Vai por mim: Grand Canyon

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Grand Canyon, Borda Sul

Contemplar o Grand Canyon ao vivo certamente está na sua lista de viagens para fazer antes de morrer. Quando chega a hora de planejar a visita, contudo, você se vê à beira de um precipício logístico. As opções de acesso são inúmeras – quase todas, infelizmente, bastante complicadas. Os hotéis dentro do parque lotam com uma antecedência maluca, e todos os outros pontos de acesso são distantes. (Não, o cânion não está do ladinho de Las Vegas como você sempre imaginou.) Por onde chegar? O que fazer? Do que abrir mão? Vamos lá.

Quantos dias?

Os mais afoitos reservam apenas um dia para fazer um desvio ao Grand Canyon, normalmente saindo de Las Vegas. Isso só é factível se você cacifar um caríssimo bate-e-volta de aviãozinho -- ou então se contentar com o Grand Canyon West, que fica fora do parque nacional. O mínimo ideal é hospedar-se por duas noites, seja dentro do parque, seja numa das cidades próximas. Quem gosta de atividades ao ar livre vai encontrar diversão para quatro dias, fácil.

Grand Canyon, Borda Sul

O filé: Borda Sul (South Rim)

A visita clássica ao Grand Canyon se faz pelo acesso sul do Parque Nacional (450 quilômetros de Las Vegas, 100 quilômetros de Williams, 135 quilômetros de Flagstaff). Doze mirantes espetaculares e uma série de trilhas vertiginosas contribuem para tornar este trecho o mais visitado do cânion. A Borda Sul está aberta o o ano inteiro; no verão do hemisfério norte (junho a agosto) tende a lotar de turistas. O ingresso custa US$ 30 por carro ou US$ 15 por pessoa entrando em van ou ônibus; o passe vale por uma semana (inclusive para ir à Borda Norte). Compre seus ingressos nos estabelecimentos comerciais da cidadezinha de Tusayan; assim você não pega a fila da bilheteria.

Você é livre para zanzar entre os mirantes – a pé, com o seu carro (fique atento a eventuais interdições) ou usando o ótimo serviço de ônibus à disposição dos visitantes. Vale a pena retornar aos seus pontos favoritos em diferentes horas do dia; a luz tem o poder de mudar a paisagem, sobretudo ao entardecer. As demais atividades no interior do cânion, no entanto, são estritamente regulamentadas. O passeio de mulas até a base do canyon (restrito a 10 visitantes por dia), o pernoite no Phantom Lodge (próximo ao rio Colorado) e a travessia de barco pelas corredeiras (que duram de 4 a 21 dias) devem ser reservados com entre nove e doze meses de antecedência. O único passeio que ainda é fácil de fazer é o tour de helicóptero (entre US$ 180 e US$ 200 por pessoa para um percurso de meia hora). Mas não se atrase: o passeio está sob a mira dos ambientalistas, que querem acabar com os sobrevoos. No momento os tours podem ser feitos apenas no Corredor do Dragão, um vão magnífico que permite observar da Borda Sul à Borda Norte. Dentro de alguns anos é possível que só seja permitido sobrevoar o cânion fora dos limites do parque.

Os melhores passeios guiados podem ser agendados no centro de visitantes da National Geographic de Tusayan: caminhadas e tours conduzidos por geólogos e biólogos. No local também funciona o cinema IMAX; vale a pena começar a sua visita assistindo ao premiadíssimo filme sobre o Grand Canyon exibido na tela gigante (a propósito: hoje em dia as filmagens na base do cânion não seriam permitidas pela administração do parque).

Na estrada, entre Flagstaff e Page

O osso: Borda Norte (North Rim)

O acesso norte ao Parque Nacional (400 quilômetros de Las Vegas, 200 quilômetros de Page) é o menos freqüentado. Abre apenas de 15 de maio a 15 de outubro, tem apenas três mirantes e pouca mordomia. É o Grand Canyon para iniciados – e para quem deseja contemplar as vistas (espetaculares) e fazer as trilhas sem muita companhia. A vegetação e a fauna são peculiares: a Borda Norte está mais de 300 metros acima da Borda Sul; o clima é mais frio e o ar, mais rarefeito. O ingresso custa US$ 30 por carro ou US$ 15 por pessoa entrando de van ou ônibus, e vale por 7 dias consecutivos (inclusive para ir à Borda Sul).

Rio Colorado, no caminho de Page para Flagstaff

Os complementos: Grand Canyon West e Lake Powell

Existem dois motivos para visitar áreas do Grand Canyon que não pertencem ao Parque Nacional. Uma é a distância. Outra é fazer atividades que não são permitidas dentro dos limites do parque.

O Grand Canyon West se enquadra nos dois casos. Por estar a apenas 195 km de Las Vegas, torna possível até o bate-volta de ônibus. E por estar numa reserva indígena, não se submete ao regulamento rígido do parque. É neste ponto que foi instalada a Skywalk, uma passarela de vidro que dá a sensação de caminhar no ar sobre o vazio do cânion. O ingresso para o parque incluindo a Skywalk custa US$ 81 – e você acaba morrendo com outros US$ 35 para imprimir uma foto sua na passarela (visitantes não podem levar suas próprias câmeras à passarela). Operadores de Las Vegas oferecem tours de helicóptero nesta área com possibilidade de descer até a base do cânion; o rafting também é muito procurado.

Já a cidadezinha de Page, à beira do Lake Powell, é o ponto de partida para uma travessia de bote pelo trecho mais tranqüilo do rio Colorado, atravessando o imponente Glen Canyon – uma espécie de antessala do Grand Canyon. Page está a 290 quilômetros de Flagstaff (pouco mais de três horas de estrada).

Grand Canyon Village

Grand Canyon Village, o camarote

Existe um núcleo de seis hotéis dentro da Borda Sul do parque, junto à estação do trem que vem de Williams. O lugar é conhecido como Grand Canyon Village. As opções vão desde o classudo El Tovar ao rústico Bright Angel Lodge (os dois hotéis com maior peso histórico da vila). O maior hotel é o Yavapai Lodge. Todos devem ser reservados com pelo menos seis meses de antecedência (nove meses para a temporada de verão – entre junho e agosto – e grandes feriados americanos). Reservas são processadas pelo site grandcanyonlodges.com.

Tusayan, a quebra-galho

Localizada a 10 quilômetros da entrada do parque, esta cidadezinha tem uma coleção de hotéis básicos e funcionais, perfeitos para quem não conseguiu reservas nos hotéis da Grand Canyon Village. São seis: Holiday Inn Express, Best Western Grand Canyon Squire Inn, Grand Canyon Plaza, The Grand Hotel, Red Feather Lodge e Canyon Plaza Premier Studio Apartments. Mesmo nesses, tente reservar com pelo menos três meses de antecipação. O centro de visitantes da National Geographic fica na vila, que também oferece vários restaurantes.

Williams, para chegar de trem

A cidade histórica de Williams, a 100 km do parque, proporciona a visita mais charmosa: você pode chegar a bordo dos trens vintage da Grand Canyon Railways. A viagem de ida e volta custa US$ 65 e precisa ser feita no mesmo dia; você terá 3 horas e 45 minutos no parque (recomenda-se complementar com um tour de ônibus da mesma companhia). O aeroporto mais próximo é o de Flagstaff, a 65 quilômetros.

Flagstaff, o aeroporto mais próximo

A uma hora e meia de carro da entrada da Borda Sul, esta simpática cidade do Arizona tem o aeroporto mais próximo do parque a receber vôos regulares (todos provenientes de Phoenix). Também serve para quem chega de avião e não quer alugar carro; você pode pegar tours organizados tanto à Borda Sul quanto à área do Lake Powell e Glen Canyon, em Page (supercansativo, a 3h15 de viagem).

De carro: Las Vegas-Grand Canyon-Flagstaff

O trajeto clássico de Las Vegas à Borda Sul passa por inúmeras atrações. Reserve um dia inteiro para o percurso. Se você curte mega-obras de engenharia, pare depois de 55 quilômetros no Hoover Dam, a represa que permite que Las Vegas sobreviva no deserto.120 quilômetros adiante, em Kingman, desvie da auto-estrada principal para pegar um dos trechos mais bem conservados da Rota 66. A próxima parada será 85 quilômetros adiante, em Peach Springs, para visitar as Cavernas do Grand Canyon, onde há visitas guiadas de 25 ou 45 minutos. Continue por mais 60 quilômetros até Seligman, que é a cidadezinha com a infra mais simpática ao longo deste trecho da estrada. Caso você queira viver a experiência completa de se hospedar na Rota 66, escolha um de seus motéis; senão, prossiga por mais 70 quilômetros a Williams (ou 150 km a Tusayan). Fique duas ou três noites na região e depois devolva o carro em Flagstaff (a 135 quilômetros do parque). Também dá para devolver o carro em Phoenix, mais bem-servida por vôos (370 km do parque).

Bate-volta de Las Vegas ao Grand Canyon

Você só tem mesmo aquele diazinho de sobra em Las Vegas para ir ao Grand Canyon e voltar? Pois não. O passeio ao verdadeiro Grand Canyon envolve ida e volta de aviãozinho até Tusayan, junto à Borda Sul; lá você desembarca e visita dois ou três mirantes no ônibus do tour. (É possível pagar à parte por um tour de helicóptero). Os tours de helicóptero que saem de Las Vegas são na verdade ao Grand Canyon West. Como a borda oeste fica fora da área do parque nacional controlada pelo governo, esses tours podem incluir pouso na base do cânion. Há também muitos tours ao Grand Canyon West de ônibus (incluindo uma parada na represa Hoover Dam) ou mesmo de 4x4 Hummer. A entrada para a Skywalk é cobrada sempre à parte. Não é recomendável fazer bate-e-volta por terra à Borda Sul; o passeio completo leva mais de 15 horas e você tem pouquíssimo tempo no parque. A Mirella do Mikix já fez o bate-volta e desrecomenda vivamente.

Leia mais:

419 comentários

Natalie
NataliePermalinkResponder

Uau! Deve ter dado um trabalhão danado compilar todas essas informações.

Letícia Castro

oie!
tenho uma perguntinha! pq os posts não podem mais ser visualizados inteirinhos no google reader? sad era tão prático!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Letícia! Agora oferecemos o serviço de aviso de posts por email. Por isso foi necessário alterar a configuração.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Olá.
Quero viajar para os EUA em fevereiro/2012, e pretendo embarcar do Brasil para San Francisco.
Penso em ficar lá uns 3 dias, e ai ir para Las Vegas de carro, mas não via litoral... quero ir por dentro. Queria ir para Yosemite e Grand Canyon. Vc sabe se dá? Sabe qual é a distância? Quantos dias precisaria para isso? Obrigada!

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Dá, Carolina, é inclusive um trajeto interessantíssimo que cruza a Sierra Nevada e pode incluir o Death Valley National Park. Só não subestime as distâncias: são uns 1.600km, no mínimo, para todo esse tour que vc quer fazer.

Claudia Chow
Claudia ChowPermalinkResponder

Oi Letícia, use o fulltextrssfeed.com wink

Patricia - Turomaquia

Totalmente bookmarcado porque está no alto da minha Bucket List junto a Las Vegas, e possibilidade de voltar a casar com o Tom! ,)

Oscar | MauOscar.com

Fomos para lá em Março e foi D+... Pegamos tempo meia boca com direito a neve no penultimo dia. No dia de voltar para Las Vegas abriu um céu azul lindo.. Decidimos então fazer o passeio de helicóptero.. Uma das experiências mais incriveis é ver aquilo tudo voando... Um dia o Post sai... Mas aqui tem pelo menos uma fotinho para ver a belezura que é esse lugar => http://mauoscar.files.wordpress.com/2011/03/08-03-2011.jpg

Giovanna M.
Giovanna M.PermalinkResponder

Excelente post...Fui ao Grand Canyon no ano passado e tive o privilégio de vê-lo cheio de neve. Lindo...Ainda quero voltar lá com mais tempo para fazer as trilhas até o Rio Colorado.
Fizemos o bate-volta de Las Vegas com uma empresa bem conceituada pelo ranking do Trip Advisor: a Grand Adventures. O passeio é feito com uma van. O motorista passa nos hotéis por volta das 6 da manhã. O café da manhã é servido em um McDonalds perto da Represa Hoover. O guia-motorista foi falando sobre geologia, geografia e os ecossistemas até chegarmos em South Rim. Lá, escolhemos um local paradisíaco e pudemos saborear um delicioso sanduíche, previamente escolhido na reserva. Ficamos passeando pelo South Rim até umas 5 horas da tarde. Vimos o pôr do sol e voltamos para Las Vegas. Chegamos cerca das 10 da noite. Foi cansativo? Sim. Mas valeu a pena, sobretudo porque o tempo era escasso. Além disso, quando o passeio é feito com vans, há mais possibilidades de trânsito dentro do parque.
Era isso. As dicas do post foram anotadas para a próxima vez!!!

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Otimo, congrats Mr Freire!

Em 2009 quando ainda morava em Chicago fiz a seguinte viagem:
Voo ate' Grand Juction Colorado onde aluguei um carro, fomos ate' o Arches National Park que e' impressionante. Dormimos perto do Mexican Hat, para no proximo dia seguirmos em direcao ao Monument Valley (que e' realmente monumental) e no mesmo dia visitamos o Navajo National Monument de onde seguimos para o Grand Canyon onde ficamos cerca de 34 horas, fazendo alguns passeios curtos a pe' e o de Helicoptero e como fomos em abril ainda havia muita neve e fazia frio, por isso nao ficamos mais tempo. Do GC fomos ate' Flagstaff para pegar o trecho "mais conservado" da Route 66, terminando na Sin City.
Para quem gosta de viajar de carro, cenarios incriveis, vendo os "easy riders" em suas Harley Davidson quase que o tempo todo. Alem da possibilidade de comer Steak com feijao no melhor estilo "Cowboyland".
Pretendo no futuro fazer algumas viajens por esta regiao de Colorado, Utah, Arizona e Novo Mexico, que e' magnifica. Zion, Canyon de Chelly, Canyonlands, Bryce Canyon, Mesa Verde... MUITA coisa para ver.

E para quem for a California, Yosemite e Sequoia National Parks tambem sao lugares "para ir antes de morrer".

Helder
HelderPermalinkResponder

O foco do seu post é o Grand Canyon, mas já que você falou de Page, eu estive lá em Abril passado eu duas atrações que eu recomendo fortemente são o Antelope Canyon (tem que agendar tour guiado) e o Horseshoe Bend. Sensacionais.

Sobre o GC, acho que não ficou claro no post, mas pelo menos na época que eu fui havia vários view points onde não podia ir com carro próprio, só utilizando o excelente sistema de ônibus.

E já que o Philipp mencionou o Yosemite, já fui duas vezes e quero muito voltar pela 3a, 4a, 5a, ...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Helder! O Ricardo Freire fala, sim, em "ficar atento a interdições", ou seja, lugares onde não dá para chegar com carro próprio.

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Riq, uma dica interessante para que for fazer o "circuito completo" desde Las Vegas, isto é, visitar o North e South Rim, é fazer um pequeno (60km) desvio e aproveitar para visitar o Zion National Park.

Luiz Jr. (Blog Boa Viagem)

Perfeita matéria! Grand Canyon está na minha #bucketlist desde a minha infância! Este post vai ficar devidamente marcado na minha lista

Izabel
IzabelPermalinkResponder

Perfeito. Só faltou falar que tem area de camping no GC. Bem mais barato que os hotéis, mas também tem que reservar com 6 meses de antecedência. Se alguém já usou o camping poderia comentar.

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Em maio de 2009, visitei vários parques no sudoeste dos EUA e na Califórnia, o que incluiu o Grand Canyon (2 noites no Norte e 2 no Sul), e acampei em todos eles. É necessário reservar com antecedência de alguns meses (www.recreation.gov).
A infraestrutura dos campings é impecável, sempre com acesso a água potável, tomada de energia (na maioria deles), banho (2 dólares por 7 minutos de água quente) e lavanderia.
O preço do camping não é por pessoa, mas por "site", onde se pode estacionar um veículo, armar uma barraca grande e hospedar até 6 pessoas. As diárias variam de parque a parque, mas giram em torno de 20 dólares por "site".
Para quem aluga um carro e está acostumado a acampar (e gosta de), essa é sem dúvida uma ótima opção de hospedagem em qualquer parque nos Estados Unidos.

Juliano
JulianoPermalinkResponder

Ficou muito legal o post Ricardo. Fui no ano passado no South Rim e achei incrível.
Fiz um post com algumas dicas: http://viajandoeviajando.blogspot.com/search/label/Grand%20Canyon

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Eu queeero, muuuuito! Acho o Grand Canyon lindo!

Próxima viagem aos EUA vou ter que incluir o Arizona de alguma forma!

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Está na minha wish list também!Lindíssimo post, vc tá se superando Riq!

Jazza
JazzaPermalinkResponder

Eu e minha namorada acabamos de voltar da Califórnia (San Francisco, HW 1, Big Sur, etc...), Grand Canyon e Las Vegas. Nosso roteiro pro Grand Canyon foi o seguinte: Propusemo-nos a dar uma esticada de San Diego (nossa última cidade visitada na Califórnia) até Page, no Arizona. É um dia quase inteiro na estrada, mas não nos arrependemos. Várias paisagens que não temos no Brasil nos mantiveram entretidos, principalmente a da chegada em Page. Chegamos em Page lá pelas 20hrs. Demos uma voltinha pela cidade e dormimos no Rodeway Inn Page. Pela manhã, havíamos reservado um passeio no rio Colorado com a Colorado River Discovery. Ele acontece no Glen Canyon, com botes motorizados, e dura umas 3 horas. Paisagens sensacionais. O passeio termina bem na divisa entre os parque Glen Canyon e Grand Canyon. À tarde, fizemos a pequena trilha para ver a Horseshoe Bend do alto (havíamos navegado por ela no passeio pelo rio), e nos tocamos para o South Rim. Palavras nem fotos conseguem capturar a grandeza do Grand Canyon. Paramos em vários view points, até escolhermos um dos recomendados para assistirmos o sol se por. Dormimos no Red Faether, em Tusayan. Pela manhã do dia seguinte, escolhemos fazer um trecho da trilha South Kaibab - altamente recomendado pra quem não quer ficar só na borda daquela lindeza toda, tirando fotos. À tarde, terminamos de explorar os outros view points e continuamos nossa viagem até Las Vegas.

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Excelente post, Bóia!
To muito afim de fazer a South Rim, 2 dias, vc acha que para 7 dias em LV compensa?Ou melhor me contentar com West Rim num bate e volta (de carro)? Ja me disseram que a Skywalk é imperdivel, vc acha que compensa ir pra South Rim em vez de faze-la?
Um abraço e mais um vez parabéns

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Eu não fui ao Grand Canyon, quem foi foi o meu patrãozinho o Ricardo Freire!

Me parece que se você tem dois dias, vale a pena investir no South Rim, não?

Bruno
BrunoPermalinkResponder

É o que parece né? É que me disseram que a tal da skywalk,. que fica no South, é imperdivel... aí fico na dúvida...

Bruno
BrunoPermalinkResponder

west, quis dizer

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Certifique-se de que essas pessoas tenham ido a ambos os lugares. Há quem diga que a passarela é uma bobagem. O cenário mais impressionante é o do South Rim, por isso a região virou parque naconal.

Mauro
MauroPermalinkResponder

Bóia,

Percorrer este trecho (Las Vegas - South Rim) de carro sozinho é algo tranquilo/seguro ?
Estou acostumado no leste e na Europa mas nunca fiz este trecho.

Obrigado pela ajuda.

Mauro

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Mauro! Acho que podemos considerar tão segura quanto qualquer viagem que se faça sozinho de carro. smile

Moisés
MoisésPermalinkResponder

Este post me trouxe boas lembranças!
Estive no Grand Canyon há dois meses. Aluguei um carro em Las Vegas e fiquei hospedado duas noites no Best Western de Tusayan. A cidade é perfeita para explorar o parque pois fica a apenas 2 km da portaria. Seguindo dicas de amigos, fui ver o por do sol no desert view no primeiro dia, no segundo fiz um trecho da south kaybab trail pela manhã e, a tarde, foi ver o por do sol do outro lado, onde nao se pode ir de carro.
Não há nada, nem relatos, nem fotos e nem esmo filmes que te preparem para a vista do Grand Canyon. É magnífico!

BIANCA
BIANCAPermalinkResponder

Contrariando a grande maioria, nunca me apeteceu ver o Grand Canyon. Ao passar de avião (indo para Vegas), quando o piloto avisa e todos correm, permaneço no meu assento. PORÉM, vendo essa segunda foto do posto, senti vontade de ver pela primeira vez.
Quero ir ver o "filé, a borda sul" mas achei que essa opção por aviãozinho meio complicada e cara demais pro meu orçamento.
Uma amiga foi de van em janeiro, saindo de Vegas, 5h pra ir e 5h pra voltar. Mas nao deve ter sido pra borda sul...

Estou indo em setembro, San Francisco 3 dias, dps 5 dias inteiros em Vegas. Tempo eu tenho...Qual minha melhor opção pra ter acesso a melhor vista do Canyon, não gastando tanto e sem pernoitar em cidades proximas?

BIANCA
BIANCAPermalinkResponder

ops, onde saiu POSTO, leia-se POST! smile

marcia
marciaPermalinkResponder

Crianças de 8 anos....encaram a viagem? Pelo que entendi tem muitos trechos de carro ou ônibus

Cláudia Cortez

Riq,

Quanto aos passeios de avião e helicóptero, será que é seguro fechar pela internet com a Papillon?
Será que, se deixar pra fechar lá, corro o risco de não achar mais vagas??? (no caso, meu interesse é pelo passeio completo ao south rim - avião + helicóptero)

Obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cláudia!

Aqui quem responde é a Bóia.

Não convém deixar esse passeio para ser resolvido na última hora, porque os vôos são limitados pela administração do parque. Você corre, sim, o risco de não encontrar lugar.

Esteja ciente também de que os sobrevôos podem ser cancelados caso as condições meteorológicas estejam adversas. Neste caso a porção do sobrevôo é devolvida ao cliente.

Claudia Cortez

Obrigada!

Vou garantir e reservar antes então, e torcer para fazer tempo bom né!

Tkssss

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Por acaso alguem deu uma esticada e, do South Rim, foi para Sedona ou Monument Valley?
Estou muito interessado nesses 2 lugares e aceito dicas...
Obrigado
Bruno

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno!

Leia sobre Sedona no Aprendiz de Viajante:
http://www.aprendizdeviajante.com/index.php/2010/08/24/as-montanhas-vermelhas-de-sedona-no-arizona/

Leia sobre Monument Valley no Fatos & Fotos de Viagem:
http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagem/2011/7/24/monument-valley-deserto-sublime-deserto.html

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Excelentes sites, obrigado!!!

Mauro
MauroPermalinkResponder

No final de julho fiz com minha família o trajeto de helicópteo de Las Vegas ao Grand Canyon West. A paisagem é espetacular e na minha opinião compensa o alto custo do passeio. A única ressalva é quanto ao calor que esteve quase insuportável (meu filho de 13 anos chegou a passar mal). Quem for no verão tem que levar muita água.

Mari Vidigal
Mari VidigalPermalinkResponder

Que lindo!!!
Tá na lista!!!!

BIANCA (a antiga...)

Mauro
Vc fez o tour por qual companhia?

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Eu acho super útil saber que pode comprar bilhetes de entrada para o Parque na cidade de Tusayan e assim não fazer nenhuma fila.

Eu gostei do conselho de volta ao Parque em diferentes momentos do dia para ter uma perspectiva diferente do Parque.

Adorei os conselhos sobre alojamento na região.
Eu acho muito completo e realmente útil o post, para anotar tudo, tudo.
Bravo!

Mauro
MauroPermalinkResponder

Bianca

Fui pela Maverick Helicopters. Recomendo.

Luciana Bordallo Misura

Também fiz pela Maverick e foi nota 10, a minha review-post do passeio de helicóptero (na Borda Sul) está aqui: http://www.aprendizdeviajante.com/index.php/2012/11/26/grand-canyon-de-helicoptero-um-passeio-imperdivel/

Riq, este post está muito bom, acabei de voltar do Arizona fazendo Phoenix-Grand Canyon-Page e só acrescentaria mesmo o Antelope Canyon e Horseshoe Bend já mencionados pelo Helder. Ambos maravilhosos que valem muito a visita!

Juliano
JulianoPermalinkResponder

As últimas horas da tarde são ótimas para as fotos, devido a posição em que o sol bate... Não deixem de ficar até escurecer!

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Olá adorei os comentários...
Estou indo com 2 amigas na semana do dia 09/11
Preciso de informações sobre qual empresa de helicóptero eu possa entrar em contato, mas quero com um bom preço.
E qual é a duração do vôo?
E qual o trajeto é o mais bonito?
Cristiane

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Cristiane! Clique no link indicado no texto; ele leva para o site da empresa que faz o passeio. A duração e o local do vôo estão indicados no texto também wink

Fabiana Guida
Fabiana GuidaPermalinkResponder

Fizemos um bate volta desde Las Vegas até a borda sul de carro , a idéia era conhecer o parque e a Rota 66 , saímos de Las Vegas as 7:00 da manhã sem pressa se desse vontade dormiriamos no caminho , paramos para muitas fotos na Rota 66 e almoçamos num Mc Donalds não lembro em qual cidade , chegamos ao Parque por volta das 14:00 andamos uns 4 km pelos mirantes , quando não aguentavamos mais pegamos o carro voltando para Las Vegas , foi lindo estavamos com um carro conversivel impossivel de usar aberto em Las Vegas , na volta um entardecer lindo com vento no rosto ,chegamos a Las Vegas perto das 22:00 muito felizes!!!! Digo que foi um passeio completo e perfeito ,pois, aproveitamos o percurso na ida paramos em bares , lojinhas de antiguidades , o parque conhecemos pouco mas da proxima vez quero ir com calma com as crianças no estilo americano da coisa num motorhome(sonho), e a volta pura liberdade , valeu !!!!!

Polyana
PolyanaPermalinkResponder

Também fiz bate-volta de Las Vegas, estávamos hospedados na casa de um coreano amigo nosso e passamos um dia inteiro no Canyon, passeio inesquecível que nos trás lembranças maravilhosas registradas nas belíssimas fotos que tiramos. Com certeza lá é um dos lugares onde dá pra sentir muitas energias!!!

Karol
KarolPermalinkResponder

A operadora Sunset também é boa. São helicópteros lindos, uma gracinha mesmo. Compramos o ticket em uma lojinha na Strip, mais para perto do Luxor. Também vendem os tickets nos hotéis, mas, é um pouco mais caro. Lembrando às pessoas altas e gordinhas: geralmente, o helicóptero tem um limite de peso, daí, nem todos os tamanhos de helicóptero são possíveis. Ah, nesse passeio nos buscaram no hotel de limousine. Vale muito a pena!

Karol
KarolPermalinkResponder

Gente, para quem tem pouco tempo, o passeio de helicóptero dura, ao todo, 4h no máximo, isso contando com o tempo que eles pegam você no hotel e depois levam de volta. A duração do vôo é de 1h30, mais ou menos. Tem um lanche bom no mirante, que é onde fazemos uma parada.
Prefirimos o helicóptero ao avião, mas, lembrem-se que se tiver muita ventania o passeio de helicóptero não é liberado. Sugiro fazer esse passeio pela manhã, ou, no finalzinho da tarde, para ver o pôr do sol e a Strip iluminada!

Anelise
AnelisePermalinkResponder

Karol, sobre o passeio que fez ao Grand Canyon, qual a agência que você contratou para fazer o passeio de helicoptero e quanto foi?

Carlos Ranzani

Sempre pensei em editar os nossos videos e fotos de viagem, mas com o Windows nunca deu certo. Agora com um Apple, tudo ficou fácil e aconteceu! Um dos primeiros que fiz, foi o do nosso passeio ao Grand Canyon com helicóptero, agora em julho. Como sou novato, ficou um video longo, por isso que esta dividido em 3 partes, mas acho que mostra bem como é o passeio, por esta razão resolvi deixar os links e espero com isso informar melhor quem queria fazer este magnifico passeio. Resolvemos fazer o tour completo, para poder ir a Skywalk e tb olhar tudo desde la debaixo, a beira do Colorado, por isso a opção pela Papillon, a Maverick não tinha este tour.
Grand Canyon Parte 1 = http://www.youtube.com/watch?v=uSQvDjKy918&feature=feedu

Grand Canyon Parte 2 = http://www.youtube.com/watch?v=dE6hBnFJqXM&feature=related

Grand Canyon Parte 3 = http://www.youtube.com/watch?v=AITnZ21VRsI&feature=related
Estou a disposição.
Muito obrigado a todos, as dicas foram fundamentais. Abraços.

rachel
rachelPermalinkResponder

Olá,
Gostaria de saber quanto tempo em média leva para ir do GC até São francisco sem paradas e qual o melhor caminho.
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rachel! São 1.300 km. O melhor caminho é o aeroporto grin

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Ola Carlos Ranzani,

Qual o nome desse tour completo pelo GC? e seu valor?

Valeria
ValeriaPermalinkResponder

Ola, acabei de chegar do Grand Canyon South Rim, peguei alguns graus negativos na segunda dia 16 e muita neve. Nunca terei palavras para descrever o que senti diante daquela paisagem! Espero um dia retornar e reviver tudo o que senti novamente.

Guilherme Marconi

Estou indo a Vegas em abril, e depois de ler este post fiquei muito animado para dar uma esticada de um dia no Grand Canion (South). Porém, não estava me programando para alugar carro, mas já me interessei pela rota 66. Alguém sabe se o site "bookingcar" é confiável?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Guilherme! Existem centenas de fornecedores online. Para checar a reputação de um site, google o nome com palavras como "complaint", "problem", "trouble".

Guia para o Grand Canyon National Park | MauOscar Blog de Viagens

[...] Grand Canyon no Viaje na Viagem por Ricardo Freire [...]

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Ei Pessoal,
Vou ficarei 2 dias no Grand Canyon Park, South Rim.... algum roteiro para aproveitar as melhores trilhas, passeios, etc ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! O site do Grand Canyon tem tudo, dê uma viajadinha por lá.

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Ja estou fuçando no site, obrigado Bóia!

Oscar | MauOscar.com

Bruno dois dias é pouco tempo para fazer uma trilha ate o interior do Canyon e visitar os mirantes do South Rim.. Publiquei mês passado um Post sobre o Grand Canyon National Park

http://mauoscar.com/2012/01/26/guia-para-o-grand-canyon-national-park/

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Obrigado Oscar, ja estou lendo tudo, completíssimo hein?

regina
reginaPermalinkResponder

Olá Ricardo, tudo bem?
Achei mto legal suas dicas sobre o Grand Canyon, mto completo.
Gostaria de saber se vc tem informações sobre como é ir até lá em Janeiro.
se tiver alguma informação vc pode me passar por favor.
Desde já mto obrigada
Abraço
Regina

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Regina! Aqui quem responde é A Bóia. Dizem que janeiro é incrível por causa da neve e por ter menos gente. Mas a sua resistência a atividades ao ar livre será reduzida, e alguns caminhos dentro do parque (inclusive rodoviários) podem estar fechados.

Rachel
RachelPermalinkResponder

Eu resolvi fazer o passeio de helicóptero com pouso. Minha dúvida agora é qual empresa, estou entre duas, mavericks e papillon. A primeira é mais cara, mas sai de las vegas, e a segunda sai de boulder city (40 min de las vegas). Será que essa é a única diferença entre as duas? Alguém pode me relatar sua experiência?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rachel! Só há pouso em áreas fora do parque nacional.

Informe-se sobre banheiros com as operadoras.

Saindo de Boulder City voa-se menos, por isso é menos caro.

Rachel
RachelPermalinkResponder

Outra coisinha...alguém sabe se nestes pontos de aterrissagem no grand canyon tem banheiro?

Sol
SolPermalinkResponder

Olá,
que grande ajuda tem sido essas informações p/ montar minha viagem. Mas preciso de uma orientação p/ os últimos dias. Estarei em L.A. (julho) de carro vindo de S.F.(segui os roteiros de voces CARMEL/BIGSUR/STA BARBARA)e meu voo p/ Brasil sairá de L.V.
De L.A. quero conhecer L.V. e passar uma ou 2 noites no G.Canyon.
Nâo sei se pego um avião p/ Flagstaff , fico por lá 2 dias e alugo novamente carro p/ ir p/ L.V. OU se faço L.A. p/ L.V. de carro paro uns 2 dias , vou p/ G.C. e volto p/ L.V. Help me!

Obrigada,
Sol

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sol! Como você vê no post acima, tanto chegar de avião por Flagstaff quanto ir de carro desde Las Vegas são opções bacanas.
De Los Angeles a Las Vegas é melhor ir de avião.

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Ola Dna Boia, talvez vá para o perguntodromo.
Antes da pergunta, algumas informações. Meu voo é MAO-LAS-MAO. Por 10 dias. Vou pegar 4 destes dias e vou a LAX, via Jetblue fazendo LAS-LAX-LAS,depois de pesquisar muito aqui. No entanto, saio com 4 malas de 32 kg daqui,mas o voo da Jetblue aceita só uma de 23....Pergunta: alguém sabe onde posso deixar as malas em Las Vegas, q será p ponto de retorno para o Brasil ? Pelo q já pesquisei, não conseguir achar "maleiro" no siet oficial do aeroporto de LAS e um forum me disseram q custaria 100US$ por dia e pr mala !!!!!!grato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcio! Essa é muito fácil!

NÃO HÁ RAZÃO PARA UMA PESSOA SAIR COM MAIS DE 23 KG dO BRASIL.

Fui clara? a #capslocka

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Ai Dna Boia, vc não tem jeito mesmo ( não é aprimeira vez comigo ),acho q as vezes gosta de se fazer de loka mesmo, né? As vezes vc pega as perguntas de rosca, sei lá. Quem disse q eu vou sair daqui com 23kg ?!??!?!Vamos lá...Saio daqui ( MAO-LAS ) dia 01 de julho, 2 adlt e 2 chd...vou levar 8 malas praticamente vazias. Pretendo comprar nos outlets e eletronicos o suficiente para compensar/pagar minha viagem ( faço isso todo ano qdo vou aos EUA )...fico em LAS até dia 06. De lá, vou via Jeblue para LAX ( já expliquei tudo acima ) do dia 06 ao dia 10 de manhã...Dia 10 faço o vôo LAS-MAO.
Faz sentido a pergunta da mala agora ?

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Só para ficar mais claro, meu voo de LAX chega em LAS ás 12 da manhã do dia 10 e meu voo de volta sai dia 11 de LAS para MAO ás 5 da manhã. Para deixar explicadinho e vc não se surpreender mais uma vez...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Boa sorte!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcio! Continua sem fazer sentido. Se você é tão experiente em viagens aos Estados Unidos, tinha que ter deixado as compras para a última escala. É um erro básico de planejamento.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Olá! Gostei muito da página, me preparou para muita coisa na hora de preparar minha ida ao Grand Canyon. Só digo que fiquei muito decepcionada com as possibilidades de transporte público para acessar o local. Simplesmente não há opções de transporte de Las Vegas para Tusayan fora as agências de turismo. Não queria dirigir porque vou sozinha e acho q talvez não compense o cansaço e o $$. Vou acabar partindo do meu destino inicial que é Miami direto para Phoenix e Flagstaff de avião.
Outra coisa que achei ruim é a falta de oferta de opções para pernoitar no Grand Canyon pelas agências de turismo americanas. Só achei uma de 1 noite partindo de Las Vegas, q foi criticada por um brasileiro no trip advisor por ter tido problemas para pegar o ônibus na volta (Grand canyon tour company).
De qualquer forma, apesar de só ter 2 meses de antecedência, consegui uma vaga para 2 noites no yavapai lodge dentro do parque. E aconselho quem quiser ir para lá em Julho, dar uma olhadinha cuidadosa nos calendários de disponibilidade dos lodges. Ainda existem vagas em alguns deles, mesmo com pouca antecedência. É isso. Espero que dê tudo certo smile O site é muito bom como ponto de partida para planejamento.

Fernanda - Piracicaba

Olá! Q bom o post. Pena me deixar triste pq só terei um dia pra ir, (e quero ir pro South Rim) tem q ser no bate-volta de Las Vegas mesmo, e sem luxo pra ir de helicóptero-avião.
Agora estou numa dúvida cruelíssima, qual empresa eu vou? a)Pappilon b)Las Vegas Grand Tour c) Grand Canyon Tour d) alguma outra?
Queria a que desse pra ver mais coisas. E eu não entendo os sites, a gnt consegue andar pra parte mais baixa, não consegue? Difícil pra marinheiro de primeira viagem né.
Como diria Datena: Me ajuda aí!!
Obrigada!

Vanderlei
VanderleiPermalinkResponder

Olá,
Vou estar em Vegas agora em Julho, mas estou com uma duvida - estarei com carro alugado, farei o lado oeste - vale a pena ir de carro ou pegar algum passeio que saia de Vegas???

Obrigado pelas sugestões já postadas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vanderlei! Se você já está com o carro é mais econômico fazer por conta própria.

PACHECO
PACHECOPermalinkResponder

que data vc chega em Las Vegas?....espero que de tempo de vc ler meu recadinho..VANDERLEI...estando em Las Vegas...do hotel, me ligue..so mostre este numero para a recepcionista, ela sabera q o numero e local(702)303-1318....ou deixe um email pra mim...chicovegas (H O T M A I L)com...boa viagem

Rachel
RachelPermalinkResponder

Olá,
Depois de muita dúvida acabei escolhendo o passeio de helicóptero pela Mavericks com por do sol. Amei, sem palavras pra explicar, muito lindo e a volta pela strip a noite foi fantástica! Eu só queria ter ficado mais tempo na base do canyon (agente fica mais ou menos 40 minutos e passa muito rápido). Mas valeu cada centavo!

Edu
EduPermalinkResponder

Olá. Estou planejando o bate volta de helicóptero de Las Vegas para o Grand Canyon. Vi que vocês mencionam que a melhor agencia para estes passeios e a Papillon. Achei também a Grand Canyon Tour Company, que marketeia que seus tours saem do aeroporto de Las Vegas ( ao invés de Boulder City) e que incluem o sobrevôo da Strip. Vocês tem alguma referencia desta empresa? Muito obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Edu! Não temos referências por aqui. Veja opiniões no TripAdvisor: http://www.tripadvisor.com/Attraction_Review-g28949-d1060125-Reviews-Grand_Canyon_Tour_Company-Nevada.html

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar