12 dicas do Atacama: o essencial para planejar a sua viagem

  • 0
Mariana Amaral
por Mariana Amaral

dicas atacama passeios salar de tara

O deserto do Atacama é um dos lugares mais espetaculares do mundo. Para nossa sorte, está aqui do ladinho, no Chile, e basta uma viagem curta para conhecer suas principais paisagens, sem deixar nenhum passeio importante de fora. Quer montar um roteiro redondo pelo deserto? Então aproveite essas dicas do Atacama:

    1 | Qual a melhor época para visitar o Atacama?

dicas do atacama passeios salar de tara

Salar de Tara

O deserto do Atacama é um destino para o ano inteiro. Viajando em qualquer mês você vai experimentar temperaturas tanto altas quanto baixas — a grande amplitude térmica é uma das principais características dos desertos. Para quem não tem medo de frio, a recompensa de viajar no inverno é encontrar paisagens nevadas. Para quem só pode viajar durante o verão, a boa notícia é que os passeios costumam acontecer ou cedo pela manhã, ou no final da tarde, fora do horário de calor mais intenso. (O inconveniente-surpresa, na verdade, são as chuvas — sim, chuvas! — que de vez em quando aparecem entre dezembro e março, durante o chamado “inverno altiplânico”.) Se você pode viajar na primavera ou no outono, tanto melhor; fora da altíssima temporada, hotéis vão ter tarifas melhores, e a variação de temperatura ao longo do dia vai ser menos drástica.

Caso você pretenda fazer a (recomendadíssima!) observação de estrelas, atenção ao calendário lunar: as sessões não acontecem durante a lua cheia.

    2 | Quantos dias são necessários para uma viagem ao Atacama?

dicas do atacama passeios salar de atacama

Salar de Atacama (foto: Caru Muricca)

Você precisa de 6 dias para uma viagem ao deserto do Atacama sem deixar nenhum dos principais passeios de fora do roteiro: além de um dia para a chegada (e agendamento de passeios), 4 dias de tours pelo deserto, e mais outro dia para a volta pra casa.

Não tem esse tempo todo para a viagem? Com 5 dias ela também vale o deslocamento e a grana investida, embora você possivelmente vá precisar encarar a difícil tarefa de limar do roteiro pelo menos um dos passeios que dão dó de perder.

Se você só tem 4 dias ou menos, melhor esperar por outra oportunidade para fazer a viagem – pode acreditar.

    3 | Onde se hospedar no Atacama?

dicas do atacama tierra atacama

Tierra Atacama

O pequeno vilarejo de San Pedro de Atacama é a base para se conhecer o deserto. Se puder bancar os hotéis mais bacanas, que têm passeios e refeições inclusas, não hesite nem por um segundo. O serviço prestado é de alto nível, e a experiência no deserto vai ser ainda mais especial.

Se o bolso não permitir, fique tranqüilo: no centrinho do vilarejo, bem onde estão as agências de receptivo, restaurantes e lojinhas, há pousadas charmosas e confortáveis.

    4 | Quais são os melhores passeios no Atacama?

dicas atacama passeios geysers del tatio

Geysers del Tatio (foto: Caru Muricca)

Nas agências de receptivo de San Pedro de Atacama e nos hotéis que organizam os próprios tours são oferecidos passeios para todo perfil de viajante, seja o seu barato a arqueologia ou os esportes radicais. Mas há um certo consenso sobre as paisagens principais do deserto, aquelas que não se deve sair do Atacama sem conhecer:

  • O Valle de La Luna e o Valle de La Muerte;
  • O Salar de Atacama;
  • As Lagunas Altiplánicas;
  • O Salar de Tara;
  • Os Geysers del Tatio.

Todos esses lugares podem ser visitados em passeios que partem de San Pedro de Atacama e são organizados pelas agências locais. O passeio mais longo é o de Salar de Tara, que toma manhã e tarde completas. A dupla Valle de La Luna/Valle de La Muerte e o Salar de Atacama ficam mais perto do centrinho de San Pedro e podem ser visitados em um mesmo dia, ou combinados com outras atividades.

Complete o roteiro com cavalgada, trekking, passeio de bicicleta, flutuação na Laguna Céjar, banho em águas termais nas Termas de Puritama ou uma visita ao museu de arqueologia Gustavo Le Paige (Calle Gustavo Le Paige 380, tel. 55/85-1002). O Atacama é um dos melhores lugares do mundo para observação de estrelas, e vale muito a pena reservar uma noite para um tour astronômico.

    5 | Como decidir a ordem entre os passeios no Atacama?

dicas atacama passeios lagunas altiplánicas

Lagunas Altiplánicas

Tão importante quanto a escolha dos passeios é definir a ordem entre eles. Não apenas para deixar o melhor para o final, mas principalmente para permitir que o corpo se acostume gradativamente com a altitude.

dicas atacama passeios lagunas altiplanicas

Lagunas Altiplánicas

Lagunas Altiplánicas, Salar de Tara e Geysers del Tatio estão acima de 4000m sobre o nível do mar e devem ficar para o final da viagem (e, nesta ordem, fazem com que o roteiro vá chegando ao seu desfecho com paisagens cada vez mais incríveis, a cada dia). Valle de La Luna/Valle de La Muerte e Salar de Atacama estão em altitudes próximas de 2500m sobre o nível do mar, e são bons passeios para o começo da aventura pelo deserto.

    6 | Como contratar passeios no Atacama: na hora ou com antecedência?

san pedro de atacama

San Pedro de Atacama

Os passeios podem ser contratados diretamente nas agências de San Pedro de Atacama, ao chegar. O centrinho é compacto e todas ficam bem próximas; aproveite para visitar mais de uma e comparar preços. (Reservando vários passeios com uma só agência, não deixe de pedir um descontinho.) É interessante perguntar sobre o número de pessoas em cada saída e se é oferecido lanche no final do tour; muitas agências terminam os passeios com uma pequena refeição montada em pleno deserto, o que é uma maneira ótima de confraternizar com o grupo e de curtir um pouco mais a paisagem.

Considere reservar com antecedência os passeios se você for viajar em altíssima temporada, ou se quiser fazer os tours com uma agência específica, já que os grupos não costumam ser grandes. Leitores recomendam agências neste post, e você pode pedir indicações ao seu hotel também.

    7 | É preciso estar em boa forma para visitar o Atacama?

dicas atacama passeios valle de la luna

Valle de La Luna (foto: Caru Muricca)

Os passeios principais pelo deserto são mais contemplativos do que de grande esforço físico. A van da agência vai deixar o grupo sempre a uma distância curta das principais paisagens. O passeio ao Salar de Atacama é o mais sossegado, com caminhada em área plana. O que vai exigir mais das suas pernas vai ser o Valle de La Luna, com caminhada em areia e duna acima. Geysers del Tatio, Lagunas Altiplánicas e Salar de Tara não exigem tanto esforço físico, mas exigem fôlego: vá devagar para não passar mal por conta da altitude.

    8 | Todo mundo passa mal com a altitude no Atacama?

Não é regra, mas é comum sentir um efeito ou outro da altitude enquanto o corpo se adapta: dor de cabeça, tontura, falta de ar ou enjôo são comuns. Para evitar o mal estar:

  • Comece os passeios por aqueles em menor altitude;
  • Pegue leve nas bebidas alcoólicas e não faça refeições pesadas;
  • Tome água em pequenos goles, o tempo todo;
  • Caminhe com calma e respeite o seu ritmo.

    9 | Vale a pena alugar carro para rodar pelo deserto?

dicas atacama aluguel carro

A caminho de Machuca

É desrecomendadíssimo alugar carro e fazer passeios por conta própria no Atacama, a não ser que você tenha muita experiência em viagens off-road e se sinta 100% confiante em dirigir por lugares completamente ermos. Do contrário, vá com um tour organizado. De San Pedro do Atacama aos principais pontos dos passeios o caminho é longo, muitas vezes monótono e nem sempre por estrada asfaltada. Mais especificamente, nem sempre por estrada: ao Salar de Tara, por exemplo, há um longo trecho a ser percorrido em um terreno sem nenhuma via e sem nenhuma sinalização.

    10 | O que levar na mala para o Atacama?

dicas atacama passeios geysers del tatio

Geysers del Tatio

Fazer mala para o Atacama é praticamente comprar um desafio: já imaginou ter biquíni, camiseta, gorro e cachecol dentro de uma mesma bagagem, e efetivamente usar tudo isso?

Um bom traje para passeios em qualquer estação do ano é camiseta, calça esportiva e jaqueta corta-vento, levando junto na mochila um agasalho mais quente, como um fleece, para os tours de maior altitude (Lagunas Altiplánicas, Salar de Tara). No passeio dos Geysers del Tatio, que acontece muito cedo pela manhã, mesmo nos meses de mais calor as temperaturas são negativas, e é preciso ir muito bem agasalhado: meias e segunda pele térmicas, blusa de manga comprida, calça quentinha, um bom casacão de inverno, gorro, luvas e cachecol.

No verão, use bermuda para passear na cidade ou em tours em menor altitude, onde vai estar mais quente (Valle de La Luna/Valle de La Muerte, Salar de Atacama). No inverno, reforce a mala com blusas de manga longa.

dicas atacama passeios valle de la luna

Valle de La Luna

Os calçados ideais para este tipo de viagem são aqueles de trekking, mas tênis de caminhada bastam para fazer os principais passeios com conforto.

Leve também roupas de banho para os passeios com mergulho em águas termais ou lagoas (Geysers del Tatio, Termas de Puritama, Laguna Cejar).

Além disso, é primordial, essencial e importantíssimo (frisei o suficiente?) não esquecer de colocar na mala:

  • Óculos de sol – e nem tente visitar os Salares sem eles;
  • Colírio ou soro fisiológico contra a falta de umidade e a poeira;
  • Hidratante para o corpo e para as mãos;
  • Chapéu ou boné para não queimar o cocuruto;
  • Filtro solar dos bons, que o sol por lá não é brincadeira;
  • Protetor labial;
  • Lenços de papel e gel antisséptico, que muitas vezes o banheiro é ao ar livre, se é que você me entende.

    11 | Como ir do aeroporto de Calama a San Pedro de Atacama?

calle caracoles san pedro de atacama

San Pedro de Atacama

Se o seu hotel não oferecer trânsfer (ou se o trânsfer do hotel for muito caro), você pode contratar o traslado com as empresas Transvip e Licancabur. Agende com antecedência.

    12 | Que moeda levar para o Atacama?

dicas do atacama Peso chileno

Peso chileno

Se você vai direto ao Atacama, sem se hospedar antes por alguns dias em Santiago, leve dólares. A cotação do dólar é melhor do que a cotação do real em San Pedro de Atacama, embora, na realidade, as casas de câmbio no vilarejo sejam bastante informais e não tenham cotação exatamente boa para nenhuma das duas moedas. A cotação do dólar em San Pedro de Atacama em janeiro de 2016 era a mesma praticada no aeroporto de Santiago (ou seja, a pior cotação de Santiago é a melhor cotação de San Pedro).

Aproveite para usar o cartão de crédito sem se remoer tanto pelo peso do IOF; o câmbio de pesos chilenos para dólar será melhor do que o oferecido pelas agências locais. (Claro que o risco de desvalorização do real até o vencimento da conta existe, mas se o real não desvalorizar é possível que o cartão de crédito seja o melhor negócio.)

Não se esqueça que para conseguir isenção de 19% de IVA no seu hotel você precisará pagar em dólar vivo ou com cartão de crédito. (Se o hotel não estiver pré-pago, leve dólares vivos para pagar a hospedagem lá.)

Se você vai ao Atacama depois de uma estadia em Santiago, leve reais ou dólares para trocar na capital antes de seguir viagem para o deserto. As casas de câmbio do centro e dos bairros principais de Santiago têm as melhores cotações.

Cartões de crédito são aceitos em muitas lojas, restaurantes, hotéis e agências de receptivo, e existe caixa automático no centrinho do vilarejo para saques de emergência.

E não custa nada repetir: não vale a pena comprar pesos chilenos no Brasil. A cotação parece vantajosa, mas é enganosa: a margem de lucro das corretoras ao comercializar moedas fracas é muito maior do que a que obtém vendendo dólar.

Leia mais:

44 comentários

Camila
CamilaPermalinkResponder

Muito bem escrito o seu post, Parabéns!!! Muito bem objetivo e sem delongas rsrs
Abraço

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Ótimo post, Mariana. Fui ao Atacama na primavera 2014 e assino embaixo tudo que você escreveu!
A única ressalva é que realmente acho os hotéis top da região, tipo o Tierra e o Explora, excessivamente caros, para um destino onde vc passa a maior parte do dia fora, visitando as atrações turísticas.
Uma sugestão de aplicar melhor o seu dinheiro é contratar Tours privativos, em veículos 4x4 tipo Land Rovers.
Foi o que eu fiz e melhorou muito a experiência de cada passeio.

Adivaldo Junior

Fui a San Pedro agora na semana santa de 2016, com minha esposa e duas filhas de 12 e 14 anos. Ficamos no Hostal Pablito, que tem nota 9,5 no site booking.com. Os passeios foram feitos pela agência Ayllu, que tem serviço diferenciado das demais, principalmente oferecendo refeições de alto nível no meio do deserto. Os preços são mais caros que os da maioria das outras agências, mas a relação custo x benefício e a segurança compensam o valor pago a mais. Acessando o blog oviajante consegue-se desconto. No mais, todas as dicas acima são essenciais para serem seguidas. Lembro somente que, em quase todos os passeios, há de se pagar uma taxa por pessoas para entrar nos parques nacionais ou reservas indígenas, que variam de 2500 pesos a 15.000 pesos (Termas de Puritama e Laguna Cejar). O câmbio de dólar para peso estava melhor em San Pedro que em Santiago, mas de real para peso estava proibitivo.

Isabela Blanco

Muito bom o post! Fui em 2012 e foi mesmo uma viagem incrível!
Acrescentaria a lista também algum soro fisiológico nasal, tenho rinite alérgica e com a baixíssima umidade foi um desafio rss
Fiquei no Parina Atacama, hotel com poucos quartos, super aconchegante. Achei o perfeito meio-termo entre os hotéis de luxo e hostels da cidade, já que o custo-benefício foi muito bom.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Perfeito! Favoritadíssimo smile)

Majô
MajôPermalinkResponder

Para guardar smile

Carla
CarlaPermalinkResponder

Eu fui ao Atacama em setembro de 2000, muito antes de ser um destino conhecido... Na época, comprei um pacote de 4 dias em uma agência de Santiago e fiz todos os passeios que eram oferecidos - sim, eram bem poucos! Acho incrível ver como a estrutura turística local se desenvolveu e passou a oferecer passeios que na época simplesmente não havia. Revisitar passou a ser uma ótima ideia!

SHIRLEY
SHIRLEYPermalinkResponder

Estou em San Pedro do Atacama pela segunda vez , fiz hoje lagunas altiplanicas, e amanha vou ao geisers, volto na segunda feira,muito boa mesmo suas dicas, principalmente sobre a moeda para trazer, pois trouxe dólares e compensou trocar nas casas de câmbio para pagamento da agência de turismo, e o hotel paguei em dólar. Vale tb fazer o passeio até pukara de quitor, alugando bike (10 minutos), ou a pé 3kms ida e volta, mais a caminhada dentro do parque, 3.000 pesos chilenos a entrada.

LUCIA HELENA TIOSSO MORETTI

Olá pessoal, estou recolhendo informações,pois pretendemos fazer este passeio em junho ao agosto, estamos decidindo ainda.São ótimas as informações prestadas por voces. Abraços.Lucia

ELIAS DE SOUZA SANTANA

Parabéns pelas dicas, estamos nos organizando para janeiro de 2017, nos servira muito para planejamento, organização. Vamos de moto. abraços.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Estamos indo em casal entre os dias 6 a 10 de junho, caso tenha outro casal ou duplinha interessada podemos ver para dividir tours privados. Também vamos fazer a travessia para Uyuni.

Jorge Driesel
Jorge DrieselPermalinkResponder

Estou programando uma ida para Santiago e Atacama na metade de setembro. Quero dividir uns 20 dias pela região. Alguma sugestão? Estive no Chile em 1998 e quero levar minha esposa que não conhece o país. Outra pergunta, alguém vê alguma restrição para viajar para o Atacama com uma criança de 1 ano e meio? Obrigado pela ajuda. abs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jorge! O único problema são os passeios longos, que são feitos em grupo. Se a criança for comportada, tudo bem. Se for manhosa, será um problema.

Gervasio Matumoto

Jorge, viajei agora em Maio (Atacama e Patagônia), e fui com uma criança (um pouco maior, 4 anos). Segue o relato da minha viagem, com algumas dicas de várias coisas de lá, talvez ajude:
http://gm2006xx.wix.com/chile-de-norte-a-sul

Elaine Ellia
Elaine ElliaPermalinkResponder

Excelentes dicas! Estamos programando ida a Atacama agora em julho. Somos um casal, duas filhas de 19 e 20 anos e uma de 11. Vale a pena contratar os tours via agências ou tours privativos seriam mais interessantes?

Leandro
LeandroPermalinkResponder

O pagamento com cartão de crédito não isenta do pagamento do IVA, conforme mencionado acima (é o que os hotéis onde perguntei a respeito têm me respondido), então talvez fosse interessante atualizar a informação acima mencionada. Att, Leandro.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leandro! Esses hotéis estão sendo desonestos com você porque preferem não receber por cartão de crédito. O Ricardo Freire jamais pagou um hotel no Chile em dinheiro vivo (o Ricardo Freire acha o fim da picada viajar com bolos de dinheiro vivo; era assim que se viajava na pré-história) e jamais pagou IVA.

Regiberto de Luca Junior

Tudo perfeito nas recomendações, só faltou a Excursão de Observação de Estrelas com o astrônomo francês, que eu achei uma das coisas mais bonitas de se fazer lá.

Josi
JosiPermalinkResponder

É proibida entrada de menores de 14 anos nos geisers del tatio... Acho tbm que passeios longos, pra uma criança de colo se tornam cansativos e ela pode fazer alguma birra... Pode incomodar os passageiros... De repente pode ser melhor fazer tours privados...

RAFAEL RODRIGUES VARELLA

Da pra conciliar Atacama e Valle Nevado na mesma viagem?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafael! Claro, basta ter tempo para as duas coisas.

RONNIE (MAMUTE)

Parabens, exelentes dicas, estou indo pro atacama em janeiro 2017 e me serao bem util suas informações.

Paula Leal
Paula LealPermalinkResponder

Gratidão pelas dicas! Estou pesquisando muito para minha visita em outubro. A questão da grana a ser levada me deixa um pouco apreensiva, andar com um monte de dinheiro vivo não me parece muito seguro, mas pagar tudo no cartão de crédito é se enforcar nas taxas. Penso em mesclar as formas, levar um pouco em dólares, um tanto em reais. Não podemos sacar dinheiro dos bancos que usamos no Brasil por lá, tipo Itaú? Aqui no Brasil só uso débito para tudo.

Maicom
MaicomPermalinkResponder

Otimo mesmo. Bem objetivo e elucidativo. Parabens

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Parabéns , adorei as dicas, li tudinho!
Via me ajudar muito na programação da minha ida ao Atacama.

GRACO JULIANO LIMA DURÃO

Excelentes dicas. Vamos fazer a viagem de moto. Das várias reportagens que li a tua é a mais objetiva.

Pollyanna
PollyannaPermalinkResponder

Pessoal: confirmado. Laguna cejar fechada apenas para banhos. As visitações ao lugar continuam liberadas.Confirmei no portal sanpedroatacama.com .

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Desde Fevereiro o banho na Laguna Cejar voltou a ser liberado.

Isadora
IsadoraPermalinkResponder

Acabei de voltar do Atacama e baseei meu planejamento nesse post, mas vou ter que discordar de uma coisa: fizemos tudo, menos o salar de Tara, de carro por conta própria e foi INCRÍVEL. As estradas são ótimas, encontramos todos os lugares no Google Maps mesmo, sem erro, e conseguimos evitar a multidão que vinha em passeios de agências (tivemos lugares como as Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas só pra nós! Aliás, as fotos que ilustram o post como sendo das Lagunas Altiplânicas na verdade são de Piedras Rojas, que faz parte do tour das lagunas mas fica a 1h de carro de lá). Alugamos uma picape, sem ser 4x4 e não tivemos problema nenhum, além de ter sido muito mais barato para uma família de 4 pessoas. É preciso desmistificar essa história de que o Atacama só pode ser feito com agências smile Realmente só não dá pra ir de carro para o salar de Tara - esse fizemos com a Maxim, recomendação do pessoal da Grado 10, e também foi incrível.
Última coisa: para não pagar os 15.000 pesos da laguna Cejar e ver paisagens ainda mais bonitas, porém ainda com o bônus de nadar numa lagoa que não afunda, as Lagunas Escondidas (Baltinache) são demais!

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Amei esse comentário!! Vou ao Atacama em Junho e pretendo alugar um carro com meu namorado, não temos muito tempo e pretendemos economizar e, claro, aproveitar o máximo! Então pretendemos alugar um carro, e já lemos muito sobre! Obrigada pela dica!

Cynthia
CynthiaPermalinkResponder

Estive há 1 ano no Atacama e conhecemos normalmente el Tatio. Inclusive, na hora de comprar as entradas, as crianças ( na época 11 e 13) não pagaram. Inclusive havia crianças menores que os meus lá.

Raquel Lopes
Raquel LopesPermalinkResponder

Excelente post! Super mastigadinho e prático! Adorei!

Michell
MichellPermalinkResponder

ótimo post, simples e objetivo.

Evaldo Luiz Brambila

Estive de carro em Outubro de 2016 no Atacama e gostei tanto que vou voltar para levar minha esposa. Gostaria de saber se alguém já esteve em Abril e como é o clima?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Evaldo! Será parecido, meia estação igual.

Fátima
FátimaPermalinkResponder

Olá, boa noite!
Li as dicas e foram de grande ajuda. Estou querendo muito ir ao Atacama, porém terei férias do final de julho à agosto, estou bem receosa por ser inverno, não pelo frio intenso, mas de não ter tão belas paisagens como vemos nas fotos ou ter um passeio ou outro impedido. Já imagino tudo sob neve e estou com medo de ficar desapontada e de não aproveitar tanto quanto aproveitaria indo em outra época do ano. O que você acha? Vale a pena ir ao Atacama no inverno? As belas paisagens igualmente podem ser vistas sem dificuldade?
Obrigada desde já!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fátima! Não há diferença na paisagem o ano inteiro. Muito raramente, quando chove em fevereiro ou março, aparecem flores. Mas é a única diferença em todo o ano, e não acontece sempre.

Andrius Machado

Pessoal, boa noite. Gostaria de saber se é possível uma travessia de La Paz, passando por Uyuni, chegando a Calama no deserto do Atacama. Pretendo fazer esse roteiro e não encontro relatos nesse sentido. Geralmente quem vai à Uyuni parte de La Paz e retorna para lá ou parte de Calama e retorna à Calama. Minha intenção é La Paz até Calama atravessando o Salar de Uyuni. Muito obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andrius! Os passeios que existem hoje têm origem ou em San Pedro de Atacama ou em Uyuni e voltam para o local de partida.

Mas a Cruz del Norte tem uma linha regular entre Uyuni e Calama, nos dois sentidos claro. Você pode fazer o passeio a partir de Uyuni, voltar e seguir de ônibus a Calama e de lá a San Pedro.

Andrius Machado

Muito obrigado!

Ândrea Aghinoni Fantin Buttazzi

Parabéns pelo trabalho detalhado e extremamente útil.
Muito obrigada pelas orientações.

Marina Melém
Marina MelémPermalinkResponder

Olá, boa noite! Vou viajar para Atacama na primeira quinzena de setembro, veja se consegue me esclarecer algumas dúvidas.
Entrei em contato com um hotel e fui informada que lá só haveria calefação em julho e agosto, não teria em setembro pois a temperatura seria agradável. O que vc acha disso? Pois pelo que lí ainda é considerado inverno no período e com possibilidade de baixas temperaturas principalmente a noite.
A segunda dúvida é sobre os horários dos passeios, este mesmo hotel me informou que não aconselhavam tomar cafe da manhã antes dos passeios devido a altitude. Isso serve mesmo pra quem é acostumado a comer pela manhã? Ficaríamos sem alimentação até o almoço?
Se puder me ajudar com essas dúvidas pois irá me ajudar a definir minha hospedagem, visto que o outro hotel (mais caro) atende estes critérios.
Parabéns pelo site, ajudando bastante a planejar a viagem!
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! A falta de calefação é motivo para eliminar esse hotel e seus conselhos.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar