Brasil: 10 museus imperdíveis, do Recife a Porto Alegre

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Museus Brasil

Fiz uma lista com meus 10 museus favoritos no Brasil. Para diversificar a lista, limitei a escolha a um por cidade. Nem sempre o meu museu favorito é o melhor ou o mais importante da cidade -- em vários lugares é possível apontar museus mais, digamos, 'essenciais'. Aproveite para dar a sua opinião também!

  • 10 | Museu Oscar Niemeyer, Curitiba

Museus Brasil: Museu Oscar Niemeyer, Curitiba

Ou, como é mais conhecido, o 'Museu do Olho'. Normalmente as obras de Oscar Niemeyer -- e aqui vai um veneninho -- são mais interessantes por fora do que por dentro. O Museu Oscar Niemeyer é uma exceção. Além da construção estar super bem-conservada, o que é difícil em se tratando de prédios do Niemeyer, o museu sempre tem exposições interessantíssimas. Uma delas, permanente, detalha o projeto e a construção do museu -- que foi a última grande obra Niemeyer (me desculpem os brasilienses, mas a Torre de TV Digital destoa do conjunto niemeyeriano da capital). A Linha Turismo, o ótimo ônibus de dois andares que percorre as atrações de Curitiba, passa pelo Museu Oscar Niemeyer. Não se contente em olhar por fora: salte e entre.

Museu Oscar Niemeyer, Curitiba

  • Marechal Hermes, 999, Centro Cívico | Tel. (41) 3350-4400 | Abre de 3ª a domingo das 10h às 18h | Ingressos: inteira R$ 20, meia R$ 10
  • 9 | Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre

Museus Brasil: Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre

A Fundação Iberê Camargo é um museu belíssimo -- projeto do premiado arquiteto português Siza Vieira -- mas que está passando por um momento difícil. Com limitação de receita, o museu passou a funcionar só no fim de semana. O que é mais uma razão pra prestigiar e não deixar fechar. Você vai ver uma exposição permanente de Iberê Camargo, considerado o maior artista plástico gaúcho, e outras exposições temporárias. Como bônus, vai apreciar a linda vista do Rio Guaíba -- ou Lago Guaíba, dependendo de que lado você está nesse grenal hidrológico. (Em Porto Alegre, visite também o MARGS -- Museu de Arte do Rio Grande do Sul --, o Santander Cultural e o Memorial do Rio Grande do Sul, todos na Praça da Alfândega, no Centro.)

Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre

  • av. Padre Cacique, 2000 | Tel. (51) 3247-8000 | Abre sábado e domingo das 14h às 19h | Entrada grátis
  • 8 | Museu das Minas e do Metal, Belo Horizonte

Museus Brasil: Museu das Minas e do Metal, Belo Horizonte

O Museu das Minas e do Metal é um desses museus moderninhos, que envolvem o visitante com muita tecnologia. Aqui, a excelente museologia consegue tornar atraente um assunto essencialmente árido -- geologia, pedras, minérios. O percurso explica a história do planeta e, na carona, de Minas. Fica na Praça da Liberdade, onde também funcionam outros museus bacanas, como o CCBB e o Memorial de Minas Gerais. Curiosidade: o Museu das Minas e do Metal foi montado pelo Eike Batista quando estava no auge do sucesso. Com os problemas do império X, o museu precisou ser adotado pela Gerdau. (Outro museu belo-horizontino imperdível: o Museu das Artes e Ofícios.)

Museu das Minas e do Metal, Belo Horizonte

  • Praça da Liberdade, s/nº | Tel. (31) 3516-7200 | Abre de 3ª a domingo das 12h às 18h (5ª até as 22h) | Entrada grátis
  • 7 | Catetinho, Brasília

Museus Brasil:  Catetinho, Brasília

O Catetinho é a melhor atração de Brasília fora do Eixo Monumental do Plano Piloto. É um predinho de madeira de dois andares onde o presidente Juscelino Kubitscheck se hospedava durante a construção de 'novacap'. Como a residência oficial no Rio de Janeiro era o Palácio do Catete, a residência oficial no canteiro de obras ficou conhecida como Catetinho. Há poucos anos o Catetinho inteiramente restaurado com móveis de época, é interessante demais. Vale a pena combinar um passeio com um taxista pra ir até lá, que fica para os lados da cidade-satélite do Gama. (Em Brasília não deixe de agendar sua visita ao Itamaraty. Visite também o Congresso e o Palácio da Alvorada, veja mais aqui.)

Museu do Catetinho, Brasília

  • BR 040, km zero, Gama | Tel. (61) 3338-8803 | Abre de 3ª a domingo das 9h às 17h | Entrada grátis
  • 6 | Oficina Brennand, Recife

Museus Brasil: Oficina Francisco Brennand, Recife

Francisco Brennand é o maior ceramista brasileiro. A mairia dos visitantes do Recife vê o seu trabalho no Recife Antigo, onde existe parque de esculturas do Brennand montado sobre o recife que deu nome à cidade, em frente ao Marco Zero. Mas o grande tesouro do Brennand está na periferia do Recife, no bairro da Várzea, onde ele mantém um museu-ateliê-fábrica e se revela um Gaudí brasileiro. Vai por mim: é um dos passeios mais lindos do Brasil. E no Recife Antigo, não deixe de ir ao Cais do Sertão, um museu de última geração que conta sobre o sertão e o forró centrado na figura de Luiz Gonzaga. E estando por lá, aproveite para dar um pulinho -- ou vários -- no Paço do Frevo, um museu dedicado ao frevo onde, no último andar, monitores ensinam você a cair no passo.

Oficina Brennand, Recife

  • R. Diogo de Vasconcelos, s/nº, Várzea | Tel. (81) 3271-2466 | Abre de 2ª a 5ª das 8h às 17h; 6ª das 8h às 16h; sábado e domingo das 10h às 16h | Ingressos: inteira R$ 20, meia R$ 10
  • 5 | Museu do Oratório e Museu de Sant'Ana

Museus Brasil: Museu do Oratório (Ouro Preto) e Museu de Sant'Ana (Tiradentes)

No posto número 5, vou dar um empate entre dois museus pequeninos das cidaes hitóricas de Minas: o Museu do Oratório em Ouro Preto e o Museu de Sant'Ana em Tiradentes. Os dois museus têm a mesma curadoria, e são baseados em coleções: de oratórios em Ouro Preto e imagens da mãe de Nossa Senhora, Sant’Ana, em Tiradentes. Nesse momento em que todos os museus são monumentais e superproduzidos, é interessante visitar museus tão delicados e especializados.

Museu do Oratório, Ouro Preto

  • Adro da Igreja do Carmo, 28 | Tel. (31) 3551-5369 | Abre de 4ª a 2ª das 9h30 às 17h30; fecha 3ª | Ingressos: inteira R$ 5, meia R$ 2,50

Museu de Sant'Ana, Tiradentes

  • Rua Direita, 93 | Tel. (32) 3355-2798 | Abre de 4ª a 2ª das 9h30 às 17h30; fecha 3ª | Ingressos: inteira R$ 5, meia R$ 2,50
  • 4 | Museu da Imigração, São Paulo

Museus Brasil: Museu da Imigração, São Paulo

O Museu da Imigração está fora do circuito da avenida Paulista, e por isso é menos visitado do que deveria. Não deixe de ir. O museu usa uma belíssima cenografia para contar a história das levas de imigrantes que vieram substituir a mão de obra escrava na lavoura e iniciar a indústria no Brasil. Não tem como não se emocionar. Mesmo longe da Paulista, o Museu da Imigração pode ser incluído num circuito entre a Zona Leste e o Centro. O museu está a uma corrida curta de táxi de outro museu muito interessante, o Museu Catavento, que é um museu de ciências sensacional para levar crianças maiores e pré-adolescentes, e do do Mercado Municipal (vulgo Mercadão). Depois do lanche no mercado você vai estar pertinho da Pinacoteca (vá de táxi). Ah, sim: e em outro dia, não deixe de passar pela Paulista, que virou uma espécie de Avenida dos Museus.

Museu da Imigração, São Paulo

  • R. Visconde de Parnaíba, 1316 | Tel. (11) 2692-1866 | Abre de 3ª a sábado das 9h às 17h; domingo das 10h às 17h | Ingressos: inteira R$ 10, meia R$ 5
  • 3 | Casa do Rio Vermelho, Salvador

Museus Brasil: Casa do Rio Vermelho, Salvador

Escondidinho no bairro que lhe dá nome, este é o museu mais fofo do Brasil. Você é recebido como um amigo na casa onde moraram Jorge Amado e Zélia Gattai e mergulha na intimidade deles. Se você já foi às casas de Neruda no Chile, vai encontrar na Casa do Rio Vermelho um ambiente semelhante, só que muito mais próximo da gente. Quem já leu as memórias de Zélia Gattai vai ficar particularmente tocado. Leia minhas impressões aqui. É o melhor programa para um dia nublado em Salvador.

Casa do Rio Vermelho, Salvador

  • R. Alagoinhas, 33 | Tel. (71) 3333-1919 | Abre de 3ª a domingo das 9h às 17h | Ingressos: inteira R$ 20, meia R$ 10
  • 2 | Museu do Amanhã, Rio

Museus Brasil: Museu do Amanhã, Rio de Janeiro

Com exposições multimídia e interativas, este é um museu que dá pra visitar várias vezes sem repetir o conteúdo. Na minha opinião, porém, o aspecto mais interessante do Museu do Amanhã é ser o catalisador de toda a nova zona portuária do Rio (Boulevard Olímpico ou Porto Maravilha, escolha o seu nome). Você chega com conforto e segurança com o VLT e tem acesso a novas atrações, como o AquaRio e o mural Etnias, do Eduardo Cobra, e tem o caminho desimpedido a atrações tradicionais como o Mosteiro de São Bento, o CCBB e a Ilha Fiscal. Veja o nosso mega-guia do Boulevard Olímpico, com 5 roteiros prontos para fazer, aqui. E tire mais um ou dois dias para visitar o circuito de museus do Centro.

Museu do Amanhã, Rio de Janeiro

  • 1 | Inhotim, Brumadinho

Museus Brasil: Inhotim, Brumadinho

Misto de jardim botânico e museu de arte contemporânea, o Inhotim entrou para o circuito internacional de arte contemporânea ao abrir em 2006. A maior qualidade de Inhotim é que grande parte da arte ali é lúdica, conquista pela beleza ou pelo emocional. Eu costumo dizer que Inhotim é o melhor passeio que você ainda não fez. É bom lembrar que agora é preciso ter o certificado de vacinação contra febre amarela pra visitar. Veja o nosso guia completo de Inhotim e também o roteiro de como combinar Belo Hrizonte, Inhotim, Ouro Preto e Tiradentes na mesma viagem.

Inhotim, Brumadinho

  • Rua B, 20 | Tel. (31) 3571-9700 | Abre de 3ª a 6ª das 9h30 às 16h30; sábado, domingo e feriado das 9h30 às 17h30 | Ingressos: inteira R$ 44, meia R$ 22; grátis na 4ª feira -- compre online

Leia mais:

16 comentários

Andrea
AndreaPermalinkResponder

Vale mencionar o museu Casa do Pontal no Rio de Janeiro. Além da sua localização próximo às lindas praias de Prainha e Grumari, tem o maior e mais significativo acervo de Arte Popular do Brasil. São 8.500 peças de 300 artistas, um espetáculo!

Diego Maia
Diego MaiaPermalinkResponder

Saudades do Museu da Língua Portuguesa sad

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Diego! Acredite, irmão! Ele voltará smile

Fernanda Moura

Oi Ricardo, que legal essa iniciativa de incentivar a visita aos nossos museus! Mas senti falta de um: vc não recomenda o MAC em Niterói? Sei que o acervo lá não é fixo e oscila. Mas a delicia de subir aquela rampa e circular aquele visual único e especial já vale muito a pena. E a “emoção arquitetonica” (conceito do Niemeyer) ali, é imbativel!

Andre L.
Andre L.PermalinkResponder

Acho que a proposta do post foi uma seleção geografica e tematicamente ampla de museus muito bons, não quer dizer que sejam os únicos merecedores de visita...

Rejane
RejanePermalinkResponder

Ótima lista!
Eu acrescentaria o Museu de Artes e Ofícios de Belo Horizonte com excelente acervo e muito bem organizado.
Vindo a BH não deixem de visitá-lo, é surpreendente.
http://www.mao.org.br/

Lais
LaisPermalinkResponder

Bela seleção! O Brasil tem excelentes museus.. o das Minas e Metal em BH é ótimo mesmo, e todo o circuito da Praça da Liberdade é uma delícia de fazer.. é um roteiro pronto e certeiro de um - ou mais - dias na cidade.

Cleide Lucia
Cleide LuciaPermalinkResponder

Riq e equipe VnV, sempre nos arrebatando com suas publicações. Adorei a dica de visitar o Catetinho no DF, não havia pensado nele, ainda. Abraço

Elisa Araujo
Elisa AraujoPermalinkResponder

Que bom ver que esse post provocou aqui e no YouTube a lembrança de vários outros museus brasileiros. Museu da Língua Portuguesa (em reconstrução), Museu Imperial de Petrópolis (uma delícia de passeio)... E temos outros muito bacanas para oferecer aos brasileiros e aos visitantes.

Fabio Pastorello

Adorei a lista, ainda tem alguns que preciso conhecer, mas os meus preferidos são mesmo Inhotim e a Oficina Brennand. Aqui em São Paulo também adoro a Pinacoteca.

Vladimir
VladimirPermalinkResponder

Olá, Pessoal!

Seguem algumas dicas que estão no meu blog. Estejam a vontade para excluir o comentário se não puder ter links de fora.

RIO DE JANEIRO:

Museu Histórico Nacional:
https://viajadaqui.com.br/2018/01/12/museu-historico-nacional-no-rio-de-janeiro/

Museu de Belas Artes:
https://viajadaqui.com.br/2018/01/12/museu-historico-nacional-no-rio-de-janeiro/

Museu da Seleção Brasileira:
https://viajadaqui.com.br/2017/02/05/museu-da-selecao-brasileira-no-rio-de-janeiro/

MINAS GERAIS, TIRADENTES:

Museu do Automóvel da Estrada Real:
https://viajadaqui.com.br/2016/05/19/o-surpreendente-museu-do-automovel-da-estrada-real-em-bichinho-mg/

Museu de Sant'Anna
https://viajadaqui.com.br/2016/04/21/tiradentes/

RIO GRANDE DO SUL, GRAMADO:

Mundo a Vapor:
https://viajadaqui.com.br/2017/11/09/o-incrivel-mundo-a-vapor-de-gramado-e-canela/

SÃO PAULO:

Pinacoteca:
https://viajadaqui.com.br/2018/04/05/pinacoteca-de-sao-paulo/

Museu de Arte Sacra:
https://viajadaqui.com.br/2018/03/15/museu-de-arte-sacra-de-sao-paulo/

MASP:
https://viajadaqui.com.br/2018/04/26/masp-o-museu-de-arte-de-sao-paulo/

Parabéns pelo Ótimo Tema, Obrigado e Abraços,
Vladimir.

Pollyanna Horta Drumond

Em Recife tem também o Instituto Ricardo Brennand com seu acervo que é diferente de tudo que tem no Brasil. É uma super coleção de armas de diversas partes do mundo, armaduras, esculturas, quadros e mapa da história do Recife e do Brasil. É sensacional. Isso sem falar no Castelo medieval que é a sede da coleção. Vale muito a pena!!!
http://www.institutoricardobrennand.org.br

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

O museu da gente Sergipana em Aracaju é muito bom. Tem um em São Luis também, que não me lembro o nome, alí no centro, fabuloso também. Em SP, Masp é a pedida

grace
gracePermalinkResponder

Boia!!! Faltou indicar em Recife o http://www.institutoricardobrennand.org.br/

idealizado pelo irmão de Francisco Brennand smile

Hernani Marrone

Não identifiquei o Museu Imperial localizado em Petrópolis, o museu mais visitado do Brasil com rico acervo sobre a História do Brasil.

Marcia Lucas
Marcia LucasPermalinkResponder

A título de informação. ...estive em Inhotim no começo de julho e não estão mais pedindo carteira de vacinação de febre amarela...já estão considerados novamente isentos de risco...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar