Disney: 22 dicas para aproveitar o Fast Pass+ e não perder seu tempo na fila

Heloísa Dall'Antonia
por Heloísa Dall'Antonia

Menina usa o fastpass+ na Disney

A essa altura do campeonato você já deve ter notado que planejar sua viagem à Disney World, em Orlando, é fundamental se você pretende de fato aproveitar tudo o que os parques temáticos têm a oferecer. Uma das formas de programar bem seu tempo é usar o sistema do FastPass+ (uma espécie de fura-fila eletrônico). Pensando em quem está indo pela primeira vez aos parques (ou pela primeira vez depois que Magic Bands e Fast Pass Plus passaram a funcionar em todo o complexo), preparamos um guia de 22 perguntas e respostas para ajudar na aparentemente tensa missão de adentrar o mundo da fantasia. Fique tranquilo: é mais fácil do que parece.

1 | O que é o FastPass+?

É um sistema que permite que o visitante reserve antecipadamente um lugar em uma determinada atração, seja ela um dos brinquedos, um show ou mesmo um encontro com personagens. Quem agenda um FP+ ganha uma janela de tempo (normalmente de uma hora) para usufruir uma vez da atração escolhida. Chegada a hora designada, basta seguir para a atração, encostar sua Magic Band (calma, daqui a pouco vem a explicação sobre isso) ou o ticket de entrada no poste com a silhueta de Mickey e entrar em uma fila separada, infinitamente mais rápida, da atração. A quantidade de FP+ distribuídos diariamente para cada atração dos parques é limitada.

2 | Que legal! E quanto custa ter esse FastPass+?

Nada. Usar o sistema está incluso no valor do ingresso dos parques. Tendo um ingresso, você tem o direito de usar o FP+.

3 | Com quanta antecedência posso agendar um FP+?

Se você for se hospedar em um hotel dentro do complexo Disney, já pode fazer seus agendamentos 60 dias antes da visita. Quem dorme em outros hotéis de Orlando ou região tem 30 dias antes da viagem para organizar seus FP+. Nos dois casos, porém, será necessário ter em mãos os números de reserva de hospedagem, ou dos vouchers dos ingressos; cadastrar-se no My Disney Experience (também já chego lá) e linkar seu perfil no aplicativo com os bilhetes.

4 | Mas e se eu só for comprar meus ingressos no dia em que for ao parque?

Sem problemas. Basta se dirigir a um dos quiosques do FP+ e usar seu bilhete de entrada para agendar os FP+. Você também pode criar previamente uma conta no My Disney Experience e linkar seu ingresso recém-adquirido nela (todos os parques tem wi-fi gratuito, então basta estar com o celular ou tablet para se conectar). Para isso, basta seguir as instruções do aplicativo.

Compre ingressos para a Disney no nosso parceiro RCA

Usando a Magic Band da Disney na entrada do parque

As Magic Bands podem ser personalizadas. A minha é do Olaf. smile

5 | O que é essa Magic Band?

Na definição do Ricardo Feire, é uma “pulseira com superpoderes”. É tipo isso mesmo. Trata-se de uma pulseira que tem um dispositivo integrado que conecta o visitante à tudo o que se refere às suas férias na Disney, seja a chave do quarto do hotel (caso esteja hospedado dentro do complexo), ao ingressos dos parques, às escolhas de FP+, às fotos tiradas pelo Disney PhotoPass ou até mesmo o seu cartão de crédito, caso você queira. Para quem fica em um dos hotéis da Disney, a Magic Band é ao mesmo tempo carteira, chave do quarto e ingresso.

5 | Então eu preciso ter essa Magic Band se for pra Disney?

Não, a Magic Band não é obrigatória para os visitantes. Se você e sua família ficarem hospedados em um dos hotéis do complexo, ganharão uma assim que fizerem o check-in, afinal, ela será a chave do quarto. Caso você queira ter uma, elas podem ser adquiridas por US$ 12,95, mais impostos. Aí basta vincular o ingresso dos parques a ela.

Telas do My Disney Experience

A indicação de tempo se referia ao dia e horário real em que fiz a captura da tela

7 | Tá, e o que é esse My Disney Experience?

É um aplicativo gratuito que, a partir do cadastro, permite que o usuário conheça informações sobre as atrações dos parques (horário, altura mínima requerida e descrição), faça reservas em restaurantes, consiga ou modifique um FP+. É possível através dele fazer uma listinha daquilo que você não quer perder no parque e, o melhor: como os parques dispõem de wi-fi gratuito, ele é atualizado praticamente minuto a minuto com tempo de espera nas filas comuns de cada brinquedo. É uma mão na roda para se organizar. Funciona no computador, no smartphone e no tablet.

8 | Poxa, preciso mesmo ver isso com tanta antecedência?

Precisar, não precisa. Tenha em mente, porém, que os parques recebem muitos, muitos visitantes diariamente, o que gera filas consideráveis em algumas atrações (principalmente aquelas mais novas ou mais famosas). Esperar na fila é sempre uma opção, mas que pode “comer” fácil duas horas da sua visita, em apenas um brinquedo.

Fila interativa na atração de Peter Pan

A fila comum da atração de Peter Pan no Magic Kingdom agora tem interação com Tinker Bell

9 | Ter que se planejar tanto tira a espontaneidade da visita, não?

Depende da forma como você encara. Se conseguir, em uma pesquisa prévia sobre as atrações, decidir quais são as que você não-pode-perder-por-nada-desse-mundo faz com que a escolha de onde investir seus FP+ fique fácil. Uma vez tendo visto esses brinquedos, fique livre para explorar o parque no seu ritmo. Você também pode simplesmente desencanar, até porque, justiça seja feita, algumas filas têm atrativos muito bacanas para distrair os visitantes (Toy Story Midway Mania! e Seven Dwarfs Mine Train são algumas delas).

10 | Tá, mas então posso pegar 75 FP+ para usar o dia inteiro?

Não. Independentemente de como tenha comprado seu ingresso, ou de sua estadia ser ou não dentro do complexo Disney, você só poderá pegar 3 FP+ de início. É só depois de usar os três (ou de a janela de tempo deles ter passado) que será possível pegar o quarto. E só depois de usar esse 4o poderá pegar o quinto, e por aí segue, sempre um de cada vez. Para agendar outros FP+, basta usar o My Disney Experience ou ir até um dos quiosques FastPass+ distribuídos pelos parques (o mapinha que você pega na entrada tem indicação de onde eles estão).

11 | Xi, mas é fácil mexer no sistema disponível no quiosque?

Sim. Além de simples, todo o sistema pode ser acessado em português. Há também funcionários que podem ajudar no processo.

12 | Legal. Só que vou viajar com outros 37 membros da minha família. Vou ter que agendar tudo para cada um deles?

O aplicativo My Disney Experience permite linkar o seu cadastro com o de outras pessoas (na área “Family & Friends”). Se você fizer isso, poderá “administrar” todas as reservas de uma única vez.

13 | Mas aí todo mundo vai ter que ir às mesmas atrações?

Não. Você seleciona quais pessoas linkadas a seu cadastro vão pegar o FP+ para cada atração. Se algum dos membros do seu grupo não quiser ir, basta tirá-lo daquela seleção.

14 | Temos crianças pequenas. Elas não vão poder ir a algumas das atrações que queremos ir. Como faz?

Algumas atrações dos parques da Disney contam com a sacrossanta fila “Single Rider”. Com ela, uma pessoa sozinha pode pegar uma fila mais rapidinha para ir à atração (você entra em brinquedos em que resta apenas um lugar, e não dá para ir com outros membros do seu grupo). Outra opção, também disponível em algumas atrações, é usar o "Rider Switch", sistema em que um adulto fica com as crianças enquanto o outro vai à atração. Depois que o primeiro voltar, eles podem trocar de lugar, sem precisar pegar a fila de novo.

15 | Ok, vou selecionar atrações com antecedência. Mas e se eu mudar de ideia no dia do parque ou uns dias antes de viajar, por exemplo?

É possível trocar ou cancelar um FP+ que ainda não tenha sido usado em um dos quiosques espalhados pelo parque ou pelo aplicativo My Disney Experience. É possível também trocar o horário do FP+ ou mesmo a atração escolhida.

16 | Mas por onde eu começo? Que atrações devo escolher?

Tudo depende do seu perfil e do das pessoas que estão com você. Todo mundo ama montanha-russa? Invista nessas atrações. Pequenos querem principalmente encontrar com personagens? Aproveite para marcar os FP+ com esse foco. A única coisa que interessa é assistir às paradas num bom lugar? Aproveite a oportunidade de vê-las sem ter que ficar guardando lugar por horas.

Não há uma listagem oficial sobre quais as atrações mais concorridas de cada parque. Porém, há um certo consenso entre sites que falam sobre o destino e a observação de turistas recorrentes (como esta Bóia que vos escreve) de que os brinquedos mais concorridos sejam:

  • No Magic Kingdom: Seven Dwarfs Mine Train, Space/Splash/Thunder Mountain, Peter Pan’s Flight e o encontro com Anna e Elsa
  • No Epcot: Soarin’, Test Track e Mission Space
  • No Hollywood Studios: Toy Story Midway Mania!, Star Tours, The Twilight Zone Tower of Terror e Rock’n’ Roller Coaster
  • No Animal Kingdom: Kali River Rapids, Expedition Everest e Kilimanjaro Safari
  • Em dias quentes: atrações com água, como Splash Mountain (Magic Kingdom) e Kali River Rapids (Animal Kingdom)

17 | Como assim, encontrar personagens e ver shows com o FP+???

Sim! O antigo FastPass, de papel, que você pegava em máquinas na frente de cada atração, permitia o uso dos bilhetes apenas em brinquedos. O novo FP+ oferece a opção de reservar lugar em determinadas áreas dos parques onde há uma boa visão dos shows noturnos ou mesmo das paradas que acontecem durante o dia. Também é possível encontrar personagens em locais específicos, como no Princess Fairytale Hall ou no Town Square Theater, onde se pode usar o FP+.

18 | O FP+ é indispensável para encontrar esses personagens ou assistir aos shows?

Não. Há muito espaço para assistir às paradas ou aos shows noturnos. O FP+ apenas facilita na hora de encontrar um lugarzinho para ver tudo. Com o encontro com personagens é a mesma coisa: o FP+ faz a fila ficar bem mais rápida, mas não impede ninguém de ver/tirar foto/abraçar os personagens.

19 | Tem alguma pegadinha?

Não é pegadinha, mas regra de funcionamento. Escolher um FP+ para as paradas noturnas ou o show de fogos é uma ótima ideia caso essas sejam as atrações que você mais quer ver nos parques. O lugar disponibilizado para ver os espetáculos é realmente legal e é ótimo não ter de esperar horas plantado num mesmo espaço antes de eles começarem. O detalhe é que isso vai 'segurar' o seu terceiro FP+ do dia. Ou seja, você só conseguirá pegar um 4o FastPass+ depois de o show ter acabado.

Outro detalhe: tanto o Hollywood Studios quanto o Epcot Center funcionam num esquema um pouco diferente com o FP+. Em ambos, as atrações disponíveis no parque estão divididas em dois grupos: tier 1 e tier 2. Você pode escolher um item do primeiro grupo e dois do segundo. A partir do uso ou da janela de tempo do terceiro ter passado, basta voltar aos quiosques ou ao aplicativo para tentar um quarto FP+, a partir daí, independentemente do grupo do qual a atração faça parte.

20 | Vou visitar mais de um parque da Disney no mesmo dia. Posso pegar FP+ nos dois?

Sim. Mas a quantidade de FP+ não 'zera' porque você trocou de parque. Ou seja, continua valendo a mesma fórmula: três FP+ de início e um por vez a partir daí. Os primeiros três FP+ que você pegar precisam ser de atrações de um mesmo parque. A partir do 4o, é possível escolher brinquedos e shows de outro parque que você pretenda visitar no mesmo dia.

21 | Se eu não pegar nenhum FastPass+ vou poder ir aos brinquedos?

Claro que sim. É só pegar a fila comum e esperar pela sua vez.

22 | E se eu não quiser Magic Band nem FastPass+, My Disney Experience?

Vai continuar podendo se divertir nos parques da Disney sem problemas (além das filas, claro). Os três produtos/serviços servem apenas para facilitar a programação da sua viagem e fazer seu tempo dentro dos parques render mais. Mas caso não queira fazer uso de nenhum deles, não há problema nenhum, ninguém é obrigado.

Dicas de visitante assídua:

  • Tente chegar ao parque que você vai visitar uma meia hora antes do horário de abertura. Pode parecer bobagem, mas estar lá antes de os portões abrirem vai te dar vantagem na hora de correr para uma das atrações que quer ver e pegar uma fila pequenininha ainda.
  • Alguns sites gringos, como o Undercover Tourist e o Easy WDW, trazem sugestões de a quais parques ir em cada dia do ano, baseados na média histórica de visitantes, no horário de funcionamento dos locais e das Extra Magic Hours (as horas adicionais, que apenas quem fica hospedado no complexo Disney tem) disponíveis.
  • Se você tem FP+ para uma atração, mas a fila está pequena, pode valer a pena entrar na fila comum e trocar o FastPass+ por um em outro brinquedo.
  • Perto da hora de fechar, ou mesmo durante os shows e paradas, pode ficar mais rápido ir a algumas atrações concorridas. Faltando algo como meia hora para o Animal Kingdom fechar, por exemplo, já cheguei a ir três vezes seguidas ao Expedition Everest sem pegar praticamente nada de fila.

Heloísa Dall’Antonia viajou a convite da Walt Disney World Resorts.

Leia mais:

7 comentários

NELSON
NELSONPermalinkResponder

Parabéns pelo trabalho de voces .

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Concordo com o Nelson:
Parabens, Heloisa, explicou de um modo simples e direto algo potencialmente confuso!
Mandou bem ... wink

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Um Disney VIP Guide também pode ser contratado para quem estiver disposto a gastar 600 reais por hora. Dica: com ele você tem FastPass ilimitado a qualquer atração, sem precisar agendar.

Ligia
LigiaPermalinkResponder

Os comentários estão ótimos, fáceis de serem entendidos mesmo para quem ainda não conhece. É tudo do jeitinho explicado. Parabéns!

Thalita
ThalitaPermalinkResponder

Olá!! Ainda estou com uma dúvida, entre os horários agendados posso ir em outras atrações na fila convencional?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thalita! Claro que pode.

Mauricio Manetta

Excelente explicação!!!!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar