roteiro na andaluzia

7 dias na Andaluzia: um roteiro prático

Este roteiro na Andaluzia foi pensado para você aproveitar melhor o seu tempo, visitando os destinos mais desejados do sul da Espanha: Córdoba, Sevilha, Jerez de la Frontera, Rota dos Pueblos Blancos, Ronda e Granada. São 7 dias, o ritmo é intenso, porém não frenético; a idéia é dormir sete horas por noite e fazer as refeições nas horas certas.

Claro que, com mais tempo, daria para aumentar os pernoites e incluir outros lugares. O itinerário prevê duas cidades com apenas um pernoite, algo que eu normalmente recomendo evitar. Mas esse roteiro básico proporciona uma linda viagem, com o mínimo de perrengues.

7 dias na Andaluzia

Este roteiro inclui trem e carro. O ponto de partida é Madri. A primeira parte da viagem, até Sevilha, é feita de trem.

Ao sair de Sevilha, você aluga um carro e devolve três dias mais tarde, em Granada.

De Granada você pode voltar a Madri (de avião ou trem) ou seguir a Barcelona (de avião).

Não quer alugar carro? Clique para ver o roteiro alternativo na Andaluzia sem carro.

As sete noites deste roteiro na Andalzuia são distribuídas desta maneira:

  • 3 noites em Sevilha
  • 1 noite em Vejer de la Frontera
  • 1 noite em Ronda
  • 2 noites em Granada

Roteiro dia a dia na Andaluzia

Dia 1

roteiro na andaluzia mesquita de cordoba

Os trilhos de alta velocidade fazem do trem a melhor alternativa para cobrir os 530 km de distância entre MadriSevilha. Para que se cansar indo de carro, quando o trem é muito mais rápido? Além do mais, estar de carro em Sevilha é inútil: o centro histórico é um labirinto e estacionar, um problemão. Você pagaria diárias de carro alugado para deixar seu carro parado (e pagando estacionamento).

A viagem de trem traz outra vantagem: permite que você faça um pit stop espertíssimo em Córdoba, para visitar a Mesquita. Guarde suas malas na estação de ônibus, que fica do outro lado da rua e tem armários grandes. A estação fica a menos de 10 minutos de táxi do centro histórico.

Pit-stop em Córdoba

Prevendo uma parada entre quatro e seis horas em Córdoba, você pode visitar a Mesquita, passear pelo centro histórico e almoçar.

Clique para ver todos os detalhes sobre esse trajeto:

Você precisa comprar duas passagens de trem separadas: uma Madri-Córdoba (1h40) e outra Córdoba-Sevilha (45 min).

Informações práticas

Chegando a Sevilha

Sevilha o que fazer: La Giralda à noite

Reserve 3 noites em Sevilha. Veja nossa seleção de hotéis na cidade:

Nesta primeira noite em Sevilha, saia pelas vielas do bairro de Santa Cruz em direção à torre La Giralda, batendo ponto nos bares de tapas pelo caminho.

Sevilha o que fazer

Se estiver com todo o pique, atravesse a ponte para o bairro de Triana e faça uma noitada num dos bares com flamenco tocado e cantado (mas não bailado) ao vivo.

Veja no nosso Guia de Sevilha o roteiro para a noite de chegada na cidade.

Dia 2 e 3

sevilha alcazar

Com dois dias inteiros, você vai ter tempo de ver o básico de Sevilha com calma, se perdendo pelo labirinto da parte mais antiga da cidade e se dedicando ao nobre esporte do tapeo — sair de bar em bar, de tapa em tapa.

sevilha bodega santa cruz

Clique e siga nosso roteiro essencial de 2 dias em Sevilha:

Dia 4

Vejer de la Frontera

Alugue um carro com retirada no 4º dia às 9h em Sevilha e devolução no 6º dia às 19h em Granada. Como a devolução vai ser no fim do dia, você vai acabar pagando 3 diárias. Nosso parceiro Rentcars compara tarifas entre várias locadoras, com desconto; dê uma olhadinha.

Esteja com chip local no celular para usar o Google Maps ou o Waze. Normalmente não pedem habilitação internacional, mas veja por que vale a pena fazer a sua PID.

Faça o check-out no hotel e vá de táxi pegar o seu carro alugado fora do centro histórico.

Jerez de la Frontera

O primeiro destino do dia é Jerez de la Frontera, a 91 km, onde o objetivo é visitar uma bodega de jerez, o vinho fortificado que é para a Espanha o que o vinho do Porto é para Portugal. Já foi a uma cave de vinho do Porto em Portugal? Pois saiba que o jerez tem um processo diferente de produção: a aguardente vínica é adicionada só depois da fermentação (no vinho do Porto a adição é feita bem antes, para interromper a fermentação).

Estacione no Parking Alameda Vieja (calle Puerto, 1), que é fácil de chegar mas fica bem no centro histórico. Você estará a passos do Alcázar, da Catedral e, o que é mais importante, da Bodega Tío Pepe, que é a mais central. Assim você consegue dar conta do essencial de Jerez numa parada de 4 horas (com direito a um lanchinho).

Alcázar de Jerez

  • Endereço: Calle Alameda Vieja, s/n
  • Horários:
    • jan a jun: diariamente 9h30-14h30
    • jul a set:  2ª a 6ª 9h30-17h30, sáb e dom 9h30-14h30
    • out a dez: diariamente 9h30-14h30
  • Ingressos: 5 euros
  • Site oficial

Catedral de San Salvador

  • Endereço: Plaza Encarnación, s/n
  • Horários: 2ª a sáb 10h-18h30
  • Ingresso: 5 euros
  • Site oficial

Bodegas Tío Pepe

  • Endereço: Calle Manuel María González, 12
  • Visitas guiadas em espanhol (1h30 de duração):
    • jun e jul: 2ª a sáb 12h, 13h, 14h, 17h e 18h
    • ago: 2ª a sáb 12h, 13h, 14h, 17h, 18h e 19h
    • set e out: 2ª a sáb 12h, 13h, 14h, 17h e 18h
    • nov a mai: 2ª a sáb 12h, 13h, 14h, 16h e 17h
    • dom, o ano inteiro: 12h, 13h e 14h
    • horários de visitas em inglês aqui
  • Ingressos: reserve aqui
    • visita + degustação simples: 15,50 euros
    • 5-17 anos: 7,75 euros
    • até 4 anos: grátis
    • ingressos para outros tipos de visita: aqui
  • Site oficial

70 km adiante de Jerez (160 km de Sevilha), Vejer de la Frontera é o pueblo blanco que oferece o pernoite mais charmoso. Procure chegar ainda sob a luz do dia para ter a melhor das primeiras impressões.

Onde ficar em Vejer de la Frontera
Vejer de la Frontera

A Casa del Califa está no centro dos acontecimentos e tem nota 9 no Booking (out/2018). Seu restaurante está aberto ao público. Entre junho e outubro é preciso reservar com bastante antecedência (tel. 956 45 17 06).

Jardin del Califa

Outros hotéis para iniciar a rota dos pueblos blancos com estilo: o Hotel V, que tem terraços com vista desimpedida para o vale nota 8,4 no Booking (out/2018), e o Las Palmeras del Califa, onde uma pequenina piscina vai lhe dar as boas-vindas nota 9,1 no Booking (out/2018).

Procurando uma opção econômica, a La Botica de Vejer tem uma ótima relação charme x benefício — e nota 9 no Booking (out/2018).

No verão, vale a pena prolongar sua estada em Vejer por mais alguns dias, para curtir a Costa de la Luz, que tem praias bem mais preservadas do que as da vizinha Costa del Sol. El Palmar é a praia mais próxima, a 15 km de Vejer. A praia mais badalada da região é Bolonia, com os chiringuitos (barracas de praia) mais disputados. Está a 40 km (45 minutos de carro).

Alternativa: bate-volta de Sevilha a Jerez de trem

Se você tem mais um dia para investir nesta viagem, ou se não quiser dormir em Vejer, aumente sua permanência em Sevilha em mais um dia e visite Jerez em esquema bate-volta, de trem.

O percurso de trem leva apenas 1 hora, e você pode fazer todas as degustações que quiser, sem se importar com dirigir depois.

Além disso, em alguns dias da semana (quase sempre 3ª e 5ª, em alguns meses também 6ª) você pode combinar a visita a uma bodega com o espetáculo da Real Escuela Andaluz de Bailados Ecuestres — isso mesmo, um balé eqüestre, protagonizado por cavalos andaluzes.

Veja todos os preparativos para este passeio e horários de três bodegas e da Real Escuela neste tópico sobre bate-volta de trem de Sevilha a Jerez

Dia 5

Arcos de la Frontera

Está descansado? Este vai ser o dia mais intenso da viagem. Mas também tem tudo para ser o mais bonito. Vamos percorrer a Rota dos Pueblos Blancos, que passa por inúmeros vilarejos branquinhos encarapitados nas colinas.

Uma parte do trajeto se dará por dentro do Parque Natural da Serra de Grazalema. Saindo de Vejer, você vai rodar no total 250 km; saindo de Sevilha, 270 km. Mas é um roteiro para fazer devagarzinho, pelas estradas vicinais, com paradas. A idéia é sair do hotel lá pelas 9 da manhã e chegar a Ronda no finzinho da tarde.

Rota dos Pueblos Blancos

Na verdade, não existe a Rota dos Pueblos Blancos. Existem os pueblos blancos, dispersos da costa à montanha; a rota quem faz é o freguês, usando de preferência as estradinhas vicinais.

Fazer este passeio em um dia, como vamos fazer, equivale a um city-tour: não é uma visita séria. Nosso objetivo será cumprido se você se encantar com a aparição dos pueblos na estrada. As paradas (você escolhe!) são mais para esticar as pernas e  fazer fotos do que para turistagem convencional. Querendo entrar em igrejas e inspecionar ruínas, monte base em Ronda ou Arcos (ou em qualquer pueblo) e invista alguns dias zanzando pela região.

A rota a seguir é bastante factível num passeio das 9h às 17h.

O primeiro destino do dia é Arcos de la Frontera (105 km de Vejer). É o mais populoso entre os pueblos blancos que aparecerão no seu caminho até Ronda. O fato de ser uma cidade de verdade, movimentada, só aumenta o seu encanto. Suba à medina (cidade alta) e tente achar uma vaga para estacionar… (Às 11h, esteja de volta ao carro, senão a gente não chega hoje em Ronda.)

Siga pela estrada principal (A-372) por mais 28 km, até um pouquinho antes de El Bosque. Ali você já vai estar no Parque Natural da Serra de Grazalema. Pegue a A-373 e em 16 km você chega a Ubrique, onde há ruínas da ocupação romana (quando a cidade se chamava Ocuri).

Pueblos Blancos: Grazalema

Volte 3 km e pegue a A-374. Os próximos 30 km passarão por Benaocaz e Villalengua del Rosario, levando ao próximo vilarejo que vale descer do carro: Grazalema. Aproveite para almoçar.

Escolha a CA-5311 para subir os 17 km a Zahara de la Sierra: você vai passar pela Ermida de Nossa Senhora do Rosário e costear a represa Zahara-El Gastor.

Setenil de las Bodegas

Pegue a A-384 e a CA-9120 e siga 45 km até a imponente Olvera e a delicada Setenil de las Bodegas (entre na cidade para ver as casas construídas aproveitando a encosta).

Nosso parceiro Viator oferece o passeio de 1 dia pelos Pueblos Blancos com variação de trajeto:

Ronda

Ronda

Mais 18 km e você chegará a Ronda. Tomara que dê tempo de ver o entardecer da ponte sobre o desfiladeiro do rio Guadalevín.

Onde ficar em Ronda

Você pode desfrutar dessa vista da varanda do seu hotel, se você reservar algum desses hotéis:

Ainda no centro da cidade, mas sem estar na beira do penhasco, alguns bons hotéis a considerar:

Se quiser passar uns dias na região e brincar de Provence na Espanha, não há melhor endereço do que o charmosérrimo Fuente de la Higuera. Fica a 8 km do centrinho e tem nota 9,5 no Booking (out/2018).

Dia 6

Plaza de Toros de Ronda

Plaza de Toros, Ronda

Não saia correndo de Ronda. Até porque a segunda maior atração da cidade (depois do desfiladeiro!) é a sua Plaza de Toros, menorzinha e mais delicada do que a de Sevilha (e que só abre às 10h).

Real Maestranza (Plaza de Toros) de Ronda

  • Endereço: Calle Virgen de la Paz, 15
  • Horários:
    • jan e fev: 10h-18h
    • mar: 10h-19h
    • abr a set: 10h-20h
    • out: 10h-19h
    • nov e dez: 10h-18h
    • fecha para visitas em dias de touradas
  • Ingresso: 7 euros
  • Site oficial

Granada

albaicín granada

Granada está a 190 km de Ronda. Devolva o carro assim que chegar. (Sim, você poderia ficar com o carro até as 9h do dia seguinte, mas para que acordar com essa obrigação?)

Neste dia provavelmente ainda dê tempo para você passear pelo bairro cigano, o Sacromonte. E à noite, que tal um show de zumbra, o flamenco de Granada?

Veja: roteiro para o seu dia de chegada em Granada.

Onde ficar em Granada
Granada onde ficar

Reserve duas noites em Granada.

A localização mais bonita em Granada é o bairro do Albaicín, que tem vista para a Alhambra. Os hotéis ali têm jeito de pousada. Fazendo questão de hotel mais convencional, procure no Centro.

Encontre seu hotel em Granada:

E atenção: tão importante quanto reservar hotel é comprar com antecedência seu ingresso para a Alhambra. Na hora você não vai encontrar. As vendas abrem sempre 90 dias antes da data.

Veja tela a tela: como comprar ingressos para a Alhambra.

Roteiro na Andaluzia sem carro

Se você não quer alugar carro, veja aqui como adaptar o roteiro.

Os roteiros do dia 1 e dos dias 2 e 3 permanecem os mesmos.

Em vez de reservar 3 noites, porém, você deve reservar 5 noites em Sevilha. Os dois dias extras servirão para passeios bate-volta.

No dia 4, você faz um passeio bate-volta de Sevilha a Jerez, seja de trem (por conta própria) ou de tour organizado.

No dia 5, você faz um passeio bate-volta de Sevilha a Ronda e Pueblos Blancos, em tour organizado. (Este é um passeio difícil de encontrar com saída de Ronda. As saídas em grupo normalmente são de Sevilha ou Málaga. Se você resolver ir a Ronda para pernoitar, vai precisar negociar o passeio aos Pueblos Blancos como tour privado.)

No dia 6 você vai de Sevilha a Granada de ônibus. A viagem leva 3 horas e as saídas são da rodoviária da Plaza de Armas. Compre a passagem na Alsa.

O dia 7 permanece o mesmo do roteiro dos com-carro.

Dia 7

Alhambra

Alhambra

Maior legado dos sete séculos de dominação moura na Andaluzia, a Alhambra é indiscutivelmente um dos mais lindos palácios do planeta. Por fora, parece uma medina (cidade murada) como qualquer outra. Seus interiores, porém, são a maior obra-prima da arte decorativa islâmica. Você nunca mais vai esquecer o significado da palavra ‘arabesco’.

Clique e veja como é a visita à Alhambra.

Depois, passeie pela Calle de las Teterías. À noite, encerre seu tour andaluz saindo ‘de tapas’.

Veja: roteiro para o 2º dia em Granada.

Alhambra

  • Endereço: Calle Real de la Alhambra, s/n
  • Horários:
    • 15/out a 31/mar: 8h30-18h
    • 1/abr a 14/out: 8h30-20h
    • fecha 25/dez e 1/jan
    • Palácios Nasridas: visitas apenas com hora marcada
  • Ingressos: bilheteria oficial aqui
    • inteira: 12 euros
    • 12-14 anos: 8 euros
    • 65+ com passaporte europeu: 9 euros
    • Até 11 anos: grátis (mas é necessário emitir ingresso no site)
    • outros ingressos: saiba aqui
  • Site oficial

Sigo viagem no mesmo dia ou durmo a segunda noite em Granada?

É superfactível visitar a Alhambra de manhã e programar a continuação da viagem para o fim da tarde. Mas a visita fica muito mais relaxada quando você não tem outro compromisso premente no dia, nem precisa providenciar coisas como fazer o check-out antes de sair para turistar.

Além disso, as últimas duas noites foram passadas em duas cidades diferentes, lembra? Você vai me agradecer por ficar aqui mais uma noite.

Caso você vá no inverno, fique uma terceira noite e suba à Sierra Nevada, que fica a meia hora de distância. Veja as dicas dos leitores sobre Sierra Nevada.

Seguindo viagem pela Espanha

Caso vá de Granada de volta a Madri, você pode ir de avião (1h) ou viajar num combinado de ônibus + trem. O percurso por terra envolve 1h20 de ônibus até Antequera e depois 2h20 de trem AVE a Madri. As estações rodoviária e ferroviária de Antequera são vizinhas. Dá para comprar a passagem conjunta no site da Renfe (ponha origem Granada e destino Madri, e o site já vai oferecer combinação completa para você). Veja como comprar passagens de trem na Espanha.

Se o seu destino for Barcelona, vá de avião (1h25). De trem a viagem leva intermináveis 7 horas e 40 minutos, com baldeação em Antequera.

Caso queira ir a Málaga, fique com o carro e, no caminho, passe pelas Alpujarras, outros pueblitos blancos andaluzes.

Roteiro na Andaluzia saindo de Portugal

Combinar Lisboa, Algarve ou Alentejo com a Andaluzia faz todo o sentido.

Vindo de carro

Para combinar Portugal e Espanha de carro, é preciso retirar e devolver o carro no mesmo país — se você retirar o carro num país e devolver no outro, vai pagar uma sobretaxa absurda.

O ideal para unir os dois países sempre vai ser um roteiro circular.

Você pode descer de Lisboa para passar uns dias no Algarve.
Depois entra na Espanha por Huelva e vai direto a Sevilha, onde deixa o carro num estacionamento enquanto estiver na cidade.

A partir da chegada em Sevilha, é só seguir o roteiro descrito aqui.

Ao fim do roteiro, saindo de Granada, vá a Córdoba, onde você deve dormir uma noite.

Saia da Espanha via Badajoz — você vai entrar em Portugal pelo Alentejo. Aproveite para passar entre dois e três dias na região antes de devolver o carro em Lisboa.

(Este roteiro circular também funciona no sentido inverso — saindo de Lisboa pelo Alentejo a Córdoba, Granada, Pueblos Blancos e Sevilha, entrando de volta em Portugal pelo Algarve.)

Sem carro

Caso você não retorne a Portugal, o melhor é devolver no Algarve o carro que você alugou em Lisboa, e pegar um ônibus a Sevilha (compre na Alsa).

Aumente um dia de permanência em Sevilha para fazer o bate-volta de trem a Córdoba.

Alugue o carro ao sair de Sevilha e cumpra exatamente o roteiro deste post. Entregue o carro em Granada e siga de avião a Barcelona ou a Madri.

Lisboa + Andaluzia

Se você quer ir de Lisboa direto para a Andaluzia, sem passear nem no Algarve nem no Alentejo, então vá de avião direto a Sevilha. Para voltar direto, sem passar por Madri, depois de Granada pegue o vôo direto de Málaga a Lisboa.

Dá para ir de Portugal à Espanha de trem?

As ligações ferroviárias entre Portugal e Espanha são ruins. Não há trens diretos entre Portugal e o sul da Espanha. Só há um trem diário entre Lisboa a Madri — e é noturno, não recomendo.

Receba a Newsletter do VNV

Serviço gratuito

653 comentários

Olá, venho aqui deixar o meu relato de agradecimento pelas dicas que colhi aqui, antes preparar meu roteiro para Andaluzia em outubro de 2019. Pernoitamos 03 noites em Granada no Palacio Santa Inês e foi maravilhoso. Hospedar-se no Albayzin faz toda a diferença em Granada. Após 02 pernoites em Ronda, antes de chegar a Sevilha, incluímos 02 pernoites em Vejer de La Frontera, no El Califa,com jantar reservado no restaurante do Hotel, com certeza uma doce cereja do bolo. E, quando finalmente em Sevilha, nos hospedamos no charmoso e super bem localizado, Elvira Plaza, o que possibilitou que fizéssemos os principais lerês a pé. Com certeza as dicas do VnV, ajudaram a tornar a nossa viagem inesquecível.

Oi Dani.. minha filha estará nos terrible two ano que vem quando vamos até Coimbra para a formatura do meu primo e aproveitaremos para fazer uma viagem a. andaluzia.. deu pra aproveitar bem o roteiro com uma crianca de dois anos? Teve alguma coisa diferente do que está aí que vocês recomendam fazer? Que dicas você tem especificamente pra essa situação? Obrigado! Carlos

    Olá, Carlos! Infelizmente não temos como notificar a leitora a respeito da sua pergunta. Ao viajar com crianças pequenas, diminua o ritmo da viagem e conforme-se com o fato de que nem todos os passeios serão feitos a contento. Procure envolver a criança a cada etapa da viagem, numa linguagem de aventura e brincadeira. Lembre-se que é bastante difícil achar feijão em restaurantes na Espanha (em Portugal um pouco menos difícil, mas não será tão fácil quanto no Brasil).

Olá! Lendo hoje esta postagem, percebi um erro na parte do roteiro que fala da viagem de trem entre Madrid e Sevilha: “A viagem de trem traz outra vantagem: permite que você faça um pit stop espertíssimo em Sevilha, para visitar a Mesquita”. Deveria ser “pit stop espertíssimo em Córdoba”, certo? Abraços e se cuidem, fiquem em casa!

    Olá, Rosana! Sim, você está certa. Já corrigi, obrigada.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.