Las Vegas

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Você tem fome de quê?

Buffets

Se a idéia for chutar o pau da barraca, aproveite que todos os grande hotéis de Las Vegas têm buffets quilométricos a preços muitas vezes camaradas (na hora do almoço e em dias de semana os buffets são mais baratos do que no jantar e de sexta a domingo). Patolas de caranguejo do Alaska são um item essencial; quanto mais caro o buffet, melhores e mais fartas serão as patolas. Não é preciso reservar; basta entrar na fila. O pagamento muitas vezes é adiantado; na saída você só paga a bebida. Em alguns hotéis o brunch inclui espumante -- ou pelo menos dá a chance de você comprar fornecimento ilimitado de espumante.

Redes

Com um apetite menos pantagruélico e querendo controlar os gastos, saiba que todas as redes de restaurantes e fast-food estão presentes na cidade. Basta dar um rolezinho no shopping anexo ao seu hotel para achar vários nomes conhecidos.

Alta gastronomia

Mas o mais bacana da cena gastronômica de Vegas é que muitos dos restaurantes mais famosos dos Estados Unidos (e alguns da França) têm filiais na cidade -- e conseguir uma reserva é muito mais fácil do que em seus lugares de origem. É a sua melhor chance de experimentar a comida de Joël Robuchon (L'Atelier, no MGM), Pierre Gagnaire (Twist, no Mandarin Oriental), Thomas Keller (Bouchon, no Venetian), Wolfgang Puck (CUT, no Palazzo), Mario Batali (BB Ristorante, no Venetian) -- muitas vezes, com reserva confirmada para o mesmo dia...