High Line, o jardim suspenso de Nova York

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

High Line Park, Nova York

A primeira vez que soube do High Line foi neste guest-post de 2009 do Abrindo o bico, da querida Marcie, assinado pelo trip Fabio NG. Um minhocão abandonado, transformado em parque, era mesmo uma idéia #mtoloka.

High Line Park, Nova York

Apareci por lá pela primeira vez alguns meses depois, durante as gravações do Desempacotando Nova York.  Naquela época, o High Line cobria o trecho do elevado da rua 12 até um pouco antes da rua 20. A vegetação era baixa e os trilhos do trem ainda estavam visíveis. Era um parque tão minimalista que o aspecto que mais sobressaía era a qualidade do mobiliário -- bancos e espreguiçadeiras que pareciam recém-saídos da prancheta de um designer escandinavo.

High Line Park, Nova YorkHigh Line Park, Nova YorkHigh Line Park, Nova York

Voltei neste fim de semana, agora para gravar a série de Nova York para o Visa Platinum. E encontrei um High Line bastante diferente daquele parque de três anos atrás.

Desde o verão passado o parque cobre mais dez quadras, indo até a rua 30.

High Line Park, Nova York

O prolongamento reforça a sensação de que o High Line é uma passarela, uma pista, um parque a ser percorrido de ponta a ponta. Tipo assim o calçadão de Manhattan.

Na ponta sul do parque -- onde tudo começou -- a vegetação está tão viçosa que esconde a cidade smile

High Line Park, Nova York

O trecho aberto no ano passado passa por entre edifícios -- alguns antigos, outros novinhos -- e dá chance a instalações como esta, que brinca com o voyeurismo e o exibicionismo:

High Line Park, Nova YorkHigh Line Park, Nova YorkHigh Line Park, Nova York

Com tanta gente curiosa passando, é normal que o parque vire uma galeria ao ar livre.

High Line Park, Nova York

High Line Park, Nova York

High Line Park, Nova YorkHigh Line Park, Nova York

Não sei se os criadores do parque imaginavam que a idéia faria tanto sucesso. Hoje o High Line já é uma atração turística mainstream. E é, sem dúvida, a melhor introdução ao charme de Downtown para quem só imaginava que existisse a Nova York de Times Square e Central Park.

High Line Park, Nova YorkHigh Line Park, Nova York

Apenas não consigo (ainda) concordar com os que acham que o Minhocão paulistano deveria ser transformado à imagem do High Line. O único jeito de um parque assim dar certo no Brasil é se fosse criado e administrado pelo Sesc. Com exceção da prefeitura de Curitiba, nenhuma outra tem competência para manter um troço desses como se deve. Continuo votando pela demolição...


View High Line Park, Nova York in a larger map

High Line Park. Há vários pontos de acesso. Os melhores são as duas pontas: na Gansevoort (a primeira abaixo da 13; desça na estação 14th St x 8th Ave., servida pelas linhas A, C, E ou L) e na rua 30 com 10ª Avenida (desça na Penn Station e venha caminhando). Esses dois acessos têm elevadores. O parque abre diariamente das 7h às 23h. A entrada é gratuita e há stands com comida e bebida numa área coberta situada no meio do percurso.

Leia mais:

67 comentários

Coleção High Line por Ornare!

[...] nome da coleção faz referência ao High Line – parque construído sobre uma linha suspensa de trem e hot spot em NY – e idealiza o [...]

sandro clemente

Estou montando o roteiro da viagem que farei para NY em abril/2015 e gostaria de ter uma ideia de quantas horas gasto conhecendo, caminhando, tirando fotos do High Line. Podem me ajudar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sandro! Você pode ficar 5 minutos ou 2 horas. Tudo irá depender do seu ritmo e de variáveis como o tempo, se estiver bom, sem vento e sem chuva. wink

Andre henriques

Fui lá hj e fiquei encantado com o charme, beleza e singularidade do local. No final uma passada no Chelsea Market é uma boa pedida!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Comentar novamente

Atenção: Bóia de férias! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 1º de fevereiro de 2017. Obrigado pela compreensão.

Cancelar