Paris: 5 ruas gastronômicas imperdíveis (com vídeo!)

Paris: Rue MontorgueilOnde está Paris? Na Torre Eiffel? No Pont-Neuf? No Louvre? Na Basílica de Sacré-Coeur? Paris pode ser simbolizada por qualquer um desses monumentos, mas a verdade é que em nenhum lugar Paris será tão parisiense quanto nas suas ruas de mercado. Nem o advento dos hipermercados (chamados na França de grandes surfaces, grandes superfícies) conseguiu abalar essas ruas que concentram lojas de comida fina, cada uma na sua especialidade (queijos, pães, carnes, peixes, verduras, vinhos) e proporcionam as melhores compras para o jantar dos franceses. Para os visitantes, o passeio vale tanto como um tour cultural quanto uma oportunidade para fazer um piquenique sofisticado — no parque ou mesmo no quarto do hotel.

 


Visualizar Ruas gastronômicas de Paris em um mapa maior

 

Rue Mouffetard – 5e. arrondissement

Paris: rue Mouffetard

Antigo caminho romano, começa no alto da Contrescarpe da Montanha Sainte-Geneviève e vai descendo suavemente até a avenida des Gobelins. É a mais pitoresca das ruas de mercado parisiense — e por isso mesmo, a mais turística. Sempre que o cinema americano precisa mostrar uma rua de mercado em Paris, é aqui que montam as câmeras; a última aparição da Mouffetard foi em Julie & Julia. Mas não se preocupe: os nativos ainda são imensa maioria, e os comerciantes não mudaram em nada seus fornecedores por causa dos forasteiros. Há uma ruazinha lateral, a rue Pot de Fer, cheia de restaurantes baratos; mas você vai se dar melhor se escolher o que comer ali pela Mouffetard mesmo… Para tomar un café, un verre ou une coupe, suba até a Place de la Contrescarpe, que tem cafés charmosos. Metrô: Place Monge.

Rue Montorgueil – 1er arrondissement

Paris: rue Montorgueil

Eis o melhor segredo da Paris central. Nos horários de pico, a multidão que toma conta do calçadão pode até esconder do visitante seu tesouro: uma queijaria fina ao lado de uma padaria artesanal ao lado de um confeiteiro famoso ao lado de uma peixaria estonteante ao lado de uma pequena adega ao lado de um verdureiro top ao lado de um mercadinho biológico ao lado de uma lojinha de quinquilharias… A Rue Montorgueil é mais instrutiva do que muito museu, e tão divertida quanto qualquer parque de diversões. Querendo comer sentado, você pode ir até fim da rua, em Les Halles, e virar à direita para chegar ao folclórico Au Pied de Cochon, aberto 24 horas e endereço da melhor sopa de cebola de Paris. Ou então, antes disso, vire à esquerda na rue Tiquetonne, que tem uma bela coleçãozinha de restaurantes bons e com preços camaradas. Metrô: Étienne Marcel ou Les Halles.

Rue Lepic – 18e. arrondissement

Café des Deux Moulins, rue Lepic, Paris

Esta ladeira que sobe de Pigalle para Montmartre concilia dois interesses: o de quem procura ruas de mercado e o de quem está à procura de recuerdos de Amélie Poulain — ou, em francês, à la recherche de l’Amélie perdue. Entre as boulangeries e as fromageries da rue Lepic você vai encontrar o Café des Deus Moulins, onde Amélie era habituée. Já se você quiser ver a quitanda onde fazia as compras, vai ter que virar na rue des Abbesses à direita e subir à primeira paralela de cima, a rue des Trois Frères, onde se encontra o Marché de la Butte (devidamente identificado com um cartaz de Amélie). Se escurecer, tanto melhor: a rue des Abbesses é animadíssima à noite, com cafés e restaurantes com mesas nas calçadas que estão invariavelmente lotadas. Metrô: Blanche.

Marché de la Butte, rue des Trois Frères, Paris

Rue D’Aligre – 12e. arrondissement

Marché d'Aligre, Paris

Esta é para iniciados. Uma transversal escondida da rue du Fabourg St.-Antoine, a rue d’Aligre tem não apenas lojas gastronômicas em suas calçadas, como também é o caminho para o venerável Marché Couvert Beauveau, um mercado coberto que funciona desde 1777 (e só não abre às segundas). Nas manhãs de domingo a rua e a praça d’Aligre viram uma festa, com feira livre, mercado de pulgas e muita animação nos cafés e botequins tipicamente de bairro que ainda resistem por ali. Percorra também as ruas laterais, onde trabalham verdureiros e açougueiros de origem árabe. Um programaço. Metrô: Ledru Rollin.

Marché Bio do Boulevard Raspail (só domingo) – 6e. arrondissement

Marché Bio, Boulevard Raspail, Paris

O que você e eu chamamos de orgânico, os franceses chamam de biologique — ou, abreviando bio (diga: biô). Lojinhas de comida bio pululam pela cidade, mas para quem está de férias o mais divertido é dar uma passada num domingo no Boulevard Raspail, entre as ruas du Cherche Midi e de Rennes. A ilha central do boulevard é tomada por barracas de feirantes de produtos naturais de categoria gourmet. Você vai poder fazer provinhas aqui e ali e descobrir até que ponto de sofisticação gastronômica pode chegar a agropecuária orgânica. Aproveite que é domingo e dê uma passadinha no Jardim de Luxemburgo, que é pertinho e fica animadíssimo nos fins de semana. Metrô: Rennes ou Sèvres-Babylone.

Leia mais:

Arco do Triunfo no dia 14 de Julho

Assista:

70 comentários

Olá, Bóia! Sabe dizer qual o horário de funcionamento das lojas (padarias, queijarias, etc.) na Mouffetard e na Montorgueil aos sábados e domingos?

    Olá, Fred! Algumas lojas da Montorgueil fecham domingo. A maioria das lojas da Mouffetard fecha domingo à tarde e segunda-feira.

Ol,

primeiramente parabens pela sua pagina. me ajuda muito em muitas viagens! estou programando uma viagem a paris no fimd e maio. saberia me dizer se a Mouffetard tem lojas abertas ao domingo? pensamos em passar por ali e fazer um pique nique nos Jardins de Luxemburgo no primeiro dia de viagem…

obrigada!

Oi Ricardo . Não entendi bem a resposta do último comentário: A rua Tiquetonne é indicada para comer de dia ou à noite?

    Olá, Maria Rita! a Tiquetonne anima à noite (justo quando a vizinha Montorgueil morre)

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.