João Pessoa

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

João Pessoa: onde ficar

Por conta do plano diretor de João Pessoa, que não permite edifícios altos nas quadras próximas à praia, os hotéis da orla têm no máximo quatro andares. Nas proximidades do centrinho de Tambaú, a maioria dos hotéis tem uma frente estreita (portanto, poucos apartamentos com vista frontal do mar). A piscina normalmente fica no terraço.

A rede que domina a hotelaria paraibana é a Nord, que divide seus hotéis em três categorias: Luxxor, Class e Easy (em ordem decrescente de conforto).

Com raras exceções (Verdegreen, Cabo Branco Atlântico, os hotéis top da rede Nord), os hotéis de João Pessoa costumam ter aquela iluminação branca que torna os ambientes tão aconchegantes quanto o interior de uma geladeira. (É fácil mudar isso, João Pessoa!)

  • Tambaú (beira-mar)

A av. Almirante Tamandaré, entre Epitácio Pessoa e o centrinho de Tambaú, é a localização ideal para quem quer praia e movimento noturno praticamente na porta do hotel. O embarque para os passeios às piscinas naturais de Picãozinho também é feito neste trecho da praia.

Neste trecho, aproveite dois hotéis novos: Nord Luxxor Tambaú, o mais classudo deste trecho da orla, e o Laguna Praia, que tem uma charmosa piscina no terraço.

João Pessoa: onde ficar - Corais de Tambaú

Corais de Tambaú

Na mesma quadra, o Nord Class Tambaú tem apartamentos ligeiramente maiores do que os do Corais de Tambaú e do Hotel Pousada Tamandaré.

Já pegado ao centrinho de Tambaú, o veterano Atlântico Praia já foi um Othon, enquanto o Littoral Express é um básico assumido, com bons preços.

João Pessoa: onde ficar - Tropical Tambaú

Tropical Tambaú

O único hotel realmente pé na areia de João Pessoa é o Tropical Tambaú. Infelizmente, o hotel funciona mais como cartão-postal (fotografado do alto...) do que como hotel de praia, já que o formato de nave espacial isola o hotel totalmente da praia.

  • Centrinho de Tambaú

Hospedando-se aqui você estará do lado da feirinha de artesanato e terá restaurantes muito perto. A praia estará a 5/10 minutos de caminhada.

Nos arredores da feira de artesanato, o mais tradicional é Nobile Royal (endereço do restaurante Adega do Alfredo).

João Pessoa: onde ficar - CLH

CLH João Pessoa

Entre os hotéis econômicos, vale o destaque para o CLH João Pessoa, que tem um certo de ar de hostel (e não podia ser diferente, pois pertence à rede Che Lagarto).

A três quadras da praia, já na região que permite prédios altos, o Best Western Caiçara é um pouco antigão mas costuma oferecer diárias camaradas.

  • Cabo Branco

A avenida Epitácio Pessoa separa formalmente as praias de Tambaú (à esquerda de quem olha para o mar) e Cabo Branco (à direita).

Quanto mais perto da Epitácio, mais curta é a caminhada até o centrinho de Tambaú.

João Pessoa: onde ficar - Village Premium

Village Premium

Na própria avenida Epitácio Pessoa, mas a quatro quadras da orla, o Village Premium é perfeito para quem gosta de hotel vertical; os apartamentos são confortáveis e o serviço é acima da média.

Na beira-mar, numa das primeiras quadras depois da Epitácio, o Nord Class Marinas tem quartos gostosos e não está longe do centrinho de Tambaú.

Dali em diante, é mais provável que você fique pelos quiosques e restaurantes da orla, em vez de ir até Tambaú.

João Pessoa: onde ficar - Nord Easy Ondas do Atlântico

Nord Easy Ondas do Atlântico

No trecho mais bem-servido de Cabo Branco, você vai encontrar bons hotéis como o enxuto Nord Easy Ondas do Atlântico, o super-estiloso (e novinho!) Nord Luxxor Cabo Branco, e o antiguinho Quality SolMar.

João Pessoa - onde ficar: Cabo Branco Atlântico

Cabo Branco Atlântico

No canto direito (sul) da orla -- e sem o movimento noturno do miolinho da praia -- há uma concentração de hotéis construídos recentemente. O destaque da região vai para o bem-apanhado Cabo Branco Atlântico, com quartos bastante confortáveis.

Seu vizinho Nord Class Cabo Branco costuma ter preços menores.

bluesunset-ibis

Nord Easy Green Sunset/Ibis

As opções econômicas do pedaço são o Ibis Cabo Branco, o Nord Easy Green Sunset
e o Nord Easy Imperial Suites.

  • Manaíra

Manaíra é o mais importante bairro comercial de João Pessoa. Está localizado entre o centrinho de Tambaú e o Shopping Mag. (O shopping maior, o Manaíra, fica mais para o interior do bairro.) Apesar de ter orla e calçadão, não funciona como praia: o mar aqui não é próprio para banho.

João Pessoa: onde ficar - Verdegreen

Verdegreen

Um dos melhores hotéis da cidade, porém, está aqui, na ponta do bairro mais próxima do centro de Tambaú (e por conseqüência da praia onde dá para tomar banho): é o Verdegreen, todo trabalhado em práticas de sustentabilidade.

Mais adiante um pouco está o hotel que reinou durante muito tempo como o mais luxuoso da cidade, o Hardman (mas hoje está ofuscado pelos novos Luxxor da rede Nord).

João Pessoa: onde ficar - Intercity

Intercity

Mais para o fim da beira-mar (perto do shopping, se você estiver interessado), o Intercity Premium tem apartamentos tipo flat com cozinha equipada.

No miolo do bairro, a duas quadras da orla (e a meio caminho entre o shopping e Tambaú), o Village Confort tem a qualidade de serviço da rede Village, com preços simpáticos.

  • Bessa

Postado no trecho final da praia -- o único que avenida beira-mar e calçadão -- o Bessa Beach Hotel tem ambientes arejados e uma piscina no pátio interno.

  • Costa do Conde (Litoral Sul)

Se a sua intenção é pegar praia no litoral sul, vai economizar quase uma hora de viagem hospedando-se direto por lá. Leve em consideração, porém, que a oferta de restaurantes é limitada e a vida noturna, praticamente inexistente. Uma boa idéia é dividir a sua estada: uns dias em João Pessoa e outros na Costa do Conde.

João Pessoa: onde ficar - Nord Luxxor Tabatinga

Nord Luxxor Tabatinga

A melhor novidade da região é o Nord Luxxor Tabatinga, debruçado num trecho deserto de Tabatinga. Os apartamentos são suítes tipo flat, com cozinha equipada. Você vai precisar de carro ou táxi se quiser comer fora do hotel.

João Pessoa: onde ficar - Aruanã

Aruanã

Ainda à beira-mar, mas em Carapibus, a Aruanã Pousada tem pousada no nome mas tem tamanho de hotel. É uma boa opção para ir com família, a preços mais abordáveis que o Nord.

A Pousada Maria Bonita é outra que tem porte de hotel. Não está na linha de frente da praia, mas tem uma piscina bem desenhada.

João Pessoa: onde ficar - Mussulo by Mantra

Mussulo by Mantra

O resort Mussulo by Mantra funciona no sistema all-inclusive. É um resort de praia super fora do padrão. Para começar, não fica na praia -- o mar está a 2 km de distância; vans levam e trazem os hóspedes ao seu bar de praia em Tabatinga. Os apartamentos ficam em chalés com jeito de casinhas de loteamento. A grife uruguaia Mantra empresta seu nome mas não mostra realmente a que veio.

A pousada mais próxima de Coqueirinho e Carapibus é a Estalagem dos Ventos; você vai precisar de carro para sair para comer à noite.

4 comentários

Maria Luiza Gomes

Adoro João Pessoa! Passei os dois últimos reveillons nessa cidade! Fiquei hospedada no hotel Laguna, que tem uma estrutura bem legal. A localização é ótima, tem garagem com manobrista. Tb tem uma festa de ano novo que vale a pena. Agora tem o Luxxor do lado, hotel de rede, que ainda não conheci. Parece melhor ainda.Não gosto do Verdegreen porque a piscina é mínima e não bate sol. Acho a cidade legal, bons restaurantes, não vive lotada e a gente (turista) não é explorada como em Maceió, por exemplo. Sugiro pegar praia no Bessa, ficar na barraca Golfinhos, excelente estrutura, comida muito boa. Não deixar de ir no Nau. Coqueirinho também vale a pena. Vale muito a pena alugar um carro.

Samara Ruas Almeida

Gosto muito de passear em João Pessoa, mas na minha última estadia na cidade, no último final de semana, tive o desprazer de me hospedar no Bessa Beach Hotel. Como a acomodação é mencionada nesse artigo, deixo aqui minhas considerações (meu comentário postado no Booking), inclusive para alertar outros turistas e evitar que passem os mesmos aborrecimentos que passei:
Nunca imaginei passar por situação tão desagradável, como me foi proporcionada por esta hospedagem! No meu segundo dia, ao retornar para o quarto e entrar no banho, senti forte cheiro de urina no banheiro. Imaginei, inicialmente, que a limpeza havia sido mal feita. Ao pegar a toalha para me enxugar (minha toalha pessoal, levada de casa), notei que o cheiro absurdo de urina vinha dela, mais parecia ter sido utilizada de pano de chão ou, pior, usada para a limpeza do vaso sanitário. Tomei outro banho e desci até a recepção para relatar o ocorrido. Surpresa pior foi quando percebi que meu biquíni estava na mesma situação, o cheiro fortíssimo de urina. Ao reclamarmos, ouvimos da gerência (Sr. Felipe), que infelizmente não era a primeira reclamação daquele tipo sobre a mesma camareira. O que posso concluir é que essa senhora, que depois foi colocada frente a frente comigo numa situação para lá de constrangedora, está muito infeliz em seu local de trabalho e acha natural "sacanear" os hóspedes. Acha natural, igualmente, expor as pessoas a todo tipo de doença, com esse comportamento mais do que nocivo à higiene das pessoas. Fiquei atordoada, sinceramente, ao imaginar os absurdos que essa pessoa já fez! É lamentável! O que seriam dias de lazer e descanso, tornaram-se uma chateação! Por fim, a pousada, tentando minimizar a situação, descontou as taxas de serviço e turismo (essa última, aliás, que sequer é obrigatória!). Não volto ali, nem mediante pagamento!

Greydilmer Nobrega

Nossa experiência no Nord Luxxor Tambaú foi fantástica e pelo que pude perceber percorrendo a orla, ele é a melhor opção em sua categoria. Mas descobri que tudo é relativo: o que pode ser bom ou ruim pra mim, pode não ser pra outro. Descrevo a opinião do meu grupo.

Geral: Por existir há apenas 2 anos, é tudo novo e conservado; e a localização é a melhor possível. Perto de praticamente tudo.

Atendimento: Foi o grande diferencial. Nunca encontramos uma equipe tão prestativa, simpática e atenciosa. Ser chamado pelo nome toda vez que passava pela recepção, não tem preço.

Quartos (posso falar no plural porque ocupamos 3): Confortáveis (senti falta de um travesseiro mais duro, mas não sei se tem porque não pedi), com ar-condicionado silencioso.

Banheiro: Só a ducha já vale a hospedagem. Mas num todo tem ótimo tamanho. As amenities são comuns (leve as suas) e as toalhas são um pouco finas. O hotel é 100% não fumante, mas percebemos que alguns viciados não respeitam. E a forma que parece terem encontrado é fumar no banheiro (apesar de o quarto não ter detector de fumaça), com a porta fechada e o sistema de drenagem de ar funcionando. O que achamos é que esse dreno suga o ar pra uma tubulação única e as outras pessoas no meu grupo sentiram um leve cheiro de cigarro no banheiro deles. Eles avisaram a governança e o cheiro foi eliminado de algum modo.

Café da manhã: Único. Nunca vi garçons saindo da cozinha com bandejas de guloseimas recém-preparados, circulando pelo salão, oferecendo aos hóspedes. O buffet estático já é muito bom. O itinerante só te faz sentir-se num SPA de engorda. Fora pegar um ou outro funcionário cantando baixinho, acompanhando o som ambiente. Alegria é tudo!

Piscina: Grande, aquecida e com uma vista quase perfeita (a proteção de vidro não é incolor) da praia. E o aquecimento faz diferença, pois quando de seja da praia no final da tarde, tá batendo um vento frio do mar, que não te deixa sair de dentro dela.

Greydilmer Nobrega

Ficamos num hotel na Praia de Tambaú por lermos que, geograficamente, seria a melhor opção pra aliar tranquilidade e agito. E não arrependemos. É uma praia urbana própria pra banho, segura, com estrutura de vários quiosques entre a calçada e areia, vários fornecedores de guarda-sol e cadeira pra locação, água tranquila e morna, e cada um na sua.
A noite, o calçadão da orla ganha outra vida. Começa por volta das 18h e só começa a diminuir a intensidade após a meia-noite. Muita gente de bike, skate, patins e patinete (tem ambos pra alugar) na ciclovia, gente caminhando ou correndo, vôlei, futebol e musculação na areia, famílias sentadas em cadeiras portáteis trazidas das casas ali perto, enfim: vida acontecendo. E a brisa marinha só deixa tudo mais gostoso.
Além disso tudo, tem ambulantes e food trailers com uma variedade de comidas e bebidas pra ninguém sentir fome ou sede.
Mas como tudo é relativo, o que pode ser bom ou ruim pra mim, pode não ser pra outro.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar