Andar com fé eu vou: você já fez turismo religioso?

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Círio de Nazaré, em Belém

[Círio de Nazaré]

A Jornada Mundial da Juventude se aproxima. Entre 23 a 28 de julho, no Rio de Janeiro, são esperados 2 milhões de jovens católicos do mundo todo para um encontro com o Papa Francisco, em sua primeira vinda ao Brasil.


Peregrinos e fiéis poderão participar de diversas atividades e celebrações, entre elas a Acolhida ao Papa e a encenação da Via Sacra, nos dias 25 e 26 de julho, em Copacabana, e a Missa de Envio, que será celebrada pelo Papa no dia 28 de julho, numa estrutura monumental que está sendo montada em Guaratiba, chamada Campus Fidei.

Os cariocas que têm como religião viajar poderão aproveitar o "Feriado do Papa", concedido pelo município, para passear entre a tarde do dia 23 de julho e a manhã do dia 29. Amém!

Aliás e a propósito, vamos falar de turismo religioso? Visitar ruínas de locais sagrados, templos, mesquitas, igrejas e sinagogas tem muito a ver com fé, mas também com história e arquitetura. Costumam entrar nos roteiros de viajantes com ou sem religião, e podem deslumbrar a todos igualmente.

Aqui no Viaje na Viagem contamos sobre a missa afro-baiana da Terça da Bênção em Salvador e o Círio de Nazaré em Belém. Explicamos como chegar a Fátima, à Mesquita de Córdoba e como ir ao Corcovado.

Os leitores já relataram sobre ir a Israel com excursão e também como assistir a cultos gospel no Brooklyn.

Queremos saber de você: que locais ou cidades você já visitou que foram inesquecíveis por algum significado religioso especial? Que templos achou notavelmente bonitos? De que cerimônias religiosas participou como atração turística?

Aos comentários!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


36 comentários

Beta Rodrigues

O turismo religioso que mudou a minha vida foi em Assisi, na Itália. Passei uns dias lá peregrinando por onde Francisco e Clara de Assisi passaram. Momentos de muita emoção. Agora estou me preparando para o Caminho de Santiago em setembro/outubro de 2013. Andar com fé eu vou...

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Fiz o Caminho de Santiago em 2010. Todo ele indescritível do ponto de vista turístico e religioso. Lugares lindos e experiências emocionantes. A Missa do Botafumeiro em Santiago de Compostela foi um marco!!! Vale muito a pena, mesmo se você não é religioso, é emocionante...

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Ja fui a Fatima apenas com o intuito de assistir a missa e conhecer o santuario.
Assisti missas completas (incluidas na programacao da viagem) em italiano (Vaticano), frances (Paris), espanhol (Baroloche e Lima) e ingles (NY).
Para quem 'e catolico como eu 'e uma oportunidade emocionante.
Mas tb aproveito para conhecer outras igrejas cristas e de outras religioes. Amo!!!

Nívia
NíviaPermalinkResponder

Conheci a procissão do Bom Jesus da Lapa, na cidade de mesmo nome no interior da Bahia. É realmente emocionante e comove até os mais descrentes, apenas em ver a fé alheia. Além disso, a Igreja foi construída em uma gruta de pedra, lindíssima!

Eunice
EunicePermalinkResponder

Sim, várias vezes.1) A Procissão do Bom Jesus da Lapa, que me marcou para sempre. 2) A procissão do Senhor Morto, aqui mesmo, na Sexta da Paixão, no Pelourinho. 3) A festa do Senhor Bonfim. 4) Fátima. 5)Procissão do Fogaréu, em Serrinha. 6) Procissão da Sexta da Paixão em Monte Santo. 7) Festa da Boa Morte, em Cachoeira. 8) Festa da padroeira de Santo Amaro. 9) Procissão de N.S. da Boa Viagem, aqui, 1° de janeiro. 10) Algumas festas em terreiros de candomblé. 11) Festa de São Sebastião do Mastro em Ilhéus. E muitas outras, nas ilhas, no Recôncavo,no sertão; gosto muito de festas religiosas. Tenho tres desejos "clicando": Semana Santa em Ouro Preto e em Goiás Velho e Festa do Divino, em Goiás.

Eunice
EunicePermalinkResponder

O Vaticano. Cultos batistas nos EEUU ( em toda cidade que vou, procuro a programação).

Eunice
EunicePermalinkResponder

Também já fui à Aparecida. Tanto em Aparecida como em Fátima minha estratégia foi ir em data não festiva e assitir a missa.

Quenia  - Viagens por aí

Amo as festas religiosas das cidades mineiras.
Há muitos anos assisti a um culto gospel em NY e fiquei muito emocionada.
Na Páscoa, de 2012, estávamos em Pirenópolis-GO, é uma festa linda e emocionante.
Há anos planejo fazer o Caminho de Santiago e tenho fé que acontecerá no momento certo.

Wanessa
WanessaPermalinkResponder

Fiz turismo "religioso" este ano, em Roma. As aspas são porque não sou católica, mas acabei sendo levada a fazer uma programação religiosa pelos meus familiares. Quando comentei em casa que dá mesmo para ver o papa de perto em Roma, fui praticamente obrigada a participar da Audiência Papal, que acontece sempre às quartas-feiras. Como já era com o papa Francisco, acabei gostando da experiência, porque ele é mesmo uma pessoa muito carismática e foi lindo ver a Praça São Pedro tomada pelos fiéis. Fora a espera de umas duas horas (ainda bem que foi sentada), foi tudo muito tranquilo.
Também fiz o "scavi tour" (visita ao túmulo de São Pedro), seguindo as dicas daqui do VnV, e achei muito válido mesmo para quem tem interesse apenas histórico.

Carla Andrea
Carla AndreaPermalinkResponder

Rezo todo dia para ganhar mais dinheiro para fazer mais turismo.

Philipp
PhilippPermalinkResponder

grin

Kamila
KamilaPermalinkResponder

A Semana Santa em Tiradentes é um programa
para toda família!

Julia Ximenes
Julia XimenesPermalinkResponder

Não faço turismo religioso, mas fiquei interessada em um dia ver essa da semana santa em Tiradentes.

Rafael Carvalho

Já estive no Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe, no México, e foi uma ótima experiência. Mesmo para quem não é católico, vale a visita pela arquitetura e cultura local. Aparecida, em SP, também é muito bacana e com boa estrutura!

Candida Silva
Candida SilvaPermalinkResponder

O Círio de N. Sra. de Nazaré faço todos os anos! Afinal, sou paraense e vivo em Belém. Em função da devoção à Nazica, quando fui a Portugal fiz questão de ir à Igreja dela, na cidade de Nazaré, pois foi de lá que herdamos a nossa padroeira. Já estive em Fátima, mais de uma vez, assistindo às missas, à procissão das velas e sendo contaminada pelas boas energias que esses lugares têm.
Em 1997 acompanhada de meu pai, fizemos uma excursão com integrantes da igreja que frequentávamos. O padre era o "guia"! O roteiro era "espiritual", baseado nas andanças de Santo Inácio, padroeiro dos jesuítas. Visitamos o Santuário de Lourdes, na França, o santuário de N. Sra. de Montserrat, que fica no alto de um monte, às proximidades de Barcelona, visitamos Roma, e a viagem seria até Israel + Jordânia. Porém, meu pai faleceu em solo italiano e tive de voltar pra casa mais cedo...

Alex Melo
Alex MeloPermalinkResponder

Nunca fiz turismo religioso especificamente - mas adoro uma igreja. Tento ver as catedrais de todos os lugares que vou, e mesmo igrejas menores me interessam.

Não sou católico, mas as igrejas (especialmente as mais antigas) são sempre lindíssimas em sua própria arquitetura e nas obras de arte delas.
Especialmente na Europa, faz muito sentido 'gastar' horas dentro de algumas igrejas.

E vai: alguns acham a trilha inca 'mística' - não foi meu caso, mas.... wink

RABUGENTO (@RABUGENTO)

Como sou à-toa aproveito para conhecer as melhorias em Aparecida, Bonfim, Fátima e/ou algum lugar do tipo, mas sempre longe das datas das festividades.

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Estava aqui me lembrando. Alem de todas do comentario acima, tb ja estive 3 vezes em Aparecida, sendo 2 para assistir a missa. E estive tb numa igreja protestante no Harlem em NY, a Salem United Methodist Church. Gostei bastante!

Michele - planejandoaviagem

No meu caso Cascia e Assisi na Itália.Porém se tiver uma igreja no meu caminho entro e adorei conhecer as mesquitas na Turquia.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Visito sempre as igrejas nos lugares onde vou. A experiência do “scavi tour” (visita ao túmulo de São Pedro), seguindo as dicas daqui do VnV, me encheu os olhos de lágrimas. Sempre me emociono! E vou incluir nas minhas orações a ótima dica da Carla Andrea: rezar todo dia para ganhar mais dinheiro para fazer mais turismo!

Marcio Antonio

Eu adoro igrejas e as visito em todo lugar aonde vou. Já estive duas vezes em Roma para a Semana Santa, e uma para uma canonização, e é incrível. A minha recomendação, além das grandes basílicas romanas, é a igreja de São Clemente (pertinho de São João do Latrão), tem mosaicos espetaculares.

Já fiz bate-voltas especificamente por motivos religiosos/artísticos: ver o ciclo de afrescos da Verdadeira Cruz em Arezzo, e os mosaicos das igrejas de Ravenna. Queiramos ou não, acho que temos de reconhecer que algumas das maiores obras de arte desse mundo foram criadas por causa da fé.

Sou católico, mas não deixo de visitar outras igrejas -- fiquei extasiado, por exemplo, com a Abadia de Westminster e a capela do King's College em Cambridge.

E, na Cidade do México, fiz questão de ir ao santuário de Guadalupe. É um lugar realmente especial. Confesso que acho a basílica nova modernosa demais pro meu gosto estético, mas o lugar todo é incrível, pude subir o morro até o local das aparições, é bem emocionante.

Mirella (@mikix10)

Difícil não falar de Israel nessa enquete...sem dúvida o local que mais me chamou a atenção em se tratando de religião, e até para pessoas como eu, católica não praticante, foi impossível não sentir aquele frio na barriga e aquela emoção ao passar pelas ruas de Jerusalem, ao ver um batismo no Rio Jordão e ao passar pelos lugares sagrados que tanto ouvimos falar!!!
Bali também foi uma experiência incrível, pois você vê a fé das pessoas no dia-a-dia... eu e minha mãe ficamos boquiabertas como aquele povo viver com a religião no meio delas.

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

Alguns passeios que religiosos que fiz! Não necessariamente Turismo Religioso:

- Capela de Santa Catarina Labouré - Medalha Milagrosa - de lá, pode-se seguir a pé até a Capela de São Vicente de Paulo. PARIS.

- Capela Santa Maria della Concezione dei Cappuccini - Capela dos Ossos - essa eu nunca vou esquecer!!! Aquelas salas decoradas com os ossos dos monges são marcantes e fantásticas!!!! Fácil acesso de metrô!!! ROMA.

- Aparecida, no caminho Rio-São Paulo. Vira e mexe eu paro lá, quando estou indo para a casa da minha irmã. É Imensa!!! APARECIDA-SP.

Boas Oraçôes,
Vladimir.

Cintia Rojo
Cintia RojoPermalinkResponder

Hola Trips,

Eu super fiquei emocionada de ir à Macedônia e passar por lugares mencionados pelo Apóstolo Paulo no livro bíblico de Atos.

E quando passei por Roma lamentei muito pelos contratempos em minha conexão, não consegui ver nenhuma igreja (nenhumazinha mesmo!). Mas os planos de me hospedar em um Monastério nos arredores do Vaticano continuam de pé wink

Andrea Jaguaribe

Costumamos visitar igrejas ou outros locais religiosos que sejam pontos de interesse turístico/histórico, mas nunca fizemos turismo religioso propositalmente.

Mas houve uma experiência interessante: quando fomos à Portugal o motorista que nos levava aos passeios insistiu em parar em Fátima, pois além de ficar no caminho das atrações de outras cidades que queríamos conhecer, ele alegou ser esta uma experiência inesquecível e imperdível. Não estava nos nossos planos, até porque não somos católicos, mas acabamos por concordar, pois além da recomendação veemente do Antonio, o motorista, tínhamos as encomendas dos santinhos das mães e amigos católicos e, no mínimo, seria uma boa oportunidade para comprá-los.

E não nos arrependemos. Foi realmente uma experiência única. Fátima tem uma energia, uma fé verdadeira e sincera no ar, que não sentimos no Vaticano, por exemplo. Apesar de não sermos católicos, fizemos nossas orações e saímos de lá com o coração confortado.

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Um lugar bem legal de se conhecer e que não vejo muito divulgado é a Festa do Pilar, em Zaragoza, na Espanha. Dura uma semana, em torno ao dia 12 de Outubro, e é impressionante como transforma a cidade: há vários e vários palcos espalhados pelo centro com shows, teatro e música folclórica.

A Nossa Senhora do Pilar é padroeira da cidade, da Espanha e de toda a América que foi colônia espanhola. No dia 12, milhares e milhares de fieis fazem uma procissão pelo centro e levam flores para uma imagem que fica instalada na praça principal da cidade, frente à Basílica.

Uma imagem de como fica o centro: http://ispaniagid.ru/wp-content/uploads/2013/03/Basilica-del-Pilar2.jpg

Para quem é religioso e gosta de flores é um prato cheio (eu nem religioso sou, mas adoro). Além disso, Zaragoza é uma cidade super arrumadinha, cheia de história (foi fundada antes do Império Romano) e barata de se visitar - os hotéis são muito mais em conta que nas cidades grandes.

De quebra, fica no caminho entre Madri e Barcelona, então é bem fácil chegar e você não precisa de mais do que 3 dias para conhecer tudo. Uma dica para quem estiver por perto agora em Outubro.

smile

Camila Torres
Camila TorresPermalinkResponder

Já fui pra Aparecida algumas vezes, gosto muito de lá.
Este ano fomos pra Goiás assistir à Procissão do Fogaréu, foi muito bonito. Tem post sobre isso: http://www.colecionandoimas.com.br/2013/04/a-procissao-do-fogareu-em-goias.html
Outro lugar muito famoso, pertinho de Goiânia, e a Festa do Divino Pai Eterno em Trindade, mas ainda não fui.

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Marcamos uma viagem com toda a família - mãe, pai, tia, avó, sogra - para Roma, Paris e Lisboa com o intuito de visitar as igrejas.

Por uma incrível coincidência, ja que os planos foram feitos antes mesmo da renúncia de Bento XVI, estávamos em Roma no dia da coroação do Papa Francisco. Vê-lo de tão perto naquela 1ª missa do seu papado foi o momento mais emocionante de todas as viagens que já fizemos. Algo inesquecível.

Na mesma viagem, passamos o domingo de Ramos em Fátima em uma lindíssima cerimônia.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Sou católica de formação e ainda que não tenha feito uma viagem com esse propósito, e não seja praticante daqueles que vão a missa, sempre procuro entrar numa Igreja para conhecer, agradecer e fazer um pedido especial. Inesquecível: entrar em Aparecida com a minha mãe e a minha irmã, numa volta de um casamento em São Paulo, assistir missa em espanhol na Igreja do Menino Jesus de Praga, em francês na Sacre Coeur um dia a noite com muita chuva e me sentir acolhida ouvindo aquelas vozes cantando, em italiano no Vaticano com minha mãe...

Malu
MaluPermalinkResponder

As viagens que fiz exclusivamente com significado religioso especial foram a Lourdes, na França, a Padova, na Itália e Terra Santa em Israel. Foram emoções baseadas em muita fé.
Já visitei o Vaticano e todas as Igrejas por onde andei mas como atração turística, admirando as belezas expostas. Para mim é impossível rezar com muitas pessoas tirando fotos, conversando alto e empurrando todo mundo.

Silvia Oliveira

Estive em Israel (na outra encarnação) e, embora meu interesse fosse mais político e histórico na época, é absolutamente incrível revisitar aqueles lugares bíblicos e sagrados para tantas religiões. Eu até gostaria de voltar, mas não me animo quando lembro da tortura na imigração, tanto para entrar quanto para sair do país.

Recentemente estive no Templo Budista de Três Coroas, passeio tipo bate e volta para quem vai a Gramado. Contei aqui: http://www.matraqueando.com.br/templo-budista-de-tres-coroas-o-tibete-mora-aqui

Breno Fajardo
Breno FajardoPermalinkResponder

Acabei de voltar de uma viagem pelo Oriente Médio, incluindo a Jordânia e Israel. Claro que a Terra Santa é muito inspiradora espiritualmente falando. Jerusalém é realmente especial. O que me pareceu, no entanto, é que a abordagem turística na prática na cidade é bastante mundana, até mesmo sem reverência - o que faz sentido para um local tão multicultural como Jerusalém. Quebra um pouco o "clima". Mas foi em Bethabara, ou "Bethany beyond the Jordan", no lado jordaniano, que me senti mais tocado. Visitamos o local onde João Batista realizava os batismos - isso foi identificado recentemente . Pela simplicidade e pela atmosfera (ainda) pouco massificada, achei envolvente.

Germano JS
Germano JSPermalinkResponder

Primeiro seria interessante definir "turismo religioso". Com exceção de lugares próximos de casa, nunca fiz uma viagem com intuito único e exclusivo de visitar algum local de culto, mas sempre procuro visitar igrejas e catedrais nas cidades onde eu vou, não só por razões religiosas, mas também porque muitas são joias da arquitetura e atrações imperdíveis. Aliás, numa análise ampla, visitar a Europa poderia ser definida como um turismo religioso, pois o continente foi "moldado" pelo cristianismo e é impossível dissociar o local à religião.

Vou citar uns lugares que conheci e que recomendo:

- Fátima: passei pelo santuário quando fui de Porto para Lisboa. É muito fácil de se chegar, uma visita bem prática, ainda mais para quem está de carro. Para os que vão conhecer o lugar por motivação religiosa, recomendo ir aos domingos ou nos dias 13.

- Santiago de Compostela: percorri uma parte do Caminho, mas de carro, mas por interesse cultural do que religioso.

- Santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga, Portugal: um lugar muito bonito.

- Santuário de Madre Paulina: um local bem simpático, vale a pena dar uma passadinha por lá, especialmente quem está de férias no litoral catarina. Dá pra conciliar com uma visita a Brusque, cidade muito boa para se comprar roupas.

- Mosteiro de São Bento em São Paulo: a missa em latim (aos domingos) e a padaria são imperdíveis.

Germano JS
Germano JSPermalinkResponder

- Santuário de Montserrat, na Catalunha. Também é um lugar muito lindo e que vale a pena ser visitado. Facinho para ir de Barcelona.

- Estive na Colômbia durante a Semana Santa: há belas procissões nas cidades (o tema domina a tv durante o período).

Mônica Coelho

Já fui a Lourdes na França, em Portugal estive em Fátima, em Abadiania e Trindade aqui em Goiás.

Alessandra
AlessandraPermalinkResponder

Sou católica e sempre faço peregrinações religiosas.
Já fui à Aparecida por três vezes, ao Santuário de N.S. de Fátima e N.S. de Lourdes, sempre com o intuito religioso.
Fui à Israel; duas vezes à Roma; ao Santuário da Medalha Milagrosa, em Paris e ao Monastério de Montserrat, próximo à Barcelona...

Sempre que viajo, mesmo que não esteja em peregrinação, em uma viagem com intuito religioso, costumo visitar as Igrejas do local e, se possivel, assistir alguma Missa.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar