Brasília

Brasília

Desligue-se do noticiário. Releve qualquer birra que você possa ter com políticos ou instituições. Não verás cidade nenhuma como esta.

Brasília chega aos 50 (e poucos) anos como a cidade histórica mais bem preservada do Brasil. Sim, histórica: o Plano Piloto está congelado em 1960. Mesmo com retrofits feiosos em alguns blocos, o caráter le-corbusiano do projeto de Lúcio Costa não foi desfigurado.

O Eixo Monumental funciona como o melhor portfólio de Oscar Niemeyer, de quando o arquiteto ainda acreditava na convivência pacífica entre curvas e ângulos retos. (Os clássicos ficam ainda mais belos perante as obras recentes, pouco inspiradas, como a Biblioteca Nacional e a Torre de TV Digital.)

Um fim de semana: é tudo o que você precisa para se orgulhar da sua capital.

Quando ir

Chove muito pouco entre maio e setembro (quase nada de junho a agosto). É a melhor época para constatar ao vivo o verso de Fernando Brant: “Nada existe como azul sem manchas do céu do Planalto Central”.

A cidade é mais verde e bonita em maio e junho. Os dias ensolarados, porém, também a baixíssima umidade. Quanto mais tarde na estação seca, mais seco estará o ar.

No início de setembro, no auge da secura, acontece o espetáculo (fugaz) dos ipês amarelos floridos. Mas logo em seguida a cidade começa a sofrer os efeitos das queimadas do cerrado. Evite.

O único feriado em que a cidade lota é o 7 de Setembro, com os convidados oficiais. Nos outros, a capital federal sempre é uma bela alternativa, com a vantagem de voar no contrafluxo.

Como chegar

A capital federal é ligada por vôos diretos a quase todas as capitais estaduais. (Só Boa Vista e Macapá que não.)

Com exceção de Rio Branco, as outras estão a no máximo 2h30 de vôo. (De São Paulo e Rio, dá para escolher o aeroporto: há vôos também de Congonhas e Santos Dumont.)

A cidade histórica de Pirenópolis fica a 140 km a oeste (vá pela BR 070, via Águas Lindas). A Viação Goianésia faz a rota.

A Chapada dos Veadeiros fica na direção norte; saia da cidade por Sobradinho. Alto Paraíso, a esotérica, fica a 220 km (de ônibus, vá pela Real Expresso, saindo da Rodoviária Interestadual). São Jorge, a hipster, fica 35 km adiante — os últimos 12 km de terra (a Viação Santo Antônio sai da Rodoviária do Plano Piloto).

Onde ficar

A hospedagem em Brasília é cara, mas as tarifas baixam no fim de semana.
Perto do Alvorada, o complexo Royal Tulip + Golden Tulip funciona como um resort à beira do Lago Paranoá. O vizinho Brasília Palace tem charme histórico. Um dos mais novos hotéis da cidade fica ali perto, o Eurostars Brisas do Lago.

O Setor Hoteleiro Sul e o Norte são vizinhos, separados pelo Eixo Monumental.

A melhor estrutura é a do complexo Meliá Brasil 21, com três hotéis (Meliá, Brasília 21 e Convention) a passos do shopping Pátio Brasil.

Os dois Mercure (Eixo e Líder) e os novos Comfort Suites Brasília, Nobile Suites Monumental e Culinan Hplus Premium ficam ao lado do Brasília Shopping.

Procure tarifas razoáveis nos renovados St. Paul e Naoum Express (próximos ao Pátio Brasil) e St. Moritz Hplus Express (junto ao Conjunto Nacional).

O que fazer

Para quem está sem carro, o Brasília City Tour é uma mão na roda: sai da Torre de TV, passa por toda a Esplanada, vai ao Alvorada e à Ponte JK. Algumas saídas podem ser coordenadas com o passeio de catamarã Mar de Brasília (informe-se com o pessoal do catamarã, que está dividindo as saídas entre o Royal Tulip e o Pontão do Lago Sul).

Dê um pulo ao Catetinho, o primeiro palácio provisório da cidade: vá de carro ou cacife um táxi.

Há visitas guiadas todos os dias no Congresso Nacional. No Itamaraty também, mas com horário restrito. O Alvorada abre às quartas (chegue às 14h para pegar senha), e o Palácio do Planalto, aos domingos.

Para ir à nova (e sem-graça) Torre de TV Digital, saia pelo Eixão Norte. Abre sábado e domingo; as senhas costumam acabar antes das 15h.

Num fim de tarde vá ao Pontão do Lago Sul, point de bares e restaurantes à beira do Paranoá.

Brasília no Viaje na Viagem

Passagens mais baratas para Brasília no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue carro em Brasília na Rentcars em até 10 vezes

Trânsfers e passeios em Brasília com a Easy Travel Shop

47 comentários

Estou planejando conhecer Brasilia durante o feriado de Páscoa. É um bom período? Ou há o risco de encontrar os pontos turísticos e museus fechados? Obrigada desde já, Emilene.

Moro em Brasília. A Torre de TV Digital está “temporariamente” (mas há um bom tempo!) fechada (esta informação consta no link do texto acima). Para Pirenópolis sugiro um caminho alternativo, cerca de 30km a mais, indo até Abadiânia (na estrada Brasília-Goiânia, em pista dupla) e somente a partir daí pegar uma pista simples (a saída para Pirenopolis está medianamente sinalizada, melhor usar um GPS).

Olá
Quero ir à Brasilia no período do carnaval.
Será que os pontos turísticos estarão abertos? Pretendo ficar hospedada no Nobile Suites Monumental, a localização é boa?
Obrigada.

Oi, pretendo conhecer Brasilia e Goiania no carnaval de 2015. Como é fevereiro em termo de clima, preços e eventos? pra quem está sozinha e sem carro, rola rodar a cidade de onibus? Alguém conhece os hostel de lá?

Vou para Brasilia neste final (27à29) consigo conhecer todos os pontos turísticos em 1 dia e ir para Pirenópolis no outro ?

abraços

Estarei chegando em BSB num vôo vindo de Miami por volta das 9:30 junto com minha esposa e meus 2 filhos e nosso vôo para João Pessoa onde moramos será apenas as 19:30 , alguém indica alguma alternativa p passarmos o dia ? Hotel próximo aeroporto? Sala Vip ? Algo com boa relação custo-benefício

    Olá, Glauco! Você teria que ligar para um hotel que garantisse day-use (entrada ainda de manhã, saída à tarde). Dê uma tentadinha com os hoteís à beira-lago, como o Royal Tulip e o Brasília Palace, que têm piscina.

    Ao lado do aeroporto tem um hotel chamado Base Concept, que tem serviço day-use e vans de transportes. Sei que a informação não serve mais para o Glauco, mas pode ajudar algum outro futuro leitor.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.