Primeira viagem a Bariloche: roteiro completo

Bariloche

Este é o post para você que sonha em visitar Bariloche pela primeira vez –e também para você que quer voltar e curtir a cidade ainda mais.

–> Qual é a melhor época do ano para visitar Bariloche?

Se você pretende conhecer a neve e até se aventurar praticando algum esporte ou atividade de neve, deve vir entre julho e setembro. Quanto mais tarde em julho, mais chances de ver neve (em alguns anos a primeira nevasca demora um pouco para cair). Os dias são mais curtos e o vento gelado sopra a todo o vapor. Nessa época a cidade fica ainda mais tomada por turistas brasileiros, uma festa tupiniquim em terras argentinas.

Maio, junho e julho são os meses mais chuvosos na região segundo o gráfico de precipitações do Weather.com. (É bom lembrar que neve é chuva que congela.)

Chuvas Bariloche

Mas será que neva em Bariloche em junho? Você deve estar se perguntando… É difícil prever, eu não contaria com isso ao agendar uma viagem para Bariloche nesse período. As aberturas das temporadas de esqui no hemisfério Sul têm começado em julho, com datas diretamente ligadas às nevascas nas semanas anteriores em cada estação de esqui.

No verão os dias costumam ser mais longos e ensolarados, com poucas chuvas e clima mais ameno.

Temperatura Bariloche

Leia mais> Como pesquisar temperatura e chuvas no exterior

–> Atividades no verão

Bariloche

As condições climáticas no verão são ideais para a prática de atividades ao ar livre como caminhadas, golf, passeios de bicicleta, escaladas, esportes náuticos e passeios de barco. Aliás, a programação pode ser bem intensa em Bariloche no verão se você gosta de contato com a natureza.

São diversos circuitos de trekking em meio a florestas, estepes e até mesmo no Cerro Tronador (Glacial); a caminhada nesse cerro é leve e ainda é possível observar algumas quedas d’água que aparecem nas falhas das rochas.

bariloche

Passeios a cavalo, observação de aves e pesca esportiva também fazem parte dos programas de verão em Bariloche. Mas as atividades ainda não param por aí: para os mais aventureiros é possível fazer rafting nos rios que cercam a cidade, parapente, arvorismo e mergulho. Ufa.

Veja como foi o rafting pelo Rio Limay que a Rapha Aretakis do blog Rapha no Mundo fez:

Bariloche sem neve: rafting

–> Qual é a melhor região para eu me hospedar em Bariloche?

Bariloche

Por ser um pólo turístico, Bariloche tem uma estrutura hoteleira bem diversificada. São inúmeros tipos de acomodação: desde hotéis de luxo, hotéis intermediários e até pousadas, cabañas, albergues e campings. No auge da temporada de inverno, quando todos os hotéis parecem estar bloqueados pelas operadoras brasileiras, o viajante independente ainda pode encontrar a sua cabaña (apartamentos ou casinhas equipados com cozinha, que funcionam como um flat).

–> No centro ou na estrada?

A dúvida que persiste: procurar por um hotel no Centro, com todos os restaurantes e lojinhas na porta do seu hotel, ou na avenida Bustillo, que leva para o Cerro Catedral e para o Parque Nacional Nahuel Huapi?

Funciona igualzinho a Foz do Iguaçu, onde também há hotéis na cidade e na estrada que leva ao parque (leia: “Onde ficar em Foz? No Centro ou na estrada?”). A única diferença é que em Bariloche você encontrará mais restaurantes na estrada…

Bariloche

Os melhores hotéis da cidade atualmente ficam ao longo da estrada — mas ao optar por se hospedar nessa região, tenha em vista que para se locomover, você dependerá praticamente o tempo todo de remis (uma espécie de táxi com corridas acertadas previamente), ônibus ou de um carro alugado para chegar ao Centro.

Já no centro de Bariloche ficam os hotéis um pouco mais antigos, que demandam um cuidado extra para escolher. Entretanto, a principal queixa de quem se hospeda nessa região é o barulho que os adolescentes, que estão aproveitando sua viagem de formatura, fazem ao voltar de madrugada da balada. Isso pode incomodar quem tem o sono muito leve.

Villa Huinid, Bariloche

Eu fiquei no Villa Huinid Lodge no km 2,6 da Avenida Bustillo e gostei da localização. (Atenção: a quilometragem indica exatamente a distância ao centro. Este hotel fica a dois quilômetros e meio da cidade). O café da manhã era farto, o pessoal da recepção atencioso, sempre chamando prontamente os remises quando eu precisava, e a infraestrutura correspondia bem às expectativas de um hotel desse porte.

bariloche hotel

bariloche cafe da manha hotel

Leia mais: Hotéis em Bariloche e região: os relatos dos leitores

–> Qual moeda eu levo para Bariloche?

Bariloche

A fórmula do sucesso é basicamente a mesma de uma viagem para Buenos Aires. Faça saques em pesos da sua conta corrente ou do seu VTM sempre que necessário (no centro da cidade você encontra vários caixas eletrônicos). Não recomendamos fazer câmbio paralelo (o risco de receber notas falsas é enorme), mas vale a pena trazer dólares para usar no comércio (lojas e restaurants). Em agosto, encontrei um restaurante oferecendo 5,50 pesos para cada dólar gasto (a cotação nas casas de câmbio era de 4,60).

Leia mais: Que moeda eu levo para Argentina?

–> Como se locomover em Bariloche? Carro alugado, remises ou trânsfers das agências locais?

bariloche como se locomover

Em Bariloche dois tipos de transporte são muito comuns entre os turistas: os trânsfers privados oferecidos pelas agências locais e o remises, que são um tipo de táxi com preço fechado e sem taxímetro. O táxi dentro da cidade não é caro: do km 3 da Bustillo ao centro eu paguei, em agosto de 2012, 30 pesos (6 dólares). De remis saía 20 pesos (4,50 dólares).

O táxi que me trouxe do aeroporto de Bariloche até o meu hotel, no km 3 da avenida Bustillo, custou cerca de 110 pesos (24 dólares pela cotação oficial da época);  os remises cobrariam cerca de 70 pesos pela mesma corrida (16 dólares).

Para conseguir utilizar o transporte público, é preciso comprar um cartão que custa 15 pesos e carregá-lo com quantos pesos forem necessários para o total de viagens que você pretende fazer. Em agosto de 2012, cada viagem custava 3,75 pesos. Esse cartão é vendido em algumas lojas do centro da cidade. Pelo mapa, aparentemente todas as principais atrações de Bariloche são servidas por essas linhas de transporte público. Mas na prática, não consegui testar o quão eficiente e rápido é esse meio de transporte.

Caso você contrate os passeios diretamente numa agência de receptivo, você não precisará se preocupar com o transporte: os trânsfers estão incluídos no valor dos passeios. Neste caso, você só vai depender do dos remises ou táxis quando quiser ir ao centro ou jantar em algum restaurante ao longo da rodovia.

Se você procura um pouco mais de liberdade e não gosta do pinga-pinga inevitável das vans nos hotéis ou aquele 5 segundos de negociação do valor da corrida com o motorista do remis, alugar um carro pode ser um opção válida, desde que as estradas não tenham as suas condições afetadas por conta de alguma nevasca. O carro pode proporcionar maior conforto para quem viaja em família e segue um ritmo diferente ou para quem prefere ter mais autonomia quanto à definição do percurso e a sua duração.

–> Onde comprar? Explorando o Centrinho e a calle Mitre

bariloche chocolate

As lojas que mais chamam a atenção do turista ficam espalhadas pela calle Mitre, no centro de Bariloche. São diversas lojas de roupas de inverno, sapatos, aluguel de equipamentos, chocolates patagônicos e souvenirs.

Fique atento, não sei se a culpa é da inflação ou da alta procura, mas alguns produtos custavam tanto quanto aqui no Brasil. Quem sabe no final da temporada você não encontra uma boa promoção?

Ao caminhar pelas lojas que alugam roupas de frio, não estranhe caso lhe orientem a comprar um par de luvas e não a alugar. Conversei rapidamente com a gerente de uma loja e ela me disse que, desde o surto de H1N1, muitas lojas pararam de oferecer o aluguel de luvas, pois é algo muito íntimo e podem não ser lavadas com a mesma freqüência que os casacos, por exemplo O.0

–> Programas românticos

bariloche chá llao llao

Viagem a dois? Lua de mel? Que tal incluir um programa romântico entre um passeio na neve e outro?

bariloche chá llao llao

O chá da tarde no famoso hotel Llao Llao é uma agradável opção para quem procura algo diferente no fim de tarde em Bariloche. Os doces são pura tentação :P Não apareça de surpresa, é importante fazer uma reserva. Chegando no hotel de remis ou táxi, já agende o seu retorno, pois o pessoal da recepção, ao contrário da equipe que serve o chá, não é muito simpático com quem não está hospedado no hotel e solicita esse tipo de auxílio.

bariloche chá llao llao

E, se você procura um hotel romântico mas menos aristocrático que o Llao Llao, inclua nos seus itens de pesquisa o hotel Charming. Ele não fica tão longe do centro da cidade como o Llao LLao, mas ao mesmo tempo fica numa região muito bonita e tranquila da avenida Bustillo.

–> Programas com crianças

bariloche programas com crianças

Pode parecer mais um clichê dos textos de turismo, mas Bariloche realmente tem programas e atrações para toda a família. O Cerro Catedral tem uma estrutura preparada para receber os pequenos e o grandinhos também e garantir bons momentos para a família. O teleférico do Cerro Campanário também é diversão garantida, assim como o esquibunda em Piedras Blancas (inevitável crise de risadas :P ) e o passeio de barco até a Ilha Vitória e o Bosque de Arrayanes.

E você? Tem alguma dica especial para quem quer conhecer Bariloche junto com a turminha do barulho? ;)

–> Restaurantes em Bariloche

bariloche restaurantes

Fui para Bariloche com algumas dicas de restaurantes mais descolados e gourmets anotadas no meu caderninho. Ao chegar na cidade descobri que alguns desses restaurantes não suportaram a crise pós vulcão e acabaram fechando suas portas, como é o caso do muito bem resenhado Naan. Outros restaurantes, como o Don Molina, ao ficarem famosos e passarem a atender muitos turistas, deixaram a peteca cair de acordo com alguns comentários locais.

Para quem gosta de alta cozinha internacional, o pequeno restaurante Butterfly pode ser uma ótima pedida. Ele foi bem indicado por alguns moradores mas infelizmente eu não consegui uma reserva.

Na minha última noite na cidade, aproveitei para conhecer o famoso, e aprovado pelo Bill Clinton O.0, El Patacon. O restaurante tem um menu variado com diversos cortes de carne típicos patagônicos, opções para vegetarianos e celíacos (uma alternativa bacana para quem tem problemas com restrição alimentar). Os pratos são bem servidos e, se você não é tão bom de garfo assim, é até possível dividir as porções ;)

bariloche chocolate

Procurando outras dicas de restaurante em Bariloche? Não deixe de ver esses posts:

Chocolaterias e outros restaurantes nos Destemperados

Restaurantes: procurando Palermo em Bariloche

Cerveza Berlina no Rapha no Mundo

Você tem algum segredinho local para dividir conosco e deixar a viagem ainda mais saborosa?

Hotel Llao Llao, Bariloche

–> Outros passeios para uma primeira, segunda ou quinta visita :)

A lista de passeios e atividades ao ar livre em Bariloche é muito variada. Desta vez tive a oportunidade de fazer os passeios mais tradicionais e conhecidos entre os turistas brasileiros. Entretanto, se eu tivesse mais alguns dias livres ou se puder retornar à região no futuro, já tenho em mente quais outros passeios eu gostaria de fazer:

- Cerro Tronador e a Cascata los Alerces. A vista da geleira e todo percurso até ela deve ser muito bonito e com formações rochosas um pouco diferentes das vistas em outros Cerros. Leia mais sobre o passeio no blog Viagens e Andanças da Camila Guerra (e babe nas fotos): Cerro Tronador e Ventisquero Negro, Bariloche

- Circuito Grande. É passeio pelos 7 lagos da região até a Vila Angostura.

- Cerro Leones e suas cavernas diferentes.

-  El Bolsón e Lago Puelo

- Cerro Bayo, o centro de esqui de Angostura.

–> Se o frio apertar…

bariloche roupas de frio

Agasalhe-se da maneira correta: abuse das jaquetas “corta-vento”, capriche no hidratante e protetor labial e siga as dicas dos posts abaixo. Apesar de falarem sobre inverno na Europa, as dicas também são válidas para o inverno em Bariloche ;)

Férias no inverno: como não passar frio

No ar: Vai por mim | Europa no frio

–> Baladas?

bariloche bar do gelo

O mais próximo que eu cheguei do circuito de baladas da cidade, foi visitar, a convite da Emprotur, o bar do gelo recém-inaugurado no hotel Panamericano no centro da cidade. A entrada custa 130 pesos para quem não está hospedado no hotel e eles prometem abrir o ano todo.

Você que é da turma da balada, indica algum lugar legal para quem quer cair na noite pós esqui em Bariloche? Deixe sua dica na caixa de comentários e faça uma bóia feliz :)

Quer dividir alguma dica especial para dividir com os nossos leitores? A caixa de comentários é toda sua =) Vale dizer qual é o seu chocolate favorito, o restaurante que você mais gostou, o passeio que mais lhe surpreendeu, o hotel bacana ou nem tão bacana assim que você ficou… A tripulação agradece!

Mais Bariloche no Viaje na Viagem:

Circuito Chico, a introdução clássica a Bariloche

Como funciona o Cerro Catedral, a estação de esqui de Bariloche

Bariloche: de barco a Puerto Blest e Cascata dos Cântaros

Bariloche: teleférico e esquibunda no Cerro Otto

Bariloche: como é o passeio Noche Nórdica

Piedras Blancas, um dos passeios mais engraçados de Bariloche

Bariloche: o que esperar do finzinho do inverno

Bariloche sem neve: bonito de todo jeito

2 países, 3 barcos, 4 ônibus: como é o Cruce de Lagos

Villa La Angostura com crianças: os relatos do Amaro e da Ana

Restaurantes: procurando Palermo em Bariloche

San Martín de Los Andes: Rota dos 7 Lagos e Paso Córdoba

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


507 comentários para “Primeira viagem a Bariloche: roteiro completo”

  1. Bom dia Bóia, irei a Bariloche pela primeira vez dia 27/07, tenho encomendas de perfumes e casacos e gostaria de trazer de lembrancinhas alguns chocolates…
    Mas gostaria de saber a média de preços desses produtos… e onde é melhor comprar os perfumes, no freesho aqui no brasil ou na argentina? e se compro na ida ou na volta?..Quanto sai uma caixinha de chocolate na loja mamuska???
    Obrigada..

    1. Olá, Kelly! Você vê os preços dos chocolates no site da Mamuschka: http://www.mamuschka.com/

      Se você for voar via Buenos Aires, vale a pena fazer as compras de free shop lá. Em Bariloche as opções de compras são bem mais limitadas.

      1. Obrigada!!!

  2. Oi! Vou para Bariloche no final deste mês e gostaria de saber se devo fazer nova identidade (a minha é de 2002).

  3. Obrigada pela dica! Como não vou ter tempo de fazer nova identidade, liguei para a Aerolíneas de Porto Alegre e eles me disseram que se a CI estiver em bom estado e a foto identificável, não haverá problema. Mas me disseram que eu poderia passar no aeroporto e mostrar a identidade antes da viagem, para ter certeza! Eles não deixam embarcar pois a companhia aérea leva multa (e podem perder a rota) caso deixe um passageiro embarcar sem a documentação em dia.

  4. Com o dólar tão alto, ainda compensa comprar dólar para levar ou tanto faz levar dólar ou real agora? As últimas notícias que tive foi de que era possível trocar o dólar em Bariloche por 8 pesos, alguém sabe se existe algum lugar lá que troque por mais de 8 pesos?
    Obrigada.

    1. Olá, Samara! Veja informações neste post mais recente: http://www.viajenaviagem.com/2013/07/argentina-cambio-paralelo/

    2. Olá!
      Acabei de voltar de Bariloche e Buenos Aires e nos dois lugares 1 dólar valia 9 pesos se for notas grandes ( 100 e 50 dólares), as miúdas valem menos. E em Bariloche eles não aceitam tão facílmente o real, ao contrário de Buenos Aires.

    3. Vá na Calle Mitre, 25.

  5. Acabei de chegar de Bariloche no domingo, agradeço imensamente as dicas, elas foram muito úteis. Realmente não vale a pena levar pesos, Nos restaurantes e lojas eles dão os valores em pesos, real e dólar. Eu consegui na maioria das vezes o dólar a 8 pesos e o real a 3 pesos, eu avaliava a melhor opção, o troco era sempre em pesos. Quero registrar que as roupas e botas da CVC são péssimas, eu preferi usar as minhas.

  6. Acabamos de voltar de Bariloche (7/8/2013) e gostariamos de passar algumas dicas:
    1- Achamos que não vale a pena ficar em hotel afastado da cidade, por que se fica dependente dos remises (carros particulares que funcionam como táxi) e a mobilidade fica prejudicada. É melhor ficar em hotel na cidade, onde os passeios para os Cerros Catedral, Otto e Campanário podem ser alcançados simplesmente pegando-se ônibus de linha nas ruas Mitre e Moreno.
    2- Subir os Cerros só vale a pena se o dia estiver ensolarado, pois a vista será deslumbrante. De outra forma, nã se enxergará nada.
    3- Não procure empresas de turismo em Bariloche para os passeios pois as mesmas cobram muito caro e o tempo que se passa nos locais de destino é regrado e acaba não sendo suficiente para praticar o que se gostaria. O ideal é ir por conta própria e contratar as atividades que se deseja (sky, traking, etc…) no próprio local por preços mais em conta e pelo tempo que quiser.
    4- Se você pretende esquiar e é um iniciante, vá ao Cerro Catedral de manhã, assim poderá aproveitar todo o dia esquiando se desejar. Lá tem escolas de esqui na chegada. É necessário alugar roupa de neve (calça, jaqueta e luvas, não precisa bota pois utiliza-se a bota do esqui. Faça pesquisa de preços pois há lojas que chegam a cobrar o dobro, principalmente aquelas indicadas pela empreasas de turismo, fique esperto).
    5- Se passar por Buenos Aires, troque dólares na Rua Florida pois a cotação é bem melhor que em Bariloche. Não vale a pena pagar nada em reais, pois a conversão não é favorável. Procure pagar tudo em pesos, principalmente o Hotel.
    6- Não utilize cartão de crédito pois a conversão será extremamente desfavorável.
    7- Procure lojas que tenham tax free para fazer compras e assegure-se de ter a quantidade de pesos suficiente para suas compras no free shop pois é extremamente favorável. Voc^vai economizar até 40%. Mas lembrem-se que eles nao devolvem o tax free em especie, mas sim no cartao de credito.
    8- Caso resolvam procurar agencias, no nosso caso seguimos as dicas de alguns brasileiros e procuramos uma empresa em Bariloche que tem uma brasileira. Mas em dois passeios que fizemos encontramos com outros brasileiros que haviam pago mais barato com outras agencias. Nao sei se foi porque os outros brasileiros estavam em maior numero e conseguiram um preco melhor, mas é bom pesquisar sempre.

    1. }Estou querendo levar minah filha de 5 anos ano que vem em setembro a bariloche, gostaria de saber vc comprou pacote de turismo aqui no brasil ou as passagens e fez as reservas separadamente?

    2. Você poderia me indicar o nome da agência que vocês usaram em Bariloche? (essa que tem uma brasileira), pois estamos indo e querendo contratar os passeios lá mesmo.

    3. Prezada, poderia me atualizar irei com minha esposa e filha de 14 anos.. em julho de 2014 …qual agencia local voce indica com brsileira.? Muito obrigado!!!

      1. Olá, Luis Fernando! Leitores falam bem da Vanessa Olivati, que é radicada em Bariloche. O nome da agência dela é Bariloche Total.

  7. Acabamos de cheagar de Bariloche e a melhor cotação está na SUDAMERICA ( Mitre, 40. É casa de câmbio, estavam pagando 8,50 no dólar e 3,50 no Real.

  8. Acabei de voltar de San Martin de Los Andes e Bariloche, foi a viagem mais linda que eu fiz em toda minha vida. O Cerro Chapelco é a coisa mais linda do mundo na epoca da neve, nevou o dia inteiro e as arvores ficam branquinhas, só faltou o papai noel, que pena, snif. Eu tinha um sonho, ver a neve de verdade caindo em mim, e eu vi, ficamos em San Martim 5 dias, vi a neve caindo na cidade tb, foi a primeira vez que eu vi a neve e nunca irei esquecer. Saí de San Martin rumo a Bariloche achando que não gostaria tanto de Bariloche, que seria impossivel eu gostar mais… mas não é que assim que parou a chuva e saimos com o carro para conhecer a cidade.. e quando foram aparecendo aquelas montanhas totalmente cobertas de neve, e mais montanhas a cada curva que o carro fazia, era um colírio para os olhos, eu não acreditava que podia ter lugar tao lindo no mundo. Bariloche é linda demais. Cheguei a conclusão que a arte imita a vida, e tudo que eu via nos filmes, eu vi pessoalmente. Amei, deveria ter ido antes e pretendo voltar. Beijos

  9. Ah, um conselho, não tem perigo alugar um carro na época de neve, alugamos um com pneu pra neve e normalmente as estradas não tem neve, só em locais mais altos nas montanhas. Bariloche só com carro e tirando o passeio para El tronador, todos os outros vc faz com o carro, meu conselho e o preço é otimo alugando lá mesmo, eles aceitam reais, e foi a 3 pesos o real e meus dolares foram trocados em San Martin numa loja onde o dono quis meus dolares e comprou todos a 8,50.

  10. Oi Ricardo, gostaria de fazer um comentário sobre a experiencia em Bariloche, acho que em Bariloche, pode se hospedar em qualquer região pque vc precisa de carro para conhecer a cidade, então tanto faz a distancia do centro. Acho que é melhor alugar na cidade, o preço cai bastante negociando os reais ou dolares.

    Abraços

  11. olá
    gostaria de saber quanto tempo é ideal ficar em Bariloche. Uma semana? Vamos eu meu esposo e minha filha de 6 anos
    obrigada

    1. Olá, Thacris! Uma semana é um bom período.

  12. Olá,

    Vou a Bariloche no dia 8/10 para lua de mel, vou ficar no Charming. Existe a possibilidade de neve nesta data? É só pra ter uma noção das roupas que devemos levar.

    E o dólar, devo comprar aqui no brasil, buenos aires ou em bariloche mesmo?

    valeu

    1. Olá, Saulo! Recomendamos acompanhar a previsão do tempo mais perto da data da sua viagem. Ainda faz um certo frio em outubro.

      Sobre o câmbio, leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2013/07/argentina-cambio-paralelo/
      http://www.viajenaviagem.com/2013/08/onde-fazer-cambio-paralelo-buenos-aires

    2. Olá, Saulo! Acomopanhe a previsão do tempo em http://www.anbariloche.com .

      Não faça câmbio no Brasil. Leve dólares.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2013/08/onde-fazer-cambio-paralelo-buenos-aires/

      (há dicas de Bariloche também)

  13. Ficamos no Hotel Edelweiss e gostamos muito: boa localização, infraestrutura, café da manhã farto com frutas, excelente quarto, limpo, pessoal atencioso e educado e tem uma lojinha de turismo no saguão do hotel q quebrou muito nosso galho – a Vivir tur – fechei muitos passeios lá.

  14. Ola, vou a buenos aires no fim de outubro de lua de mel, tenho 7 dias e gostaria de visitar bariloche pode me ajudar? qual a forma mais barata de ir? e o que esperar de barilhoche na ultima semana de outubro, vale a pena?

    1. Olá, Patricia! No fim de outubro já não haverá mais neve. Deve-se ir de avião; de ônibus dá entre 20 e 24 horas de viagem.

  15. Olá, estou pensando em ir a Bariloche no carnaval( 01 a 08 de março 22014), vi em algum post que a estação de alta( verão) encerra-se em fevereiro. Como vou logo na 1° semana de março, corro o risco da cidade ter programação desativada?E quais as sugestões passeios nessa época? Que tipo de roupa levar? Inicio da manhã e fim de tarde esfriam e nesse caso é bom levar um agasalho? Ou esse período é sempre quente?

    1. Olá, Nivea! Esteja preparada para pegar temperaturas em torno e abaixo de 15ºC. O carnaval agora é feriado na Argentina, mas não temos idéia se a cidade lota com os jovens que todo verão fazem a festa.

      Os passeios que não são relacionados a neve acontecem o ano inteiro. A paisagem é linda sem neve também.

  16. Oi Boia, perturbando mais um pouquinho…
    Ficaremos no hotel Rupu Pehuén, localizado no Residencial Melipal Area,(Av Pioneros Km 4,500 (8400) • Bariloche – Pcia. de Rio Negro), no site do hotel diz que fica a 5km do centro. Gostaria de saber se vale a pena alugar um carro, somos um grupo de 8 pessoas(4 adultos e 4 adolescentes)ou utilizar transporte publico( taxi, onibus)… Se sim, onde alugar?
    Mais uma vez obrigada pelas dicas

    1. Olá, Nivea! Veja as dicas no post acima :)

  17. Oi Bóia, estou indo para Bariloche em março de 2014 com a minha família e gostaria de saber o preço médio dos passeios principais, como o Teleférico do Cerro Otto, Circuito Chico, Isla Victoria e Bosque de Arrayanes…
    Obrigada

    1. Olá, Luiza! Clique nos textos linkados neste post e também nos mais recentes, que estão aqui:
      http://www.viajenaviagem.com/category/bariloche

      Todos têm links para os sites dos passeios e trazem os preços praticados em 2013. Lembre-se que na Argentina há inflação e é bastante inútil prever preços para o ano que vem.

      Note que o câmbio paralelo aumenta o seu poder de compra na Argentina em 40%.

  18. Olá Bóia, vou me casar em junho de 2014. Gostaria de saber se este é um mês bom para ir e se consigo aproveitar bem a minha viagem nesta época.
    Obrigada!

    1. Olá, Cintia! A neve é mais garantida de meados de julho a início de setembro.

  19. Gostaria de saber o que tem de bom para fazer no ano novo em Bariloche. Será que passar o verão em Bariloche é uma boa opção?

    1. Olá, Gisele! O verão é a alta temporada dos argentinos. A cidade fica lotada. A noite é fervida. As atividades diurnas são caminhadas, passeios de barco e esportes lacustres.

  20. Olá, gostaria de saber se o Carnval é uma boa época para conhecer Batiloche, ciente de que não verei neve. Só tenho esta época ou Revellion para viajar, ou feriados prolongados de 4 dias. Vale a pena ir neste período? Obrigada, Elaine.

  21. Olá meu nome é Juan, e gostaria que vc tirasse algumas duvidas minha.
    teho 18 anos, e quero fazer minha primeira viagem internacional, e eu pensei e escolhi a argentina. queria uma lugar com neve, e ouvi falar de bariloche,só que como nunca viagem não sei qual é a melhor data pra ir, nem o que levar. sera que vc poderia me da umas dicas?
    eu queria ir em dezembro, antes do natal, e só volta depois do ano novo, mas pelo q vi nos seus posts julho e setembro são os melhores meses pra ir. o que vc recomenda, que eu compre um pacote já com a passagem, hospedagem e tudo mais, ou que eu comprei tudo separado?
    ps: não quero dividir quarto, e nem me hospedar em hotel pobre.
    não pode ser também um hotal muito caro, pq eu to com dinheiro limitado.

    1. Olá, Juan! A temporada mais badalada de Bariloche é o inverno. Entre julho e setembro você vê neve, pode esquiar e fazer outras atividades.

      No verão, a região de Bariloche, Villa la Angostura e San Martín de Los Andes atrai especialmente quem quer fazer atividades nos lagos, caminhadas, andar de bicicleta, cavalgar.

      Veja relatos de leitores para hotéis aqui:
      http://www.viajenaviagem.com/2011/04/hoteis-em-bariloche-e-regiao-os-relatos-dos-leitores/

  22. Prezados, cheguei de Bariloche semana passada e aqui vai umas informaçöes/opiniões:

    Dinheiro: leve dolar, é muito mais vantajoso. Em alguns restaurantes receberam dolares a 9 pesos, quando a cotação oficial era 5,80. Troquei em vários dias com um cara que fica na esquina da Mitre com uma rua depois da Rolando, indo em direção ao aeroporto/rodoviária. O nome dele é Leo, e fica distribuindo folhetos do restaurante La Lola. Troquei diversas vezes, a 9 e depois 9,10 e não tive problema algum (tem que ser nota grande, de US$50 ou US$100, se for menor a cotação é mais baixa, mas mesmo assim bem melhor que a oficial).

    Aeroporto: quando chegui não tinha taxi disponível na porta, ou pegava com a autojet ou com alguns taxistas que ficavam oferecendo o serviço no saguão. Fechei uma van na autojet por 40 pesos por pessoa (provavelmente vc nao terá pesos argentinos nesse momento, então uma chorada na cotação do real ou dolar vale a pena). De qualquer forma, aeroporto é um lugar no qual vc provavelmente vai passar raiva, então desencana e não deixa isso estragar o seu humor. Achei a van tranquila, e me deixou na porta do hotel, que era no centro. O remise sairia a 100 pesos, acabei indo de van porque a mulher disse que não tinha mais taxi.

    Localização/hotel: fiquei 3 dias no Ayres del Nahuel, no centro, e um dia no Charming. Gostei dos dois, o primeiro facilita a vida, pois está bem no centro, tem acomodações confortáveis, só achei o isolamento acústico entre quartos ruim. O Charming fica na avenida Bustillo, que é uma avenida grande, de vários quilômetros, tem uma vista linda, mas é afastado (fica no quilômetro 7,5 da avenida), e uma corrida de taxi ao centro fica em torno de 60 pesos. O hotel é maravilhoso, tem uma praia ao lado que é muito bonita, a maioria dos funcionários foi muito atenciosa, mas teve 3 pontos negativos imperdoáveis para um hotel dessa classe: fiquei em um quarto standard, havia uma porta entre o nosso quarto e o quarto ao lado, o que acabava com a privacidade (ouvia o pessoal conversar, o som da tv deles, tudo, sorte que saíram umas duas horas depois que chegamos; o ar condicionado estava estragado, e a calefação deixava o quaro insuportavelmente quente, tivemos que dormir com a janela aberta, o que não foi nada bom; e terceiro, e bem menos importante para mim, mas que pode ser importante para outros, a TV tinha uma imagem péssima, chuviscava em todos os canais.

    Transporte: o valor de taxi com taximetro e o de remise era muito próximo, então vá com o que estiver disponível. O onibus custa 7 pesos o trecho, e o bilhete tem que ser comprado em lojas de conveniência.

    Comida: comemmos dois dias no Boliche del Alberto (um dia no centro e outro na Bustillo, perto do Charming, no dia de vir embora), o ojo de bife é espetacular (engraçado é que no menu do restaurante do centro não tinha ojo, só chorizo, mas pode pedir assim mesmo), sai a 97 pesos um bife enorme, que dá para ser dividido para duas pessoas (em um dos dias comemos um inteiro cada um, e é muita gula!!!). Comemos fondue de queijo no Marmite, um restaurante que fica na Mitre com a Rolando, e em outro fomos ao Alto el Fuego, muito bom também, com ojo de bife a 90 pesos. Achei o tempero dos restaurantes de Bariloche mais próximo do que a gente está acostumado no Brasil, em Buenos Aires temperam muito pouco a carne. O Boliche del Alberto é mais barulhento, movimentado, já o Alto el Fuego é mais refinado, mas sem ser fresco, a carne nos dois foi maravilhosa, em qualquer um dos dois os amantes da carne vão passar muito bem, mas se quiser um ambiente mais tranquilo para tomar um vinho, vá ao Alto el Fuego, e se quiser uma coisa mais descontraída, pode ir ao Boliche. O preço é similar, e a qualidade da carne, para mim, idem. Pelo conjunto, se tivesse que escolher entre os dois, iria ao Alto el Fuego. Comemos também no restarante do hotel Charming uma trutra salmonada que estava muito boa, atendimento bom, acho que vale para quem estiver hospedado e não quiser sair do hotel. Por fim, uma dica não muito óbvia, perdemos o horário do almoço quando fomos ao cerro campanario e comemos um sanduíche de ternera no Rapa Nui que estava muito bom, um dos melhores que já comemos, recomendo! E é grande!

    Passeios: fiz o do cerro tronador e ventisqueiro negro com a Turisur, que é a grande operadora de turismo de Bariloche. Há anos não fazia passeios de excursão, mas não tive tempo de pesquisar nada nessa viagem e logo me lembrei o porquê de fugir de excursões. É muito chato o pinga-pinga em hotel, especialmente lá onde há alguns hotéis fora do centro, é ruim ter horário marcado nas férias, depender de outras pessoas o tempo todo, e ter que comer onde a empresa de turismo achar conveniente para ela, geralmente uma roubada (come-se mal e paga-se muito). Mas voltando ao passeio, confesso que fiquei decepcionado, esperava muito mais do tronador. A paisagem para ir até ele é muito bonita, o parque nacional com seus lagos e vistas para as montanhas nevadas também, mas achei muito cansativo um passeio de dia inteiro só para o tronador. Ouvi pequenos ruídos e sinceramente não achei muita graça, o tal ventisqueiro negro é uma geleira pequena e escura por causa de detritos vulcanicos que fica ao pé do ponto onde se chega ao tronador. Chega-se ali por volta das 15 horas, no dia estava um sol de rachar e não tinha nenhuma sombra, tivemos que ficar ali 40 minutos num local que não me impressionou, ou pelo menos não correspondeu à expectativa gerada pelo nome e pelos 40 kms percorridos em estrada de chão. Pode até valer a pena ir, mas se tivesse que voltar, iria com um carro alugado, e não de excursão.

    Fui ao Cerro Campanario de onibus, é belíssimo, e recomendo em dias com pouca nebulosidade. O valor da aerosilla (teleférico) é 70 pesos, e compensa muito, a vista é maravilhosa!

    1. Obrigadíssima, Marcelo!

  23. tem um erro de concordância logo no inicio do post mas agora já foi heheh

  24. Boia, tem informações sobre a travessia Bariloche a Puerto Mont, tem
    neve em janeiro na região da Cordilheira°
    Abs
    Jocelita

    1. Olá, Jocelita! Só no topo inacessível das montanhas e vulcões mais altos. Nada no seu caminho, não.

  25. Olá

    Estou programando uma viagem para Bariloche em 26/7/14 (3 adultos e duas crianças). Vi todas as anotações do blog. Mas tenho ainda algumas dúvidas: Nessa época há chances de nevar? Estamos indo para ficar num hotel a 2,5Km do centro, é complicado essa distância? É fácil conseguir taxi ou remise (no aeroporto, nos pontos turisticos e hotel)? Para os passeios será que é mais tranquilo comprar no Brasil em uma agência aqui ou em Bariloche numa agência lá? Você conhece ou indica alguma agência em Bariloche?

    1. Olá, Patricia! Quanto mais tarde em julho, maiores as chances de encontrar neve. É fácil conseguir táxi ou remis. Dá para comprar todos os passeios lá.

    2. Oi Patrícia, Vc vai ficar no design? Ano que vem será a nossa 4a temporada e já reservamos o design. Ele fica pertinho do centro, andar de taxi lá é muito tranquilo e econômico. Eu li no site que o Design oferece transporte diário para o catedral e para o centro, não sei ao certo os horários. No aeroporto nunca tive problemas quanto a não ter remise ( taxi com preço fixo). Quanto a agência eu sempre indico a Bariloche total, a Vanessa (vanessa_olivatti@uol.com.br). Porém vc consegue fechar tudo lá, devido ao fator neve a sua programação pode sofrer alterações.

  26. Olá, estou indo para Bariloche no começo de agosto de 2014. Gostaria de saber o valor do chá da tarde no hotel Llao Llao. Procurei no site do hotel e não informa
    Me informaram que é muito caro.

    1. Olá, Mariana! Segundo o tripulante JB, do Descobrimento da América, o chá da tarde do Llao Llao custava 300 pesos na temporada deste ano.
      http://jbtravel.wordpress.com/2013/09/25/bariloche-hotel-llao-llao-e-circuito-chico/

  27. Olá, estou indo para Bariloche pela primeira vez agora, em janeiro de 2014, inicialmente estou planejando passar uma semana, quantos dias você indica passar na primeira visita?

    1. Olá, Rodrigo! Uma semana é um ótimo período. Dá também para dividir entre Bariloche com duas noites em San Martín de los Andes.

  28. Olá.
    Desculpa se a pergunta que vou fazer já foi respondida, mas é que não tenho tido tempo de ler muitas coisas, por conta de outros compromissos grandes, mas se eu estiver em Bariloche, posso fazer algum passeio de barco que me leve para ver os saltos de Petrohue? Ou isso seria quase impossível, já que não vou ver a travessia dos lagos?
    Grata desde já.

    1. Olá, Renata! Os Saltos de Petrohue são uma atração interessante para quem está fazendo o Cruce de Lagos ou para quem está hospedado ao sul do Chile, mas não valem o deslocamento desde Bariloche apenas para isso. Aproveite as atrações da região de Bariloche — Villa La Angostura, San Martín de Los Andes e a Rota dos 7 Lagos. É uma viagem igualmente bonita.

  29. Olá, estou indo pra Bariloche agora no Carnaval (28/02 – 04/03), vou eu e meu namorado. Gostaria de saber a média dos preços dos restaurantes bons, pq com essa alta do dólar lá, fiquei meio perdida. Aí gostaria de saber o poder de compra da moeda lá. Também gostaria de algumas dicas para agora nessa época, verão.
    Obrigada desde já.

    1. Olá, Dayane! Espere gastar um pouco menos do que gastaria no Brasil. Leve dólares ou reais e faça câmbio paralelo para fazer seu dinheiro render.

  30. [...] passeios favoritos na cidade. Se você está planejando uma viagem para Bariloche, veja também este post supimpa no Viaje na Viagem e tire todas as suas dúvidas sobre a [...]

  31. Olá a todos, moro em Bariloche há mais de cinco anos e sou a primeira brasileira e se formar como guia de turismo na cidade de Bariloche (guia da Patagônia). Estou começando a fazer um blog para compartilhar informações e dicas com os brasileiros que queiram visitar a cidade.
    http://www.barilocheparabrasileiros.blogspot.com.ar/
    Espero que gostem!

  32. Olá a todos,afinal pessoal qual e a melhor localização em Bariloche se hospedar estou com muita duvida.Agradeco

    1. Olá, Cristina! No centro você sai a pé à noite; na avenida Bustillo, pega um táxi barato.

  33. Bóia ,estou um pouco preocupada ,pois minha passagem esta comprada para o dia 29/07a 07/8 afinal 9 diárias e nao acho um hotel com bom custo beneficio e localização .Somos uma familia de quatro pessoas (eu,meu esposo e nossas filhas)esta dando por media R$ 5.000.Em Buenos Aires foi mais facil achar pois havia a indicação de hoteis e localização com bomcusto beneficio indicado por Ricardo freire ,lhe agradeceria demais se me desse algumas opções de hoteis com esses perfis .Se houvesse algum com vista do lago ,mas que desse pra ir ape ao centro com as criancas .Desde ja te peco desculpas pela insistência mas realmente estou perdida ,por mais que pesquiso nao consigo me localizar.Valeu!!!!!!!!

    1. Olá, Cristina! As diárias mais em conta aparecem a partir de 3 meses de antecedência.

      Este post traz vários hotéis comentados: http://www.viajenaviagem.com/2011/04/hoteis-em-bariloche-e-regiao-os-relatos-dos-leitores/

    2. Cristina,
      Para ir ao centro a pé, sem usar táxi/remise, o melhor hotel é o Edelweiss. Quando fui, fiquei no Villa Huinid que, como vc quer, tem uma ótima vista para o lago – mas precisa de táxi para ir ao centro (gastei uns 40 pesos em média cada ida e volta).

  34. Estou procurando uma locadora de carros em Bariloche. Caso alguém tenha uma para indicar agradeço muito.

    1. Olá, William! Nosso parceiro Rentalcars faz cotação entre locadoras de desconto.

      Você também pode orçar em sites como http://www.kayak.com , http://www.expedia.com e http://www.autoeurope.com .

  35. Em abril, iremos pela primeira vez à Bariloche. Li os posts, que são ótimos. Mas ainda pergunto: em vista da atual situação econômica, vale a pena levar dólar ou real e fazer o câmbio lá? Alguém já ficou hospedado no Lirolay Suites? Dicas recentes de restaurantes, alguém tem? Agradeço!

    1. Olá, Cecilia! Leve dólares (de preferência) ou reais:

      http://www.viajenaviagem.com/2013/08/onde-fazer-cambio-paralelo-buenos-aires/

  36. Olá as estações de esqui estão abertas em maio????

    1. Olá, Alexandre! Não estão não.

  37. Olá Bóia, adorei tuas dicas e gostaria de mais, se possível.
    Pretendo viajar para Bariloche com minha mãe, tenho 30 anos e mamãe 50, mamãe possui apenas hipertensão, mas está controlada, ou seja, não há nada que nos impossibilita um bom passeio rsrs.
    Como estaremos só nós duas e desconhecemos totalmente o lugar, gostaria de dicas.
    A única coisa que ela não vai qrer é esquiar, mas esqui bunda ela topa :)
    Pela tuas informações, pensei em irmos no comecinho de Agosto, o q acha?
    Quais passeios vc acha bacana p/ nós duas?
    Me dê uma idéia de qts pesos são suficientes para levarmos? Possuo alguns dólares… é só uma média para saber qto é necessário…
    Obrigada
    abçs, Marcela

    1. Olá, Marcela! Dê uma olhada em todos os posts e selecione os passeios que fizerem o gênero de vocês. Infelizmente não temos como decidir pelos leitores.

  38. Olá Marcela!! Primeiramente, parabéns pelo site, ótimas dicas!! Estarei em Bariloche entre 20 e 27 de julho de 2014. Mesmo que não esteja nevando, gostaria de saber se é possível esquiar nesta época, ou seja, se a neve é permanente nos circuitos de esqui.
    muito obrigada!
    Ana Paula

    1. Olá, Ana Paula! A superfície esquiável depende do volume de neve que caiu nas semanas anteriores. É uma incógnita. Quando mais tarde em julho, porém, mais provável é haver neve para esquiar.

  39. Prezado Ricardo,
    Estou planejando ir a Bariloche agora em abril pela primeira vez. Vou com minha mulher e meu filho de 12 anos. Quais são os bons programas para fazer nessa época? Você poderia me dar dicas de um bom hotel e restaurantes? Vamos encontrar neve?
    Desde já muito obrigado.
    Abraço,
    Eduardo

    1. Olá, Eduardo! Em abril ainda não tem neve em Bariloche. A melhor idéia é aproveitar a viagem para fazer a Rota dos 7 Lagos. Veja as recomendações dos leitores para passeios de verão, que você pode aproveitar também neste mês, aqui: http://www.viajenaviagem.com/2013/11/verao-bariloche-dicas/

      Veja recomendações de hotéis aqui: http://www.viajenaviagem.com/2011/04/hoteis-em-bariloche-e-regiao-os-relatos-dos-leitores/

  40. Olá, Parabéns pelo site, realmente está ajudando bastante.
    Irei para Bariloche dia 31 de Julho com esposa e filho.
    Para fins de planejamento, quantos dolares/dia devo prever para despesas com almoço/jantar, passeios e aluguel de roupa? Pensando em um padrão mediano.
    Muito Obrigado,

    1. Olá, Luis Carlos! Veja como estimar os gastos da sua viagem: http://www.viajenaviagem.com/2013/07/como-estimar-gastos-viagem/

      Veja quanto custa alugar roupas de frio: http://www.viajenaviagem.com/2013/08/bariloche-aluguel-roupa-neve-onde-precos/

  41. Boa tarde, como andei dando uma olhada no site, acredito que não haja neve o ano inteiro em Bariloche né? Sendo assim, existe algumas outras atrações que façam valer a pena ir fora de temporada?

    1. Olá, Alex! Neve é só no inverno. Veja dicas sobre o verão em Bariloche e região neste post: http://www.viajenaviagem.com/2013/11/verao-bariloche-dicas/

  42. Boa noite, eu e meu esposo pretendemos ir para Bariloche em agosto/2014. Gostaria de saber se cai neve no centro de Bariloche onde pretendemos nos hospedar. Sei que depende do tempo, mas já nevou?
    obrigada

    1. Olá, Soraya! É raro nevar no centro de Bariloche, precisa ser uma supernevasca para a neve ficar. Agosto é a melhor época para tentar isso.

      1. obrigada pela atenção.

  43. Ainda não fui a Bariloche pretendo ir em agosto desse ano, mais reforço que se puder troque dolar ou real, em Buenos aires na rua florida 42, ainda nao vi lugar melhor que aquele

  44. Boa noite, pretendo ir para Bariloche na metade do mês de Julho, sei que não são adivinhas e li os posts dizendo que a probabilidade de nevar é mais para o final de Julho e Agosto, mas gostaria de saber de acordo com os conhecimentos e experiencias dos leitores. Consigo neve entre os dias 7 e 18 de julho ou a probabilidade é pequena?

    Pessoal obrigada e desculpa perguntar novamente, mas sonho com neve hehe….

    Obrigada

  45. Olá, Debora! Como você mesma já sabe, cada temporada de neve é diferente. Pode ser que neve no começo de julho, pode ser que não. ;)

    1. hehe

      Vamos cruzar os dedos então né hehe

  46. Bóia

    Existe algum site com a previsão de inicio de neve?

    Att

    1. Olá, Debora! As estações de esqui informam a previsão de neve, mas só mais perto da abertura da temporada.

  47. Boa noite ,
    pretendo ir a Bariloche dia 01/06/2014 , será que verei neve ? Quais as probabilidades ?

    Grata .

    1. Olá, Fabricia! É bem improvável. Quando as estações de esqui da região abrem cedo, elas iniciam as atividades no fim de junho e não no começo.

  48. ola,
    vou para bariloche em julho, passar sete dias, quanto mais ou menos devo levar? só comprei passagem e hospedagem.

    obg

  49. Boa tarde,
    Já fechei meu pacote para dia 20 de junho até 27 de junho é tempo suficiente para aproveitar ? Quais as dicas ? Será q da pra vê neve ? Será q as atividades já estarão abertas ?
    Obrigado!!

    1. Olá, Felipe! Não podemos dizer ao certo quando as estações irão abrir. Acompanhe as notícias.

      1. Mas será q chega a ter neve ? Existe alguma previsão ?
        E quanto ao dinheiro , melhor levar dólar ?
        Obrigado

        1. Olá, Felipe! Você pode levar dólares ou reais. Dólar costuma ter melhor cotação no paralelo.

          Leia:
          http://www.viajenaviagem.com/2013/08/onde-fazer-cambio-paralelo-buenos-aires/

          Este ano já andou nevando, o que faz supor que a neve chegue mais cedo. Mas o mais seguro é pensar em neve a partir de meados de julho.

  50. Estou vendo os horarios dos voos de diversas aéreas para Bariloche e todos tem conexão com muitas horas de espera.
    Voces teriam alguma orientação que fosse mais confortavel?

    1. Olá, Gloria! É sempre recomendável ter por volta de 2 horas e meia, 3 horas de intervalo entre um vôo e outro, pois caso o primeiro vôo atrase, você corre menos risco de perder o segundo.

      Quantas horas de intervalo têm as conexões? E de onde você está saindo?

ATENÇÃO:
Antes de perguntar, veja se a dúvida já não está respondida no texto. Perguntas redundantes e comentários em maiúsculas serão apagados. Obrigado!