Como alugar apartamentos de temporada no exterior (Parte 1)

(Publicado no caderno Viagem & Aventura do Estadão em 17/3/09)
roma2

Ano passado fiz uma longa viagem para revisitar nove cidades essenciais: Lisboa, Madri,Barcelona, Roma, Paris, Amsterdã, Berlim, Londres e Nova York. Na maioria delas passei uma semana inteira. Em nenhuma dormi em hotel. Em cada uma das cidades aluguei um apartamento charmoso, pelo preço que me custaria um hotel sem-graça. No lugar dos corredores intermináveis de um hotelão tipo Ibis ou do quarto acanhado de um pequeno duas-estrelas, eu tinha sala de estar, cozinha completa – e um molho de chaves.

Fugir do hotel para o apartamento de temporada não é para todo mundo, nem para todo tipo de viagem. Mas se você pretende permanecer pelo menos cinco dias numa cidade e quer rechear sua rotina de turista com algumas experiências que só os moradores vivem, então o aluguel de apartamento pode mudar o seu jeito de viajar.

paris1c

Alugar apartamento é a nossa vingança contra o downgrade de hospedagem a que temos sido forçados pela desvalorização do real e pela escalada de preços das diárias dos hotéis. Nos últimos dez anos, enquanto o preço das passagens aéreas internacionais permaneceu estável em dólar, os hotéis dobraram ou triplicaram de preço, tornando-se o item mais caro de uma viagem internacional. Entretanto, a mesma bolha imobiliária que fez explodir as diárias dos hotéis também acabou fazendo surgir um enorme mercado de apartamentos para curtíssima locação. Graças à evolução da internet, apartamentos para alugar no mundo inteiro estão a alguns cliques das suas próximas férias.


airbnb

novayork1

Como funciona?

Procurar apartamento de temporada no exterior não é muito diferente de procurar um apartamento na sua cidade. É preciso paciência para vasculhar diversas imobiliárias; a diferença é que elas estão na internet, e apresentam suas ofertas em inglês. Os recursos de busca variam de site para site – mas todos mostram fotos e informam localização e preço. Escolhido o apartamento, você preenche um formulário para confirmar a disponibilidade nas datas que deseja.

Para fechar negócio, é exigido um depósito – entre 30 e 40% do total. A maioria das agências aceita cartão de crédito. Algumas poucas, porém, só operam com PayPal, um sistema de transferência de fundos por cartão de crédito muito usado em sites com o eBay; se este for o caso, você vai precisar abrir uma conta no site PayPal.com.
O depósito normalmente corresponde à taxa da imobiliária. Assim que o pagamento é feito, a agência notifica o proprietário, que então entra em contato, por email, para combinar os detalhes da sua chegada. O saldo deve ser pago em dinheiro vivo, na entrega das chaves. Dependendo do contrato, deixa-se também uma caução, que é devolvida na sua saída.

londres1

Em que sites procurar?

O melhor ponto de partida é mesmo o Google. Digite, entre aspas, as palavras mágicas “vacation rentals” e, fora das aspas, o nome da cidade desejada, em inglês. Na primeira página vão aparecer os sites mais quentes. Faça uma segunda pesquisa, com o nome da cidade seguido de “apartments”. Pronto. Você já tem com o que brincar por uma semana.

Prepare-se para ver de tudo: de lixo total ao deslumbre absoluto, com preços de acordo. A maioria dos sites oferece uma coleção desparelhada, misturando apartamentos de decoração minimalista (sinal de que são mantidos apenas para alugar) com apartamentos lotados de tralhas (sinal de que o dono mora lá e só sai quando o apê é alugado). Alguns (poucos) sites ostentam apartamentos muito parecidos entre si – indício de que todos pertencem à agência.

Mundo inteiro: VRBO, Perfect Places, VacationHomeRentals
Portugal e Espanha: Friendly Rentals, Rent4Days, Traveling to Lisbon
Paris: RentParis, MonParis, ParisAttitude, NYHabitat/Paris
Nova York, Londres e Paris: NYHabitat, AlugueldetemporadaemNovaIorque.com
Berlim: All Berlin Apartments
Amsterdã: StayAmsterdam
Buenos Aires: BytArgentina, ApartmentsBA, HomesBA

amsterda1

É seguro?

Não dá para garantir 100% de segurança, porque é impossível pôr a mão no fogo por tantos proprietários avulsos. De todo modo, conduzir o processo por uma imobiliária sempre é menos arriscado do que tratar direto com o dono. Trocar vários e-mails antes de chegar – perguntando detalhes, pedindo dicas – ajuda a assegurar que o seu apartamento existe e estará disponível na data combinada.

Leia mais:


madri31

630 comentários

Estava terminando de colocar meu relato no mochileiros quando lembrei de retornar aqui também.
A casa que alugamos foi pelo http://www.vacationhomerentals.com/vacation-rentals/Manhattan-New-York-vacation-rental-apartment-proID-10807.html .

Os pontos positivos foram a localização, na 52nd com a 3rd realmente muito boa – razoável caminhada até a 5ª com Rockefeller Center, mas principalmente a 1 quadra de 2 linhas diferentes do metrô que nos deixavam em qualquer lugar em pouco tempo, o bairro é bastante seguro a noite, a Internet é boa, tem algumas opções para se comer (ok, não são muitas, mas tem alguns mercadinhos próximos que ajudam). O apartamento também foi até maior do que esperava pelas fotos, tem uma banheira muito boa para relaxar no fim do dia.

O problema foi a noite:
os canos de aquecimento da casa faziam um barulho infernal a cada umas 2 ou 3 horas, acordando todo mundo assustado – tentei falar com o pessoal que alugou, mas eles não nos respondiam nada (afinal, era semana de thanksgiving), e além do mais o que realmente poderiam fazer? Talvez nos dizer como desligar o aquecimento, se é que isto seria possível. Sei que este problema realmente tirou a gente do sério – depois de uns 3 dias já estávamos até acostumados, mas toda noite ao menos 1 vez acordava assustado com o barulho.

Além disto, só tínhamos 1 única chave da porta da rua para 3 pessoas, e como o interfone não funcionava isto poderia limitar um pouco os movimentos. A TV a cabo estava desconectada, mas a gente não ia usar mesmo então nem sentimos falta – mas como estava incluída, devia ter funcionado. O jardim de inverno da foto é bonitinho, mas muito zoneado e mal cuidado. De qualquer jeito, com o frio que fazia a gente nem saiu mesmo.

Mas apesar de tudo, creio que valeu. O custo foi realmente ótimo U$ 174,00/dia para 3 pessoas, o que dá 58/dia em alta temporada.
Mesmo com os problemas que tivemos, achei uma ótima opção – fora que por 10 dias pudemos dizer que tínhamos uma casa em Nova York. Provavelmente ficaria ali novamente, só vendo se arrumaram os tais canos antes.

Olá,Ricardo, tenho 2 livros seus e as vezes me esqueço de usar as dicas.Dessa vez gostaria de fazer uma viagem mais planejada e com a ajuda de um expert. Conheço vários países da Europa mas sempre viajei sem a compania do meu marido,pois tem panico de aviao.
Dessa vez temos um casamento dia 04/09/2010 em Lisboa. Ainda não compramos as passagens pois preciso da sua ajuda. Podemos chegar antes e começar a viagem por qualquer um dos países que pretendemos visitar, lembrando sempre de não pegar avião e ele gosta de dirigir, inclusive está pensando em algum trecho em uma ferrari , pode? Temos 40 a 45 dias para esta aventura. Países: Portugal,Espanha (chegando até Marrocos) ,França (costa,provence e vale do loire) ,Alemanha,Suíça,Holanda,Belgica(tenho que mostrar a romantica bruges),e Itália (costa e toscana).
Tem como?
Obrigada,
ME.

    Fico meio zonzo com uma viagem assim. Na minha religião carro na Europa é para explorar pequenas regiões, andar por estradas vicinais, não pra zunir em autoestradas. Então não tenho como opinar. Vocês têm bastante tempo. Simulem os deslocamentos em http://www.viamichelin.com. Alugar o carro num país e devolver noutro incorre em taxas pesadas, calculadas em quilômetros de distância.

Aluguei uma vez um em Barcelona que foi uma roubada. Ra na rua Carrer de les Carretes, e apesar da proximidade com o centro (4 quadras da Ramblas) era uma quebrada lazarenta.

Em Portugal aluguei um apê na costa do castelo espetacular. Com lvanderia, varanda, dois quartos, sky, wi-fi, cozinha completa, etc..

Mais barato que pousada!

Ricardo,

Estive olhando o site Rent a Paris, e achei muito interessante e explicativo, alem de ter a facilidade de opcao em portugues. Gostaria de saber se voce ja alugou por este site, se sabe de alguem que ja utilizou e se a experiencia foi boa, pois estou com interesse num apartamento para alugar.

Olá Ricardo, tudo bem?

Eu estou indo pra Buenos Aires no final de junho e pretendo alugar um apartamento por 1 mês, visitando um dos sites que vc indicou encontrei este ap.:

http://www.bytargentina.com/re/propview.php?view=3885

Porem não conheço bem a região onde ele fica, vc sabe me dizer se é proximo a bons restaurantes e etc…?

    Está a 5 min e 5 reais de taxi de todos os restaurantes de Palermo Holywood e Soho .

    Agora que vi Kerles , como ainda estás vendo , este endereço é em PHolywood , que não tem nada de dia , só após as 9 da noite (e bem mais pra cima deste endereço).
    Se queres uma mega localização , tens que procurar no mapa entre Malabia, Guatemala,Gorriti e Uriarte ( Palermo Soho ) . Os preços aqui são o dobro, mas se não te importares de caminhar ou pegar taxi , este ape serve.

    Como a Sylvia disse, Palermo Hollywood não é interessante para ficar, a não ser que você esteja num suuuuuper hotel ou suuuuper apartamento.

Olá pessoal, como vão?
Estou com uma viagem marcada para Nova York em junho, ficarei 3 meses, mas ainda não tenho acomodação. Alguém poderia me dar umas dicas sobre aluguel de apartamento?

Obrigada.

    Basta ler com atenção esta série de posts. Eles contêm tudo o que você precisa saber para alugar apartamentos em qualquer lugar do mundo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.