Busch Gardens: montanhas russas, bichos africanos

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Na montanha russa Sheikr

Não, não é a minha primeira vez em Orlando. Na verdade -- pasmem -- eu sou um veterano. Estreei por aqui em 1978, provavelmente antes da maioria de vocês (ter vindo ou ter nascido, tanto faz). Tudo bem que desde então eu só estou voltando agora. Mas não me acusem de calouro grin

Ontem, por exemplo, foi a minha SEGUNDA VEZ em Busch Gardens, o parque de Tampa que usa o continente africano como tema. Sim, Busch Gardens já existia antes do Epcot, da Universal e dos outlets (que também são parques temáticos, só que de compras).

Busch GardensInspirado em Jeff Koons?Busch Gardens

Eu me lembrava de duas coisas: uma montanha russa que dava duas voltas de cabeça para baixo e a arquitetura africana. Naquela época, o Busch Gardens tinha sido a melhor surpresa da viagem; eu não sabia nada a respeito, estava no programa do pacote, me levaram e eu adorei.

O parque mudou bastante. Agora não é só a arquitetura que é africana. Boa parte do parque passou a ser dedicada a animais da savana. Alguns bichos ficam em espaços ao ar livre, como num simba-safári; outros, em habitatzinhos menores, como num zoológico convencional. Mas sempre com engenho e timing de parque temático, o que muda completamente a experiência.

Serengeti Safari

Começamos o tour com o Serengeti Safari (cobrado à parte, de US$ 29 a US$ 39): a gente sobe numa caminhonete aberta e passa 40 minutos por entre girafas, rinocerontes, hipopótamos, antílopes, gnus e zebras (marrons! zebras marrons!). O ponto alto -- em todos os sentidos -- é a sessão de dar comida à girafa. Todo mundo tem direito à sua vez.

Diga: djirááááfff

Salada sem azeite!

Repara só na lingüinha

Gnus

Busch GardensBusch Gardens

(Não querendo pagar à parte, existe um safári simplificado, por outro circuito, sem a parada para servir salada às pescoçudas; este está incluído no ingresso do parque.)

De lá nos levaram para Jambo Junction, um lugar que serve como berçário e quarentena para bichos que chegam. Foi ali que descobri que um canguruzinho baby nada mais é do que um cachorro esquisitão!

Canguruzito

CanguruzitosCanguruzitosCanguruzitos

Ali também são mantidos os bichos mais dóceis e domesticados, que de vez em quando são levados para aparições-surpresa.

Tatu-bola!

Tatu-bola!!!!

(Tipo: você está andando pelo parque e vê uma aglomeraçãozinha num gramado. Corre lá, que pode ser a sua chance de ver um... tatu-bola!)

Tigres brancos de Bengala

É difícil não se apaixonar perdidamente pelos tigres brancos de Bengala. O meu déficit de horas de Animal Planet é tão grande que eu não sabia que os tigres são os únicos felinos que gostam de água. Agora não tenho mais dúvida...

Já pra água, gatinho!

A área mais nova do parque é dedicada às crianças pequenas e toda tematizada com Vila Sésamo. (Pena que as crianças brasileiras não saibam mais o que é isso.) Gostei da montanha-russa infantil, em que crianças pequenas podem andar acompanhadas dos pais. No final da volta elas ganham um certificado da "Minha primeira montanha-russa".

Minha primeira montanha russa

O que nos traz ao motivo pelo qual a garotada quer vir para o parque: as montanhas-russas. No momento existem três. Uma clássica, inteiramente de madeira, a Gwazi (que tem dois circuitos diferentes); uma que dá SETE VOLTAS de cabeça para baixo, a Montu; e a mais radical de todas, a Sheikra, que tem uma descida em mergulho de 90 graus.

SheikraSheikraSheikra

Tipo totalmente deusmelivreeguarde.

Deusolivreeguarde

Sim, pessoas. Essa turma do detalhe foi tirada exatamente da fila do alto da fotinho da direita um pouco acima.

Felizmente, assim como Busch Gardens, eu também cresci, e hoje tenho um álibi perfeito -- meu remédio para pressão alta -- para não precisar mais provar macheza nessa hora. Fotografar os outros já é suficientemente emocionante.

E olhe que vem mais uma montanha-russa por aí.

Obrigado. Eu fico com a parte dos bichos. Se trouxesse meus sobrinhos, faria algum dos passeios "de bastidores" (backstage tours), em que você vai à área de descanso dos bichos acompanhar o trabalho dos técnicos (custam desde US$ 29 extras).

Também tem um show à la Rei Leão, o Ka'Tonga, mas não deu tempo de ver.

Se você me perguntar o que eu mais gostei no parque, eu vou responder: a MÚSICA! A seleção de pop africano que rola nos alto-falantes é absolutamente espetacular. Nunca esperaria encontrar música boa num parque temático...

No geral, o que acho bem esquisito é a total falta de qualquer menção ao fato da África ser o lugar de onde descendem tantos americanos. A África do Busch Gardens é um continente de bichos apenas. O assunto deve ser muito explosivo nos Estados Unidos -- sobretudo no Sul. Se fosse no Brasil, certamente ia ter uma área dedicada ao candomblé mrgreen

Achei uma boa escolha começar o rolê por parques da Flórida por aquele que talvez seja o mais low-tech dos parcões. Mas esperem até o fim pelo balanço geral...

Busch Gardens fica em Tampa, a  cerca de 100 km de Orlando. O ingresso custa US$ 79 + taxas (para visitantes acima de 3 anos de idade). O estacionamento sai US$ 18. O parque abre das 10h às 18h; no verão e em alguns fins de semana pode ter seu horário estendido.

77 comentários

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Incrivel ver as expressoes do povo descendo a montanha-russa no close. Incrivel!!!! E que lindos os tigres brancos!

JB
JBPermalinkResponder

Adoro uma montanha russa!!! smile

JB
JBPermalinkResponder

Riq,

Fiquei curioso. Que tipo de pop africano toca por lá?

Ricardo Freire

Tudo do bom e do melhor. Juju music nigeriana, vocais sul-africanos, salsa de Camarões, zouk... dá vontade de mandar carregar o iPod smile

JB
JBPermalinkResponder

Riq,

Se vc quiser, eu tenho alguns exemplares em casa: Toure Kunda, King Sunny Ade, Amadou & Mariam, Cheb Khaled, The Very Best, Salif Keita, Alpha Blondy smile

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Cara, eu salivei com essas montanhas-russas. AMO montanha-russa!

Thiago Parente

Fui no Busch só um vez em 1995, não vi nada, uma chuva torrencial, ela meio do caminho entre Orlando e Naples, depois de uma semana rodando os outros parques. Só me lembro da Kumba, q hj parece que nem existe mais.

Thyago Portela

Xará... a Kumba existe sim. Andei nela em outubro passado, achei boa tbm.
Mas nada se compara a Sheikra... e na primeira fila... excelente!!!

Luciana Bordallo Misura

Eu fui na Montu na primeira fila, amei. Na epoca a Sheikra ainda nao existia, preciso voltar wink

Tiago dos Reis

Tô com você, Ricardo. Deusmelivreeguarde de montanha russa!!!

Lena
LenaPermalinkResponder

também só estive em Orlando uma vez e quase no mesmo ano que você ! Só que meu pacote não me levou a Tampa;só Magic Kingdom sad
Pena... Também já cresci e hoje se passar por aí vou AMAR dar comida para as girafas mrgreen

Gustavo -  Viajar e Pensar

Putz, estou com saudade destas bandas também.
Semre achei o Busch muito bom, muitos dos animais e brinquedos legais. Apesar de ficar mal com tantas montanhas russas, tenho saudades.

Riq, não tem mais a visita a fabrica da BUD? Todas as vezes que fui eu era menor de 21, gostaria de voltar só pra degustar umas cervejas na fábrica.

Abraço!!

Thyago Portela

Gustavo... fui pela primeira ao Busch Gardens no ano passado, esperando pelas "buds", além das montanhas russas. Mas, para minha surpresa, não existe mais a "degustação".

Parece que a cervejaria Anheuser-Busch (dona do parque e da Budweiser), foi comprada pelos grupo belga-brasileiro da InBev em 2008... talvez seja esse o motivo do corte.

Renata Runge
Renata RungePermalinkResponder

A degustacao das cervejas da Anheuser-Busch agora e no Seaworld...la perto do show da Shamu.

Ricardo Freire

Não tem mais fábrica não. Os parques não são mais da Anheuser-Busch/Inbev desde dezembro. Acho que a cervejaria foi fechada alguns anos antes. A fábrica da Bud na Flórida agora é em Jacksonville.

Gustavo - Viajar e Pensar

Valeu, pena.
Tenho que agendar uma ida Boston para ir na Samuel Adams, dizem ser legal a visita ou aqui em Blumenau na Eichenban.
Abraço!!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Acho o Busch incrível !

Aliás, não conheço melhor introdução a todas as experiencias possiveis em viagens pelo mundo , do que os parques de Orlando.

Foram as idas a Florida que despertaram meu desejo de conheçer muitos países que não faziam parte nem do meu mundo imaginário.

Recordo perfeitamente da sensação de estar num "país-Epcot" e pensar: este lugar aqui deve ser sensacional no mundo real :cool:

Tb tem o outro lado , que é descobrir por ex., que bichos de verdade podem não ser a nossa praia . Daí, é só riscar da lista um game na Africa .

Mary
MaryPermalinkResponder

Ah, Sylvia, concordo totalmente!
Lembro de visitar o pavilhão da China e sonhar com o dia q poderia conhecer o Templo do Paraíso original (aliás, a cópia Epcot é perfeita!).
Riq, não sei se consta da sua programação, mas em St. Petesburg, cidade ao ladinho de Tampa, tem um fantástico museu de Salvador Dali. Pelo q sei, é o maior acervo reunido do artista. Vale a pena um "intervalo cultural" entre um zôo e uma montanha-russa.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

A única coisa que os "paises do Epcot" tem de melhor do que os do mundo real, é que todos os berimbaus que a gente leva um tempão pra cacifar e carregar , estão alí, juntinhos, bem ao alcançe da mão ( e sem limite de peso pra despachar ).

Patricia Batista Figueiredo

Penso exatamente o mesmo dos países do EPCOT! Sem falar na alegria bobinha que as crianças devem ter ao ver o passaporte Disney com carimbos de cada um dos pavilhões grin

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Me impressiona a capacidade dos USA em trazer o mundo aos seus pés....Ainda bem que a gente pode (e gosta) aproveitar esta degustação, não é ? smile

In Spirits
In SpiritsPermalinkResponder

Haha saudades de lá! Queria muito andar na Sheikra, fila da frente sem sombra de dúvidas. E to pra ver animal mais lindo que esses tigres.

Abraço
Geraldo Figueras

Isabel O., Portugal

NUNCA andei numa montanha-russa... e não tenho a mínima vontade de o fazer. Pavor total. Mas a parte dos bichos, da música, é outra conversa. Acho que alinhava.

Vyvianni Pedrosa

Depois de 11 anos voltei em fevereiro deste ano a Orlando, e fui no Busch Gardens, graças a deus num dia sem fila alguma!!! O que me possibilitou ir em todas as montanhas russas, algumas duas vezes!!! muito bom!

Edson
EdsonPermalinkResponder

E a Kumba? Não existe mais? Era A montanha-russa na época que estive lá.

Kristen
KristenPermalinkResponder

A Kumba ainda existe, é muito legal mas não se compara à Montu e a Sheikra.

Ricardo Freire

Ooops! Existe sim! Acho que eu não passei por ela...

Simone Lobo
Simone LoboPermalinkResponder

Linda a foto em que vocês estão alimentando as girafas! Perfeita!!!!

Eleonora
EleonoraPermalinkResponder

hahaha que fofo dando comida a girafa!!

Carol Rech
Carol RechPermalinkResponder

Nossa .. Amoo montanha-russa!
Agora dar comida para as girafas tbm deve ser lindo!

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Sou daquelas que vai na montanha-russa de braços levantados ! AdoUrooooooo !!!

Busch Gardens, Six Flags, podem me mandar que eu vou ! grin

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

É o meu parque preferido. Após duas visitas, uma c/ 15 anos e outra em 1996, eu fiquei de voltar só quando pudesse levar os filhos - o que está se aproximando! Agora, montanha-russa, eu não encaro mais. Fui numa bem bobinha no Tivoli, em Copenhague e me deu dor de cabeça, imaginem essas aí! Sou mais o rafting naquela boiona em que a gente se molha toda!

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Amei os bichos, mas também passo a montanha-russa... se já fugia na infância, agora um desgaste na cervical me livra com certeza!!!

Edu Luz
Edu LuzPermalinkResponder

Os caras vendem tudo. Não vendem esta trilha sonora nas lojinhas?
E aproveite bem pra trazer know how destas "organizaçõezinhas" americanas, como a Disney, pro nosso conglomerado da Bóia!! rs
Estou com a Mari: se tiver um tempinho, vá tomar um café no Winter Park. É muito bonito e bem diferente do formato Orlando!

Alessandro A.
Alessandro A.PermalinkResponder

Eu adoro montanhas russas e o post ficou muito legal! Riq, eu também tenho que contar ainda a minha viagem para a Disney, mas depois dos seus posts não vou conseguir chegar nem perto. smile

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Adorei a parte dos bichos e da música!!!

Montanha russa: deusmelivreeguarde também.

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Fui no Space Mountain da Disneyland-CA semana retrasada e sinceramente, minha quota de montanhas-russas fechou para balanço por anos que ainda virão... grin

Acho q eu ia curtir esse passeio pelo backstage do parque. Ver os bichos por outro ângulo. Faço isso sempre que possível em aquários, pq é bacana pra gente ter uma melhor perspectiva da trabalheira q é manter esses animais pro público ver.

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Lucia existe algum movimento contra este tipo de espetáculo ou isto só é coisa de Greenpeace?

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Eu tenho que achar um remédio-pra-pressão ou qualquer outra desculpa melhor arrumada, porque não entro NEM MORTA numa montanha-russa. Pagar pra passar aperto? Me inclua fora dessa... mrgreen

Mas gostei da parte dos bichos (que eu nem suspeitava). Quem sabe uma próxima vez na Flórida...

Boa viagem, Riq!

Tweets that mention Fotoblog: Busch Gardens, Tampa -- Topsy.com

[...] This post was mentioned on Twitter by Ricardo Freire, Nascimento Turismo, Felipe Pia, Rafael Crisafulli, Stella BarrosTurismo and others. Stella BarrosTurismo said: Eba, adoramos muito isso: RT @riqfreire: Fotoblog: Busch Gardens, em Tampa --> http://migre.me/FW1L [...]

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Sobre a trilha sonora do parque, eu ADORO sons étnicos. Sou fã da Putumayo, selo especializado em world music. Inclusive, tem um lançamento inspirado na África do Sul. Vale a visita: http://www.putumayo.com/en/. Eles costumam ir bem além da world music que se ouve por aí. Os CDs de música latina são show!

Isabel O., Portugal

Eu tb adoro música africana genuína e diferente do que se ouve por aí (agora resolveram reduzir a música africana a um subproduto chamado kizomba).
Ouvi num concerto, num festival de músicas do mundo, esta cantora do Mali.

http://www.rokiatraore.com/

Ouça - vale muito a pena

Em relação a essa editora - comprei na Bretanha um álbum de música celta. A colecção é, de facto, muito boa.

Érica França

Ah, adorei as fotos dos bichinhos..nem precisa ir pra Austrália pra ver canguru! beijo.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Já pensou se o Riq volta com esse mantra , Érica wink
*Esqueça as viagens complicadas < Basta ir pra Orlando, lá tem tudo do mundo todo , o tkt é bem em conta, hospedagem idem,´moeda a favor e bagagem de 2x 32kg "

Jurema
JuremaPermalinkResponder

Puxa, Sylvia, aí eu é que vou dizer Deusolivreeguarde! Que Nossa Senhora dos Seguidores da Bóia não permita!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Hehe , Jurema eu tb espero que não wink

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Tô contigo Jurema! smile

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Cruizcredo!Comecei a rezar desde já!

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Que N.S. sa Bóia nos livre desse mal. Amém!

Carla
CarlaPermalinkResponder

Bom, eu sempre odiei montanha-russa - fui ao Busch Gardens como quem vai a um zoológico diferente, e aí curti bastante... wink

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Adorei o fotoblog e os comments! Não tô conseguindo acompanhar, já tô na contagem regressiva. bjs e aproveitem!

Sílvia Soares

Riq, só uma informação da "mãe de plantão" aquieek Vila Sésamo ainda passa regularmente na TV Cultura e, no Discovery Kids, alguns personagens originais estão no programa "3,2,1 Vamos".

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Sílvia,
Como "tia de plantão" eu ia dizer a mesma coisa, mas achei que talvez o Riq estivesse se referindo à antiga formatação do programa. Nela havia a participação de atores brasileiros (Aracy Balabalian, por exemplo) e parece que o programa ficava mais adaptado a nossa realidade. De qualquer forma, hoje, eu e minha sobrinha damos muitas risadas com o Ênio e o Beto!

Isabel O., Portugal

Hum... está-me a parecer que cá eram o Egas e o Becas.

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Hihihi!

Guta
GutaPermalinkResponder

Ahh! Que gostoso! Nunca fui muito fã de montanhas russas, mas incrivel como nos Eua a coisa muda! Elas sao muito mais insanas dos que a gente encontra por aqui, mas de uma maneira estranha, você se sente mais "seguro"..srsrrsrsrs
Uma pergunta: você vai conseguir dar uma espiada no novo parque do Harry Potter???? rssrs
bjus

Geo
GeoPermalinkResponder

Tenho medo de montanha-russsa punk. Só tive coragem de ir na space mountain do magic kingdom e naquela do MGM que o trajeto é no escuro. Como não vejo o percurso me encho de coragem e vou. Mas não encaro as grandes tipo Hulk e aquela outra do Islands of adventure. Meda...

Priscila (Inquietos)

Mais uma fã de montanhas-russas! Amoooo!

Silvia Granata

Riq: qual é a melhor epoca para visitar Orlando e não pegar os parques cheios, seja de brasileiros, americanos ou europeios? E uma semana dá para conhecé-los?

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Eu iria em Abril... tempo bom, sem chuva, sem chance furacão smile
Em uma semana rola conhecer os parques mais famosos, mas vai rolar overdose ainda mais se for sem criança... com criança é mais legal, mas mais cansativo smile

Ricardo Freire

Há mais parques do que dias da semana. E tem as compras. Mas é só uma questão de fazer o dever de casa e selecionar em quais você quer ir.

Para pegar a cidade menos cheia, venha fora das férias escolares do hemisfério norte (julho/agosto) e spring break (abril).

Para pegar a cidade sem brasileiros, é fácil: provoque uma nova crise mundial, aumente a instabilidade dos mercados espalhando incertezas relacionadas à eleição brasileira, e com isso faça o dólar triplicar. Daí venha para Orlando e não veja brasileiros.

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Eu lembro que a primeira vez que fui a Orlando/Tampa em 1998 (tinha 11 aninhos) o Bush Garden tinha sido o parque que mais havia gostado e me divertido. Mas quando retornei em 2005 (com 28 aninhos, acho!) achei ok... acredito que quando a gente vai ficando mais velho acaba preferindo a parte high tech das coisas... eheheh...
Em Tampa eu fico com St. Pete e depois desço para um final de semana em Sarasota, só praia!
bjs

Carmem
CarmemPermalinkResponder

Eu nem tomo remédio pra pessão... mas fico com a parte de alimentação das girafas e contemplação das zebras marrons. Montanhas russas... "deusmelivreeguarde", mesmo!!!!!!!

Camilla
CamillaPermalinkResponder

Nossa, ano passado qdo estive por essas bandas nem deu tempo de ver os bichos do Busch Gardens!!!! gente, só fiquei nas montanhas russas... até naquela lá do tipo deusmelivreeguarde, huahuahauhau... preciso voltar com urgência para ver as girafas (adoro muuuito).

Breno Beltrão

Oi Riq!

Estive em Busch ontem e fui a todas as montanhas russas. Sheikra é absolutamente incrível. A sensação da primeira queda não tem como descrever em palavras.

Filmei todo o trajeto com uma sony compacta na mão e postei o vídeo no Viajante Amador. Pra quem quiser conferir como é a coisa, aí vai o link:
http://www.viajanteamador.com/2010/05/destino-orlando-tampa-na-verdade.html

Volto hoje à noite para Recife e pretendo escrever sobre os parques todos ao longo das próximas semanas.

Abraço procê e pros leitores do VnV.

Breno.

Elke
ElkePermalinkResponder

Fui em 2008 para Orlando, e amei cada dia, mas não fui ao Bush porque também não curto montanha russa, e pior, tenho medo de colocar meus filhos nelas (eles odeiam isso rsrsrs..mãe neuras é fogo), mas agora iria pelos animais...aiaiai..eu tenho uma invejinha desse seu emprego Riq...(inveja branca viu, do bem...rsrsrs)
Bjs

Bruno Maldonado

Riq,
Estou indo em julho, de 11 a 25 com esposa filha de 9 anos e a sogra!!!
O Busch não estava na lista, mas fico na duvida, adoro montanhas e minha filha tb!! Uma amiga disse que o passeio é ótimo(e olha que ela não anda em montanha de jeito nenhum).Voce tambem falou muito bem do parque, devo fazer a viagem???
Parabéns pelo site...
Abraços.
Bruno

JRviajando
JRviajandoPermalinkResponder

Woohoooo!!!
Achei que aqui era o lugar ideal para informar em primeira mão que fechei minha viagem a Orlando.
Serão 16 dias com minha irmã e duas sobrinhas (já grandinhas!), a partir de 24 de setembro.

E agradeço ao Riq que foi fazer a visita precursora... trazendo os detalhes que não se encontram em guia nenhum!

Não vejo a hora! É um sonho antigo que se realiza. Aguardem comentários no JRviajando.

Abraços,
Junior

evandro
evandroPermalinkResponder

o cozinheiro mauro do kenoa não está à altura do hotel.

Juliana Ferraz

Oi, Ricardo!

Em novembro meu marido e eu vamos levar pela segunda vez nossos filhos para Orlando, onde ficaremos por 15 dias. Como chegaremos por Tampa pensei em dormir duas noites lá mesmo pra já aproveitar o Busch Gardens, que não conhecemos. Mas me pergunto se são mesmo necessários dois dias de parque, até porque ano passado tivemos uma overdose de aquários, zoos e todos os tipos de animais em nossa viagem de três semanas pela costa da California...
Meus filhos tem 4 e 6 anos e estou grávida. Me pergunto se poderei ir nos brinquedos médios (sou pé no chão e já nem sonho com os super radicias...) e parques aquáticos... seria ótimo se conseguisse encontrar um tipo de tabela mostrando o que pode ou não...

Parabéns pelo site. Sempre minha primeira referência de informação. : )
Um abraço,
Juliana

Ricardo Freire

Duas visitas é para quem tem tempo sobrando. Se não for o seu caso, faça o bate-volta de Orlando, é mais simples do que ficar trocando de hotel. Se vocês se apaixonarem perdidamente pelo parque e quiserem voltar, é só voltar...

Adriana Barra
Adriana BarraPermalinkResponder

Pessoal, as únicas atrações do Bush Gardens, fora os animais (que eu gosto muito, sem dúvida) são montanhas russas? Eu não vou nem por decreto-lei e, pelos posts anteriores, fiquei com a impressão que o parque é um grande zoológico é só, para quem não curte o radicalismo das montanhas. Vou pra lá em outubro e queria saber se vale a pena dirigir 100 Km para ir a este parque.

Viaje na Viagem

Adriana. Ninguém é obrigado a ir a lugar nenhum. Há muitas atrações na Flórida. Informe-se, leia sobre todas, vá àquelas que te chamarem mais a atenção.

Adriana Barra
Adriana BarraPermalinkResponder

Ricardo, vc não entendeu bem minha colocação. Sei q obviamente ninguém é obrigado a ir a nenhum lugar e li todos os posts sim. O q não ficou claro pra mim é se o parque tem outras atrações além dos animais (que eu gosto muito, como já disse) e das montanhas russas e se, na opinião das pessoas, vale a pena a longa viagem mesmo para quem não se dá bem com brinquedos radicais demais. Isso para que eu possa decidir entre incluir ou excluir o Bush Gardens de meu roteiro.

Ricardo Freire

Hehe. É que você não sobe em montanha russa (empatamos) e já acha que pode não gostar o suficiente dos animais. Ninguém pode se colocar no seu lugar. Mas nas entrelinhas do que você escreve está escrito que você não vai gostar.

Viviane Moura
Viviane MouraPermalinkResponder

Adriana,
Posso lhe relatar o que achei do parque, mas claro, só minha opinião . Daí você o que se encaixa pra você.
Busch Gardens realmente só tem montanhas russas, animais e áreas para crianças pequenas como teatrinho de marionetes, brincadeiras com água como chuveiros engraçados, fontes para as crianças brincarem, uma espécie de carrinho bate-bate(não sei qual o nome, eu chamo assim..). Imagino que tenha essa parte justamente porque as crianças pequenas não podem ir nas montanhas russas que são em torno de 08 a 10 no parque. A viagem é tranqüila e sem problemas.
Depois que li um post aqui no VnV, tirei o Sea World da programação e incluí o Discovery Cove - que foi o melhor passeio pra mim!!
Não sei se vc já leu, mas segue o link do texto do Riq. Realmente é um passeio mais caro, mas valeu muito a pena, pelo número reduzido de pessoas e consequentemente pelo ritmo mais calmo do parque:
https://www.viajenaviagem.com/2010/05/discovery-cove-ou-o-dia-em-que-beijei-uma-golfinha/
De qualquer forma, boa viagem!

VIAJAR também é PRECISO &laquo; Lar&amp;etc

[...] Fotoblog: Busch Gardens, Tampa [...]

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar