nossas dicas aqui:
      http://www.viajenaviagem.com/europa/europa-como-quando-quanto-tempo/

  21. Oi Ricardo e Boia, antes obrigada, como vocês nós ajudam com estas informações….
    - tenho 4 a 5 noites para passar na região da toscana..
    saio de milão sentido – Florença;
    sempre vejo os roteiros saindo de Florença e com bate e voltas…
    pergunta: existe uma sugestão saindo de milão e dormindo duas noites por este caminho ate chegar em Florença ??(onde tenho hotel reservado por 3 noites)
    faria o inverso … sairia de milão de carro.
    gratíssima sempre

    1. Olá, Janete! Como você pode ler em quase todas as respostas anteriores, não recomendamos Florença como base para passeios de carro.

      Troque sua reserva para os arredores de Siena.

      http://www.viajenaviagem.com/category/siena

      1. Bóia, desculpe, não expliquei bem…não farei base em Florença…

        Gostaria de saber o que posso fazer Antes de chegar em Florença (onde lá ficarei quieta por 3 noites).
        Ou seja dicas de Milão ….. Até chegar no meu ponto Florença ….. Passo onde?

        Saio de Milão dia 9….. Então tenho duas noites até chegar em Florença… O que faço neste caminho de Milão até Florença? Tenho duas noites para este caminho…entendeu?
        Me ajude neste trecho…
        Em Florença mesmo ficarei quieta…somente lá…
        Obrigada desde já….

        1. Olá, Janete! Você pode desviar a Bolonha, a Turim, a Gênova, a Cinque Terre…

  22. Gente, desculpa essa pergunta meio fora de lugar, mas como rola o deslocamento até o aeroporto de Florença? Vou pegar um voo de lá para Viena e não estou achando essa informação em lugar nenhum.

    1. Olá, Stephanny! O aeroporto fica a 5 km da cidade de Florença. A maneira mais prática é pegar um táxi.

      1. Sério? Não tem nenhum ônibus que faça o percurso?

        1. Olá, Stephanny! Você pode pegar o serviço de transporte Volainbus ou o ônibus da ATAF n° 62. Eles fazem o percurso do Centro até o aeroporto. Os bilhetes podem ser comprados a bordo. Para mais informações, veja: http://www.ataf.net/it/ataf.aspx?idC=2&LN=it-IT

  23. Olá!

    Gostaria de sugestões de hospedagem para ficar em Florença e em Roma.Que não sejam muitas caras.

    Obrigada!
    Rita

    1. Olá, Rita de Cássia! Você pode pesquisar hotéis em Florença e em Roma no Booking. Além de preços, você poderá ler as resenhas dos ex-hóspedes dos hotéis para ajudar na sua escolha.

  24. olá. vamos passar fevereiro que vem em florença. já fomos este ano para florença e siena (e arredores) e para bologna de trem. adoramos a ida para bologna, onde passamos 1 noite. alguém tem sugestão de outros destinos para passarmos 1 noite?

    1. Olá, Raq! Os destinos indicados para bate-volta ficam melhores se você ficar uma ou duas noites, especialmente Siena, Arezzo e Lucca.

  25. [...] conhecer as cidades, dá pra fazer de trem (tem um bom post do VnV), mas a melhor forma é mesmo alugando um carro. Pegamos um carro compacto, porque algumas [...]

  26. .Ola Ricardo!!! viajo nos seus posts.
    estou indo para Genova, de navio, e estou meio perdida. Chegando la, quais cidade proximas e interesantes pode-se conhecer.E de volta para o Brasil, e interesante sair de la ou vc indica outras opções.
    Obg

    1. Olá, Maria Helena! Quem responde é A Bóia.

      Infelizmente não temos conteúdo sobre Gênova, mas é uma cidade interessantíssima. Na região não deixe de visitar Portofino. Ali perto tem as Cinque Terre:

      http://www.viajenaviagem.com/2012/04/cinque-terre/

1 ... 4 5 6

ATENÇÃO:
Desculpe, mas esta caixa está inativa e seu comentário não aparecerá. Estamos aprontando um novo Viaje na Viagem. No novo site a caixa de comentários voltará a funcionar. Obrigado pela compreensão!