Onde ficar em Nova York: 8 hotéis selecionados em Hell's Kitchen

Rogéria Vianna
por Rogéria Vianna

Rooftop bars em Nova York: Press Lounge

Colaborou | Ricardo Freire

Quem é que gostaria de se hospedar num lugar chamado... 'Cozinha do Inferno'? Calma. Hell's Kitchen não chega a ser um lugar bonito, mas décadas se passaram desde que a região era a preferida por imigrantes irlandeses pobres. Hell's Kitchen tem duas grandes qualidades. Uma: está muito perto de Times Square. A outra: não tem nada ver com Times Square. Hell's Kitchen tem mais nova-iorquinos que turistas -- boa parte deles, da comunidade LGBT. A área também serve como pólo gastronômico de Midtown.

Este post seleciona hotéis em Hell's Kitchen. Para uma visão geral sobre hospedagem em Nova York (comparando 11 regiões diferentes e com dicas para economizar em hospedagem), clique na página Onde ficar em Nova York: introdução.

  • Hotéis em Nova York: Hell's Kitchen

Prós:

  • É a área mais cool nas proximidades da Times Square -- mais vida real, menos cartão postal.
  • Já desbancou Chelsea e hoje é o epicentro da vida gay em Manhattan
  • Na 9ª Avenida, da rua 42 para cima, há diversas opções de bares e restaurantes ótimos e com preços bem honestos

Pegadinha:

  • Não é uma região tranquila à noite, especialmente no fim de semana, por causa das baladas LGBT

Mexa no mapa! Use o comando (+) para aproximar e ver a nome e a localização exata de cada hotel. Use o comando (-) para afastar e ver a posição desta região na cidade.

  • Área mais central, entre 8ª e 9ª Avenidas

O 414 Hotel (46th St entre 9th e 10th Ave) é um hotel-boutique bem próximo da região dos restaurantes. Tem um charmoso pátio interno, lareira no saguão e café da manhã incluído.

Também nesse miolo, o The French Quarters (46th St, entre 8th e 9th Ave) faz o estilo petit, com apenas 22 quartos e 5 suítes, o que dá um clima aconchegante à sua estada. Tem café da manhã incluído.

Mais para o norte, com o bom custo x benefício característico da rede, o Hampton Inn Times Square North (8th Ave entre 51st e 52nd St) é muito bem avaliado. O wifi grátis e o café da manhã incluído ajudam a manter a boa posição no ranking.

  • Quase no rio: 10ª e 11ª Avenidas

Na 10ª Avenida, que é bem mais tranquila (mas também mais erma à noite), fica o The Out NYC (42th St entre 10th e 11th Ave). Foi inaugurado como o primeiro grande hotel gay de Nova York. Hoje, contudo, tem um perfil mais genérico. Com projeto charmoso (bar no terraço, jardim interno, spa), tem quartos confortáveis, sendo alguns deles comunitários, em estilo albergue, ótimo para quem viaja sozinho mas quer se enturmar.

O futuro é lilás? O Yotel (10th Ave entre 41st e 42nd St) tem ambiente Jetsons (mas carpetes, luzes e detalhes em roxo). Os quartos são pequenos. Alguns são tipo 'pod', com beliches. Outros aparentam mais espaço graças aos janelões do teto ao chão. É um pouco caro para o pouco conforto que oferece, mas o bochincho, pelo jeito, parece compensar.

O Cachet Boutique (42nd St entre 10th e 11th Ave) combina duas coisas difíceis de achar na cidade: quartos estilosos e preços interessantes.

Quase no Hudson, o Kimpton Ink 48 (48th St com 11th Avenue) é a opção mais cool do pedaço. Além da beleza de suas acomodações, tem uma vista maravilhosa do rio e abriga um dos melhores rooftop bars da cidade, o Press Lounge.

Para economizar

Sem maiores pretensões, o Holiday Inn Express Manhattan Midtown (48th St, entre a 10th e 11th Ave) mantém o padrão básico-utilitário rede, é bem localizado e, oba, tem café da manhã incluído.

1 comentário

Wagner Nakano
Wagner NakanoPermalinkResponder

Estou com minha esposa no Pod Times Square, na 42nd quase na esquina com a 9th ave. Parece que abriu em Jan18. O preço foi muito bom, e o lugar é bem arrumado (novo). Quartos bem pequenos, café ao lado (fora) do hotel e muito simples. Mas pelo preço você pode escolher qualquer lugar bacanas nas redondezas, subindo a 9th ou 8th ave. Veja se convém incluí-lo na lista.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar