Como alugar apartamentos de temporada no exterior (Parte 1)

(Publicado no caderno Viagem & Aventura do Estadão em 17/3/09)
roma2

Ano passado fiz uma longa viagem para revisitar nove cidades essenciais: Lisboa, Madri,Barcelona, Roma, Paris, Amsterdã, Berlim, Londres e Nova York. Na maioria delas passei uma semana inteira. Em nenhuma dormi em hotel. Em cada uma das cidades aluguei um apartamento charmoso, pelo preço que me custaria um hotel sem-graça. No lugar dos corredores intermináveis de um hotelão tipo Ibis ou do quarto acanhado de um pequeno duas-estrelas, eu tinha sala de estar, cozinha completa – e um molho de chaves.

Fugir do hotel para o apartamento de temporada não é para todo mundo, nem para todo tipo de viagem. Mas se você pretende permanecer pelo menos cinco dias numa cidade e quer rechear sua rotina de turista com algumas experiências que só os moradores vivem, então o aluguel de apartamento pode mudar o seu jeito de viajar.

paris1c

Alugar apartamento é a nossa vingança contra o downgrade de hospedagem a que temos sido forçados pela desvalorização do real e pela escalada de preços das diárias dos hotéis. Nos últimos dez anos, enquanto o preço das passagens aéreas internacionais permaneceu estável em dólar, os hotéis dobraram ou triplicaram de preço, tornando-se o item mais caro de uma viagem internacional. Entretanto, a mesma bolha imobiliária que fez explodir as diárias dos hotéis também acabou fazendo surgir um enorme mercado de apartamentos para curtíssima locação. Graças à evolução da internet, apartamentos para alugar no mundo inteiro estão a alguns cliques das suas próximas férias.


airbnb

novayork1

Como funciona?

Procurar apartamento de temporada no exterior não é muito diferente de procurar um apartamento na sua cidade. É preciso paciência para vasculhar diversas imobiliárias; a diferença é que elas estão na internet, e apresentam suas ofertas em inglês. Os recursos de busca variam de site para site – mas todos mostram fotos e informam localização e preço. Escolhido o apartamento, você preenche um formulário para confirmar a disponibilidade nas datas que deseja.

Para fechar negócio, é exigido um depósito – entre 30 e 40% do total. A maioria das agências aceita cartão de crédito. Algumas poucas, porém, só operam com PayPal, um sistema de transferência de fundos por cartão de crédito muito usado em sites com o eBay; se este for o caso, você vai precisar abrir uma conta no site PayPal.com.
O depósito normalmente corresponde à taxa da imobiliária. Assim que o pagamento é feito, a agência notifica o proprietário, que então entra em contato, por email, para combinar os detalhes da sua chegada. O saldo deve ser pago em dinheiro vivo, na entrega das chaves. Dependendo do contrato, deixa-se também uma caução, que é devolvida na sua saída.

londres1

Em que sites procurar?

O melhor ponto de partida é mesmo o Google. Digite, entre aspas, as palavras mágicas “vacation rentals” e, fora das aspas, o nome da cidade desejada, em inglês. Na primeira página vão aparecer os sites mais quentes. Faça uma segunda pesquisa, com o nome da cidade seguido de “apartments”. Pronto. Você já tem com o que brincar por uma semana.

Prepare-se para ver de tudo: de lixo total ao deslumbre absoluto, com preços de acordo. A maioria dos sites oferece uma coleção desparelhada, misturando apartamentos de decoração minimalista (sinal de que são mantidos apenas para alugar) com apartamentos lotados de tralhas (sinal de que o dono mora lá e só sai quando o apê é alugado). Alguns (poucos) sites ostentam apartamentos muito parecidos entre si – indício de que todos pertencem à agência.

Mundo inteiro: VRBO, Perfect Places, VacationHomeRentals
Portugal e Espanha: Friendly Rentals, Rent4Days, Traveling to Lisbon
Paris: RentParis, MonParis, ParisAttitude, NYHabitat/Paris
Nova York, Londres e Paris: NYHabitat, AlugueldetemporadaemNovaIorque.com
Berlim: All Berlin Apartments
Amsterdã: StayAmsterdam
Buenos Aires: BytArgentina, ApartmentsBA, HomesBA

amsterda1

É seguro?

Não dá para garantir 100% de segurança, porque é impossível pôr a mão no fogo por tantos proprietários avulsos. De todo modo, conduzir o processo por uma imobiliária sempre é menos arriscado do que tratar direto com o dono. Trocar vários e-mails antes de chegar – perguntando detalhes, pedindo dicas – ajuda a assegurar que o seu apartamento existe e estará disponível na data combinada.

Leia mais:


madri31

630 comentários

Oi Ricardo, que bom encontrar seu blog
estou indo para LONDRES dia 13 de dezembro com meu namorado , pretendo ficar la 1 mes , ferias…
Estamos procurando um quarto para alugar, somos estudantes e sabe ne… pouca grana… Sera que voce poderia me ajudar?
aguardo noticias
bj bj bj vanessa

Olà Ricardo, bem legal o teu blog!
eu moro em Roma e tenho apartamentos no centro de Roma pra alugar, estou procurando uma agencia no Brasil onde me apoiar, e colocar on line os apartamentos e acabei achando o teu blog!
Posso colocar o link da agencia aqui?!

Obrigada e tenha um bom dia!
Deixo meu email pra qualquer coisa!
a presto
Carolina

Boa Tarde ,

O meu nome e Rita Rumsey eu moro trabalho em Nova York com a area imobiliaria com locacao de apartamentos para longa e curta temporada o que sem duvidas e algo muito mais barato que o aluguel de um quarto de um hotel , sem contar na conveniencia de estar alugando um apartamento e outro detalhe que nao tem preco e que estaremos nos comunicando na mesma lingua , te darei dicas e dicas desta cidade maravilhosa . Estou procurando divulgar o meu trabalho , caso alguem possa me dar uma dica por favor me contate no [email protected]
Obrigada
Rita

Olá,
Gostaria de alugar um apartamento ou kitnet por 20 dias entre janeiro e dezembro, de preferência no centro de São Paulo, para casal.
Alguém sabe informar como posso fazer para conseguir direto com algum proprietário.
Obrigada.

oi Ricardo,
adorei as dicas sobre o aluguel dos apartamentos.
Estou procurando um para passar nove dias em Paris e me
indicaram o Abritel, um serviço de anúncios. Vc conhece?
Ouvi dizer que em Paris os turistas têm que comprovar onde
ficarão na cidade. No caso dos aluguéis, temos um documento (contrato) para mostrar na imigração?
até mais

    Na home do http://www.abritel.fr , vá em “Accès direct” e escreva “Paris” no campo de busca.

    Em qualquer locação é certo que você vai ter um comprovante. Funciona como voucher de reserva de hotel.

Ricardo,
Aluguei um apartamento em Paris no mês de maio com o MonParis, graças a uma dica sua e da Lina (conexão Paris). ,Muito Obrigada.
Adorei o serviço do Roberto, muito profissional. O apartamento era ótimo e com uma localização espetacular ( aluguei o Romantic).
Fugi um pouco do centro de Paris e pude observar realemnte com quem vive em Paris leva a vida.

Em novembro fui para Florença e Roma alugando apartamentos e foi tudo muito simples e fácil, bastando trocar e-mails com os proprietários. O de Roma exigiu 100 euros de adiantamento, era mais cauteloso, mas o de Florença era tão light que qdo devolvemos a chave do apto, pq estavámos indo embora, a esposa disse para deixarmos em cima da mesa e nem foi conferir se havíamos destruído o apto!
Essa confiança foi impressionante! E é claro que o apto estava tal como qdo havíamos recebido rsrsrsr

Adorei a reportagem! Tem dicas muito boas, e em breve, usarei todas.

Preciso alugar um apto em Frankfurt, pro período de um ano, mas não encontrei nada nos sites que você passou. Alguma outra dica de site? Vamos em 3.

    Débora, pra um ano o esquema é diferente; já não é mais aluguel por temporada, e sim aluguel-aluguel.

    Pra aluguel de temporada, eu recomenado googlar Frankfurt apartments e Frankfurt “vacation rentals”.

    Pra aluguel de um ano, acho necessário saber as palavras-chave em alemão.

    De repente a Deia do http://deiatatu.wordpress.com sabe como te ajudar.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.