Golden Pass Line, parte 1: de Montreux a Interlaken

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Golden Pass Line

Pronto. Vamos pegar o primeiro trem panorâmico desta viagem. Prometo que ao fim da série você e eu estaremos formados e pós-graduados no assunto.

A primeira surpresa que a gente tem quando começa a estudar os trens na Suíça é que grande parte das rotas panorâmicas funcionam como rotas regulares, usadas no dia a dia pelos suíços. Sempre que a rota panorâmica ligar duas cidades ou vilarejos, será servida principalmente por trens regionais convencionais. Alguns horários oferecerão vagões vips com janelas maiores na primeira classe (e talvez exijam reserva compulsória) ou até mesmo trens inteiros voltados exclusivamente para turistas (como acontece com o Glacier Express e o Bernina Express). Mas a regra básica é: se unir duas cidades onde more gente, haverá muitos horários convencionais, em que você pode comprar passagem na bilheteria ou subir com o seu Swiss Pass sem reserva prévia.

(Já quando um trem leva de um vilarejo a uma estação de esqui, então a coisa muda de figura; todos esses trens requerem suplemento. Vou falar de alguns deles em breve.)

Golden Pass Line

Voltemos, pois, à Golden Pass Line. Trata-se do nome fantasia de uma rota que envolve três ferrovias distintas. O primeiro trecho vai de Montreux a Zweisimmen; ali é feita uma baldeação para o trem que leva a Interlaken Ost. Em Interlaken os turistas costumam descer para passar alguns dias e explorar a região. Mas querendo, dá para pegar o trem seguinte a Lucerna, onde termina a linha. (O sentido oposto, claro, também funciona. Mais uma vez, não se apresse -- no final do périplo suíço eu vou dar sugestões de itinerário, seja paciente...).

Golden Pass Classic

Pois bem. A rota pode ser feita em quase trinta horários todos os dias. Para quem quer os vagões especiais da Golden Line, porém, há oito trens diários. Em dois desses horários -- às 8h47 e às 13h45 -- a Golden Line usa vagões Pullmann, que pertenceram à Orient-Express. Nesses horários o trem ganha a denominação Golden Line Classic.

Golden Pass Line - trem ClassicGolden Pass Line - trem ClassicGolden Pass Line - trem Classic

Recomendo muito que você tome o Classic. Por um motivo: o trem já vale a viagem. Caso faça tempo feio e o panorama não se revele lá tão panorâmico, você se diverte com o interior.

Foi o que aconteceu na minha vez. O dia estava chuvoso (podia ser pior; pelo menos não havia neblina) e a paisagem, digamos, não se apresentou em todo o seu esplendor. (Nos percursos seguintes, porém, São Pedro se recuperaria com brilho.)

Mapa do percurso (gentilmente surrupiado da Deutsche Bahn)

O trajeto entre Montreux e Interlaken é cumprido em três horas. O contraste entre as duas pontas é tão interessante quanto a vista que você pode encontrar pelo caminho: do balneário à montanha. Na França, seria como incluir Nice e Chamonix na mesma viagem.

Montreux vista do alto

O trem começa a subir logo ao partir de Montreux. Dá para ver a cidade lá do alto da montanha (e alguns vinhedos também).

Golden Pass Line - trem Classic

La Suisse; die Schweiz; la Svizzera

Logo que o trem se estabiliza numa altitude mais elevada, você se vê rodeado pela Suíça dos clichês. Montanhas, pastos que parecem jardins, vaquinhas com sino no pescoço, vilarejos.

Gstaad

Momento Rob Report: o trem passa por Gstaad -- um lugar onde um número não-negligível de habituês não chega de trem, mas em seus próprios aviões.

ZweisimmenZweisimmenGolden Pass Line, vagão panorâmico

Chegando a Zweisimmen deixamos os vagões Classic e subimos no Panorama. Se você não contratou o serviço de fast baggage (conto isso num dos próximos posts), tem que descer e subir com sua bagagem. Mas sempre pode rolar uma ajudinha...

Golden Pass Line; Lago Thun na janela

O grande momento do trecho entre Zweisimmen e Interlaken é quando o lago Thun aparece à esquerda do trem. Com sol ia ficar mais bonito, claro, mas não se pode querer tudo o tempo todo, concorda?

Quanto custa?

Com Swiss Pass, o trecho entre Montreux e Interlaken via Zweisimmen custa apenas a reserva de assento (opcional nos vagões comuns, obrigatória no Classic), de 8 a 15 francos suíços. Sem Swiss Pass, o trajeto custa 51 francos suíços nesta rota, via Zweisimmen (que leva 3h44) e 60 francos suíços na rota rápida, menos panorâmica (leva 2h16).

Ricardo Freire viajou à Suíça a convite do Swiss Travel System.

Leia mais:

120 comentários

Andre
AndrePermalinkResponder

Olá. Preciso de algumas orientações em relação ao deslocamento entre as cidades ... Tenho 7 dias ,meu voo chega e sai de Zurique e gostaria de fazer Berna / Lucerna / Interlaken e Zermatt .

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Ola. Pode tirar uma duvida? Vou de Mountrex para Luzern pela Golden Pass Line mas não irei comprar o Swiss Pass. O site da Golden é um pouco complicado (parece para mim) ai não sei se estou comprando o lugar ou o passe. Estou fazendo as reservas por trechos. De Mountrex para Zweisimmen. Aparece para selecionar os lugares e custa apenas 8 francos. É isso mesmo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Esse é só o custo da reserva do assento nesse vagão, que provavelmente não é o clássico. A reserva de assento só será válida com a compra da passagem para o dia da viagem, compre em https://www.sbb.ch/en

Eduardo Correia

Boia e Daniela,

Acabei de reservar o vagão Panorama. Custou os exatos CHF 8.00 entre Montreux e Zweisimmen, e mais CHF 5.00 entre Zweisimmen e Interlaken. Caso n!ao queira o Swiss Travel Pass, terá que comprar avulso no site dos trens suíços SBB (https://www.sbb.ch/fr/home.html). Quanto ao vagão Clássico, somente a partir de 30/06 (não disponível nesta primavera).

Fátima
FátimaPermalinkResponder

Olá!
Após a leitura fiquei com dúvidas: chegarei de Nice e Provence, pagarei o trem em Marselha até Lyon, de onde posso seguir pra Genebra. Chamonix fica próximo e poderia ir até lá de Lyon ou mesmo de Genebra. Daí pergunto, vale a pena ir a Chamonix ou dedico mais tempo a Interlaken?
Pelo exposto pelo Ricardo Freire, tenho a sensação de que serão um pouco parecidas.
Enfim, terei 6 a 8 dias e meu roteiro é Genebra, Zurich, Berna, Lucerna, Interlaken. E pensei em fazer a Golden Line até Montreux.
Será q incluo Chamonix ou será mais do mesmo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fátima!

Veja roteiros sugeridos para 6 e 8 dias:
https://www.viajenaviagem.com/2013/09/roteiros-trem-suica-swiss-pass/

Greice
GreicePermalinkResponder

Olá Ricardo. Que blog riquíssimo. Parabéns e muito obrigada!

Na panorâmica a Top of Europe, confesso que toda vez que eu lia que vc não fez determinadas paradas porque tinha que resgatar as malas dava um gelo no coração, pois não via a hora de chegar a informação que deu tempo de resgatar a mala, e deu, graças à Deus. Ufa. kkk

Li que o swiss pass funciona muito bem. Eu e meu esposo ficaremos 7 dias na Suíça e depois iremos para o norte da Itália, por mais 7 dias.

Sabe dizer se o Global Pass é tão funcionante como o swiss pass? As regras e "benefícios"são os mesmos?

Abraço.
E mais uma vez, obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Greice! Não recomendamos nenhum passe de trem fora o Swiss Travel Pass e o German Pass.

Veja:
https://www.viajenaviagem.com/2011/07/vai-por-mim-trem-na-europa/

Joyce Maria Bocorny Messias

Adorei suas dicas sobre a Suiça. Para um casal entre 70 e 80 anos, quanto tempo e qual o roteiro indicado?

Marcelo Pierro

Ola, Estou querendo pegar o trem de Montreaux até Luzern e vi que vc indica o site : https://www.sbb.ch/en . Existe a possibilidade de descer nas paradas e pegar um próximo trem , ou se descer tem de comprar outra passagem ?O que recomenda ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcelo! Se for um trem convencional, não-panorâmico, você pode descer e subir ao longo do trajeto sem problemas durante o dia de validade da sua passagem, num único sentido. Mas se for um trem panorâmico, precisará da reserva de assento para cada trecho.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar