Nova York: 15 lugares especiais do Central Park

Rogéria Vianna
por Rogéria Vianna

central park bethesda fountain

Central Park. Ah, o Central Park… O parque mais famoso do mundo, queridinho de moradores e turistas e um dos lugares mais apaixonantes de Nova York. Mas se encantar por esse pedaço do paraíso é tão fácil quanto se perder nele. Afinal, são nada mais, nada menos do que 340 hectares ou 153 quadras de muito verde, beleza e atrações incríveis. O parque fica no centro de Manhattan e vai da rua 59 à 110, entre a 8ª Avenida a oeste e 5ª Avenida a leste. As avenidas que ladeiam o parque são conhecidas como Central Park North, Central Park South e Central Park West. Apenas a 5ª Avenida mantém o seu nome. Para ajudar na localização, você pode comprar um mapa dentro do próprio parque ou baixar o aplicativo do Central Park, que tem mapas, GPS para mostrar sua localização, informações sobre as atrações e muito mais (interessante principalmente se você dispuser de um chip local).

Para orientar o seu passeio, criamos uma lista com os pontos mais do que imperdíveis dessa maravilha nova-iorquina verdejante.

1. Strawberry Fields

central park strawberry fields imagine

Esse talvez seja um dos pontos mais emblemáticos do Central Park, especialmente para os fãs dos Beatles. O mosaico em preto e branco no chão com a palavra Imagine no centro é uma homenagem a John Lennon e foi criado por um grupo de artistas italianos. Está localizado próximo à avenida Central Park West, entre as ruas 71 e 74, na direção do Edifício Dakota, onde morava o cantor e diante do qual ele foi assassinado a tiros em 8 de dezembro de 1980. Para celebrar sua memória, essa obra foi inaugurada em 1981 e batizada de Strawberry Fields, nome inspirado na música dos Beatles “Strawberry Fields Forever”.

Ao chegar ao local, você vai encontrar muitos fãs de Lennon que deixam flores e prestam homenagens com cartazes e objetos. Certamente encontrará também um cantor que sempre está por ali com seu violão cantando clássicos da banda. Uma atração imperdível e que simboliza o desejo de um mundo cheio de paz e amor, como sonhava o eterno Beatle.

Leia também:

2. Bow Bridge

central park bow bridge

Entre tantos arcos e construções que você vai encontrar no Central Park, essa ponte é uma das mais lindas. A Bow Bridge é uma obra em estilo vitoriano construída em meados do século 19 e fica na altura da rua 74, mais próxima ao West Side. Sobreposta ao lago, ela tem piso de ipê e vasos de flores ornamentando seus muros. Se olhar adiante, vai ter a bela vista do edifício The San Remo, que fica próximo ao parque e é um dos marcos da arquitetura da região.

Essa ponte já foi cenário de diversos filmes e é também o local escolhido para ensaios fotográficos de noivos, turistas e rende registros maravilhosos para lembrar da viagem e – por que não? – garantir muitos likes nas redes sociais.

3. The Lake

central park lago the lake

É praticamente impossível você ir ao Central Park e não conhecer uma de suas principais atrações: o lago. Ele era um antigo pântano que foi recuperado e ganhou uma nova vida, transformando-se no cenário perfeito para patinar no gelo no inverno e passear de barco no verão.

Embora hoje em dia patinar em suas águas congeladas não seja mais permitido, navegar em barquinhos de remo continua sendo um programa e tanto, especialmente para os casais apaixonados. E, mesmo que você não esteja acompanhado da sua cara-metade, ainda vale fazer o passeio com seus companheiros de viagem e a diversão estará garantida. Além de suas paisagens exuberantes, no lago você ainda observa a vida selvagem com aves, tartarugas e outras espécies. A ocasião é especial? Então aproveite e comemore no restaurante que fica à sua margem, o Loeb Boat House. Vai ser inesquecível.

Leia também:

4. Bethesda Fountain

central park bethesda fountain

Um dos maiores símbolos do Central Park é essa belíssima fonte, uma das maiores de Nova York. No centro dela está uma escultura neoclássica chamada Angel of The Waters (Anjo das Águas). Ela foi criada em 1868 para comemorar a abertura do aqueduto que viria a suprir a cidade com água fresca.

E se você for passear no Central Park, não tem jeito de sair de lá sem uma foto dela (e você nem deveria mesmo). No verão você vai encontrar plantas aquáticas como o lótus e o lírio d’água, revivendo uma tradição do século 19. Já no inverno acontece um fato curioso: ela é esvaziada e, nos períodos mais frios, fica completamente cheia de neve. E ao visitar essa atração, você ainda estará pertinho de outras duas: o lago e o Bethesda Terrace. Precisa de mais algum motivo para te convencer a conhecer essa pedacinho do parque? Tudo isso fica na área central, na altura da rua 72.

5. Bethesda Terrace

central park bethesda terrace

O Bethesda Terrace é considerado o ponto central do Central Park. Ele fica no fim de uma enorme alameda com árvores enormes e vistosas. De lá de cima tem-se uma vista panorâmica da fonte Bethesda e do lago. Os muros desse terraço são ornamentados com esculturas que representam as quatro estações de um lado e as horas do dia do outro. Embaixo do terraço, há outra joia: o Bethesda Terrace Arcade, um arco criado em 1860 e ladeado por escadas que conduzem ao nível superior. O destaque do arco fica no seu teto, o maravilhoso Minton Tile, feito de azulejos coloridos que produzem um mosaico lindo.

Ali sob o arco acontecem apresentações de instrumentistas, cantores e até corais, graças à sua acústica privilegiada. Como a fonte Bethesda, também ficam na área central, na altura da rua 72.

6. Reservoir

central park reservoir

Esse ponto do Central Park é tão grandioso que merecia mesmo um nome à altura: Jacqueline Kennedy Onassis Reservoir. Trata-se de um reservatório de água cercado por uma pista para pedestres. A finalidade original dessa obra de 1862 era abastecer a cidade de água limpa, mas hoje em dia ela fornece água apenas para outras partes do parque, como piscina, lagos e fontes. Mas isso não diminuiu o valor desse local, que é o preferido de muita gente (incluindo famosos como a própria Jackie O., que lhe dá nome desde 1994) para corridas e caminhadas.

Além disso, de lá se tem uma maravilhosa vista panorâmica do skyline da região, com os prédios ao fundo refletidos na água, o pôr do sol e as árvores coloridas pelo outono ao seu redor. Só de ler já dá vontade de suspirar. O Reservoir fica próximo ao East Side, da rua 85 a 96.

7. Alice in Wonderland

central park alice

Em um parque que já tem clima de fábula, nada mais perfeito do que encontrar essa personagem tão querida dos contos infantis. A estátua em bronze de Alice no País das Maravilhas tem quase 3 metros e meio e foi criada em 1959 para alegrar os visitantes mirins do parque. E ela não está sozinha: ao seu lado estão também seus amigos, como o Coelho Branco, o Gato de Cheshire e o Chapeleiro Maluco. Uma atração encantadora para quem ainda é criança e para quem nunca deixou de ser. Para encontrar a Alice, você não precisa entrar em nenhuma toca -- basta se dirigir ao East Side, perto da rua 74th.

8. Belvedere Castle

central park belvedere castle

Sim, é isso mesmo. O Central Park tem um castelo. O nome Belvedere significa “bela vista” em italiano. E quando você se depara com ele, seu nome faz total sentido. Original de 1895, ele foi construído sem grandes intenções além de enfeitar o parque. Mas em 1919, resolveram dar uma função a ele, que permanece até hoje: a partir de sua torre são medidas a direção e velocidade do vento, e na sua parte sul é medida a quantidade de chuva. Um observatório também funciona ali.

O castelo tem fachada de pedras e um visual em clima de lenda de cavaleiros, além de duas sacadas, de onde se tem vista para pontos famosos do parque. Se quiser tornar seu passeio completo, você pode visitar seu interior, onde há uma vasta coleção de artefatos históricos, esqueletos, microscópios e telescópios que permitem que os visitantes mergulhem nos estudos sobre o universo. Durante o ano há vários eventos relacionados à astronomia, observação de pássaros, storytelling e muito mais. É quase uma viagem no tempo. O Belvedere Castle fica no meio do parque, na direção da rua 79.

9. Sheep Meadow

central park piquenique sheep meadow

Sabe aquele sonho que todo mundo tem de fazer um piquenique no Central Park? O Sheep Meadow provavelmente será o lugar onde você vai estender sua toalhinha. Esse campo verdinho e imenso permanece aberto no meses mais quentes, ou seja, de maio a outubro. E recebe todos democraticamente: gente fazendo piquenique, lagarteando ao sol, fazendo esportes, comemorando aniversários, lendo, brincando com crianças ou simplesmente fazendo nada. E aí, já preparou sua cestinha? (Informação importante: não é permitido o consumo de bebidas alcoólicas). O Sheep Meadow fica no West Side, na altura entre as ruas 66 e 69.

10. Carousel

central park carrossel

Não tem como não se encantar por esse carrossel em estilo retrô que é uma coisa graciosa e que já apareceu em tantas fotos e filmes que é de se perder a conta. Temos que confessar que ele não é o original de fábrica (de 1871 e que era movido a cavalos de verdade) e que essa já é sua quarta encarnação (de 1950), mas quem se importa? Essa versão foi encontrada abandonada em Coney Island e fixou endereço no meio desse verde todo, para alegria geral da nação. É o maior carrossel dos Estados Unidos e talvez um dos mais charmosos também. Vai ter fila? Vai. Mas também tem pipoca e hot dog para facilitar a espera. Fica no centro do parque, na altura da rua 65.

11. Central Park Zoo

central park zoo

Muita gente não sabe, mas dentro dentro da imensidão do Central Park existe até um zoológico. O Central Park Zoo é uma atração incrível para a família. São cerca de 20 mil metros quadrados com mais de 130 diferentes espécies do mundo todo e com diferentes áreas que reproduzem o habitat natural desses animais. Um dos preferidos pelas crianças é o leão marinho, atração principal da piscina no pátio central. Mas quem também faz sucesso são os pinguins e ursos polares.

A área denominada Tisch Children's Zoo é como uma fazendinha, onde as crianças podem brincar com as cabras, ovelhas e vacas e até alimentá-las. Já a Floresta Encantada tem imitações de árvores primitivas, uma aranha gigante e um grande aviário com aves, tartarugas e sapos.

O zoológico tem ainda show de palhaços e uma atração à parte: o Relógio Musical George Delacorte, decorado com esculturas em bronze de animais que a cada meia hora entram em movimento ao som da música.
O Central Park Zoo fica no East Side, proximo da 5ª Avenida, entre as ruas 63 e 66. A entrada custa 12 dólares para adultos, 7 dólares para crianças de 3 a 12 anos e é grátis para os menores de 3 anos.

12. Conservatory Garden

central park conservatory garden

Imagine um cantinho europeu em pleno Central Park. O Conservatory Garden é o único jardim projetado de todo o parque. Ele é um recanto de tranquilidade, sem corredores ou ciclistas, repleto de flores, verde e beleza. Tem até fonte.

Esse jardim foi criado em 1937 e tem seus canteiros ornamentados em três estilos: inglês, francês e italiano. É certamente um dos pontos mais lindos de todo o parque (e olha que ele ocupa 153 quarteirões), especialmente se você visitar durante a primavera. Não é à toa que é muito comum avistar noivos fazendo ensaios fotográficos ali, de tão romântico que é o clima. Prepare-se para muitas fotos.

O Conservatory Garden fica na 5ª Avenida com a 105th St.

13. Wollman Rink

central park patinação no gelo

Quando as temperaturas caem, é montado um dos mais famosos rinques de patinação da cidade, uma verdadeira tradição do inverno nova-iorquino desde 1950. O Wollman Rink fica em uma área ampla, com arranha-céus ao fundo e que pode ser observado do alto das pedras, numa vista incrível. Assim que é montado já vira atração obrigatória para turistas e moradores da cidade, que vão até lá para dar suas voltinhas no gelo. Mas se você não se arrisca sobre os patins, não tem problema: você também pode ficar por ali, tomando um chocolate quente enquanto observa a destreza (ou falta dela) dos patinadores. É tão clássico que foi cenário de momentos inesquecíveis em filmes como Serendipity.

Vale saber: nos meses quentes, esse mesmo espaço recebe o Victorian Gardens, um parque de diversões muito animado, repleto de atrações para todas as idades. O Wollman Rink fica no East Side entre as ruas 62 e 63.

14. The Pond

central park lagoa the pond

Esse recanto mais parece uma pintura. The Pond (A Lagoa) fica pertinho da 5ª Avenida e, apesar da facilidade de acesso, é geralmente um local bem tranquilo. Muitas pessoas passam por ali e mal notam sua presença. Por favor, não seja uma delas. Reserve um tempinho para sentar ali e observar a ponte ao fundo, os pássaros, as tartarugas e o incrível contraste entre os arranha-céus e a natureza. The Pond fica próximo à saída do parque, na Central Park South entre a 5ª e 6ª avenidas.

15. Conservatory Water

central park conservatory water

O Conservatory Water é um lugar que as famílias adoram. Em uma enorme piscina (na verdade um lago artificial) crianças e adultos podem brincar com barcos com controle remoto. E são tantos barquinhos que fica até difícil saber qual é de quem. Eles podem ser alugados ali mesmo, de abril a outubro, e garantem momentos de grande diversão.

Se essa não for a sua onda, pode se acomodar e comer em uma das mesas numa área ali ao lado. E não pense que nos meses frios esse pedaço fica às moscas: no inverno, eles reduzem o volume de água e o lago vira uma pista de patinação no gelo.

O Conservatory Water fica no East Side, na altura da rua 72 a 75.

Leia mais:

7 comentários

Pablo
PabloPermalinkResponder

O Central Park realmente é belíssimo! E seguro! Mas um conselho, evitem entrar nos banheiros públicos durante ou depois do atardecer, a não ser que queiram ser espectadores (ou participantes, sei lá..) de cenas de sexo explícito gay.
Não tenho nada contra, mas confesso que fiquei meio chocado! Foi um banheiro próximo ao Belvedere, na rua 79. Me lembrei do filme "There's Something About Mary", já imaginava a policia dando uma blitz e me levando...
Melhor ficar apertado, ou discretamente escolher alguma árvore do setor.

Marcelo de Carvalho

No Parque da Cidade em Brasília acontece a mesma coisa.

Maria Luiza
Maria LuizaPermalinkResponder

Amei essa reportagem fotográfica do Central Park. Parabéns

Lília
LíliaPermalinkResponder

Ricardo Freire sempre nos auxiliando com dicas maravilhosas. Obrigada

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Ai meu Deus... Vou precisar voltar a NYC pra dar conta de conhecer isso tudo do Central Park! grin

Vera Lúcia Massacesi

Bela matéria, com fotos maravilhosas! Fiquei com vontade de voltar lá e conhecer as atrações que não visitei.

jetnba
jetnbaPermalinkResponder

Uma pequena correção no texto:
" Mas isso não diminuiu o valor desse local, que é (E FOI)o preferido de muita gente (incluindo famosos como a própria Jackie O., que lhe dá nome desde 1994) para corridas e caminhadas." visto que ela ja é falecida

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar