Roubo de bagagem em carros alugados: como (tentar) evitar

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Viela em St.-Tropez

Muitas viagens de sonho começam de uma mesma maneira: “Então a gente aluga um carrinho e...”. Provence, Toscana, Costa Amalfitana, Andaluzia, Califórnia, Orlando, Miami e até mesmo algumas ilhas do Caribe são destinos muito mais bem aproveitáveis a bordo de um carro alugado. Os cenários bucólicos ou pretensamente seguros nos deixam menos alertas, e assim acabamos sendo alvo fácil de ladrões de bagagem.

Eles estão em qualquer lugar. Leitores relataram ter tido computadores, bolsas e até malas inteiras roubados por malandros em estacionamentos de postos de gasolina, vinícolas e parques da Disney. A ação costuma ser rápida e às vezes não deixa sequer vidros quebrados ou outros sinais de arrombamento. Dos depoimentos que recebemos, nenhum leitor menciona ter conseguido qualquer tipo de ressarcimento ou compensação pelo prejuízo sofrido. (Normalmente os seguros não ressarcem furtos -- apenas roubo.)

Para se evitar situações como estas, é recomendável planejar o mínimo de paradas pelo trajeto com o porta-malas cheio. Quando for inevitável, prefira parar em locais com estacionamento fechado. Para usar o banheiro ou comprar água no caminho, procure revezar os turnos entre os passageiros, para que sempre haja alguém junto ao veículo.

Não esqueça no carro os celulares e eletrônicos em geral, dinheiro, cartões, passaporte e outros documentos. Evite deixar aparelhos GPS, cabos, folhetos de turismo, casacos ou sacolas sobre o painel ou sobre os bancos.

Veja como acontecem os roubos, nos relatos dos leitores:

Flavia
O problema de furtos nos estacionamentos de shoppings em Orlando já é até antigo. Em 2010 tivemos nossas compras roubadas de dentro do carro no Premium Outlets. Para evitar esse tipo de transtorno, os brasileiros estão levando malas com rodinhas para os outlets para colocarem suas compras dentro, e dessa forma não deixar dentro dos carros. É um trambolho, mas é uma forma de não arriscar ser roubado e não ter que ficar voltando toda hora no hotel para deixar o que já comprou. Relato completo aqui.

Marcelo
Fui buscar um computador que tinha encomendado na Sony do Mall At Millenia e segui direto para o Magic Kingdom para ver a parada noturna e os fogos. Fomos ao parque e voltamos ao hotel. Quando abro o porta-malas, vejo que tinham roubado um iPhone e o notebook. Eu estava hospedado em um hotel da Disney e simplesmente não acreditei naquilo na hora. O gerente geral do hotel foi muito atencioso, mas o pessoal do Magic Kingdom não queria nem chamar a polícia. Voltei ao parque, chamei os policiais por conta própria, registrei a ocorrência e abri uma queixa no parque. Falaram que não pagariam nada que não é segurado, que a seguradora do meu carro teria que responsabilizar. No dia seguinte, fui com a polícia até o estacionamento do parque e à central do Magic Kingdom. O responsável não queria disponibilizar imagens; falou que não tinha câmeras no estacionamento. A polícia, apesar de empenhada, não teve apoio nenhum da Disney para tentar localizar os suspeitos. Depois de alguns meses, recebi um cartão da Disney pedindo desculpas e nada mais. Relato completo aqui.

Karine
Aluguei um carro em Bariloche e percebi que sua fechadura estava estranha, mas não me importei. No primeiro dia, parei o carro no centro e deixei alguns pertences, como máquinas fotográficas e filmadoras, além de algumas roupas de esqui no porta-malas. O carro foi arrombado e tudo roubado. Fiquei muito triste, pois o prejuízo girava em torno de 7 mil reais. Enfim, fiquem atentos, pois suspeito da própria polícia. Relato completo aqui.

Mauricio
Aluguei um carro em Santiago do Chile. Fui ao centro da cidade e estacionei na rua de La Moneda num estacionamento particular. Quando voltei ao carro, após 1 hora de passeio, meu GPS que estava no painel havia sido roubado. Abriram a janela do meu carro (não sei como conseguiram) e levaram-no. Após isso, segui para Viña del Mar, com toda a bagagem (5 malas). Estacionei na frente de um restaurante (Mar de Viña) e um guardador de carros perguntou se poderia olhar o carro. Aceitei. Após almoçar, ao retornar ao carro, vi que havia sido arrombado. Levaram toda minha bagagem (quase 15 mil reais de prejuízo). O guardador disse que nada viu. Fui dar queixa aos carabineros no aeroporto e até o momento nem o número da denúncia me enviaram. E pior, a locadora do carro ainda quer me cobrar uma franquia de mil dólares pelos danos ao veículo. Relato completo aqui.

Malu
Em Bonnieux, miolo da Provence, uma cidadezinha bucólica, deixamos o carro estacionado às dez da manhã, junto com outros tantos, e quando voltamos todas as malas tinham sido roubadas. Éramos quatro passageiros e nada ficava visível, mas disseram que eles identificam os carros de aluguel. Vários turistas foram roubados neste dia, a sorte é que estávamos com documentos e dinheiro “grudados” no corpo! Relato completo aqui.

Heloisa
Fomos roubados na Provence, perto de Avignon, na França. Estacionamos o carro dentro de uma vinícola cercada e com portão (porém aberto). Tudo aconteceu em menos de 10 minutos. Foi o tempo de entrarmos para degustar um vinho, e quando retornamos ao carro, ele estava totalmente vazio. Levaram toda a nossa bagagem, maquina fotográfica, casacos, enfim, TUDO! Só não perdemos os passaportes e cartões de crédito, porque estavam na minha bolsa. Fomos à policia, fizemos o B.O., mas de nada adiantou! Ficamos muito decepcionados, pois tivemos a preocupação em todas as paradas da viagem, por conta de já ter conhecimento deste tipo de roubo, e mesmo assim aconteceu. A vinícola não assumiu a responsabilidade, nem tampouco nos ajudou. O que suspeitamos é que devíamos estar sendo seguidos ou que o nosso carro estava marcado. Fizemos um leasing com a Peugeot, e a placa vermelha só serviu para alertar aos ladrões que éramos turistas. Para conhecimento de quem vai a esta região, a vinícola se chama Cave le Pavillon des Vins – Châteauneuf du Pape. Relato completo aqui.

Leia mais:

51 comentários

Filipe Bragança

Ótimo artigo. Nunca tive problema em minhas viagens mas fiquei pensando se tivesse acontecido comigo seria um mega transtorno.
Em viagem recente a Europa eu aluguei um carro em paris e fiz um passeio de 2 dias pelo vale do loire, diversas vezes parei em estacionamentos abertos e super vazios na frente de castelos. Se tivessem me roubado eu estaria em apuros. Porque saia do carro com o mínimo de coisas para bater perna pelos castelos.

Abraços

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Isso me deixa tão preocupada... Se acontecer comigo, acaba meu passeio.

Augusto
AugustoPermalinkResponder

Esta questão da placa vermelha de leasing na Europa é antiga! Em 1990 tive experiência com ela em Barcelona. Arrombaram a fechadura de uma das portas com uma espécie de furadeira e reviraram o carro todo. Por sorte, as malas estavam no hotel...depois deste "aviso", não deixo + malas dentro de carro alugado. Já cheguei a parar em restaurantes no interior da França e carregar as malas adentro. Sempre interessante observar a existência de estacionamentos fechados evitar deixar carros com placas vermelhas estacionados na rua.... Complexo + vale esse pequeno stress comparado ao stress maior de ficar sem seus bens nas ferias...

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Comigo foi em Puerto Madryn , patagonia Argentina, na "bajada 4" algo como os postos do Rio, um local bem movimentado, abriram o carro pela chave e roubaram o GPS do painel, evidente que fiquei muito P da vida, mas fazer o que. fui ao Carrefour e comprei outro da mesma marca por AR$ 1.250,00 como lá com esse cambio doido , na Argentina cambio negro chama-se "blue" até nisso eles são diferentes, mas não deixei a bola cair e continuei aproveitando a viajem, mas com mais cuidados, depois descobrimos que isto é comum por lá principalmente em el doradillo enquanto vc observa as baleias eles roubam os GPS, as vezes até quebrando os vidros dos carros.

kenneth
kennethPermalinkResponder

Tive esse dissabor em Las Vegas. Estacionei o carro no estacionamento coberto que fica ao lado do hotel, e que inclusive dá acesso direto ao mesmo. Nos vários dias que lá fiquei, vi seguranças de bike andando pelos andares do estacionamento.
Num dos dias, ao retornar ao hotel, travei as portas e , como havia esquecido algo no porta malas, voltei e abri o mesmo com o controle. Como não estava acostumado com o carro, alugado, não reparei que ao destravar o porta malas também destravei as portas. Tirei o que buscava e fechei a tampa. As portas ficaram destravadas.
Ao sair a noite, vi que haviam levado o GPS e duas blusas que estavam no banco.
Reconheço que foi um descuido meu, ao não verificar as portas, mas cheguei a conclusão de que nos estacionamentos de Las Vegas, que são públicos, e não dos hotéis, há muitos descuidistas, que, apesar do "segurança", ficam rodando por ali.
Chamei o chefe da segurança do hotel, que veio ao carro mas disse nada poder fazer, pois o estacionamento não era responsabilidade do hotel, e sim da Prefeitura.
O aviso : não deixem nada dentro dos carros nos estacionamentos "ligados" aos hotéis em Las Vegas. Eles são públicos e os hotéis não têm responsabilidade em caso de furtos ou roubos.

Kenneth

Marcia Palhares

Quase no fim do dia, fiquei sabendo que hoje é o dia do Turismo!!! Parabéns, Riq e bóias pelo site maravilhoso, cada dia melhor!!!

Margareth d Avila

Voce não precisa ir tão longe, fomos furtados dento do Shopping Lindóia em Porto Alegre.
Paramos o carro dentro do estabelecimento por ser mais seguro, estavamos com carro alugado e cheio de malas, documentoe, noteboock...Paramos só para almoçar e encontrar com amigos da cidade pois nosso destino era o Rio Grande do Sul onde meu filho foi estudar (Furg). Quando voltamos do almoço , pegamos o carro sem notar a falta dos itens do banco, pois colocaram do "jeito que estava meu casaco". No caminho fui pegar minha mochila como os documentos e cade? voltamos correndo para o shopping e a resposta é que no ponto não tinha camera e que tinhamos já saido do local. Registramos B.O e para surpresa nossa a propria policia relatou o crescente indicie de furto e assaltos na cidade e até mexeram conosco " sairam do Rio de Janeiro para serem assaltados aqui". Foi um transtorno grande, tivemos que voltar na locadora, trocar o carro (sem acrescimo). Os funcionários da localiza foram muito atenciosos . No final ficamos no maior prejuizo pois tive que comprar um novo noteboock para meu filho sem ter quitado o primeiro e ter que tirar segunda via de todos seus documentos na cidade que foi uma trabalheira e uma demora de mais de 2 meses pois os registros dos documentos eram do Rio.

Rafael Bordinhão

Em Curaçao fomos a uma praia famosa, mas meio afastada e deserta, sem qualquer comércio. Estacionamos e tinha um homem mexendo com redes de pesca em um quiosque abandonado. Deixamos uma bolsa com carteira no porta-malas. Na praia fomos mergulhar com snorkel e reparamos que havia um homem que estava sentado sozinho e colocava e tirava toda hora uma toalha da cabeça. Era certamente um sinal para o homem do estacionamento saber se os turistas estavam saindo do mar em direção ao carro. Não notamos nada, mas ao chegar ao hotel vi que todo o dinheiro da minha carteira sumiu. Até fiquei na dúvida se tinha mesmo dinheiro antes, mas vi que sumiu um voucher de um passeio de escuna que faríamos no dia seguinte e que estava junto ao dinheiro. A funcionária do rental disse, depois (podia ter dito antes), que é comum abrirem porta-malas. Uma ideia é passar uma corrente nas malas, usar itens do pacsafe, dificulta e ladrão prefere facilidade...

RABUGENTO
RABUGENTOPermalinkResponder

Não aconteceu nenhum furto comigo mas fui alertado ao estacionar próximo ao Santuário de Fátima em Portugal por comerciantes que avisaram que não deixasse nada de valor dentro do carro.
Como estávamos com mais malas que passageiros não tínhamos como retirar as malas do veículo.
Confiamos e, pelo visto, Na.Sra.de Fátima teve "cuidado" com os pertences de seus peregrinos. wink http://goo.gl/maps/tMmx3

Maria Cantídio

A grande maioria dos carros alugados hoje em dia tem alguma sinalização diferenciadora indicando se tratar de carro locado. No exterior, há uma indicação na lateral da placa informando que aquele carro é da Hertz, Budget etc. No Brasil, várias locadoras estampam já no vidro de trás um adesivo www.fulanodetalrentacar.com.br Ou seja, atualmente é quase impossível obter um carro "puro", sem nenhuma indicação de que ele é alugado. Isso às vezes tem um lado bom. Já fui parada por policiais por deslizes no trânsito ou no estacionamento e não me multaram por ser turista e não estar habituada as regras do lugar. Mas o lado ruim de rodar com um carro "marcado" é bem pior.

É claro que sempre dá para esconder as malas, deixar alguém no carro ao entrar nas lojas de conveniência, sentar em mesa que dê para ver o carro quando se para para comer em lanchonetes e pizzarias de beira de estrada, levar sempre a mochila da câmera mesmo sem pretender fotografar, estacionar em estacionamentos pagos e fechados etc.

Mas é justamente em viagens de carro que o turista sai pela manhã de sua origem A, com todas as suas malas, visita os lugares B e C no caminho (com as malas no carro), chegando no fim do dia em seu destino D. No trajeto, precisará estacionar nos lugares B e C, sem falar de outras eventuais paradas para comer, fotografar etc. Tudo isso com as malas na mala, já que está rumando da origem A para o destino D, com as paradas no meio do caminho. Nem adianta desestimular as paradas porque em muitos casos é justamente a possibilidade de "sair parando" que justifica uma viagem de carro.

Ou seja, é preciso ter cuidado, mas sorte também é fundamental.

No exterior, estou imune. No Brasil, meu carro foi furtado em Natal, apesar de todas as cautelas. O atendimento pela polícia foi lastimável e o fato foi a gota d'água para eu desistir de vez de viajar pelo Brasil (já estava cansada dos preços altos, péssimos serviços, rodovias não duplicadas, insegurança, exploração etc.).

Raphael A Carvalho

Em fevereiro de 2014 fui para França e tive este desprazer. Meu carro de aluguel teve um de seus vidros quebrados em uma cidadezinha do interior da França, próxima a Lyon. Provavelmente tentativa de roubo. Lá dentro tinha os equipamentos de esqui. Não levaram nada, mas o transtorno foi grande. Fiquei uma tarde e uma noite inteira por conta de fazer um Boletim de Ocorrência. Na delegacia só havia um funcionário e uma fila de pessoas precisando fazer B.O. Me senti como se estivesse no Brasil!!! Os furtos e roubos na Europa são cada vez mais frequentes e assim como aqui, a burocracia é grande e o sistema lento.

Juliana Barbosa

Muito boa matéria! É sempre bom ficarmos espertos, até porque temj muito brasileiro em Miami, Orlando e os bandidos sabem disso...Todos os anos vamos para os EUA, sempre fazemos nossas compras de tudo por lá,e graças a Deus isso nunca aconteceu conosco. Temos sempre o cuidado de sair do aeroporto direto pro Hotel para levar nossas malas, e a mesma coisa ao voltar. Dependendo da distância que fica o nosso hotel, prefiro voltar várias vezes e deixar nossas coisas a correr o risco de chegar no carro e não encontrar nada, como aconteceu com uns amigos nossos. Nossa é uma sensação terrivel! Estraga mesmo a viagem e o pior é achar que estamos no Brasil e nao nos EUA! Eu recomendo a todos que voltem ao hotel ou na pior das hipóteses, andem com uma malinha pra onde for! Vale mais a pena que estragar a viagem!

Cris
CrisPermalinkResponder

Tomem muito cuidado em Viña del Mar. Estive lá recentemente, no começo de fevereiro. Estacionamos o carro alugado em um estacionamento público próximo ao Castelo Wulf. Ao retornar, cerca de uma hora depois, encontramos o carro aberto, e todas as nossas malas e bolsas haviam sido roubadas. No dia em que isso ocorreu, encontramos mais dois casos idênticos, no mesmo lugar. A polícia, embora avisada, nem se mexeu. Isso acabou com a nossa viagem, pois levaram tudo o que tínhamos. Santiago é um lugar maravilhoso, mas Viña del Mar, infelizmente, está cheio de malandros de olho nos turistas e com a conivência da polícia.

Alex Melo
Alex MeloPermalinkResponder

Eu ainda tive sorte... antes de saber desta onda de assaltos, deixei o carro alugado cheio de malas no meio da rua em Giverny - parada que fizemos entre Paris e St. Michel. Por sorte, chegamos umas 2 horas depois com tudo intacto.

Já em Miami, o que fiz foi colocar as compras no carro e sair com ele da vaga, parando em outro lugar, até meio longe da vaga anterior - é uma dificuldade achar vaga para parar o carro, mas achei mais seguro.

Luiz Alberto
Luiz AlbertoPermalinkResponder

Esse é o truque que uso há anos nos shoppings nos EUA - coloco as compras no carro, saio como se fosse embora e paro no outro lado do shopping. Nunca tive problemas...

Eneida Braga
Eneida BragaPermalinkResponder

Estive em setembro de 2013 na Provence e estiquei até o gorges du Verdon. Durante o passeio no canion dei aquela "saidinha" do carro (alugado) para tirar fotos. Quando voltei o vidro do carona estava em cacos e levaram minha bolsa. Salvaram-se o passaporte e o cartão de crédito reserva que estavam no hotel. Na delegacia tinha um painel com fotos da estrada para reconhecimento do ponto de assalto porque muitos casos ocorrem diariamente naquela estrada. Trocar o carro foi uma outra dor de cabeça pois não tinha locadora nem serviço próximos.

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Será que na California tem muito desse risco? Fiquei bem grilado nos 10 dias que circulei de carro alugado entre San Francisco e Los Angeles, frequentemente com muita bagagem à mostra! Mas felizmente nada aconteceu. Mesmo quando esqueci uma das janelas escancarada no centro de Solvang por mais de uma hora!!

Henrique
HenriquePermalinkResponder

Estou pensando em comprar um cabinho de aço plastificado como esses de trava de notebook que servirão para prender a mala evitando furtos no aeroporto (aquele que abrem o ziper com caneta) e também consigo prender a mala no quarto do hotel e no porta malas nas hastes internas, vai depender do carro em alguns essa haste não fica aparente impedindo de prender o cabo nela. Assim o ladrão terá que abrir o carro e dar um jeito de cortar o cabo, com isso ja desistirá do furto.

Kaká
KakáPermalinkResponder

Nossa! Estou indo em agosto pro Vale do Loire saindo bem cedo de Paris e com malas na bagagem. Sigo em direção a Chambord. Tenho reserva de hotel para amboise. Mas seria uma contramão ir deixar malas em amboise, seguir para chenoceau e depois chambord e voltar novamente pro hotel. Fiquei tensa agora. O que fazer??
Passei 18 dias na California perambulando com malas dentro de uma Gran caravan (malas super expostas) e não tivemos problema nenhum. Passamos por inúmeras cidades e inúmeros estacionamentos na rua, na praia e graças a Deus nada aconteceu!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kaká! Esconda as malas. Você correu riscos na Califórnia.

Bianca Araujo
Bianca AraujoPermalinkResponder

Verdade e muito ruim acontecer algo parecido em uma viagem. Como personal shopper estou sempre indo as lojas com as mamaes que vem ate Orlando fazer o enxoval.
Sempre levo uma malinha para carregar as compras da Gravidinha! Seja em qualquer parte do mundo temos que tomar cuidado! Uma dica para quem vem para Orlando com filhos, procure alugar casas nos condo fechados na área de Kissimmee. As casas são grandes, confortáveis e bem seguras. Se manter informado e uma grande ajuda para uma viagem segura e tranquila.
Bia Araújo

www.biaaraujo.com

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Olá Bóia. Estou mto preocupada.

Vou alugar um carro e sair com malas de Roma até Siena e depois Siena a Florença. No primeiro trecho vou parar em cidades no Val d'Orcia. O problema é que quero alugar pelo Autoeurope, que até agora tem o melhor preço. Só que colocando a opção de que sou do Brasil ele não me dá as opções da Hertz, que é a única que tem o Punto (mala maior). Se eu colocar EUA aparecem todas as opções. Será que teria algum problema eu colocar EUA?

Se não alugar o Punto a opção é o fiat 500. Como nós vamos levar duas malas médias acho que não caberia na mala e elas ficariam expostas.

O que eu faço? =(

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariana! Desculpe, não sabemos. Mas pode dar galho, sim.

Bianca
BiancaPermalinkResponder

Infelizmente tive esse mesmo problema hoje quando cheguei a Bariloche. Tenho o costume de já agendar e reservar tudo com antecedencia, e não foi diferente com o carro. Pegamos o carro no aeroporto mesmo e fomos direito ao nosso hotel, poucos kilometros a mais depois do centro, chegamos lá e não tinha ninguem pra nos recepcionar e estávamos famintos! Então resolvemos ir ao centro, almoçar e depois retornar ao hotel de novo. Estacionamos o carro numa praça muito famosa e HIPER movimentada, inclusive com uma guarita de policiais no final dela, em questão de 30 minutos almoçamos e quando retornamos, o vidro do carro tinha sido quebrado e roubaram todas as nossas bagagens, calculamos em média um prejuízo de 15 a 20 mil reais!! O pior é que ninguém na praça sabia, viu ou principalmente ouviu nada!!!! O que chega a ser ridículo! Porque não é possível que quebrem um vidro de um carro, peguem todas as malas de uma família em uma praça pública onde a milhares de pessoas a todo momento. Discorríamos inclusive dos próprios policiais, que não fizeram nada para ajudar além de nos mandarem fazer um BO na delegacia mais próxima. Então quando vieram a Bariloche e alugarem carro fiquem ligados!!

Jonas
JonasPermalinkResponder

Lamentável este acontecimento, Bianca! Espero que consiga recuperar suas coisas e aproveite a viagem. Que sirva de alerta a quem for a Bariloche. Eu só fui roubado pela famigerada Aerolíneas Argentinas, aquela empresa aérea famosa por destratar seus passageiros, com bagagens que nunca chegaram.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Viajei em abril/14 para buenos Aires e num final de tarde ao sair do cafe tortoni, fomos alvos de um golpe, ainda na calçada do café há menos de 50 m, jogaram um produto fétido em mim e meu marido, que nos obrigou a parar na calçada pra nos limpar, de repente aparece um rapaz oferecendo papel pra nos limpar, muito solicito, e ao nos ajudar a limpar toda sujeira, uma mulher pergunta sobre a mochila que carregavamos, foi aí que nos demos conta do golpe, fomos a polícia, registramos o ocorrido mas não vimos boa vontade em nos ajudar, sorte que documentos e dinheiro estavam junto ao corpo. ..levaram filmadora, maq foto, lembranças. ..o passeio acabou ali......

Maria Inez Carneiro de Souza

Como reforço aos comentários sobre roubos em Orlando e Miami, no último dia 10 de setembro, tive o desprazer de ter o vidro do carro que havia alugado estilhaçado e o GPS roubado de dentro do veículo que estava estacionado no Hotel Residence Inn at Sea World. Nesse mesmo dia, outros cinco veículos foram arrombados, e em alguns, foram roubados objetos de valor. Dos seis carros, três eram de brasilieiros. A polícia local foi acionada pela gerência do hotel para registro das ocorrências. O hotel não se responsabiliza por carros que estejam no estacionamento e os prejuízos ficam por conta dos hóspedes. No meu caso tive que pagar 200 dólares pelo GPS para a locadora Dollar. O valor é imposto por ela sem chance de negociação. Fica aí mais um alerta.

Lilian Mills
Lilian MillsPermalinkResponder

sim sempre recomendo aos meus leitores nao deixarem nada no carro em Miami mas até hj as pessoas deixam e perdem malas , passaportes grana , compras etc

Movimento
MovimentoPermalinkResponder

Bariloche parece segura mas não é! Atenção turistas assaltaram meu carro, em outubro, na Avenida Costaneira enquanto fui tirar um retrato da Catedral, às 18hs. Levaram tudo que estava no porta malas! As locadoras não informam que ao descer do carro deve carregar TUDO com você! Os ladrões conhecem os carros alugados! Demos parte na polícia que foi atenciosa mas nada foi encontrado! Muitos moradores nos contaram que o material roubado é anunciado e vendido em jornal local! Uma lástima!

Antonio
AntonioPermalinkResponder

Você sabe como é a legislação na França para roubos em estacionamentos? Tive uma mala furtada de dentro do carro em um estacionamento pago em Bordeaux. Grato

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Antonio! Fale com sua locadora para ver o que pode ser feito.

Luiz Sergio
Luiz SergioPermalinkResponder

Nós Brasileiros temos a mania de achar que só aqui tem ladrão...e as vezes mesmo sem conhecer não é incomum os brasileiros falarem mal do Brasil e idolatrarem lugares que nunca foram e nem conhecem...estão enganados...nunca, mais nunca mesmo pode-se deixar nada dentro de um carro, não precisa de "faculdade" para saber disso...ainda mais com valores elevados...#ficaadica

Luiz Alberto
Luiz AlbertoPermalinkResponder

Me desculpem, mas deixar bolsa ou carteira com dinheiro/cartões, ou pior ainda, passaporte e documentos dentro do carro é pedir para ser roubado. São objetos que não podem sair nunca da nossa posse. Quando viajo, passaporte fica no hotel, saio com o dinheiro, um documento e um cartão no cinto de dinheiro debaixo da roupa. Você não precisa andar com passaporte, mas se fizer muita questão leve um xerox autenticado...

José Ruela
José RuelaPermalinkResponder

Prezados, visitei o vale do Loire em setembro com carro alugado. Já tinha lido vários relatos sobre furtos em estacionamentos públicos. Estava com medo, mas não ia deixar de fazer a viagem. Estava com 3 malas (duas malas grandes e uma de mão) e tive cuidado de alugar um carro com o porta malas maior (para nenhuma ficar exposta), acabei escolhendo o Renault Captur. As malas não ficaram expostas. Mas como todo bom brasileiro e velhaco, não ia facilitar pra nenhum francês trombadinha que tentasse furtar as malas do carro. Poderia não resolver, mas iria dificultar (o suposto trombadinha francês iria tentar levar o mais fácil). Comprei um cabo de aço emborrachado de 6 metros (com alça nas pontas) e um cadeado. O cabo não era muito grosso e nem tão fino pra ser arrebentado facilmente com um alicate. Sempre nas viagens enrolava ele nas malas passava por dentro do carro e prendia ele no banco da frente por baixo). O esquema era bem discreto e é importante o cabo ser emborrachado pra não arranhar o carro nem as malas. Fiquei um pouco mais sossegado com a minha gabiarra. Vi que muita gente não tá nem aí e deixa um monte de malas nos bancos dos carros. Abraço!!!!

Denise
DenisePermalinkResponder

Olá! Vou para a Alemanha em setembro e irei alugar carro para andar por pequenas cidades até o sul do país. Minha ideia é sair de uma cidade e ir para a próxima, já deixando as malas no hotel. Não quero correr o risco de deixar o carro estacionado com malas. Mas e seu eu parar em algum lugar para almoçar entre as cidades? Na Alemanha também tem perigo mesmo se as malas não estiverem visíveis?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Denise! Não deixe malas aparecendo em nenhum lugar do mundo.

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Acho o interior da Alemanha um caso à parte... teve um dia que, com malas expostas, larguei o vidro aberto sem querer e fomos andar pela cidade! kkkk. Claro que foi um erro meu, e isso não é recomendável! Mas certamente é um lugar em que se fica mais tranquilo...

Rafael Paschoini

Infelizmente aconteceu conosco na Sicília. Estávamos em Catania e roubarsm tudo que tinha no carro . Toda nossa bagagem .

James Gorham
James GorhamPermalinkResponder

Quando viajo levo xerox de absolutamente tudo, desde passaporte, passagem e até as notas de euro ou dolar, pois já troquei dolar na italia e depois de uns minutos me disseram que entreguei nota falsa. Tendo as fotos com os numeros isto fica impossivel de acontecer. Tire as fotos na frente da pessoa que está recebendo.

James Gorham
James GorhamPermalinkResponder

Mais uma dica....leve sempre 2 malas bem menores e com rodinhas, se estiver de carro desça com as malas em todo lugar tipo restaurante ou passei curto....sempre uma pessoa dentro do carro ao parar no posto de gasolina. Ande pouco mais, perca mais tempo, mas vá ao hotel antes, deixe tudo no quarto, todos seus documentos no cinto sob a calça. Pochete na frente da barriga com o cartão e o dinheiro que será usado apenas no dia.

Gerson
GersonPermalinkResponder

Cuidado também no Tanger Outlet entre Los Angeles e Las Vegas, roubaram minha mala de dentro do carro no estacionamento de lá. Nemhum grande prejuízo, mas transtorno com certeza.

Jany
JanyPermalinkResponder

O mundo tá complicado

Maria Fernanda Belentani

Estivemos em Miami por uma semana em junho deste ano. Primeiro, nosso gps foi furtado de dentro do carro no Estacionamento do Aventura Mall. O ladrão puxou a maçaneta da porta do motorista e conseguiu abrir o vidro. Depois no outlet sawgrass, o mini iPad da minha filha de um ano e oito meses foi roubado das mãos dela dentro da loja Burlington. O responsável pela segurança na loja dificultou o que pode o acesso às imagens da câmera de segurança e, ao final, levou meu marido até onde a capa do iPad havia sido deixada. Foi evidente o descaso e vontade de "abafar o caso" o mais rápido possível.

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Pretendo alugar um carro e percorrer a rota romântica na Alemanha. Preciso escolher uma cidade como base para deixar as malas sempre no hotel? Nessa rota também é perigoso deixar as malas no carro? Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelo! É mais seguro deixar as malas no quarto do hotel.

Libania
LibaniaPermalinkResponder

Fomos furtados em Gorges duVerdun (quebraram o vidro do carro e levaram toda nossa bagagem), gostaria de saber se não cabe uma ação contra a locadora de carros, uma vez que o carro não possuia alerme. Conhecem alguém que conseguiu ressarcimento?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Libania! Você precisaria ter um seguro que protegesse contra furto simples.

Paulo
PauloPermalinkResponder

No último dia 20 de julho de 2018 parei o carro em AVIGNON para visitar a cidade.

O estacionamento era público e estava lotado, mas encontrei uma vaga e estacionei.
Infeliz ideia.......quando retornamos ao carro não notei nada. (nada arrombado ou vidro quebrado).
A surpresa foi quando chegamos no hotel da cidade em que íamos nos hospedar (MONTPELIER). Abri o porta malas e não tinha nenhuma bagagem.

Os bandidos tinham roubado tudo no estacionamento de AVIGNON.

Ficamos somente com a roupa do corpo, após 18 dias passeando pela França e Itália tivemos este desagradável acontecimento 01 dia antes de retornarmos para o Brasil.

A sorte é que os documentos, cartões de crédito , dinheiro, carrego sempre comigo.

Fica o alerta mais uma vez! Ao viajarem, com o carro com bagagem, não deixem o carro sozinho. É aconselhável ir ao hotel que ficará hospedado e retornar a cidade que desejam visitar no caminho.

Não existe nenhuma segurança nestes países, tanto da Europa com EUA.

Fujam de estacionamento público, e mesmo com o carro vazio estacionem o carro em estacionamento fechado e pago.

Andre Cordeiro

Pessoal, vou daqui a duas semanas para o Santuario de Fatima. Alguem sabe se é seguro deixar o carro com as malas no estacionamento do Santuario?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, André! Há 14 'parques de estacionamento' ao redor do santuário, todos gratuitos e abertos. Esconda toda a sua bagagem no porta-malas, não deixe nenhuma sacola à vista no carro, não abra o porta-malas ao sair. Não deixe documentos ou dinheiro no carro.

Luiz Mário Freitas

Meu caso é bem comum então locamos um carro no aeroporto de Cancun e ao pararmos para jantar no frinday em estacionamento fechado e pago tivemos a bagagem roubada infelizmente nos sentimos impotentes e após analisar com meu lado Invesrigatico não fica dúvida estes veículos de locado dispõem de mecânicos clandestinos de rastreadores cuidado NÃO PAREM jamais ao saírem do aeroporto

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar